VIOMUNDO
O VIOMUNDO só é possível também através de anunciantes, e detectamos que você utiliza um AdBlock, bloqueador de anúncios.
Por favor considere ajudar o VIOMUNDO desativando o bloqueador para este site.

Gerson Carneiro: Dê um clique pela vida; uma campanha que vale a pena

10 de fevereiro de 2017 às 23h28

IMG-20170210-WA0062

por Conceição Lemes

Quem frequenta o Viomundo já conhece o Gerson Carneiro, seus comentários cáusticos, posts bem-humorados e o seu inseparável chapéu de vaqueiro nordestino.

Há nove dias, ele lançou em sua página no Facebook uma campanha para ajudar uma pessoa que está bastante doente e vive situação dramática.

Como poderão ler  no texto que o Gerson fez para a campanha, ela é vítima de uma maldade sem fim da família do companheiro de décadas de vida e que faleceu.

Por conta de uma questão judicial, ela não pode aparecer. Por isso, Gerson chamou-a apenas de Maria.

Há pouco visitei a página do Gerson no Facebook, que tem R$ 15.628 seguidores.

Fiquei muito preocupada.

Dos R$ 65 mil necessários para alforriar Maria, ele conseguiu levantar até o momento R$ 910.

Ou seja, não chega a 2% do total, que, diga-se de pensagem, aumenta diariamente devido à correção monetária.

E só faltam só 36 dias, para a campanha acabar.

Diante disso, estas três perguntas me vieram à cabeça:

1) Será que o golpe contra Dilma golpeou também a solidariedade?

2) Será que perdemos a capacidade de nos colocar no lugar do outro, a compaixão?

3) Será que pelo fato de não aparecerem o nome e a foto da Maria alguns seguidores do Gerson estariam achando que a história não é real e alguém estaria explorando a boa fé do Gerson?

Em relação à primeira e à segunda perguntas, eu, Conceição Lemes, não tenho o que fazer. Vai da consciência e do modo de pensar de cada pessoa.

Quanto ao terceiro questionamento, eu e Luiz Carlos Azenha garantimos: a pessoa existe, sim, e a tragédia dela – acreditem! — é bem maior do que o Gerson relatou no texto da campanha.

Vocês, aliás, já leram muita coisa dela aqui no Viomundo, bem como nos blogs de Luís Nassif e Paulo Henrique Amorim, entre outros.

A doença dela não tem cura, o tratamento é paliativo. O que nós queremos é tirar a espada sobre a cabeça dela, aliviando o seu sofrimento, para que possa viver com dignidade o tempo de vida que ainda tem.

Nós sabemos que a grana está curta para todo mundo.

Mas, se cada seguidor do Viomundo ou do Gerson Carneiro der um pouquinho, rapidamente será possível atingir a meta.

Hoje, é ela quem está nessa situação. Amanhã pode ser qualquer um de nós.

Para conhecer a história de Maria, clique aqui.

Para ajudá-la, também clique aqui.

Obrigadíssima.

Leia também:

Wadih Damous: O saldo final da Lava Jato será dizer aos corruptos “o crime compensa”

20 - set 0

Alexandra Mello: Querer é poder, custe o que custar, doa a quem doer?

Entre o desejo, a satisfação e a felicidade

 

2 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

João Felipe Bezerra

23/02/2017 - 22h57

Tempos de vacas magras, ninguém ajuda ninguém… acabou a solidariedade.
Concordo com o comentário anterior: o inseparável chapeu de couro separou.

Responder

Adamastor Silvano

15/02/2017 - 09h53

“o seu inseparável chapéu de vaqueiro nordestino”… Isso não é bem verdade, a pessoa que aparece no vídeo não usa chapéu nordestino, nem fala como nordestino.

Responder

Deixe uma resposta