VIOMUNDO

62 pessoas controlam a mesma riqueza que metade da população mundial

22 de janeiro de 2016 às 10h18

Captura de Tela 2016-01-22 às 10.16.59

Riqueza de 1% da população supera a de 99% em 2015, mostra Oxfam

Para mostrar o agravamento da desigualdade nos últimos anos, a organização estima que “62 pessoas têm tanto capital como a metade mais pobre da população mundial”, quando, há cinco anos, era a riqueza de 388 pessoas que estava equiparada a essa metade.

18/01/2016

Da Agência Brasil, no Brasil de Fato

A riqueza acumulada por 1% da população mundial, os mais ricos, superou a dos 99% restantes em 2015, um ano mais cedo do que se previa, informou hoje (18) a organização não governamental (ONG) Oxfam, a dois dias do Fórum Econômico Mundial de Davos, na Suíça.

“O fosso entre a parcela dos mais ricos e o resto da população aumentou de forma dramática nos últimos 12 meses”, diz relatório da ONG britânica intitulado Uma economia a serviço de 1%.

“No ano passado, a Oxfam estimava que isso fosse ocorrer em 2016. No entanto, aconteceu em 2015, um ano antes”, destaca no texto.

Para mostrar o agravamento da desigualdade nos últimos anos, a organização estima que “62 pessoas têm tanto capital como a metade mais pobre da população mundial”, quando, há cinco anos, era a riqueza de 388 pessoas que estava equiparada a essa metade.

A dois dias do Fórum Econômico Mundial de Davos, onde vão se encontrar os líderes políticos e representantes das empresas mais influentes do mundo, a Oxfam pede a ação dos países em relação a essa realidade.

“Não podemos continuar a deixar que milhões de pessoas tenham fome, quando os recursos para ajuda estão concentrados, no mais alto nível, em tão poucas pessoas”, afirma Manon Aubry, diretora dos Assuntos de Justiça Fiscal e Desigualdades da Oxfam na França, citada pela agência de notícias France Presse (AFP).

Segundo a ONG, “desde o início do século 21 a metade mais pobre da humanidade se beneficia de menos de 1% do aumento total da riqueza mundial, enquanto a parcela de 1% dos mais ricos partilharam metade do mesmo aumento”.

Para combater o crescimento dessas desigualdades, a Oxfam pede o fim da “era dos paraísos fiscais”, acrescentando que nove em dez empresas que figuram entre “os sócios estratégicos” do Fórum Econômico Mundial de Davos “estão presentes em pelo menos um paraíso fiscal”.

“Devemos abordar os governos, as empresas e as elites econômicas presentes em Davos para que se empenhem a fim de acabar com esta era de paraísos fiscais, que alimenta as desigualdades globais”, diz Winnie Byanyima, diretor-geral da Oxfam International, que estará em Davos.

No ano passado, vários economistas contestaram a metodologia utilizada pela Oxfam. A ONG defendeu o método utilizado no estudo de forma simples: o cálculo do patrimônio líquido, ou seja, os ativos menos a dívida.

A pequena localidade suíça de Davos vai acolher, a partir da próxima quarta-feira (20), líderes políticos e empresários para debater a 4ª Revolução Industrial.

Esta 46ª edição do fórum, que termina em 23 de janeiro, ocorre no momento em que o medo da ameaça terrorista e a falta de respostas coerentes para a crise de refugiados na Europa se juntam às dificuldades que a economia mundial encontra para voltar a crescer e à forte desaceleração das economias emergentes.

Segundo o presidente do fórum, Klaus Schwab, a “4ª revolução industrial refere-se à fusão das tecnologias”, principalmente no mundo digital, que “tem efeitos muito importantes nos sistemas político, econômico e social”.

Leia também:

Como será a anistia aos criminosos de colarinho branco no Brasil

 

14 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Urbano

25/01/2016 - 17h11

De forma alguma digamos não aos ricos, mas sim aos escroques. O problema vem a ser a raridade da situação primeira sem a inerência da segunda.

Responder

FrancoAtirador

23/01/2016 - 15h24

.
.
DARWINISMO SOCIAL: UM EUFEMISMO PARA O NAZI-FASCISMO IMPERIALISTA
.
Darwinismo Social é um Nome ‘Moderno’ dado a teorias pseudo-científicas
que vêm sendo reformuladas na Europa e na América, desde o Século 19.
.
Trata-se de uma tentativa equivocada de aplicar às Relações Humanas
os Estudos da Evolução das Espécies do Naturalista Charles Darwin,
sobre a Luta pela Sobrevivência dos Seres Vivos (‘mais e menos aptos’),
para justificar Preconceitos Discriminatórios entre os Grupos Sociais,
sejam de natureza étnica, religiosa, sexual, política, ideológica, de origem,
de nacionalidade ou, principalmente, de Classe Econômica na Sociedade,
fazendo pré-distinção em escala de potencial de mérito nas comunidades:
‘quanto mais rico, mais apto; quanto mais pobre, menos apto’, e ponto final.
.
Esses Preconceitos Sociais, baseados em Falsa Ciência e levados ao Extremo,
motivaram o surgimento na Europa e depois a disseminação por todo o Planeta
de Doutrinas Pseudo-Meritocráticas, desde a da Supremacia Branca (Eugenia)
e a da Superioridade Religiosa (Destino Manifesto) até a da Primazia Plutocrática,
em que uma Casta de Auto-Eleitos por Divindade exerce o Poder sobre os demais.
.
Foi assim que se ergueram os Impérios: em nome de uma ciência ou de um deus.
.
.

Responder

FrancoAtirador

23/01/2016 - 12h10

.
.
E sobrevoando a Atmosfera Terrestre 700 TRILHÕES DE DÓLARES,
.
isto é, Aviõezinhos de Papel Verde sob o Eufemismo “Derivativos”,
.
Equivalentes a 10 Vezes o Produto Interno Bruto (PIB) do Mundo.
.
.

Responder

Joe

22/01/2016 - 18h34

Foi exatamente o que pensei! Podem não estar na Forbes, mas já tem gente sabendo.
Agora, a Blackrock é realmente um fundo ou um pedaço do governo americano?

Responder

    FrancoAtirador

    23/01/2016 - 11h58

    .
    .
    Não, Joe. É o Governo Norte-Americano que é um Pedaço da BlackRock.
    .
    Aliás, o FED é Composto pelos Executivos das Corporações Financeiras.
    .
    .

    FrancoAtirador

    23/01/2016 - 12h15

    .
    .
    (http://imgur.com/PvfDeFk)
    .
    .

Bacellar

22/01/2016 - 13h07

Isso já é pós-capitalismo…Esse sistema atual já é outra coisa. Já não é mais sobre trocas mas sobre usurpação e controle. A desregulamentação matou o capitalismo.

Responder

    FrancoAtirador

    23/01/2016 - 12h31

    .
    .
    O Mundo Governado por Serial Killers,
    Sociopatas do Capital Financeiro,
    Predadores de Vidas e de Almas,
    Plutocratas com Instinto Assassino
    praticando o Darwinismo Social.
    .
    .

FrancoAtirador

22/01/2016 - 12h47

.
.
E o Sonho de Consumo dos BraZileiros é o de estar entre os 62.
.
.

Responder

    FrancoAtirador

    22/01/2016 - 15h45

    .
    .
    2.bp.blogspot.com/-RuDei0gDFuw/UTQzp4PAZyI/AAAAAAAAH3g/Mje0dXm5-Xk/s1600/capa.jpg

    20/11/2013
    Blog Macaco Velho
    .
    Você sabia que os Produtos Mais Consumidos do Planeta
    são produzidos pelos Mesmos Grupos Econômicos?
    .
    Desde Produtos de Limpeza, passando pelo Segmento de Beleza e Higiene Pessoal, até Alimentos,
    todos pertencem à 10 MEGACORPORAÇÕES EMPRESARIAIS: (http://imgur.com/GoESSge).
    .
    Observe-se “A Ilusão da Escolha” que ilustra como a maioria das Marcas dos Produtos,
    escolhidos pelas pessoas, pertencem às mesmas Grandes Empresas Multinacionais
    (http://www.ovelhasvoadoras.com.br/2013/03/a-ilusao-da-escolha-as-10-empresas-que.html)
    .
    Você, provavelmente já ouviu falar nelas, mas não tem ideia da dimensão do seu domínio.
    .
    As grandes empresas criam cartelas de produtos variados, capazes de atender à diversos públicos e níveis sociais, e esquecem de avisar ao consumidor que acredita – coitado – que tem de fato algum poder de escolha.
    .
    Sabe quando você compra um produto, não gosta e passa a comprar outra marca?
    .
    Pois é, a chance de você comprar da mesma empresa novamente é muito alta.
    .
    Pensa que acabou?
    .
    Não são apenas os produtos que compramos e consumimos que são dominados por grandes empresas.
    .
    Outro setor vital de nossas vidas é controlado por corporações gigantescas: a MÍDIA COMERCIAL.
    .
    No Brasil é assim: 7 famílias controlam 90% de todos os grandes jornais, revistas, emissoras de rádio e canais de televisão.
    .
    Ou seja, pode ter certeza que tudo que você assiste serve a algum tipo de interesse corporativo.
    .
    Nos EUA , 6 Corporações controlam 90% da Mídia Corporativa!
    .
    Em 1983, esses mesmos 90% eram dominados por 50 Empresas de Mídia.
    .
    admin.macacovelho.com.br/wp-content/uploads/2013/11/2691baf28e3da9a56b5785fad8298fb5.jpg
    .
    (http://www.macacovelho.com.br/as-10-empresas-que-controlam-quase-tudo-que-voce-consome)
    .
    .
    A Concentração Midiática e a Desejada Liberdade de Expressão
    .
    A PREOCUPANTE SITUAÇÃO DA PROPRIEDADE CRUZADA
    .
    Por Fabiana Rodrigues (UFRGS)
    .
    (http://www.ufrgs.br/alcar/encontros-nacionais-1/7o-encontro-2009-1/A%20concentracao%20midiatica%20brasileira%20e%20a%20desejada%20liberdade%20de%20expressao.pdf)
    .
    (http://www.viomundo.com.br/politica/caio-castor-a-policia-subiu-o-morro-trazendo-kibon-e-itaipava.html)
    .
    .

Mauricio Gomes

22/01/2016 - 12h39

Essa é a ‘meritocracia do capital”, quem tem está bem e quem não tem está mal. E ainda temos que ler energúmenos que sequer estão entre os 10% mais ricos defendendo esses piratas do sistema financeiro, essa é de doer…

Responder

Joe

22/01/2016 - 11h17

Quem serão esses 62 eleitos?
Garanto que tem gente que não aparece na lista da Forbes.

Responder

    FrancoAtirador

    22/01/2016 - 16h07

    .
    .
    As Corporações Econômico-Financeiras Transnacionais
    transformaram os Seres Vivos em Mercadorias (Commodities),
    e as Células dos Tecidos, em “Ações”, “Units”, “Ativos”,
    meros Papéis Virtuais Comercializados nas Bolsas de Valores.
    .
    (http://www.bmfbovespa.com.br/units/units.aspx?Idioma=pt-br)
    .
    .
    O DONO DO MUNDO: BLACKROCK FUNDS
    .
    BALANÇO CORPORATIVO DE BLACKROCK FUNDS
    .
    (http://www.blackrock.com/investing/literature/semi-annual-report/us-mutual-funds-open-end-funds-alternative-fund-suite-usd-semi-annual-report-en-us.pdf)
    .
    .
    11 de dezembro, 2013
    Opinião & Notícia
    .
    A ascensão da BLACKROCK: o maior investidor [SIC] do mundo
    .
    Pergunte aos teóricos da conspiração quem eles acham que mandam no mundo e a resposta provavelmente envolverá os bancos globais, como o Citigoup, o Bank of America e o JPMorgan Chase.
    .
    Gigantes do petróleo como Exxon Mobil e Shell também podem receber uma menção.
    .
    Ou talvez o foco fosse atribuído a empresas de bens de consumo que administram bilhões de dólares em suas operações,
    como Apple, McDonald’s e Nestlé.
    .
    Uma empresa cuja inclusão na lista é improvável é a BlackRock,
    uma gestora de investimentos pouco reconhecida fora da área de finanças.
    .
    No entanto, ela é a maior acionista em todas as empresas supracitadas [!!!].
    .
    O grupo possui participações em quase todas as empresas abertas, não apenas nos EUA, mas no mundo todo
    .
    (com efeito, a BlackRock é a maior acionista da Pearson,
    por sua vez a maior acionista da Revista Britânica The Economist) [!!!].
    .
    Os seus domínios se estendem ainda mais longe:
    títulos de empresas,
    dívidas nacionais,
    commodities,
    fundos de hedge
    e assim por diante.
    .
    Trata-se com folga da maior instituição investidora do mundo,
    com US$ 4,1 trilhões de ativos diretamente controlados
    e US$ 11 trilhões que são supervisionados em sua plataforma de negociação on-line, Aladdin.
    .
    Criada em 1988 por um grupo de Wall Street liderado por Larry Fink,
    a BlackRock teve sucesso em parte por oferecer produtos de investimento “passivo”, como fundos indexados,
    os quais são criados para acompanhar índices como o S&P500
    [Standard&Poors (http://www.mcgraw-hill.com)].
    .
    Esses instrumentos são alternativas baratas aos fundos multimercado, os quais em geral enriquecem mais os operadores do que seus clientes (embora a BlackRock ofereça também vários destes).
    .
    O setor continua a crescer rapidamente, e a BlackRock, em parte devido à sua marca iShares, é a maior concorrente em um setor no qual a escala traz benefícios.
    .
    Os seus clientes, que vão de fundos soberanos árabes a investidores convencionais, economizam bilhões em taxas de administração por causa disso.
    .
    A outra razão para o seu sucesso é a sua gestão de portfólios ativamente administrados.
    .
    Há algum tempo, por exemplo, a empresa era líder em títulos lastreados em hipotecas, mas devido ao fato de checar o risco de cada um CEP a CEP,
    a empresa não apenas evitou o caos dos resgates que ocorreu após o colapso do Lehman,
    como também aconselhou o governo americano e outras partes sobre como manter a máquina girando nos dias mais instáveis de 2008,
    e ganhou bastante dinheiro ao administrar unidades de instituições financeiras em apuros após a crise.
    .
    (http://opiniaoenoticia.com.br/economia/a-ascensao-da-blackrock)
    (http://www.economist.com/news/leaders/21591174-25-years-blackrock-has-become-worlds-biggest-investor-its-dominance-problem)
    .
    .
    08 outubro de 2013 04:00 Eastern Daylight Time
    Business Wire
    .
    BlackRock Anuncia Nomeação de Cheryl D. Mills
    ao Conselho de Administração
    .
    A BlackRock, Inc. (NYSE: BLK) anunciou hoje que Cheryl D. Mills,
    .
    ex-Conselheira e Chefe de Gabinete da Secretária de Estado dos EUA,
    .
    Hillary Clinton,
    .
    foi eleita para o Conselho de Administração da Companhia.
    .
    Ms. Mills, que deixou o Departamento de Estado dos EUA

    em fevereiro de 2013, passará a integrar o Conselho
    .
    em 20 de novembro como Diretora independente.
    .
    Em 30 de junho de 2013, os Ativos Sob Gestão
    .
    [‘AUM’ na sigla em inglês = Assets Under Management]
    da BlackRock somaram 3,857 TRILHÕES DE DÓLARES
    .
    (http://migre.me/iPl47)
    (http://www.businesswire.com/news/home/20131008006614/en/BlackRock-Announces-Appointment-Cheryl-D.-Mills-Board#.U1BUKKjvrXs)
    (http://investorcp.com/english/onde-a-blackrock-enxerga-oportunidades-no-brasil)
    .
    .
    Ladrões Estrangeiros estão assaltando o Povo Brasileiro,
    num Conluio entre Corporações Empresariais de Mídia,
    Especuladores Financeiros Transnacionais*,
    Petrolíferas do Hemisfério Norte
    e a International Community
    [leia-se: Alemanha, Inglaterra, França, Itália, Espanha e Israel,
    sob a liderança dos United States of America].
    .
    09/04/2014 09:55
    InfoMoney
    .
    Quem realmente ganhou com a disparada de 35% da Petrobras nos últimos dias?
    .
    Presidente da consultoria Risk Office, que monitora mais de R$ 380 bilhões em ativos,
    afirma que quase nenhum fundo estava posicionado em Petrobras quando o ‘rali’ teve início.
    MAS ENTÃO QUEM PUXOU ESSE MOVIMENTO ALTISTA DA ESTATAL NA BOVESPA?
    .
    O Executivo responde: “OS ESTRANGEIROS”.
    .
    Foram eles quem conseguiram se mexer mais rápido, afirma Jacobsen.
    .
    De 18 de março até a última terça-feira (8),
    os bancos estrangeiros foram os principais intermediadores das compras de ações da estatal.
    No caso das ordinárias (PETR3), as corretoras do Credit Suisse, Itaú e UBS lideraram as compras,
    enquanto das preferenciais (PETR4) a lista contou com BTG Pactual, Goldman Sachs e Merrill Lynch, de acordo com dados levantados do software Profit Chart.
    .
    Esse fluxo maior de estrangeiros pode ser observado
    também olhando para o movimento das duas classes de ações da Petrobras:
    enquanto as ordinárias subiram 36,52% no ‘rali’,
    as preferenciais avançaram 27,21%.
    .
    Isso porque os gringos costumam dar preferência às ordinárias,
    principalmente porque nos EUA o ADR (American Depositary Receipt)
    do papel ON da Petrobras tem muito mais liquidez que o PN.
    .
    Segundo dados da Bloomberg, de 4 de abril,
    os fundos que possuíam as maiores participações em Petrobras eram:
    BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social),
    Previ (Fundo de Pensão do Banco do Brasil),
    BLACKROCK, NORGES BANK e VANGUARD BANK:
    .
    O TRIDENTE DO ‘CAPETAL’ ESPECULATIVO MUNDIAL.
    .
    SUÍÇA
    Estão entre os maiores acionistas da Nestlé, a maior fabricante de alimentos do mundo. (http://pt.wikipedia.org/wiki/Nestl%C3%A9)
    .
    FRANÇA
    Estão entre os maiores acionistas da L’Oreal, a maior fabricante de cosméticos do mundo. (http://pt.wikipedia.org/wiki/L'Or%C3%A9al)
    (http://washpost.bloomberg.com/Story?docId=1376-N0W09W6K50YW01-0K65CAARCC5O9UPO9B7HMT8M1O)
    .
    PORTUGAL
    (http://www.jornaldenegocios.pt/search.aspx?q=Norges%20Bank%20e%20BlackRock)
    ESPANHA
    (http://www.elconfidencial.com/mercados/2013-10-26/blackrock-norges-bank-y-vanguard-los-autenticos-mister-marshall-de-la-bolsa_46422)
    .
    .
    A BASF conta com dois grandes acionistas:
    BlackRock Inc. e NorgesBank.
    (http://migre.me/j43z2)
    (http://migre.me/j43AU)
    .
    .
    Dois dos maiores acionistas institucionais da Monsanto:
    Vanguard e Blackrock
    (http://migre.me/j43w4)
    (https://br.financas.yahoo.com/q/mh?s=MON)
    (https://www.facebook.com/DSPBlackRockMutualFund/posts/470415956322892)
    .
    .
    Três dos maiores acionistas da Syngenta:
    BlackRock Inc., NorgesBank e Vanguard Group
    (http://migre.me/j43Lv)
    (http://markets.ft.com/research/Markets/Tearsheets/Business-profile?s=SYNN:VTX)
    .
    .
    Leia também:
    .
    A Batalha da Mídia é para Entregar o Pré-Sal
    .
    (http://www.viomundo.com.br/voce-escreve/fernando-siqueira-batalha-da-midia-e-para-entregar-o-pre-sal.html)
    .
    .

Deixe uma resposta