VIOMUNDO

Ignacio Delgado: A trajetória de Aécio é uma tremenda fraude; golpista, entreguista e inimigo dos direitos dos trabalhadores

20 de abril de 2015 às 18h38

Aécio e Paulinho-001

Aécio e Paulinho da Força: Juntos a favor do PL da terceirização, contra os trabalhadores

Elementos para entender a trajetória de uma fraude chamada Aécio Neves

por Ignacio Godinho Delgado, especial para o Viomundo

A Rede Globo de Televisão construiu meticulosamente a imagem de Collor de Mello, o “caçador de marajás”, que, afinal, elegeu-se presidente em 1989.

O empenho na construção da imagem de Aécio Neves não foi tão sistemático, mas envolveu até a produção de uma minissérie inspirada no senador, que, em 2014, tentava se apresentar como um príncipe encantado a seduzir a nação brasileira.

Aécio não é Collor, mas a expectativa da Globo era que, caso vencesse as eleições em 2014, ele desse curso ao mesmo projeto que alimentava ao final da década de 1980: prevalência absoluta do mercado e do capital estrangeiro, o rechaço a políticas desenvolvimentistas e de inclusão social, o casamento do rentismo com o entreguismo.

Todavia, Aécio não é apenas portador de um projeto reacionário, elitista e antinacional. Toda sua trajetória é uma imensa fraude, em Minas ocultada por rigoroso controle sobre os meios de comunicação.

No plano nacional, por ser o representante de plantão da direita e de seu braço midiático, passou a contar com a complacência da maior parte da imprensa, ao mesmo tempo em que busca reeditar a política de cerceamento à liberdade de expressão levada adiante em Minas Gerais (aqui e aqui)

Tudo na vida de Aécio Neves foi muito fácil. Surfou desde cedo nos seus vínculos com Tancredo Neves para desenvolver uma carreira política medíocre, ainda que sempre bem promovida.

Filho do deputado Aécio Cunha, do PFL, aos 17 anos de idade, Aécio era “secretário de gabinete parlamentar na Câmara dos Deputados” (1977-1981), embora morasse no Rio de Janeiro. Em 1985, foi nomeado por Sarney diretor do setor de loterias da Caixa Econômica Federal, num momento em que veio à tona o escândalo da máfia da loteria esportiva, sobre o qual inexistem notícias de alguma atuação de Aécio para desvendá-lo e punir os responsáveis.

Eleito deputado constituinte em 1986, ainda no rastro da comoção causada pela morte de Tancredo Neves, Aécio foi considerado pelo Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (DIAP), um deputado de pouca firmeza na defesa dos interesses dos trabalhadores, alcançando apenas a nota 5,5 na pontuação atribuída pelo instituto aos constituintes. Em 1991 ausentou-se por três meses da Câmara para tratar de problemas pessoais.

Aécio governou Minas Gerais de 2003 a 2010. Seu apregoado choque de gestão significou, entre outras coisas, o descumprimento das disposições legais de garantia de 25% do orçamento estadual para a educação e 12% para a saúde, salários miseráveis para professores e médicos, o esvaziamento crescente da economia mineira e a elevação espetacular do endividamento do estado.

Apesar de alardear que gastou menos com o governo para gastar mais com as pessoas, até recentemente os mineiros só conseguiam lembrar da construção da cidade administrativa (envolta em diversas suspeitas de irregularidades) como uma obra de relevo da administração de Aécio.

Em 2014 vieram também a saber que Aécio construiu um aeroporto perto da fazenda de sua família.

Senador desde 2010, Aécio Neves acentuou o velho hábito de permanecer fundamentalmente no Rio de Janeiro, onde protagonizou cenas vexatórias para um representante do povo, como dirigir com carteira vencida e evitar o teste do bafômetro uma vez abordado pela polícia.

No PSDB Aécio participou de embates sangrentos com José Serra, que envolveram insinuações do jornalista Mauro Chaves, no jornal O Estado de São Paulo, de 28/02/2009, sobre hábitos heterodoxos do então governador mineiro.

O revide de Aécio materializou-se na investigação de Amaury Junior sobre a participação de José Serra na farra das privatizações do governo do PSDB, de FHC, que resultou, depois, no livro A Privataria Tucana. Por linhas tortas, esta, talvez, seja a maior contribuição à pátria da atuação do senador da Zona Sul carioca, com domicílio eleitoral em Minas Gerais: sua disposição vingativa favoreceu a investigação do mais absurdo dolo já perpetrado contra o patrimônio público brasileiro, naturalmente ignorado pela mídia convencional.

Derrotado, Aécio Neves tem se empenhado em diversas iniciativas golpistas para tentar interromper o mandato que Dilma Roussef conquistou nas urnas, desde ações junto ao TSE para impedir a diplomação e a posse, passando pelo flerte com grupos fascistas que convocaram manifestações de rua (de onde brotaram, inclusive, apelos para a intervenção militar), até o anúncio da disposição de pedir o impeachment da presidenta.

Numa suprema ironia da história, Aécio Neves tornou-se o principal representante dos herdeiros da velha UDN. Adversária da Vargas, Goulart, mas também de Tancredo Neves, a UDN centrava seu discurso nas denúncias de corrupção, para dissimular seus propósitos reais de combate ao nacionalismo e ao trabalhismo, caracterizados com xenofobia e populismo, na expectativa de resolver pelo golpe o que não alcançava nas urnas.

Aécio completa sua conversão ao udenismo em sua expressão moderna ao defender a dissolução do regime de partilha do pré-sal, em favor do regime de concessão preferido das companhias de petróleo ocidentais, e ao repreender o próprio PSDB que, em acertos com o PT, buscou corrigir o PL-4330, que fere de morte a CLT, depois das repercussões negativas na rede e das manifestações contrárias das ruas ao propósito de se ampliar a terceirização no Brasil.

Golpista, entreguista e inimigo dos direitos dos trabalhadores, Aécio Neves não é o “democrata indignado” com a corrupção, sobre a qual, aliás, teria muito a dizer se não contasse com a complacência da mídia no tratamento de casos com a Lista de Furnas, do mensalão tucano, da distribuição de verbas para rádios da família, do aeroporto de Cláudio…

Aécio é, de fato, uma fraude embalada pela mídia, o porta voz do udenismo redivivo, desonrando a memória do próprio avô, sem qual, aliás, sua carreira nada seria.

Ignacio Godinho Delgado é professor de História e Ciência Política na Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e pesquisador do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia-Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento (INCT-PPED). Doutorou-se em Ciência Política pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), em 1999, e foi Visiting Senior Fellow na London School of Economics and Political Science (LSE), entre 2011 e 2012.

Leia também:

André Singer: Aécio Neves dá uma de Carlos Lacerda

Investigação VIOMUNDO

Estamos investigando a hipocrisia de deputados e senadores que dizem uma coisa ao condenar Dilma Rousseff ao impeachment mas fazem outra fora do Parlamento. Hipocrisia, sim, mas também maracutaias que deveriam fazer corar as esposas e filhos aos quais dedicaram seus votos. Muitos destes parlamentares obscuros controlam a mídia local ou regional contra qualquer tipo de investigação e estão fora do radar de jornalistas investigativos que trabalham nos grandes meios. Precisamos de sua ajuda para financiar esta investigação permanente e para manter um banco de dados digital que os eleitores poderão consultar já em 2016. Estamos recebendo dezenas de sugestões, links e documentos pelo [email protected]

R$0,00

% arrecadado

arrecadados da meta de
R$ 20.000,00

90 dias restantes

QUERO CONTRIBUIR
23 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Edivaldo

16/11/2015 - 21h17

Aécio e a cara dos coxinhas, alias os coxinhas merecem o psdb, merecem richa, o fhc que recebeu dinheiro da Obredech, serra, o alkmin, os coxinhas se merecem.

Responder

João Evangelistas

15/07/2015 - 17h16

Vocês estão muito enganados, Aécio nunca foi “Neves” ou “progressista”. Ele sempre foi “Cunha” e “reacionário” como seu pai na ARENA. O “Neves” foi para explorar o momento favorável do oportunista avô e colou. Ele é “Cunha”, tal qual, seu parceiro de ódio da câmara. Efeito do sobrenome? Contudo, não vi ainda a “PF” explicar a razão do aeroporto na fazenda do titio!

Responder

    Severino de Oliveira, Bonobo

    16/07/2015 - 03h11

    Ontem, assistindo a TV Câmara, fui surpreendido com flashes de uma audiência da CPI da Petrobras em que fora convidado o Ministro da Justiça, (???) a dar depoimento. Surpreso porque estava lá um cidadão, chamado Zé Cardozo que se dizia Ministro da Justiça. Chamaram a atenção as mesuras trocadas entre Pitt Bulls da oposição golpista, como Onix Lorenzoni, notáveis na agressividade, desrespeito e leviandade na arguição de pessoas ligadas ao Governo, Mas o mais surpreendente, se não fosse patético, foi quando o suposto Ministro disse que é “chefe da PF” e que delegados dessa corporação reclamam por conta da “mão de ferro” que ele aplica na avaliação das supostas investigações de desvios dos Delegados da corporação. Depois de me recuperar de uma crise de estupefação, eu fui acometido por outra, de risos em gargalhadas incontroláveis, porque me lembrei de um personagem, o Corronel Klink, de uma antiga série de televisão que satirizava o ufanismo dos filmes de Hollywood na retratação do suposto heroísmo americano na Segunda Gerra Mundial, chamada “Hogan’s Heroes”.
    https://www.youtube.com/watch?v=Hql5fB5qlOs
    As cenas dessa antiga série cômica ocorrem em um ambiente de Campo de Concentração nazista onde são prisioneiros o Coronel Hogan e toda sua equipe de oficiais e soldados (ingleses ou norte americanos, não me lembro muito bem). O campo é dirigido pelo perverso Coronel Klink, nazista da SS. O clássico estereótipo usado à exaustão nos filmes de Hollywood. A tática utilizada pelo Hogan para manipular o patético Corronel Klink era enaltecer a sua maldade e perversidade com que trataria seus prisioneiros. Sentindo-se tocado na sua vaidade, o Corronel acabava fazendo a “maldade” que atendia aos planos dos prisioneiros. Pois, é! O Zé tem a cara de pau de proclamar que ele é considerado severo por seus supostos subordinados, igualzinho ao Klink. Pena que naquele caso, assistimos a uma comédia americana, e o Zé encarna um personagem de uma tragédia brasileira.

Vicente

23/04/2015 - 10h03

Ô raiva do Aécio… os petistas de todas as matizes sabem que em 2018 ele é o favorito. Aécio vai enterrar o Lula e o PT na mesma cova.

Responder

    Museusp Batista

    20/05/2015 - 14h15

    Nem pra coveiro serve. O senador nota ZERO é cópia perfeita e acabada do Henrique Caprilles da Venezuela e será devidamente engolido antes que cheguem as eleições. Quanto ao trecho do texto:

    “No plano nacional, por ser o representante de plantão da direita e de seu braço midiático, passou a contar com a complacência da maior parte da imprensa,…”

    e, principalmente, com a inimputabilidade perante os impávidos MP, PGR, PF e Judiciário que só conhecem e investigam o que é denunciado como evidencia, ou suspeita de ilicitude no JN, o Jornal televisivo do Partido da GLOBO, com seus parlamentares com direito hereditário à tribuna permanente, herdado de pai para filho desde a eleição por aclamação do Roberto Marinho pelos militares em 1965.

    Luiz (o outro)

    21/05/2015 - 13h52

    Será que o PSDBosta vai existir até lá? Se a Dilma fosse um tiquinho só matreira, já teria exterminado esse câncer da nossa política…
    Aproveita e já adianta qual vai ser seu próximo pseudônimo…

Carlos Elísio

22/04/2015 - 15h19

Ate os coxinhas, em sua maioria guiados pelo PIG, sabem que este cidadão é uma tremenda fraude!

Responder

Wendel

21/04/2015 - 20h07

Excelente texto, mas acrescento um porém:
Porque somente apoós as eleições e que estamos lendo com maior amplitude, o que é este verme ?
Será que seria medo dos blogueiros, jornalistas e Blogs em publicarem as bandidagens deste verme antes das eleições ?
Ele nunca me enganou, mesmo sendo eu mineiro, e se tem algo em que sou radicalmente contra, é quando a Familia Globo, ou seria Família Goebbels, é a favor !!!!

Responder

maria do carmo

21/04/2015 - 12h32

Professor Ignacio, parabens pela coragem de expor as verdades, espero que continue esclarecendo os desinformados ,pela midia canalha, alguns por estarem muito tempo em conducoes para o trabalho, outros ingenuos, acreditam nas conspiracoes da oposicao, psdb, dem e a justica que absurdamente so criminalisaa o PT, os crimes da oposicao passam ilesos descaradamente. Contamos com pessoas como o senhor honestos e patriotas que enfrentam, conhecem os crimes e expoem, digo crimes sim lesa pattria.

Responder

Lukas

21/04/2015 - 08h03

Como são maus os inimigos do PT.

Impressionante.

Responder

    Julio Silveira

    21/04/2015 - 12h46

    Pior que são mesmo. Mas vc já deve saber disso, afinal o que motiva a oposição, gente como vc, é o poder de exclusivismo concentrador, que a chave dos cofres publicos lhes proporcionam quando no poder.

    Luiz (o outro)

    21/05/2015 - 13h54

    Grande parte é bandido mesmo…

ricardo silveira

21/04/2015 - 00h05

Aécio é uma figura muito triste da política brasileira, que só existe porque temos uma mídia igualmente triste e nociva ao país.

Responder

    Museusp Batista

    22/05/2015 - 07h40

    Como diz o PHA, se não fosse a emissora, embaixadora dos EUA no Brasil, esses caras não passariam de personagens da Zoologia Fantástica de Jorge Luis Borges.

Almir

20/04/2015 - 23h10

Os neoliberais já mandaram a CLT pro beleléu. Em seguida, vão passar o facão também nos serviços públicos administrativos, terceirizando tudinho.

Responder

Messias Franca de Macedo

20/04/2015 - 20h19

DA SÉRIE ‘TUDO A VER’!

[MAIS UMA] BOMBA “que o(a) (e)leitor(a) não verá explodir no PIGolpista/fascista e terrorista de meia tigela IMUNDA”!
Tirante no plim plim do PIGolpista/fascista, [MEGA]corrupto e terrorista de meia tigela IMUNDA!
E criminosamente impune!

Ah esse ‘Cafezinho’ “que os Marinhos &$ outros soNEGAdores não bebem”!
“Nem que a vaca tussa!”
RISOS]

#####################################

PF desmantela outro esquema gigante de sonegação!

Por Miguel do Rosário, postado em abril 20th, 2015

A PF está se aprofundando em investigações contra os grandes sonegadores. Deve ter empresa de mídia e paneleiro com as pernas tremendo de medo…
Lembrando que a sonegação fiscal é sete vezes maior que a corrupção.
Mais informações sobre a sonegação no Brasil podem ser obtidas neste site.
***

Do site da PF.

PF desarticula grupo criminoso que provocou fraudes de R$ 500 milhões

(…)

FONTE [LÍMPIDA!]: http://www.ocafezinho.com/2015/04/20/pf-desmantela-outro-esquema-gigante-de-sonegacao/

Responder

Francisco

20/04/2015 - 20h18

A coisa não é assim tão ruim… Aécio pode cheirar bem…

Responder

    Luiz (o outro)

    21/05/2015 - 13h57

    Boa… Será que a tal massa cheirosa a que a lôra burra se referia era essa?

    Museusp Batista

    22/05/2015 - 07h49

    Não, Luiz (o outro), aquela que a LÔRA falou é a massa que emana a fração volátil da fase líquida e não aquela outra que costuma gostar mais de aspirar fase sólida granular das substâncias, entendeu?

JoãoP

20/04/2015 - 19h49

Depois dessa, se eu fosse o aésim, eu voltava para o Leblon, ou me enfiava na fazenda de Cláudio.

Responder

Cláudio

20/04/2015 - 19h13

:
Ouvindo A Voz do Bra♥S♥il e postando:
* 1 * 2 * 13 * 4 *************
Um poema (acróstico) para Dilma Rousseff, a depenadora de tucanus :
.
D ilma, coração valente,
I magem de todo o bem em que se sente
L ivre o amor maior pela brasileira gente
M uito humana e inteligente
A PresidentA do nosso Lula 2018 de novo Presidente
:
D ignidade
I ntegridade
L iberdade
M aturidade
A mabilidade
.:
D uas vezes contra o espectro atro
I nscreveu já seu nome na história
L utando contra mídia venal & Cia e seu teatro
M ulher forte de mais uma vitória
A deixar tucanus na ó-posição de quatro ! ! ! ! de quatro ! ! ! ! de quatro ! ! ! ! DE QUATRO ! ! ! !
.
Outros acrósticos para a Mulher PresidentA que deixou definitivamente os tucanus de quatro:

D eixou a tucanalha ó-posição de quatro
I gual a como o Lula já fez
L utando contra o pig & Cia e seu teatro
M antendo a vitória mais uma vez
A pesar do contrário espectro atro.

D ona dos seus (e tão nossos) ideais
I ncansável batalhadora pelo bem
L utando pelos brasileiros le(g)ais
M ulher de fibra que vai além
A calentando para todos muito mais.

**** ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
**** ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥ ****
♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥ ****

Acróstico para Dilma Roussef, a primeira mulher presidenta do Brasil

P rimeira mulher na presidência do Brasil
R evolucionária e valente guerreira
E special companheira desse nosso povo civil
S ensível amiga da terra brasileira
I nteligente e dedicada de verdade
D ecidida a mudar a situação nacional
E m uma outra melhor realidade
N a erradicação da pobreza por total
T anta dedicação ao nobre bem humano
A limentada em todo o seu generoso plano

D ilma Vana Rousseff, mulher de verdade
I nteligência e sensibilidade social
L ivre como a própria liberdade
M antendo-se sempre no bem ideal:
A mar a toda a humanidade

R evolucionária do bem fraterno
O amor de amar sem medidas
U ma guerrilheira de coração terno
S em medo de nada, destemida
S empre lutando por todos pelo melhor
E strela de primeira grandeza
F eliz ser de um sonho maior
F azendo acontecer sua feliz e plena certeza.

Autor: Cláudio Carvalho Fernandes (anarcoexistencialismo)
Teresina(PI), 13 de dezembro de 2013 – 13h13min

Poema acróstico para Lula, o maior e melhor brasileiro de todos os tempos

L ouvemos quem bem merece o mais pleno louvor
U m homem simples como as coisas boas da vida
Í ntimo camarada, nosso irmão e amigo de valor
Z elando sempre pelo bem da humanidade querida

I nimigo dos maus, amigo dos bons, trabalhador
N ascido do povo que muito o ama e admira
Á rvore de bons frutos, os de melhor sabor
C onsciência plena de tudo que no mundo gira
I magem perfeita do homem de si senhor
O humano defensor de humana lira

L uz de nossa gente, lutador incansável
U m verdadeiro herói do povo brasileiro
L úcido e consciente do mais admirável
A mor pelo ser humano e verdadeiro

D igno e sincero, fraterno e muito humano
A migo do povo, honesto e sempre lhano

S eja o meu/nosso canto para te louvar
I sso que a voz do povo já disse várias vezes
L ula, o Brasil vive mais feliz só por te amar
V itória da melhor sorte no número treze
A fazer do brasileiro a humanidade a se ampliar.

Autor: Cláudio Carvalho Fernandes (anarcoexistencialismo)
Teresina(PI), 09 de dezembro de 2013 – 13h13min

**** ************* **** ************* **** ************* **** *************

.
************* Abaixo o PIG brasileiro — Partido da Imprensa Golpista no Bra*♥S♥*il, na feliz definição do deputado Fernando Ferro; pig que é a míRdia que se acredita dona de mandato divino para governar.
.
************* Lei de Mídias Já!!!! **** “Com o tempo, uma imprensa [mídia] cínica, mercenária, demagógica e corruta formará um público tão vil como ela mesma” **** Joseph Pulitzer. **** … “Se você não for cuidadoso(a), os jornais [mídias] farão você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas, e amar as pessoas que estão oprimindo” **** Malcolm X. Ley de Medios Já ! ! ! !
.
************* “O propósito da mídia não é de informar o que acontece, mas sim de moldar a opinião pública de acordo com a vontade do poder corporativo dominante.”. Noam Chomsky.
.
************* “A população geral não sabe o que está acontecendo, e nem sequer sabem que não sabem”. Noam Chomsky.
.
.
.
************* Poemas engajados de Cláudio Carvalho Fernandes (anarcoexistencialismo):
.
.
**** Poema “Desalienando a ma$$ificaçãø Coisificante” /
.
É melhor /
ser um, mesmo que zero, à esquerda /
do que, títere-palhaço, a penas só faz-ser número$ à direita
.
.
.
**** Poema “Bistância” /
.
Tele Visão /
Tele Vazão /
Tele Vazio
.
.
.
**** Poema “Cem Rimas” /
(para o PT e o PSTU) /
.
A vida passa de graça /
E fica ainda mais rica /
Nos olhos de esperança /
Que às mãos multiplicam
.
.
.
**** Poema “Clic” /
.
A luz /
Assombra /
As sombras
.
.
.
**** “Poema Z” /
.
Penso /
Logo(S) /
Rexisto
.

.
**** Poema “massa”
.
a cidade cr e s c e
e a gente
desa
par
ec
e . . .
.
.
.
**** Poema “capitolismo”
.
predadores à espreita
muito mais que esperto
tem-se que ser sempre vivo

preço da evolução
lei da sobrevivência
juras de a-mor
juros e mais ou menos valia

antenas atentas
vigiam os espaços
(e o tempo)
da vida
mínima
nas promoções do dia-a(-)dia

é isto o que vinga:
a morte é hereditária…
.
.
.
**** Poema “doce conformismo? ou Da derrocada da poesia para a história”
.
as coisas são como são
e não como deveriam ser
penar por elas é em vão (ou não)
e ultrapassa o próprio viver
.
.
.
Poema de A a Z (POEMAZ)
.
Cantar contra
todo encanto
enquanto tudo
contar contra
.
.
.
**** “Poema Z” /
.
Penso /
Logo(S) /
Rexisto

****
*************

Responder

Deixe uma resposta