VIOMUNDO
O VIOMUNDO só é possível também através de anunciantes, e detectamos que você utiliza um AdBlock, bloqueador de anúncios.
Por favor considere ajudar o VIOMUNDO desativando o bloqueador para este site.

Cláudio Lembo e a tática do terror

25 de outubro de 2010 às 13h41

Segunda, 25 de outubro de 2010, 08h02
Violência virtual

Cláudio Lembo
De São Paulo

Em blog do Terra Magazine

Há um modismo na praça. Artificial. Utilizado, porém, por segmento específico do mercado eleitoral. Quando pessoas da classe média consolidada – a velha classe média – se encontram, um tema surge na conversa.

“Campanha violenta, não?” Estas pessoas não saem do interior de suas casas. Consomem, contudo, doses cavalares de emissões televisivas. Envolvem-se emocionalmente com acontecimentos isolados e de nenhuma significação.

São militantes verbais de um conflito que não existe. A atual campanha eleitoral desenvolve-se com normalidade surpreendente. Os candidatos se deslocam pelo imenso território nacional. São recebidos por seus correligionários, em número equivalente ao respectivo grau de simpatia.

Nas ruas, militantes ou contratados exibem bandeiras de seus partidos e candidatos, uns próximos dos outros, entre sorrisos e sadias provocações.

Nada que indique violência. Agressão ou desrespeito.

Na verdade, segmentos remanescentes dos velhos quadros conservadores – reacionários que levaram Vargas ao suicídio – utilizam-se da tática do terror verbal para anunciar anormalidades que não existem.

É louvável e salutar o comportamento dos eleitores, em todas as oportunidades. Portam-se com dignidade e recato cívico exemplares. Não usam insígnias ou quaisquer indicativos de opção partidária.

Reservam-se para registrar suas opções pessoas na urna eletrônica. Quem viveu outras épocas e outras situações, conheceu violência contra a militância política.

Nem sempre de natureza física, mas sempre presente a coação moral representada pelos órgãos de repressão de ditaduras. O temor das palavras proferidas e suas inevitáveis conseqüências: as perseguições de todas as espécies.

Agora, os candidatos expõem – se assim quiserem – o próprios pensamento ou de suas agremiações partidárias. Ninguém o repreende. Só o eleitorado poderá definir se recebeu bem a mensagem ou a rejeitou.

A onda de histeria, presente em diminutos setores, aponta para uma regressão ao passado, particularmente para os anos cinqüenta e sessenta, quando um ódio de minorias urbanas explodia contra políticos progressistas.

É ingênuo este posicionamento. A sociedade avançou e um eleitorado das dimensões do brasileiro se movimenta com rapidez e busca os candidatos correspondentes às suas necessidades e conquistas.

Sentir medo do novo é próprio do conservadorismo. Nada se mantém estático. Tudo evolui e a sociedade não é diferente. Avança e agrega sempre novos contingentes capazes de pensar e agir livremente.

Nesta campanha, em vários momentos, retornou-se ao passado. Os chamados setores “bem pensantes” foram em busca dos argumentos mais heterodoxos.

Nada abalou a tranqüilidade do eleitorado. A paz esteve presente em todos os movimentos eleitorais. Tudo correu com exemplar regularidade por toda a parte.

Onde, pois, o fundamento para infundados temores? A concepção de artifícios recorda outros tempos, quando cartas falsas derrubavam governos.

Na atualidade, as instituições funcionam com normalidade absoluta. Os encarregados de preservar a soberania agem com respeitabilidade exemplar.

Só alguns, portanto, portadores de velhos hábitos golpistas, agora em desuso pleno, mostram-se amedrontados. Encontrarem violência onde apenas existem episódios próprios de campanhas extensas no tempo.

Os candidatos estão esgotados e o eleitorado já massivamente decidido. Só resta aguardar o próximo domingo. Os agentes verbais de violências inexistentes devem – sem dureza – digitar o número de seu candidato.

O erro de escolha, sim, indicará uma violência contra os próximos quatro anos. O resto é ficção.

Cláudio Lembo é advogado e professor universitário. Foi vice-governador do Estado de São Paulo de 2003 a março de 2006, quando assumiu como governador.

 

83 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Ozeias Laurentino

22/10/2011 - 22h42

Meus caros são com pessoas assim e, por pessoas como este senhor Claudio Lembo de todos os partidos que defendo o fim da reeleição no poder legislativo, quantos Claudios não existem por este enorme Brasil e, em função desta ditadura legislativa não tem a oportunidade de contribuir para o arejamento e racionalização da politica brasileira. E os mitos de que samos todos animais políticos se transformaria em realidades em realidades, e as garantias individuais constitucionais de participação na políticas de fato se efetuaria. Abaixo a ditadura legislativa, e viva os cidadãos seus verdadeiros titulares.

Responder

Fulvio

27/10/2010 - 22h41

Cláudio Lembo é um republicano. Um político de rara lucidez entre os conservadores brasileiros. Ele me impressionou positivamente em város episódios. Num deles, em debate travado na década de 1980 com Luís Carlos Prestes, elogiou o apresentador do programa por ter levado o velho líder comunista à tevê, pois Prestes, para ele, era um dos "heróis da história do Brasil" (palavras do próprio Lembo). Fiquei admirado também pela forma como se portou no episódio do PCC e por seu julgamento implacável do "movimento Cansei", segundo ele, uma expressão de dondocas enfadadas.

Responder

Fernando

26/10/2010 - 11h07

Kassab tá articulando a fusão do DEM com o PMDB.

Fica a dica.

Responder

Baixada Carioca

26/10/2010 - 10h52

Eu o respeito, mas mantenho um dos meus pés atrás.

Ele representa uma direita que pensa, que aposta num jogo limpo, democrático. Mas é do DEMo e quem é do DEMo comunga da cartilha DEMoníaca.

Se na esquerda temos infiltrados tentando nos fazer ficar parecidos com a direitalha, lá existe o Lembo que tenta fazer uma direita ajuizada. Mas na ponta do lápis, o povo pobre é o povo que a direita não queria existisse.

Responder

Giordano

25/10/2010 - 23h17

Um dia tinha que aparecer alguém do DEMoníacos com lampejos de lucidez. Mas ele já havia dado provas dessa lucidez naquele episódio lamentável dos ataques do PCC, quando ainda governador de SP. Quando a elite branca cobrou dele uma reação aos ataques, ele retrucou jogando toda a culpa na tal elite, desde a época da colonização.

Responder

Eduardo

25/10/2010 - 21h49

Passa logo a ficha de inscrição do PT para ele preencher. Está com a turma errada. Do DEM venha pro BEM.

Responder

Laurita Salles

25/10/2010 - 21h35

Impressiona a lucidez do Lembo.
Como um Demo pode pensar tão livremente?

Responder

    Umberto

    25/10/2010 - 23h09

    Se todo o conservador fosse assim…

heliojesuino

25/10/2010 - 21h15

não li todos os comentários, mas devo (ou espero…) estar repetindo alguém por aí…

o lembo é de direita sim!

uma direita civilizda que se posiciona à esquerda da selvageria fascista que tomou conta da campanha serrista.

ele é um dos órfãos de umsegmento conservador que poderia até ter alguma influência hoje no quadro político atual.

graças ` a guinada extremista do psdb (que assume, finalmente sua verdadeira vocação) acaba tangenciando as posições de seus antigos (e verdadeiros) adversários.

Como de resto psóis e quejandos…

tenho pra mim que a melhor coisa dessa campanha (principalmente do segundo turn0) foi a dissipação dessa fumacinha pós moderna que senpre tentou escamotear as diferenças fundaamentais entre esquerda e direita.

estão aí os dois lados, claramente opostos.

a luta acontinua, porra, e a História taí seguindo seu curso!

vamo que vamo, companheirada, /é lula, é dilma e é pt!!!!!

Responder

Coutinho

25/10/2010 - 21h14

Cláudio Lembo é a ovelha desgarrada do DEMO. Deu todas as dicas da cabeça na qual cai a carapuça.

Responder

    Baixada Carioca

    26/10/2010 - 10h45

    Alguém racional no DEMo, já que por lá parece que os miolos são como "bolinhas de papel".

Marcão

25/10/2010 - 20h54

O melhor governador que tivemos nos últimos vinte e tantos anos, pena que por tão pouco tempo. Sempre preciso, verdadeiro e sincero. Uma incoerência se ainda for do DEMo, nunca se pareceu com os pares. Bom para nos lembrar que a generalização de qualquer opinião é sempre imprecisa, há sempre exceções às regras.

Responder

Edson

25/10/2010 - 20h43

Lembo é, talvez, o único DEMo que tem alguma credibilidade. Age e fala com grandeza. Na entrevista concedida à Folha quando dos ataques do PCC em SP ele mostrou como se comporta a direita em momentos de crise, quando vários bambambans exigiram que ele ordenasse a invasão dos presídios e matasse todo mundo, tal qual Carandiru., fato que ele rechaçou completamente.

Responder

    Marilda Oliveira

    25/10/2010 - 22h46

    Não podemos esquecer Edson que nesta rebelião do PCC em SP tanto o Alckmin como o serra estavam na Europa; – largaram o pepino nas mãos do LEMBO na difícil situação de lidar com aquela horrível rebelião.
    Pergunto-lhe? aquela viagem do Serra/Alckmin até hoje me questiono? porque os dois saíram de SP rumo ao norte?

Angela Mara

25/10/2010 - 20h35

Gente, a propaganda do Zé Pequeno tá batendo direto e falando que a Dilma privatizou a Petrobrás
e ninguém do PT faz nada. Ele dá nó em pingo d'agua e distorce tudo.

ALGUÉM TEM QUE FAZER ALGUMA COISA.

Cadê o PHA????????

Responder

luiz

25/10/2010 - 20h33

Claudio Lembro é exemplo de lucidez e honestidade política. É de oposição, mas merece o respeito de todas as pessoas conscientes e equilibradas. Que bom seria se todos os democratas tivessem a sua visão.

Responder

ebrantino

25/10/2010 - 20h13

Dirijo-me a um colega comentador- acho que comentarista tem outro sentido -, que se chama torquemada, e diz que "esse cara é da direita"…. Pois eu digo, Torquemada, esse cara, o Lembo não é de direita, mesmo que ele pense que é. Esse Lembo é centro esquerda, e está demonstrando ser um homem de caráter e um brasileiro e paulista de verdade, e boa gernte. Vida longa ao Lembo. E tenho dito.

Responder

    ana

    25/10/2010 - 20h42

    Claudio Lembo tem carater. E é só o que importa.

Mario Adriano

25/10/2010 - 19h54

Sempre o elogiei. Cláudio Lembo tem uma lucidez invejável. Ele pode apontar os erros e desatinos, poque sempre teve a humildade de reconhecer as virtudes.

Responder

Fernando

25/10/2010 - 19h49

Esse cara merece um cargo no governo Dilma, uma direção de Furnas ou coisa do tipo.

Responder

    Baixada Carioca

    26/10/2010 - 10h46

    Ôpa! Nada disso. Governo do PT com gente do DEMo lá? Neca-de-pitibiribas! Sai de retro satanás!

Torquemada

25/10/2010 - 19h44

Claro que quero ver DEMOS e tucanos nos quintos dos infernos, mas antes São Paulo viesse a ser governada por esse cara no lugar do traste do Alkmin a partir do ano que vem.

Esse pode ser de direita, mas sempre foi uma pessoa com honestidade de princípios e de bom senso.

Teria o respeito e talvez até o apoio do PT nas questões de real interesse do Estado.

Responder

    Sergio Saraiva

    25/10/2010 - 20h08

    Já foi, e no seu último dia de mandato prorrogou a conseção das empresas de pedágio.

Antonio

25/10/2010 - 19h42

HÁ MUITA VILOLÊNCIA SIM – PARTE I

Há violência sim. Violência de massa, midiática e de pensamento tentando formatar cabeças através da construção de matérias mentirosas, que impõem farsas, usa de sofismas e medos, além de montagens televisivas que tentam confundir, tudo a serviço de interesses de poucos da extrema direita. Violência no uso contínuo do marketing pessoal e na aposta na desinformação e na confusão, pelos meios de comunicação e através de uma central de boatos. Tudo numa orquestração imensa entre Veja, Folha, Globo e Rede Globo.Todos se realimentam e tentam se realimentar também da desinformação e da ignorância.

Responder

Antonio

25/10/2010 - 19h42

HA MUITA VIOLÊNCIA SIM – PARTE II
Há violência no uso de questões religiosas para atacar candidatos. Bispos, padres, pastores usam de seu poder sobre seus rebanhos humanos para impor sua vontade eleitoral, colocando em discussão assuntos medievais e preconceituosos. Há a tentativa de se incitar a violência, que na raiz foi abortada pela gravação da patética cena da bolinha de papel. O pior é que o sigilo, o aborto e a bolinha cairam no colo de Serra, junto com Aécio. E a população se cansou desse farsante e de suas mágicas obscuras para ganhar votos. No fim, após muita violência e farsa, o feitiço parece que virou contra o feiticeiro. Ele pode até roubar nas urnas no dia 31, mas estará liquidado, pois vai precisar de muito voto para vencer Dilma. Ainda, há violência na sensação de impunidade de Serra, que tira o dinheiro do Estado para comprar os meios de comunicação com os quais orquestra a violência, quando poderia ter usado esse dinheiro verdadeiramente em Educação, Saúde e Segurança.

Responder

ruypenalva

25/10/2010 - 19h26

Lembo é de uma honestidade intelectual incrível

Responder

malu

25/10/2010 - 19h23

O Lembo quando governou São Paulo sentiu a insensatez da elite, lembro que ele deu uma bela entrevista não lembro onde (era impressa) onde culpava as nossas elites pela violência. É uma pessoa decente, que eu respeito, nunca o vi xingando os petistas de nazistas, nem soube jamais de golpes baixos por parte dele. Ele sempre se considerou um político de direita, mas sabe ser um democrata (no bom sentido, depois que criaram o DEM, ser democrata parece ofensa).

Responder

    José Feitosa

    25/10/2010 - 20h34

    Sempre gostei dessa palavra, mas quando a escuto me remete ao PFL vulgo (DEM)

Donizeti

25/10/2010 - 18h56

Contradições da política brasileira:

– O Claudio Lembo, que é do DEM é comprovadamente do BEM;

– O José Serra, que se diz do BEM, é do DEM na sua vertente DEMOS;

Claudio Lembo, sempre a lúcidez política e consciência democrática da direita responsável.

Realmente, Claudio Lembo honra a verdadeira vertente liberal e democrática na política e não os atuais " cachorros loucos " que dominam seu partido fazendo da apologia do ódio seu modus operandi.

Faltam mais Lembos na política brasileira, espero que depois da derrota do José Serra, arquive-se o ódio e jogo sujo na política nacional.

Lembo não tem medo do patrulhamento da mídia conservadora ao apontar os erros e preconceitos da direita brasileira,
basta lembrar da sua célebre frase sobre a " direita branca e insensível de São Paulo" em pleno auge dos ataques do PCC em 2006.

Responder

Carlos Marques

25/10/2010 - 18h37

Voto na Dilma, porque estou convencido de que os rumos que o Lula imprimiu ao Brasil, que ela vai continuar, são os melhores. Espero que a Dilma ganhe, mas que, sepultados o Serra e o tucanato paulista, surja uma oposição respeitável e respeitadora alternativa de poder, uma direita civilizada, voltada também para o progresso social, além do econômico, tanto quanto mostra ser o sr. Cláudio Lembo, uma direita nos moldes daquela do general De Gaulle, na França, do Konrad Adenauer, na Alemanha, algo assim. Deus queira.

Responder

rubem

25/10/2010 - 18h13

Claudio Lembo , não sei o que este cidadão ainda continua ligado ao DEM, deve tomar tanta "porrada" no meio daquelas corjas.

Responder

Urbano

25/10/2010 - 18h10

Repito aqui palavras de um cunhado meu: "os desinformados são mais aqueles que fazem questão de ser burro".

Responder

flavio marcio

25/10/2010 - 18h05

Possivelmente, Lembo não gostaria de perfilar ao lado das “personalidades” serrazaristas (mistura de Serra com Salazar) que acompanhavam o candidato no carro de som, entre elas uma magnífica: ele, o paladino dos ogros, BOSSALNARO.
Para que não reste dúvida acerca da natureza falangista da turba liderada por Serra, acessem a manifestação de apoio do dito cujo, devidamente abraçado pelo “bravo, bravíssimo” Otavio Leite. http://www.youtube.com/watch?v=Er1tcj5HSLE
Será que no carro de som, o dito cujo exibiu sua indefectível camiseta onde ele estampa os dizeres: ÉRAMOS FELIZES E NÃO SABÍAMOS tendo abaixo a imagem do MÉDICI?
Todo mundo na rua, defendendo a nossa companheira Dilma por um Brasil de todos, contendo as turbas falangistas ou serrazaristas! Eu já estou com o pé nesta estrada!

Responder

Avelino Fóscolo

25/10/2010 - 17h59

Eu apoio o comentário de alguém aqui: se eu fosse da direita este senhor seria um dos que gostaria de ouvir. Simpatizo com o senhor Lembo. Como é bom ouvir isto de um cidadão como este. Bom saber que há gente do outro lado (apenas uma expressão, não venham barbarizar…) lúcida. Este homem tem que voltar a vida pública. Pelo bem das posições conservadoras. Posições que merecem ser defendidas pois encontram, de forma legitima, uma cidadania/público significativo. Mas com esta tentativa da campanha de Serra de voltar ao clima dos anos 60 e 70 restou ao cidadão conservador passar a vergonha de ver a fraude da bolinha. Alguns, sou testemunha, que faziam campanha para Serra em Minas, depois de saberem do dossiê que mandou fazer contra Aêcio vão votar nulo. Por uma discussão em alto nível. Viva os progressistas! Viva os conservadores!! Viva a democracia brasileira!! Eu vou com Dilma 13!! Não recebo dinheiro e vou para a rua (neste segundo turno devido ao rumo dos acontecimentos). Para todos que quiserem ver os "militantes pagos" pró-Dilma procurem no youtube por abraço na Contorno com Dilma. Aqui em Beagá, saimos às ruas em paz e alegria. Velhos, crianças, jovens, homens, mulheres, ricos e pobres. Lindo!! Mesmo estando na defesa de Dilma 13 digo: viva Claudio Lembo e a lucidez!!!

Responder

SILVIO MIGUEL GOMES

25/10/2010 - 17h46

O Dr. Claudio Lembro sentiu na própria pele o que é traição. O sr. Geraldo Alkimim saiu do Governo e ele assumiu, pois era o Vice, ninguém o alertou sobre o PCC. O ataque do dia das mães de 2006 pegou a todos de surpresa. A associação dos Cabos e Soldados entraram com processo contra o Secretario Saulo, um irresponsável, mas infelizmente foi arquivado.

Responder

edv

25/10/2010 - 17h40

Sugestão à Dilma de questão em debate com Serra:
"Sr.candidadto: sinto-me pouco motivada a lhe fazer perguntas, pois comprovadamente, suas respostas tem pouco valor, já que são desrespeitadas at'e mesmo por V.Sa., ainda que com promessas assumidas formalmente e que o sr. não cumpre…
O que o sr. poderia dizer aos nossos eleitores sobre isso?

Responder

wagner m. martins

25/10/2010 - 17h28

Já li alguns outros textos de Lembo. Perdi a minha desconfiança com ele já de algum tempo. Pelo que se apercebe, conversa dentro de parâmetros de coerência e bom senso.

Responder

edv

25/10/2010 - 17h20

O problema não é a "verdade verdadeira"!
É como divulgá-la, com este bloqueio midiático do PIG?…
Que inverte tudo,
Promove o candidato,
Denigre a candidata,
Esconde o que há de bom (mesmo que seja muito mais),
Ressalta o que há de ruim (mesmo que seja miuito menos),
Criando e requentando 15 factóides por semana,

O que mais podemos fazer agora, blogosfera de milhares de boas cabeças?
Não podemos deixar-nos ser vendidos por medíocres corretores da nação, podemos?

Responder

El Cid

25/10/2010 - 17h11

MILITANTES USAM CAPACETE COMO PROTEÇÃO NA CAMINHADA COM SERRA:
http://noticias.terra.com.br/eleicoes/2010/notici

o babaca da foto é Secretário de Comunicação Social da Juventude do Partido da Social Democracia Brasileira e Presidente da JPSDB-BH.
http://turmadochapeu.com.br/author/gabrielazevedo

Responder

    Bonifa

    25/10/2010 - 18h15

    É de matar de vergonha até os adversários… E o desajustado do Gabeira, querendo uma fusão do PT com o PSDB, então…"Naquela época (1989), as forças eram mais opostas. Hoje, temos dois partidos social-democratas que tendem até a convergir um dia, se quiserem". É um desmiolado.

    El Cid

    25/10/2010 - 20h30

    Bonifa, veja a "pérola" quando ele diz aos 0:32 : Tancredo Neves um dos maiores presidentes que esse país já teve…

    ???????

    [youtube cK18rTMu22k&feature=player_embedded http://www.youtube.com/watch?v=cK18rTMu22k&feature=player_embedded youtube]

    Vera LC

    31/10/2010 - 10h42

    Não vi ainda ninguém que analisasse a foto estampada na FSP com este GAzevedo de capacete abraçando um petista 'descalço' e q tb está no blog desse de chapéu. É pura demostração de assédio. Analise a foto e saberás pq ela causa mal estar: intimidação disfarçada de bom mocismo.

Maks Tiritan

25/10/2010 - 16h48

Contra toda a hipocrisia e mentiras da grande mídia para atingir Dilma e ajudar Serra, peço aos amigos a máxima divulgação desse vídeo de teor positivista, sem baixarias. Pequeno Sonho Pró Dilma http://www.youtube.com/watch?v=fuGgHTllwRo

Responder

Cláudio Lembo, o direitista democrata e a tática do terror | ESTADO ANARQUISTA

25/10/2010 - 16h42

[…] Em blog do Terra Magazine pelo Viomundo […]

Responder

Gerson Carneiro

25/10/2010 - 16h30

Viram? A direita também tem um Eduardo Suplicy.
O estilo Duduzão Suplicy marca presença lá e cá.

Responder

    Gerson Carneiro

    25/10/2010 - 22h07

    Pessoas, não interpretem mal. Eu gosto do posicionamento do Cláudio Lembo, acontece que ele me passa a impressão de ser o Eduardo Suplicy do lado de lá. Ou seja, essa coisa de que, vez enquando, enquanto todo mundo tá remendo em um mesmo sentido, de repente aparece o Duduzão filosofando defendendo a idéia de que o melhor é avoar. Saca só: o Lembo é o único que destoa do lado de lá. Assuntem. rsrsrs…

Xandão

25/10/2010 - 16h14

Pessoal, é bom lembrar que a esquerda, infelizmente, também não prima pelo excesso de pessoas equilibradas. São escassos e precisam ser louvados. Que bem pode fazer um Stedile para a democracia? Precisamos de Lembos dos dois lados. Senão adeus, liberdade.

Responder

    Antonio Gomes

    25/10/2010 - 17h06

    O bem de ajudar a construir o maior movimento social da América Latina, só isso. É cada um que aparece…

    CC.Brega.mim

    25/10/2010 - 17h30

    O Stédile (você precisa conhecê-lo!) é um dos agentes mais importantes do Brasil pela democracia,
    não só no campo como para o país.
    O movimento que ele ajudou a fundar e organizar, O MST é o principal movimento social popular do país, o mais organizado e efetivo em suas ações de reivindicação, de conquista da terra e também de luta pela produtividade da agricultura familiar, minada pelo agronegócio, que não permite que nenhum tipo de subsidío consistente chegue aos trabalhadores rurais. Um assentado vive com 3.500 reais por ano, que é o que o governo pode comprar de sua produção. Nos assentamentos do MST eles fazem o milagre em transformar essa renda em qualidade de vida, tanto alimentar quanto na formação política e escolar. Isso testemunhei com meus olhos, comem abacaxi, verduras, ovos, carnde porco e galinha, tomam leite, comem queijo, frutas, arroz feijão. Plantam cana para açúcar e cachaça, colhem sementes de girassol que viram combustíveis para os tratores, mantidos em sua oficina mecânica. A bosta do porco vira gás de cozinha.
    Leia as entrevistas, assista e escute com o coração o que o Stédile tem a dizer…

    francisco.latorre

    25/10/2010 - 17h33

    o stédile é essencial.

    sem essa.

    ..

Negrelcio

25/10/2010 - 16h13

Olá moçada, deêm uma olhada nesse link. http://lacossociaispoliticos.blogspot.com/2010/10

Responder

leonardo

25/10/2010 - 15h57

Achei muito boas as colocações dele. Só comento em um detalhe.

"É louvável e salutar o comportamento dos eleitores, em todas as oportunidades. Portam-se com dignidade e recato cívico exemplares. Não usam insígnias ou quaisquer indicativos de opção partidária."

Isso de fato ocorre. Os únicos a usar bandeiras e insígnias em sua imensa maioria são os cabos eleitorais, e agora também pagos do lado do PT. O caso é que o eleitor que não está impregnado de ideologia não vê o mínimo sentido em dar seu suor por algum dos lados. Restou a escolha do menor pior, então que seja, mas sem bandeiras.

Responder

    Ricardo

    25/10/2010 - 16h22

    Funcionária do consulado brasileiro nos EUA desaconselha a votar na Dilma
    Denúncia grave: A Sra. IDF que me enviou o e-mail abaixo, denuncia que uma funcionaria do consulado de San Francisco nos EUA e que estava atendendo no guichê de assuntos eleitorais desaconselha a quem passa no guichê a votar na Dilma.

    A funcionária do consulado do Brasil em San Francisco nos EUA pergunta para a pessoa que passa pelo guichê onde ela trabalha, em que candidato a pessoa vai votar e quando a pessoa diz que vai votar na Dilma ela fica indignada e diz: “Na Dilma??? Mas a Dilma já foi presa!"

    A Sra. IDF me disse no Twitter que falou sobre o assunto com um amigo dela que é do PT, que mora em Los Angeles, e ele disse que a “coisa está braba por lá e que em Boston também estão fazendo a mesma coisa que fazem em San Francisco”.

    Por solicitação da Sra. IDF, retirei alguns dados pessoais. Mas se for necessário ela informará:

    “Email que mandei para a ouvidoria do Itamaraty:

    ——– Original Message ——–
    Subject: Falta de ética GRAVE no atendimento no consulado de San Francisco, CA
    Date: Mon, 27 Sep 2010 12:55:29 -0700
    From: xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
    To: [email protected]

    Oi,

    Gostaria de denunciar a falta de ética de uma funcionária do consulado de San Francisco na California, EUA. Fui, hoje, 27/09/2010, pegar o meu título para votar no próximo domingo. Não peguei o nome da funcionária mas aqui estão as informacões do atendimento:

    Consulado de San Francisco, California
    Guiche 8
    Número da minha ficha de atendimento: G 106
    Assunto: Temas Eleitorais
    Data e Horário do atendimento: 27/09/2010 10:45AM (horário de San Francisco)
    Case ID: 20225

    Ao entregar o meu título a funcionária perguntou:

    "Você tem informação sobre os candidatos?"

    Eu respondi que sim e ela continuou:

    "Está se informando direitinho? Já sabe em quem vai votar?"

    Eu respondi que sim, que iria votar na Dilma. E ela em tom de reprovação e desprezo falou:

    "Na Dilma??? Mas a Dilma já foi presa!"

    Eu respondi que sabia disso, e que foi graças a luta dela e de outros que eu poderia votar hoje. E ela continuou:

    "Mas você vai votar em alguém que foi presa? Ahh não!"

    Já indignada e constrangida – porque todas as pessoas que estavam sentadas esperando atendimento ouviam a conversa – eu saí do consulado.

    Acredito que uma funcionária do governo, tratando de assuntos eleitorais, não tem o direito de indagar os cidadãos sobre quem eles/as irão votar e muito menos fazer tais comentários ridicularizando a escolha da pessoa.

    Gostaria que providencias fossem tomadas a respeito disso, acredito que esta atitude é uma violação das leis eleitorais. Meu nome completo é IDF, sou residente em San Francisco desde 2007, o número de inscrição do meu título é NNNN NNNN NNNN, zona 001, secão 0550, Município/UF São Francisco-EU/ZZ.

    Obrigada e aguardo resposta,
    IDF

    Yacov

    25/10/2010 - 16h29

    Discordo que "restou a escolha do menos pior". O governo LULA, EM TODOS OS SENTIDOS, EM TODOS OS SETORES e EM TODAS SA ÀREAS, foi, está sendo e será, sem sombra de dúvidas, o melhor governo que o BRASIL já teve em todos os tempos. Isso está me parecendo é papo de trol, PSDBolha que não tem como comparar a atuação de seu partido com a atuação do PT e das equerdas no poder, e quer rebaixar nos à sua vala. Só não saio à ruas porque acho que já passou minha fase de militância, estou ficando tiozinho, apesar de nunca ter sido filiado a nennhum partido. Mas se precisar eu pego uma bandeira do PT e vou para o meio da rua, sim. Eita, papo diversionista este. O PT ainda é o partido menos corrupto e o que mais fez e faz pelo país e por nosso povo. O resto é trololó tucano.

    "O BRASIL PARA TODOS não passa na glObo – O que passa na glOBo é um braZil para TOLOS"

    CC.Brega.mim

    25/10/2010 - 17h34

    Isso não é verdade!
    Estou militando na rua de graça com um grupo de amigos.
    E encontrei muitas outras pessoas fazendo o mesmo.
    Se você não tem coragem de ir, participar dessa luta necessária,
    pelo menos não desqualifique ou esmoreça os combatentes!

    francisco.latorre

    25/10/2010 - 17h34

    não colou.

    continue tentando.

    ..

ejcs

25/10/2010 - 15h47

Só discordo dele qdo diz que o erro de escolha indicará uma violência contra os próximos quatro anos. Não seriam apenas 4 anos, as consequencias seriam eternas pra quem vive hoje, e nos próximos 50 anos pelo menos. As nossas possibilidades (do Brasil) estão acabando, talvez essa seja uma das últimas.

Responder

Nelson Menezes

25/10/2010 - 15h46

Já postei sobre alguns escritos de Claudio Lembo,sempre foram palavras senssata e de equilibrio (um homen da direita responsavel )pena que está em extinção.

Responder

Alexandre

25/10/2010 - 15h25

Violenta não, mas de baixo nível (basicamente advinda do serra) sim.

Responder

Andre Diniz

25/10/2010 - 15h19

Claudio Lembo é o Erwin Rommel do Democratas: defende a Krieg ohne Hass (Guerra Sem Ódio).

Se é pra ter direita, que não seja a direita raivosa, espumante, golpista e calhorda dos spams. Pessoas como Lembo são a razão de vivermos em um regime democrático: dá gosto debater com gente assim, nem pela vitória, mas pela questão de conversar feito gente.

Responder

    NELSON NISENBAUM

    25/10/2010 - 16h09

    Gostei das tuas colocações. Também tenho prazer em ler Claudio Lembo, ainda que eu seja de esquerda.

    Leider_Lincoln

    25/10/2010 - 16h40

    Até quando é religioso ele é muito mais preocupado do que radical… Se eu fosse direitista, seria "lemboano"!

Armando do Prado

25/10/2010 - 15h16

Lembo é uma lufada de ar no ninho da direita, ainda que tenha servido a dirtadura.

Responder

apeoesp

25/10/2010 - 15h08

Sugiro uma breve conversa entre Cláudio Lembo e Hélio Bicudo….

Responder

Renato medeiros

25/10/2010 - 15h00

sinceramente Claudio lembo, fico muito feliz em saber que ,mesmo estando em uma sigla partidária na qual não tenho muita admiração o senhor mostra realmente bastante lucidez em relação ao processo eleitoral e com certeza ganhou mais um ponto comigo. na democracia é isto , que sejam apresentados os projetos para a nação, sejam discutidos , ai sim ,os eleitores tomarão sua decisão de acordo com sua consciência .

Responder

Carlos

25/10/2010 - 14h55

Urge um movimento pela preservação da direita inteligente, cada vez mais rara.

Responder

    Antonio Gomes

    25/10/2010 - 17h08

    Preservação da direita, companheiro? Fecha com o Aécio e o "novo" partido que ele vai criar. Rapaz, o q aconteceu aos frequentadores do Viomundo?

    Carlos

    25/10/2010 - 17h39

    Aceita o desafio ecológico, Marina?

francisco.latorre

25/10/2010 - 14h54

contundente.

denuncia. com detalhe.

de passagem.. esvazia o golpe.

desqualifica a hipótese golpista.

finíssima dialética. de batalha.

..

e pra lá da elegância..

indignação. contida e educada. não menos indignada.

..

Responder

emerson

25/10/2010 - 14h52

Mas pra ser coerente mesmo o doutor Lembro deveria declarar seu voto em Dilma.

Responder

Marco Galo

25/10/2010 - 14h50

Vale lembrar que o Claudio Lembo era o governador de SP na época dos ataques do PCC que paralisaram a maior cidade do País num dos episódios mais vergonhosos que o nosso Estado já passou. Vale lembrar também que o Alckmin estava em campanha pela Presidência da República e sequer deu-lhe o mínimo apoio num momento tão difícil, bem diferente do Lula que colocou a Guarda Nacional e o Exército a disposição do então Governador, que para não passar mais vergonha do que estava, não aceitou a ajuda Federal.
A Quem será que ele se refere como "erro na escolha", hein ???
Será o Serrojas ??? Óbvio, né !!!!

Responder

Carlos Lima

25/10/2010 - 14h48

Cláudio Lembo, um dos poucos membros do que se pode chamar de "direita civilizada" no Brasil. Uma direita que tem discurso e prática política moderna e com a qual se pode dialogar sem risco de descambar para as frases feitas e a cegueira em relação à realidade social e política do Brasil. Parabéns pela lucidez e civilidade Cláudio Lembo!

Responder

Nelson

25/10/2010 - 14h42

Já pensou se a oposição tivesse um grande números de caras assim, com essa lucidez.

"Os candidatos estão esgotados e o eleitorado já massivamente decidido. Só resta aguardar o próximo domingo. Os agentes verbais de violências inexistentes devem – sem dureza – digitar o número de seu candidato."

Caro professor Lembo, não perca mais seu tempo aí.

Responder

Anselmo Ferreira

25/10/2010 - 14h38

Esse senhor é um elogio à inteligência e decência. Leio sempre com prazer o que escreve.

Responder

Danilo Morais

25/10/2010 - 14h31

Este é um liberal clássico. Longe do udenismo que se revitalizou na aliança dem-psdb. Claudio Lembo continua um adversário estratégico do PT e de Dilma e ele sabe disso. Porém, taticamente, parece que Lembo também sabe, como vastos setores lúcidos do empresariado nacional, que mais vale socialistas que distribuam alguma riqueza e empoderem de certa forma a maioria, mas ao mesmo tempo tenham uma política de desenvolvimento nacional, do que auto-proclamados defensores do capitalismo que não conseguem administrar e fazer crescer o boteco da esquina, que dirá o país.

Responder

francisco.latorre

25/10/2010 - 14h27

cláudio lembo. violência virtual.

cláudio lembo. arrasa. surpreende. impacta.

..

cláudio lembo. hélio bicudo.

quem diria?.. eu não diria. nunca.

biografia. é processo. só acaba quando termina.

..

Responder

Raphael B Portella

25/10/2010 - 14h19

Alvíssaras! Há vida inteligente na direita. Há pessoas probas na direita. Há gente com vergonha na cara na direita. Há frutos de 32 capazes de auto-crítica. Há na direita quem se orgulha de suas posições e convicções políticas, mas não abre mão da ética e honradez. Parabéns Professor Cláudio Lembo, prova que ainda há homens de bem na pol[itica brasileira

Responder

    Guilherme Souto

    25/10/2010 - 14h36

    Façamos justiça ao Lembo, ele a muito disse que é sim de direita, mas que não burro.

    Algo assim…

Paulo Cavalcanti

25/10/2010 - 14h18

Não posso deixar de comentar aqui, a sempre elegante intervenção de Cláudio Lembo, que demonstra com muita serenidade e lucidez, que pode-se discordar, sem ser virulento, ou babento. A direita hoje, está carente de cabeças pensantes que trilhem nos caminhos das propostas sérias, sem Fla x Flú – mas com profundidade. E é isso que Lembo nos oferece com sua clareza de idéias, sem ser desrespeitoso.

Ainda tem gente que compara com a UDN, "essa oposição" que aí está. É risível, pois a UDN, com todos os percalços, fazia oposiçaõ propositiva e qualificada, uma vez que em seus quadros, haviam muitos eruditos. O que dizer hoje, de Arthur Virgílio, Mão Santa, Tasso Jereissati, Heráclito Fortes? Isso é oposição que se apresente?

Responder

João

25/10/2010 - 14h17

Foi meu professor; é um gentleman da direita; disse tudo o que precisava ser dito neste momento eleitoral, em linhas concisas, mas cortantes.

Responder

Pojuca

25/10/2010 - 14h14

Claudio Lembo é um dos poucos ,do lado negro, que merece o meu respeito. Professor!, sai dai e venha para o nosso lado.

Responder

Nilva

25/10/2010 - 13h55

Acho que ele está quase declarando o voto.kkkkk e não é no Serra. kkkkk

Responder

ruizaltino

25/10/2010 - 13h51

para variar, Claudio Lembo, elegantemente e lúcido, como sempre, eleva o nível do debate político. este senhor merecia estar novamente no Palácio dos Bandeirantes e na liderança de uma verdadeira oposição e não estes fascistas desesperados que aí estão.

Responder

Deixe uma resposta