VIOMUNDO
O VIOMUNDO só é possível também através de anunciantes, e detectamos que você utiliza um AdBlock, bloqueador de anúncios.
Por favor considere ajudar o VIOMUNDO desativando o bloqueador para este site.

Rodrigo Vianna: Sérgio Moro é marqueteiro da oposição, pauteiro da mídia e agora pretende ser o coveiro do PT

22 de fevereiro de 2016 às 18h30

Sérgio Moro

Sérgio Moro é marqueteiro da oposição, pauteiro da mídia, e quer ser coveiro do PT

February 22, 2016 12:21

por Rodrigo Vianna, no Escrevinhador

Sérgio Moro, o juiz das camisas negras, age com a precisão de um marqueteiro da oposição.

Nas duas últimas semanas, o quadro foi extremamente desfavorável às forças que lutam para inviabilizar Dilma e para enxotar Lula e o PT da vida pública.

A derrota de Cunha na votação para liderança do PMDB (com atuação política do Palácio do Planalto, em favor do vitorioso Picciani), a inclusão do processo contra Eduardo Cunha na pauta do STF para julgamento nas próximas semanas e, por fim, o vergonhoso caso Miriam Dutra/FHC/fantasma do Serra: foram três episódios a demonstrar que a oposição tucana não tem forças para derrubar o lulismo.

O impeachment, na Câmara, está morto. E o PSDB sofre um processo acelerado de desgaste, ao ganhar a pecha de oposição fraca e hipócrita.

Na última sexta, alguns mais empolgados no lado governista comemoravam a “virada”.

Os mais experientes, no entanto, diziam: quantos dias serão necessários para Moro lançar uma bóia que sirva pra salvar FHC e dar novo alento ao golpe?

Moro agiu rápido.

A “Operação Acarajé”, deflagrada nesta segunda (22/fevereiro) mira em João Santana.

O juiz das camisas negras pede a prisão do ex-marqueteiro petista.

Não farei a defesa de Santana. Não sei que tipos de acertos ele fez com grandes empresários e com a cúpula petista.

Sei que ele é uma figura um tanto arrogante e que, em 2010, fingiu ter sido a campanha de TV conduzida por ele a única responsável pela vitória (quando, na reta final do primeiro turno, a campanha nefasta de Serra mostrou que era nas redes sociais e nos boatos nas igrejas que a eleição poderia ser decidida; Santana jamais entendeu a internet).

Minha análise aqui é política.

Alguns fatos chamam atenção…

1 – Claro que a PF, o MPF e o juiz sabiam que Santana estava fora do país. Qual sentido de decretar a prisão do sujeito no exterior, se seria mais fácil tê-lo feito quando o marqueteiro estivesse em território brasileiro?

A resposta é: o timing político e midiático.

Durante dias, se não semanas, o debate será: Santana tinha contas no exterior? Elas serviam para que o PT pagasse por fora?

Santana terá que provar que é inocente, porque no Brasil de Moro a inversão do ônus da prova se consolidou.

Cabe ao réu, já condenado previamente pela mídia, provar que não é culpado. Enquanto isso, mofa na cadeia.

Haverá também outro debate: a Interpol pode prendê-lo? A Globo e a Folha mandarão enviados especiais para a América Central, para acompanhar cada respiro de Santana.

Ou seja, Moro oferece à oposição um novo enredo, para sufocar a pauta FHC e para jogar o governo de novo nas cordas (enquanto isso, os tucanos e a Globo mandarão emissários — ou petardos — para Miriam Dutra encerrar as denúncias).

2 – Moro também oferece a Gilmar Mendes o combustível para tentar cassar a chapa Dilma/Temer no TSE.

A justificativa: o marqueteiro da campanha recebia “por fora”, de empresas investigadas na Lava-Jato. É um alinhamento completo do juiz das camisas negras com a oposição.

Na teoria jurídica, Moro não pode investigar Dilma. Mas ele o faz por vias tortas. Oficialmente, investiga o marqueteiro. Prende Santana.

E exige dados, informações, qualquer coisa que permita a Gilmar desfechar um golpe judicial no TSE.

Lembremos que Moro não fez o mesmo com a mulher de Cunha, por exemplo. Não prendeu nem investigou Cláudia Cruz. Poderia ter feito, para municiar o STF com informações. Mas aí fugiria do script oposicionista da Lava-Jato.

Há só um detalhe: ao contrário do impeachment na Câmara, o golpe via TSE coloca PMDB e boa parte da base governista unidos contra a tentativa de cassar Dilma/Temer.

Se Dilma caísse pelas mãos de Cunha, Temer seria o capitão do golpe em parceria com o PSDB de São Paulo. Agora, não.

A resistência contra Aécio/Gilmar/Moro/Globo pode unir PT/PMDB e parcelas dos outros partidos governistas.

A não ser que surja uma bomba indefensável a comprometer a chapa Dilma/Temer.

3 – O mais grave da nova Operação, entretanto, é mostrar que não haverá trégua econômica. A Lava-Jato estrangula o país.

Em suas andanças por Brasília, Aécio Neves diz abertamente a quem queira ouvir: “já avisamos aos empresários que, quando Dilma cair, a PF não vai mais barbarizar nem humilhar ninguém; tudo volta ao normal”.

Essa é a parceria de Moro/Aécio: a chantagem econômica.

Podem escrever, esse será mais um mote para o golpe: é preciso arrancar Dilma do poder, com ou sem provas consistentes, porque enquanto ela não sair de lá a economia seguirá estrangulada pela Justiça.

Por fim, um fato inescapável: Dilma, mais que nunca, precisará de apoio popular para resistir.

No entanto, decidiu adotar em 2016 a pauta que desarticula seus apoiadores: Reforma da Previdência (com a faca no pescoço) e até alterações no Salário Mínimo são pontos que interessam àqueles que pretendem derrubá-la.

O governo, no momento em que se sentiu um pouquinho mais forte, já começava a dar as costas de novo para o que restou de sua base popular.

Dilma e o PT, se quiserem resistir, não podem se dar ao luxo de caminhar por essa trilha.

Moro é o marqueteiro da oposição e o pauteiro da mídia. Pretende, ainda, ser o coveiro da centro-esquerda no Brasil.

Estamos em meio a uma guerra total.  Não está escrito que a direita midiática e judicial vai ganhar. Mas uma coisa é certa: quando adota o programa econômico dos inimigos, Dilma só facilita o trabalho do juiz das camisas negras.

 Leia também:

João Santana tem prisão decretada na Lava Jato 

Captura de Tela 2016-09-25 às 13.40.33
25 - set 7

Se houver, apuração da PGR sobre Michel Temer nascerá morta

Ileso Da Redação O relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, Teori Zavascki, agora que o impeachment foi consolidado, encaminhou a Rodrigo Janot o pedido de investigações preliminares sobre a delação do ex-presidente da Transpetro, Sergio Machado. Ao PGR caberá decidir se avança ou não nas investigações. As duas denúncias feitas por Machado […]

 

50 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Maria Rita

23/02/2016 - 23h52

Moro, Demóstenes, Cachoeira, ingredientes do pig para criar seu Frankstein golpista. Não vai dar certo.

Responder

Nelson

23/02/2016 - 22h47

“Façam a economia gritar”, recomendou Henry Kissinger, em sua determinação de sabotar e minar o governo de Salvador Allende no início da década de 1970 no Chile. E a Cia organizou e patrocinou uma greve de caminhoneiros que durou meses, com o objetivo de paralisar e desabastecer o país, visando jogar o povo chileno contra o governo socialista.

O que tem acontecido na Venezuela, praticamente desde a subida de Hugo Chávez ao poder, em 1999, e se repetindo no governo de Nicolás Maduro, com o desabastecimento contumaz, se não a aplicação de um duro plano de desestabilização do país para obrigar os venezuelanos a recusarem a revolução bolivariana impulsionada por Chávez?

Todo governo que ousar trilhar um caminho diferente do estabelecido pelo Sistema de Poder que domina os Estados Unidos, todo governo que adotar uma postura mais autônoma, independente e soberana será atacado até que, por bem ou por mal, desista de seus intentos, capitule, e devolva seu país e seu povo ao controle desse sistema.

Responder

Urbano

23/02/2016 - 17h37

Os quatro poderes bandidos da oposição ao Brasil vêm enterrando este há séculos…

Responder

FrancoAtirador

23/02/2016 - 12h15

.
.
.
.
SENADO FEDERAL
.
QUADRO DE SERVIDORES EFETIVOS E COMISSIONADOS
.
GABINETE DO SENADOR JOSÉ SERRA (Página 139 de 480)
.
“MARGRIT DUTRA SCHMIDT”
.
Cargo: COMISSIONADO
Função: ASSISTENTE PARLAMENTAR JÚNIOR
Admissão: 30/03/2015
.
(http://www.senado.gov.br/transparencia/LAI/secrh/todos_pdf.pdf)
.
.
Senado Federal
Portal Transparência
.
Dados de Remuneração
Referência: 1/2016
.
“MARGRIT DUTRA SCHMIDT”
.
Estrutura Remuneratória Básica: R$ 9.456,13
.
Remuneração Após Descontos Obrigatórios: R$ 7.311,17
.
Vantagens Indenizatórias e Compensatórias
Diárias: R$ 0,00
Auxílios: R$ 835,06
.
(http://www.senado.gov.br/transparencia/rh/servidores/nova_consulta.asp?fnome=MARGRIT+DUTRA+SCHMIDT&fvinculo=COMISSIONADO&fsituacao=&flotacao=&fcategoria=&fcargo=0&fsimbolo=&ffuncao=0&fadini=&fadfim=&fconsulta=ok&btnsubmit=Pesquisar)
.
.

Responder

carlos

23/02/2016 - 12h00

Portaria MF no 04 – 1994 assinada por FHC teria isentado da CPMF à TV Globo e aliados em troca de silencio sobre o “caso Miriam Dutra”.

Caiu como uma bomba sobre a mídia e os partidos conservadores o ressurgimento de Mirian Dutra, quinze anos depois, denunciando as pressões e vantagens que ela e alguns parentes recebem de empresas e políticos do PSDB, ligados ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, para deixar o Brasil por ter engravidado de uma relação de seis anos com o mesmo.

Para a FOLHA DE SÃO PAULO, de Otávio Frias, tradicional admirador do ex-presidente da república, não é possível dar atenção ao caso sem adentrar o terreno da “fofoca”, próprio das revistas femininas.

Além disso, para a FOLHA, o “timing” é muito suspeito: “porque, só tantos anos depois, Miriam teve coragem de contar tudo isso?”, uma pergunta que não isenta ninguém de crime continuado, mas que serve de desculpa para quem ainda acredita na isenção ética e na honestidade editorial do cada vez menos confiável diário paulistano.

Protetoras do sociólogo-presidente, as “famiglias” que em todo os estados do Brasil controlam rádios, jornais e TV preferem ignorar o caso e manter o foco no famoso barquinho de lata da dona Marisa e no “tríplex” de 82 metros quadrados, que Lula não comprou.

Mas as coisas não são bem assim como parecem.

Essa semana se verá que este caso está muito longe de ser um simples “caso pessoal”. E que não envolve apenas salários do tipo “cala-a-boca” que vem sendo pagos a Mirian Dutra por empresa concessionária de serviço público, a BRASIF, para que ficasse quieta em seu canto e nunca dissesse nada.

Isso seria ninharia perto dos bilhões que podem ter sido subtraídos do Tesouro Nacional, se provado restar o nexo causal entre a edição da Portaria de numero 04 de 1994 firmada pelo então ministro da fazenda, Fernando Henrique Cardoso, que, pasmem os senhores leitores, teria simplesmente isentado a mídia de pagar qualquer valor a título de CPMF em troca da retirada do noticiário de qualquer menção ao filho ilegítimo do ex-presidente.

Se ficarem comprovados os crimes de chantagem a funcionário público, de advocacia administrativa, de prevaricação, de associação criminosa para subtrair recursos públicos, natural será a condenação à devolução dos tributos sonegados. E esta, por si só, levaria à ruina os empresários mais importantes deste setor. Mais do que isso, é possível imaginar a revolta de todos os contribuintes brasileiros quando ficassem sabendo que o único setor empresarial que não pagava CPMF era, exatamente, a mídia impressa, falada, televisada e da internet, comandada pela TV Globo.

E ainda que, logo a TV Globo, emissora “campeã do combate à corrupção”, teria sido a empregadora da repórter com a qual o presidente Fernando Henrique teve não apenas um “caso”, mas um filho, fatos mantidos fora do conhecimento da população por meio de uma benesse de vários bilhões de reais, tudo para não prejudicar a eleição e a reeleição do moço.

Não é difícil imaginar também a que ponto cairia a audiência e, com ela, a receita financeira desses grupos de mídia. Bem como para que nível iria cair a credibilidade e o respeito público da policia federal, do ministério publico e da justiça federal se, tal como fazem as famílias donas da imprensa, continuassem fingindo que não aconteceu nada. Ou que “já passou tempo demais”.

Resta saber se haverá senador, deputado, partido político, cidadão, grupo de cidadãos, entidade ou empresa que teria a coragem de protocolar uma denuncia nesse sentido junto ao MPF e acompanhar seu trâmite.

E ainda se este ministério público, sabendo que os principais suspeitos do caso são um senador da republica, um ministro e um presidente filiados ao PSDB e os donos dos principais grupos da imprensa, teria mesmo a coragem de investigar esse possível caso de ato administrativo emitido com a finalidade de favorecer a terceiros em troca de favor à autoridade que o assinou.

No site do ministério da fazenda, nesse fim de semana, estranhamente, apenas estão disponíveis as portarias após o ano 2001. “Coisas da tecnologia” dirão alguns. Mas a semana promete. Logo vamos ver se no Brasil a polícia, o ministério publico e a justiça funcionam. Mesmo quando os suspeitos são do PSDB.

Ou isso só acontece, quando o suspeito for a Dilma, o Lula ou alguém do PPPP, o partido pretos pobres e petistas

gAS

LINK PERMANENTE RESPONDER
imagem de BRAGA-BH
BRAGA-BH
Esta foto ai de cima é de um
ter, 23/02/2016 – 10:10

Esta foto ai de cima é de um verdadeiro covil: Fernando Henrique, Roberto Marinho, Pimenta da Veiga e Toninho Malvadeza.

Toninho e Marinho devem estar nos quintos rindo a rodo de todos os pecados de FHC que este está pagando em vida!!

Ruim
Bom
Muito bom
Ótimo
Excelente
“Não tenho prova cabal contra Dirceu – mas vou condená-

LINK PERMANENTE RESPONDER
imagem de Amilton Aquino
Amilton Aquino
Como uma portaria de 1994
ter, 23/02/2016 – 10:06

Como uma portaria de 1994 isentaria a Globo de um imposto que só foi criado três anos depois???

Ruim
Bom
Muito bom
Ótimo
Excelente
LINK PERMANENTE RESPONDER
imagem de Padinho
Padinho
Reportagem da Folha esclarece sua dúvida
ter, 23/02/2016 – 11:02

Da Folha (link logo abaixo)

Desde que foi criada, em 1993, a CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira) leva a marca da provisoriedade no nome, mas, mesmo sob crítica, atravessou os dois mandatos do presidente Fernando Henrique Cardoso.

Em 93, o então IPMF foi criado por FHC, na época ministro da Fazenda do governo Itamar Franco. A cobrança começou no final do ano e foi até dezembro de 94 com uma alíquota de 0,25%.

http://www1.folha.uol.com.br/folha/dinheiro/ult91u47282.
Bom
Muito bom
Ótimo
Excelente
LINK PERMANENTE RESPONDER
imagem de veras
veras
desvalorização do real
ter, 23/02/2016 – 10:02

Houve um outro fato que ocorreu após a primeira desvalorização do real. Tentei localizar pelo Google, mas não consegui. Estou expondo aqui para o caso de ter alguem que se lembre dos detalhes ou consiga as informações.

Todos lembram que o real foi mantido artificialmente durannte um bom tempo muito próximo do dolar. Assim que passaram as eleições (acho que a reeleição de FHC) foi feita uma desvalorização abrupta do real.

A Globo tinha que realizar pagamentos de um empréstimo externo (em dolar) e, obviamente, o valor desses pagamentos em real sofreram um aumento proporcional à desvalorização cambial.

Passados alguns dias, o Banco Central autorizou a Globo a fazer o pagamento com uma taxa de cambio mais favorável. E o erário pagou a conta.

Alguém pode verificar isso? Lembra disso,[…]ver mais

LINK PERMANENTE RESPONDER
imagem de Marcos Antônio
Marcos Antônio
Deve ter mais…
ter, 23/02/2016 – 09:52

Deve ter mais coisas…

O amor por fhc vai além disso…

Isso é passado, já foi gasto…

Deve ter alguma coisa que deve estar dando lucro no presente, apontando para lucros no futuro!

É só procurar que acha!

Ruim
Bom
Muito bom
Ótimo
Excelente
“As notícias do PIG são cheias de: vírus, malwares, worms e spywares – você tem que ter muito cuidado para NÃO SER CONTAMINADO!”

“Os dois mais importantes dias em sua vida são o dia em que você nasceu e o dia em que você descobrir o porquê… – M

LINK PERMANENTE RESPONDER
imagem de josimar
josimar
“Ou isso só acontece, quando o suspeito for a Dilma, o Lula
ter, 23/02/2016 – 09:50

“Ou isso só acontece, quando o suspeito for a Dilma, o Lula ou alguém do PPPP, o partido dos pretos, pobres e petistas.”

“E voce ainda duvida ??? ” . Declaraçao do ex-policial Lucio no documentário “Jesus no mundo maravilha” (yotube). Ao descrever, com ar de riso, como matou um criminoso.

Ruim
Bom
Muito bom
Ótimo
Excelente
LINK PERMANENTE RESPONDER
imagem de João Almeida Neto
João Almeida Neto
Iseção IPMF
ter, 23/02/2016 – 08:24

A portaria é essa e é a de número 9 e não 4.

http://normas.receita.fazenda.gov.br/sijut2consulta/link.action?visao=an

Art. 1º Declarar que não incidirá o Imposto Provisório sobre a Movimentação ou a Transmissão de Valores e de Créditos e Direitos de Natureza Financeira – IPMF, nos lançamentos a dêbito nas contas de que trata o inciso I do art. 2º da Lei Complementar nº 77, de 1993, de titularidade:

III – das pessoas jurídicas adquirentes de papel e de demais matérias primas e produtos intermediários, destinados à impressão de livros, jornais e periódico
SUA PÁGINA:

ASSUNTO:

COMENTÁRIO: *

Desabilitar editor de texto
Salvar Pré-visualizar

Responder

Sidnei Brito

23/02/2016 - 11h53

Um dado interessante é que, com isso, Moro pode estar interferindo nas eleições da República Dominicana!
Não sei como a política é por lá e, consequentemente, não sei nada dos candidatos.
Não sei se lá tem o baixo nível dos tucanos e se tem imprensa golpista.
Mas uma coisa é certa, numa reta final de campanha, ter um candidato assistido por um marqueteiro com ordem de prisão decretada no Brasil… Uau!
Isso significa que a carreira internacional do Sr. João Santana pode estar liquidada. Quem vai querer contratar um “chave de cadeia” em campanhas políticas?
Aliás, vale acentuar esse aspecto do ativismo de Moro: parece ter arruinado os negócios de Zé Dirceu e fechado as portas para petistas que queiram trabalhar no ramo de consultorias. O motivo é simples: ninguém vai querer pagar pelas consultorias dadas por petistas ou gente que tenha trabalhado com o PT, pois é risco de ter a vida vasculhada na certa. Ok, ok, talvez Moro esteja escrevendo certo por linhas tortas, ao tirar dos petistas uma atividade que causa constrangimento aos militantes do partido na mesma proporção em que traz orgulho para admiradores de Clinton, Kissinger etc.
E não vai demorar, vamos ouvir falar de dificuldades financeiras do Instituto Lula, podem apostar. Quem vai querer contribuir com o instituto? Quem está contratando palestras de Lula ultimamente? Os empresários já entenderam o recado do “IPES/IBAD”, qual seja, o de não se associar com o projeto desenvolvimentista de Lula e PT.

Responder

Ruy Teixeira

23/02/2016 - 10h52

Estou só esperando a esquerda cair para fazer meu carnaval. A carne e a cerveja já estão guardadas.

Responder

    Urbano

    23/02/2016 - 17h42

    Com os bandidos da oposição ao Brasil no poder vai ruyr muita coisa…

FrancoAtirador

23/02/2016 - 10h26

.
.
E ainda tem muita gente que acredita que o FBI e a CIA
.
‘colaboram’ com investigações sem pedir nada em troca.
.
.

Responder

    FrancoAtirador

    23/02/2016 - 14h39

    .
    .
    JOÃO SANTANA ESTÁ MARCADO NA PALETA PELA MÍDIA JABÁCULÊ DOS IÚNÁITSTÊITS
    .
    PORQUE AJUDOU NAS ELEIÇÕES DE VÁRIOS PRESIDENTES LIGADOS À ESQUERDA.
    .
    João Santana ajudou a eleger 6 Presidentes da República:
    .
    Lula (Reeleição, 2006),
    .
    Mauricio Funes (El Salvador, 2009)
    .
    Danilo Medina (República Dominicana, 2012)
    .
    José Eduardo dos Santos (Angola, 2012)
    .
    Hugo Chavez/Nicolás Maduro (Venezuela, 2012)
    .
    Dilma Rousseff (2010) [e Reeleição em 2014]
    .
    (http://epoca.globo.com/tempo/noticia/2013/10/bjoao-santanab-o-homem-que-elegeu-seis-presidentes.html)
    .
    .

wil

23/02/2016 - 10h21

Porque a Mídia, o PIG – GLOBO,VEJA, FOLHA DE SP e ESTADÃO – tanto quer PSDB no poder?
Porque o PSDB não tem corruptos? são todos santos?
Porque a Mídia não Corrupta?
O PIG é depedente e viciado em dinheiro Pùblico
O PIG quer o BNDES – Banco Nacional do Desenvolvimento, única salvação do PIG!
O PIG tá falindo, estão apostando todas as fichas na saída da presidenta!
Grande parte das pessoas não leem mais jornais impresso!
2018 vão perder de novo!!! ai vão pirar o cabeção de vez!

Responder

mineiro

23/02/2016 - 09h43

e outra coisa , so esse blog, esta mostrando a verdadeira situaçao do brasil. muitos estao omitindo sim a verdade , mais uma vez parabens pela coragem independente se a noticia é a favor ou contra esse governo.

Responder

David

23/02/2016 - 09h35

Alguém poderia informar quem são os conselheiros da Dilma?
Não é possível, num momento como esse a presidenta tratar de reforma da previdência e alteração da política do salário mínimo.
Esses assuntos tem que ser bandeiras da oposição e não de um governo popular.
Ela tem que é aglutinar os movimentos sociais porque ela vai precisar disso.

Responder

mineiro

23/02/2016 - 09h25

com essa desgraçada no poder dando poderes ao min. sem vergonha , golpista , elitista, traidor e pau mandado da direita e esse fantoche de pres. a maior traidora de todos , nao tem conversa. esse desgoverno ta dominado e virado de cabeça para baixo desde o primeiro mandato, é olhar os blogs , os que nao recebem dinheiro desse desgoverno , para ver o que eles mostravam. essa mulher é a maior traidora e tambem a maior culpada dessa crise politca e economica, mas junto com o seu partido traidor e covarde , o pt e ele o semi deus lula. essa turma junto é o maior responsavel por isso tudo. todo mundo alertava que eles nao faziam o debate politco , e o lula o matuzalem , batia no peito que tirou tantos milhoes da miseria e tambem falava que os ricos nunca tinham ganhado tanto dinheiro como no mandato deles. enfim ele ajudou a deus ao diabo , so que o diabo nao concorda de ajudar a deus e ta cobrando a conta e quer tudo de volta no referente ao que deu a deus. ai veio a crise e deu no que deu. esse facista juizinho de quinta categoria e a direita , mais o pig , nao vao parar. sabe porque nao vao parar? porque achou a mina de ouro , governo fraco , sem vergonha , omisso e traidor e ta fazendo o jogo deles , agora é que eles vao para cima de vez mesmo. nao tem ninguem para peitar eles , eles nadam de braçada.

Responder

Joaquim Corrêa

23/02/2016 - 08h51

Do conjunto de argumentações feitas nos comentários, pinçamos ideias, posturas e, em alguns casos, a próprio solução em um único parágrafo: Dilma está inerte, não conta com apoio de um ministro quinta-coluna, tem milhões de eleitores que a reconduziram ao cargo de presidente da República, diante de um verdadeiro massacre, mas bastava tomar iniciativas, voltadas para quem a elegeu, para retomar o pulso e curso da história que está para ser escrita.
Porém o sentimento é de que já há uma decisão tomada, que vamos apenas aguardar o trabalho do Moro acabar.
Perseguições, prisões arbitrárias e verdadeiras caçadas humanas para acabar com a esquerda no Brasil, não é mais cenário futuro, o tal “acordão” já está produzindo isto, só não decidiram onde colocar tanta gente ou tramam o extermínio, como na Alemanha nazista, dos seus declarados inimigos.
Uma luta está perdida quando a vontade de manter-se firme e partir para cima do inimigo é vencida pela passividade e conformismo.
Lutemos, não por um partido, mas pela democracia, atacada diariamente pela ação policialesca da república do Paraná, da polícia política que se tornou a PF, pelo fantoche do Cardozo, pela absurda permanência do Cunha na presidência da Câmara dos Deputados e pelos exploradores de concessões públicas de comunicação, utilizando toda a tecnologia e marketing para vender mentiras e fascismo purulento como doce de leite.
Passividade, eis o cerne dos problemas políticos e econômicos atuais, com toda a falta de formação acadêmica, quando a coisa ficou difícil para o Lula, ele sabia que tinha de conversar com os eleitores e as bases que o apoiaram, porque dar-lhes as costas é pior que crime, é uma traição.
O cenário é claro e está mais que desenhado, a direita está usando tudo o que tem para evitar o Lula em 2018, estão dispostos a cavar fundo, como bem dito no texto, a pá está na mão do Moro.

Responder

    maria eduarda

    23/02/2016 - 10h36

    Sergio Moro / aecio / gilmar Mendes / fhc / serra?????? Estao acima da lei, a única soluçao sera levar Para o lado pessoal

JURIDICO

23/02/2016 - 08h16

Quem é o Berlusconi do Moro???

Responder

    Sidnei Brito

    23/02/2016 - 10h47

    Essa é a grande questão.
    Venho insistindo que o PSDB faz papel de bobo achando que pode ficar com o espólio do golpe midiático-judicial.
    Gosto sempre de lembrar 1964: a UDN também acreditava que o golpe civil-militar de 1964 “limparia o terreno” para ela levar as eleições presidenciais agendadas para o ano seguinte.
    Moro, procuradores e delegados não estão fazendo todo esse esforço somente em razão de suas simpatias pelos tucanos.
    Registre-se que, segundo Maria Victoria Benevides (livro de sua dissertação de mestrado “A UDN e o udenismo”), Castelo Branco era conhecido como udenista…
    E não tenhamos dúvidas de que, sem freios muito bem colocados, destruir os tucanos é mais fácil do que tirar merenda da boca de crianças nas escolas estaduais de São Paulo.
    Quem é o “berlusconi” que vai emergir da “mãos limpas” de Moro?

Octavio

23/02/2016 - 08h13

Enquanto o governo federal estiver sendo defendido por políticos de São Paulo, ele está ferrado. O político paulista está coagido pelo eleitorado de São Paulo que ficou alienado em razão da dinastia tucana em seu estado. Só o eleitorado mais novo, que não consome a TV e nem a revista veja, é que ficou blindado do poder de influência da grande mídia. Dilma tem que se utilizar dos políticos nordestinos e nortista. Eles podem fazer a diferença, pois o seu eleitorado é mais próximo do PT.

Responder

carlos

23/02/2016 - 07h27

Esse vagabundo aonde anda a assciação do MP e pra que serve ao compadrio ao corporativismo, e a OAB, e c CNMP aonde anda que não ver o abuso de autoridade desse gatuno.

Responder

Luciano

23/02/2016 - 05h19

OLAVO DE CARVALHO: “Para uns certos fulanos, “democracia” é tucanato. Tudo o mais é golpismo, militarismo e extremismo. É compreensível que se apeguem a esse truque de linguagem. Não têm mais nada a oferecer além dos mitos fundadores da “Nova República”.”

Responder

Érico

23/02/2016 - 04h42

“já avisamos aos empresários que, quando Dilma cair, a PF não vai mais barbarizar nem humilhar ninguém; tudo volta ao normal”

se o governo não tem capacidade de lidar com isso é melhor que caia.
vai lá Dilma, oferece a outra face pra esses abutres…
deixou crescer…. bem feito!
o foda é o povão na linha de tiro.

Responder

Nelson

22/02/2016 - 23h34

Como nosso comentarista José Alício Vasquez da Cruz-Engenharia Civil UFBA esqueceu de vários nomes de ditadores, aí vão alguns:

Richard Nixon, Gerald Ford, Cartes, Reagan, Bush pai, Bush filho, Clinton e Obama. Só para citar os ditadores que governaram o país que se arvora o mais democrático do planeta.

E tem ainda o Pinochet, o Videla, o Stroessner, o Trujillo, o Médici, o Suharto, os Somoza, o Fulgêncio Batista, Duvalier, Noriega, entre uma montoeira de outros que foram apoiados, financiados e protegidos pelos governos “democráticos” dos EUA.

Responder

    Nelson

    23/02/2016 - 13h08

    Faltou um complemento ao primeiro parágrafo deste comentário.

    ]Como nosso comentarista José Alício Vasquez da Cruz-Engenharia Civil UFBA esqueceu de vários nomes de ditadores, aí vão alguns:
    Richard Nixon, Gerald Ford, Cartes, Reagan, Bush pai, Bush filho, Clinton e Obama. Só para citar os ditadores que governaram o país que se arvora o mais democrático do planeta, DA DÉCADA DE 1970 PARA CÁ.

Messias Franca de Macedo

22/02/2016 - 23h28

O suntuosíssimo prédio cuja construção data de 1991 – atualmente sedia o Instituto Lula. Preço da obra: R$ 12,42 milhões. Recursos ‘vazados’ do ‘Petrolão do PT’, segundo o “juiz” Sérgio ‘mor(T)o’ – factoide absolutamente rechaçado pela Polícia Federal

Responder

Nelson

22/02/2016 - 23h17

“Em suas andanças por Brasília, Aécio Neves diz abertamente a quem queira ouvir: “já avisamos aos empresários que, quando Dilma cair, a PF não vai mais barbarizar nem humilhar ninguém; tudo volta ao normal”.”

E ainda tem gente que não acredita que haja influência externa, leia-se, dos EUA, na situação porque passa o país. Vamos a dois exemplos anteriores, de como os governos dos EUA agem, democraticamente, para “ganhar” eleições de forma legítima, supostamente.

Na eleição que ocorreu na Nicarágua em 1990, o recado que era repassado ao povo nicaraguense era claro. Se um sandinista ganhasse novamente a eleição presidencial, como ocorrera em 1984, os ataques terroristas dos contras iriam continuar. Destruição de escolas, lavouras e assassinatos foram algumas das operações perpetradas pelos contras que receberam total apoio dos governos ditos democráticos dos EUA.

A campanha terrorista deixou um saldo de 29 mil mortos (http://www.diplomatique.org.br/acervo.php?id=346), quase dez vezes o número de vítimas do 11set2001.

Na primeira eleição na Itália no pós-2ª guerra, os candidatos ligados ao movimento operário eram os favoritos a conquistarem a maioria dos votos do povo italiano. Isto porque, enquanto os endinheirados se aliaram a Mussolini, foram os trabalhadores que empunharam armas contra o facismo.

Qual foi a tática do governo dos EUA, então? O recado passado ao povo italiano era também muito claro: se os candidatos do movimento operário vencessem as eleições, iria faltar alimentos. Resultado: aterrorizados, os italianos acabaram elegendo os candidatos fascistas. Ou seja, o fascismo se manteve no poder, apenas sem Mussolini.

Semi-destruída, a Itália precisava importar a maior parte dos alimentos que o povo consumia. E o grande fornecedor eram os… EUA, cujo território, à exceção do Havaí, ficou intacto. E o “benemérito”, o “altruísta” governo estadunidense optou pela chantagem e, “democraticamente”, conseguiu eleger, ou colocar no poder, um governo que, certamente, seguiria seus ditames, o que não ocorreria com um governo de operários.

Responder

Messias Franca de Macedo

22/02/2016 - 23h01

AO FIM E AO CABO DAS TORMENTAS…

Se o governo da presidente Dilma Vana Rousseff tivesse, efetivamente, um ministro da Justiça – e uma ABIN funcionante e producente -, há muito tempo o fascista “juiz” DEMoTucano Sérgio ‘mor(T)o’ já teria sido ‘grampeado’ sob autorização judicial – e o conteúdo ‘vazado’ para o Brasil e o restante do mundo!
Mas, não!
Contrariamente:
a garganta da democracia asfixiada – e o esqueleto da economia triturado!

E o povo?
O povo?
O povo… “Joga-se ao mar!”

…AO FIM E AO CABO DAS TORMENTAS…

Responder

leonel

22/02/2016 - 22h49

Tudo esta judicializado, ta na cara que existe um acordão, mídia, MPF, MP, PF, PGR, STF e mais o que tiver na justíça e mídia para derrubar a Dilma e acabar com de vez com Lula e o PT, estão paralisando o país com essa tal lava-jato, e quem mais sofre é o povo mais humilde. E o governo só assistindo a destruição do país sem nenhuma reação, venho aqui e peço ao nosso governo que reaja a esse golpe de uma vez, tirem esse Min.da Justíça e chamem esse Janot e enquadrem ele, para que pare de proteger Aecim e psdb e tirem esse Moro da condução dessa lava-jato, e enquadrem de vez essa maldita mídia podre, encabeçada pela globosta, só assim esse país poderá respirar e voltar a vida normal!

Responder

Nelson

22/02/2016 - 22h20

“Santana terá que provar que é inocente, porque no Brasil de Moro a inversão do ônus da prova se consolidou. Cabe ao réu, já condenado previamente pela mídia, provar que não é culpado. Enquanto isso, mofa na cadeia.”

Um ataque frontal ao Estado Democrático de Direito, um dos pilares fundamentais de uma democracia verdadeira. Ou seja, coisa de regime totalitário. Mas, os órgãos da mídia hegemônica e seus (de)formadores de opinião veem ditadura na Venezuela de Chávez, Maduro, no Iran dos aiatolás, na Argentina dos Kirchner, na Cuba dos Castro.

Ao mesmo tempo não vemos, da parte do STF, qualquer reação, qualquer murmúrio que seja. Fica parecendo que nossos eméritos juízes do maior tribunal do país têm o rabo preso; devem alguma coisa e sua omissão estaria servindo para que a mídia não revele suas mazelas. Enfim, uma troca de favores.

Se for isto, que Deus tenha misericórdia de nós e nos dê um auxiliozinho que seja, para podermos nos safar com poucas escoriações dessa.

Responder

Nelson

22/02/2016 - 22h07

“Na última sexta, alguns mais empolgados no lado governista comemoravam a “virada”.”

Não dá para acreditar. Será que, depois de tantos exemplos, esses governistas, imaginavam que a grande mídia iria divulgar o escândalo Miriam Dutra /FHC da mesma forma que os envolvendo o PT? Não, inocência não pode ser. É burrice mesmo.

Lembro da declaração, em 1994, meio que em off, do Rubens Ricupero: “- Eu não tenho escrúpulos; o que é bom a gente fatura, o que é ruim a gente esconde”. Houve uma quantidade enorme de petistas que acreditaram que o enorme favoritismo de FHC seria revertido a partir dessa declaração.

E foi o que se viu. Milhões de brasileiros nem ficaram sabendo da declaração, naquele momento mesmo, e até hoje não sabem. A mídia hegemônica simplesmente seguiu a receita de Ricúpero; se vinha em desabono ao candidato FHC, ela divulgaria uma ou duas vezes, no máximo, à boca pequena, e depois esqueceria o assunto.

Responder

ansogo

22/02/2016 - 21h55

Infelizmente a DILMA, no segundo mandato, adotou o programa da oposição e entregou o pais ao MORO, JANOT, Policia Federal do PSDB, Gilmar Mendes. A pauto do governo é feita pelo PIG.

Responder

lulipe

22/02/2016 - 21h33

Se for depender do apoio popular pra seguir em frente a mulher da “mosquita” pode pegar a viola colocar no saco, se esse ainda tiver fundo, e picar a mula, antes que destrua o país!!

Responder

Mauricio Gomes

22/02/2016 - 21h19

Eu não posso escrever aqui o que acho desse juizeco fascista, por questões de respeito ao blog e aos demais leitores. Mas ou alguém interrompe essa escalada autoritária no país, comandada por um punhado de juízes, promotores, delegados e “jornalistas” canalhas, fundamentalistas e fascistas, ou em breve haverá caças às bruxas como no macartismo nos EUA, e centenas ou milhares de políticos e simpatizantes de partidos de esquerda serão proscritos, encarcerados ou coisa pior. O Brasil caminha a pessoa largos para virar uma ditadura judicial, onde uma turba fascista e raivosa primeiro prende, condena e depois arranca delações para embasarem suas estratégias.

Responder

    mineiro

    23/02/2016 - 09h41

    otima colocaçao , o brasil ta caminhando para o fundo do poço e pior de tudo , uma caminho sem volta. o brasil se ninguem começar a brigar de verdade e tambem começar a fazer politica independente se é a favor ou contra esse desgoverno traidor, nao vai demorar muito , eles vao silenciar a voz de todo mundo. se continuar nesse ritmo, a ditadura facista do judiciario vai vim para cima de nos tambem. para tentar calar a boca de todo mundo que seja contrario a eles. desse desgoverno traidor e covarde , eles ja conseguiram , so falta calar o povo e instrumentos para isso nao falta. eles a policia de todas as categorias , todo judiciario , o pig golpista, as religioes , seitas , congresso , senado , ta tudo na mao deles. so falta botar na rua com um pe atras e outro na frente esse fantoche de pres. ou as vezes nem precisa, porque ela ja faz o jogo deles, botar esse semi deus que se acha deus o lula e por nos o povo. no meu modo de ver so falta calar nos , o resto ja era, ta feia a coisa no brasil.

Professor de Direito

22/02/2016 - 21h19

É impressionante como o PT e o governo seguem impassíveis para o matadouro…
A estratégia e as táticas da direita golpista estão escancaradas há tempos, desde a AP-470 (mensalão)…
Só não derrubaram ainda a Dilma e nem prenderam o Lula porque lhes é mais conveniente ir sangrando o governo, o Lula e os militantes e simpatizantes do trabalhismo.
Vão administrar a sangria até terem certeza de que não haverá reação popular à prisão do Lula e à derrubada da Dilma.
De preferencia até próximo de 2018.
É um jogo de xadrez, onde a cada podre que se consegue expor de personagens da direita, a mídia abafa e se cala, e os golpistas moro, mp, pf e CIA produzem novos factóides para alimentar o plano.
Dilma quietinha, mantendo um ministro da justissa tucano… PT do falcão domesticado… Ainda tentando emplacar pautas contra os trabalhadores que lhes garantiram a reeleição.
Impressionante…

Responder

    Dante

    23/02/2016 - 08h44

    Até que enfim a forma pejorativa como a presidente é tratada fex sentido nesta figura de linguagem : caminham passivamente para o matadouro. Agora pela primeira vez , mas por esta razão, concordo que ela mereça a alcunha de vaca. Cansei de defender o PT. Para quê? Para eles ainda tentarem ser aceitos nas altas rodas sociais. Parece aqueles filminhos juvenis que a garota quer ser aceita a todo custo no grupo das patricinhas. Pelo menos no fim destes filmes , a garota percebe os erros.

marco guerra

22/02/2016 - 21h09

Acreditem ou nao esse governo ai nao vai aprender nunca. dizem que e republicanismo. quando souberem o que o povo lhe conferiu sera tarde de mas. o lula escolheu mau. agora e isso. acaraje,coxjnha e o krlho.

Responder

julio

22/02/2016 - 20h42

Na semana passada eu já havia relatado que sentia um movimento diferente em Brasília, seria a turma arquitetando a vingança do patrão? ( ver blogdacidadania )

Responder

Italo

22/02/2016 - 20h34

A campanha para Presidente 2018 encabeçada por Moro e a globo é uma brecha na lei que proíbe financiamento público de campanhas eleitorais. Por falar em bipolarização, quem ganha em 2018: O candidato (do) Lula ou o candidato da globo?

Responder

Bacellar

22/02/2016 - 20h32

Alguém tem que deter o juiz boquinha-de-chupa-ovo, não é possível que ele continue barbarizando desse jeito. A FBP precisava fazer uma manifestação específica contra esse cara.

Responder

Italo

22/02/2016 - 20h20

A mais alta corte de Justica está presumindo a inocência do Cunha desde 2006, porque não deixar o Moro trabalhar, mas o Cunha escapou dele tbem, sua esposa apareceu gastando dinheiro da Petrobras na cara do Moro que prendeu a cunhada do Vacari fazendo depósito em caixa eletrônico . Economia sufocada porque o objetivo não foi alcançado, garantir vitória em 2018. Combate á corrupção? Bobagem, é Brasil, é partilha de dinheiro público escancarado.

Responder

Euler

22/02/2016 - 20h18

Até quando o Brasil-republiqueta vai conviver com este governo paralelo da oposição golpista de direita que não consegue eleger presidente? A democracia brasileira virou piada. Quem não tem voto – juiz Moro, os filhos de Roberto Marinho, Gilmar Dantas e outros -, mandam e desmandam, enquanto o governo eleito pelo povo assiste a tudo em silêncio. Uma verdadeira quadrilha vem pautando o cotidiano brasileiro, sempre pregando o caos, impondo prisões seletivas, vazamentos seletivos, condenações seletivas e total blindagem dos caciques tucanos, dos banqueiros e dos barões da mídia. Que país é esse? Até quando vamos aceitar isso e como vamos resistir a isso, antes que a republiqueta Brasil se desmanche no ar para atender aos interesses do império norte-americano e seus associados locais?

Responder

Messias Franca de Macedo

22/02/2016 - 20h09

POLÍCIA FEDERAL: CAMPANHAS DO PT FEITAS POR SANTANA FORAM LEGAIS

“Os valores referentes aos pagamentos pelo préstimo de serviços de João Santana e Mônica Moura para as campanhas eleitorais de Luiz Inácio Lula da Silva (2006), Fernando Haddad (2012) e da atual presidente da República Dilma Rousseff (2010 e 2014) totalizam R$ 171.552.185,00. Não há, e isto deve ser ressaltado, indícios de que tais pagamentos [das campanhas] estejam revestidos de ilegalidades”, concluíram os delegados no relatório citado pelo juiz Sérgio Moro em sua decisão contra o marqueteiro

22 DE FEVEREIRO DE 2016 ÀS 18:50

André Richter – Repórter da Agência Brasil

(…)

FONTE [LÍMPIDA!]: http://agenciabrasil.ebc.com.br/politica/noticia/2016-02/pf-diz-que-nao-ha-irregularidades-em-campanhas-do-pt-feitas-por-santana

Responder

Fabio

22/02/2016 - 20h04

O problema é que essa base de apoio, o povo, se informa na mídia alinhada com a direita…A grande prova disso é o resultado apertado de 2014, quando essa mídia já operava fortemente, via judiciário, em conjunto com as elites políticas e empresariais. A atuação do governo para neutralizar essa má influência será crucial, com adoção medidas e ampliação do compromisso com o social.

Responder

OLAVO

22/02/2016 - 19h44

Eu fico até chateado comigo mesmo em falar isso (Os seguidores acríticos do PT não gostam), mas quando Lula for preso, quero ver quantos de nós vai para a rua defendê-lo, se ele próprio não se defende. Na verdade nós gastaríamos que houvesse defesas enfáticas do programa implementado nos últimos 10 anos. Me nego a acreditar que todos aqueles intelectuais e políticos juntos não imaginaram nem de longe que a direita fosse aceitar “tranquila” qualquer distribuição de “sua riqueza” com o povo. Estou desperançado.

Responder

OLAVO

22/02/2016 - 19h32

Perfeita análise. Pena que Lula, Dilma e PT não vão ouvir. Como sempre.

Responder

marcosomag

22/02/2016 - 19h08

O filme é velho e já foi repetido muitas vezes. Estes vendilhões da pátria desde sempre estiverem na folha de pagamentos do Departamento de Estado. Os vendilhões da pátria de hoje foram incorporados a novas siglas, de ONGs, e sobre todas elas, o NED (National Endowment for Democracy).

Onde está a ABIN, a PF isenta e até a inteligência do Exército que não desmascaram e desconstroem o Camisa-Negra e seus Procuradores USA?

Quero ver se os blogueiros terão a coragem de perguntar para a Dilma na sua próxima entrevista o por quê dela não ter Ministro da Justiça.

A Dilma é um “desastre ferroviário”, como diria o Mino Carta. Não devemos esperar nada de bom dela. Se quisermos que o Brasil tenha futuro, devemos nós mesmos lutar por ele.

Responder

Deixe uma resposta