VIOMUNDO

Bloco Minas Sem Censura: Jatinho de Aécio não viaja em céu de brigadeiro

25 de abril de 2011 às 20h59

aecio2

por Conceição Lemes

O senador Aécio Neves (PSDB) faz aniversário em 10 de março. Dizem os astrólogos que os 30 dias anteriores à data correspondem ao nosso inferno astral. O do ex-governador mineiro parece estar fora de época. Começou na madrugada do dia 17 de abril, quando foi parado por uma blitz no Leblon, Rio de Janeiro, e se recusou a fazer o teste do bafômetro. E tudo indica não deve terminar tão cedo.

Pelo menos é a leitura pessoal  da entrevista que fiz com Bloco Minas Sem Censura (MSC), criado em 2011, mas gestado desde 2003. Ele é resultado da união das bancadas do PT, PMDB, PCdoB e PRB na Assembleia Legislativa de Minas Gerais. O MCS tem 23 deputados num total de 77. O Bloco tem um site, que só divulga o que pode comprovar. Nos últimos dias, até furos jornalísticos deu.  E novidades estão a caminho. Confira a entrevista.

Viomundo — Para quem acompanha Minas Gerais apenas pela “grande imprensa”, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) é tudo de bom. O genro que muita mãe sonha ter: bonitão, charmoso, fala mansa, bem-sucedido, boa família. E o político que muitos imaginam na presidência da República devido à versão de que ele fez uma gestão primorosa como governador do estado de 2003 a 2010. O teste do bafômetro carimbou essa imagem pública? Até que ponto o episódio abre brecha para que se conheça de verdade o que foram os oito anos de  Aécio como governador de Minas?

Minas Sem Censura — O episódio recente, no Leblon, Rio de Janeiro, deixou o eleitor dele e admiradores perplexos e decepcionados. Pela possibilidade de estar embriagado no trânsito, pela recusa ao teste do bafômetro, pelo tratamento privilegiado quando autuado e, principalmente, pelas revelações posteriores sobre o Land Rover e outros carros de luxo. Revelações que abrem suspeitas sobre ocultação de patrimônio, o que seria crime fiscal.

As tentativas da assessoria e de seus amigos de dissimular os fatos só pioraram a percepção do ocorrido.  Ele foi pego às 3h58 da madrugada de domingo em circunstâncias bem óbvias. Tentaram fazê-lo de vítima, como se as críticas fossem invasão de privacidade. Ora, um ex-presidente da Câmara de Deputados, ex-governador de Minas e senador da República se envolve em duas ocorrências policiais definidas como gravíssimas, dirigindo um carro de uma empresa de rádio mineira, que foi transferida para sua propriedade no apagar das luzes de 2010, e ainda reivindica tratamento privativo? O cidadão comum, mesmo aquele que o admira, ficou decepcionado. Afinal, a rua não é sala VIP de aeroporto.

Viomundo – O  que vem a ser o Bloco Minas Sem Censura?

Minas Sem Censura – É a união das bancadas parlamentares estaduais, de quatro partidos, prevista regimentalmente na Assembléia Legislativa (ALMG). Ou seja, é um bloco institucional. O Minas Sem Censura (MSC) é composto pelo PT, PMDB, PCdoB e PRB. Seus líderes e vice-líderes oficiais são: Rogério Correia (PT), Antônio Júlio (PMDB), Gilberto Abramo (PRB), Paulo Lamac (PT), Ivair Nogueira (PMDB) e Ulisses Gomes (PT). O MSC tem 23 deputados estaduais (num total de 77), sendo 11 do PT, 8 do PMDB, 2 do PCdoB e 2 do PRB.

Viomundo –Como, quando e  por que surgiu?

Minas Sem Censura – Na verdade, o Bloco é resultado de oito anos de resistência política, do acúmulo programático das disputas pelo governo do estado em 2002, 2006 e 2010 e do entendimento de que Minas carece de um projeto de desenvolvimento, com distribuição de renda. Esses 23 deputados são bem distribuídos no estado, a maioria é experiente. A constituição do Bloco incentivou os diretórios dos partidos e suas bancadas federais a se unirem também. Tal movimento é inédito em Minas.

Viomundo – O  “sem censura”  é uma resposta política ao silêncio que Aécio impôs à mídia mineira?

Minas Sem Censura – Não só à mídia. Mas ao silêncio de várias outras instâncias, como o Tribunal de Contas do Estado, o Ministério Público Estadual, o Tribunal de Justiça, a própria Assembleia Legislativa, os meios acadêmicos… Ainda que nessas instituições existam pessoas dispostas a resistir, suas lideranças e dirigentes sempre se afinaram com o projeto pessoal de poder de Aécio. Em conseqüência, ficou parecendo para o Brasil que Minas é uma ilha de prosperidade. O que é falso. O caso mais gritante é o da nossa Assembleia Legislativa, que se tornou homologatória das ordens do governo, sem autonomia.

No caso específico da mídia mineira, a distribuição de verbas de publicidade tem servido à compra da adesão ao governo. No caso da nacional, a despeito de gastos do governo com publicidade, a adesão é mais ideológica. O perfil neoliberal e privatista de Aécio é bem visto por essa mídia nacional.

Viomundo – Aqui em São Paulo o ex-governador José Serra (PSDB) “pedia a cabeça” de jornalistas que ousavam perguntar algo que não estivesse no script acertado com a sua assessoria. O que aconteceu em Minas com os jornalistas “desobedientes”?

Minas Sem Censura — Vários documentários, denúncias do Sindicato dos Jornalistas, relatos formais e informais de repórteres e empresários de comunicação demonstraram o tacão disciplinador de Aécio. Muitos “desobedientes” foram demitidos, outros transferidos. Isso fez com que a autocensura se tornasse prática comum nas redações. Aqui, algumas empresas jornalísticas aderiram – ideologicamente! — ao projeto de poder pessoal dele.

Agora, ele não usou apenas o tacão disciplinador como forma de impor adesões. Ele conseguiu principalmente a adesão da elite empresarial do estado para o projeto de recolocar Minas com peso no cenário nacional, sob o argumento de que isso seria conseguido com sua eleição à presidência da República.

Aécio Neves é produto de circunstâncias bem identificáveis. Herdou um governo caótico, o de Itamar Franco, que por sua vez foi vítima da herança de dois governos tucanos: a do governador Eduardo Azeredo (1995-98), que legou a Itamar um estado “quebrado”; e a do FHC (1999-2002), que prejudicou Minas o quanto pode enquanto esteve na presidência da República.

Aí, o então governador “nadou de braçadas”. Aécio surge nesse contexto e monta, para si, uma poderosa máquina de produção e posicionamento de imagem. Tudo isso orientado para seu projeto pessoal de poder.

Viomundo – No site de vocês é dito que se vive em Minas “um atípico estado de exceção”. É dito ainda que Aécio adotou práticas que constrangem também juízes, procuradores, promotores, conselheiros, movimentos sociais, intelectuais, acadêmicos e pesquisadores etc. Que práticas são essas?

Minas Sem Censura – Isso inclusive inspirou o nosso nome. Não é um estado de exceção típico, como ocorreu na Alemanha nazista, com a suspensão formal de direitos universais. Mas um estado de fato de exceção, onde o poder econômico do governo compra a adesão ou impõe o terror da distribuição discriminatória de recursos.

As más práticas já denunciadas: dificuldades de tramitação de pedidos de suplementação orçamentária para instâncias que deveriam ser mais autônomas, alocação discricionária de recursos para prefeitos, profusão de consultorias contratando mão de obra nas universidades (para suas pesquisas e relatórios pouco produtivos), interferência na eleição das direções de várias instituições. Um exemplo bem elucidativo: enquanto Lula acatava a indicação do “primeiro” da lista tríplice para a titularidade da Procuradoria Geral da República, Aécio nunca optou por esse caminho em relação ao Ministério Público Estadual.

Viomundo – Se o Bloco tivesse de selecionar três fatos ou obras do governo Aécio, vendidos como exemplos de probidade e gestão competente mas que não correspondem à verdade, o que destacaria?

Minas Sem Censura – Vamos lá.

1) “Déficit zero” – Se verdade, significaria o equilíbrio entre receitas e despesas. Só que o professor Fabrício Oliveira comprovou que foi um simples exercício de “contabilidade criativa”. Nada mais é que do que a manipulação de rubricas variadas, de forma a produzir resultados artificiais de equilíbrio fiscal, que não são verificáveis no caixa do governo. Além, claro, de arrocho salarial e restrição de recursos para saúde e educação, a ponto de não cumprir os “mínimos constitucionais” exigidos para essas áreas.

2) “Choque de gestão” – Além do falso “déficit zero”, o choque se completa com a intrusão de ferramentas gerenciais privadas nos processos de gestão públicos, como se estas fossem curar todos os males da máquina administrativa .  Aí, vem os técnicos e criam “ilhas de excelência”, ou seja, algumas políticas públicas restritas, apenas para que sirvam de propaganda de êxitos que são, na prática, questionáveis e muito parciais.

Ao final, o estoque da dívida real do estado cresceu de 33 bilhões, em 2003, para 59 bilhões de reais em 2011. Mantêm-se as fortes desigualdades regionais que caracterizam Minas e cresce a desindustrialização no estado. O próprio Itamar, hoje aliado de Aécio, se refere ao choque de gestão como “uma conversa fiada”. O artigo crítico do professor Fabrício Oliveira (Choque de Gestão: verdades e mitos) pode ser encontrado em http://migre.me/4kShA.

3) Centro Administrativo – Desnecessário e na contramão da tendência mundial contemporânea de descentralização. Mais de R$ 1,5 bilhão foi gasto para produzir uma obra destinada a criar uma imagem “Kubitschek” de empreendedor, desenvolvimentista e de jovialidade para o pretenso candidato à presidência da República. Arquitetos e engenheiros estimam que em aproximadamente 15 anos idêntica quantia será gasta em manutenção, adaptação e correção do projeto estrutural. Aliás, a pressa da inauguração expôs falhas e deficiências da obra, que já estão sendo investigadas.

Viomundo – Nos últimos dias, vieram a público o teste do bafômetro, a estranha frota de carros de luxo da rádio, a história do jatinho… Que medidas pretendem adotar em relação a esses fatos?

Minas Sem Censura — Exercendo nossas atribuições constitucionais estamos  investigando esses e outros fatos. Serão acionadas outras instâncias que têm atribuição de apurar os mesmos fatos. O “jato familiar” tem custos. Quem banca?

Mas isso é apenas a ponta do iceberg. Há, por exemplo, o aluguel para o grupo Fasano, de um megaedifício do Instituto de Previdência dos Servidores Estaduais de Minas Gerais (IPSEMG), na região mais valorizada da cidade, por R$15 mil mensais. Só que o próprio processo de licitação registra pesquisa que aponta para um valor de mercado de até R$ 200 mil reais por mês. Tem o problema das contas públicas, que não batem nos “mínimos constitucionais” para a saúde e a educação. Tem crime eleitoral na eleição de 2010. Tem a negligência na cobrança de royalties de mineração…

Antes, a máquina  de propaganda de Aécio divulgava a realização de programas e a alocação de recursos federais, como se fossem estaduais. Hoje somos o contraponto a essa manipulação.

Viomundo – O Bloco também tem um blog?

Minas Sem Censura – Não temos blog. Temos um site. Há um blog fake que leva nosso nome. Foi criado para confundir. Ou seja, alguém registrou o “domínio” para evitar que usássemos o nome Minas Sem Censura em um blog.

Conseguimos registrar o www.minassemcensura.com.br para o site, Facebook e Flicker; para o Twitter, @MGsemcensura. Esses são os veículos eletrônicos oficiais. Juntando o mailing do Bloco, dos deputados, diretórios dos partidos, militantes e ativistas, estamos atingindo mais de 900 mil endereços eletrônicos validados (sem Spam) em todo o Brasil.  Teremos ainda impressos e outros materiais de divulgação de nosso trabalho. Todo esse esforço visa a divulgar a identidade do Bloco Minas Sem Censura: somos pró-Dilma, pró-desenvolvimento de Minas, com distribuição de renda e, óbvio, de oposição ao projeto neoliberal tucano para as Alterosas.

Viomundo – Também nos últimos dias, o site do Bloco trouxe em primeira mão alguns fatos em relação a Aécio, certo? O que destacariam?

Minas Sem Censura – Sim, é verdade. O fato mais importante até agora é a história detalhada da Rádio Arco-Íris e seus automóveis de luxo. Trata-se de uma bem fundamentada informação que abre a suspeita da prática de ocultação de patrimônio, o que seria crime fiscal. Outras evidências estão a caminho. Aliás, um deputado estadual tucano, João Leite, em nota oficial reconhece que há dinheiro público alocado na tal Rádio. Ou seja, configura-se uma irregularidade insanável.

Expusemos, em primeira mão, as imagens “printadas” das ocorrências policiais referentes à carteira apreendida, à multa por recusa ao teste (com a devida presunção da embriaguês ou drogadição), às multas por excesso de velocidade. Denunciamos a censura ao site do Detran MG (na sexta, dia 22), da seção em que vinham as citadas ocorrências. Revertemos mais essa operação abafa.

Denunciamos também o caso IPSEMG/Fasano, a manipulação da prova de avaliação de um programa específico do governo de Minas, que trazia um ataque direto a Lula numa das questões da prova (que resultou na anulação do teste).  Denunciarmos a retirada do ar da respectiva página eletrônica. Enfim, há muitos outros temas gerais e específicos que divulgamos em primeira mão.

Temos fontes sérias, uma assessoria coletiva do Bloco que pesquisa e checa informações, as assessorias dos próprios deputados. Evidentemente, preservamos as fontes, até porque são pessoas que, depois de oito anos de opressão, se sentem mais livres para colaborar com o bloco de oposição.

Viomundo – O site do Bloco tem recebido crédito pelos “furos” jornalísticos?

Minas Sem Censura – Às vezes não, às vezes relativamente (risos).

Viomundo – Qual a política do site do Bloco?

Minas Sem Censura – Antes de mais nada, o MSC  é propositivo. O que nos une é a identidade com a política de desenvolvimento, distribuição de renda. Queremos isso para Minas. O estado carece da mais básica política industrial, por iniciativa própria. O que temos aqui foi herdado de governos anteriores ou é reflexo do governo Lula. O minério de ferro de nosso subsolo está se formando há três bilhões de anos. Logo, não foi o “choque de gestão” que o colocou lá.

O MSC também recebeu delegação do povo mineiro para ser oposição, que é fiscalizatória e programática. Por isso denunciamos a censura aqui instalada.

Fazemos isso de maneira republicana e ética. Só divulgamos e debatemos fatos que podemos comprovar. Rejeitamos a invasão da esfera íntima de quem quer seja. Assim como rejeitamos também o uso do direito à “privacidade”, como meio de encobrir malfeitos públicos. O que fulanos e beltranos fazem ou deixam de fazer na esfera íntima não nos interessa, a menos que repercuta em direitos de terceiros, no patrimônio público, no desacato às leis e às instituições do estado.

Aécio está abusando do pleito de direito à privacidade para turvar outros assuntos. Ele não está preocupado com sua fama de “boa vida”, como a ele se referiu o tucano paulista Alberto Goldman, mas com os desdobramentos dos fatos seguintes ao episódio da ocorrência policial no Leblon: carros de luxo, uso de jato particular e algumas relações empresariais problemáticas.

Viomundo — O atual líder do Bloco, Rogério Correia, é do PT, partido que na política mineira tem alianças formais e informais com os tucanos. Exemplo disso é a eleição para a prefeitura de Belo Horizonte, em 2008, cujo acordo para formação da chapa teria sido sacramentado entre o ex-prefeito Fernando Pimentel (PT-MG), atualmente ministro de Desenvolvimento, e Aécio. Como fica esse relacionamento agora?

Minas Sem Censura – A aliança de 2008 é controversa e dividiu o PT e a base de Lula. Agora, foi feita uma reunião do Bloco com deputados federais, direções partidárias e lideranças municipais dos quatro partidos. Algo inédito para a oposição mineira. Chegou-se a um acordo de se esforçar para que a aliança com o perfil do MSC seja reproduzida onde for possível em 2012. No caso de BH, a orientação é construir uma tática comum. A política de alianças fica para ser discutida no momento adequado. O PMDB deve apresentar candidato, o PCdoB também,  o PT ainda vai discutir o tema. Mas há um grande consenso: nada de aliança formal, informal ou disfarçada com o PSDB. A idéia é acumular forças em 2012 para 2014.

Viomundo – No site de vocês há a seguinte frase de Guimarães Rosa: Minas, são muitas. Porém, poucos são aqueles que conhecem as mil faces das Gerais. O que o Bloco pretender fazer para que muitos conheçam as mil faces das Gerais, inclusive aquelas que muitos gostariam de deixar embaixo do tapete?

Minas Sem CensuraÉ exatamente isso. Por meio de uma grandiosa máquina de posicionamento de imagem e medidas intimidatórias, numa conjuntura favorável, Aécio criou o mito de que ele seria a única face de Minas.

Nunca foi assim antes. Candidatos a prefeito que ele apoiou,  perderam várias eleições municipais em 2004 e 2008, na maioria das  cidades importantes do estado. Mesmo em BH, 2008, junto com Fernando Pimentel, quase que seu candidato, Marcio Lacerda, perdeu a eleição para o PMDB. Gastaram mais do que se gastou em São Paulo, capital, para evitar a derrota em BH.

Aécio também manteve uma relação ambígua com o governo Lula durante anos. Exemplo: ele nunca quis testar seu real prestígio e liderança, apoiando com sinceridade Serra em 2002, Alckmin em 2006 e Serra novamente em 2010. Ele nunca teve coragem de medir força diretamente com o PT e Lula.

Hoje, ele é um, entre 81 senadores. E no Senado, quem chegou lá, não foi pelo brilho dos olhos. E ainda teve o azar de perder um aliado fiel, o Elizeu Rezende, que faleceu. É visto com desconfiança pelo grão-tucanato. O PSDB e os aliados estão em crise, definhando. O governador Anastasia vai ter de escolher: governa um estado com finanças precárias ou permanece à disposição do artificial posicionamento de imagem do “pobre menino rico”. Quem se sentia intimidado, começa a superar essa condição. Além disso, ele se vê às voltas com indícios de ocultação de patrimônio. Reciclar o projeto “Aécio 2010″ para 2014 não será fácil.

O MSC, por seu turno, segue em suas missões. O movimento social está mais revigorado. Os prefeitos e prefeitas de Minas já têm canal de interlocução direta com o governo Dilma. Ou seja, o jatinho de Aécio não viaja em céu de brigadeiro.

Meu twitter: @conceicao_lemes, siga à vontade.

PS do Viomundo: O Bloco do MSC é composto pelos seguintes deputados estaduais de Minas Gerais: Rogério Correia (PT), Gilberto Abramo (PRB),  Ivair Nogueira (PMDB), Paulo Lamac  (PT), Ulysses Gomes  (PT), Adalclever Lopes (PMDB),  Adelmo Carneiro Leão (PT), Almir Paraca (PT), André Quintão (PT), Antônio Júlio (PMDB), Bruno Siqueira (PMDB), Carlin Moura (PCdoB), Carlos Henrique  (PRB), Celinho do Sinttrocel (PCdoB),  Durval Ângelo (PT), Elismar Prado (PT), José Henrique (PMDB),  Maria Tereza Lara (PT), Paulo Guedes (PT), Pompílio Canavez (PT) , Sávio Souza Cruz (PMDB), Tadeuzinho Leite  (PMDB)

Investigação VIOMUNDO

Estamos investigando a hipocrisia de deputados e senadores que dizem uma coisa ao condenar Dilma Rousseff ao impeachment mas fazem outra fora do Parlamento. Hipocrisia, sim, mas também maracutaias que deveriam fazer corar as esposas e filhos aos quais dedicaram seus votos. Muitos destes parlamentares obscuros controlam a mídia local ou regional contra qualquer tipo de investigação e estão fora do radar de jornalistas investigativos que trabalham nos grandes meios. Precisamos de sua ajuda para financiar esta investigação permanente e para manter um banco de dados digital que os eleitores poderão consultar já em 2016. Estamos recebendo dezenas de sugestões, links e documentos pelo [email protected]

R$0,00

% arrecadado

arrecadados da meta de
R$ 20.000,00

90 dias restantes

QUERO CONTRIBUIR

 

128 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

O Palheiro | Lemes: O balanço das denúncias contra Aécio que a mídia ignorou.

20/10/2014 - 10h53

[…] feitas e reiteradas desde  2011 em relação ao governo de Aécio Neves  (confira aqui [5], aqui [6] e aqui […]

Responder

Bomba: como o MP blindou a corrupção do Aecínico ! | Conversa Afiada

20/10/2014 - 09h54

[…] feitas e reiteradas desde  2011 em relação ao governo de Aécio Neves  (confira aqui, aqui e […]

Responder

“Se o Gurgel não abrir inquérito contra o Aécio, estará prevaricando” – Conteúdo completo e atualizado das principais notícias da cidade de Alto Rio Doce e região.

19/02/2013 - 20h02

[…] Rádio Arco-Íris, Banjet, Oswaldinho, aplicação de verbas públicas em empresas da família, voos em jatinho do presidente da Codemig, suspeitas de ocultação de patrimônio e sonegação fiscal, blindagem. Nenhuma dessas denúncias, praticamente desprezadas pela mídia corporativa, é novidade. Todas, desde 2011, têm sido feitas e reiteradas (confira aqui, aqui e aqui). […]

Responder

Rogério Correia: “Se o Gurgel não abrir inquérito contra o Aécio, estará prevaricando” « Viomundo – O que você não vê na mídia

17/02/2013 - 18h35

[…] mídia corporativa, é novidade. Todas, desde 2011, têm sido feitas e reiteradas (confira aqui, aqui e […]

Responder

Francisca CP Rocha

21/07/2011 - 00h56

Ainda bem que o Aécio está sendo conhecido como realmente ele é. Fogo de palha, enganador inveterado,Amigo de gente tipo Ricardo Teixeira e muito fanfarrista. Está muito longe de ser um Presidente do povo brasileiro do Oiapoque ao Chui. Ainda precisa aprender muito com o Lula que governou para todo o Brasil. Mas onde esta sua competência e vontade política? Coitado….Pode desistir , e vá Ecinho viver em sua bela mansão de férias permanentes em uma cidade nos lagos do Estado do Rio. ´-E melhor para nós povão. Sua "riqueza não lhe permite saber como é a vida de um(a) trabalhdor.

Responder

Bloco Minas Sem Censura representa contra Aécio Neves no MPF | Viomundo - O que você não vê na mídia

01/06/2011 - 21h49

[…] fatos até então desconhecidos, como a estranha frota de carros de luxo da rádio de Aécio, a história do jatinho e a denúncia à Justiça sobre a Rádio […]

Responder

Bloco Minas Sem Censura denuncia à Justiça o caso da rádio Arco-Iris | Viomundo - O que você não vê na mídia

06/05/2011 - 00h12

[…] Leia aqui a entrevista com o Bloco Minas Sem Censura: Jatinho de Aécio não viaja em céu de brigad…   […]

Responder

Leitura da Semana… Nos Blogs, Sites e etc « Ficção e Não Ficção

03/05/2011 - 12h39

[…] 05) Conceição Leme, no Vi o Mundo: Bloco Minas Sem Censura: jatinho de Aécio não viaja em céu de Brigadeiro. […]

Responder

Marco Antônio

28/04/2011 - 09h28

As pensionisas,aposentados e aposentadas,funcionários públicos de autarquias,fundações administraçào direta e indiretas assim como também os da administraçào direta do Estado de Minas Gerais,que obtiveram êxito em alguma causa na justiça, Abram seus olhos fiquem atentos,esse governo golpista do PSDB do Aécio ,Anastasia, estão armando para quebrar a ordem cronológica dos pagamentos dos precatórios e ainda exigirem e impor um desconto de 30% a 50% se quiserem receber.Mobilizem seus presidentes de asociações dos orgãos e o Sindicato dos servidores públicos.Estào querendo soltar ua resolução inconstitucional conjunta com o concentimento e conlúio do TJ-MG,ADVOCÁCIA GERAL DO ESTADO, mudando a ordem cronológica de pagamento dos precatórios das autarquias,fundações e da administração indireta.é mais um artifício engodo desse governo que só pensa e faz de tudo para prejudicar o servidor público estadual.

Responder

    Celso Melo

    28/04/2011 - 21h21

    Difícil viver assim em um país como o nosso.Quando pensamos que homens cultos ou aparentemente cultos como atual governador Anastasia que é inclusive colega servidor público de carreira da Fundçào João Pinheiro creio.É estarrecedor com a formação que tem de advogado,professor,admita esse tipo de procedimento por parte da DVOCACIA GERAL DO ESTADO em conlúi com o TJ-MG,a meu ver ele deveria trocar o tal de Sheib e o Romaneli que vem desde o governo anterior usando e abusando do seus podêres impondo aos aposentados,pesnionistas e servidores que tiveram seus ganhos restabelecidos pela justiça por atos ilegais e ilegalidades cometidas por ex governadores e gestores incopetentes.Eles deveriam sim promoverem ações de regresso contra esses gestores que impuseram aos cofres estaduais algum prejuízo e não prejudicarem os pobres dos velhinhos que esperam receberem seus precatórios que ganharam as duras penas depois de anos de embate judiciais

    Sandra Moreira

    29/04/2011 - 08h35

    Parabenizo o caro internauta Marco Antonio,por abordar um assunto de interêsse de muitas pessoas que obtiveram êxitos em suas ações depois de anos de espera.Meu caro não sabe como fiquei até emocionado,sou aposentado,tenho precatório para receber do DER e quando li sua matéria fiquei sem chão,mas procurei me informar e realmente você tem razão,já inclusive houve uma reunião na advocácia geral do estado com pessoas do TJ-MG objetivando regularizar essa tal REOLUÇÃO CONJUNTA que a meu ver é ilegal.Agora esses podêres viraram legisladores sem ter competência para tal.Senhores Deputados que compõem o MSC chmem para depor os ppoderosos que comandam os precatórios em Minas Sr Sheib,Romaneli e o responsével pelo TJ-MG.Querem retirar os nossos direitos,quebrarem a ordem cronológica de pagamento das autarquias sendo que as nossas ações foram contra a autarquia e não contra a administração direta .Essa questão é de justiça .

    Antonio Sergio

    29/04/2011 - 12h03

    Amigo Marco Antonio mexeu no vespeiro do governo.Esse negócio com os precatórios é imoral,além de ser ilegal.Tenho 70 anos e estou na fila da autarquia a qual pertenço sem receber os meus direitos,agora determinados cidadãos pertencentes transitoriamente a um governo querem que entre na fila única.Que lei é essa senhores deputados onde estão essas preprrogativas incrustadas em quais leis ??? .Cadê os meus direitos ?Preciso desse dinheiro que é meu de fato e de direito para terminar o que resta da minha vida com dignidade.Isso é motivo de uma CPI para apurar essas fraudes desse governo com o TJ-MG

Marco Antônio

27/04/2011 - 19h43

Vejam a fraude que estão querendo montar em cima dos precatórios.Estão querendo furar a ordemcronológica das autarquias como DER,DEOP E FUNDAÇÕES para icluirem em uma fila única,fora a imposição de desconto de 50% (cinquenta por cento).Cuidado com a fraude com aparência de legalidade que estão querendo impor através de uma ROSOLUÇÃO CONJUNTA QUE ESTÃO QURENDO EDITAR COM O TJ-MG.Isso é um absurdo,fraude ä Constiruição Mineira e Federal.Peço que investiguem mais essa desse partido das eis delegadas PSDB

Responder

    Aurete

    28/04/2011 - 21h04

    Acho que os senhores deputados do MSC estão de parabéns em criar esse espaço, porque assim os colegas começam a conhecer quem é quem nesse contexto de enganação,burla e fraudes com aparência de legalidades como estão tramando alguns procuradores do estado acorbertado pelo TJ-MG afrantando de maneira assintosa as Constituições tanto do Estado como Federal no caso dos precatórios que estào querendo implementar uma fila única ,sendo que aqueles que moveram ações contra qualquer autarquia e que estão prestes a receber como ficarão ?.Há algo errado nisso é no mímnimo inusitado,pois êsses orgãos teem autonomias administrativas,contábeis e financeiras.Estranho, creio que aqueles que se sentirem prejudicados deveriam entrar com ações perdas e danos,lucrocessante contra mais essa fraude com aparência de legalidade e arrolarem como liticonsórcio o advogado geral, do estado o procurador que é responsável pela coordenação e acertos dos pagamentos dos precatórios.Quem sabe assim na hora que doer no bolso deles ,eles passam a respeitar os direitos adquiridos e as leis vigentes e as constituições nesse país

Manoel

27/04/2011 - 18h43

O que o MSC precisa verificar em Minas Gerais é a questão dos precatórios que muitos servidores públicos obtiveram sucesso na Justiça devido aos embrólios orindos de Leis Complementares implementadas pelo ex governador e atual senador Aécio Neves e dando continuidades a essa prática o seu sucessor e atual govenador Bacharel e professor Anastasia que implementou artifícios e situações que afrontam os direitos adquiridos que na verdade são burlas para fugirem das Leis Federal que regularizam diversas profissões como a de Egenheiros que para o Governo leia-se ANALISTA DE OBRAS tudo para fugir do salário mínimo profissional e asim fizeram com outras profissões.Agora,vem a burla dos precatórios em conlúio com o presidente do TJMG-RIBUNAL DE JUSTIÇA DE MINAS GERAIS e a ADOVOCÁCIA GERAL DO ESTADO,estào preparando uma RESOLUÇÃO CONJUNTA onde os servidores das autarquias,fundações estadual terào que se encaixar em fila única no estado, ou seja é mais uma burla ao respeito da ordem cronológica estabelecido pela Constituição

Responder

    Marco Antônio

    28/04/2011 - 21h03

    Vejo que, que alguém acordou.Parabéns Manoel,essa burla due criaram através das Leis delegadas no Governo Aécio Neves,impos aos profissionais das diversas autarquis como IMA,DEOP,DER FUNDAÇÕES estào a mercê de uma brula äs leis federais que regulam as suas profissões.Citarei como exemplo a minha que sou engenheiro e não recebo o mínimo profissional regulamentado por lei federal.Vejam sabem porque criaram uma denoinação de ANALISTA DE OBRAS porém na realidade sou exerço a minha profissào assino mediçòes de obras,fiscalizo.Afinal aonde está a Lei nesse país e o Ministério Público,Tribunal de Contas.Por que eles não quetionam essa ilegalidade ??.Sabem cobrar aumento de salários e o pior é que recebem porque os governantes tem mêdo de serem molestados.

    Marcelo Vieira

    28/04/2011 - 21h27

    .Os deputados que compõem o grupo do MSC deveriam convocar os senores Drs Sheib e Romaneli para esclarecerem essa tal RESOLUÇÃO CONJUNTA que pretendem impor com o TJ-MG e os descontos obrigatórios de 30 a 50% ,isso é típico de governos autoritários.Minas Gerais ,senhor governador ,sempre foi exemplo e nào precisa de burla e fraudes para se governar com equilíbrio e competência.Parabéns Manoel, voce disparou um tema que merece uma discussào mais abrangente, dígna até de ser levada como tema para as escolas de direito de todo o país.Isso merece até uma ADIN é absurdamente deplorável, tal coisa está ocorrendo a partir do nosso estado.Temos que dar um jeito de parar com essas sanhas de ilegalidades co aparência de legalidade imposta por essas pessoas que estão no poder em Minas Gerais

    Silvana

    29/04/2011 - 12h12

    Vamos em frente colegas servidores estaduais do DER,IMA,DEOP,FHEMIG,FUNDAÇÃO JOÃO PINHEIRO,vamos a luta esse negócio com os nosso precatórios estadual é de fato uma tremenda de uma armação do chefe da advocacia geral do estado,com um outro procurador que cuida desse assunto.Eles já passaram da hora de deixar esses cargos por abuso de poder.O que está ocorrendo com esses desconto é qualificado como ato impositivo de abuso depoder.Admiro muito e até cada dia me decepciono com a atitude do TJ-MG de participar de uma Reslução Conjunta para tentar nos enganar.Temos que ir na justiça procurar nossos direitos e processar diretamente os responsáveis por perdas e danos.Isso é mais uma desse governo do PSDB.Votei nele agora nem pensar, nunca mais.Aonde está o nosso direito.Tá parecendo mais governo ´ditatorial

José

27/04/2011 - 13h40

Se falarmos em Desemprego, Fmi,Alca,privatarias,terceirizãções, pífio crescimento econômico, Universidades sucateadas,nenhum Cefet construído,País quebrado de pires na mão,ausência/precaridade de programas sociais,Petrobráx,P36 afundada, lembra quais partidos ? psdb ou dem?

Responder

ZePovinho

27/04/2011 - 12h51

É engraçado.Eu sou de uma família nordestina que tem Neves no nome.Dizem que são judeus de origem portuguesa da cidade de Trás os Montes,em Portugal.
Cresci ouvindo que saiu do nordeste do Brasil o ramo que existe em Minas Gerais.Seja verdade ou não,família não importa.Seja rico,pobre ou tenha chulé,ladrão é ladrão:
http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com/2011

Escândalo do bafômetro: CPI para apurar dinheiro público de Minas na rádio do Aécio

O governo de Minas, em resposta a ofício, confirmou que a Rádio Arco-Íris, do senador Aécio Neves (PSDB/MG) e de sua irmã, foi a oitava que recebeu mais dinheiro de propaganda do governo de Minas em 2010, dentre milhares de veículos de comunicação no estado.

O bloco de oposição na Assembléia Legislativa "Minas sem censura", recolhe assinaturas para uma CPI estadual. A oposição só tem 23 deputados, e faltam 3 assinaturas para completar as 26 necessárias.

O objetivo da CPI é também investigar se houve ingerência da irmã de Aécio, Andrea Neves, já que ela comandava a área de comunicação quando o irmão era governador.

A oposição cobra informações sobre o dinheiro público gasto na rádio desde 2003, uma vez que o governo só informou os R$ 210.693,00 gastos na rádio em 2010, e está enrolando, dizendo que "está tentando fazer um levantamento" desde 2003.

O bloco Minas sem Censura também informou que, consultou rádios maiores, e elas não tem uma frota de carros de luxo, como tem a emissora do senador tucano. O bloco afirma que "podemos estar diante de um escandaloso caso de ocultação de patrimônio e que os aportes de dinheiro público na citada rádio já se configuram como grave irregularidade administrativa".

Responder

Cidadão Gaveteiro

27/04/2011 - 09h17

Chama Andrea… quem sabe ela resolve como sempre resolveu tudo em Minas…

Responder

Melck Rabelo

27/04/2011 - 00h49

Caro,
Azenha

Áecio Neves vem de uma família tradicional das Gerais do Oeste Mineiro, de Claúdio terra natal de sua avó dona Risoleta Tolentino Freitas Neves, nasceu em berco de ouro rico, herdou a fazenda da Mata de sua mãe e não tem e nunca teve necessidade de amealhar o alheiro que já nasceu rico.Rico nasceu e fico é!Quanto a você meu caro, tem que matar um leão por dia de fofocas no blog para conseguir sobreviver.Em outros tempos quando Áecio ainda governador era seu puxa saco e idolatrava sua gestão séria e comprometida com os mineiros.Engula seus sapos que 2016, Áecio é o candidato natural dos tucanos para suceder a Presidenta Dilma Rousseff.Pobre tem mesmo é que trabalhar como é seu caso, uma simples abordagem policial de rotina vira manchete constante em seu blog pasquim.Defendo o primo que esta sendo julgado, condenado sem direito a defesa.
Melck Rabelo
Ilhéus-Ba

Responder

    Renato

    06/05/2011 - 18h58

    Ricos roubam por ganância e sede de poder. Quanto a trabalhar, sendo rico ou pobre, é uma obrigação natural para aqueles que não são parasitas, que não querem ser um fardo para a sociedade carregar. Ou seja, é uma questão de caráter. Inclusive, pelo teor da sua mensagem, dá bem para imaginar qual é o seu.
    Renato
    São Paulo-SP

Carlos

26/04/2011 - 23h38

O Aecim, menino peralta, foi educado já sabendo de muitas manobras. A prática de indicar parentes já é coisa antiga na família. Quando Tancredo não assumiu e Sarney virou presidente, a viúva/avó colocou o genro como presidente de uma estatal que nunca adquiriu tantas obras de arte, o que nunca havia acontecido antes a não ser durante a gestão dele. Vejam quem foi o presidente no período 26.02.87 – 23.04.90 http://pt.wikipedia.org/wiki/Instituto_de_Ressegu

Responder

luis

26/04/2011 - 22h33

Caro Azenha, tem coisas que precisam ser apuradas. Esse negócio de fazer corpo mole com a Vale na questão dos tributos de MG é coisa muito séria e fácil de se apurar. Afinal de contas, quem é responsável por isso, cadê o MP? Com a agravante de que ele tentou indicar o ex presidente para um cargo no governo de Estado o que não concordou Anastasia. E mais, a Vale é a maior, até onde se sabe, contribuinte de sua campanha. E mais, tem o Nizan cuidando das contas de publicidade. Ou seja, não entra dinheiro pra MG porém a conta propaganda vai para os tucanos, está claro!!!Se isso não é motivo para uma uns 08 anos sem mandato, não sei o que é? Agora, o mal exemplo de dirigir bebado ou então outra coisa, sem comentários. Sem esquecer que estava junto com ele o ex da Vale!
Como pode o governo federal esperar tanto. Detentor das ações dando dinheiro da Vale pros tucanos e tirando de MG!!!

Responder

Messias Macedo

26/04/2011 - 21h14

Entenda o que significa DEMotucano
#######################
FHC admite pela 1ª vez: PSDB e DEM discutem fusão
Fonte: “grande” mídia nativa

República Destes Bananas “Cheirosos”…
Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

    Francisca CP Rocha

    21/07/2011 - 00h32

    Quero dizer a todos de que , pelo que eu saba a fazendinha da D. Risoleta na Mata era só Mato. Ou seja se ele Aecim é rico tenho para mim que nem é a custa de herança nem de trabalho . Logo o que ele faz bem feito é censurar tudo que venha a ser mal falado a se respeioto. Aecim é a "Vergonha Nacional.". Dentre as piores coisa que ele fez no seu governo , foi destruir um dos patrimônios dos funcionários -o IPSEMG, a reboque dilacerar a saúde pública no Estado. Sou aposentada e ainda hoje descontam o no meu pagam,ento ataxa correspondente ao IPSEMG ou seja para eu poder usar os seus serviços.

ZePovinho

26/04/2011 - 20h09

A gente podia aproveitar esse post sobre o psicodélico senador de Minas Gerais,Cafungando Neves,para dicutir a liberação do fumacê.O que vocês acham?
Eu,quando incorporo uns cabôco,também dou minhas tapas.Vamu nessa,Aecim!!Muita lombra!!!

[youtube -paJYhrm7x http://www.youtube.com/watch?v=-paJYhrm7x youtube]

Responder

SERIA O AÉCIO UMA VERSÃO COLLOR ‘TUTU A MINEIRA’?

26/04/2011 - 19h49

[…] Veja aqui, no blog de Luiz Carlos Azenha. Compartilhar    Imprimir |  Enviar Dê seu voto: (Seja o primeiro a votar!)  Loading … Publicado em Informação, Manipulação, Notícias, Política, Politicagem, Utilidade Publica […]

Responder

bentoxvi-o santo

26/04/2011 - 19h20

Azenha.

Será?depois do inferno do demo ter diminuído…quase extinto…o partido tucanalha entra em briga interna e os ratos começam a abandonar o barco…a briga entre os tucanalhas paulistas e os tucanalhas mineiros…corre surda e constante…se possivel…até com o fim da legenda…uma implosão paulista…para não abrir caminho para os mineiros…

Responder

Wendel

26/04/2011 - 19h06

Até que enfim alguns deputados em Minas, resolveram agir, e mostrar a grande farsa que sempre foi Aécio Neves!
Qdo Governador de Estado, sempre era visto no Baixo Leblon,(Rio), em companhias duvidosas! Não que isto seja proibido na vida particular de alguem, mas que não se manipule, com ajuda desta mídia suja, a imagem do "bom moço", que de bom sempre se viu, nada tem!
Endividou o Estado, e qdo ia paa o exterior era para vender Minas aos saqueadores de nossas reservas minerais!
Em tempo: conforme bem disse, Juca Kifuri, há enormes documentários provando suas entradas em Clínicas de BH, especilmente a Mater Day, por conta de seus excessos e …………………………..!
Há que desmascarar este impostor, e chegou a hora!
Espero que este Bloco (Minas Sem Censura), finalmente consiga este intento! Têm desde já meu apoio, e minha militância para defenestrar de uma vez por todas, este 5ª coluna!

Responder

rubem

26/04/2011 - 18h53

que injustiça com Playboyzinho cinquentão Aécio, o jatinho e land rover foram adquridos com o salário de 10mil reais que ele ganhava como governador de Minas uai.

Responder

Gustavo

26/04/2011 - 17h15

Aos que dizem que Minas experimentou um grande desenvolvimento nos governos de Aécio Neves, pondero que os beneficiários são os mesmos de sempre e que as políticas de saúde e de educação são lastimáveis pelos resultados visíveis e pela contradição entre isto e o que divulga a propaganda oficial e oficiosa.

A saúde em Minas melhorou onde e para quem? As pequenas cidades, que sequer contam com hospital, deságuam diariamente seus cidadãos nas cidades maiores para tratamento de saúde. Vá à região hospitalar de Belo Horizonte e verá uma frota de ônibus e ambulâncias de cidades de todas as regiões do estado.

A educação. A educação é um caso a parte. Tratamento desrespeitoso com professores e demais profissionais, ausência de políticas de formação e de incentivo e muita conversa para pouca prática. Os salários dos professores aposentados. Minha mãe com quase cinquenta anos de dedicação à educação no estado, com dois cargos, sendo um como diretora, tem um salário ridículo.

Não nego que houve avanços no governo Aécio, mas esse avanço beneficiou os grupos de sempre.

Responder

Messias Macedo

26/04/2011 - 17h08

"… [O silêncio imposto pelo ex-governador de Minas Gerais] Não só à mídia. Mas ao silêncio de várias outras instâncias, como o Tribunal de Contas do Estado, o Ministério Público Estadual, o Tribunal de Justiça, a própria Assembleia Legislativa, os meios acadêmicos…"

Importante: se é verdade que o [DEMotucano] 'ditadorzinho barato das Minas Gerais' calou os meios acadêmicos, posso inferir que não há meios acadêmicos nas 'Terras das Alterosas'. Ou seja, um tirano qualquer calar – com chibata e benesses – o Poder Judiciário, a imprensa, o Tribunal de Contas, o Parlamento… "Vá lá", nenhuma novidade, nenhuma surpresa!… Agora…
Com a palavra os meios acadêmicos das Minas Gerais!…

República de 'Nois' Bananas
Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

    SILOÉ -RJ

    12/07/2011 - 04h59

    Que palavra Messias, Tá tudo dominado.

Carlos H A Soares

26/04/2011 - 17h05

O Jornal antiNacional ,com o casal 45 mostrou uma reportagem onde a DFRVA,furtos e roubos do Rio fazia "blitz" para checar "pilantras" que emplacavam carros fora do Rio, mas moravam na cidade,ou seja praticavam crimes de evasão de divisas e falsidade ideológica entre outros.É de se notar que o carrão pilotado pelo Aébrio placa HMA é de Montes Claros -MG eu imagino e o restante da frota alguem já checou as placas?Sigan o carro ,Sigam o carro ,aí tem !

Responder

Messias Macedo

26/04/2011 - 16h48

… Depois da derrocada do José (S)erra, o [famigerado] PIG se assanhou todo para o lado do neto do "dotô" Tancredo, atavismo é meritocracia(!?)… Mais um gol contra do Partido da Imprensa Golpista – &(!) do restante da oposição ao Brasil, fascista eterna, golpista, MENTEcapta…

República Destes Bananas "Cheirosos" Antinacionalistas, o cheiro dos cavalos, dos jatinhos ["tenho porque posso!"], do Land Rover, do Rolls-Royce [conversível?!] ao do povo…
Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

Fabiano Caldas

26/04/2011 - 16h42

Nossa, parece que minas é o pior estado do Brasil. E que o governo Aécio foi o pior governador de Minas.

Pergunte para qualquer mineiro sobre o governo Aécio,e constataram que a imensa maioria dos Minados APROVAM!!

Sobre a "mídia" sabemos que não existe imprensa imparcial. Basta ver a carta capital, a caros amigos, que não falam nada sobre os corruptos do PT. Ou seja, a mídia é prostituta, seja de qual lado for.

O que importa é que Aécio fez um bom governo, e quem diz isso são os Mineiros, e não os "partidos de oposição".

Vocês queriam o que? Que a oposição elogiasse o Aécio?

Sobre o centro administrativo, o governo irá economizar milhões de reais com aluguel de prédios.

Dá pra perceber que a disputa pra 2014 ja começou. O "Partido da Imprensa Petista" ja começou a fuzilar os adversários.

Responder

    El Cid

    26/04/2011 - 18h22

    ô neo-troll, pára e pensa: essa trapalhada do Aécio não é tão somente uma trapalhada. Senão vejamos: um dos principais aspirantes a Presidente da República sai por aí na madrigada carioca, dirigindo com a carteira de motorista vencida, alcoolizado, não sei se moderadamente, mas isso não importa, e além disso, ainda se recusa a fazer o teste do bafômetro. Ele descumpriu a lei três vezes numa só tacada. Só faltou mesmo ele tentar fugir da blitz. Cadê o exemplo de alguém que, caso se eleja, terá que cobrar o cumprimento das leis de todos os cidadãos. Ademais, é, no mínimo, muita burrice, alguém experiente e inteligente, e esperto também, como é o Aécio, e com as aspirações políticas que tem, deixar que uma coisa dessas aconteça. Não é a mesma coisa se tivesse acontecido comigo ou com você, simples mortais…

    rubem

    26/04/2011 - 19h08

    ACM aqui na Bahia tambem tinha altos índices de aprovação, era dono dos principais canais de rádio e TV, até a filial da Globo, depois que saiu do poder , que os podres apareceram.
    Aécio é farsante, e se tivesse feito teste do bafometro no Rio, teria sido descoberto muito mais que alcool no sangue.

    Paulo

    26/04/2011 - 20h03

    Deixa ver se eu entendi, a Carta Capital e a Caros Amigos (que critica o PT, sim senhor, é só ler e não falar baseado em 'achismos') serem pró-PT justifica toda a corrupção da Imprensa de direita. Até os americanos reconhecem que lá existe imprensa dos dois lados aqui só tem de um (pois a circulação da CartaCapital e da Caros Amigos – que faz mais a linha PSOL que PT) não se comparam ao império midiático (e de concessões públicas da Globo por exemplo.
    Espero que você seja apenas um Troll – seu raciocínio real não pode ser tão basal.

    Marcone Souza

    26/04/2011 - 20h46

    Caríssimo Fabiano,

    Em certos lugares de Minas, parece sim, o "pior lugar do mundo". Até mesmo para famigeradas nações africanas. Por exemplo: No norte e nordeste do Estado Mineiro, no Vale do Jequitinhonha, faltam hospitais, escolas, asfalto, merenda nas escolas, remédio de alto custo nas farmácias do SUS, O Hospital Regional de Teófilo Otoni, atende mais de 30 municípios do Vale do Jequi – lá os pacientes ficam em macas pelos corredores, morrem sem atendimento, falta fraldas descartáveis para os idosos, etc. Esta é a mesma Minas governada pela ERA TUCANA?

Messias Macedo

26/04/2011 - 16h35

[youtube u3KUdgkrZ9g http://www.youtube.com/watch?v=u3KUdgkrZ9g youtube]

Responder

Ética

26/04/2011 - 16h00

Senador Intocável. E depois querem culpar o povo que elege. Vamos exigir seriedade neste episódio. Seriedade, ética e respeito aos valores republicanos.

Responder

Céus!

26/04/2011 - 15h20

http://www.cartacapital.com.br/politica/para-que-… importante leitura para o texto de Fábio Konder Comparato 'Para que o Povo Brasileiro Ponha-se de pé. Jatinho, frota de 11 automóveis e boa vida no Rio de Janeiro, o que é que Aécio tem?

Responder

mariazinha

26/04/2011 - 13h57

Eu sabia que, um dia, esse farçante bonitinho e ordinário, iria cair em contradição. Foi fabricado, como Collor, pela mídia malígna e torpe para nos engabelar. Não contavam com os novos brasileiros em nada parecidos com aqueles que foram enganados e espoliados durante muitos anos. Hoje os brasileiros ficaram espertos; comeram o fruto esplêndido. Sabem que, se vacilarem no voto, essa 'coisa', esse monstrengo e sua turma tomará o poder e nos colocará em um buraco sem fundo; estaremos perdidos. Depois de passar vinte dias dando um giro por terras estrangeiras, mais me convenci de que vivemos em TERRA ABENÇOADA.
Um grande abraço ao 'povo' do meu BRASIL! Estava morrendo de saudades de VCs aqui!

Responder

    Bruno

    26/04/2011 - 15h18

    Sabe como é… eu amo o Brasil, o Brasil é lindo… mas eu vou conhecer Azoropa, Usisteites… típica hipocrisia "progressista".

    mariazinha

    26/04/2011 - 16h59

    Não entendi, senhor Bruno. Poderia explicar melhor?

    El Cid

    26/04/2011 - 20h37

    q lindinho, troll… agora deita e rola…. tsc, tsc, tsc !!

Mário

26/04/2011 - 13h49

Pois não é… O homem é colecionador de carros importados. Uns dizem que ele é o nosso Elvis Presley, outros que ele é o nosso Berslusconi. Outros dizem ainda que ele é um boizinho irresponsável. Eu acho que ele é as três coisas reunidas. É também o candidato do PIG que há muito, claro, o blindou.

Mas aqui no Azanha a gente discute sobre quem é essa figurinha ridícula.

Já pensaram na situação desse animal ser presidente do Brasil? Com certeza este país se transformará num grande bordel ou numa grande boate.

Responder

Fábio Andrade

26/04/2011 - 13h39

Dizem que Aécio já procurou a vidente Tara, a da internet. Melhor seria ele ir a Codó, se consultar com o povo que protege a família Sarney e NUNCA a deixou na mão!
"Um dos umbandistas mais conhecidos do Brasil, o maranhense Bita do Barão, participou na última quarta-feira (24.03.2011) do programa Superpop, da RedeTV!, apresentado interinamente pela cantora Gil. Na matéria feita em Codó, cidade de Bita, ele foi classificado como o “pai de santos dos políticos”. Bita falou abertamente que faz trabalhos para políticos no Maranhão (coisa que todos sabíamos, mas que ele mesmo deixou agora bem claro). Ele ainda aproveitou para fazer seu “merchan” e disse que tinha a palavra certa para que seus trabalhos funcionem. O umbandista ainda falou que até hoje, nunca “bateu errado”, e tinha conseguido eleger todos que procuraram sua ajuda. http://vendoouvindoedizendo.blogspot.com/2011/03/
.

Responder

    nene

    26/04/2011 - 18h28

    Então tá explicado porque o congresso tá cheio de politicos safados. São todos protegidos por pai-de-santo.

ZePovinho

26/04/2011 - 13h18

http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_secao=1

José Dirceu: cadê o balanço dos 100 dias de Alckmin e Anastasia?
Esperei 15 dias pelo balanço da grande mídia sobre os primeiros cem dias dos governos tucanos de Geraldo Alckmin (SP) e Antônio Anastasia (MG) completados no último dia 10. Como ele não veio, cobro agora.

Por José Dirceu, em seu blog
Toda mídia deu balanço dos 100 dias de governo Dilma a seu modo, críticos, carregando nas tintas da cobrança e da oposição. Mas à exceção do Valor Econômico — que deu 100 dias dos novos governos nos principais Estados — nenhum jornalão fez balanços mais aprofundados dos governos tucanos de Alckmin e Anastasia.

A Folha de S.Paulo deu um simulacro de balanço dos cem primeiros dias de governo Alckmin em São Paulo. Foi uma piada. É impressionante. O Folhão fez uma espécie de avaliação administrativa, com viés um pouco político.

No pouco que deu, a Folha mostrou que Alckmin parou ou mudou tudo, e que praticamente não sobrou intacto nenhum programa tocado pelo governo José Serra. Só faltou dizer publicamente o que todos sabem mas nenhum jornal ousa dizer de forma clara: Alckmin e José Serra só faltaram romper publicamente. No mais, de Serra, não sobrou pedra sobre pedra no governo Alckmin.

No Estadão, nem isso. Nada de apontar o contigenciamento tucano em áreas fundamentais como transporte e habitação. Nenhuma comparação entre o prometido e o não cumprido, como tanto fizeram os jornais no balanço sobre o mesmo período do governo Dilma.

“Novo governo”

Para quem procura informação sobre os cem dias de governo Alckmin, recomendo a leitura do balanço divulgado pela bancada do PT na Assembleia Legislativa. O texto aponta o desmonte da administração José Serra levado a cabo pela de Alckmin, a centralização e falta de transparência do "novo" governo tucano no estado — governado por eles há quase 30 anos — e a política de cortes em áreas vitais.

Segundo o deputado Enio Tatto, em entrevista ao portal Vermelho, "assim que o atual governador retomou o comando do Palácio dos Bandeirantes, deu início à operação desmonte da gestão Serra, com uma série de apurações, demissões, investigações de ações de sua gestão como nunca visto na sucessão de governos da mesma legenda".

O documento da bancada petista lembra do reconhecimento por parte da administração Alckmin "de que o governo paulista, até aqui [entenda-se governos anteriores tucanos!] alcançou apenas 'melhorias incrementais', devendo se preparar, agora, para um 'grande salto para o futuro'".

Outro ponto ressaltado pelo texto petista é a forte centralização e a falta de transparência do atual governo tucano no Estado. Passando por cima da Constituição estadual, por exemplo, três novas secretarias foram criadas por decreto, denuncia o balanço petista.

O blábláblá do ajuste fiscal permanente

O documento da bancada do PT sobre os 100 dias do governo Alckmin, aponta que, apesar de rupturas pontuais com o governo José Serra, a atual gestão vai dar continuidade aos tradicionais cortes — que eles chamam de ajuste fiscal. Ao todo, nos últimos dois meses, contingenciaram R$ 1,78 bi. Como? Através de cortes nos investimentos, manutenção de despesas com terceirizações e "arrocho salarial".

Assim, foram cortados R$ 733 milhões dos repasses para investimentos das empresas públicas; R$ 732 milhões para investimentos; e R$ 315 milhões para o custeio. Em relação a pessoal, em comparação com 2010, neste primeiro trimestre de 2011, o gasto foi menor em R$ 278 milhões.

Entre as secretarias atingidas pelo contingenciamento do governador paulista estão Habitação (corte de aproximadamente R$ 200 milhões), Transportes Metropolitanos (R$ 830 milhões) e Transportes (R$ 300 milhões).

Tragédia anunciada

Vejam a tragédia anunciada na área de Transportes: mais de meio bilhão, ou seja, exatos R$ 519 milhões de repasses para as empresas estatais do setor foram cortados neste 1º ano de governo Alckmin. Só o Metrô teve corte de R$ 303 milhões, a CPTM de R$ 196 milhões e a EMTU, R$ 20 milhões.

Em relação às enchentes, o Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE) simplesmente suspendeu o serviço de escavação, recolhimento e transporte dos dejetos que se acumulam no fundo do rio Tietê. E o governo ainda cortou R$ 35 milhões da verba destinada à construção de novos piscinões.

Na área da habitação, tivemos o congelamento de R$ 142 milhões dos repasses para investimentos da CDHU. Já na educação, embora tenham crescido bem (112%) os recursos para o programa Escola da Família — o carro-chefe da propaganda da campanha Alckmin — tivemos uma queda de 66% na expansão das Fatec’s e a perda de quase R$ 80 milhões no ensino técnico.

Vejam a que preço os tucanos conseguem economia.

Responder

Magda Mª Magalhães

26/04/2011 - 13h09

Agora uma historinha. No Vale do Rio Doce existe a cidade de Guanhães, cercada por Virginópolis, Peçanha, São João E vangelista, Sabinópolis e outras mais. A Saritur tem concessão para o transporte de BH a todas elas. No entanto, coloca os passageiros em um só ônibus e os leva até Guanhães. A partir daí, os passageiros são baldeados para os ônibus de suas respectivas cidades. Quando compra-se a passagem em BH, recebe-se duas passagens: uma até Guanhães, outra de Guanhães a sua respectiva cidade. Ainda falam: "não se preocupem, o valor final é o mesmo, e ainda a empresa transfere as bagagens sem incomodar o passageiro". O que não explicam é como a empresa economiza em gasolina, desgaste do ônibus, pessoal e a passagem não fica mais barata, pelo contrário, aumenta religiosamente sempre um mês antes do Carnaval.
Com a palavra o DER e o Prof. Anastasia.

Responder

Magda Mª Magalhães

26/04/2011 - 13h07

Bom, Aécio tem que se explicar, sobre prioridade à segurança, educação, saúde:

– pq na área de segurança, quem paga os aluguéis de imóveis para as delegacias são os falidos municípios do interior?
– pq em um colégio estadual como o Central de Belo Horizonte os estudantes não podem usar a piscina? Quem usa são os atletas do Minas, que, por sua vez, faz a manutenção das quadras para o Colégio em troca.
– pq no ensino médio das escolas estaduais, suprimem matérias como biologia, física, educação física? Será para os alunos das escolas particulares cursarem a UFMG sem concorrência no vestibular?
– pq o salário dos professores das escolas estaduais são baixíssimos, inclusive considerando as vantagens pessoais (como quinquenio por ex.) na contagem do piso salarial?
– como há prioridade para a saúde se o Regional de Guanhães, por exemplo, fica fechado meses?

Responder

Marcos C.Campos

26/04/2011 - 11h31

O Aecim tá sumidim sumidim da telinha … Desapareceu , escafedeu-se .. kkkkk
Será que tá com vergonha da cag … feita ou a irmazinha mandou ele disfarçar e esperar passar o auê ?

Responder

    Marcelo

    26/04/2011 - 14h30

    Ele está esperando o tempo passar e todo mundo esquecer de tudo, com a ajuda, é claro, do PIG.

Franz Borges

26/04/2011 - 11h16

Parece óbvio para todo mundo, inclusive eu, um mineiro que vive fora do estado, que Minas mudou pra melhor em muitos aspectos. Se FHC não fez nada por Minas, o governo PT tirou investimentos do nosso estado como o caso da FIAT, uma usina de R$ 600 milhões que seria construída em Betim (a 30 km de Belo Horizonte) deve acabar na Bahia e as estradas federais que cortam Minas estão um buraco só matando gente, enquanto o governo vai investir 33 bilhões (em princípio) no TAV para agradar paulistas e cariocas. Acordem mineiros

Responder

reinaldo carletti

26/04/2011 - 11h10

e ainda falavam que o tancredo era "uma reserva especial", bandidão – mor, e deixou essas coisas para minas, aébrio e a irmã, que eu não sei como chama, mas é a ratazana do irmão…………
reinaldo carletti

Responder

Que céu?

26/04/2011 - 10h44

Jatinho de Aécio não viaja em céu de brigadieiro? E quem vai investigar por qual céu viaja este jatinho?

Responder

    Luis

    26/04/2011 - 12h37

    Excelente pergunta. Céus nublados. Céus bem nublados.

    Que céu?

    26/04/2011 - 15h23

    Pois é pensam que o povo é burro! Por vezes o povo sábio nas suas observações sabe o que ocorre e porque uns são mais iguais que outros.

rodrigo.aft

26/04/2011 - 10h35

Azenha e colegas,

para os estudiosos em administração, tem um termo interessante, chamado "voo de galinha".
É uma designação pejorativa para pseudo "administradores" (famosos mauricinhos q decoram os termos correntes de administração lendo a "Exame", se vestem bem, tem boa desenvoltura verbal, mas NENHUMA bagagem profissional consistente), q conseguem alavancar resultados rápidos na empresa, mas q não são sustentáveis ao longo do tempo (tipow… alterar algumas rotinas, mudar critérios contábeis, represar ou antecipar dados), o famoso "engana trouxa", "coisa pra inglês ver", "me engana q eu gosto" e semelhantes… rsrs

resumindo, o aÉTICO (ou aÉBRIO) fez o voo de galinha dele… deu o q tinha d dar, e durou muito, na minha opinião, mas como o bRAZIL é o país q valoriza o corno-manso, montes de músicas, q tem clube de corno com carteirinha, é capaz do voo dele continuar por algum tempo ainda se depender da população.
se não engano, na carteirinha do clube do corno tem a frase "amo, sou traindo, não ligo e não me chame de burro! (brincadeira).

parafrasenado o padre Quevedo, "este paiz non ecziste!"

Responder

Luci

26/04/2011 - 10h18

O que é dificil de entender é como estas pessoas se elegem e como se apresentam como políticos que pretendem colaborar para o desenvolvimento do país? Mas não respeitam a República, a Democracia e o Estado Democrático de Direito, parecem que as leis do país estão submetidas às suas ações.Será que eles acreditam que estão enganando o povo?

Responder

MGsemcensura

26/04/2011 - 10h13

Um político que não vocaliza seus projetos reais, e que se projeta principalmente por artifícios de marketing, representa uma efetiva ameaça à democracia. Porque se adapta a qualquer onda conservadora, em função de seu projeto pessoal de poder.
Seu discurso recente aposta na desqualificação dos partidos, que já estão debilitados, como forma de se recredenciar como alternativa para os projetos mais antinacionaisdo grande capital.

Responder

Yarus

26/04/2011 - 10h05

51 anos, uma boa ideia… uma boa idade para Aébrio Neves começar a responder por seus atos.

[youtube wu35TrXC5zo&feature=player_embedded http://www.youtube.com/watch?v=wu35TrXC5zo&feature=player_embedded youtube]

Responder

sergio

26/04/2011 - 10h04

Como diria PHA, se não fosse o PIG os tucanos não passariam de Rezende, no caso mineiro, seo o PIG de lá não "ajudasse" Aécio Neves seria um reles deputado federal em 5º ou 6º mandato, do baixo clero, diga-se de passagem.

Responder

    Eleutério Boanova

    26/04/2011 - 15h31

    Oh, Sérgio, aqui em Resende, não! pelo amor de Deus. Já nos bastam os que temos por aqui… Se juntar tucanada a eles a cidade acaba e nem a Academia Militar dá jeito!!!

Célia

26/04/2011 - 10h03

Excelente matéria. Parabéns aos idealizadores desse bloco. E ainda chamam Sarney e ACM de coronéis como se aqui em BH, em pleno sudeste, não tivésemos ações iguais ou piores.

Responder

Ronaldo

26/04/2011 - 09h44

O Bloco Minas Sem Censura está de parabéns. São os novos tempos. Acorda Brasil!

Gostaria muito de um Bloco Paranã Sem Censura. A oposição aqui é uma lástima. A mídia, para variar, é comprada.

O governador do Paraná me lembra o Aécio – playboy, censurador, riquinho. Há insinuações, mas não sei se ele também é um inspirador.

Responder

Julio Silveira

26/04/2011 - 09h36

O Aécio é um Collor renovado sem um Pedro para acordar os cidadãos e gestado num estado mais poderoso. O perigo para o Brasil é grande.

Responder

simonebh

26/04/2011 - 09h25

Conceição e Azenha, muito obrigada por esta entrevista. É um alívio saber que finalmente Minas está respirando ar mais puro, ar de Liberdade ainda que tardia. Sugiro uma pesquisa para avaliarmos o aumento do número de casos de depressão em Minas nesses últimos anos, provocada pela sensação de abandono, humilhação, perseguição e privilégios da turma no comando, desde Newton Cardoso, Eduardo Azeredo etc. Temos agora a bandeira do MSC!

Responder

Carmam Leporace

26/04/2011 - 08h49

Ô gente, será que somente o Lula pode ter um amigão como Paulo Okamoto na vida????? Esse Nunca..

Responder

    Luis

    26/04/2011 - 12h40

    Sempre propondo uma troca. Se o PT fez isso, se fez aquilo… os tucanos podem! Que defensiva, moça!

    M. S. Romares

    26/04/2011 - 17h00

    Nem perca seu tempo, Luis. O seu carmem agora deu de assinar carmam, mas o conteúdo continua o mesmo de sempre: uma faca sem cabo que perdeu a lâmina. "Carmam" é o nosso de ter que aguentar essas viuvas do Boca…

    zhungarian

    26/04/2011 - 17h40

    A Senhora "Leprorace" parece ter memória fraca, deve ser o alemão… Mas enfim, Lula nem pode pensar um beber uma cachacinha, que logo uma horda de tucanos do bico oco lhe vêm censurar.

    Já Aébrio, esse pode beber todas, e continua limpinho e cheiroso. Afinal, Aébrio não bebe cachaça, mas Whisky, e dos mais caros.

    Dona "Leprorace", já se perfumou hoje, comme il faut?

    El Cid

    26/04/2011 - 18h27

    … olha a esposa do Prof. Hariovaldo dando as caras por aqui mais uma vez !!

    Carlos

    26/04/2011 - 23h28

    Senhora
    Este país sempre teve políticos que apreciavam aquela "águinha que passarinho não bebe", exemplo: Tancredo Neves que gostava de trocar uma prosa acompanhada dela, Ulisses Guimarão apreciava POA (cachaça de pera), Lula gosta sim e aprecia sem esconder, etc…e até o colorido tornou famosa aquela marca de uísque. A diferença é que nenhum desses saiu pra rua dirigindo um carro com portência para matar muitos.

Ana cruzzeli

26/04/2011 - 08h42

Muiiiiiiiiiiiiiiito bom Azenha
Nos mantenha informados de toda essa movimentação em Minas. Esse povo aí é porreta, terá o apoio da Nação penhorada e agradecida, afinal entreguista só FHC outro nem pensar.
Devemos cuidar de todos os antipatriotas que aqui são sustentados pelos EUA e Europa .
Primeiro temos que exterminar os lacaios da casa para assim fazer a nossa parte que é limpar a América Latina da dominação do Império .

P.S. É compreensível a posição do Pimental em 2008 no estado . Eles já preparavam o caminho para a sucessão de Lula, depois de 2005 ficou tudo nebuloso afinal todos achavam que ou Dirceu ou Palocci sucederiam Lula em 2010, logo em 2008 Lula já preparava sua sucessora e tudo tinha que ser minunciosamente bem cuidado. Sejam os estragos que ocorreram em MG tudo se justifica, afinal temos Dilma hoje no poder. Eu não sei o que seria do Brasil se isso não acontecesse. Espero que os mineiros já tenham superado o episodio e criem liga mais forte, afinal o inimigo é outro ele não quer que Dilma seja bem-sucedida coisa nenhuma nem que precise quebrar o estado.

Responder

Maldoror

26/04/2011 - 08h27

Aqui no ES temos exatamente a MESMA situação… Só muda o nome… Sai o Aécio e entra o Paulo Hartung… O bonde sem freio blindado do PH! Reportagens sobre só on-line, em http://www.seculodiario.com.br que é processado quase que diariamente, censurado pelo TJ…

Responder

Gerson Carneiro

26/04/2011 - 08h26

Coincidência: o AI-5 Digital está surgindo de Minas Gerais também.

Esse projeto do Eduardo Azeredo é uma ofensiva ao Minas Sem Censura?

Responder

Carmam Leporace

26/04/2011 - 08h23

Por que não fazer uma matéria especial sobre o enorme talento e enriquecimento meteórico de Fábio Luis?? tem que chamar o DD…. pra contar sobre como esse rapaz se tornou milionário da noite para o dia.

Responder

    Magda M. Magalhães

    26/04/2011 - 12h38

    E é bom chamar a filha do Serra também para explicar a mesma união com o DD. Talento para ganhar dinheiro até a Xuxa tem.

    Bruno

    26/04/2011 - 15h20

    Dois errados fazem um certo, Magda?

    Ivanir Ferreira

    26/04/2011 - 19h49

    D. Carmam Leporace vá cuidar do seu cabelo e suas unhas!!!!

André Albuquerque

26/04/2011 - 08h04

É impressionante como a política mineira é parecida com a maranhense….. tudo o que Aécio esconde, ele deve ter aprendido com os Sarney's no Maranhão, com uma diferença, Minas é um estado rico e o Maranhão é paupérrimo, e o patrimônio de Aécio não chega a décima parte da dos Sarney's.

Responder

Fabrício

26/04/2011 - 08h00

Graça a Aécio e tchurma, o PT vai ficar mais 20 anos no poder. Já passou o tempo do estado de Minas Gerais expulsar os tucanos que tanto mal causou aos mineiros.__

Responder

Marcio

26/04/2011 - 06h51

O Serra deve estar se divertindo. Aliás se bobear ele será o maior abastecedor de informações do MSC. Nisso ele é imbatível! rrsrsrsrsrsrsr

Responder

Orellano Paz

26/04/2011 - 02h49

Choque de gestão?
Com a palavra o Jorge Gerdau.

Responder

Marcelo de Matos

26/04/2011 - 02h25

(parte 2) Até hoje o MP não esclareceu bem aquela estória da modelo Cristiana Aparecida Ferreira, assassinada em um flat (presumivelmente) pelo namorado, mas, que teve relacionamento com o político mineiro. Itamar também deu show no carnaval da Sapucaí: não deu porrada, mas, apareceu ao lado de uma modelo semi-nua. Isso lá em Minas, talvez, conte em favor dos referidos políticos. No resto do país, só vendo nas eleições.

Responder

Marcelo de Matos

26/04/2011 - 02h24

(parte 1) Tentando justificar a mancada do Aécio, diz Ricardo Noblat em seu blog: “Ulysses Guimarães, ao mesmo tempo presidente do PMDB, da Câmara dos Deputados e da Assembléia Nacional Constituinte nos idos de 80 do século passado, bebia bem, muito bem. Assim como Miguel Arraes, Tancredo Neves (menos), Lula e Fernando Henrique Cardoso (discretamente), escreveu ontem, em O Globo, o jornalista Jorge Bastos Moreno”. Está certo: George Bush também era chegado em um uísque. Que esperar de um solteirão mineiro, bem apessoado e com muita grana? Já deu porrada em loira no camarote da Brahma, durante o carnaval, segundo noticiou o blog do Juca Kfouri. E por que se esqueceu do Itamar Franco, outro solteirão mineiro bem sucedido na política e nas finanças? Ele adorava um chopinho com os amigos e também era galanteador.

Responder

rogerio

26/04/2011 - 01h47

hahahaha.. Sou de BH e digo a todos. Este Rogerio Correia é um viajandao. Aecio pegou um estado falido que hoje tem o maior crescimento do Brasil. Tem que rir mesmo. Não que eu goste do Aecio. Mas menosprezar o trabalho do cara é no minimo imbecil. Vem a Minas ver.. Não é atoa que ele derrotou Helio Costa e Patrus em MG. Acorda Rogerio, oposição por oposição é ruim para o Brasil. Fale o que quiser do cara, mas MG mudou em 8 anos !!. Quem achar que estou mentindo vem a MG que mostro a diferença.

Responder

    Nuno

    26/04/2011 - 13h17

    O Estrago de Minas se orgulha de ter você como leitor.

    marcelo

    26/04/2011 - 13h43

    Em que mundo corderosa vive esse rogerio?

SILOÉ

26/04/2011 - 00h36

É Aético!!! O ABAFÔMETRO do PIG de Minas quebrou, e agora o MP de Minas vai querer investigar até suas vísceras.
A não ser que eles também estejam no bolso.

Responder

ZePovinho

25/04/2011 - 23h59

Digite o texto aqui![youtube rdMgnLkBn0c http://www.youtube.com/watch?v=rdMgnLkBn0c youtube]

Responder

    rodrigo.aft

    26/04/2011 - 10h46

    ZePovinho,

    é uma impressão minha ou há uma ponta (epa!) de maldade ao indicar os vídeos do Bezerra da Silva?

    o q quer dizer isso???? rsrs

    vc quer dizer q as "obras" dele são frágeis como o pó (epa!) e q sua carreira (epa!) não passa de uma tentativa burlesca de transformar um sapo em príncipe?
    (nossa, vou parar de escrever, pois acho q a poeira (epa!) do ambiente está afetando meu raciocínio… rsrs)

    ZePovinho

    26/04/2011 - 11h40

    Em Campina Grande,Rodrigo,todo mundo sabia quem era o fornecedor da cocada para o mineirim que ia encontrar com o amigo ex-governador da Paraíba pelo PSDB.Os dois faziam altas festinhas e rolava a cocada pra todo mundo que ia.
    Até a Tiazinha baixou por lá nessa época(lá pelos idos de 2001/2002).

ZePovinho

25/04/2011 - 23h58

Digite o texto aqui![youtube sAYZmKILy24 http://www.youtube.com/watch?v=sAYZmKILy24 youtube]

Responder

FrancoAtirador

25/04/2011 - 23h28

.
.
Esse tal de "déficit zero" foi o que a ex-governadora Yeda Crusius (PSDB)

literalmente "aplicou" no Rio Grande do Sul, na "indigestão" passada.

Na verdade, o "déficit zero" tucano significa:

Investimento zero, arrecadação zero, salários de servidores zero…

ou seja: "governo zero".
.
.
Ao assumir, no início do ano, o governador Tarso Genro (PT),

com o objetivo de reduzir a defasagem salarial dos professores estaduais,

foi verificar quanto os tucanos haviam deixado no caixa do tesouro do RS:

Zero!
.
.
Falando nisso, o principal jornal da RBS*, afiliada da Rede Globo, chama-se:

"Zero Hora".

*Há tempos, a RBS vem elegendo seus funcionários
para cargos executivos e legislativos no RS.
Por exemplo:
Antonio Britto (governador)
Sergio Zambiasi (senador)
Yeda Crusius (governadora)
Maria Amélia Lemos (senadora)
.
.

Responder

    claudio

    26/04/2011 - 09h46

    É isso aí!
    A não ser pelo nome da mais nova senadora do PRBS.
    É Ana Amélia Lemos.
    Pra quem não sabe, viúva de um senador biônico da ARENA.
    Precisa dizer mais?

    FrancoAtirador

    26/04/2011 - 16h14

    .
    .
    Grato pela observação.

    Houve um lapsus memoriae.

    Misturei Maria do Carmo (ex-deputada estadual)

    com Ana Amélia (senadora do agronegócio),

    ambas do PRBS.
    .
    .

Luís

25/04/2011 - 23h14

Será possível que não tenha uma só vivalma no PSDB que presta? É tudo bandido, picareta e escroque? Aécim, Serra, Alckmin, FHC, Marconi Perillo, Beto "o censurador" Richa, Barros Munhoz, Yeda Crucius, Barjas Negri, Tasso "tenho jatinho porque posso" Jereissati, Aloysio "300 mil" Nunes, Paulo Renato. Nenhum salva?

Até o DEM tem a sua reserva moral (Cláudio Lembo).

Responder

    FrancoAtirador

    26/04/2011 - 01h08

    .
    .
    Como que o PSDB não tem "reserva moral" ?

    E o FHC ?
    .
    .

    Adamastor

    26/04/2011 - 05h14

    Nesse caso seria "reserva imoral",,,

    FrancoAtirador

    26/04/2011 - 17h22

    .
    .
    Tá bom, vocês me convenceram.
    .
    .

    Heitor Rodrigues

    26/04/2011 - 07h59

    Pô, Franco! FHC é "reserva imoral" do PSDB. Mitômano como êle é… Mas é bom o Luis continuar procurando. De repente acha…

Professor Cirino

25/04/2011 - 23h11

Para conhecer mais falcatruas de Aécio, venham aqui na Secretaria de Educação. Verdadeiros absurdos que seu antigo ponta de lança, o secretário adjunto fez com dinheiro público desviado para seus amigos. Ele foi embora, mas a subsecretária continua para manter os famosos contratos sem licitação, nas barbas da Auditoria Geral do Estado, Procuradorias, etc. Enquanto isso, nosso salário vai se definhando cada vez mais e as escolas sem a mínima condição. Mas nosso medo de falar é grande, pois seremos perseguidos implacavelmente. Eu teria muito a falar para o MSC, mas basta olhar os contratos atentamente.

Responder

helena catin

25/04/2011 - 23h08

Como eu ia dizendo… Não existem denúncias contra qq governo em Minas (especialmente o de Aébrio) porque imprensa mineira não ECXISTE e nunca existiu, não é de hoje que os veículos publicitários de Minas apenas replicam a mídia nacional, não se investiga nem se noticia NADA em Minas que não seja futebol. E se agora livres (será?) do chicote de Aébrio e Déinha a Rasputim, será que os jornalistas saberão o que fazer com a liberdade, visto que jamais fizeram uso dela em favor de seu estado e de seu povo? Eu duvido, mas enfim brasileiro é um otimista … tomara que o MSC consiga acordar o povo mineiro da hipnose.

Responder

Marcilio

25/04/2011 - 22h31

Tenho dito aos amigos que o Aécio é mais fácil de desconstruir do que o Serra. Afinal até hoje o dito cujo sempre foi Playboy e bon vivant. Quem anda pelo Leblon no Rio sabe das suas histórias.

Em breve muito em breve a casa cairá para este novo Collor.

Responder

Nilson Moura Messias

25/04/2011 - 22h27

O Aécio tem o conservadorismo e o oportunismo do avó Tancredo Neves e de Tim Maia as "carreiras" inspiradas, só que Tim, tinha mais talento era, enfim, mais transparente.

Responder

Klaus

25/04/2011 - 22h13

É, Aécio é o novo alvo da blogosFERA "independente". Rei morto, rei posto.

Responder

    Luís

    25/04/2011 - 23h16

    Pois é, Klaus. Por que você não reclama também da sua imprensa querida, independente e isenta que só fez encher a bola do playba das alterosas?

    El Cid

    25/04/2011 - 23h41

    … pois é, "Herr Troll", é mais um tucano que caiu do caminhão da mudança… perdidinho, perdidinho !!

    Marcelo Fraga

    26/04/2011 - 08h47

    O Aécio está bem vivo ainda. Já o Serra morreu faz tempo.
    Deste último nem falamos mais; não tem mais graça.

    claudio

    26/04/2011 - 09h54

    É, eu fico uma fera, mesmo, com quem defende o imperialismo, a dominação, o terrorismo de estado, a tortura, a subserviência, os governos de capatazia, o desmanche nacional, a sabotagem do desenvolvimento…
    Tu queria o quê, FÜHRER?

    Klaus

    26/04/2011 - 14h03

    Se alguém com nome africano é chamado de crioulo é racismo, né? Nome almão chamado de nazista chama-se liberdade de expressão.

    zhungarian

    26/04/2011 - 17h43

    Xiii, mais um demotucano confundindo as bolas…

    El Cid

    26/04/2011 - 20h05

    caçando sarna pra coçar, né " trolls fatalistas" ??

    Bruno

    26/04/2011 - 15h21

    Realmente, eu vi o Aécio recitando o Mein Kampf na TV dia desses. Tsc tsc…

Lucifer

25/04/2011 - 21h52

Oito anos de arrogância imperial começam a ruir. Aécio declarou patrimônio em 2006, de 820 mil reais. Em 2010, 617 mil. Vc acredita nisso? Ele ficou mais pobre, Ou ele arrumou uma forma de ocultar patrimônio.

Responder

Lu Pereira

25/04/2011 - 21h51

Excelente entrevista….
E vamos pela mídia alternativa, abrindo os segredos dos Neves…
Nota 10!

Responder

Gustavo Pamplona

25/04/2011 - 21h44

Gente!! Vocês estão notando algo diferente ultimamente?

Fazem quase 4 (quatro!) meses… na realidade 6 meses se contarmos com o final das eleiçoes…. que o PIG não fabrica uma crise mais. Ou mesmo um factóide decente…

Não sei quanto a vocês, mas estou sentindo "saudades" daquele tempo… bons tempos eram aquqles em que a gente se divertia… Vocês não acham?

Responder

    Adamastor

    26/04/2011 - 05h16

    Vade retro, masoquista!! :-D

    V. Souza Magalhães

    26/04/2011 - 12h29

    Fazem quase 4 meses é de doer!!!

    zhungarian

    26/04/2011 - 17h44

    Xii, não fala isso pra ele não que ele se ofende horrores… Magoa fácil. "Fazem" de conta que você não percebeu.

Paulo Afonso

25/04/2011 - 21h13

"A esperança é a última que morre".
A PALAVRA MINAS
Carlos Drummond de Andrade

Minas não é palavra montanhosa
É palavra abissal
Minas é dentro e fundo
As montanhas escondem o que é Minas.
No alto mais celeste, subterrânea,
é galeria vertical varando o ferro
para chegar ninguém sabe onde.
Ninguém sabe Minas. A pedra
o buriti
a carranca
o nevoeiro
o raio
selam a verdade primeira,
sepultada em eras geológicas de sonho.
Só mineiros sabem.
E não dizem nem a si mesmos o
irrevelável segredo
chamado Minas.

Responder

Deixe uma resposta