VIOMUNDO

Mauro Santayana: E se fosse para a Telebras?

21 de outubro de 2011 às 00h25

Blog do Mauro Santayana

O BNDES aprovou um empréstimo de 3 bilhões de reais à VIVO, para expansão da rede e telefonia 3G. O dinheiro seria para reduzir a dependência de terceiros com relação a backbone, um novo centro de dados, e à ampliação da rede de 2G e 3G, para cobrir 85% do território nacional até 2013.

Esse tipo de operação ajuda um grupo estrangeiro que está mandando bilhões de dólares como remessa de lucro ao exterior. Esse dinheiro, além de remunerar acionistas na Espanha e impedir a quebra da matriz, serve para fechar a boca de quem, dentro e fora do Brasil, acusa o governo de usar o Banco para “interferir no ambiente econômico” ou promover “concorrência desleal” quando apóia, ou tenta apoiar, empresas unicamente nacionais, em fusões no Brasil ou em aquisições no exterior.

Imaginem se amanhã o BNDES emprestasse, eventualmente, a mesma quantia para a expansão e consolidação da TELEBRAS, qual não seria o pandemônio em certos setores da imprensa e da opinião “pública” a respeito dessa atitude – e quantos pedidos de esclarecimento não seriam feitos no Congresso – pelos que fingem ignorar esse empréstimo do nosso principal banco de fomento aos espanhóis.

Por essas e por outras, o Estado chinês tem a maior companhia de telecomunicações do mundo, e está comprando empresas no exterior, enquanto nós pagamos as maiores tarifas de telefonia e banda larga do planeta, por obra e graça do irresponsável desmonte, esquartejamento e desnacionalização da telefonia nacional nos anos 1990.

Leia também:

Marcelo Branco: Lobby das teles quer fim neutralidade da rede

 

89 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Mauro Santayana: Teles privatizadas continuam saqueando o Brasil | Maria Frô

22/03/2013 - 10h06

[…] Mauro Santayana: E se fosse para a Telebras? […]

Responder

marcos martinelli

10/11/2011 - 18h54

E não é só isso não ! Vejam outros posts do Mauro, dessa vez sobre os 4 bilhões de isenção de imposto para o Santander:
http://www.maurosantayana.com/2011/10/imprensa-in
http://www.maurosantayana.com/2011/11/para-atende

e a telefônica não tem dinheiro para investir em infraestrutura mas tem para comprar o resto das ações da Vivo no Brasil:
http://www.maurosantayana.com/2011/11/vivo-pega-d

Responder

Governo vai pagar por aquilo que deveria exigir das Teles | Maria Frô

25/10/2011 - 18h26

[…] Mauro Santayana: E se fosse para a Telebras? […]

Responder

Antonio

22/10/2011 - 12h25

A Telefonica sumiu com o dinheiro emprestado pelo BNDES e não ficamos sabendo se prestou contas ou não. Parece que não. Agora o BNDES empresta mais dinheiro para esses caras, que mandam 40% do lucro para a matriz espanhola. Tenha a santa paciência. Ainda se prestassem um serviço decente a preço decente.

Responder

O_Brasileiro

22/10/2011 - 12h02

Será que o valor de mercado dessas empresas cobre esses empréstimos?

Responder

CLÁUDIO LUIZ PESSUTI

22/10/2011 - 12h02

O mais engraçado é que em todos estes posts não há uma menção a Lula ou Dilma.Até parecem que eles não tem nada a ver com isso!A patrulha digital petista atua igualizinho ao PSDB/DEM:quando tem coisa errado no governo aí é "culpa do BNDES"!Ora, quem manda no BNDES??O governo.Portanto são Lula e Dilma que apoiam este tipo de coisa e desfazem a Telebrás.Mudaram de lado , de novo.A patrulhinha negativa , mas não contesta.Covardes!

Responder

beattrice

22/10/2011 - 11h59

Algo a ver com a quadrilha vaticana que vai invadir o RIO com a tal Jornada da Juventude???
Nesse xadrez do OPUS DEI parece haver uma disputa entre Alckmin e DILMA p/ ver quem mais favorece os íberos religiosos!

Responder

O_Brasileiro

22/10/2011 - 11h54

A mídia golpista faz o que os donos do capital mandam. "It's bribe, man". Bilhões de suborno travestidos de propaganda.

Responder

Marcelo de Matos

22/10/2011 - 11h33

(parte 2) “Mas isso é bem diferente do que defende o atual governo no campo das telecomunicações: a chamada BrOi (fusão da Oi com a Brasil Telecom), que acaba de ser aprovada pela Anatel, nasce com o propósito declarado de tornar-se a maior empresa brasileira do setor, em condições de concorrer com as mexicanas America Movil (Claro) e Telmex (Embratel), com a espanhola Telefonica e com a italiana TIM. Seria ótimo, se o governo (via BNDES, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal) não estivesse colocando mais de R$ 12 bilhões de dinheiro público nesse negócio. Como se a Oi, de propriedade dos grupos Jereissati e Andrade Gutierrez, fosse uma pequena empresa precisando de capital”. Tá aí: o governo poderia, como opção, ao invés de emprestar para a Telebrás, botar mais farelo na gamela da OI.

Responder

Marcelo de Matos

22/10/2011 - 11h32

(parte 1) Esse post parece-me eivado de um nacionalismo meio démodé. Far-se-ia necessária uma análise do conceito de empresa nacional à luz das novas emendas constitucionais. Me ajuda aí (como diz o Datena). Faz décadas que deixei os bancos escolares. Sei, porém, que nosso Congresso é essencialmente conservador e deve ter considerado empresa nacional aquela constituída de acordo com as leis do país, venha o capital de onde vier – de paraíso fiscal, do estrangeiro, ou de tesouro resgatado de alguma cloaca. Nem todos reclamam dessa ajuda à Telefonica. No blog http://orlandobarrozo.blog.br/?p=1432 lemos:

Responder

eraklito

22/10/2011 - 11h10

É por isso que eu odeio FHC e seus cupinchas.

Responder

Duarte

22/10/2011 - 08h34

Gostaria de saber se estes empréstimos são pagos até o ultimo tostão e em quanto tempo. Não entendo como uma empresa como esta tem que pedir grana publica para ampliação de rede.

Responder

Celso Carvalho

22/10/2011 - 04h57

É o caso de chamar essa operação de bolsa multinacional?

Responder

Almeida Bispo

21/10/2011 - 23h31

Aliás… eu de novo. Estava lendo hoje um primor de safadeza da que se pratica neste caso da entrega do patrimônio público, no qual pode estar incluso essa história do BNDES. Trata-se do documento número 29, publicado na Revista do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, IHGB, número 331, na página 275, de 1870. Versa ele sobre o perigo representado pelos ingleses que estavam querendo engolir o império português (e engoliram!) com apoio DOS TRAIDORES dentro do Império, especialmente no Brasil. É da lavra do Conde Azambuja, escrita em 10 de janeiro de 1768.
ÊTA viciosinho desgraçado!!! Já se vendiam naquela época.

Responder

    Bonifa

    22/10/2011 - 07h36

    Há aí uma confusão histórica. Os Ingleses não engoliram o "império" português, Angola e moçambique estão aí para provar. E em 1870 o Império do Brasil já existia Há quase cinquenta anos. Agora, em 1870, no Brasil, se denunciavam frequentemente vários brasileiros como traidores em favor dos interesses da Inglaterra. Inclusive Joaquim Nabuco, visto com muita desconfiança até em sua terra Pernambuco (onde foi pateado em auditório) por ser admirador fanático da Inglaterra.

Almeida Bispo

21/10/2011 - 23h23

Sim, mas a turma da Telebrás tem como operar um esquema tipo Banco Ambrosiano? Não tem! Os "irmãos extra-numerários" tem. Foi assim que derrubaram o governo comunista polonês. E com isso também tem como depositar "modestas" quantias nas contas de amigos brazurcas mundo afora, nos "paraísos" fiscais. A Telebrás pode fazer isso? No máximo um número limitado de jornalistas aspones… uma merreca.

Responder

    beattrice

    22/10/2011 - 13h07

    Tem claramente uma operação em marcha dos "irmãos" para transformar o BRASIL em reduto dessa COISA, Vê la se eles se metem com a Argentina, CFK manda todos para Marte! Mas lá tem governo.

E se fosse para a Telebras? « Blog do EASON

21/10/2011 - 23h04

[…] publicado no Blog Vi O Mundo de Luiz Carlos Azenha […]

Responder

FrancoAtirador

21/10/2011 - 21h43

.
.
Só mais uma perguntinha:

Por que as empresas privadas pedem empréstimo aos bancos públicos,

enquanto os governos pedem empréstimo aos bancos privados?
.
.

Responder

    rodrigo.aft

    21/10/2011 - 22h58

    Franco, vc está ficando mto espertinho…

    não vai mais ser convocado para ser porta-voz do pt… rsrs

    precisamos agradecer, solenemente, ao paulo "das teles" hibernardo"!!!

    (o apelido "das teles" já diz TUDO!)

    FrancoAtirador

    22/10/2011 - 01h07

    .
    .
    Que é isso, meu irmão.

    O PT já tem inúmeros competentes porta-vozes

    e certamente não precisa que eu o seja.

    Também não tenho nenhuma pretensão de sê-lo.

    Apenas tento expressar o pensamento

    partindo de princípios como Equanimidade e Justiça.

    Falando nisso, me lembrei dos versos de um poeta gaúcho:

    Cismando
    (Glênio Fagundes)

    O som da palavra pura,
    Na expressão do pensamento
    É a estrada feita no vento
    Onde transito sem forma…
    Perfumando a brisa morna
    Pela preguiça do tempo…

    Tenho rimas de silêncio…
    Quando em vulto me desfaço…
    Vogando sobre meu passo,
    Num rumo que me convém,…
    Deixando a rima que vem
    Pro verso que eu nunca faço…

    Por mais que siga distante…
    Sei que não saio de mim
    Sou no princípio e no fim,
    Razão pura da existência…
    Que vagando na querência…
    .
    .
    Íntegra em:

    http://mauriciok.blogspot.com/2010/03/discos-da-m

    rodrigo.aft

    22/10/2011 - 12h34

    porta-voz tem "JOGO DE CINTURA" e fala o q convém ao poder, não a verdade!

    então, se vc é o menino e fala a verdade, fala q o rei está nú (como na fábula), vc NÃO SERVE para porta-voz de um partido "de esquerda" (rsrs) e "progressista" (mais rsrs), pois vc não tem "jogo de cintrura" para mentir, ENTENDEU?

    CRIANÇAS E INGÊNUOS DIZEM A VERDADE… E NÃO SÃO CONVENIENTES PARA ADULTOS MENTIROSOS. (ironia, LÓGICO!)

    por certo vc não é da ala do pt "de resultados" o pt "pragmatista", é?

    (eu sei a resposta; só estou elucidando para quem não sabe!)

    [ ]'s

    Joao Barbosa

    22/10/2011 - 11h09

    Querem pegar o PSDB e o DEM no pulo?
    Querem saber como eles elegem deputados-empresários?

    Investiguem estas duas empresas: Probank e Via Telecom

    Quem são estas empresas?
    Simplesmente são as empresas contratadas pelo TSE para operacionalizarem as eleições no Brasil !!!

    Fora do país essas empresas são investigadas e seus empresários presos, no Brasil eles são contratados por milhões !!!
    http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/story/20
    http://www.fraudeurnaseletronicas.com.br/2011/01/
    http://www.votoseguro.org/

Rafael

21/10/2011 - 20h20

Óbvio porque a mídia pig/tucana/dem não reclamaria nem um pouco. Com esse negócio tambem ganha o pig, vivo pega empréstimo no BNDES e vai anunciar no pig a inovção, modernizaçõa que está fazendo na sua rede para melhorar o serviço para os clientes gastando milhões e milhões em propaganda então o pig vai ganhar uma fortuna com esse negócio por isso stão calados. O que importa é dinheiro. Por esse motivo a imprensa não disse uma palavra contra as privatizações, aliás fez campanha a favor. Vejam por exemplo quanto a Vale anuncia na Abril e globo, é muito dinheiro para fazer propaganda de uma mineradora como se alguém pudesse comprar 1kg de minério de ferro. Como se precisasse anunciar seus produtos. Questão é essa a mídia ganhou muito dinheiro com privatização.

Responder

José Eduardo Camargo

21/10/2011 - 18h13

É como se o Brasil fosse uma prostituta que pagasse aos clientes por programa e não o inverso. E Santayana tem absoluta razão quando diz que a imprensa mercantil chiaria se a operação visasse ajudar uma empresa nacional. Assim, fora com Luciano Coutinho, já! Como diz a garotada, esse sujeito é um "sem noção"! E fora PIG também!

Responder

    Fabio_Passos

    21/10/2011 - 19h45

    Foi o PIG quem idiotizou a classe média.
    Esta roubalheira neoliberal só se sustenta com uma legião de lesados pela veja e jn.

Dinha

21/10/2011 - 17h51

Se fosse a Telebrás o ministro das comunicações cairia, devido a uma reportagem de capa da Veja denunciando um esquema no qual ele ganharia milhões com a negociação.

Responder

jaime

21/10/2011 - 14h55

No momento, são as montadoras estrangeiras que estão remetendo lucros de uma maneira escandalosa; logo, logo, terão a companhia das Teles. Isso é bom para quais brasileiros? Para os 42 que já pagaram carros da Kia com o imposto que só valerá em dezembro? Enquanto todo mundo briga por baixar impostos, tem gente fazendo questão de "ajudar" o governo. Parabéns, uma medalha para eles ou uma declaração de interditos por serem perdulários. Assim não há capitalismo que funcione! O índice de otários por hora aqui é muito alto e nesse caso do BNDES são praticamente 200 milhões. Penso que o sucessor do Lula deveria ter sido o Chanceler Amorim, e não a Economista, presentemente economizando para os espanhóis.

Responder

Saulo

21/10/2011 - 14h12

Claudio L. Pessuti, o idiotizado da direitalha raivosa ainda usa o termo "patrulha", como se a turma que ele representa não fizesse isto, dia e noite, todos os dias, o ano inteiro. Aparelhamento e patrulhamento são coisas que já nasceram com a direita !!!

Responder

Tácio Nues

21/10/2011 - 14h05

Qual é a da Dilma heim? Desce o sarrafo nos sindicalistas, privatiza os aeroportos, detona o PNBL, putz griila, se arrependimento matasse. Vou ver se nas próximas eleições tem algum nanico sério pra votar, ptucanos nunca mais.

Responder

    beattrice

    22/10/2011 - 13h03

    Tem gente demais do PT-SP nesse governo, não é não CARDOZO????

    Daniel

    24/10/2011 - 09h16

    Calma, não se torne um Otavinho…
    Dos nanicos, se vc quer mesmo saber, PCO, PSTU e PSOL, têm apoio de demotucanos pra conquistar bases que antes eram do PT e os demotucanos não conseguem entrar… Prova disso são sindicatos, que os PSDemB patrocinam campanhas pra eleger lideranças, tudo pra tirar força do PT.
    Logo… A extrema-esquerda é siamesa da extrema-direita.

    Abraço!

Rodrigo Carvalho

21/10/2011 - 14h04

Vergonha…bancar quem nos espolia.
PT parece PSDB

Responder

abrantes

21/10/2011 - 13h23

Presidenta DILMA use o seu poder de pressão e aja como a senhora fez no caso do grupo pão de açucar e impeça esse roubo aos cofres públicos ,porque se depender de pressão do PIG eles vão dizer que isso é necessário pois o sistema precisa melhorar e que é função do governo auxiliar as empresas.
Os espanhóis da TELEFÔNICA não são confiáveis pois eles faturam horrores com a assinatura mensal das linhas da telefonia fixa e prestam um serviço péssimo .
Para esse pessoal mais novo que não sabe como foi feita a privatização das telecomunicações e vive elogiando o sistema eu informo que eles também utilizaram o dinheiro do BNDES na aquisição e com uma assinatura mensal que havia sido reajustada de um valor em torno de 3,00 REAIS PARA UM VALOR EM TORNO DE 13,00 REAIS em uma PANCADA SÓ.
Mesmo com todos esses favorecimentos eles ainda tem a cara de pau de pedir mais dinheiro público .

PEROBA NELES!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Responder

    CLÁUDIO LUIZ PESSUTI

    22/10/2011 - 12h08

    "Presidenta Dilma use seu PODER DE PRESSÂO"????!!!Tá de brincadeira né??Ela MANDA no BNDES!!Você acha que tal soma de dinheiro é concedida a uma empresa sem o aval da presidenta?Se você acha isso, bem, faz o seguinte, Natal tá chegando, pede para o Papai Noel falar com ela!

EUNAOSABIA

21/10/2011 - 13h20

Vendilhões da Pátria.

Responder

    CLÁUDIO LUIZ PESSUTI

    22/10/2011 - 12h06

    quem são os "vendilhões da pátria"?o "BNDES"?Ora , quem é o "BNDES"?São Lula e Dilma!Mas a patrulha digital petista agora estão atuando igual o PSDB/DEM:quando é notícia ruim pro lado deles a culpa é do "ministério", "do orgão", "do BNDES"!Ora , e quem manda nisso tudo?LULA E DILMA!
    e dá-lhe negativo…..mas sem contestação objetiva!

José Silva

21/10/2011 - 13h18

Lembrei da fusão do Pão de açucar com o Carrefour agora… Ô imprensinha desgraçada essa do Brasil!

Responder

Rafael

21/10/2011 - 13h10

Votei no PT e bem provável continuarei votando, mas saber disso me dá uma raiva, fico revoltado. Para mim pelo menos é um traição à ideologia do PT que é o que me motiva a vota no PT. Todos casos de corrupção nunca chegará perto disso. Sempre execrei essas atitudes que aconteciam constantemente no governo do fhc. AES usou dinheiro do BNDES para dar aos americanos a verba necessária para comprarem empresas brasileiras, enquanto corria o prazo a AES remetia para os eua centenas de milhões, depois de vencido o prazo não pagaram nada e ficaram com maioria das empresas. Lamentável que o PT permitiu isso. É uma traição aos ideias sempre defendidos.

Responder

Fabio_Passos

21/10/2011 - 12h52

Já apareceu algum leitor da veja comemorando o "investimento da vivo" no Brasil e saudando a privataria neoliberal?

Questão de tempo…

Responder

maísa paranhos

21/10/2011 - 12h43

Que Parlamento é este?
Presidente, não libere! O "sistemão" está em suas mãos agora.
Presidente, por favor,a gente entende que tem que negociar, mas quando esta negociação nega a sua própria razão de ser, essa negociação não se diferencia de um governo de direita. Dói ver isto acontecer em seu governo…Por favor, não permita. O que está em jogo é um governo que apostamos ser de esquerda, na prática.
Presidente Dilma, a desilução política é muito perigosa, abre espaços para uma reação direitista safada e oportunista. Mas ser um governo de esquerda tem que ter materialidade. Tem que SER de esquerda, diferenciar-se como tal.
Não permita que cresça essa onda oportunista de "indignados".

Responder

Nilton

21/10/2011 - 12h11

Logo pra estes trastes dos espanhois que humilham brasileiros no aeroporto do paisinho quebrado deles?

Responder

FrancoAtirador

21/10/2011 - 12h00

.
.
Por que a Vivo não pediu dinheiro emprestado ao Santander?
.
.

Responder

    beattrice

    22/10/2011 - 12h04

    Por que ai nao seria emprestimo, seria transferencia entre socios, socios politicos e estrategicos inclusive.
    E dividas socios nao se transferem, somente lucros.
    Dividas sao transferidas para o governo-trouxa mais disposto a aceita-las.

    rodrigo.aft

    22/10/2011 - 12h37

    não vai perguntar o q eu tenho contra os cornos-mansos? (rsrs)

    rodrigo.aft

    22/10/2011 - 12h13

    "Por que a Vivo não pediu dinheiro emprestado ao Santander"?

    pq a vivo / telecÔmica / santander precisam fazer MUITA TRAMÓIA (TÉCNICA E FINANCEIRA) E MAQUIAGEM CONTÁBIL AQUI, fazer POLPUDAS REMESSAS DE LUCRO para a europa e BONIFICAR os acionistas LÁ!!!

    e o governo(?) não cobra nada deles… nem qualidade, nem investimentos, nem porcentagens máximas de reclamação, nem melhorias tecnológicas, nem barateamento nos serviços…

    VIVA O DEUS MERCADO DESREGULAMENTADO!!!

    (não sei se é impressão minha ou tem muita gente do pt fantasiado de tucano ultimamente… ou NEM tiraram a fantasia e eu é q não tinha percebido antes???)

    QTO À POPULAÇÃO BRASILEIRA, Q SE EXPLODA!!! VAI RECLAMAR COM O PAPA!!!

    O DEUS MERCADO SÓ QUER SABER DO DINHEIRO… QDO AS OPERAÇÕES NÃO RENDEREM MAIS O Q ESTÃO RENDENDO, VÃO EMBORA DE UM DIA PARA OUTRO ("fingindo" eventual falência) E BOA!!!

    E O GOVERNO, COMO UM BOM CORNO-MANSO, NÃO SABIA E NÃO PODIA FAZER NADA ANTES…

Cleverton_Silva

21/10/2011 - 11h27

Três bilhões pra fazer o usuários terem um serviço que preste aqui no Brasil. Vamos ver se a rede realmente vai melhorar. Há alguns meses eu enviava um sms de vivo para vivo e a mensagem chegava um dia depois. Haja bronca com as nossas telefônicas! Santayana está certíssimo em questionar. E se fosse a Telebrás? Nós vimos há meses atrás o processo de implosão (posso usar a expressão "aborto") da Telebrás, que poderia tornar a internet ainda mais acessível. A internet 3G aqui em Sergipe é decepcionante, pois além de problemas com o sinal ainda tem limite de acesso que a pessoa estoura apenas tentando ver vídeos. O BNDES poderia apoiar tecnologias melhores.

Responder

Henrique

21/10/2011 - 11h04

Que hoistória é esta Presidenta? Assim não dá Presindenta. Corte esse empréstimo imediatamente!

Responder

Edfg.

21/10/2011 - 10h46

Esse aí é que é o governo "progressista"? mas é só mais do mesmo desde 1998…

Responder

Griselda

21/10/2011 - 10h30

3 bilhões para os cidadãos espanhóis trabalharem 6 horas e receber 14o salário !!!

Responder

dukrai

21/10/2011 - 10h22

e a massa cheirosa, os "nossos" indignados, fazendo passeata contra a corrupção, afffffffffffe

Responder

Almerindo

21/10/2011 - 10h10

ESPETACULAR o texto do Mauro! É o que já falei INÚMERAS vezes para trocentos colonizados que amam de paixão a DOAÇÃO de nossa telefonia na triste época do Fernandinho.

Responder

Roberto Locatelli

21/10/2011 - 10h05

A presidenta Dilma já tinha avisado que o Brasil podia ajudar os países da Europa… Pronto, taí: R$ 3 bilhões a fundo perdido para ajudar a Espanha a tentar sair do buraco em que se meteu.

Responder

fernandoeudonatelo

21/10/2011 - 09h50

Nesse caso, gostaria de esclarecer, que essas operações são consideradas empreendimentos apoiáveis pelo Banco, pois são empresas estrangeiras com sede e administração instaladas no país. Ou seja, para o banco são geradoras de emprego interno.

As operações com essas empresas são contratadas com custo financeiro da cesta de moedas, exceto aquelas cujo segmento esteja incluído no Decreto 2.233, de 23/05/97, publicado no DOU de 24.05.97 – ed.extra, e suas posteriores alterações.

Também, não se trata somente da Vivo, 72% do endividamento líquido da TIM Brasil Participações se trata de financimentos de longo-prazo tomados pela operadora de Telecom com o BNDES, com o fim de expandir sua infra-estrutura de rede e TI para estados de baixa penetração de dispositivos e serviços de dados.

Responder

    fernandoeudonatelo

    21/10/2011 - 10h04

    A Telebras, como empresa estatal fechada, encontra-se restrita tal qual a Infraero a um problema grave de capitalização, que é depender única e exclusivamente de Dotação Orçamentária (transferências diretas da União), aonde seu patamar atual é menos da metade do previsto inicialmente pelo PNBL original.

    Ou seja, não lucra diretamente com a propriedade de infra-estrutura (reinvestindo pouco capital próprio),estão sujeitas à composição de superavit primario como parcela de seus investimentos, não emite bonds a investidores ou emite papéis e etc.

    Outra alternativa, seria a empresa concentrar a dotação incial numa reconstrução ou reestabelecimento do CNPq, centro de pesquisa e desenvolvimento da empresa, para com os avanços obtidos, implementá-los em projetos tecnológicos em universalização, como por exemplo a expansão do WiMax sobre regiões geograficamente difíceis para a última milha.

    Assim sendo, os sinais das teles operando em sua rede, renderia recursos para expandir outras malhas, com as de Trunking que não possue pouquissimos acessos no Norte e Nordeste.

    Bonifa

    21/10/2011 - 10h53

    A Telebrás não poderia abrir seu capital e lançar ações em bolsa? Porquê não tentam transformá-la em empresa de capital aberto, para que possa crescer sem esta intransponível limitação?

    fernandoeudonatelo

    21/10/2011 - 14h00

    Poderia, mas gradualmente, ao longo de um processo de regularização dos repasses orçamentários e, principalmente, depois que passar a manter capital retido para reinvestimento próprio.

    Ou seja, haveria antes uma espécie de capacidade instalada intensiva em tecnologia, pertencente a empresa, para que pudesse haver valoração. Nesse caso, as redes costeiras já existentes, pertencentes a empresas parceiras (Eletrobras, Petrobras, Dataserver) ou sob controle judicial (Eletronet) formariam a primeira etapa do Back Bone operada pela Telebras.

    A Telebras arrecadaria com o trafego de dados pelas Teles, sob sua infra-estrutura, redirecionando parte desses recursos mais boa parte da Dotação orçamentária, para a formação de um CNPq.

    Com um centro focadíssimo em P&D, a empresa trabalharia soluções de fibras opticas garantidoras de trafego de dados fixos (FTTH), ou seja, entre 1 e 10 Mbps sem queda de serviço . Meu amigo, aí entra o salto.

    fernandoeudonatelo

    21/10/2011 - 14h14

    Camarada, já ouviu falar no "combo dos sonhos das teles"?
    Te explico,
    TV por assinatura em alta definição e vídeos sob demanda.
    Banda larga fixa (10 Mbps), wi-fi residencial e em locais públicos.
    Internet 3G (com modem e por smartphone).
    Telefone fixo Embratel com chamadas ilimitadas para outros fixos de qualquer operadora.
    Telefone Celular pós-pago.

    Não basta querer adquirir estes 5 serviços (em combo ou não). É preciso que eles estejam disponíveis na residência do usuário.

    A grande dificuldade para atender o "sonho de consumo de telecom" representado pelo Combo da América Móvil (Claro) é a capacidade de oferecer a banda larga fixa de alta velocidade (10 Mbps). Telefônica e Oi enfrentam dificuldades semelhantes.

    Não é a toa que TIM adquiriu a AES Atimus, que tinha projetos avançados nessa rede, para cobrir a banda larga fixa no Rio e São Paulo.

    Por isso que desde já a Telebras perde a oportunidade de surgir com muita força.

    beattrice

    22/10/2011 - 13h10

    Oferecem esse pacotinho infame dia e noite.

    Klaus

    21/10/2011 - 16h28

    Já está no Bovespa:TELB4 E TELB3 são as ações.

    Vlad

    21/10/2011 - 17h19

    Já é de capital aberto há séculos.

    Daniel

    24/10/2011 - 09h11

    Ela já é aberta. Tanto que aquele preço todo dos telefones era justamente por causa do modelo de compra de telefone, que atrelava a compra de ações a aquisição da linha.

    rodrigo.aft

    21/10/2011 - 23h04

    fernandoeudonatelo,

    num país com o paulo "das teles" hibernardo em conluio com o "DEUS MERCADO", a Telebrás é um feto NATIMORTO

    e a POPULAÇÃO BRASILEIRA, DESAMPARADA, é órfa de pai de mãe!!!

Caracol

21/10/2011 - 09h50

(Para interpretar como ironia):
Ora, esse papo é antigo, isso é coisa do Brizola, quando ele falava em "perdas internacionais". Coisa da político ultrapassado, o cara vivia na Idade da Pedra, renegava a"mudernidade".
Aliás, esse negócio de teleférico em favela era idéia dele também, o cara era maluco.
(Hein?! Agora tem teleférico em favela? Ih, desculpe, apaga aí, Viomundo!)

Responder

leandro

21/10/2011 - 09h33

Que lindo. Então voce acha certo mandar bilhões para estrangeiros e a pequena empresa aqui quase nunca conseguir emprestimos do bndes? a não ser que tenha padrinhos, vide a fabrica de jogos de xadrez e dama que pegou 9 milhões do min. dos esporte. Só sendo muito fanatico para apoiar esse tipo de atitude.

Responder

    mauro ramos

    21/10/2011 - 09h56

    que liberalismo é esse?Ajudar o capital espanho! por que??

    Bonifa

    21/10/2011 - 10h04

    Só sendo muito fanático para ver "apoiamento" em um simples relato crítico de um fato jornalístico.

Julio Silveira

21/10/2011 - 08h58

Agora quem garante que esse dinheiro será utilizado dentro do estado brasileiro.
O BNDES fiscalizará, ou será como aquelas relações comerciais feitas com qualquer cidadão que recebe o emprestimo e o utiliza aonde for de seu interesse. Por que a Espanha, e suas empresas, como sabemos estão passando por uma grande crise. Espero que o dinheiro que poderia servir para reforçar nossa capacidade, até empresarial nacional, realmente seja aplicado pela estrangeira empresa aqui, e não para reforçar sua capacidades de resistencia a crise lá. Afinal empresa privada tem que arcar com os riscos inerentes e não serem salvas com dinheiro publico para não gerar castas de privilegiados.

Responder

    Bonifa

    21/10/2011 - 10h06

    Dinheiro não toma assento em parte alguma. Basta um toque de teclado para ele dar a volta ao mundo.

    Julio Silveira

    21/10/2011 - 10h55

    Eu sei, vc sabe e esse governo, que criticamente defendo, deveria saber. E, para se dizer defensor de nossos interesses, deveria ser mais criterioso em concessões de emprestimos como nosso dinheiro, sugado em impostos, e trabalho, para evitar ajudar a manter feudos economicos sem sequer buscar contrapartidas que nos beneficiem. Relação meramente comercial, isso é decepcionante para um governo que deveria não somente substituir os espaços dos anteriores mas se fazer indutor de ações inovadoras em beneficio dos que lhes colocaram lá. E emprestimos como esse nada representam de garantias aos nossos beneficios, muito pelo contrário é garantia de sobrevida a uma empresa que nos dá um serviço de qualidade inferior a que oferecem a países que lhes cobram com severidade. Brasileiro é muito bonzinho, para não dizer idi….

Werner_Piana

21/10/2011 - 08h34

Tá explicado porque Bernardo e D Dilma mandaram embora o Santana, que queria reativar a Telebrás enquanto empresa Estatal, de propriedade nossa… é dose!

Responder

    beattrice

    22/10/2011 - 11h28

    Dose mortal, a falta de nacionalismo da D Dilma ainda vai pavimentar a eleição do HUCK

Vlad

21/10/2011 - 08h22

"Imaginem se amanhã o BNDES emprestasse, eventualmente, a mesma quantia para a expansão e consolidação da TELEBRAS, qual não seria o pandemônio em certos setores da imprensa e da opinião “pública” a respeito dessa atitude "

????????????????

Tirou de onde essa pérola?
Até estádio particular e empreiteira "amiga" cortando área indígena boliviana tá financiando e com tímidos, quase afônicos, protestos.
Quem é que iria reclamar de injetar dinheiro na Telebras?
Eu, hein?!

Responder

    Bonifa

    21/10/2011 - 10h08

    Quem iria reclamar? Está se fazendo de inocente? Santayana tem razão. Seria uma guerra oposicionista-midiática feroz.

    Vlad

    21/10/2011 - 14h38

    E talvez o segundo maior crime da Humanidade…hahaha
    Haja imaginação!

Ze Duarte

21/10/2011 - 07h34

Realmente, que saudades dos tempos de esperar 10 minutos pra fazer um DDD, de fazer consórcio e declarar linha telefônica, de pagar 3000 mil reais numa linha…

Responder

    Bonifa

    21/10/2011 - 10h09

    Os bobões continuam dizendo que Washington Luís foi quem inventou o asfalto…

    Almerindo

    21/10/2011 - 10h19

    Ô infeliz!!! ENTREGARAM nossa telefonia JUSTAMENTE quando os equipamentos começaram a baratear demais pelo mundo afora, deixaram nossa telefonia SEM INVESTIMENTO (da mesma forma que em outros setores) para justificar a DOAÇÃO dela!!! LEIA o livro "o Brasil privatizado" do professor Aloisio Biondi (tem no site dele DE GRAÇA) que você entenderá (ou não, né?)!!!

    ACORDA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    beattrice

    22/10/2011 - 12h01

    O livro do BIONDI deveria ser adotado nos vestibulares e no ENEM, seria um bom começo p/ desmascarar o PiG SE quisesem realmente faze-lo.

    Roberto Locatelli

    22/10/2011 - 12h10

    Pois é, Almerindo, o esquemão da privataria foi sempre o mesmo:

    1) Sucateia-se uma estatal, fazendo aprovar legislação restritiva, impedindo que ela se modernize;
    2) reduz-se o número de funcionários, não abrindo concursos para substituir os que se aposentam;
    3) pronto, aí é só vender para os amigo$$ a preço camarada, levando "um por fora". Detalhe: às vezes os amigo$$ pegavam dinheiro do BNDES para comprar a estatal e depois não pagavam a dívida.

macx

21/10/2011 - 05h12

é o Bolsa Pig , aí pode !!!!

Responder

Francisco

21/10/2011 - 03h00

O industrialismo só floresce onde há soberania nacional. A China é soberana e desde 1949 nunca foi governada por tucanos.

O Brasil, coitado, tem metade de sua população sob tucanos e, até em parte por isso, nunca consegue engrenar medidas efetivamente nacionalistas. Resultado: do deficit espanhol, pode abater três bilhões aí, meu rei…

Responder

    beattrice

    22/10/2011 - 11h27

    Há que se reconhecer que o governo federal responsável pelo BNDES não é tucano. OU É??????

_spin

21/10/2011 - 00h53

Vale a pena ler de novo. Bresser Pereira: “Só um bobo dá a estrangeiros serviços públicos como as telefonias fixa e móvel”

Este texto é de 07/2010 mas bem atual

Por Rogério Tomaz Jr, no blog Conexão Brasília Maranhão

Neste caso, foram os espanhóis os nacionalistas, enquanto os latino-americanos, inclusive os brasileiros, foram os colonialistas, ou os tolos.

Agora, quando a espanhola Telefônica faz uma oferta pelas ações da Vivo de propriedade da Portugal Telecom, o governo português entra no jogo e proíbe a transação.

Leia mais
http://www.advivo.com.br/blog/spin-in-progress/va

Responder

    Almeida Bispo

    21/10/2011 - 23h25

    "Neste caso, foram os espanhóis os nacionalistas, enquanto os latino-americanos, inclusive os brasileiros, foram os colonialistas, ou OS TOLOS." Os tolos, não; os ladrões pé de chinelo. Trocando ouro por pedaços de espelhinhos.

CLAUDIO LUIZ PESSUTI

21/10/2011 - 00h50

Cuidado Santayana, com a patrulha digital do PT em ação nos blogs, você vai ser chamado de "troll" hein, cuidado, este pessoal e assim, o chefe mandou eles fazem, nem que seja o contrario de tudo o que já pregaram!

Responder

    Julio Silveira

    21/10/2011 - 13h39

    É mais facil vc ver isso acontecer nas bandas tucanas, esses sim não tem senso critico, podem infiar tudo goela abaixo que eles exibem um sorrisão na cara. Veja São Paulo reduto do tucanismo e da alienação.

    CLÁUDIO LUIZ PESSUTI

    22/10/2011 - 12h10

    Quem manda no BNDES??O Luciano coutinho?Ora , quem manda é LULA E DILMA!Aposto que se fosse "notícia boa" a patrulhinha digital petista taria aqui "louvando" a ação de Dilma e Lula!Como é notícia ruim a culpa é do "BNDES"!hipócritas!Pode ir negativando aí, sem contestar é claro, devido a falta de argumentos.

Deixe uma resposta