VIOMUNDO
O VIOMUNDO só é possível também através de anunciantes, e detectamos que você utiliza um AdBlock, bloqueador de anúncios.
Por favor considere ajudar o VIOMUNDO desativando o bloqueador para este site.

Caio Martins: Haddad tem mais disposição para o diálogo

17 de junho de 2013 às 17h21

por Luiz Carlos Azenha

Caio Martins é estudante de História da Universidade de São Paulo. Tem 19 anos de idade. Anda de ônibus. Integra o Movimento Passe Livre.

Hoje, na rua para o quinto ato do Movimento Passe Livre, enquanto era possível ouvir participantes gritando o tradicional “Fora Rede Globo” ao fundo, conversamos brevemente.

Foi para esclarecer alguns pontos sobre o movimento levantados por internautas: o MPL protesta apenas onde os prefeitos são do PT? O MPL também quer redução de tarifas do Metrô, dos trens metropolitanos e dos ônibus intermunicipais? Qual tem sido a diferença entre o prefeito Fernando Haddad e o governador Geraldo Alckmin?

As respostas aparecem na gravação abaixo.

Caio reafirmou um fato: o MPL conta com simpatizantes do PT, do PSOL e de outras tendências que não se organizam como partidos. É um movimento social apoiado por militantes do MST e de vários outros agrupamentos políticos. Veja aqui um manifesto contra a repressão policial ao movimento.

O objetivo do movimento é debater não apenas a questão das tarifas, mas o modelo do transporte público nas grandes cidades.

Eu, Azenha, digo que isso tem relação direta com a democracia, já que estamos falando do direito concreto de ir e vir. É um debate que se faz em todo o mundo e que coloca em xeque a base da sociedade industrial do século 20, que se sustenta na produção de automóveis e na abertura de ruas e estradas para a circulação de pessoas e mercadorias. Traz à tona o debate sobre o individualismo, o consumismo e o uso do espaço público nas aglomerações urbanas.

Estas questões são hoje debatidas em Berlim, Nova York, Nova Delhi e Joanesburgo.

Partidarizar o debate é, em minha modesta opinião, diminuí-lo.

Mas estas são minhas opiniões pessoais.

As do Caio aparecem na gravação abaixo:

Mac Audio_recording 1

Leia também:

Lelê Teles: Repórter de jornal que defendeu repressão agora é musa dos globais

 

46 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Em SP, manifestante dizia: "Foda-se o Brasil, nacionalismo é coisa de imbecil" - Viomundo - O que você não vê na mídia

19/06/2013 - 11h21

[…] Caio Martins: Haddad tem hoje mais disposição para o diálogo que Alckmin […]

Responder

Caiu o nosso muro de Berlim. E agora? - Viomundo - O que você não vê na mídia

19/06/2013 - 05h43

[…] Caio Martins: Haddad tem mais disposição para o diálogo […]

Responder

Rômulo Gondim – Sobre Datenas, Jabores e Pondés

19/06/2013 - 01h19

[…] Caio Martins: Haddad tem hoje mais disposição para o diálogo que Alckmin […]

Responder

Manifestantes serão enjaulados no discurso da Grande Imprensa? - Viomundo - O que você não vê na mídia

18/06/2013 - 23h26

[…] Caio Martins: Haddad tem hoje mais disposição para o diálogo que Alckmin […]

Responder

Sobre Datenas, Jabores e Pondés - Viomundo - O que você não vê na mídia

18/06/2013 - 19h16

[…] Caio Martins: Haddad tem hoje mais disposição para o diálogo que Alckmin […]

Responder

Artur Scavone: Mais cheiro de primavera que de pólvora e gasolina - Viomundo - O que você não vê na mídia

18/06/2013 - 14h37

[…] Caio Martins: Haddad tem mais disposição para o diálogo […]

Responder

Carlos Zarattini: Hora de voltar aos bairros e debater com a população - Viomundo - O que você não vê na mídia

18/06/2013 - 11h46

[…] Caio Martins: Haddad tem hoje mais disposição para o diálogo que Alckmin […]

Responder

Os integrantes do Movimento Passe Livre no Roda Viva - Viomundo - O que você não vê na mídia

18/06/2013 - 11h44

[…] Caio Martins: Haddad tem hoje mais disposição para o diálogo que Alckmin […]

Responder

marilamar

18/06/2013 - 11h43

O HADDAD esta na reuniao com os integrantes do MPL, e tá enrolando, tem que abrir a caixa preta dos empresarios corruptos, que mamam no transportes publicos a custa do pobre povo paulista!!! tem que ser agora, baixar o valor da passagem para 3,00 e continuar baixando até 2,00 e municipalizar o transporte publicos. Chega de dar dinheiro para os empresarios corruptos amigos dos amigos do PSDB…..chega, baixar já, já

Responder

demetrius

18/06/2013 - 10h46

enfim, o tema de final de ano da globo tem a ver com a realidade

http://www.youtube.com/watch?v=rS_xRSoBIKE&feature=youtu.be

Responder

FrancoAtirador

18/06/2013 - 09h02

.
.
1989/1992

Bons tempos aqueles em que a dupla Olívio Dutra e Tarso Genro, do PT, recém eleitos Prefeito e Vice-Prefeito de Porto Alegre pela Frente Popular (PT/PCdoB/PSBB), promoveu a intervenção nas empresas de transporte coletivo da capital gaúcha e moralizou o transporte público em Porto Alegre.

Teoria e Debate nº 17 – janeiro/fevereiro/março 1992

Entrevista

Olívio Dutra – A arte de ser governo

Nesta entrevista, realizada nos últimos dias de 91, Olívio fala de sua gestão à frente da prefeitura, demonstrando grande entusiasmo e segurança no trabalho realizado sob sua liderança.

TD: No início do governo, vocês tiveram uma experiência em várias empresas de transporte. Hoje, nas Prefeituras petistas, existem companheiros que questionam a proposta anterior que tínhamos de municipalização total do transporte. À luz da experiência vivida em Porto Alegre, como você vê essa questão?

Olívio Dutra: Quando chegamos aqui, tínhamos uma frota de uns 1200 ônibus. Hoje, são 1500 ou 1600. Tínhamos quatorze permissionárias de transporte coletivo e uma empresa municipal, a Carrís, que não era maior do que as outras. No segundo mês do nosso governo os empresários nos desafiaram e fizeram um locaute. Retiraram ônibus daqui de Porto Alegre e esconderam nas suas chácaras de recreio. Nós respondemos imediatamente com uma intervenção nas seis principais permissionárias do transporte coletivo da cidade e essa intervenção, mesmo que atabalhoada, foi necessária. Ela nos deu um conhecimento concreto da situação do transporte coletivo, como ele vinha funcionando há muitos anos. A relação dos permissionários com a administração era, no mínimo, ambígua, uma relação de favores que beneficiavam pessoas e não o serviço público. Com a intervenção nós conhecemos por dentro o funcionamento do sistema e também detectamos nas empresas sob intervenção as maracutaias existentes. O sistema de transporte coletivo em Porto Alegre tem uma única fonte de renda, oriunda do pagamento da passagem pelo usuário. Esta fonte de receita estava confundida com outros negócios. Dentro das empresas permissionárias havia negócios de turismo, venda de pedras preciosas, tudo misturado. Levantamos todas as irregularidades e dissemos às empresas que para trabalhar conosco teriam que assumir alguns compromissos. À medida que foram se comprometendo a cumprir as regras do governo, fomos suspendendo as intervenções, até porque não tínhamos e não temos recursos, enquanto poder público, para encampar a totalidade ou sequer a maioria dessas empresas e fazer investimento. Isso significaria tirar dinheiro do saneamento básico, de uma série de outras coisas. Na primeira discussão do Orçamento Participativo a população não colocou o transporte como prioridade primeira ou básica. Graças às intervenções pudemos determinar condutas para os empresários permissionários do transporte coletivo e definir políticas globais. Hoje, temos uma política de tarifa real do transporte coletivo.

TD: Quanto é essa taxa em Porto Alegre?

Olívio Dutra: É Cr$ 260 (valor de dezembro 91). Mas, durante todo o ano de 89, praticamos uma política de tarifa abaixo da inflação. Encerramos o ano de 89 com o reajuste 400% abaixo da inflação real. Foi um equívoco que nos colocou numa situação que até hoje estamos tentando resolver. Tínhamos as passagens mais baixas de todas as capitais brasileiras. A população, porém, não sentia melhorias no sistema de transporte coletivo porque não havia dinheiro para comprar ônibus e a frota estava sendo sucateada. Com a intervenção nas empresas, ou seja, com muitas delas sob nossa direção não tínhamos sequer recursos para manutenção, compra de combustível etc. Hoje, temos uma política diferente. O poder público municipal tem a definição da política de transporte coletivo e tem a autoridade para fazer com que ela seja cumprida. Mas a execução pode ser feita por permissionários, com fiscalização cotidiana do governo municipal.

TD: Você tem investido mais em que área?

Olívio Dutra: O principal ponto dos nossos investimentos é o saneamento básico, que significa água, esgoto fluvial e cloacal e benfeitorias: pavimentação de ruas, tapamento de buracos e iluminação.

TD: Quem define essas prioridades?

Olívio Dutra: Elas foram definidas no Orçamento Participativo em 89, em 90, e reafirmadas agora em 91. Nós temos o Departamento Municipal de Água e Esgotos que trabalha a questão do fornecimento de água potável para a cidade: 95% da cidade beneficia-se desse serviço. Nós temos problemas ainda na área de esgoto fluvial e cloacal misto ou separado. Apenas 60% da cidade é servida por esse serviço, mas é um percentual que, comparado ao de muitas outras cidades, é bastante grande. Porto Alegre é uma cidade banhada pelo Rio Guaíba, que na verdade é um estuário com cinco rios, que já vêm poluídos de outras regiões.

Nós temos o projeto “Guaíba Vivo”. Estamos recuperando os balneários desse rio e também espaços próximos, do ponto de vista não só paisagístico, de lazer, mas também cultural e histórico. O Guaíba, que é a característica da cidade, tem um grau de poluição incrível. Nós temos projetos e estamos trabalhando para que o esgoto antes de ser jogado no rio seja tratado, mas são milhões de dólares, que nós não ternos. Apesar disso estamos trabalhando com pequenos e modestos projetos que estão recuperando a balneabilidade das praias do rio.

Íntegra em:

(http://csbh.fpabramo.org.br/o-que-fazemos/editora/teoria-e-debate/edicoes-anteriores/entrevista-olivio-dutra-arte-de-ser-governo)
.
.
Leia também:

(http://www.rodaviva.fapesp.br/materia/663/entrevistados/olivio_dutra_1989.htm)

Responder

Heitor

18/06/2013 - 08h13

Momento histórico!
Ontem e hoje, acordei com o sentimento de que todos os partidos são iguais, enquanto que especial e heróico é o povo, somente o povo, que sempre é vilipendiado em seus mais simples direitos e necessidades.
Emocionante! Faltou pouco para o Palácio ruir e o Congresso desabar! Quem sabe um dia serão tirados à força, na mais plena JUSTIÇA DO POVO, pois a justiça dos tribunais à tempos sabemos a quem serve.
Saudações irmãos manifestantes!

Responder

pereira

18/06/2013 - 06h20

Estão usando os meninos, os patrões já deram o recado elogiar, para depois golpear, vão ser usados como massa de manobra, eles mesmos vão pagar a conta, eu queria falar com um dos lideres só para dizer vão pagar a conta com arrocho salarial, desemprego e fome, quem pagou foi o meu pai que foi a favor do golpe de 1964, em algum momento inicial ganhou algum dinheiro, mais depois trinta anos de atraso, eu foi usado em 1992, pela essa mesmo imprensa com os caras pintadas. o que mudou de lá para cá, só mudou quando Lula entrou e mudou pouco, esses caras deram a senha para a imprensa golpista, só não quero ver daqui a alguns anos eles queixando em minha frente. Por falta de universidades, de escola, a saúde já esta um terror, vai ficar pior, deixa a direita ganhar.

Responder

Fabio Passos

17/06/2013 - 21h26

A “elite” branca, o PiG e seu boneco geraldo alckmin vao pagar muito caro por atacar e espancar os manifestantes.

O PiG pode considerar seus leitores imbecis… mas os manifestantes seguramente nao sao.

Ta na hora do troco.
PiG-psdb sao inimigos do povo… e assim devem ser tratados.

Responder

    FrancoAtirador

    18/06/2013 - 09h08

    .
    .
    A Polícia de Choque de São Paulo

    tá pra mais de 2 mil volts.

    É de Alta Tensão.

jacó

17/06/2013 - 21h25

O PT tem que desagrupar esses demonios que infestam o estado de são paulo com um governo mediocre do psdementes.

Responder

Assis

17/06/2013 - 21h20

Estou vendo a Paulista o povo não para de chegar, mas, é um protesto de brancos…Não vejo negros…Não estou fazendo juízo de valor, mas, é fato!

Responder

    Zanchetta

    17/06/2013 - 23h26

    Vc tá precisando de óculos… ou está atrasado uma semana nas manifestações.

    Assis

    17/06/2013 - 23h48

    Nao sou contra o movimento, pode ter sido diferente nas outras regiões de SP, mas, na Paulista até o momento que estive, vi gente de terno, vi famílias, vi velhinhas, mas, vi uma massa branca…mas, meus óculos podiam estar sujos né!!!

    Luís

    18/06/2013 - 08h30

    E também não tinha trabalhador.

    PS: Foi uma ironia, tá pelegão?

José X.

17/06/2013 - 21h10

O “New Cansei” parece que deu certo desta vez.

Responder

IZA

17/06/2013 - 21h05

Que tal na proxima manifestação invadir a Globo?
invadir a casa dos criminosos que sempre quiseram entregar o Brasil aos gringos?
Será que teremos Jabor e Ricardo Setti, pedindo desculpas, ou o Noblat palhaço postando “kit passeata”?
Será que teremos Leillaine Neubarth, na Globo Newes, vgariasta, dizendo que os garotos “são contra” a PEC 37?

Responder

    Batista Neto, Jose

    17/06/2013 - 22h11

    Iza. É muito bom que esses jovens saiam às ruas para vomitar contra tudo de ruím que a mídia fala contra a política e que eles ouvem assistem e acreditam. Na realidade eles estão criando um movimento político que em dado momento vai ter que se definir e negociar os rumos do movimento e entenderão o que é política de verdade e não o que ouvem da Rede Globo. Acho muito bom também que nesse momento eles não admitam exploração política sobre o movimento. Dentre eles surgirão lideranças políticas autenticas no futuro!!!

    IZA

    17/06/2013 - 22h37

    É mesmo?
    Basta ver os “bem pagos” pela Grobo, para não se enganar!
    Os criminosos nunca deixam de serem criminosos!
    Há anos estão tentando um golpe!
    Como entender, ……………que há três dias os criminosos deixaram de discordar, criticar os meninos, como entender, que desetetiram de chama-los de terroristas, de bandidoas, e criminosos?
    Alguém acha que o vigarista Arnaldo Jabor ou Ricardo Setti pedem desculpas depois de publicatem esses textos muito mais NAZISTAS?

    Elvys

    18/06/2013 - 11h24

    Invadir a globo (recuso escrever com maisculas)? É tudo que o pig quer, para alardear que liberdade de imprensa etc e tal está ameaçada no Brasil. Constranger as organizações globo e escaculhar constantemente é infinitamente mais legal, sem agredir fisicamente nenhum funcionário seja quem for, da empresa.

Cibele

17/06/2013 - 20h38

Sério? Se ninguém me falasse…

Responder

willian

17/06/2013 - 20h31

Em dois dias, VIOMUNDO estará dizendo que os protestos são a favor do PT.

Quem duvida?

Responder

    Rodrigo Leme

    17/06/2013 - 21h05

    Sim, vão dizer que o PT criou o protesto contra o demotucanato. Se der tempo, ainda vão dizer que foi o Alckmin que optou a PM em cima da galera o RJ e DF.

IZA

17/06/2013 - 20h29

SOMOS HOJE TODOS IDIOTAS?
É o que parece para os criminosos da Globo, Folha, Estadão e Veja
Não é mesmo?
Ainda mais quando a “musa” do mentirão 470, da Globo News, Leillaine Neubarth, sem vergonha na cara, SEM CARATER, e bem paga, chama, três dias depois os “terroristas, os “barderneiros” o “vandalos” de……….. lindinhos!
Chama os que estão PROTESTANDO CONTRA TUDO, qualquer coisa, na mentira e diz que estão…………. “protestando” contra PEC 37?
Essa Globo nunca vai deixar de ser vigarista!
QUE ESSE MENINOS INVADAM A GLOBO!

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

A “marcha” desses garotos hoje, é contra a política e todos os políticos, seja qualquer partido.
Vou repetir pra ficar bem claro!
Contra QUALQUER PARTIDO E POLÍTICOS!
NÃO CONCORDO COM ISSO!
Esse é o “trabalho” bem executado, com galhardia durante 20 anos, pelos criminosos da Rede Globo, Folha, Estadão e Veja.
Condenar a política e os políticos tem NOME: GOLPE!
E é o que a Rede Globo mais quer.
A Globo, a Folha, Estadão e Veja, tentam impor suas teses há 10 anos.
O que isso vai dar? …………… DESPERDÍCIO da juventude!
É fácil de prever!
Ainda mais quando um movimento não tem liderança e nenhuma proposta concreta! Só o “vamos protestar contra tudo”

Responder

    Fabio Passos

    17/06/2013 - 20h54

    E fato.
    O PiG trata seus leitores como imbecis. rsrs

    Caxopa

    18/06/2013 - 00h48

    lendo seu comentário pensei: será que czarismo russo em 1917 conseguia imaginar o que estava vindo e se fingiu de bobo? – a tempo, não estou defendendo nem criticando, apenas me referindo a um fato histórico.

    ELG

    18/06/2013 - 02h34

    Muito bem, Iza!

Malvina Cruela

17/06/2013 - 20h09

a que ponto chegamos: a defesa da “esquerda” é que fulano tem mais “disposição para o dialogo que o beltrano”…ou que a policia do PSDB bateu mais que a do PT.

Responder

Rodrigo Leme

17/06/2013 - 19h57

Operação livra cara do Haddad em curso!!! A gente viu como ele dialogou ate agora…

E o rapaz é um “integrante” do movimento…é um dos lideres, ou é aquele que falou bem do Haddad e por isso foi pro site?

Entrevista um dos que levou porrada da PM petista em Brasília. Quem lê esse site nunca vai saber disso.

Responder

Hudson Lacerda

17/06/2013 - 19h57

Azenha,

Cadê a gravação da entrevista? Eu queria ouvi-la, mas não há em nenhum lugar o endereço da gravação.

Já pedi antes, e insisto: abandonem esse maldito formato Flash, que impede usuários de software livre de acessar as notícias. Bastaria colocar um OGG ou WEBM da entrevista, e então TODOS os visitantes poderiam acessar a entrevista.

Obrigado,
Hudson

Responder

Hortência Gualberto

17/06/2013 - 19h56

É isso aí Caio. Muito bem Azenha

Responder

Mauricio Benedito

17/06/2013 - 18h49

“A Verdade é revolucionária” – Leon Trotsky.

Responder

Eunice

17/06/2013 - 18h41

Esses meninos vão fazer uma grande desgraça ao país. Dar a cabeça de Dilma à direita…. Deus nos acuda. Vejam a arrogancia deles nas palavras…. eles não têm paciência….. eles querem o ótimo pra ontem….. que é tudo o que já tem em suas vidas boas, e digo merecidas, mas com o pretexto de ajudar os pobres, vão acabar com a vidinha dos pobres…. num piscar de olhos e com a ajuda dos crápulas….pois estes estão unidos para aproveitar o movimento a seu favor.

Responder

    ELG

    18/06/2013 - 02h37

    Essa é uma das consequências que mais temo, Eunice, mas vejamos.

Messias Franca de Macedo

17/06/2013 - 18h40

EM TEMPO: e o tal do ‘boimate’?! Merece protestos dos(das) (e)leitores(as) de ‘veja’?…

… E “vamo” protestar! Em Pindorama, motivos não faltam! Contrariamente! E a liberdade de expressão?! “Nos olhos dos outros é refresco!”…

República de ‘Nois’ Bananas
Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

Fabio Passos

17/06/2013 - 18h37

Tambem… que duvida?

alckmin e o (ir)responsavel, internacionalmente famoso, por tornar a pulica de SP em um esquadrao da morte!

O fascista e boneco do que ha de mais atrasao e reacionario. Da opus dei ao PiG.

Estas manifestacoes sao justas.

Enquanto a ricaiada branca passeia de carrao importado e helicoptero… a populacao esta quenem sardinha no transporte publico.

Enquanto a casa-grande se apropriou de toda a infra-estrutura publica… a populacao foi expulsa para as periferias e perde horas em transporte de pessima qualidade.

Ja passou da hora de implodir a casa-grande e recuperar toda a riqueza roubada do povo trabalhador pela minoria branca.

Responder

Marcos Sousa

17/06/2013 - 18h19

O projeto de lei 5.500/13, que distribui 100% dos royalties do petróleo para a educação, tranca a pauta da Câmara dos Deputados a partir de hoje, poderia ser um dos motivos das reivindicações nas manifestações.

Vê: http://mticianosousa.blogspot.com.br/2013/06/royalties-do-petroleo-para-educacao.html

Responder

    andre

    17/06/2013 - 20h14

    Concordo plenamente!!

    Somente com educação de qualidade é que teremos, de fato, uma revolução neste pais!!

Iza

17/06/2013 - 18h07

Lindo é o CARA DE PAU do Datena, que semana passada só falava bem sobre a “grande polícia” do governador do PSDB, agora mudar de idéia rapidinho como o vigarista do Arnaldo Jabor!

Aí pessoal!
Abram bem os olhos!
Fiquem espertos!
Esses vigaristas estão tentando virar esse movimento contra o governo federal.

Responder

    Luís Carlos

    17/06/2013 - 19h25

    Exatamente isso Iza. Perceberam que pisaram na bola feio, foram desmascarados em sua arrogância, provavelmente foram alertados por ideólogos neoliberais em partidos como PSDB e na grande mídia e mudaram rapidamente de posição, tentando “lastrar” o movimento a favor deles. Esses e outros jagunços do mercado estão à espreita para usar de todo populismo possível. Tentarão fazer parecer contra o governo federal e não contra exploradores de serviços ou concessões pùblicas, como é o transporte coletivo de ônibus, por exemplo, ou contra a defendida “auto regulação” idílica dos mercados defendida pelo neoliberalismo.

    joão ricardo

    17/06/2013 - 19h41

    Já viraram. Todo mundo que vejo comentando esse movimento, só fala que “A Dilma isso”, “O PT aquilo…”. Essa onda de protestos é o sonho realizado daquele pessoal que lançou o ridículo movimento “cansei”.
    E dessa vez aquele pessoal nem teve que vencer o nojo de povo e ir pra rua…

Deixe uma resposta