VIOMUNDO

Quando Alexandre Garcia, que ascendeu no seio da ditadura, fala em mérito

17 de janeiro de 2016 às 21h47

Captura de Tela 2016-01-17 às 21.42.55

15 de janeiro de 2016 – 15h01

A abominação ética em Alexandre Garcia

Os comentários de Alexandre Garcia nos telejornais da TV Globo são sempre um festival de impropérios, invariavelmente de cunho elitista. Porém, sua declaração recente em que acusa os alunos ingressos à UnB pelo sistema de cotas de “não possuírem méritos para ingressar na Universidade” revela em sua personalidade um pendor de senhor de escravo, um calejamento próprio de uma classe dominante infecunda e profundamente perversa.

Por João Marcelo*, no Vermelho

Os comentários de Alexandre Garcia nos telejornais da TV Globo são sempre um festival de impropérios, invariavelmente de cunho elitista. Os comentários de Alexandre Garcia nos telejornais da TV Globo são sempre um festival de impropérios, invariavelmente de cunho elitista.

A Lei de Cotas nas universidades completou três anos no ano passado. Fruto da mobilização dos movimentos sociais, logrou colaborar no ingresso de mais de 111 mil alunos negros.

Ao contrário do propalado pelos intelectuais da Casa Grande, sua efetivação não precarizou o ensino superior público: segundo dados científicos apurados na avaliação dos 10 anos da implementação do sistema de cotas na UnB, o rendimento dos estudantes cotistas é igual ou superior ao registrado pelos alunos do sistema universal.

Outras análises, em dezenas de instituições como Uerj e UFG, coadunam com o diagnóstico.

Os argumentos contrários ao sistema de cotas carregam o signo de uma ideologia que fez com que o País vivesse o colonialismo, a escravidão e a própria ditadura.

Está no DNA da classe dominante brasileira buscar impedir à emancipação dos oprimidos, por esses constituírem ameaça ao seu domínio.

Para esse fim, ocultam os saqueios e opressões que os povos colonizados foram e são submetidos, ao mesmo tempo em que procuram domesticar o imaginário dos oprimidos a partir de mentiras repetidas à exaustão nos meios de comunicação em massa.

Darcy Ribeiro, fundador da UnB e um dos maiores antrópologos brasileiros, teve ocasião de asseverar que o maior problema do Brasil é sua elite.

Segundo ele, as elites brasileiras se apropriam unicamente do poder para usurpar à riqueza nacional, condenando seu povo ao atraso e a penúria (ver O livro dos CIEPS, 1986:98). Por isso, carregamos a inglória posição de terceiro país mais desigual do mundo.

Alexandre Garcia é um conhecido bajulador das hostes oficias.

Foi aliado de Ernesto Geisel e porta-voz do ditador João Batista Figueiredo.

Foi exonerado após postar seminu numa revista masculina.

Apoiou a candidatura de Maluf no Colégio Eleitoral.

Foi um dos artífices da cobertura global que favoreceu a ascensão de Fernando Collor de Mello e Fernando Henrique Cardoso.

É, pois, co-participe da tragédia social, política, econômica e ideológica da sociedade brasileira.

A TV Globo, que abriga essa triste figura, é a principal aliada de todas as causas abomináveis patrocinadas pela elite contra o povo brasileiro.

Sustentou o golpe de 1964, franqueou amplo apoio ao regime militar, deu sustentação aos governos conservadores após a redemocratização.

Seu jornalismo sempre perseguiu os movimentos sociais e lideranças populares, cuja expressão mais retumbante foi o herói da pátria Leonel de Moura Brizola.

Quando insulta os alunos da rede pública egressos pelo sistema de cotas, o jornalista vê nisso paternalismo e esmola. É compressível.

Quem ascendeu na carreira com favores e migalhas dos plutocratas só pode enxergar nos outros os vícios que carrega.

Felizmente, o povo brasileiro não permitirá que a direita apátrida coloque suas mãos sujas de sangue em seus direitos mais caros, para a tristeza do jornalista e seus correligionários.

*É estudante da UnB

Leia também:

Paulo Pimenta: Travaram a investigação dos grandes anunciantes

Investigação VIOMUNDO

Estamos investigando a hipocrisia de deputados e senadores que dizem uma coisa ao condenar Dilma Rousseff ao impeachment mas fazem outra fora do Parlamento. Hipocrisia, sim, mas também maracutaias que deveriam fazer corar as esposas e filhos aos quais dedicaram seus votos. Muitos destes parlamentares obscuros controlam a mídia local ou regional contra qualquer tipo de investigação e estão fora do radar de jornalistas investigativos que trabalham nos grandes meios. Precisamos de sua ajuda para financiar esta investigação permanente e para manter um banco de dados digital que os eleitores poderão consultar já em 2016. Estamos recebendo dezenas de sugestões, links e documentos pelo [email protected]

R$0,00

% arrecadado

arrecadados da meta de
R$ 20.000,00

90 dias restantes

QUERO CONTRIBUIR
10 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

ALMIR

20/01/2016 - 22h44

Leonel de Moura Brizola …heroi sim. Talvez um dos poucos que tivemos. O idiota que comentou o contrario com certeza nao conhece a historia de Brizola. Um homem que lutou sozinho contra este monstro chamado Rede Globo.

Responder

luizine

19/01/2016 - 11h06

Texto muito mal escrito. Tem que estudar um pouco mais. Chamar Leonel de Moura Brizola de herói da pátria é o mesmo que chamar Genuíno e Dirceu de “heróis do povo brasileiro”, #vergonha alheia

Responder

    PAULO FERREIRA

    20/01/2016 - 17h38

    Cada um tem os heróis que merece/elege… quais seriam os seus??? Muito se pode dizer sobre nós conforme os mitos e/ou heróis que congraçamos…. quer listar os seus?

    Mauricio Gomes

    20/01/2016 - 21h36

    Vergonha alheia aqui só se for a sua. Primeiro é Genoíno, e não Genuíno. Segundo, Brizola foi sim herói do Brasil por ter enfrentado a tentativa de golpe contra o Jango em 1961 praticamente sozinho e também por ter lutado contra a ditadura. Pra você, pelo visto, heróis mesmo são os vendilhões imorais como o FHC, que entregou de mãos beijadas nossas riquezas.

Edivaldo

18/01/2016 - 19h24

Estes são os jornalistas da globonews, sem comentarios.

Responder

Nelson

18/01/2016 - 17h21

Um indivíduo desprezível, como, infelizmente, existem muitos. Apenas isto.

Responder

FrancoAtirador

18/01/2016 - 15h40

.
.
Sargento Garcia era Lambedor de Coturno dos Generais na Ditadura Militar (1964-1985)
.
.

Responder

Julio Silveira

18/01/2016 - 11h57

Alexandre Garcia, e outros que encontram espaços privilegiados na mídia corporativa, estão lá como alter ego dos proprietários de seus grupos, que ficam a sombra ocultos, mas são os verdadeiros formadores da cultura conservadora, escravista, sob disfarce. Mas também, antes que fiquemos na bronca aos seus donos, devemos lembrar que esses ganharám meios de do estado para induzir esse tipo de cultura. De propagar esse tipo de mensagem preconceituosa e discriminadora, com um viés de pregação de revolta (sob camuflagem). No fim temos um conluio, pouco explícito, mas a muito tempo existente, dirigido para evitar que o Brasil se torne um grande país integrador de populações desassistidas, que no fim se tornasses de fato uma nação. Certamente isso não atende aos interesses do brasileiros, resta saber de onde parte esse tipo de orientação que enfraquece nossa Pátria.

Responder

Eduardo

17/01/2016 - 23h49

Respeito e dou atenção aos latidos de meus cães! São amigos, leais e éticos! As palavras do Alexandre Garcia não são respeitáveis, não priorizam o próximo, são dirigidas por interesses privados,não se baseiam em princípios de lealdade, tampouco de ética. São de um ser inútil, deplorável,dispensável.

Responder

Deixe uma resposta