Adiada vacinação do idoso contra gripe comum; Butantan falha

por Conceição Lemes

A Campanha Nacional de Vacinação do Idoso deveria começar em todo o Brasil na próxima segunda-feira, 24 de abril, e iria até 7 de maio. Era o previsto desde janeiro no calendário estabelecido pelo Ministério da Saúde. Porém, o ministério teve de adiar o início para 8 de maio nas regiões Sudeste, Nordeste e Centro-Oeste.

Motivo: o Instituto Butantan não entregou no prazo estipulado os 18,6 milhões de doses necessárias para a campanha da vacinação do idoso contra a gripe comum. O Butantan, órgão vinculado ao Governo do Estado de São Paulo, é parceiro histórico do Ministério da Saúde e único laboratório da América Latina que produz vacinas contra a influenza.

“O Butantan só nos comunicou do atraso da entrega na sexta-feira passada, 16 de abril”, afirma o médico epidemiologista Eduardo Hage, coordenador de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde. “Até o momento, recebemos 6,2 milhões de doses, ou seja, apenas um terço do total.” Pelo contrato assinado com Ministério da Saúde, o Butantan deveria ter entregue tudo até a primeira quinzena de abril.

NORTE E SUL: VACINAÇÃO SERÁ DE 24 DE ABRIL A 7 DE MAIO
Em função do atraso, o Ministério da Saúde e os Conselhos Nacionais de Secretários Estaduais (CONASS) e Municipais (CONASEMS) de Saúde elaboraram um novo calendário para as regiões Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste. Nas regiões Norte e Sul, está mantida a vacinação na data prevista inicialmente: 24 de abril a 7 de maio.

Questões logísticas, no Norte, e epidemiológicas, no Sul, reforçaram a necessidade de manter a data de vacinação dos idosos.

No Norte, 100% das doses de vacina contra a gripe comum já haviam sido entregues às Secretarias Estaduais de Saúde na semana passada. O envio de vacinas é priorizado para os estados dessa região porque as Secretarias Estaduais de Saúde têm dificuldade de acesso aos  municípios e às populações mais distantes; muitas vezes precisam usar barcos e aviões para transportar as vacinas. Já o Sul, historicamente, é a região com inverno mais rigoroso em relação ao restante do país.

“Todas as pessoas com mais de 60 anos das regiões Norte e Sul deverão ser imunizadas contra a gripe comum, como acontece todos os anos”, esclarece Eduardo Hage. “Aquelas que tiverem também alguma doença crônica receberão, também, no outro braço, uma dose de vacina contra a gripe H1N1 [a gripe suína]”.

SUDESTE, NORDESTE E CENTRO-OESTE: 8 A 21 DE MAIO
Nessas regiões, a campanha de vacinação contra a gripe comum para maiores de 60 anos ocorrerá de 8 a 21 de maio.  Aqueles que tiverem doenças crônicas também serão imunizados contra a gripe suína.

Nas regiões Sudeste, Nordeste e Centro-Oeste, os idosos com doenças crônicas poderão tomar a vacina contra a gripe suína já a partir de 24 de abril, data prevista para o início da campanha.

“Os idosos que fizerem essa opção terão de voltar aos postos de vacinação mais uma vez”, alerta o dr. Hage. “É para tomarem a vacina contra a gripe comum, entre 8 e 21 de maio. Já os que optarem por aguardar até 8 de maio poderão tomar as duas vacinas no mesmo dia, uma em cada braço.”

O Ministério da Saúde, o CONASS e o CONASEMS avisam: a mudança nas datas não prejudicará  a saúde dos idosos.

Siga o Viomundo no Twitter