VIOMUNDO
O VIOMUNDO só é possível também através de anunciantes, e detectamos que você utiliza um AdBlock, bloqueador de anúncios.
Por favor considere ajudar o VIOMUNDO desativando o bloqueador para este site.
Cartas de Minas
Cartas de Minas

Benedita da Silva: Artigo-atentado da IstoÉ levará à morte o jornalismo de direita

14 de novembro de 2017 às 11h44

Cara Conceição,

A morte do jornalismo de direita

por Benedita da Silva*, especial para o Viomundo

À exceção dos disseminadores do ódio contra Lula, a sociedade democrática está reagindo com revolta e indignação ao artigo “Lula deve morrer”, do jornalista Mário Vitor Rodrigues, publicado pela IstoÉ.

Com esse título, o jornalista incorreu na Art. 286 do Código Penal, que define como crime “incitar, publicamente, a prática de crime”.

Agiu no seu direito o Partido dos Trabalhadores ao entrar com ação penal contra esse jornalista, que claramente agiu de má fé ao tentar esconder atrás desse título-atentado o falso álibi de artigo político.

Mas a reação das forças democráticas tem de ser muito maior do que a de acionar o autor desse crime.

Na realidade, a revista IstoÉ é também responsável por permitir a veiculação de um artigo incitando crime de morte em suas páginas. É um atentado seriíssimo contra a ordem democrática que não podemos subestimar.

Não é uma ameaça apenas a Lula, mas também a todos aqueles que defendem liberdades democráticas e à própria liberdade de imprensa.

Quando se defende a morte de um adversário político é porque não se tem mais argumentos. Por isso, esse artigo-atentado representa a morte do jornalismo de direita.

Mas a publicação dessa incitação à morte de Lula, mostra também e claramente o desespero dos setores mais radicais dos golpistas de tentar impedir por todos meios a candidatura do ex-presidente.

Contudo, quanto mais medidas tomam contra o povo e contra a soberania nacional, mais o nome de Lula se fortalece como a única saída democrática desse atoleiro golpista.

A defesa física de Lula contra atentados fascistas passou agora a ser uma questão central da luta democrática do povo.

Que não se enganem os golpistas. Se com essa incitação criminosa contribuíram para elevar ainda mais o clima de ódio, isso também tornou muito mais forte a nossa determinação de proteger Lula e levar a cabo a sua candidatura para resgatar o estado democrático de direito e um governo de desenvolvimento econômico e combate às desigualdades sociais.

Benedita da Silva é deputada federal (PT-RJ)

 

4 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Julio Silveira

15/11/2017 - 15h05

Por mais triste que essa incitação criminosa possa nos parecer, ela parece contar com apoio de setores importantes de dentro das instituições nacionais. A revista e seu criminoso agente qualificado erroneamente como reporter, um evidente equivoco, são só a ponta desse iceberg golpista que se levantou no Brasil. Cada um tem feito a sua parte na tentativa de destruir esse cidadão, que tem sido um representante legitimo de um povo marginalizado. Essas são atitudes corriqueiras daqueles que se julgam propritários do estado e dos destinos do povo e defendem todas as opções sobre a mesa, até criminosas, para garantir seus status de poder dentro do nacional do Brasil. Outros ja foram vitimados no passado, hoje a alça de mira é o Lula, um homem que fez muito para incluir uma grande parte, a maior parte, de uma população desde sempre vitima dessa mesma minoria que nunca quiz ter simbolos identificados com o povo. São pessoas que não poupam recursos, nem metódos, preferindo desde sempre fazer o possivel para elimina-los do imaginario popular.

Responder

Lenita

15/11/2017 - 14h29

Esse jornalismo sem ética e sem critério, além da pregação do odio à esquerda e ao Lula, PT e Dilma, se lambuzou definitivamente em sua propria lama; enterra todos os dias os ultimos traços de um jornalismo digno do nome. Esse papel higiênico chamado QuantoE so engana gente igual, ou seja, canalhas iguais.

Responder

Ana Maria Matos de Sá

15/11/2017 - 11h33

O que não existe no “judiciário” é bobo… o que estamos assistindo nas “mídias” é o ataque desqualificado contra Lula, PT, ‘esquerdopatas’, etc e tal… parece que o único partido e presidente no país foram PT e Lula. E o antes e depois??? vamos analisar e relembrar?

O Brasil é enorme, temos vários costumes, influencias,culturas.
O Lula entra nas entranhas do país. É gente como a gente. Falou com outros mundos sendo “um simples operário” , para desespero dos engravatados que se acham os senhores dos discursos e verdades… LULA VIVE e viverá PARA SEMPRE positivamente na nossa história do país…

Responder

David

14/11/2017 - 23h54

A direita está ultrapassando todos os limites.
Será que o judiciário vai se fingir de bobo?
O LULA tem que reforçar sua segurança.
Não podemos subestimar esses vagabundos.

Responder

Deixe uma resposta