VIOMUNDO
O VIOMUNDO só é possível também através de anunciantes, e detectamos que você utiliza um AdBlock, bloqueador de anúncios.
Por favor considere ajudar o VIOMUNDO desativando o bloqueador para este site.

Cartilha sobre reforma da previdência alerta: “Todos perdem; só ganha o capital financeiro, que nunca perdeu”; veja íntegra

07 de julho de 2017 às 13h44

Reforma da previdência é tema de cartilha lançada pela Fisenge

por Camila Marins, assessora de Comunicação da Fisenge

A Federação Interestadual de Sindicatos de Engenheiros (Fisenge) lançou, no dia 29/06, uma cartilha sobre a Reforma da Previdência.

De acordo com o engenheiro e presidente da Fisenge, Clovis Nascimento, a publicação tem o objetivo de contribuir com informações sobre a Previdência Social e a atual reforma apresentada pelo governo Michel Temer com a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287. “A Reforma da Previdência é um dos mais perversos braços de um projeto de poder que penaliza a população mais pobre e vulnerável, e aposta em um cenário macroeconômico recessivo para o Brasil nos próximos 20 anos”, afirmou Clovis, que ainda reforçou: “Todos perdem com a atual proposta: trabalhadores e a economia brasileira. Ganha o capital financeiro que, no fim das contas, nunca perdeu”.

A cartilha, produzida em parceria com o Núcleo Piratininga de Comunicação (NPC), destaca os impactos da Reforma da Previdência em aspectos gerais e específicos, como gênero, raça, servidores públicos, pensionistas e trabalhadores rurais.

“A própria existência de um déficit é controversa, já que, a despeito do que determina a Constituição, dezenas de milhões são retirados do sistema de arrecadação da Previdência Social para pagar os juros da dívida pública”, declarou Clovis.

Essa Reforma da Previdência a representa um retrocesso no Brasil e em qualquer país do mundo. “É fundamental a mobilização da sociedade. As centrais sindicais, com o apoio dos movimentos sociais, organizam e convocam greves gerais e manifestações, com o objetivo de barrar as reformas no Congresso”, afirmou Clovis.

Cartilha da Fisenge sobre a reforma da Previdência by Conceição Lemes on Scribd

Leia também:

Pela primeira vez na história, CNS reprova relatório de gestão do Ministério da Saúde

Ministério da Saúde libera dinheiro para hospital de fraudadores

 

2 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Anac

08/07/2017 - 19h57

A ironia do destino é q apenas Lula terá o poder de impedir essa reforma q atingirá em cheio os médicos, engenheiros, advogados psicólogos, contadores, sociólogos, economistas, professores universitários, os “doutores” q o desprezam e torcem por sua prisão e desgraça. Deus escreve certo por linhas portas. .Às vezes Deus precisa ser duro com aqueles que não aprendem nunca e se deixam levar pelo ódio e preconceito, pelos instintos mais primitivos. É Lula ou a desgraça, q virá com o fim da aposentadoria e o retorno da escravidão. Deus nos deu o livre arbítrio, o direito de escolher qual caminho a tomar. Daí por diante é arcar com as escolhas.

Responder

Edson

07/07/2017 - 17h15

Maiores bancos do país devem mais de R$ 124 bilhões para a União
´
http://www.vermelho.org.br/noticia/299068-1

Responder

Deixe uma resposta