VIOMUNDO

Em BH, jornalista descobre que é do “tipo que rouba supermercado”

06 de janeiro de 2016 às 12h49

Captura de Tela 2016-01-06 às 12.41.33

Por Etiene Martins, no Facebook, sugerido por Elder Pacheco

Hoje descobri que sou o tipo de gente que rouba o DIA Supermercado!

Ao passar na rua da Bahia avistei um supermercado novo e resolvi entrar para comprar duas lâmpadas.

Quando cheguei na porta fiquei em dúvida e perguntei ao segurança onde era a entrada já que de um lado havia uma roleta e do outro os caixas.

O segurança que se chama Nivaldo olhou pra mim com seus olhos azuis de cima abaixo e gritou agressivamente que era para eu colocar a minha bolsa no guarda volume, o supermercado parou, funcionários e clientes voltaram a atenção para nós (sempre pensei que tiraria de letra uma situação dessas, mas queria que o chão se abrisse pra eu pular dentro).

Eu respondi que não foi essa a pergunta que o fiz, e o perguntei porque que eu deveria guardar minha bolsa já que todas as mulheres que os meus olhos alcançavam no interior da loja estavam com suas respectivas bolsas.

Ele me perguntou em alto e em bom som se eu não sabia ler apontando para um painel que estava na parede com mais de 50 frases e uma delas dizia: Proibida a entrada com bolsas, sacolas e mochilas.

Nisso um outro cliente passou a roleta com bolsa e entrou na loja sem que o segurança o abordasse. Rodei a roleta e o segurança tirou o cassetete da cintura para me intimidar, mesmo com medo perguntei a ele se ele achava que eu iria roubar a loja.

Ele olhou pra mim e falou bem alto “é esse tipo de gente que rouba aqui todos os dias”.

Pensei em virar as minhas costas e ir embora, mas fui até a encarregada da loja que se chama Luciane e relatei o ocorrido a ela e disse que ele me constrangeu e me ameaçou com o cassetete.

Ela me disse que isso já havia ocorrido outras vezes e que ela só estava esperando outra pessoa reclamar para pedir a substituição do mesmo. Aí não aguentei.

Solução da história fomos parar na delegacia eu e ela para fazer um B.O. de constrangimento, calúnia e ameaça, tudo isso levou três horas e meia.

Descobri hoje que jornalista e publicitária é o tipo de gente que rouba o DIA Supermercado. #‎nenhumDIAéDIAderacismo‬

*****

Eu que me achava tão forte e tão preparada para enfrentar uma situação dessas senti que a dor é tão cruel que dá vontade de pedir ao condutor: Para a vida que eu quero descer, mas não, não sou eu que devo descer. Mesmo com toda humilhação que nos sujeitam não podemos nos calar. Temos que gritar bem alto (mesmo que com lágrimas nos olhos): aqui não racista! Obrigada à todos que compartilharam o ocorrido, obrigada à todos que deixaram um recado carinhoso em inbox para me consolar.

Começar 2016 com o racismo mais presente como nunca é inaceitável, mas agradeço à todas as pessoas que me apoiaram com carinho e atenção nesse momento tão difícil ( e não foram poucas) .

Os principais sites de noticias falaram sobre o fato o R7, G1, Jornal O Tempo, jornal Estado de Minas dentre outros. Os racistas estão lá a comentar.

Peço que deem uma lida nas matérias.

A luta contra o racismo continua, não sou a primeira e infelizmente não serei a última…

Leia também:

Altamiro Borges: Lu Alckmin e Tito, o cãozinho voador

Investigação VIOMUNDO

Estamos investigando a hipocrisia de deputados e senadores que dizem uma coisa ao condenar Dilma Rousseff ao impeachment mas fazem outra fora do Parlamento. Hipocrisia, sim, mas também maracutaias que deveriam fazer corar as esposas e filhos aos quais dedicaram seus votos. Muitos destes parlamentares obscuros controlam a mídia local ou regional contra qualquer tipo de investigação e estão fora do radar de jornalistas investigativos que trabalham nos grandes meios. Precisamos de sua ajuda para financiar esta investigação permanente e para manter um banco de dados digital que os eleitores poderão consultar já em 2016. Estamos recebendo dezenas de sugestões, links e documentos pelo [email protected]

R$0,00

% arrecadado

arrecadados da meta de
R$ 20.000,00

90 dias restantes

QUERO CONTRIBUIR

 

12 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Gerson Carneiro

08/01/2016 - 10h14

Detalhe: para deixar os pertences no guarda volume nas lojas dessa rede de supermercado, tem que pagar.
Fui uma única vez e quando me foi dito que eu teria que deixar minha sacola no guarda volume mediante a paga de uma moeda de R$ 1,00 eu saí de lá pra nunca mais voltar.

Responder

Emanoel

07/01/2016 - 09h32

Acredito que a melhor saída é não comprar nesse SUPER MARCADO, e fazer uma campanha, para que outros não comprem também! É o que sempre digo, se nós trabalhadores fossemos organizados, mandaríamos no Mundo, pois todos os atravessadores dependem de nós. Entendam onde quero chegar!

Responder

Emanoel

07/01/2016 - 09h30

Acredito que a melhor saída é não comprar nesse Marcado, e fazer uma campanha, para que outros não comprem também! É o que sempre digo, se nós trabalhadores fossemos organizados, mandaríamos no Mundo, pois todos os atravessadores dependem de nós. Entendam onde quero chegar!

Responder

Julio Silveira

07/01/2016 - 07h44

Isso serve para mostrar a todos o quanto o racismo está entranhado na sociedade. Mesmo muitos negros duvidam, até que acontece. Meu conselho nunca andar desarmado, não me refiro a revolveres, nem cassetete, me refiro ao espirito, estejamos sempre preparados para nos defender e defender quem precise deste tipo de violência imbecil.
Provavelmente a repórter tenha aprendido uma lição valiosa, nunca mais deixar a arma em casa.

Responder

AAMJR

07/01/2016 - 01h33

Que triste ter de ler algo assim já no início do ano. Mas não é nada surpreendente, retrata apenas a velha condição brasileira de confundir autoridade e autoritarismo, típica de gente que aprendeu a chamar de democracia uma ditadura.

Responder

renato

06/01/2016 - 22h57

Negra e LINDA!!!!!!!!!!!

Responder

tiao

06/01/2016 - 19h51

Aqui em SBC tem uns tres ou quatro destes,são todos horrorosos.Não tem nada que presta.

Responder

Bernardo

06/01/2016 - 19h37

Vergonha. O supermercado deve se retratar e vai perder clientes.

Responder

roberto

06/01/2016 - 17h18

Sorte dela que o Bolsonaro não estava na loja.

Responder

FrancoAtirador

06/01/2016 - 16h30

.
.
SUPERMERCADO ‘SÓ PARA BRANCOS’
.
ACHEI QUE ERA EXCLUSIVO DE ANGRA…
.
.

Responder

Marcio Ramos

06/01/2016 - 15h53

Neste supermercado nunca mais. É preciso uma campanha forte para colocarmos os racistas na cadeia, quanto antes melhor para todos.

Responder

Henrique Dasilva

06/01/2016 - 13h26

Nesse supermercado eu não entro mais!

Responder

Deixe uma resposta