VIOMUNDO

Diário da Resistência


Acabou
Amor Nos Tempos de Cólera 11/07/2017 - 15h36

Acabou


Por Marco Aurélio Mello

por Marco Aurélio Mello

O print que ilustra esta postagem foi feito às 14h desta terça-feira, 11 de Julho de 2017.

Em pouco mais de uma semana conseguimos bater a meta de arrecadar os recursos necessários para indenizar o diretor de jornalismo da TV Globo.

O que ele fará com o dinheiro?

Não faço a menor ideia.

Façam suas apostas!

Outras participações ainda serão contabilizadas pelo Catarse.

Algumas pessoas deram suas contribuições em mãos.

E outras mais pediram o número da minha conta para depositar.

Não pretendo ficar com nenhum centavo.

Tenho alguns pequenos custos a serem contabilizados: flor, bombom, café e jantar.

Foram recompensas sugeridas como forma de causar burburinho durante a campanha.

Todo o dinheiro excedente será contabilizado e terá o destino que os apoiadores julgarem o melhor, numa consulta que faremos por e-mail depois.

Gostaria de agradecer imensamente a todos, sem exceção.

Somos até agora quase 900 apoios.

Imaginem só, novecentas pessoas em todo o Brasil e no exterior que decidiram se mobilizar por esta causa.

É claro que o exército da famiglia Marinho é muito mais numeroso.

Os irmãos estão entre as maiores fortunas do planeta.

Seus negócios incluem internet, tv, rádios, jornais, revistas, editoras…

São donos de off shores em paraísos fiscais e mandam prender e soltar, literalmente.

Agora mesmo vimos o poder de fogo que eles têm ao decretar a substituição do presidente usurpador Michel Temer.

Todos os calunistas (favor não revisar) seguiram rigorosamente a “nova orientação da casa”.

Eles são a voz do dono, mas também dos patrocinadores: empresas transnacionais de petróleo, automóveis, bebidas, alimentos, cosméticos…

Eles são o braço doutrinador do poder econômico para, via poder político, explorar os que não têm voz, nem nada.

A grande lição que aprendi nesta curta e tão intensa campanha foi: não estamos sozinhos.

Nos últimos 10 anos muitos foram os que me ridicularizaram, incluindo parentes e “amigos”.

Fizeram julgamentos cruéis e exclamaram: “quem você acha que é para comprar esta briga?”

Em vários momentos senti-me triste, com a sensação de que sim, meus críticos estavam certos.

Hoje, o que sinto é uma vontade imensa de continuar lutando contra este império.

Só não sei se devo usar as mesmas armas, nem a mesma estratégia.

Afinal, o caminho da Justiça, quando traz tantos vícios de origem, talvez não seja o melhor caminho.

Uma formiguinha pode ser pouca, mas com o formigueiro a conversa é outra.

Até a vitória final!

Um abraço cheio de gratidão.

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



Nenhum comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.