VIOMUNDO

Congresso em Foco: Os 44 ex-defensores de Demóstenes no Senado

06 de abril de 2012 às 23h12

do Congresso em Foco, sugestão (artigo e foto) de Gerson Carneiro

Há exatamente um mês, parlamentares de todos os partidos se revezavam na tribuna para defender o senador goiano, hoje isolado e sem partido. Veja o que cada um deles disse

Bem que o presidente do DEM e hoje líder do partido no Senado advertiu na ocasião: “A cautela recomendava que as pessoas não fizessem qualquer tipo de aparte”. Porém, ele próprio se traiu. E na companhia de outros 43 colegas. “Mas este Plenário, sábio como é, pela voz dos seus líderes, dos seus integrantes, reduziu o fato à sua real dimensão. […] Vossa Excelência não cometeu nenhuma afronta à ética!”, emendou José Agripino (RN).

A sessão de 6 de março do plenário do Senado passará à história pelo desagravo coletivo ao senador Demóstenes Torres (então DEM-GO), acusado de envolvimento com o contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira. Será lembrada também pelo corporativismo explícito de boa parte dos 44 aparteantes e pelo derradeiro voto de confiança de um diminuto grupo de parlamentares que, a exemplo de Demóstenes, também empunha a bandeira da ética e do combate à corrupção.

Um mês depois da encenação, Demóstenes está sem partido e só. Esses mesmos senadores que o apoiaram agora convivem com o constrangimento e a decepção. Muitos se dizem traídos pelo colega após o desdobramento das investigações, que jogaram por terra a retórica desfilada naquele dia, quando o senador usou o aparato de comunicação do Senado para mentir que mantinha apenas relação de amizade com o contraventor.

Confira abaixo trechos das loas proferidas em plenário por cada um dos aparteantes, por ordem de registro*:

Eduardo Suplicy (PT-SP) – “Aprendemos a respeitá-lo como um dos membros do Senado que, sobretudo na área jurídica, na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania, que Vossa Excelência presidiu, e como membro do Ministério Público, sempre demonstrou um conhecimento em profundidade da Constituição e das leis brasileiras.”

Luiz Henrique (PMDB-SC) – “Nobre senador Demóstenes, quero saudar Vossa Excelência como um verdadeiro homem público, de primeira qualidade. A minha solidariedade e a minha confiança.”

Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) – “Levantei o microfone de aparte, porque, embora tivesse sido feito um entendimento para não se apartear, já que apartearam, eu não poderia ficar de fora. Vossa Excelência foi uma das coisas boas que conheci no Senado desde que aqui cheguei. […] pela sua correção, pela sua coragem cívica, pela sua determinação e pela sua grandeza. Vossa Excelência é uma pessoa com imensa grandeza.”

Pedro Simon (PMDB-RS) – “Em todos os momentos, quer nas questões internas do Senado, quer nas questões mais graves, mais difíceis e mais escandalosas que apareceram nesta Casa, Vossa Excelência sempre esteve firme, com argumentos, com conteúdos e com absoluta firmeza. Sinceramente, não me passa pela cabeça a imagem que querem fazer de Vossa Excelência.”

Antonio Carlos Valadares (PSB-SE) – “Minha palavra é de confiança de que a sua atuação aqui no Senado, e fora do Senado, é uma atuação que não compromete a sua honra, a sua dignidade e o seu passado.”

Eduardo Braga (PMDB-AM) – “Vossa Excelência é daqueles que, quando erra [sic], sabe reconhecer o erro e, com o espírito humano, chega até a pedir desculpas. Agora, quando fazem uma acusação a esse ponto, vem à tribuna e diz: ‘Não, não apenas quero refutar as acusações, como me coloco para ser investigado pelo Supremo Tribunal Federal’. Só assim agem aqueles que têm valores éticos e humanos elevados, e um comportamento e uma conduta, na função pública, elevados.”

Waldemir Moka (PMDB-MS) – “Conheço a sua trajetória, a sua luta e a sua postura. […] Tenho certeza absoluta de que sairá desse episódio exatamente da mesma forma que fez em sua vida inteira.”

Vital do Rêgo (PMDB-PB) – “Cheguei a esta Casa nutrindo muito respeito por Vossa Excelência, uma admiração a distância. A convivência com Vossa Excelência neste plenário, na Comissão de Justiça, vendo a sua grandeza, a sua coragem cívica, o seu espírito republicano, fez-me aumentar esse conceito, esse respeito e essa admiração.”

Cristovam Buarque (PDT-DF): “Senador Demóstenes, feliz aquele que, quando é criticado, acusado, pode subir à tribuna e dizer que não tem nada a esconder, que não precisa usar subterfúgios, que não precisa dizer nem que o que está sendo dito é ou não verdade. […] mesmo aqueles que divergem sabem que o senhor é o homem não apenas do DEM, mas do bem.”

Alfredo Nascimento (PR-AM) – “Estamos diante de um companheiro, de um colega do Senado, de um homem que tem passado e presente de retidão, de comportamento ilibado, e que, com todas as forças, tem defendido os interesses do Brasil e do Estado que representa.”

Romero Jucá (PMDB-RR) – “Todos nós sabemos da sua seriedade, do seu compromisso, da sua honestidade. Mas, sem dúvida nenhuma, essa palavra é uma palavra para toda a sociedade brasileira, tranquiliza a Casa, a sociedade brasileira […] Vossa Excelência deu as explicações necessárias, e todos nós estamos tranquilos, satisfeitos.”

Lobão Filho (PMDB-MA) – “Quero demonstrar minha absoluta, inamovível confiança na figura do senador Demóstenes, na sua probidade, na sua moral inatacável. […] Não acredito que alguém nesta Casa seja medíocre, até porque eu acredito que o momento espetacular vivido pelo Brasil de hoje […] é consequência dos políticos que estão vivendo agora, do seu Executivo e do Legislativo. Mas, entre todos nós, Vossa Excelência é uma figura que realmente merece ser destacada.”

Cyro Miranda (PSDB-GO) – “Conheço a sua probidade como promotor, como secretário da Justiça, quando ficou conhecido como ‘o grande justiceiro’, sempre aliado à lei. Melhor do que ser seu colega é ser seu amigo. Obrigado.”

Lúcia Vânia (PSDB-GO) – “Todos nós, de Goiás, esperávamos de Vossa Excelência uma conduta como essa. […] faz as explicações com seriedade e responsabilidade. Vossa Excelência sabe da admiração que o povo brasileiro, especialmente o goiano, tem por sua trajetória. Receba os meus cumprimentos e a minha solidariedade.”

Alvaro Dias (PSDB-PR) – “Queremos manifestar, em nome do PSDB, nossa confiança absoluta em Vossa Excelência, nossa crença no seu comportamento e dizer, sobretudo, da importância de Vossa Excelência para o país na oposição. Somos limitados numericamente na oposição e sua presença tem oferecido grandeza à tarefa de se opor. Infeliz do país que não tem uma oposição responsável e competente.”

Jayme Campos (DEM-MT) – “Vossa Excelência tem todo o nosso apoio. Essa conversa é aquela velha história de ‘chover no molhado’. Ninguém acredita nela; todo mundo sabe que Vossa Excelência é um homem de retidão, de caráter invejável – não só como promotor, mas, certamente, como senador da República, que é exemplo para todos nós.”

Blairo Maggi (PR-MT) – “Disse-lhe ontem, por telefone, quando conversamos, que não se abata com isso, porque todos nós, homens públicos, estamos sujeitos a esse tipo de situação. Portanto, é um período de turbulência, mas nenhum período de turbulência permanece para sempre. Ele passará e o senhor sairá vitorioso.”

Pedro Taques (PDT-MT) – “Eu o conheço desde 1996, nas barrancas do rio Araguaia, do rio Tocantins. Nós defendendo a parte lindeira dos nossos estados. Nós dois fomos forjados na luta contra a criminalidade.”

Inácio Arruda (PCdoB-CE) – “Quase todos nós somos alvo desse tipo de meia chantagem, que é como vejo isso às vezes, para a gente entender do ponto de vista político, para a gente não perceber isso apenas do ponto de vista também moral. […] Falei para Vossa Excelência que tinha a minha solidariedade, e posso dizer que também tem a solidariedade do meu partido, o Partido Comunista do Brasil.”

Vicentinho Alves (PR-TO) – “Vim aqui dizer que lhe sou grato e um amigo leal. Portanto, confio em Vossa Excelência. Essa sua conduta de abrir ao Ministério Público, ao Supremo, não tenho nenhuma dúvida e tenho segurança de que não vão encontrar nenhum deslize da parte de Vossa Excelência.”

Aécio Neves (PSDB-MG) – “Vossa Excelência é um homem digno, sempre agiu dessa forma em todos os cargos públicos que ocupou. E digo mais, Vossa Excelência, senador Demóstenes, é dos mais preparados e destemidos homens públicos deste país. E, por isso mesmo, dos mais respeitados.”

Roberto Requião (PMDB-PR) – “As insinuações de que Vossa Excelência foi vítima […], não se compatibilizam com a sua história de vida e com as suas atitudes. Neste plenário múltiplo, que funciona como uma espécie de júri, todas as insinuações foram rejeitadas. Portanto, recomendo-lhe tranquilidade.”

Mário Couto (PSDB-PA) – “Quero pedir licença ao nobre presidente para apartear o nobre Senador Demóstenes Torres de pé. […] Quem dera, senador Demóstenes Torres, todos os políticos fossem iguais a Vossa Excelência!”

Eunício Oliveira (PMDB-CE) – “Acompanho a trajetória política de Vossa Excelência há vários anos por ter negócios e uma propriedade no estado de Goiás. Portanto, há vários anos, acompanho a trajetória de Vossa Excelência como seu admirador.”

Rodrigo Rollemberg (PSB-DF) – “Admiro Vossa Excelência pela luta que desempenha. Vossa Excelência é uma referência inclusive no respeito à lei. […] Saiba que tem a nossa confiança.”

Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) – “Acredito que todos os oradores que me antecederam já foram pródigos na manifestação de confiança a Vossa Excelência por toda uma trajetória de vida ilibada, honrada, digna, transparente, corajosa. […] receba não apenas o meu abraço, minha solidariedade, mas o reconhecimento de que o senhor é um dos melhores exemplos de que é possível, sim, se fazer política com honra e com dignidade no nosso país.”

João Ribeiro (PR-TO) – “Sucesso, senador Demóstenes! Tenho certeza de que não existe nada contra Vossa Excelência. Então, minha compreensão de que Vossa Excelência é um homem limpo, um homem público dos mais corretos que eu conheço.”

Benedito de Lira (PP-AL) – “O exercício da democracia é exatamente isso aí… O homem público tem de estar altamente preparado para todas e quaisquer demandas, e nós, homens públicos, temos uma missão nobre: representar o povo dos nossos estados no Senado Federal com absoluta dignidade.”

Casildo Maldaner (PMDB-SC) – “Não podia ficar calado neste instante sem dizer que por onde ando no meu estado, Santa Catarina, as pessoas me perguntam como que eles podem conseguir que Vossa Excelência vá lá fazer uma palestra. […] Perguntam-me: que homem é esse? De onde vem, Maldaner, esse homem? Esse é o clamor, isso é o que a gente sente. […] Santa Catarina acompanha de pé a maneira, a coragem, a hombridade, o destemor, as linhas que tem adotado aqui no Senado e neste país.”

Randolfe Rodrigues (Psol-AP) – “Vossa Excelência sabe muito bem que um dos princípios fundantes do Estado como nós o conhecemos, do pacto civilizatório que nos rege, é aquele da presunção da inocência. Todos são presumidamente inocentes até que se prove o contrário. […] aqui é lógico que estabelecemos relações. Em particular, tenho a honra de estabelecer relação pessoal com Vossa Excelência, com o querido senador Pedro Taques.”

Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR) – “Geralmente um político, quando é acusado, a primeira coisa que faz é declarar que isso é armação dos seus inimigos políticos, ou que é uma conspiração da imprensa, ou que, por fim, está sendo caluniado. Vossa Excelência, ao contrário, disse que quer ser investigado e, em nenhum momento, se disse vítima de algum tipo de conspiração.”

Flexa Ribeiro (PSDB-PA) – “O que nós vimos aqui […], de reconhecimento pelo seu trabalho e pela sua conduta, é suficiente para que a nação brasileira o tenha como uma das reservas morais do nosso país.”

Francisco Dornelles (PP-RJ) – “Eu queria reiterar a Vossa Excelência o meu maior respeito e a minha maior admiração, e manifestar a minha confiança ampla, geral e irrestrita na conduta e nos procedimentos de Vossa Excelência. Muito obrigado.”

Ana Amélia (PP-RS) – “Confesso que, no final de semana, ao ler o noticiário sobre a divulgação das gravações de escutas telefônicas das conversas de Vossa Excelência, fiquei perplexa […]. E, num momento de perplexidade, fico mais tranquila agora com os esclarecimentos […] aos seus colegas que, aqui como eu, aprenderam a admirar essa firmeza e esse compromisso com a legalidade, com a responsabilidade e com o trabalho comprometido com a ética na política.”

Paulo Paim (PT-RS) – “Convivo com Vossa Excelência há praticamente dez anos. Nem sempre defendemos as mesmas posições. Mas eu aprendi a respeitar Vossa Excelência pela transparência.”

Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) – “Ilustre senador Demóstenes Torres, não é por acaso que a Casa hoje verifica esta interminável sucessão de apartes ao pronunciamento de Vossa Excelência. É que todos nós aqui o conhecemos. […] Então, para quem o conhece, evidentemente, não carecia nenhuma explicação.”

Jorge Viana (PT-AC) – “Certamente, Vossa Excelência vai ajudar-nos a fazer com que este país fique um pouco melhor do ponto de vista do manuseio de processos inconclusos, de acusações sem provas e, especialmente, de ilações. […] Há questões absolutamente pessoais, que não se podem confundir com a postura pública de Vossa Excelência.”

Marta Suplicy (PT-SP) – “Quero dizer que sua atitude de vir aqui e de se posicionar levou toda esta Casa, pela sua trajetória pública e também pela maneira como está lidando com essas insinuações, a ter uma postura uníssona de situação e de oposição, o que é muito raro. […] A seriedade de acusações desse tipo, vazamentos, insinuações fazem com que o cidadão, no caso um senador brilhante de oposição, passe por uma situação absolutamente constrangedora.”

Kátia Abreu (PSD-TO) – “Tenho a convicção de que tudo isso não vai passar de um grande dissabor, e de que Vossa Excelência vai provar sua inocência, como já está fazendo neste momento. Com muita dignidade, sobe à tribuna, pede o apoio dos colegas, fala sua versão, trabalhando com transparência, como sempre fez no Senado Federal.”

Ricardo Ferraço (PMDB-ES) – “A obra de Vossa Excelência como promotor e como secretário de Segurança Pública, com o combate destemido ao crime organizado em Goiás, e a trajetória de Vossa Excelência no Senado da República já me faziam ser seu admirador ainda a distância – quando, do meu estado, eu admirava a forma destemida, com o coração aberto, com o peito aberto, com que Vossa Excelência sempre exerceu suas convicções.”

Armando Monteiro (PTB-PE) – “A proximidade do convívio me permitiu ser testemunha de sua atuação, do zelo e da seriedade no desempenho de seu mandato. […] Receba, portanto, o testemunho do meu apreço e a manifestação da minha confiança.”

Antonio Russo (PR-MS) – “Professor Demóstenes, eu queria agradecer-lhe os ensinamentos que nos oferece neste momento. […] E, com altivez, dando um ensinamento, o senhor dá um exemplo do que é a classe política, do quanto ela paga, de qual o preço que ela paga, injustamente às vezes.”

José Agripino (DEM-RN) – “A cautela recomendava que as pessoas não fizessem qualquer tipo de aparte. Para surpresa do plenário, quando Vossa Excelência ia descer da tribuna, o senador Suplicy pediu um aparte. […] Mas este Plenário, sábio como é, pela voz dos seus líderes, dos seus integrantes, reduziu o fato à sua real dimensão. […] Vossa Excelência não cometeu nenhuma afronta à ética!”

Ivo Cassol (PP-RO) – “De repente, alguém de dentro da família, infelizmente, no meio da caminhada, pode seguir um caminho torto, e o restante da família não se pode sacrificar. Portanto, sou solidário ao senhor.”

* Declarações registradas em plenário pelo serviço de taquigrafia do Senado.

Leia também:

Maria Inês Nassif: O caso Demóstenes e as raposas no galinheiro

Investigação VIOMUNDO

Estamos investigando a hipocrisia de deputados e senadores que dizem uma coisa ao condenar Dilma Rousseff ao impeachment mas fazem outra fora do Parlamento. Hipocrisia, sim, mas também maracutaias que deveriam fazer corar as esposas e filhos aos quais dedicaram seus votos. Muitos destes parlamentares obscuros controlam a mídia local ou regional contra qualquer tipo de investigação e estão fora do radar de jornalistas investigativos que trabalham nos grandes meios. Precisamos de sua ajuda para financiar esta investigação permanente e para manter um banco de dados digital que os eleitores poderão consultar já em 2016. Estamos recebendo dezenas de sugestões, links e documentos pelo [email protected]

R$0,00

% arrecadado

arrecadados da meta de
R$ 20.000,00

90 dias restantes

QUERO CONTRIBUIR

 

135 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Causídico: Qual é o motivo para entristecer? « Viomundo – O que você não vê na mídia

27/05/2012 - 20h23

[…] número de parlamentares que me elogiaram. Fui mais elogiado na CPI do Cachoeira que o Demóstenes naquele famoso discurso cheio de apartes no Senado. De qualquer forma, fico ressentido com leitores deste site, como o Jair de Souza, que perguntou se […]

Responder

LUIZ FORTALEZA

03/05/2012 - 23h46

Até tu, Suplicy, achava Demóstenes um anjo da ética?

Responder

Requião: Esquerda brasileira foi abduzida pelo pragmatismo | Viomundo - O que você não vê na mídia

09/04/2012 - 15h47

[…] O dia em que os senadores choraram por Demóstenes […]

Responder

Até tu, Paim! « Ficha Corrida

08/04/2012 - 20h35

[…] Congresso em Foco: Os 44 ex-defensores de Demóstenes no Senado | Viomundo – O que você não … Rate this: Sirva-se:Gostar disso:GostoSeja o primeiro a gostar disso post. Deixe um comentário […]

Responder

FrancoAtirador

08/04/2012 - 15h31

.
.
Enteada de Gilmar Dantas pede exoneração do gabinete de DEMOstenes…

Por Vivi no Luis Nassif On Line

Ela é funcionária de carreira do Ministério Público Federal e trocou esse cargo para ASSUMIR CARGO DE CONFIANÇA de ninguém mais, ninguém menos que… DEMOstenes.

ALGUM PROBLEMA?????

Só se fosse o enteado do Lula…

Da Folha
Senado exonera enteada de Gilmar Mendes de gabinete de Demóstenes

Segundo o senador Demóstenes Torres (ex-DEM) a relação pessoal que tem com Gilmar não influenciou no emprego à enteada.

A diretoria-geral do Senado exonerou, a pedido, a enteada do ministro Gilmar Mendes, do STF (Supremo Tribunal Federal), que tinha cargo de confiança no gabinete do senador Demóstenes Torres (GO).

Conforme revelou a Folha no dia 25 de março, Ketlin Feitosa Ramos ocupava desde setembro o cargo de assessora parlamentar de Demóstenes no Senado, posto de confiança e livre nomeação.

A enteada do ministro do STF é servidora de carreira do Ministério Público Federal, nível médio, e foi cedida para ser funcionária comissionada do gabinete do senador.

O ato de exoneração — publicado no dia 2 de abril no Diário Oficial da União — tem data de 30 de março. No dia 27, o Procurador-Geral da República pediu ao STF a abertura de inquérito para investigar o envolvimento do senador Demóstenes Torres com o grupo do empresário Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, acusado de explorar jogo ilegal.

Por ter foro privilegiado, o senador só pode ser julgado pelos ministros do STF.
Seus advogados, aliás, prometem recorrer ao Supremo nos próximos dias para pedir a anulação das provas colhidas contra Demóstenes na Operação Monte Carlo, que investigou a atuação de Carlinhos Cachoeira.

Pressionado, ele pediu a desfiliação do seu partido, o DEM, e sofre ameaça de cassação de mandato.

O senador e a assessoria do ministro do STF negaram qualquer conflito de interesse na nomeação de Ketlin Feitosa em setembro do ano passado.

"O fato de ser parente de uma figura importante da República não deve ser levado em conta para o ingresso de alguém no serviço público, não deve ser também motivo de impedimento", disse Demóstenes quando a Folha mostrou o caso.
Segundo ele, a relação pessoal que tem com Gilmar não influenciou no emprego à enteada.

Já Ketlin Feitosa afirmou, por escrito, que sua ideia inicial era ter contato com o senador Rodrigo Rollemberg (PSB-DF), presidente da Comissão de Meio Ambiente, mas acabou sendo convidada pelo senador de Goiás para trabalhar com ele.

"Demóstenes me fez uma proposta de trabalho para que eu atuasse em sua assessoria jurídica e disse que estava precisando de um servidor com o meu perfil, pois tinha muito interesse na área ambiental."

<img src="http://f.i.uol.com.br/folha/poder/images/12099122.jpeg"&gt;
Por ter foro privilegiado, o senador Demóstenes Torres (à dir.)
só pode ser julgado por ministros do STF, entre eles, Gilmar Mendes

Responder

Geysa Guimarães

08/04/2012 - 10h08

Nas declarações dos amigos, companheiros de partido e coligados, natural.
De estranhar mesmo, foi a defesa apaixonada de Marta Suplicy.
Para ela, o excepcional trabalho da PF não passa de "insinuações" que submetem o "pobre demozinho" a constrangimento.
Menos, Marta!

Responder

    Gerson Carneiro

    08/04/2012 - 11h19

    A Marta relaxou e gooo…ostou, nos braços da oposição.

Marval Parreira

08/04/2012 - 08h51

Eu imagino que o conselho que a Martinha Suplicy gostaria de dar para o Demóstenes a essa altura do campeonato seria "relaxe e goze que ninguém vai lhe perturbar".

Responder

Lucas Costa

07/04/2012 - 22h15

A ocasião recomendava o mínimo de cautela. Não foi o que se viu. Quase todos saíram em socorro do companheiro ferido. 44 "cobras criadas" caindo em esparrela? Não dá para acreditar. Demóstenes tinha lá sua funcionalidade, inclusive para o governo. "Não existe almoço grátis", afinal de contas.

Agora que ele é um cadáver, pode ser chutado livremente.

Responder

RicardãoCarioca

07/04/2012 - 22h06

Ah-há! Achei o áudio do grampo! Desse nosso 'grampo' transcrito aqui nesse post!

Para quem estava curioso para ver a cara dos 44 dizendo seus apartes, aqui estão as três partes.

O primeiro aparte da primeira parte, é com o Suplicy:

[youtube NtEELwRLLqM http://www.youtube.com/watch?v=NtEELwRLLqM youtube]

A segunda parte começa com o Critóvam Duarte:

[youtube xCW3xapXAZI http://www.youtube.com/watch?v=xCW3xapXAZI youtube]

E a terceira parte começa com o Benedito de Lira:

[youtube CYaIKVyRA1I http://www.youtube.com/watch?v=CYaIKVyRA1I youtube]

I-na-cre-di-tá-vel!

Responder

RicardãoCarioca

07/04/2012 - 21h52

Imagens desse dia fatídico, no senado (em minúsculo mesmo, obrigado). Preparem seus saquinhos de vômito:

Olhem a cara do Ex-DEMóstenes e do Suplicy:
http://www12.senado.gov.br/noticias/banco-de-imag

E outras fotos:
http://www12.senado.gov.br/noticias/banco-de-imaghttp://www12.senado.gov.br/noticias/banco-de-imaghttp://www12.senado.gov.br/noticias/banco-de-imaghttp://www12.senado.gov.br/noticias/banco-de-imaghttp://www12.senado.gov.br/noticias/banco-de-imaghttp://www12.senado.gov.br/noticias/banco-de-imag

Responder

silvinho

07/04/2012 - 21h47

Demóstenes geladeira e fogão Torres era um dos homens mais preparados do Brasil, felizmente. Menos um ordinário para enganar o povo brasileiro.
Tirando por base nos comentários de tantas Vossas Excelências, temos certeza que a mídia é bastante eficiente para manipular sentimento de tanta gente supostamente mais preparada, mais "intelectualizada".
É lamentável assistir tanta hipocrisia para com o povo brasileiro. Nunca vi tanta cortesia para com criminosos como o geladeira torres.

Responder

silvinho

07/04/2012 - 21h41

Tá explicado o sucesso do Brasil.

Responder

RicardãoCarioca

07/04/2012 - 21h40

Resta ao Ex-DEMóstenes, a vida de comediante Stand Up. O começo dessa nova carreira parece promissor: [youtube aOu0IXAZV1A http://www.youtube.com/watch?v=aOu0IXAZV1A youtube]

Responder

RicardãoCarioca

07/04/2012 - 21h22

Depois de 7 anos de PMDB na presidência, de 8 dos tucanos e de 9 dos petistas, de CPI's e CPMI's de uns para com os outros nesse período, chegamos na era do engessamento, do 'impasse mexicano', pois todos possuem armas para criar CPI's e apontá-las uns contra os outros.
A era das CPI's está chegando ao fim.

Responder

donizete

07/04/2012 - 20h51

Os 44 digníssimos se juntam aos eleitores ludibriados que elegeram
o político citado.

Responder

Marcio H Silva

07/04/2012 - 19h55

O senado virou uma quadrilha…..todos tem o rabo preso…..
Nunca votei em Dornelles, ainda bem.
Suplicy, no PT, é piada. Vem de família tradicional paulista que representa a nata das elites. tinha que se filiar ao DEM ou ao PSDB……..

Responder

Luciano Bastiani

07/04/2012 - 19h38

Estou com aqueles que se indignaram por ver senadores petistas e até da base do governo (Jucá, p.ex.) bajulando este pilantra.
Tem algo na psicologia que explica?

Responder

carlos costa

07/04/2012 - 18h23

depois quando defendem a extinçao do senado eles reclamam

Responder

sebastiao m. arsani

07/04/2012 - 16h51

são ex

Responder

Regina Braga

07/04/2012 - 16h17

Senadores do PT estão aprendendo a serem falsos…mas não brilhantes.A operação foi da PF,não foi denuncismo da folha.Suplicy,calado seria,o máximo.

Responder

Yarus

07/04/2012 - 16h15

"PF incluiu mais um deputado tucano na rede de Cachoeira

A Polícia Federal incluiu o deputado federal Leonardo Vilela (PSDB-GO) na lista de pessoas ligadas ao bicheiro Carlinhos Cachoeira, conforme documentos da Operação Monte Carlo . O tucano, ex-secretário de Meio Ambiente do governo de Goiás e pré-candidato à Prefeitura de Goiânia nas eleições deste ano, trocou ligações telefônicas e manteve encontros com o bicheiro. É o quarto deputado citado nas investigações da Monte Carlo em razão da proximidade a Cachoeira.
Os outros três – Carlos Alberto Leréia (PSDB-GO), Sandes Júnior (PP-GO) e Stepan Nercessian (PPS-RJ) – também estão na lista elaborada pela Polícia Federal e serão investigados pela Procuradoria-Geral da República, que analisa a transcrição dos diálogos telefônicos repassada pela Polícia Federal. Se o procurador-geral, Roberto Gurgel, identificar indícios de crime, eles serão investigados pelo Supremo Tribunal Federal…"
. http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com.br/2

Responder

jose antonio batata

07/04/2012 - 16h13

O senador Cristovam Buarque é aquele que apoiou o Governador ARRUDA do primeiro ao última dia. Para quem era o maior defensor do ARRUDA, defender Demóstenes é brincadeira.

Responder

Ze Carlos

07/04/2012 - 13h56

Isso aqui está servindo apenas a -como sempre – "interesses particulares".hahah

Os petistas e derivados que torcem o nariz para os SUPLICY aproveitam.
Os que tem alguma coisa contra o PAIM, o mesmo.
De quebra os de sempre são pisoteados.

Collor de Melo não está na lista. Talvez seja decente,não é ?

Nada contra o post.

Só contra a mesmica improdutiva e meramente interesseira.

Responder

    RicardãoCarioca

    07/04/2012 - 21h14

    Mais um reaça de raciocínio binário. Não estar na lista não significa que não possa estar comprometido até o pescoço com esse mar de lama. Fique indignado com os corruptos e não com os seus críticos.

    beattrice

    08/04/2012 - 07h06

    Mas o Collor de Mello não foi abraçado e apoiado e incensado à Comissão de Relações Exteriores do Senado pela base aliada, entre outros mimos?

Urbano

07/04/2012 - 13h45

O jarbarrabás vãsconselhos, o mitômano II, possui os mesmos atributos do demós, que foram atribuídos por ele nesse aparte.

Responder

ricardo silveira

07/04/2012 - 13h23

Parece-me que foi Ulysses Guimarães quem disse, certa vez, que no Congresso não tem ninguém bobo. Que o bobo não consegue chegar lá. Penso que nem todos que se solidarizaram são coniventes com o senador cínico. Mas, é muito estranho o pronto espírito de corpo, até porque, lá ninguém é bobo. Mas, em benefício da dúvida, vamos acreditar que todo mundo tem o seu dia de bobeira. Mas que é estranho é.

Responder

    Marcio H Silva

    07/04/2012 - 20h00

    Estão todos com medo e achando que também estão nas gravações do telefone grampeado do cachoeira….aí prestaram solidariedade antecipada……..

MA_Jorge

07/04/2012 - 13h00

Confesso-me um verdadeiro alienado na lingua pátria; não sabia existirem tantas alternativas para exemplificar m* como todas estas expressas por palavras de tão nobres senadores!

Tenho(e acredito temos) muito o que aprender e, claro, buscarei conhecimento com tão nobres senhores.

Responder

Marcelo de Matos

07/04/2012 - 12h56

Está na hora de pararmos de chutar cachorro morto: Demóstenes já era. É preciso cobrar a punição de outros políticos, por exemplo, o deputado Carlos Alberto Leréia (PSDB-GO), de quem a PF interceptou 70 ligações para Cachoeira. “A polícia incluiu o nome de Leréia no organograma da organização de Cachoeira, confidenciou ao GLOBO uma das pessoas que tiveram acesso ao inquérito da Operação Monte Carlo. Com base no relatório da investigação, o ministro Ricardo Lewandowski decidiu abrir inquérito contra o deputado e o senador Demóstenes Torres (DEM-GO), entre outros parlamentares”, publicou O Globo. Quem são esses “outros parlamentares”? Precisamos acompanhar. O centro oeste está ultrapassando o resto do país não só na produção de grãos, mas, na de escândalos financeiros também: Arrudão, Demóstenes, Blairo Magi. Por aí vai.

Responder

José Medeiros

07/04/2012 - 12h52

Mário Couto (PSDB-PA) – “Quero pedir licença ao nobre presidente para apartear o nobre Senador Demóstenes Torres de pé. […] Quem dera, senador Demóstenes Torres, todos os políticos fossem iguais a Vossa Excelência!”
É para se vomitar nobilíssimo Mário Couto. Aliás nobreza para o senado parece ser sinônimo de mau caratismo.
Carlinhos Cachoeira está preso em Mossoró, indignado, por ser o cérebro da organização enquanto seu empregadinho mais fiel, o DEMOstenes, posa de santinho e mártir incensado por seus pares. Cachoeira está arrependido de não ter-se autonomeado ministro do Supremo ou se fazer parlamentar, com direito a julgamento especial, longe da cadeia. Por outro lado a revista Veja, do infame Murdoch, continuará a conspirar, impunemente, como se nada acontecera. O Brasil é mesmo o paraiso…dos ladrões.

Responder

José X.

07/04/2012 - 12h47

Estou ansioso para as próximas eleições…para enterrar de vez o Suplicy (que pode até ser boa pessoa, mas é assim, digamos, meio lerdo…).

Responder

Anderson

07/04/2012 - 12h33

Por quanto tempo perdurará este silêncio, inércia dos nossos ilustres senadores da República? Eu sei que é horrível alimentar este tipo de sentimento no coração mas estes pinguins não poderiam estar mergulhando direto na boca de um imenso urso polar ou outro predador voraz? Que o nosso eleitorado faça às vezes deste predador nas próximas eleições para o Congresso Nacional.

Responder

Mariza

07/04/2012 - 12h11

Até eu, que vivo nas brenhas do Nordeste, tinha certeza que o DEMOSTENES era sujo, imagine os que conviviam com ele llá. Aliás, falou que é DEM, PSDB não preciso não precisa titubear, investigando descobre coisa que até Deus duvida, ainda naõ vi excessão, ou seja, algo que desminta as falcatruas deste políticos quando descoberto a primeira pista.

Responder

claudio

07/04/2012 - 11h54

De otários nada tem, ganham super salários, trabalham pouco ou nada, podem empregar conhecidos e fazer nepotismo cruzado, tem imunidade para roubar, se aposentam com dois mandatos ,sem contar outras regalias. Os discursos a favor do Demóstenes só comprovam que nós, o povo, não existimos para eles.

Responder

beattrice

07/04/2012 - 11h51

Impressionante a confluência de opiniões entre o PT e miss Kátia Desmatamento nos últimos tempos, uma paixão pelos mesmos ideais.

Responder

Rafael

07/04/2012 - 11h44

Por isso se diz que boca fechada não entra mosca e nem sai baboseira.

Responder

Eliana

07/04/2012 - 11h38

Quem disse que os Suplicys, Paim, Jorge Viana são Ptistas?
Eles são demotucanos, sempre ferrando o PT…
Acorda PT!

Responder

    E S Fernandes

    08/04/2012 - 09h03

    Perdão cara Eliana, mas são do PT sim. Infelizmente.

paulo chacon

07/04/2012 - 11h37

Sou petista e fico enojado quando vejo Suplicy, Marta, Paulo Paim, Jorge Vianna , o PSOL, o Cristóvão Buarque a defenderem um canalha. Se fosse um senador do PT a ser acusado, estaria sendo crucificado por todos os outros, principalmente por este quadrilheiro DEMOstenes. Estes petistas só aprenderão quando nós os tirarmos de lá. IMBECIS.

Responder

IVAN BELÉM PA

07/04/2012 - 11h29

A SITUAÇÃO É A SEGUINTE: EU SEI QUE O FULANO NÃO VALE, AQUILO QUE O GATO ENTERRA , E MESMO ASSIM, PUBLICAMENTE DEFENDO-O. INACREDITÁVEL, NEM SEI QUAL ADJETIVO USAR PRA UMA SITUAÇÃO DESSAS.
POR FAVOR ME AJUDEM.

Responder

Bertold

07/04/2012 - 11h11

Ta mal os políticos-parlamentares petistas, parece que amadureceram as avessas. Para mim todo político do DEM/PSDB são suspeitos até prova em contrário pela ideologia que defendem e mesmice de gestão pública.

Responder

Altamiro Ferreira

07/04/2012 - 10h58

Se dissessem que não sabiam ainda va lá. Mas,a turma do Pt entrar nesta ou foram muito inocentes ou uns idiotas mesmos. Elogiar um inimigo. Não dá para acreditar. Olha nas próximas eleições vamos ter de pensar muito na hora de votar em senadores. ´
Está parecendo uma inutilidade

Responder

M. S. Romares

07/04/2012 - 10h58

O único político que eu não repreenderia nesse elenco é o senador Suplicy. Até ele entender o que está acontecendo, dá tempo de matar qualquer cavalo a golpe de figo maduro. Só por isso, mas o rstante é conivencia e fisiologismo puros.

Responder

Luiz Clete

07/04/2012 - 10h53

Os senadores de SP são todos tucanos, essa falação não surpreende, alias, o PT de SP é tucano de segunda mão. O simon e o jarbas sempre quebram a cara. Hahahahahaha!

Responder

Sr.Indignado

07/04/2012 - 10h53

O Eduardo Suplicy, é tão inocente que acreditou nas promesas de não invasão lá em SJC.
O Luiz Henrique, tudo bem, é afilhado do Bornhausen em SC. Na verdade trabalha para o DEM faz tempo.
Mas o Paim… o Paim… será que não sabia? Todos sabiam! Talvez faltassem provas contundentes, mas daí a achar que o sujeito era assim, inocente… ou é inocência ou cumplicidade.
Se a PF for republicana e quizer fazer o seu trabalho pode começar com a lista acima.

Responder

Marcelo de Matos

07/04/2012 - 10h50

Se alguém aí curte numerologia, aquela pretensa “ciência” que estuda a influência dos números sobre as pessoas, preste atenção: 44 e quatro senadores solidarizaram-se com Demóstenes. Um deles foi Blairo Magi, que está sendo investigado pelo desvio de R$ 44 mi. Blairo disse: “Disse-lhe ontem, por telefone, quando conversamos, que não se abata com isso, porque todos nós, homens públicos, estamos sujeitos a esse tipo de situação. Portanto, é um período de turbulência, mas nenhum período de turbulência permanece para sempre. Ele passará e o senhor sairá vitorioso”. Blairo, certamente, precisará do apoio moral desses 44 senadores para livrar-se da “turbulência”.

Responder

José Ricardo Romero

07/04/2012 - 10h48

Que coisa constrangedora, hein? Que patético o Eduardo Suplicy Lítio se adiantar a todos, puxar o cordão dos puxa-sacos, dos cordatos e tecer louvação para alguém que sempre foi algoz do seu partido. A foto dos pinguins e do lava-pés que ilustram essa matéria são perfeitas. Lembremo-nos destes idiotas nas próximas eleições.

Responder

Ronaldo Dering

07/04/2012 - 10h46

Calma lá gente !!!
Pense bem, o senador Eduardo Suplicy (PT-SP) foi na verdade muito sábio !
Ele abriu os apartes, dando oportunidade para todos falarem e mostrarem de que lado estão !
O senador Eduardo Suplicy não disse nada a favor do Demóstenes, vejam bem, ele disse que aprendeu a respeitá-lo e que o cara entendia de leis. De primeira parece que o Eduardo Suplicy (PT-SP) está meio gagá, mas não, foi um ato de sabedoria.

Responder

Richard

07/04/2012 - 10h45

É fato. Entendam há um partido oculto na política brasileira: é o PP, Partido dos Políticos. É um partido de defesa dos interesses de classe, a chamada classe política. É o maior partido do Brasil. É também o partido que dissemina muitas vezes falsos conflitos para explorar os incautos, especialmente nos períodos eleitorais, quando uma multidão de inocentes úteis são mobilizados em campanhas eleitorais visando manter o mesmo do mesmo.

Responder

Antonio Soares

07/04/2012 - 10h45

Quarenta e quatro BUNDÕES. kkkkkkkkkkkkkkkkk

Responder

José Ruiz

07/04/2012 - 10h38

Políticos sem causa.. trabalham para o sistema.. seja lá quem for o sistema..

Responder

Armando do Prado

07/04/2012 - 10h29

Bando de principiantes amadores e improvisadores. Apoiaram cegamente o malandro ladino e se deram mal.

Responder

Marcelo de Matos

07/04/2012 - 10h23

O aparte de Blairo Maggi (PR-MT) deixa o que pensar: “Disse-lhe ontem, por telefone, quando conversamos, que não se abata com isso, porque todos nós, homens públicos, estamos sujeitos a esse tipo de situação. Portanto, é um período de turbulência, mas nenhum período de turbulência permanece para sempre. Ele passará e o senhor sairá vitorioso”. Hum! O UOL publicou, em 06.02.12: “O ex-governador e atual senador de Mato Grosso Blairo Maggi (PR) vai ser investigado por suposta participação no superfaturamento de R$ 44 milhões na aquisição de 705 máquinas (caminhões e tratores) distribuídas a todos os 141 municípios do Estado em 2010, episódio que ficou conhecido por “Escândalo dos Maquinários”. A decisão em manter o processo de investigação é do Conselho Superior do Ministério Público do Estado, que por sete votos a quatro resolveu continuar o procedimento contra o ex-governador. Esse procedimento se arrasta desde fevereiro de 2010, ano em que foi concluído o trabalho da Delegacia Fazendária, responsável pelo inquérito que apurou o desvio dos R$ 44 milhões”.

Responder

Café no Bule - MG

07/04/2012 - 10h20

Senadores : Mario do Couto, Jarbas Vasconcelos, Suplicy, Pedro Simon, Cristovão Buarque, Alvaro Botox Dias, Pedro Taques etc e etc. Os senhores que se intitulam os éticos do Senado depois deste "rasga seda" com o Demóstenes devem estar sentindo um gostinho amargo na boca ! Ou não?
Este Boquirroto como o Do Couto, o tal do do Botox e o Jarbão depois desta deveriam dar lugar para os suplentes e passar uns meses no exterior até passar esta vergonheira toda!
Isto é, se tiverem!

Responder

    Fátima

    07/04/2012 - 14h02

    Vale lembrar que o estrambelhado couto ainda aplaudiu o estafeta do cachoeira, é muita sem-vergonhice.

    Marcelo

    07/04/2012 - 16h42

    Aético Neves também, o futuro candidato da direitona.

Cleverton_Silva

07/04/2012 - 10h18

Que papelão de bobos, inclusive de Valadares, daqui de Sergipe. Os petistas, querendo posar de republicanos, defenderam o varão de plutarco do pau oco quando poderiam estar defendendo o governo que ajudaram a eleger, pressionar as presidências do Congresso para a criação da CPI da Privataria, a lei dos meios e a combater as calúnias diárias ditas sobre o governo. Aebrio birita Neves, Álvaro botox, Kátia motosserra Abreu e outros nos deram uma lição de como se queima a língua também. Requião, Suplicy, Buarque e muitos outros foram os inocentes úteis. Mas estes podem se redimir. CPI do Cachoeira já! Indiciamento de Gilmar Mendes e DEMóstenes Torres pelo falso grampo já!

Responder

Alexandre

07/04/2012 - 10h16

O único bobo dessa história, como sempre, foi o Suplicy, que abriu a porteira do cinismo e do corporativismo, que se indaga: quem sabem um dia não serei eu numa sinuca de bico dessas! Afinal, quem tem rabo grande tem o cuidado de não deixa-lo abanando a toa. Cretinos! Uns mais outros menos, mas todos cretinos!

Responder

@JASSRS62

07/04/2012 - 10h11

São 81 Senadores. 01 é a bola da vez da corrupção. 44, acreditavam sem sua inocência. Bem, entre os 36 que sobraram, podemos dizer que estamos tranquílos. Só o tempo dirá.

Responder

    RicardãoCarioca

    07/04/2012 - 21h28

    São 36 menos ingênuos e/ou mais cúmplices que sabiam que iriam quebrar a cara ao deixarem isso registrado com áudio e vídeo em High Definition para sempre.

Walter Souza

07/04/2012 - 10h11

Infelizmente, muitos destes Senadores e Senadoras confundiram Política com Demagogia!

Responder

Valdecir Luiz

07/04/2012 - 10h07

O apoio do PT (Suplicy) ao Demóstenes foi um incremento cenográfico fabuloso à tragédia. O 1+43 elevou à estratosfera o talante moral do personagem sombrio que construiu a sua imagem destruindo reputações. Demóstenes trilhou o caminho da autoexaltação, apresentando-se, ao longo de um década, como paladino da moralidade. Da auto elevação à elevação por seus pares, ao fundo do poço, aparentemente sozinho! Aparentemente…

Responder

Luis Fernando

07/04/2012 - 10h04

Só espero que esses 44 tenham o mesmo destino de Heráclito Fortes, Mão Santa, Arthur Virgílio e tantos outros que um dia seus eleitores descobriram quem realmente eram.
Assistindo a essa vergonha, entendo porque é tão difícil instalar uma CPI da privataria, CPI do cachoeira e outras investigações dentro do congresso nacional.
Lembro de uma frase do filme Tropa de Elite II em que o capitão Nascimento discursava na CPI da corrupção e dizia que apenas 6 ou 7 deputados eram limpos ali. O resto era tudo bandido.
É a ficção imitando a realidade ou vice-versa.
Criticaram o Lula quando disse que no congresso havia 300 picaretas. Hoje, verificamos que tais picaretas são 513 na câmara e 81 no senado.

Responder

RicardãoCarioca

07/04/2012 - 09h58

Demóstenes já foi jogado ao mar e o PiG começa a posicionar o Perillo na prancha:
http://oglobo.globo.com/infograficos/ramificacoes

Responder

    EUNAOSABIA

    07/04/2012 - 10h29

    O Agnelo vai entrar na prancha quando?

    RicardãoCarioca

    07/04/2012 - 22h24

    Pergunta pro PiG.

RicardãoCarioca

07/04/2012 - 09h57

Votei no Dorneles e me arrempendi já faz tempo.

Agora, dizer:

"Eu queria reiterar a Vossa Excelência o meu maior respeito e a minha maior admiração, e manifestar a minha confiança ampla, geral e irrestrita na conduta e nos procedimentos de Vossa Excelência. Muito obrigado."

É leviandade. Como ter "confiança ampla, geral e irrestrita" por alguém sem que essa pessoa seja, ao menos, a sua mãe?

Nunca me senti votando tão mal, como nessa última eleição.

Responder

E S Fernandes

07/04/2012 - 09h47

É por isso que já desisti do PT (partido tucano)
Foi duro, pois militei nele muitos anos.
Mas fazer o quê? Prefiro o vazio político do que a aliança espúria!

Responder

    beattrice

    07/04/2012 - 11h45

    O PT acabou,
    o coveiro foi o PT-SP, muito bem representado aliás nesta listinha pelo ex-casal Suplicy.

    E S Fernandes

    08/04/2012 - 09h03

    Tornei-me órfão da esquerda

Marcia Simon

07/04/2012 - 09h41

Não houve ninguém (a direita e a esquerda) p/ se posicionar mais ou menos assim: "Senador, não vou acusá-lo, mas tampouco defendê-lo, porque não sei onde isso vai dar. Quanto ao meu apoio, fico lhe devendo por enquanto. O Sr. o terá quando for confirmada sua inocência." Pelo menos, houve algum senador que não se manifestou, defendendo-o? Preferiram fazer média com o coleguinha, qdo. já havia a revelação da operação
Monte Carlo do presente de casamento e as quase 300 ligações, em 6 meses, entre Demóstenes e Cachoeira. Mais intimidade do que isso, só beijo na boca!

Responder

    Altamiro Ferreira

    07/04/2012 - 10h26

    Esta turma quiseram fazer média com o Plutarco do Serrado e com isto ganhar pontos com a Mídia suja que sempre o apoiou.
    Afoiteza demais dá nisto.
    Sabujos!

Luiz Reis

07/04/2012 - 09h32

gravem o nome de todos os aparteantes! NENHUM deve voltar ao Senado. corporativistas safados! É assim que fazem política com o MEU voto! Chega! Há que se ter uma ruptura, chega de sermos os otários da história!

Responder

Lucas Costa

07/04/2012 - 09h25

O PT e o PCdoB estão fazendo o que nessa lista? Marta e Eduardo Suplicy, Inácio Arruda… Que feio!

Indício de que Demóstenes não era tão anti-PT assim! Governabilidade é fogo.

Resta saber o que mais se fará em nome da governabilidade. Há quem aprecie, claro.

Responder

    beattrice

    07/04/2012 - 11h46

    Em nome da governabilidade, desgovernaram o país, o Estado e ignoram os movimentos sociais, essa gente é repulsiva.

    pperez

    07/04/2012 - 17h33

    Talvez esta lista dos senadores de esquerda tecendo loas ao apontador de carlinhos cachoeira diga o porque da CPI do privataria estar dormindo na gaveta do presidente da camara!

    RicardãoCarioca

    07/04/2012 - 21h08

    Existe um suprapartido no congresso (em minúsculo mesmo, Azenha e Conceição, como diria o PHA, obrigado) que reúne emplumados assumidos e enrustidos, o PT: Partido Tucano.

Marcelo de Matos

07/04/2012 - 09h24

O aparte de Suplicy, que disse que Demóstenes era competente na Comissão de Constituição e Justiça, é plenamente compreensível. Alfredo Buzaid e Francisco Campos, que serviram a ditaduras, também o foram. Outros, previsíveis, como os de Jarbas Vasconcelos, Pedro Simon e Cristovam Buarque (“o senhor é o homem não apenas do DEM, mas do bem.”) Aí, aí! Outros, incríveis, como o de Inácio Arruda que falou em nome do PCdoB; o de Pedro Taques: “Nós dois fomos forjados na luta contra a criminalidade”. Muito bom o post. Se o blog fosse meu eu colocaria um bando de carneiros, ou, melhor ainda, de jegues.

Responder

Julio Silveira

07/04/2012 - 09h22

Estava na hora da sociedade brasileira, representada por seus cidadãos de cada estado, que cria esses nomes que desonram a sua representação com falacias e um mesquinho comportamento de compadrio entre si, devolvê-los ao anonimato, se for possivel, de suas vidas privadas e hipocritas.

Responder

Luís Henrique - MG

07/04/2012 - 09h17

Só uma palavra para esse Senadores, que comumente é utilizada nestas ocasiões: CHUPA(em).

Responder

El Cid

07/04/2012 - 09h12

endosso Gerson: por precaução, eu gravei o vídeo dos "44 ex-defensores de Demóstenes no Senado", durante a
sessão de 6 de março do plenário do Senado…

Responder

    EUNAOSABIA

    07/04/2012 - 10h29

    Gravou é?

    Gerson Carneiro

    07/04/2012 - 13h19

    Úia! Conseguiu indulto da Semana Santa?!!!

    Marcelo

    07/04/2012 - 16h48

    Mas é claro que você não sabia. Está perdoado, a não ser que persista na ignorância.

    El Cid

    07/04/2012 - 19h57

    "Sonsinha" ??? é você ??? tinha que subir pra pegar um ar, né ??

    RicardãoCarioca

    07/04/2012 - 21h05

    Cansou de ficar escondido lá no Noblat, defendendo Demóstenes & cia., e reclamando da queda de júros dos bancos públicos?

reinaldo carletti

07/04/2012 - 09h07

44 idiotas que devem ser banidos do senao federal. seus históricos pregresso, são de arrepiar a nossa alma.
reinaldo carletti

Responder

Abdula Aziz

07/04/2012 - 09h07

Solução: dissolver o congresso e o judiciário. Mandar essa genta toda para cadeia ou melhor para Guantânamo.

Responder

Fátima

07/04/2012 - 09h05

O ator e seus coadjuvantes.

Responder

Gerson Carneiro

07/04/2012 - 08h53

Mergulhando de cabeça numa gelada – A pinguimzada do Senado.

Responder

    Nedi

    07/04/2012 - 10h54

    Gerson, como sempre astuto.
    Mas quem dessa turma que defendeu o "DEMOS" merece o nosso respeito?
    Os caras do pt de SP morreram há muito tempo…só esqueceram de cair.
    Não foi à toa que o Lula escolheu a Dilma para ser a candidata dele.

    pperez

    07/04/2012 - 11h48

    A gente não sabe se ri,se chora ou vomita no tapete arrgh!

Marcelo

07/04/2012 - 08h37

Esses senadores andaram lendo muito a Oia nos últimos anos. Só isso explica o conceito que tinham do colega mentecapto para chegarem ao ponto de subirem na tribuna pra falarem tantas asneiras.

Responder

marta

07/04/2012 - 08h10

É uma hipocrisia como essa gente se trata por Vossa Excelência, tem um deles que ainda colocou "nobre senador, vossa excelência". As palavras "nobre", "vossa excelência" e outras que representam sentidos de alto valor na nossa Língua Portuguesa e que eles adoram usar para se auto qualificarem ,uma vez ditas pela boca desses artistas de circo, deveriam mudar seus significados literais para conceitos de "baixo calão". E, dizer que até PSOL defendeu esse truste. Admiro-me, quando são as denúncias para o governo da DILMA, O PSOL é o primeiro a colocar brasa na fogueira. Bando de ignorantes. "Dá zero p'rá eles"!!!

Responder

Paulo Guedes

07/04/2012 - 08h06

São os mesmos PTistas que não se erguem na defesa do Governo, mas que pagam mico na defesa de Demóstenes. Pagam mico porque as acusações não partiram da mídia partidária, mas de trabalho investigativo da PF. No mínimo quedarem-se circunspectos, respeitando a sugestão de evitarem-se apartes. Resultado: todo mundo com cara de quem flatulou no meio do salão.

Responder

    Altamiro Ferreira

    07/04/2012 - 10h32

    Vamos aproveitar o e fazer um gancho:
    Agora todos estão com cara de cachorro que peid……… na igreja (Como dizem aqui em Minas)
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Gerson Carneiro

    07/04/2012 - 10h41

    Companheiro, gostei do seu aparte.

    Falou e disse.

abiliosol

07/04/2012 - 07h54

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Responder

eujasabia

07/04/2012 - 07h50

Da minha parte, este foi o melhor aparte:
Antonio Russo (PR-MS) – “Professor Demóstenes, eu queria agradecer-lhe os ensinamentos que nos oferece neste momento. […] E, com altivez, dando um ensinamento, o senhor dá um exemplo do que é a classe política, do quanto ela paga, de qual o preço que ela paga, injustamente às vezes.”
Não sei se choro ou rio!!

Responder

    Café no Bule - MG

    07/04/2012 - 10h38

    Vocês já observaram o tanto de suplentes de Senador que estão aparecendo no Senado?
    Gente que nós nunca havíamos ouvido falar!
    Deve ser aquele tão famoso acordão:
    Eu financio sua candidatura, depois de eleito você afasta e eu assumo.
    Combinado?
    Certo!

André

07/04/2012 - 07h38

Já que tanta gente falou bem do Demóstenes, eu também vou dizer alguma coisa sobre esse cara.

Demóstenes foi um malandro inteligente. Enganou muita gente por muito tempo e às vesperas da polícia expor as suas falcatruas, ainda encontra um bando de idiotas a apoiá-lo.

Se Ciro Gomes estiver certo quando diz que no Congresso todo mundo sabe quem está roubando quando os parlamentares se reunem para tomar um cafezinho na copa daquela instituição, das três uma: ou esse parlamentares que defenderam o Demóstenes não gostam de café, ou são muito burros. A terceira possibilidade é que alguns deles tenham recebido dinheiro do Carlinhos Cachoeira numa situação difícil de especificar.
Quem e quanto? Cabe a Polícia Federal investigar.

Responder

    Altamiro Ferreira

    07/04/2012 - 10h40

    Como diz o Çerra: Será o "Biniditu"

sergio

07/04/2012 - 07h31

Que lindo, todos dando cobertura para um corrupto, o Senado é a pior confraria da República, casos como esse ensejaria um regime unicameral.

Responder

    beattrice

    07/04/2012 - 11h48

    Infelizmente o interesse público não prevalecerá, e o Senado continuará sua existência espúria per seculo seculorum.

Silvio I

07/04/2012 - 07h22

Eu dou um alago a você, você da um alago a mim.

Responder

ed.lima

07/04/2012 - 07h20

A cota certa da Senatoria Senil, Corporativa e Irresponssável seria 45!!!!

Responder

    José Medeiros

    07/04/2012 - 12h43

    45 bem completos com o próprio DEMOstenes

Milton Quadros

07/04/2012 - 05h14

Os defensores mais contundentes são do PT e PMDB. Bem feito, se é do DEM, PSDB ou PMDB a chance de ser bandido ou estar a serviços de outros que não o Brasil é de 20%.

Responder

Gerson Carneiro

07/04/2012 - 04h38

Advinha quem foi o primeiro?

<img src=http://papeisdeparedehd.com/thumbs/pinguim_saltando-t2.jpg>

Demóstenes Torres subiu à tribuna para cumprir a liturgia que normalmente todos cumprem quando encurralados por denúncias: lembrar que são pais; que têm familiares; que acreditam em Deus… blá blá blá e blá blá blá. Quando ia descendo, como disse o Agripino Maia, "Para surpresa do plenário, quando Vossa Excelência ia descer da tribuna, o senador Suplicy pediu um aparte."

Tinha que ser ele para dar início ao lava-pés.

<img src=http://www.usb.org.br/admin/files/noticias/afba69ae699875ae95b975d1577769b0.jpg>

Responder

Tiago Tobias

07/04/2012 - 04h32

São os senadores cornos: últimos a saber!

Responder

FrancoAtirador

07/04/2012 - 02h50

.
.
Se o Senado for extinto, será um alívio para a República.
.
.

Responder

Lili Abreu

07/04/2012 - 02h21

O interessante é o seguinte: O PT solidário, não sei por que, correu para apoiar a quem sempre os acusou, sem dó nem piedade, principalmente sem provas
É interessante observar o PT solidário (não sei porque) pedindo apartes para apoiar o Demóstenes, o mesmo Demóstenes que sempre foi um raivoso acusador do PT, dos Petistas e adjacentes e fazia isso sem dó nem piedade.
Na época, p da vida, fiz uma charge e publiquei no meu blog: http://ajusticeiradeesquerda.blogspot.com.br/2012

Responder

    Altamiro Ferreira

    07/04/2012 - 10h47

    Interessante ver o seu comentário, até que o Suplycy isto é mais do que normal , pois ele é sabujo mesmo!
    Mas e os outros senadores do Pt que nunca deveriam puxar o saco daquele que sempre apontou o dedo para as denuncias infundadas do Governo. Porque subir na Tribuna para defender o Demostenes?
    Estamos bem representados por estes sabujos "né" mesmo pesssoal?

francisco.latorre

07/04/2012 - 02h11

dudu suplicy. campeão.

..

Responder

Fabio_Passos

07/04/2012 - 01h55

Que coisa ridícula.
44 senadores lambendo um empregado do carlinhos cachoeira.

Responder

Lenin

07/04/2012 - 01h26

O q me irritou,em particular,foram os pronunciamentos solidários dos senadores petistas.O resto,incluindo o psol,é aquilo mesmo e n há muito o q se surpreender.Os petistas,se ficassem calados,manteriam a civilidade democrática,e pessoal, da mesma forma -n;quiseram,espero eu,demostrar um tal grandeza humana congressual piegas e c/ q de patética.Espera-se,n minha sta paciência,q sirva de lição…Na morte de luis eduardo magalhães,petistas compareceram ao enterro,e deram seus depoimentos -absolutamente natural e respeitoso;só q os depoismentos só apareceram no primeiro programa da campanha eleitoral da turma de acm…é evidente q a baixeza foi da trupe carlista;porém,gato escaldado tém medo de água fria…menos congressistas,menos.

Responder

Marco Vitis

07/04/2012 - 01h15

Demóstenes era um hipócrita bem sucedido.

Responder

Luis

07/04/2012 - 00h48

Bando de cínicos e traídores.

Responder

Douglas O. Tôrres

07/04/2012 - 00h37

A desculpa do "eu não sabia" não cola,não tem o menor cabimento para quem é senador da república,não se chega a este nível de cargo politico sendo idiota,ou imbecil,coisas aliás que eles acham que somos.è evidente que sabiam que havia ligações nefastas do Demóstenes,do governador com este contraventor,se fizeram este ato de desagravo,foi por medo,comprometimento ou para agrar a mídia(o que dá na mesma em relação ao medo).Ali Baba e os 44 ladrões,um dia para ficar na história e para muito senador,a maioria ficar de boca fehadfa ,que da mais lucro.

Responder

Ze Carlos

07/04/2012 - 00h14

Quando foi mesmo que a moralidade, o combate a corrupção e a ética deixaram de ser prioridades?
E assim, de repente, esses temas saíram da boca dos políticos para tornarem-se discurso de uns e outros.
O povo já havia deixado de crer há tempos que houvesse possibilidade nessas premissas utópicas.
Agora é tema em blogs (de direita e esquerda) e comentários de internet sem alcançar objetivo. Mantém aceso um debate vazio, insosso e sem muita utilidade porque ele vem sendo travado há anos ainda que em palcos diferentes e nada mudou. Nem nos horários eleitorais hoje em dia algum "nobre" ousa reproduzi-lo.
Na prática, o governo se satisfaz com aprovações em pesquisas e isso basta.

Quando foi que isso começou ?

Esqueci.

Responder

    Café no Bule - MG-

    07/04/2012 - 10h53

    Vendo o Do Couto falar asneira no Plenario do Senado é que me convenço cada dia mais que o Senado deveria ser extinto de uma vez por todas.]
    O mesmo não passa de um cabide de emprego sem utilidade e um monstruoso ralo de dinheiro público sem utilidade.

Fernando

07/04/2012 - 00h14

uma vergonha os senadores do PT se rebaixarem a este nível de defender um inimigo do país, do povo e do partido…Traição!!!!

Responder

    Antenor

    07/04/2012 - 11h08

    Eu sou petista e mais uma vez tive o desprazer de assistir mais uma trapalhada do tonto Suplicy.
    Quantos aos outros já era esperado isso, pois não enganam mais ninguém.

    Marcelo de Matos

    07/04/2012 - 11h18

    O Suplicy disse que Demóstenes trabalhava com competência na Comissão de Constituição e Justiça; sua ex-esposa, a Marta, disse que a situação de Demóstenes era constrangedora. Nada além da realidade. O melhor, nessas ocasiões, é ficar quieto, mas é difícil fazer parlamentar, advogado e mulher ficarem quietos. É verdade que existe a "bancada do silêncio", aqueles caras que só recebem o contra-cheque e nunca abrem a boca. Ou, nunca o fazem para elogiar ninguém, só para atacar os petistas, como nossos hermanos da ultra-esquerda.

    José X.

    07/04/2012 - 13h09

    Ou, nunca o fazem para elogiar ninguém, só para atacar os petistas, como nossos hermanos da ultra-esquerda.

    Que fazem plantão diário no Viomundo. :)

RicardãoCarioca

07/04/2012 - 00h06

Poderia rolar um videoclip dessa turma pronunciando todas essas frases e embaixo do vídeo o ExDEMóstenes, num barril transbordando dinheiro, escrito PIG, rumo à cachoeira, ou à queda d'água, como queiram, mais ou menos como nesse vídeo:[youtube iX3Xhk02HCM http://www.youtube.com/watch?v=iX3Xhk02HCM youtube]

Responder

Carlos G P Lenz

07/04/2012 - 00h05

Bando de otários e cretinos.

Para que serve o senado ??? para jogar dinheiro no LIXO. Para corrupção pura e simples. Para o golpe !!!

Para cabide de empregos de apaniguados destes energúmenos.

Conclamo o pais a acabar com esta excrescência e ficarmos somente com a camara federal. Já basta para fazer leis, simplifica e agiliza todo o processo e diminui sensivelmente custos e burocracia.

Abaixo o senado federal !

Responder

    beattrice

    07/04/2012 - 11h50

    Essa campanha já existe, mas infelizmente não consegue "decolar".

Zé Carlos

06/04/2012 - 23h58

O governo defendido com tanta garra por alguns poderia estar com o Senador – quase unanimidade – em suas fileiras. Foi por pouco. rsrs

Seria interessante observar os malabarismos.

Ah, essa "esquerda". tsc tsc

Responder

José DF

06/04/2012 - 23h47

Este discurso foi para justificar a cozinha.
Com o desenrolar da investigação e divulgação dos aúdios, a coisa foi ficando preta.
Esse sujeito enganou muita gente. Mesmo não sendo eleitor do PFL, tinha um certo respeito pelo elemento.

Responder

oswaldo

06/04/2012 - 23h43

Como enganou bem heim?
Ou esse congresso tem muitos otários ou………..

Responder

Arthur Schieck

06/04/2012 - 23h36

Comadres…

Responder

Deixe uma resposta