VIOMUNDO

Diário da Resistência


Você escreve

Jobim afirma que Venezuela é “uma nova ameaça” à estabilidade regional


05/12/2010 - 20h15

Publicada em 05/12/2010 às 14h48m

O Globo

RIO – Documentos obtidos pela ONG WikiLeaks e divulgados neste domingo pelo jornal francês “Le Monde” evidenciam as divergências entre Brasil e Estados Unidos sobre a relação diplomática com a Venezuela de Hugo Chávez. Em uma correspondência secreta, o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, afirma que o presidente venezuelano “late mais do que morde” e que isolá-lo não é uma opção.

“A orientação política de Hugo Chávez não é a do Brasil, mas os brasileiros não se sentem ameaçados por Chávez. (…) O isolamento não é uma solução para Chávez. Ele late mais do que morde”, diz Amorim em uma nota de março de 2007.

“Não queremos isolá-lo, queremos falar com ele, mas ele não negocia conosco”, respondem os americanos.

Em julho do mesmo ano, uma outra correspondência ressalta que o governo Lula defende um distanciamento a administração americana para não afetar as relações com os países da América Latina.

“Apesar das preocupações crescentes suscitadas pelo papel regional de Chávez, o governo (do presidente Luiz Inácio Lula da Silva) crê que se deve guardar distanciamento da administração americana para não comprometer a capacidade de trabalhar com a Venezuela e seus aliados”.

O ministro da Defesa, Nelson Jobim, por outro lado, parece ser a voz dissonante. Em um telegrama secreto de janeiro de 2008, ele afirma que a Venezuela é “uma nova ameaça” para a estabilidade regional.

Uma outra mensagem do governo americano chega a afirmar que “o Brasil tem uma necessidade quase neurótica de ser igual aos Estados Unidos”.

“O Brasil considera entrar em uma competição com os Estados Unidos na América do Sul e desconfia das intenções americanas (…) O Brasil tem uma necessidade quase neurótica de ser igual aos Estados Unidos e de ser percebido como ele”, diz uma correspondência de novembro de 2009.

Os documentos ainda discutem sobre a gestão do futuro ministro de Relações Exteriores, Antonio Patriota . Segundo a mensagem, Patriota, que foi embaixador em Washington, não deve mudar o rumo da política externa brasileira.

“Mesmo que Patriota conheça bem os Estados Unidos e esteja pronto para trabalhar conosco, ele não o fará numa perspectiva pró-americana, mas sobre uma base do nacionalismo tradicional da diplomacia brasileira”, afirma um telegrama datado de novembro de 2009.

Uma outra série de documentos obtidos pela WikiLeaks e divulgada pelo jornal “Folha de S.Paulo” revela que Patriota disse no início do ano não saber exatamente o grau de confiabilidade do governo iraniano.

“A desconfiança é grande (sobre o Irã). (…) Nós nunca sabemos o quão sinceros (os iranianos são)”, ele em um telegrama confidencial da embaixada norte-americana em Brasília, em 9 de fevereiro.

Presidente da Embraer diz em documento que apóia Boeing na compra de caças da FAB

As correspondências divulgadas pelo “Le Monde” ainda tratam da compra de 36 caças pela Força Aérea Brasileira (FAB). Segundo os diplomatas americanos, o veto para a venda dos aviões brasileiros Super Tucanos para a Venezuela ainda em 2005 foram uma “gafe” cometida pelo governo Bush e prejudicaram o modelo de caça americano Super Hornet, da Boeing, na disputa.

“Os líderes políticos brasileiros acreditam que o seu país não deve depender da tecnologia militar americana (e) que os americanos recusaram a transferência de tecnologia “, observa um documento secreto de junho de2008.

O presidente da Embraer, Federico Curado, teria “sugerido aos Estados Unidos comprar os Super Tucanos em troca do contrato do caça”.

“A Embraer quer se associar à Boeing”, acrescenta Curado.





149 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

SérgioFerraz

08 de dezembro de 2010 às 00h54

É só o que faltava: um Ministro da Defesa ser informante de americano.

Responder

Ronaldo Irion

07 de dezembro de 2010 às 20h56

Se a Dilma confirmar o espião John Bin, será uma grande decepção para boa parcela daqueles que, como eu, confiaram nela. Começará o governo com "moral baixa", pois, se tirou uma raposa do Bacen, deixou outra também em cargo estratégico. É a hora da verdade para a Dilma (espero que não nos decepcione).

Responder

Roberto CR

07 de dezembro de 2010 às 17h52

Ao Leonardo. Novamente.

Uma boa resposta ao fato do Rafale não estar sendo um sucesso de vendas no exterior pode ser encontrada no comércio esterior de armas da parte dos EUA.

Na década em que vivemos diversos países foram as compras de novo armamento. Como é de praxer, venda de arma sempre vem casada com um acordo político ampliando as relações entre os países envolvidos. O Rafale não está vendendo bem porque os EUA estão inundando o mercado de aviões F 16 usados que estão sendo desativados da Força Aérea dos Estados Unidos, a preços bem convidativos. O F 16 também é um avião velho, mas para países pobres que nunca tiveram nada que se pareça com uma força aérea é o supra sumo. Este é o fato que está realmente atrapalhando a venda dos aviões franceses. Não o preço ou a qualidade técnica. É domínio de mercado de armas que está em jogo, principalmente porque, no campo da aviação de caça, está ocorrendo uma revolução técnológica através dos aviões invisíveis ( na verdade de difícil detecção), e pouquíssimos países tem recursos para a compra e manutenção deste tipo de avião. A França quis colocar o Rafale como alternativa de custo médio no mercado e sofre as consequencias da reação do concorrente. Só isso.

Responder

Rafael

07 de dezembro de 2010 às 17h13

Esse discurso de "ameaça" é igual ao discurso do fazendeiro que enriquece e o peão pobre a vida toda quando reivindica seus direitos é tratado como subversivo, que são ingratos e tudo mais. Esses discursos são para proteger os poderosos. A "ameaça" na verdade é ao poder americano, ao imperalismo americano. Democracia e direitos humanos só são defendidos quando estão conforme interesse americano. Se ou eua se preocupassem com o tráfico não precisa sair dos eua, eles são os maiores consumidores de dorgas do mundo basta então evitarem a entrada e consumo lá nos eua. Isso que fazem é imperalismo, não querem que nenhum país da américa do sul sai do seu domínio.

Responder

Nelson

07 de dezembro de 2010 às 15h09

Em entrevista concedida ao jornal Brasil de Fato em 12/09/2009, o cientista político Luiz Alberto Moniz Bandeira afirma:

“a ajuda militar concedida pelos Estados Unidos à Colômbia, desde 2004, deve alcançar, este ano, 2009, o montante de 3,3 bilhões de dólares. Aliás, desde o lançamento do Plano Colômbia, no ano 2000, o Exército colombiano recebeu 4,35 bilhões de dólares e tornou-se o maior e o mais bem equipado, relativamente, da América do Sul. Com população de 44 milhões de habitantes, a Colômbia possui um contingente militar de cerca de 208.600 efetivos, enquanto o Brasil, com 8,5 milhões de quilômetros quadrados e mais de 190 milhões de habitantes, tem um contingente de somente 287.870 e a Argentina, com 40 milhões de habitantes e um território de 2,7 milhões de quilômetros quadrados, tem um efetivo de apenas 71.655. A Colômbia, com um PIB de 320,4 bilhões (estimativa de acordo com a paridade do poder de compra, em dólar) destina 3,8% aos gastos militares, enquanto o Brasil, cujo PIB é de 2 trilhões, gasta apenas um 1,5%; a Argentina, com PIB 523,7 bilhões, gasta apenas 1,1%. Em 2005, o Congresso estipulou para a região uma ajuda econômica de 9,2 milhões de dólares e cerca de outros 859,6 milhões para assistência militar. Para combater as guerrilhas, os soldados e policiais cometeram crescente número de assassinatos, abusos de direitos humanos e, durante o período de cinco anos, que terminou em junho de 2006, o número de execuções extrajudiciais aumentou em mais de 50%, com relação ao período anterior.”

Para qualificar Chávez como “uma nova ameaça” para a estabilidade regional, o senhor Jobim só pode estar fingindo que não sabe desses dados.

Responder

    Mário SF Alves

    07 de dezembro de 2010 às 20h40

    Nelson,
    Pelamordedeus! O que o senhor Jobim (jonhbim?) sabe e o que não sabe pouco importa. O que estarrece é o que o cablegate do Wikileaks mostrou. O homem denuncia um colega do Itamaraty, apontando-o como arquiinimigo dos EUA. Daí a preocupação dele pode ser pura e simplesmente preocupação com a garantia da hegemonia do Império. Seja como for, o fato é que os caras já não têm mais limites. Se lhe interessar siga o link (…) e veja até onde vai uma estupidez chamada ACTA. Contra isso, muitos estão lutando, entre os quais o StopACTA. Mais luz sobre esse dráculas é disso que o mundo precisa! O mundo não se rebaixará a essas (im)potências! E o Wikileaks já é um bom começo! Pena que a coragem não seja assim tão contagiante.

Klaus

07 de dezembro de 2010 às 11h08

Quem é a maior ameaça ao protagonismos brasileiro na América do Sul, Chavez ou os EUA?

Responder

Luis Armidoro

07 de dezembro de 2010 às 10h58

Azenha e amigos do blog:

É inacreditável a Presidente Dilma manter um cagueta, um capacho dos ianques no ministério. Será que vou começar a me decepcionar?

Responder

Rodrigo aft

07 de dezembro de 2010 às 02h04

Venezuela uma ameaça? Embraer apoia Boeing?

Santa "ingonorança", Batman! (só notícias "plantadas" com interesses certamente não brasileiros)

Vejam esse link e tentem adivinhar o inimigo real (não esqueçam q, além do boicote de peças, exite o botão "panic"… rsrs, em algum centro de controle, e um avião americano, mesmo checado e voando, pode ter um "mal súbito" no ar e ficar inoperante).
http://www.youtube.com/watch?v=GURWeWJsyR8

gostaram? pesquisem Consenso de Washington e acharão muito mais diversão.

se estiver com a auto-estima boa, procure também goi (gói, goyim) e gentio, mas não fique chateado ao descobrir como os "entes superiores" se referem a nós.
Procure "Rabino diz que vivemos apenas para servir os judeus" (22 de outubro de 2010) em http://blogdobourdoukan.blogspot.com

Gostaram? Um ótimo dia a todos!!!

Responder

José Manoel

07 de dezembro de 2010 às 01h15

Fora traíra !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Responder

jbmartins

06 de dezembro de 2010 às 23h25

Johnbinn, destesta 7 de setembro e adora 04 de Julho, viva a Borguesia== "A borguesia fede, a borguesia quer ficar rica, onde houver borguesia não haverá poesia".

Responder

van

06 de dezembro de 2010 às 23h17

Os intelectuais são uns cínicos. Esta letra do supertramp – traduzida – diz tudo. http://www.youtube.com/watch?v=yAbATgbTj5g

Responder

ZePovinho

06 de dezembro de 2010 às 23h02

Ô Azenha…..você escolheu essa foto do Johnbim com uma gravata nas cores da bandeira dos EUA por maldade ou foi acaso??O Johnbim tá que nem o Zé Carioca:verde e amarelo mas com a cauda vermelha e branca:

[youtube ltM1AX4eevM http://www.youtube.com/watch?v=ltM1AX4eevM youtube]

Responder

hamilton lincoln s.

06 de dezembro de 2010 às 23h01

se um simples jornalista como o dono do wikileaks estah sendo caçado vivo ou morto pelos EUA, como fica a situaçao de um ministro da defesa que faz a mesma coisa?

Responder

Claudio Ribeiro

06 de dezembro de 2010 às 22h07

O caminho da unidade continental, posições compartilhadas:
http://palavras-diversas.blogspot.com/2010/12/ita

Após o Brasil, Argentina e Uruguai também reconhecem Estado Palestino pré 1967 e agora como ficam os prepostos do império?

Responder

JUAREZ CAMPOS

06 de dezembro de 2010 às 22h06

O Leitor Leonardo está enganado. Todo mundo sabe da superioridade dos caças americanos, só o leitor esquece que os amercianos ñ transferem nada de tecnologia e vc será para sempre comprador de peças de reposição. Se contrariar os americanos seus aviões ficam no chão. Prá que vale um caça no chão?
O Gripen tem peças fabricadas no mundo inteiro e nada é sueco, vc fica na mão de um monte de gente.
O Rafale é a independência e a transferência de tecnologia. No fritar dos ovos pode ñ ser o melhor, certamente é o mais coerente.

Responder

    Leonardo

    07 de dezembro de 2010 às 01h13

    Amigop, a Aeronautica, que é quem teve mais capacidade para analisar todos as propostas, avaliou que o projeto da SUECIA (SAAB) é o melhor!

    O Rafale ficou como a ultima opção.

    Nao adianta voce ou eu dar mera opinião, temos que considerar o que disseram os PROFISSIONAIS!

    Se o Brasil comprar o RAFALE, o critério nao será técnico. Se assim o fosse, o SAAB ganharia a a parada.

edv

06 de dezembro de 2010 às 21h10

Devo admitir que Jobim com Lula, e depois com Dilma é um enigma!
Espero que haja algo de muito "maquiavélico," no sentido do bem da nação brasileira que percebi como objetivo no governo Lula e na perspectiva de Dilma.
De pé atrás, manterei um voto de desconfiada confiança…
Ah esses segredoss de estado!…Será que o Wikileaks poderá um dia nos explicar?

Responder

    Vergonha

    07 de dezembro de 2010 às 13h39

    A minha confiança ficou abalada quando Lula nomeou este camarada. Ele e outos (Hélio Costa, etc) são da outra banda. Da banda podre do FHC. Mas eu não vou carregar culpa alguma, afinal votei nulo para presidente porque as duas opções eram muito ruins. Eu votava no partido (PT) mas como ele traiu os trabalhadores no caso do Fator Previdenciário, não voto nunca mais. Para mim é como uma cicatriz que nunca mais esquecerei. O Lula era muito macho quando sindicalista, mas como presidente fez felizes os Setubals e os outros banqueiros.

rubem

06 de dezembro de 2010 às 20h52

Jobim é "sapo" que o PMDB impos a Lula engolir, naquela "crise aérea" o cara é o mais serrista e demotucano do governo , alem de ser um "traira" de marca maior, não inspira um "pingo" de confiança, Dilma tem de dar um "pé na Bunda " deste nefasto.

Responder

Marcelo Fraga

06 de dezembro de 2010 às 20h34

E ninguém vai falar dessa declaração vergonhosa do Amorim?

Responder

Regina

06 de dezembro de 2010 às 20h33

Meu Deus,está consolidado o TUTOR…Continua na defesa e o nosso ataque perde…Vamos continuar berganhando…até qdo Presidenta?Seu voto foi dado por pessoas que queriam uma mudança…Jobim era uma delas!A parte de relações exteriores era outra…Como ficamos,Presidenta? Naõ conheces o Chávez? Vamos continuar um faz de conta? Podemos falar do PSDB-DEM? Podemos críticar,qdo fazemos leis para beneficiar os Dantas da vida? Qual é a diferença real entre a esquerda ou direita ou nada mais vale? E aí,Presidente,vamos fazer na Saúde repasses para o Albert Einstein? Tudo bem que o PAC saiu da Casa Cívil,mas vamos parar de investir no crescimento? Qual é a diferença entre TERMOS UM TUTOR OU UM PRESIDENTE SUBMISSO?

Responder

Leonardo

06 de dezembro de 2010 às 20h01

WikiLeaks: Relatório afirma que Farc exploram urânio no Brasil –

São Paulo – Entre as últimas revelações vindas à tona com os documentos divulgados pelo WikiLeaks está a de que as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) estariam explorando ilegalmente vários minerais, inclusive urânio, no norte do Brasil. O relatório informa, ainda, terem sido descobertas munições de urânio empobrecido em um armazém da organização.

As informações foram divulgadas na última quinta-feira pelo jornal espanhol El País, que está entre os cinco periódicos que tiveram acesso ao conteúdo recente do WikiLeaks.

Os dados relacionados ao Brasil aparecem em meio à notícia do jornal de que diplomatas dos Estados Unidos, segundo os documentos, confirmaram a presença de técnicos iranianos em uma mineração venezuelana e desconfiam das promessas de cooperação nuclear entre Irã e Bolívia.

Desde 2006, o Irã investiga o potencial da América Latina para obtenção de urânio, mais precisamente a Bolívia e a Venezuela, afirma o El País. Nos últimos três anos, os Estados Unidos estariam recebendo relatórios a respeito dessa possibilidade de extração do mineral.

Responder

Luiz Reis

06 de dezembro de 2010 às 19h51

A verdade que me parece cada vez mais clara é que entra governo, sai governo, tudo mundo come na mão dos norteamericanos, mesmo que fiquem fingindo que não. É uma pena a presidenta Dilma já começar seu governo mantendo Jobim em um cargo absolutamente estratégico. O que vai acontecer? Posso, tomara, me enganar, mas o criardor do Wikileaks vai ser preso, condenado, se transformando no novo Bin Laden, a mídia vai arrefecer e ninguém mais fala nisso… Jobim continua espionando para os americanos e todos ficam fingindo que somos um país soberano, que tomamos nossas próprias decisões, que não vivemos apenas de bravatas. Honestamente, não quero parecer precipitado mas meu voto no 2º turno está tendendo para o nulo… calma, não estou ficando doido, é apenas retórica…

Responder

Hélio Jorge Cordeiro

06 de dezembro de 2010 às 19h34

Acabei de ler no site do MSN que Dilma reinterou a permanencia de Nelson Jobim no Min. da Defesa. O que está por trás dessa decisão? Alguém saberia decifrar esse enigma?

Responder

Vergonha

06 de dezembro de 2010 às 19h05

Hugo Chaves é o divisor de águas da submissão sulamericana aos americanos. Tio San não aceita rebeldia e quer todos aos seus pés, principalmente os que têm petróleo. Cristina Kirchner também foi corajosa e enfrentou a praga, assim como Evo Morales.
Até onde sei, e pelo que lí no site do Eduardo Guimarães, que esteve lá na Venezuela, o Hugo Chaves
melhorou a vida dos mais pobres. Se não estou enganado, ele fez o salário mínimo da Venezuela um dos maiores da América do Sul. Maior que o do Lula.
A elite não gosta de pessoas que desenvolvam a capacidade dos menos favorecidos. Eles são lixos.
Mas o "truco… seis… doze", do Hugo Chaves, foi o combate a imprensa golpista daquele país.
Cristina fez o mesmo com o Clarín.
Já o Lula foi bonzinho.
Hugo Chaves ficará para História. Já o JohnBin não será lembrado nem como ministro.

Responder

Maks Tiritan

06 de dezembro de 2010 às 18h34

Dilma vai manter esse representante dos USA no ministério da Defesa do Brasil???? Presidente Dilma, nós que a elegemos com muito orgulho, não confianmos e não queremos esse agente dos Estados Unidos a frende de um ministério tão importante, o da Defesa. Dilmaaaaaaaaaaaaaaaa!

Responder

Evaristo

06 de dezembro de 2010 às 18h24

E um dos vazamentos do WekeLeak, traz diz que os Estados Unidos sacanearam a Suécia na venda de aviões para a Noruega. O radar aesa, de origem estadunidense foi vetado por esse país na venda para a Noruega no avião Gripen, resultado os noruegueses compraram o F 35 dos Estados Unidos. É preciso muito cuidado com o que vai ser publicado nessa semana decisiva em que o Brasil vai anunciar a compra dos Rafales para a Força Aérea Brasileira. Tentarão influenciar o povo brasileiro para a compra do avião da Boeing.

Responder

Evaristo

06 de dezembro de 2010 às 18h24

Estranhamente o Wekeleaks está divulgando o material referente a compra dos caças pelo Brasil e todo pessoal envolvido. Não gosto do Jonhbin, mas acho que ele tem seguido as orientações do Lula nessa questão. Qual o interesse do wekeleaks divulgar que o rei do Bahrein acha que a tecnologia do Rafale é ultrapassada? A meu ver esses vazamentos visam ajudar o avião estadunidense F18 SH. O melhor para o Brasil seria comprar o SU 35 BM russo, é um avião que bate nos três que ficaram no final da licitação, mas acho o Rafale o mais apropriado, por ser uma opção geopolítica estratégica. O veto da venda dos aviões supertucanos à Venezuela foi pedagógico para o Brasil.

Responder

flavio jose

06 de dezembro de 2010 às 18h21

Gente vamos dá um toque de seriedade a compras dos aviões. Está bem claro na proposta brasileira: SEM TRANSFERENCIA DE TECNOLOGIA NÃO HAVERÁ COMPRA DOS AVIÕES. Isto quer dizear que aqueles paises que se recusam em transferir tecnologia está desclassficado. É carta fora do Baralho. Aquela historia do jornal El pais que diz " é de envergonhar qualquer brasileiro" ´na realidade é de ORGULHAR QUALQUER BRASILEIRO. Hoje o Brasil não é colonia dos EUA. Se este jornal acha que a Espanha deve ser colonia de quem quer que seja "isto sim fará envergonhar qualquer cidadão espanhol".

Responder

Enderson

06 de dezembro de 2010 às 17h38

A famigerada crise aérea que se abateu sobre o país em 2006 derrubou um homem honesto e integro. A mídia golpista e a classe-media alienada pediram a cabeça de Waldir Pires, um ministro comprometido com os interesses do Brasil. O resumo desta ópera bufa, deste circo todo é que o país foi chantageado, ameaçado e colocado contra a parede; acabamos pondo um lacaio para atender os interesses dos que querem privatizar o espaço aéreo Brasileiro. Só nos resta saber a que preço esse senhor ocupa este cargo?

Responder

Rodrigo Carvalho

06 de dezembro de 2010 às 17h21

Se Jobim ficar = decepção!!!!Ele é serrista e americanista…não precisamos dele..
Pergunta: quem mandou começar o "caos aéreo"?

Responder

Leonardo

06 de dezembro de 2010 às 17h04

O caso Rafale e o Brasil de 3º mundo na era Lula

Hoje, a reportagem do jornal El País, da Espanha, que aborda os motivos que estão levando Lula a comprar os aviões Rafale, sem nem mesmo considerar a infinita superioridade dos aviões F-18 Super Hornet dos Estados Unidos, é de envergonhar qualquer brasileiro.

Mostra um presidente sem nível que adora ser bajulado e que acredita nas promessas de que Sarkozy está lutando para abrir o G-8 ou para conseguir uma cadeira para o Brasil no Conselho de Segurança da ONU, além de oferecer transferência total de tecnologia em caso de compra dos aviões Rafale, quando se sabe que muitos dos seus componentes são norte-americanos, que podem bloquear tal promessa.

A França está desesperada para conseguir essa venda e salvar a Dassault da falência. Nosso país tem prioridades mais urgentes que salvar o emprego de 200 franceses da Dassault e garantir a comissão do Sarkozy que encabeça pessoalmente essa negociação política.

Imaginem quais serão os otários que bancarão a conta. Nós!! Ninguém a não ser o molusco quer o Rafale, a França vai transferir tecnologia de um produto tão bom que há 10 anos nenhum país quer comprar, não conseguiram empurrar a tranqueira para a Suiça, pra Líbia e nem para a minúscula Singapura.

Lula ostenta um antiamericanismo idiota que apenas reforça o terceiro-mundismo em que mergulhou o Brasil. Usando a expressão cunhada pelo senador José Agripino (DEM), Lula se acha um SEMIDEUS também lá fora.

Créditos: Aparecido Lelis
Matéria do El País na íntegra:
http://www.elpais.com/articulo/internacional/Lula

@@@@@@@@@@@@@

Realmente isso eu nao consigo entender. O avião frances é o pior, ninguém nunca quis compra-lo.

Por que nosso governo teima em queimar dólares nesse lixo? Acreditando em promessas de Sarkozy?

Alguém acredita nele?

Responder

    ZePovinho

    06 de dezembro de 2010 às 17h33

    Putz!!!Você vai nos sites militares e vê elogios ao Rafale.Aí vem um especialista de prateleira,aqui,vomitar o besteiros dos espanholitos de mierda.

    Roberto CR

    06 de dezembro de 2010 às 17h52

    O caça americano não é infinitamente superior. Na verdade, é o de concepção mais antiga entre os três finalistas. En quanto os caças sueco e francês são projetos iniciados no final da década de 1980, o caça americano é um projeto criado na década de 1970 e que foi preterido na concorrência pelo modelo F 16. De qualquer maneira, a versão inicial (chamada Hornet na época), acabou sendo utilizada pela marinha norte-americana até chegar ao modelo atual denominado Super Hornet. Tecnologicamente os três modelos se equivalem, mas o lobby da Boeing (fabricante do Super Hornet) e da SAAB (fabricante do Gripen) estão aparentemente mais ativos. E esta história de que o Rafale (caça francês) é o mais caro e por isso não deve ser adquirido só tem reverberado na mentalidade retrógrada dos que são contra qualquer coisa que se faça nesse governo, seja boa ou ruim. Na verdade, o único diferencial de verdade que foi oferecido nesta fase de negociação é a parceria estratégica anunciada com a França através de transferência técnológica. A Boeing reagiu com o oferecimento de um pacote de armamentos inédito em termos de volume e qualidade na venda para um país latino-americano, mesmo se considerarmos o Chile que tem relações privilegiadas nesta área. A SAAB acenou (e está montando) com parcerias para desenvolvimento de centros de desenvolvimento tecnológico no Brasil, mas esta iniciativa vários países estão fazendo em vários campos de estudo por aqui, então a contrapartida fica meio capenga apesar de válida.

    E pra fechar, a Marinha do Brasil anunciou, a coisa de dois meses, que vai adquirir o caça que a FAB escolher para operar seu porta-aviões. Detalhe: somente o caça americano e o francês estão aptos para isso. O modelo americano é meio grande para o nosso porta aviões, mas não é inviável; o modelo francês fez seus testes de compatibilidade para uso em porta-aviões quando os nosso ainda pertencia a França e tinha o nome Foch (atual São Paulo), isto é, já foi testado para uso em um equipamento que possuímos, o que diminui tempo e despesas de adaptação.

    Dica: está sendo realizado no nordeste brasileiro o exercício aéreo chamado Cruzex V, com participação de forças aéreas do Brasil, EUA, Uruguai, França, entre outros países. E um dos caças participantes é o Rafale francês. Há muita informação sobre o exercício na internet e acho uma boa oportunidade para leigos ou entusiastas se atualizarem sobre o tema.

    Abs

    Ramon

    06 de dezembro de 2010 às 19h41

    Falar em 3º Mundo, citar Agripino, achar que o El País é uma fonte confiável sobre equipamentos militares e isento em relação aos interesses estadunidenses é dose.
    Não ocorrerá transferência por parte dos americanos, para utilizar os armamentos do Avião precisaria pedir autorização aos americanos (como ficaria a questão da soberania?).
    Já se passaram 2 governos e ainda temos brasileiros que acreditam que Lula é um idiota… Eu confio na sua equipe, também acredito que eles possuem mais informações e são mais comprometidos com os interesses brasileiros que o El País.

Scan

06 de dezembro de 2010 às 15h33

Considerando que Lula não é besta.
Considerando que Dilma também não é.
Considerando que Dilma não é Lulinha Paz e Amor.
Considerando que Johnbim foi um ministro abaixo da mediocridade (para o Brasil, bem entendido)
Só uma coisa explica a manutenção do calhordão vendido no posto que ocupa: medo.
O que teme a Presidenta?
O que temia e teme Lula?
O que Johnbim sabe?
Que ameaça velada esse sujeito representa?
Quem é Johnbim?

Responder

    priscila presotto

    06 de dezembro de 2010 às 18h55

    Scan ,não teme nada ,Jobim é amado pelos milicos.

JoseCuruta

06 de dezembro de 2010 às 15h15

Gente, não é só o Jobim que é uma decepção de ministro: o Mantega pirou também!

Viram as manchetes de hoje??

"Mantega anuncia corte generalizado de gastos e diz que obras do PAC podem ser prorrogadas"

O Mantega pirou geral! Deixou de lado o keynesianismo desenvolvimentista e aderiu ao neoliberalismo palocciano! Será que já é resultado da indicação do Antonio Malan Palocci para a Casa Civil? O Palocci já enquadrou o Mantega? Será a volta dos horrores neoliberais de 2003-2004, quando Palocci era ministro da Fazenda e o Brasil não crescia nada?

Isso é estelionato eleitoral! Eu votei na Dilma, não no Palocci! E votei na Dilma para que o Mantega mantivesse a política econômica keynesiana desenvolvimentista que vinha dando certo! Não quero a volta dos horrores neoliberais de Antonio Malan Palocci!

Responder

vanraz

06 de dezembro de 2010 às 15h09

Pessoal, brasileiro modesto, não existe. Quando a gente consegue um objetivo, logo aparece outro e queremos vencê-lo. O Paulo Henrique já é o nº1 no Brasil. Agora seremos o nº 1 no mundo! Vamos colocar o PH como o 1º no mundo!!
1. Alireza Nourizadeh 28381
2. Ugur Mumcu 21645
3. Ahmad Zeidabadi 20151
4. Adnan Hassanpour 14203
5. Nihat Genç 12936
6. Paulo Amorim 12816
7. Alexandre Garcia 12446
8. Shahram Homayoun 12390
9. Nelson Rodrigues 11778
10.Bóris Casoy 11744 http://www.vanraz.wordpress.com

Responder

Leonardo

06 de dezembro de 2010 às 15h08

"Países europeus e ONGs comemoram críticas de Dilma Rousseff ao Irã

Países europeus e ONGs na ONU comemoram as declarações da presidente eleita, Dilma Rousseff, de que estaria disposta a mudar o padrão de votação do País em resoluções que tratem das violações aos direitos humanos no Irã. Para governos, os comentários de Dilma ainda mostram o crescente isolamento que vive o Irã. Mas pedem que a mudança não se limite a temas relacionados com a situação da mulher e que todos os temas de direitos humanos recebam uma nova atenção do novo governo.

No domingo, Dilma declarou em uma entrevista ao Washington Post que a decisão do Itamaraty de se abster em uma resolução na ONU que condenava o apedrejamento foi um erro. Há apenas uma semana, o chanceler Celso Amorim havia defendido a opção de abstenção do Brasil, alegando que ele não votava "nem para agradar a imprensa e nem certas ONGs". Pelas declarações, porém, que não gostou foi a própria presidente eleita."
http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,paise

Responder

Edemar Motta

06 de dezembro de 2010 às 15h02

Primeiro, como se sabe que Lula quer a continuidade de Jobim?
Como se sabe que Dilma quer esse sr. Jobim em sua equipe?

Pois bem, se não são notícias plantadas, nossos líderes precisam explicar-nos suas razões. Ao contrário, teremos de fazer suposições e estas, em se tratando do sr. Jobim, dificilmente serão honrosas para Lula e Dilma. Infelizmente.

Responder

Ivan Arruda

06 de dezembro de 2010 às 14h50

O que será que está acontecendo com as nossas aves? Tucano preda e entrega enquanto papagaio repete falas de seus amos. Se os EUA acham que é um perigo, seus lacaios não exitam em também achar e ficarem temerosos. São sinais para preparar e legitimar golpes. Com auxílio dos porta-vozes do PIG.
Até quando teremos que dormir com os inimigos e traiçoeiros?

Responder

Malaquias

06 de dezembro de 2010 às 14h45

Jobim é da cota pessoal de Lula.
Não venham encher o saco da Dilma, porque todo mundo sabe que Lula o pôs lá e todo mundo sabe que Lula "recomendou fortemente" à Dilma mantê-lo…e todo mundo sabe que Lula o quer presidente do PMDB.
Vá saber o que o presidente retirante deve a ele.
Há mais coisas no universo que a vã…

Responder

Paulo V

06 de dezembro de 2010 às 14h19

Manter Jobim no governo é um sinal de divisão, e principalmente, um sinal de fraqueza.
Jobim fala uma coisa em público e em reservado, outra. Age como um contrário à política externa e interna do governo. Um sinal de que há divisão no governo.
E sinal de fraqueza como governante, mantendo um indivíduo que no mínimo é fofoqueiro. Isso gera desconfiança quanto a sua capacidade em tomar dicisões e acaba estimulando militares da ativa a se juntarem com políticos já declaradamente golpistas.
É uma questão, mas antes de honra, de sobrevivência da governabilidade: Fora Jobim!

Responder

Paulo Villas

06 de dezembro de 2010 às 14h18

Johnbim é intocável. É indicação da cota pessoal dos Clinton.

Responder

Se Nagao

06 de dezembro de 2010 às 14h18

O uiquiliquis está fazendo o maior sucesso – é a fofoca no mundo todo em tempo integral.
Como dizia meu pai: "quem fala demais dá bom dia a cavalo'.
O mundo da diplomacia não tem nada de macia é dura mesma. Só é soberano o país que não se sujeita aos interesses de pretensos poderosos, Mao Tsé Tung chamou os EUA de tigres de papel – levou porrada prá caramba. E agora, os EUA estão chateados pelas posições de soberania do Brasil? Era bom quando vigorava a Teoria da Dependência? Acabou a subordinação do Brasil aos interesses dos EUA.
O uiquiliquis vai publicar mais material? O Assange havia dito que tem material que abalaria as eleições no Brasil se publicada. Aonde está esse material? Quero saber.

Responder

Scan

06 de dezembro de 2010 às 14h05

Uma "velha ameaça" seria deixar esse monte de lixo no MdD.
Fora Johnbim!

Responder

cristina chaves

06 de dezembro de 2010 às 13h59

Que é isso, companheira Dilma!

O tal do Johnbim não tem a menor moral para ser ministro de nada.
Nem o povo brasileiro merece isso.
A marmota veio a tona antes da senhora assumir a presidência do Brasil. Ainda dá tempo de consertar. Por favor não nos decepcione.
Viva o Brasil.

Responder

Julio Silveira

06 de dezembro de 2010 às 13h34

Sinceramente, neste ultimos dias com estas informações que vem sendo dadas pelo Wikileaks tenho me sentido um trouxa, enganado mesmo.
Começo a achar que aqueles que dizem que é tudo uma corja estão certos.

Responder

Lucemberg matoso

06 de dezembro de 2010 às 13h10

Cabra-safado(Jobim)!!!!

Responder

Dinha

06 de dezembro de 2010 às 13h06

Jonhbim ficará com a Dilma? Acho dificult.

Responder

Angela

06 de dezembro de 2010 às 12h23

Jobim perdeu o bond lá atrás na estória dos grampos com Gilmar Mendes. Só finge não ver quem não quer ver, no caso o presinete Lula , que nos deve uma explicação, sim!

Responder

Ernando Peluso

06 de dezembro de 2010 às 12h19

Olá Amigos do Viomundo,

Se o ministro Jobim, tiver um mínimo de decência e honradez, entrega o cargo. Estas revelações são muito graves. Ou então, a Presidenta Dilma deverá fazer como o ex-Presidente Tancredo Neves: "diga que eu de convidei para o Ministério da Defesa, mas voce não aceitou".

Abraços.

Responder

    valdeci.souza

    06 de dezembro de 2010 às 14h48

    A sorte dele, é que ele não é ministro do Japão. Se fosse no Japão, ele teria, que se suicidar.

JCM

06 de dezembro de 2010 às 12h11

Bem pessoal:

O Wikileaks só confirma com documentos algo que já sabiamos por meio de inferências indiretas. Se os "vazamentos" são propositais ou não, não reio que isso seja relevante. ofato importante é que, depois de sete décadas depois da fundação da CIA, depois do fim da Guerra Fria, a politica extrna dos EUA continua tão imperial com antes. Como já passamos por 64 e por todos os golpes patrocinados por eles, já é hora de exigirmos que os aliados dos EUA não tenham lugar na formulaçã da política brasileira.: uma campanmha contra a permanência de Jobim, portanto e uma divulgação massiva, nos blogs, dos problemas de política externa. A meu ver este é o caminho

Responder

Bonifa

06 de dezembro de 2010 às 11h55

O homem não tem condição alguma de entender a Venezuela (e nem a América Latina) e ainda fica alimentando fantasminhas na cachola dos militares e dos americanos. Com esta, já eras, Jobim.

Responder

José Ruiz

06 de dezembro de 2010 às 11h46

A manutenção de Jobim no governo me faz pensar como a oposição vende caro seus votos ao governo, a exemplo, inclusive, do próprio PMDB, mestre no assunto, que se dá ao luxo de ter uma ala governista e outra oposicionista, equilibrando a balança conforme os agrados que recebe… Nesse sentido, por um lado parece que os petistas ainda são "calouros" no comando da nação, apesar dos 8 anos de governo Lula, e por outro, parece não existir nada à esquerda do PT(!)… É um jogo que as esquerdas ainda não sabem direito como jogar… No final das contas, estamos buscando governabilidade com PSDB e DEM… vá de retro, satanás…

Responder

    Werner_Piana

    06 de dezembro de 2010 às 15h35

    o povao não se interessa por politica. é por isso que ainda ocorrem 'achaques' politico-ideologicos da direita ao bloco de centro esquerda do pt. os pv são centrodireita. o psol é tao radical que fica proximo à direita… é muito dificil…

RICARDO LACERDA

06 de dezembro de 2010 às 11h39

Conclusão Jobim está pavimentando candidatura para 2014.
Partido: PMDBUSA.

Responder

monge scéptico

06 de dezembro de 2010 às 11h34

Para o "vazelina" só não é desestabilizador, ao que abaixam as calças e cedem o "
potinho de vazelina. Daí O CHAVEZ não ser bem visto. Na verdade o traira x9, tem
mania de grandeza,mas não passa dp rodapé, insinua-se, conta tudo para agradar
seus futuros algozes, mas não emplaca. Só com o LULA; porque diabos?
A reação ianque ao viquiliqui, é que pode confundir as cucas. Vão por todos os meios
criar "diversões" para fazê-lo acreditar que o que é não é e vice versa tendeu?
NÂO!!!!! È fod………………………………..digo FUI!!!!!!!
como nada disso é sério mesmo, não esquento com nada. Se os ianques quiserem levem
e façam bom proveito!!

Responder

Baixada Carioca

06 de dezembro de 2010 às 11h23

Acho que Lula nos deve essa. Se ele insiste em manter Jonhbin (PHA) na pasta é porque tem um motivo que precisa explicar aos seus admiradores. Lutamos com todas as forças e sentimentos pela eleição de Dilma Rousseff, mas esse apoio não significa aceitar tudo o que continua a existir no seu governo. Nos parece que Jonhbin tem mais a ver com os EUA que com o Brasil. Logo, não nos parece correto mantê-lo no governo. Por que Lula insiste que ele deve ser mantido? Qual a explicação para isso? O que Lula tem a nos dizer sobre o estadunidense Jonhbim como ministro da defesa do Brasil?

Responder

    Norton

    06 de dezembro de 2010 às 14h18

    Meu caro, sabes que o assunto 'ditadura' e 'relação USA-Brasil' são delicadíssimos para nós tratarmos em aberto, imagine então para o Lula. O milicos foram domados pelo chefe (depois de muito cu$to), agora a máquina de guerra universal é um pouco mais difícil, não concorda? Deixa o Jobin lá que ele mesmo se compromete..

    Werner_Piana

    06 de dezembro de 2010 às 15h28

    Também me sinto no direito de cobrar esta explicação de nosso Presidente e de nossa futura presidenta.
    Nós batalhamos muito por eles e estamos sem entender essa 'posição' de jobim no Ministério da Defesa…

    LuisCPPrudente

    06 de dezembro de 2010 às 17h44

    Fora Jonhbin!

BTib

06 de dezembro de 2010 às 11h12

Fora Johnbin!!!!!

Responder

Paulo

06 de dezembro de 2010 às 11h05

Não é de se estranhar que a embraer apoie o projeto dos caças, pois ela é muito depende dos produtos usados nas aeronaves delas(embraer) até então foi obrigada a não vender os super tucanos para a venezuela, e além do mais, recentimente o consul do EUA esteve em São José dos Campos – SP na matriz da embraer para fazer uma propaganda dizendo que os caças poderiam ser montados na Embraer.. MONTADOS e não fabricados, caso o brasil escolha o caça deles(eua)… ehehehe

Eu sinceramente sou a favor do brasil fazer os seus próprios caças, mas como isso demora anos para projetar e desenvolver novas tecnologias para serem empregadas em um caça de alta tecnologia.. mas como o caso é de certa urgência para a segurança nacional o melhor mesmo é comprar os caças da frança mesmo que tenha que pagar mais por isso, pois é preferível ter a frança como aliado do que o EUA.. só para deixar uma coisa bem clara.. teve um pais que comprou as aeronaves de combate do eua e quando foram usar contra os objetivos deles(eua), eles simplismente desligaram as aeronaves por controle remoto.. eheheheh complicado né..

Mas mesmo comprando as aeronaves extrangeiras o brasil precisa fazer seus próprios caças..

Responder

João Carlos

06 de dezembro de 2010 às 10h36

Penso que as revelações promovidas pela WikiLeaks, não há a mínima condição de um indivíduo desses continuar no governo e, portanto, nos representando em questões relacionadas à defesa do país no exterior.
Já sabemos que o ministro não passa de um reles informante, da pior espécie, que não merece a confiança do povo brasileiro e, portanto, não deveria merecer também a da Presidente Dilma.

Responder

Gerson Carneiro

06 de dezembro de 2010 às 10h35

Quem deve andar pê da vida com o sucesso do WikiLeaks são essas revistas do baixo clero tipo Caras, Tititi, Contigo, etc. Quanta fofocaiada.

Responder

    Luiz Reis

    06 de dezembro de 2010 às 20h06

    Desculpe, Geraldo, mas vai muito além de simples fofoca! Se fosse apenas isso que venham os que estão sendo postos como emissores e manifestem sua insatisfação, processem o cara! Mas não, se escondem esperando que o sujeito seja preso, mantido encarcerado até que haja acordo para que nada mais venha à tona! Sejamos honestos: se fosse do governo demotucano o que você estaríamos aqui escrevendo?

    Gerson Carneiro

    06 de dezembro de 2010 às 23h13

    Geraaaaaaaldo… é Geeeeeeerson.
    Se fosse do governo demotucano com certeza eu estaria descendo a madeira.
    Mas que é um site de fofoca internacional, é.
    Não seremos ingênuos de pensar que essas coisas não acontecem (inclusive a minha descida de madeira).

    maria regina

    07 de dezembro de 2010 às 00h56

    Devemos ter prudência ao receber essas informações. Por que tais informações foram escolhidas, dentre milhares? Qual o contexto que esses telegramas foram enviados? Qual o real comprometimento entre dois países levando-se em conta a opinião pessoal de um ministro, e não a política de Estado?
    Embora Jobin nos pareça um grande traíra, certamente no próximo ano o presidente Lula poderá explicar, em nova entrevista com os blogueiros "sujos" o que representa Jobin no ministério. Nada é só o que aparece, por isso, concordo com você Gerson.

Led

06 de dezembro de 2010 às 10h19

E o wikileaks também revela que o Amorim chamou o Chavez (bem apropriadamente, diga-se) de chiuahua disfarçado de pit-bull: cachorrinho que ladra mas não morde… e a Dilma ainda condenou a posição ridícula e cínica em relação ao apedrejamento de myulheres…. e pro Amorim, nada?

Responder

Artur

06 de dezembro de 2010 às 10h12

A opinião do Jobim nem é o mais importante dessa matéria Azenha…

E o entreguismo barato da Embraer? Soberania por um punhado de dólares?

Responder

Flavio Marcio

06 de dezembro de 2010 às 10h09

Pergunta de um torcedor leal do time: o maior gênio das quatro linhas da política na história deste país, o Cara cisma de manter na Defesa um zagueiro vendido ao time inimigo.
O que vai resultar disto, companheiro Cara?

Responder

Fernando

06 de dezembro de 2010 às 09h31

Jobim será mesmo mantido na Defesa?

Paulo Lacerda continuará exilado em Portugal?

São duas perguntas essenciais que Dilma precisará responder antes da posse. Ou o povo vai pra rua fazer um barulho.

Responder

    Luiz Reis

    06 de dezembro de 2010 às 20h03

    Fernando, infelizmente o povo não vai às ruas por isso! O Jobim vai ficar e o Paulo Lacerda vai continuar seu exílio. Não é justo já atacar a Dilma, que nem assumiu, mas o que se desenha é pior do que eu poderia acreditar. O ombreamento está sendo feito com os canalhas, com os crápulas, parece que o medo tomou conta e governabilidade passou a ser sinônimo de rendição. Não aceito, não apóio, não coaduno! Dilma, não me faça perder meu orgulhoso voto!

Fefeo

06 de dezembro de 2010 às 09h25

Começamos mal mantendo Johnbim na defesa. Muito mal. Sem falar em todas as picaretagens que este cidadão já aprontou durante o governo Lula, o lance da fofoca do cancer do Evo com o embaixador e esta opinião com relação à Vezenuela e Chaves desqualificam este senhor até pra ser porteiro da granja do torto, com todo o respeito a valorosa e importante classe dos porteiros.

Responder

Carla

06 de dezembro de 2010 às 09h21

será que vão demiti-lo?

Responder

    Aristharco

    06 de dezembro de 2010 às 12h08

    O Johnbin anda falando grosso e o generalato já fez pose de poder…
    Mas a campanha por aqui continua "FORA JOHNBIM! FORA JOHNBIM! e o generalato nos quartéis seguindo ordens – "Ordens dadas, ordens cumpridas".

Luis

06 de dezembro de 2010 às 08h03

Quase "fora de pauta":
Da asco. Vejam o que a Eliane Cantanhêde escreve nesta segunda, na Folha de São Paulo:
"Dilma, que não tem relações próximas com o chanceler Celso Amorim, escolheu para sucedê-lo o ex-embaixador em Washington Antônio Patriota. Isso sinaliza outra mudança. Ele é casado com a americana Tania, fala inglês sem sotaque e tem mais instrumentos para melhorar as relações com Barack Obama."
A última frase consolida o baixo nível do jornalismo praticado pela FSP, expondo o rastejamento moral e ideológico que caracteriza seus editorialistas.
Talvez ela esteja sugerindo que o critério para ingressar na carreira diplomática seja falar inglês sem sotaque e casar-se com um americano (ou americana).
E ela poderia explicar melhor o que significa ter "mais instrumentos para melhorar as relações com Barack Obama." Seria agilidade no genuflectir?
Exemplo: o Brasil poderia concordar com o golpe em Honduras.

Responder

    Werner_Piana

    06 de dezembro de 2010 às 08h46

    é… parece que a politica externa de Dilma será mais semelhante à de FHC que a do Presidente Lula com Amorim e nossa independencia. Estamos começando mal…

    AlderOeSilva

    06 de dezembro de 2010 às 09h10

    Ela é uma daquelas colonizadas que ainda se deslumbram com o Tio Sam. Fazer o que?

easonnascimento

06 de dezembro de 2010 às 07h50

Cada divulgação de documentos que surge no Wikileaks, é um Deus nos acuda. O pessoal de comportamento nos bastidores, diferente dos oficiais, se sentem nus, a cada publicação. Quanto sufoco hem? Quanto ao nosso Ministro da Defesa, me parece ser mesmo o centro das atenções, em se tratando de falar o que não deve.
http://easonfn.wordpress.com

Responder

    Aristharco

    06 de dezembro de 2010 às 12h09

    O bicho tem a língua solta… não resiste a uma fofoquinha… quando abre a boca saem bufos…
    Fora Johnbim!

ana cruz

06 de dezembro de 2010 às 07h41

Puxa saco profissional. O Johnbim ta babando…

Responder

tania lazes

06 de dezembro de 2010 às 07h12 Responder

Melinho

06 de dezembro de 2010 às 07h12

Jobim sempre fazendo m…. E vai ter a oportunidade de continuar fazendo no governo Dilma.

Uma lástima a escolha de Jobim para continuar no governo Dilma. Esse cara é um traíra e não merece a menor confiança.

Estamos desperdiçando uma ótima oportunidade de se ver livre desse sujeito.

Responder

a barbosa filho

06 de dezembro de 2010 às 05h25

Cada dia fica mais insustentável a situação do ministro Nelson Jobim. Nessas manifestações, ele tenta criar animosidade dos Estados Unidos contra o Brasil! Nunca se viu isso, um quinta-coluna em pleno governo federal, setor estratégico, estimulando desconfianças contra seu próprio País!
Se esse cidadão for confirmado ministro da Presidenta Dilma, começaremos período de turbulências muito sérias.

Responder

David R. da Silva

06 de dezembro de 2010 às 03h55

Essa elite entreguista tem quer ser expropriada da Cidadania Brasileira. Bando de lesa -Pátria. Bandidos!. de Belo horizonte.

Responder

Marcos Roma Santa

06 de dezembro de 2010 às 02h40

Este senhor me causa profundo asco.

Responder

Alice

06 de dezembro de 2010 às 02h20

O Celso Amorim disse que o Hugo Chávez "late mais do que morde"…
Ô, Amorim! Por que no te calas!

Responder

    Maria Lucia

    07 de dezembro de 2010 às 00h43

    Não é xingamento não Alice!
    Acho até simpático. O cão late porque tem que alertar do mal, mas como não é violento nem louco, não morde!
    O Celso é muito boa gente!
    Isso é um modo de falar, apenas. Nada de ofensivo. Ele e o Chávez são grandes amigos.

Hamilton S.L. Soares

06 de dezembro de 2010 às 00h51

A partir do momento que um pais tem em seu comando cidadaos que por baixo dos panos representam interesses de outros paises podemos afirmar que nisso nao existe soberania de forma alguma. Soberania eh a base da existencia e preservaçao das diversas naçoes e suas culturas, seus proprios problemas, seus costumes, seus objetivos, suas representatividades e importancias perante os demais, assim como existiam, e ainda existem, tribos (naçoes) indigenas e povos como Mais, Incas, etc…Caso contrario, melhor fazer como Porto Rico, por exemplo, que era um pais e hoje eh um estado dos EUA em que a moeda eh o dolar norte americano e os cidadaos sao100% norte americanos, com direito a voto e tudo mais!

Responder

Angelo Frizzo

06 de dezembro de 2010 às 00h35

O único perigo para a A.Latina e para o MUNDO é os estados unidos.Com o seu terrorismo de estado e invasões genocidas pelo mundo todo. Estou começando a achar que esse wikileaks e "plantado " por eles para provocar desentendimentos entre as nações.

Responder

    Reginaldo Batista

    06 de dezembro de 2010 às 07h29

    Observem uma coisa que está acontecendo: Qual a notícia relelevante que este wikileaks mostrou. Só fofocas, coisas perfuntórias! Vocês acreditam que este Site tem 400.000 Documentos confidenciais? Até agora só mostrou seis e assim mesmo só conversa de comadres. Quem tem acesso a este mundão de documentos teria que mostyrar coisas muito mais importantes. Dá para desconfiar que este Site é só para intrigar as nações entre si! Vejam sé não é isto!

    raul soares

    06 de dezembro de 2010 às 08h57

    wikileaks/telavive
    está lá no grupo beatrice.

Urbano

06 de dezembro de 2010 às 00h32

No entanto, o amarechalado é uma enorme ameaça ao Brasil, um verdadeiro quinta-coluna.

Responder

francisco p.neto

06 de dezembro de 2010 às 00h25

É incrível o nível de servidão do senhor Jobim aos EUA.
Chega a ser patológico, ou então, outra coisa que nós não sabemos o que é. Ou desconfiamos?
Eu desconfio mas não posso falar.
E esse cara ainda tem chances de continuar ministro da defesa dos EUA… desculpe, do Brasil?

Responder

Luiz G. Simões

06 de dezembro de 2010 às 00h17

Johnbim foi o pior ministro que esse País já teve, todas as suas ações como ministro foram desastradas,
principalmente no caso, dos grampos feito pela polícia federal, quando o chefe da polícia federal, o ilibado
Paulo Lacerda, foi afastado daquele orgão de maneira humilhante e, após todas as investigações concluidas, esse traidor não teve a humildade de pedir desculpas, se tivesse vergonha na cara, pediria demissão.
Agora com mais esta, a presidente Dilma deveria reunir-se com Michel Tenmer e nomear outro para o cargo
de ministro da defesa, chega de traíra!

Responder

Rafael Patto

06 de dezembro de 2010 às 00h15

FORA JOBIM!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Responder

Bruno

05 de dezembro de 2010 às 23h58

Fora Jobim!!!!!!!!

Responder

Nilson E da Silva

05 de dezembro de 2010 às 23h58

Olá,
Alguém já perguntou para presidente eleita Dilma porque o Jobim continua no governo dela. Eu não quero saber a opinião do Lula que já pode ser considerado um ex-presidente, mas da presidente que foi eleita por quase 60 % de votos sobre uma assunto que a cada dia fica mais incomodo para se administrar. Afinal de contas o Jobim não é nenhuma assumidade e todos servidores de qualquer governo são substituíveis.
Afinal, porque ele fica???? Essa pergunta não quer calar!!!

Responder

El Cid

05 de dezembro de 2010 às 23h42

… a única justificativa que encontro para o Lula e a Dilma no caso do Johnbin é aquela máxima do Sun-Tzu: “mantenha seus inimigos próximos”…

Responder

    Scan

    06 de dezembro de 2010 às 14h11

    Continuando:
    …mas longe do poder."

Leonardo

05 de dezembro de 2010 às 23h35

WikiLeaks: Amorim diz a americanos que Chávez 'late mais do que morde'

"A orientação política de Hugo Chávez não é a do Brasil, mas os brasileiros não se sentem ameaçados por Chávez. (…) O isolamento não é uma solução para Chávez. Ele late mais do que morde", diz Amorim em uma nota de março de 2007.

"Não queremos isolá-lo, queremos falar com ele, mas ele não negocia conosco", respondem os americanos.
http://oglobo.globo.com/mundo/mat/2010/12/05/wiki

Responder

Polengo

05 de dezembro de 2010 às 23h20

Muitos tinham já cantado a bola.
As atitudes do infeliz indicavam para isso.
Agora, esses documentos.

Pelo amor de deus, a gente não precisa desse sem-honra, sem-vergonha, sem-moral e sem princípios.

Responder

Cícero

05 de dezembro de 2010 às 22h46

Realmente, não dá pra entender a permanência do Jobim 'traíra' no Ministério da Defesa.

Responder

Henrique

05 de dezembro de 2010 às 22h42

“…Apesar de você
Amanhã há de ser
Outro dia
Eu pergunto a você
Onde vai se esconder
Da enorme euforia
Como vai proibir
Quando o galo insistir
Em cantar
Água nova brotando
E a gente se amando
Sem parar…”

Apesar de você
Chico Buarque/1970

Responder

rita lelis

05 de dezembro de 2010 às 22h36

acho que, depois desta gafe, que não é uma simples gafe, a nova presidente encontrou a saída para o defenestramento rsrsrs… do grande jobim. eu agora deixo uma pergunta: quem quer ser estados unidos? eu juro que eu não quero.

Responder

Roberto Locatelli

05 de dezembro de 2010 às 22h30

Johnbim, GO HOME!

Responder

maísa paranhos

05 de dezembro de 2010 às 22h29

Presidente Dilma, não governe com o Jobim. Ela nada tem a ver com o que fez o povo delegar o poder em suas mãos para a Presidência da República.
Ele não atende aos interesses nacionais em aos latino-americanos. O Jobim é permanência do Golpe de 64, da Ditadura Militar, do ideário oligárquico da UDNTUCANA.
Representa, este senhor, tudo o que existe ainda de nefasto em nosso País e que a História se encarregará de não deixar cair em esquecimento: nossos torturados, humilhados e ofendidos, que lutaram por um Brasil soberano e solidário.
Este senhor, Presedente, é o avesso do que queremos para o Brasil e que fez o nosso povo elegê-la NOSSA PRESIDENTE!

Responder

Bertold

05 de dezembro de 2010 às 22h27

É lamentavel amigos mas o site do PT está censurando escandalosamente em seu site todos os comentários de militantes e filiados que não concordam com a permanência de nelson Jobim no governo da Dilma. Passam tesoura aos que escrevem a frase "Fora Jobim".

Responder

    Edemar Motta

    06 de dezembro de 2010 às 14h52

    O amigosdopresidentelula também censurou comentário meu desfavorável a Jobim. Confiança diminuindo, pena.

    Luiz Reis

    06 de dezembro de 2010 às 19h58

    Quer saber? Eles que fiquem com os tucanos então! Parei!

paulo rafael pizarro

05 de dezembro de 2010 às 22h21

Fora Jobim, vamos engrossar esse coro.

Responder

    Reginaldo Batista

    06 de dezembro de 2010 às 07h33

    Jobin fora já!
    Vocês já viramo jobin abraçados com Serra? Pois é, eu ja vi!

mac

05 de dezembro de 2010 às 22h01 Responder

ebrantino

05 de dezembro de 2010 às 21h52

Acho que Vi o Mundo não está deixando bem claro que esses despachos são de diplomatas ou funcionários americanos dirigidos aos seus chefes, apenas. Atribuem ao Amorim, ao Pres. da Embraer, ao Jobim, determinadas coisas. Deus me livre, e nos livre a todos, se tivermos de ser julgados pelo tititi, isto pelo que dizem que disseram que nós teríamos dito. Nenhum de nós ficaria com o emprego, com os amigos, e quem sabe com a esposa. Vamos deva
gar com esses julgamentos baseados em coisas tão frágeis.

Responder

Fernando

05 de dezembro de 2010 às 21h51

A presença deste agente do imperialismo yankee é uma das maiores manchas do governo Lula.

Responder

paulo chacon

05 de dezembro de 2010 às 21h32

Está provado. O Jobim é traidor. Cuidado Dilma, ele não pode ser seu ministro, sob pena de trair seu governo. Ele é tucano e como todos eles, um canalha.

Responder

    Aristharco

    06 de dezembro de 2010 às 12h13

    Na hora que o bufão chega atenção, muita atenção, tratem de mudar de assunto o traira chegou.

luisa

05 de dezembro de 2010 às 21h31

O Brasil não, a elite brasileira que tem essa neurose horrenda!

Responder

Aline

05 de dezembro de 2010 às 21h26

Misteriosíssima essa presumível permanência de Johnbim. Será que já houve um golpe de Estado e nós não percebemos?

Responder

    Maria Lucia

    07 de dezembro de 2010 às 00h46

    Deve ser por aí, Aline!
    Precisamos cuidar da formação dos nossos militares para evitar que eles se encantem com johnbins e que tais.

Uélintom

05 de dezembro de 2010 às 21h20

Péraí, péraí… não estou entendendo. Não eram mensagens de diplomatas americanos para seu governo? Essas foram mensagens de Amorim e Johnbim diretamente para o Governo Americano ou são interpretação de diplomatas em seus telegramas para Washington?

Responder

Monteiro

05 de dezembro de 2010 às 21h13

Azenha, me responda: Como é que Dilma vai poder encarar o Chaves, se mantiver o Jonhbim no seu governo ?
A unidade Sul Americana está correndo sério perigo.
Se a Dilma quiser uma america-latina unida, forçosamente terá que deixar de lado, o ministro da defesa de Lula.
Azenha, eu sou um aposentado, viciado em participar dos blogs "sujos", mas vou lhe dizer com toda sinceridade: se Jobim continuar ministro, eu vou vender meu notebook e não quero nunca mais ouvir falar de política, vou ocupar meu tempo, trabalhando na Loja do meu filho.

Responder

    Matheus Solano

    05 de dezembro de 2010 às 22h28

    Pra quem vai ter que agüentar mais meia década do clã Sarney dando as cartas nas Minas e Energia, o Ministério da Defesa Elisabeth II, é café pequeno.

    Luiz Reis

    06 de dezembro de 2010 às 19h54

    Monteiro, estou contigo e não abro! Não foi para isso que fiz campanha e dei meu orgulhoso voto, não foi! Se eles não têm vergonha na cara, eu tenho!

Claudio Ribeiro

05 de dezembro de 2010 às 21h02

Jobim é mais um dos prepostos do imprério que estão locados no país…
http://palavras-diversas.blogspot.com/2010/06/uma

À serviço do boss que ajudou a derrubar Zelaya e tentar dividir a AL…

Responder

Gersier

05 de dezembro de 2010 às 21h00

"Uma outra mensagem do governo americano chega a afirmar que “o Brasil tem uma necessidade quase neurótica de ser igual aos Estados Unidos”.
Eles é que pensam assim porque nós os brasileiros,temos é uma verdadeira orgeriza pelas atitudes arrogantes dos mesmos.Nós brasileiros amamos esse Brasil com todas as suas belezas e com todos os seus problemas.Não se pode julgar a maioria dos brasileiros pelas atitudes de uma pseudo elite babaca, de um PIG pelego e seus ministros emplumados,ou os "jonh bins" da vida.Esses sim,adorariam se fossemos o quintal dos do norte.

Responder

    Paulo

    06 de dezembro de 2010 às 13h39

    Pois é.. são eles que sempre querem nos rebaixar para sempre ficarmos a serviço deles.. se acha que eles querem competir conosco.. eles sabem que temos potencial.. e ficam nessa de sempre pensar que precisamos deles.. é eles que precisam de nós.. eheheheh

Marcelo

05 de dezembro de 2010 às 20h56

Presidente Dilma, pelo amor de Deus demite este cara.

Responder

    Jairo_Beraldo

    05 de dezembro de 2010 às 21h06

    E pelo amor de DEUS, reveja também os indicados para a Casa Civil e para o Ministerio da Justiça!

    Reginaldo Batista

    06 de dezembro de 2010 às 07h41

    Vocês sabiam que a "boca pequena" que o Jobin estava esperando para ser convidado para ser o Vice do Serra? Só não foi porque o Serra ficou mal nas pesquisas e o Pmdb no seu oportunismo (Temmer na frente) preferiu dar seu apoio a Dilma. Observem o comportamento dos trairas do Pmdb nas eleições anteriores . O Pmdb é vira folha,
    A nossa Presidente tem que ter muito cuidado com este pessoal. Temmer é traidor, é um vendido. É um Fariseu! E este Jobin é outro!

Leider_Lincoln

05 de dezembro de 2010 às 20h55

Ah, por muito0 menos que isso não mandaram um outro infeliz traidor embora? Jobim deve ser demitido!

Responder

    Jairo_Beraldo

    05 de dezembro de 2010 às 21h05

    Vc escreveu o meu pensamento. E mais…o que sustenta este meliante no seu cargo? Seria a parte nebulosa do governo Lula, a paralisação da Operação Satiagraha?

    El Cid

    05 de dezembro de 2010 às 23h45

    Leider, Johnbim afirmou aos americanos que a Chaves e a Venezuela são uma ameaça a região, Pergunta; Depois dessa a Dilma ainda vai manter ele lá ??

sergio

05 de dezembro de 2010 às 20h51

Como sempre jobim dando bola fora.

Responder

Conceição

05 de dezembro de 2010 às 20h48

Quanto ao Jobin, só imagino um "abaixo assinado":
FORA JOBIN.
Será que adianta?
O que será que não sabemos…

Responder

    Fefeo

    06 de dezembro de 2010 às 09h26

    Boa idéia do abaixo assinado Fora Johnbim !! Eu assino.

TARCÍLIO MESQUITA

05 de dezembro de 2010 às 20h48

Nenhum país realmente soberamo faz compra de tão elevado vulto sem que haja transferência de tecnologia, de forma a lhe garantir a manutenção dos equipamentos, após o período de garantia, em tempo hábil e a custos bem mais baixos. Além disso, o repasse da tecnologia favorece uma possível futura substituição de importações por produtos fabricados internamente, poupando divisas, ofertando mais vagas aos trabalhadores nacionais e evitando o pagamento de royalties.

Responder

    Morvan

    05 de dezembro de 2010 às 21h46

    Com toda a razão, Tarcílio. Mas tem um aspecto que o Iraque já sentiu na prática: e numa guerra com o império, o que garante que eles, os estadunidenses, não vão retroutilizar a tecnologia destes aviões contra nós? Resposta: nada. Iriam, sim! Transferência de tecnologia é, sine qua non, um imperativo para um país [verdadeiramente] soberano. Nós sabemos disso; o John Been também.

    Saudações AntiAlcaguete,

    Morvan, Usuário Linux #433640

    Heitor Rodrigues

    06 de dezembro de 2010 às 06h53

    É isso aí, Morvan. A Venezuela possui algo como cem caças norte-americanos no chão, por falta de manutenção. Os yanques recusam-se a cumprir o contrato assinado. E, ainda acham que ´os líderes brasileiros acreditam que êles, os yanques, recusam a transferência de tecnologia`. É o fim da picada.

Guilherme Souto

05 de dezembro de 2010 às 20h47

O estranho é que o que tem de constrangedor – pelo menos o que eu li aqui e ali – só diz respeito à Venezuela, Brasil, França, China, Coréia do Norte, e um outro tantos países que, de uma maneira ou outra, tem divergência mais pesadas com os Estados Unidos.

Fico me perguntando… No meio de tantos documentos não teria algum que apontasse as relações com Japão, Coréia do Sul, Inglaterra. Sei que são países que se alinham com o império, mas será mesmo que não tem nada, mesmo que apontando algo sobre como esse alinhamento se dá?

Responder

    H. C. Paes

    05 de dezembro de 2010 às 21h16

    Nada disso, os documentos da embaixada na Inglaterra que descrevem a subserviência dos ingleses, especialmente do partido conservador, estão provocando um escândalo por lá, e um funcionário de segundo escalão do ministério da defesa alemão acaba de cair. Os documentos atiram para todos os lados.

    Bernardeth Arcanjo

    06 de dezembro de 2010 às 07h44

    Acho este site wikilead uma jogada suja dos Estados Unidos. Eles estão tentando intrigar as nações!

    raul soares

    06 de dezembro de 2010 às 09h07

    Ou um golpe de desespero de Israel?
    wikileaks zionist poison !

    Malaquias

    06 de dezembro de 2010 às 14h49

    Huahauhaua…sim…só se for uma jogada de uma bola de boliche no próprio pé.
    Ah…e os gringos causaram o terremoto no Haiti também, através de uma bomba hyper-ultra-sônico-nuclear-impactante.
    Huahauahaua…tá virando blog de humor.


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding