VIOMUNDO

Diário da Resistência


Você escreve

Minas Sem Censura: A boiada passa, só aí Anastasia fecha a porteira


20/05/2011 - 15h59

A BOIADA PASSA E SÓ AÍ ANASTASIA FECHA A PORTEIRA

Depois de cobranças do MSC, Anastasia reage… atrasado e mal!

do site do Bloco Minas Sem Censura

Depois várias cobranças dos deputados do Minas Sem Censura acerca de suas ilegais “designações” de chefes de autarquias, o governador tucano de Minas Gerais, Antônio Anastasia, apresentou o decreto 45.604 que, dentre outras exigências óbvias, impõe aos nomeados para cargos em seu governo a ridícula atribuição de se declarar “ficha limpa”, em até 30 dias após nomeação.

Ora, esse é um instrumento inadequado de regulamentação da “Lei Ficha Limpa”. Em Minas foi aprovada Emenda Constitucional, em Dezembro (EC 85) determinando que é por Projeto de Lei Completar (PLC) que se procederá sua regulamentação, e não por um simples decreto.

O governador tucano, mostrando senso de oportunidade publicitária e midiática, saudada com pompa pela mídia tucana estadual e nacional, comete – portanto – mais uma violência com a verdade e com os trâmites institucionais. Antes, é bom que se registre: semelhante proposta de Emenda Constitucional já fora aprovada na Assembleia Legislativa do Mato Grosso do Sul, de iniciativa do deputado Paulo Duarte (PT), com teor bem mais amplo bem mais “preventivo” e não teve a repercussão necessária. O governo tucano alega ineditismo onde não há. Exemplo de desonestidade política e intelectual.

Agora vem Anastasia colocando em movimento sua máquina de autopromoção.

Primeiro que, sendo governador em dezembro de 2010, poderia ter enviado um Projeto de Lei Complementar, regulamentando, em âmbito do estado, a citada EC. Não o fez e foi por pressão de sua própria base, que discutia os cargos que ocupariam ou indicariam. E o faz agora, pressionado pelas denúncias do MSC.

Segundo, ao arrepio de determinação da própria EC 85, ele apenas criou um “decreto”, com objetivo único: gerar um factóide. Um daqueles que notabilizaram a máquina de “produção da imagem” de Aécio Neves.

Mas ele poderia ter inovado. Ter destacado exigências preventivas, para evitar sustos depois de sentenças “transitadas em julgado”. Como na proposta do deputado petista do Mato Grosso Sul, que exige a aferição da “ficha limpa” no ato de nomeação. Mas preferiu não fazê-lo. Ou mesmo poderia ter acatado a EC 85 que veda, de plano, a nomeação de “ficha suja”. Ao contrário, nomeou alguns.

Há uma racionalidade em suas atitudes. Ele despreza o parlamento ao ponto de nem sequer nomear assessores qualificados para o assistirem na relação com o poder legislativo.

Os nomes abaixo relacionados integraram, integram ou foram convidados (e depois desconvidados) para compor as equipes de governo nas gestões Aécio/Anastasia. E o assombram agora. Acordos políticos prévios, costurados pelo então candidato a senador Aécio Neves impuseram vários vexames ao atual governador.

Como se verá, não são apenas “três” as escorregadas dos tucanos em Minas. Vejam alguns exemplos:

Ademir Lucas – (PSDB) Bens bloqueados (improbidade administrativa – Prefeitura de Contagem) – hoje diretor da Companhia de Abastecimento de Minas Gerais (COPASA)

Alexandre da Silveira – (PPS) Superfaturamento e pagamento indevido em obras rodoviárias em Rondônia – hoje é Secretário de Gestão Metropolitana do Governo Anastasia, pelo simples fato de que Aécio queria que seu suplente no PPS (Humberto Souto) assumisse uma vaga.

Edmar Moreira – (PR) O ex-deputado do Castelo – convidado a presidir a Minas Gerais Participações (MGI), foi publicamente “desconvidado” depois de denúncia.

Elmiro Nascimento – (DEM) Improbidade administrativa. Ação Civil Pública para que ele devolva 450 mil reais aos cofres públicos, por ter desviado funcionários de seu gabinete parlamentar para uma empresa privada. Hoje é Secretário de Agricultura.

Humberto Candeias – (PSL) Ex-presidente do Instituto Estadual de Florestas (por sete anos dos dois governos de Aécio Neves). Acusado pela Polícia Civil e Ministério Público de ter liderado um esquema que rendeu 12,5 milhões de Reais, envolvendo uma variedade de crimes: extorsão, fraudes, improbidade etc.

Manoel Costa – (PDT) Titular da Secretaria Extraordinária da Reforma Agricultura e pessoas acusadas de cessão e uso irregular de terras públicas. Valor bloqueado das contas dele e demais acusados: 22 milhões de Reais.

Shelley Carneiro – (PSDB) Ex-secretário adjunto do meio ambiente, gov Aécio. Improbidade administrativa à frente da respectiva secretaria (hoje assessora da CNI).

Tadeu Mendonça – (DEM) Ex-prefeito de Três Pontas, condenado pelo TCU: improbidade administrativa. Ocupa o cargo desde o governo Aécio Neves, para o qual foi convidado a permanecer pelo governador Anastasia (a presidência do Instituto de Metrologia e Qualidade – IPEM). Exonerado, depois de denúncia da imprensa.

Wellington Magalhães – Ex-vereador (PMN), cassado por compra de votos. Nomeado diretor da Administração dos Estádios (ADEMG) e demitido após denúncia.

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



48 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

betinho2

23 de maio de 2011 às 19h16

Falando em Sem Censura, uma constatação em relação ao Blobo (blog) do Chirico Serra. Criou uma nova maneira de fazer censura sem que o comentarista saiba que foi censurado. Explico:
Ao postar o comentário não aparece nenhuma informação de que passará na moderação, aparentemente foi publicado. Porém não é aprovado, se você for lá verificar consta como publicado. Se voce trocar de navegador e entrar na página, o comentario não aparece. Os que postei com o Explorer estão lá, entrando com o Mozila eles desaparecem, e vice versa. Mais uma malandragem do Chirico.

Responder

João

22 de maio de 2011 às 04h07

Enquanto isso, aqui no Paraná, que é Governado (?) pelo Senhor Beto Richa, DO PSDB, ainda há um secretário (que eu saiba, um) ficha-suja nomeado.
Por que o PSDB não comenta isso? Por que o PSDB não pergunta ao Beto Richa se o mesmo é contra a liberdade de imprensa?
Depois a D. Judith vem dizer que a mídia faz papel de oposição. Pudera! Com uma oposição como a do PSDB/DEM não há do que Dilma ter medo. A não ser de um tal Ministro que amealhou um bom dinheiro e comporou um apartamento de mais de 6 milhões….Mas, este ministro (minúsculo mesmo), espero, está com os dias contados, pois não votamos na Dilma para ter o Paloffi por lá.

Responder

Mirtez

22 de maio de 2011 às 03h57

Petistas de Minas ficaram 8 anos em côma. Acordaram tarde.
Tia Nastácia não é Aécio. O mesmo vale pra Dilma, ela não é Lula.
Segura, peão, que o touro vai pular.

Responder

Yarus

22 de maio de 2011 às 02h10

http://osamigosdobrasil.com.br/2011/05/21/quem-vo

"“Quem vota na gente sabe que nomeamos parentes”, diz filho de Richa

… Agora todo mundo sabe, quem votou e quem não votou. Mas quando o papai Beto Richa (PSDB/PR) era candidato, o eleitor não sabia. O tucano não disse nada sobre isso na campanha.

Marcello Richa, filho do governador tucano do Paraná, tem 25 anos e não se formou ainda, no curso de direito.

No Paraná, é notícia corrente que sua formatura foi atrasada ao ser reprovado em uma monografia, porque foi pego com a boca na botija “colando” da internet, copiando um texto de um estudante baiano (*).

Com esse currículo, vá lá que ele conseguisse um estágio não remunerado na Prefeitura de Curitiba (uma espécie de pena alternativa), mas com o pistolão do papai, foi premiado com a nomeação para a poderosa Secretaria Municipal do Esporte, Lazer e Juventude da capital paranaense, uma das principais metrópoles do Brasil.

A pasta ganha importância com a Copa da Mundo de 2014 (Curitiba será uma das cidades-sede), e mexe com dinheiro público polpudo para deixar na mão de um aprendiz (mesmo que ele resolva só assinar e aparecer para os holofotes, e “cole” o trabalho de outro gestor, pago para ficar nos bastidores).

Em entrevista ao portal Ig (aqui), o filho do governador tucano, soltou as seguintes pérolas:

“Acredito que tudo tem que se basear na meritocracia… A meritocracia sempre esteve presente na gestão Richa…”

Comento: Ahh.. tá! Então na Prefeitura de Curitiba não existem centenas de funcionários ou quadros com muito mais méritos do que o filho que tem nível de estagiário?

Outra pérola foi:

“Inclusive agora em 2010, todos aqueles que confiaram o voto ao governador Beto Richa tinham clara consciência de que tanto minha mãe como meu tio Pepe fariam parte da administração”

"Comento: Não sabiam não. A grande maioria do povo que votou não gosta privilégios e nepotismo. Quando o papai Beto Richa era candidato não disse nada sobre isso na campanha."

TRADUZINDO: VOTO EM NÓIS , AGORA NÓIS VAI FERRAR VOCÊIS.

Responder

Alvaro Tadeu Silva

22 de maio de 2011 às 00h42

Vicente Leporace era um radialista paulista que tinha um programa de grande audiência nos anos 60. Baixava o pau no Roberto Campos, ministro do Planejamento da Ditadura, e quando o próprio aparecia no programa (ao vivo), babava todos os ovos do homem. Vivia elogiando o governador da época, que assumiu após a cassação do Adhemar de Barros. O homem era Laudo Natel, vice de Adhemar. Sampaulino doente, Quando o São Paulo contratou Gerson "Canhotinha de Ouro" e tricampeão do mundo no México, o contrato foi assinado no Palácio do Morumbi, sede do governo do estado. Esse traveco "Carmem", usa o nome de uma heroína de ópera e sobrenome de suposto crítico da Ditadura. Uma ópera bufa, pois pois.

Responder

Luisc

21 de maio de 2011 às 18h36

Aécio pratica a política mais tradicional, com ares de contemporaneidade. Ou seja, supostamente mais meritocrática, menos "política", menos partidarizada, enfim, pós-política. Besteiras. Ele é um político "plástico". Vai se moldando a todo e qualquer projeto de lhe viabilize ter poder. Hoje a sua moda é o privatismo. Mas poderia ser o estatismo. Isso para ele é irrelevante. Enfim, o perigo que ele representa é esse: como político moldável, se houver uma saída à direita, com golpe, com restrição de liberdade, mas com aparência de democracia, ele é "tudo de bom" para a direita. Afinal, ele fez de Minas um laboratório.

Responder

Julio Silveira

21 de maio de 2011 às 17h44

Fico impressionado com a facilidade com que alguns são tão ardorosamentes criticos, quando vem das hostes contrarias os maus feitos. Mas tão lenientes quando os mesmos mau feitos vem de correligionários ou de seus idolos de pés de barro. Ainda que hajam alguns participantes do blog, hipocritamente intencionados, que aproveitam para desancar seus recalques por terem também em suas defendidas hostes enorme quantidade de maus cidadãos, já reconhecidos pela sociedade como tal, ainda assim me envergonharia ter que defraudar a bandeira da igualdade no mal feito. São por atitudes como essas que a politica no Brasil está virando um saco de gatos onde tudo pode ser justificado, a ética sacrificada, desde que algum beneficio a sociedade seja dada em troca. Parece que convivemos tanto com o regime do trafico, ou o sistema rouba mais faz, que passamos a acreditar serem essas as unicas formas de fazer politica ou considerar-se postura politca adequada. Triste do meu país, com essa cultura se firmando na sociedade.

Responder

Rogério Correia

21 de maio de 2011 às 14h42

Reitero aqui trecho do post do MGsemcensura:
"Quantitativa e qualitativamente os mal feitos dos tempos de privatização das teles, da energia, da Vale, das Siderurgias, dos bancos estaduais etc são uma cordilheira dos Andes perto do Pão de Açucar."
O deputado Adelmo Leão (PT) participou da apuração dos fatos inerentes à venda de ações da CEMIG para a AES. Foi um escândalo. Desde então a CEMIG é uma "caixa preta" que merece ser aberta. Aliás, ela integrou o laboratório, onde se criou o mensalão.
É bom lembrar os tentáculos de Aécio Neves em Furnas, com seu pai e com Dimas Toledo.
Na semana que vem vamos apresentar mais um escândalo cabeludo sobre a CEMIG.
Rogério Correia – dep estadual – Líder do Bloco MSC na ALMG

Responder

    Professor Cirino

    23 de maio de 2011 às 18h31

    Prezado deputado, recomendo dar uma olhada nos contratos da Secretaria de Educação feitos com dispensa ou inexigibilidade de licitação com valores enormes e com favorecimento de amigos da antiga secretaria, seu adjunto e subsecretárias. Pode começar com o daquela mesma empresa que ajudava o Arruda em Brasília.

edu

21 de maio de 2011 às 11h55

Minas não tem remédio, no único jornal com espaço para comentários, O Tempo, o único assunto que bomba é o kit gay que está sendo bombardeado pela ´tradicional família mineira´ e futebol, vai lá e dá uma olhadinha se qualquer assunto tem tanta audiência. É de chorar!

Responder

    Alvaro Tadeu Silva

    22 de maio de 2011 às 00h25

    Edu, tente saber quem é o responsável por esse jornal (O Tempo). Você vai chorar de raiva, pode ter certeza.

Coutinho

21 de maio de 2011 às 11h30

Mas, reconheçam o pioneirismo do mensalão. A mídia não fala.

Responder

Neila Batista

21 de maio de 2011 às 10h28

É de Minas que as "elites" pretendem retirar seu nome para a retomada do neoliberalismo "reciclado" para 2014. Debater a "produção" desse boneco de ventrículo do "neoneoliberalismo" é dever político, cívico, ético, ideológico.
Os indícios de ocultação de patrimônio dele deveriam escandalizar a Folha de São Paulo e similares. Mas, não escandaliza. O "moralismo" seletivo do PIG é nojento.

Responder

Gerson Carneiro

21 de maio de 2011 às 09h11

É o jeito PSDB de governar.

Em São Paulo o Geraldo Alckmin mantém, de favor, o cunhado, Paulo César Ribeiro, e o presidente da Assembléia Legislativa, Barros Munhoz, igualmente envolvidos em esquemas de corrupção.

Responder

Carmem Leporace

21 de maio de 2011 às 08h29

Um grande exemplo de HONESTÃO e grande ""amigo""" do ""povão""…esses são os socialistas do dinheiro alheio, esses são os esquerdistas do Black Label…

Vice prefeito do PT foi curtir com o dinheiro roubado do """povão"" um Rolidei na Espanha, quando chegar, vai direto pra cadeia onde é o seu lugar.

Força-tarefa prende 12 em Campinas; vice-prefeito, do PT, está foragido; prefeito, do PDT, corre o risco de impichamento.

Estadão:

Força-tarefa do Ministério Público, Polícia Militar e Corregedoria da Polícia Civil prendeu ontem 12 suspeitos de envolvimento em organização criminosa para desvio de recursos públicos, corrupção e fraudes em licitações da Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento S/A (Sanasa), em Campinas (SP). A operação, deflagrada às 6 horas com base em ordem judicial, mobilizou 130 policiais e 30 promotores que cercaram a invadiram o prédio da prefeitura. Oito investigados conseguiram escapar – o vice-prefeito Demétrio Vilagra (PT) está na Espanha e será detido ao retornar ao País.

O alvo principal da investigação é Rosely Nassim Jorge Santos, chefe de gabinete e mulher do prefeito Hélio de Oliveira Santos, o Dr. Hélio (PDT). A promotoria suspeita que Rosely comandava pessoalmente a rede de empresários e servidores e direcionava processos de concorrência para obras de grande porte da autarquia de águas, além de contratos celebrados com empresas de segurança, conservação e limpeza. Ainda não há dados sobre o montante do rombo.

Depoimentos indicam que Rosely recebia propinas de 5% a 7% do valor supostamente desviado de cada contrato. A promotoria apreendeu com uma testemunha, na fase de investigação, planilha manuscrita em que o nome da primeira-dama é citado ao lado de grandes valores. O documento, juntado aos autos do inquérito, mostra uma divisão de dinheiro para integrantes da organização criminosa.

A força-tarefa apreendeu documentos e dinheiro em espécie, R$ 114 mil. Na residência do vice-prefeito, foram encontrados R$ 60 mil; na casa de Henrique Pinto, R$ 24 mil; no porta-malas do carro de Ricardo Candia, R$ 30 mil. Foram apreendidos computadores, duas carabinas e duas pistolas.

Os promotores sustentam a existência de “desvios milionários de verba pública”. Removidos por homens da Rota do prédio-sede da Corregedoria da Polícia para o Instituto Médico-Legal, os acusados foram vaiados, aos gritos de “ladrão”, “sem-vergonha” , “safado”.

E agora rapaz??? vão dizer o que defensores do povão??? vocês gostam do povão mas é pra isso que vai acima… querem é pilhar, enganar, roubar e ter o poder.

Não enganam mais ninguém.

Responder

    Gustavo

    21 de maio de 2011 às 14h35

    é bom o salário??

    Leider_Lincoln

    21 de maio de 2011 às 15h57

    E o Anastasia? Faz assim, troll: há gente honesta até no DEM, por que não haveria desonestos no PT? Quer dizer agora que são iguais? Faça-me rir! O PT, por exemplo, não precisa contratar trolls…

    Alvaro Tadeu Silva

    22 de maio de 2011 às 00h31

    Quem participou das investigações? A polícia estadual, o Ministério Público estadual, todos devidamente simpatizantes do PSDB. Não levo fé nessa gente. Até agora esses procuradores estaduais não descobriram se houve propinas no metrô paulista, mesmo com as denúncias do Ministério Público suíço, mais as acusações de um jornal aliado, de ter havido acerto nas licitações das obras. O MP estadual não vê motivos para investigar.A Carmem Leporace, travesti assalariado do PSDB, fica o tempo todo dando plantão nos blogs de esquerda, querendo fazer valer seus pontos de vista vejísticos. (Aquela revista impressa com tinta excremental).

Leider_Lincoln

21 de maio de 2011 às 08h12

Cadê o Klaus? Terceirizou a "defesa" do tucanato para um troll?

Responder

    Yarus

    21 de maio de 2011 às 16h21

    Klaus, como todo bom tucano, privatizou a trollbrax, pegou o dele, e passou a presidência para seu Carmem.

    El Cid

    21 de maio de 2011 às 21h05

    deve tá escondidim num barzim aki em BH, Leider… ou comprando os remédios para a "madame trol" (que dispensa apresentações)…

SILOÉ -RJ

21 de maio de 2011 às 00h27

Esse sim!!! É o verdadeiro estouro da boiada!!!
Não tem cancela, porteira, ou cerca, que resista a tantas falcatruas, se exigir mesmo ficha limpa, não vai sobrar nínguem pra governar.

Responder

Roberto Locatelli

20 de maio de 2011 às 23h23

Rapaz, que lista de "notáveis" o Anastasia juntou em seu governo! Imagino o que eles estão fazendo na administração…

Por isso é importante aprovar, na reforma política, o financiamento público exclusivo de campanha. Chega de políticos representando seus patrocinadores. Ao serem financiados por interesses particulares, esses políticos encaram a coisa pública como propriedade particular.

Responder

MGsemcensura

20 de maio de 2011 às 21h54

A questão não é comparar mal feitos de membros dos governos Itamar/FHC com os de Lula/Dilma. Quantitativa e qualitativamente os mal feitos dos tempos de privatização das teles, da energia, da Vale, das Siderurgias, dos bancos estaduais etc são uma cordilheira dos Andes perto do Pão de Açucar. Isso sem falar no Marka e no Fonte Cindam. Não. Esse não pode ser o rumo do embate.
O que se vê em Minas Gerais é algo que só não ganha as manchetes da Folha de São Paulo, do Estadão ou do O Globo por claro interesse político de se preservar o senador Aécio Neves. Carros de luxo em uma rádio; uso do avião de um "amigo" nomeado presidente da empresa estatal que bancou a construção da maior obra de seu governo (o Centro Administrativo); dinheiro público injetado na tal rádio. E outras coisas mais…
E mesmo essa penca de acusados de improbidade e desvios, especificados nessa matéria.
Isso não é pouco para quem divulga transparência, choque de gestão e déficit zero.

Responder

Lucifer

20 de maio de 2011 às 20h17

A questão em Minas é mais grave. A direita no Brasil tem de preservar seu "queridinho". Logo, seus moralistas não podem cobrar as apurações sobre o esquema da rádio Arco Íris, cujo pote de outro ainda guarda muito mais segredos. Rádios similares à essa valem 10 milhões de reais. Crime fiscal, de sonegação, ocultação de patrimônio e, via de consequência, eleitoral são o que indicam os fortes indícios da última farra de Aécio.
Ele estava sem renda conhecida desde maio de 2010, segundo o deputado Sávio Souza Cruz; e declarou ter patrimônio de 600 mil. Ora, quem paga as contas do cinquentão-adolescente?

Responder

    alexis

    21 de maio de 2011 às 07h15

    As contas …e tudo, são pagas pela grife "Aécio Neves". Aecim é só o menino propaganda daquela grife da direita mineira…querendo ter também projeção nacional.
    A grife banca a carreira… e as aspirações….do jovencito.

Antonio

20 de maio de 2011 às 20h13

Se gritar pega ladrão, não fica um meu irmão. O engraçado é que sabemos que os sujeitos são corruptos, mas como cidadãos não conseguimos nos morver para extrair esses párias da política brasileira. Temos que nos movimentar.

Responder

    Roberto Locatelli

    21 de maio de 2011 às 06h51

    Exato, Antonio, temos que nos movimentar. Só a sociedade civil organizada – em sindicatos, movimentos e associações – terá força para mudar o panorama, independente de qual partido ou coalizão esteja no poder.

    Werner_Piana

    22 de maio de 2011 às 10h12

    ☆ Sem acesso aos Meios de Comunicação de MASSA (rádios e tvs, jornais a preço acessível) nada irá mudar.
    Nem com banda larga popular…

    :/

    ps- até o Nassif fez post tecendo loas ao nosso Anestesia… é! Triste.

    fernando

    22 de maio de 2011 às 17h36

    Meus comentários no Nassif são publicados depois que o post está na quarta página e já sem interesse dos comentaristas porque em todos eles baixo a lenha no Aécio e no seu choque de gestão, Nassif Ama um tucano é impressionante mas quando o tucano é mineiro é paixão avassaladora e cega.

Antonio

20 de maio de 2011 às 20h11

Carmem Leporace, mostra a lista, querida.

Responder

El Cid

20 de maio de 2011 às 20h03

Ademir Lucas, diretor da COPASA ??? mas que absurdo !! esse homem lenhou os cofres da Prefeitura de Contagem…

Responder

ZePovinho

20 de maio de 2011 às 19h12

http://osamigosdobrasil.com.br/2011/05/20/lider-t

Líder tucano oculta latifúndio na declaração de bens

Sexta-feira 20, maio 2011

O líder dos tucanos na Câmara, deputado Duarte Nogueira (PSDB/SP), é um dos mais salientes conspiradores, empenhado em derrubar Palocci do ministério, mas a transparência que ele cobra à empresa privada de Palocci, ele não pratica na sua fazenda.

Ao declarar seus bens no TSE, ele descaracterizou seu latifúndio rural, maquiando a verdadeira natureza de seus bens perante o eleitor, impedindo o bom controle social.

O tucano declarou:

Descrição do Bem: HECTARES LOCALIZADO EM ITURAMA MG
Tipo do bem: Terreno
Valor do bem (R$): 178.087,29

Ora, é o cúmulo da malandragem declarar “HECTARES” sem declarar a área.

Se um deputado tem 30 Hectares no ano de uma eleição e tem 3.000 na eleição seguinte, mas ele só declara ter “HECTARES”, ele está sonegando informações essenciais ao eleitor e à justiça eleitoral, pois parece que ele não teve variação patrimonial, enquanto sua terra teria sido aumentada em 100 vezes…………..

Responder

    clovis marcos

    21 de maio de 2011 às 08h43

    Essa variação patrimonial é de 100 vezes. Esse é eficiente. Esse é um midas.É ele o minerim come quéto.

ZePovinho

20 de maio de 2011 às 19h10

http://osamigosdobrasil.com.br/2011/05/20/misteri

Misteriosa empresa de participações de ACM Neto é inapta pelo artigo 171

Sexta-feira 20, maio 2011

ACM Neto (DEMos/BA) é dono da empresa ANRE Participações e Empreendimentos Ltda.

Responder

Eduardo

20 de maio de 2011 às 18h50

Posso até concordar com vc Carmem!? Mas antes peça ao PIG para divulgar a lista do que fizeram parte no governo FHCapacho ao qual fizeram questão de ocultar pelos mau feitos no país, Pau que dá em Chico, dá em Francisco também!

Responder

    Carmem Leporace

    21 de maio de 2011 às 07h25

    Tchau mala.

    A lista do PT são todos eles..

    Aliás, o vice prefeito do PT de Campinas ainda está foragido?

ratusnatus

20 de maio de 2011 às 18h42

Carmem, existe uma pequena diferença.
Essa lista é de condenados pela JUSTIÇA e não pela Veja.

Responder

    Carmem Leporace

    21 de maio de 2011 às 07h28

    Os quarentinha estão na fila rapaz…

    Manda um abraço no Delúbio Soares…Dirceu, João Paulo, Genuino, Palocci, aaaaaaa… é toda mundo mesmo… não escapa é ninguém..

    Tchau tocador de tuba.

    O vice prefeito do PT de Campinas já se entregou??? 100 milhões roubados do """povo""" que vocês tanto amam não é mesmo???

    Ciau seu chatinho,…

Marcelo C.

20 de maio de 2011 às 18h31

Vejam o que os DEMOTUCANALHAS estão fazendo com Minas! E usam a mídia nacional para desestabilizar o Governo Dilma.

Responder

felipe augusto

20 de maio de 2011 às 18h30

Eita Minas que briga para não ser grande!!!

Responder

Luiz

20 de maio de 2011 às 18h09

Não é uma "briguinha". A luta do Bloco Minas Sem Censura contra o tucanato mineiro é como a de David contra Golias. Apenas 23 deputados contra 54 e um governo autoritário inteirinho. Anastasia só recuou, mesmo assim com atraso, por conta da blogosfera que repercute as ações do bloco. A depender do PIG mineiro a corrupção e a censura continuaão imperando. E o PT já está nesta "briguinha", junto de PMDB e PC do B. O Bloco Minas Sem Censura será o responsável por exibir ao Brasil a verdadeira face de Aécio Neves.

Responder

Gersier

20 de maio de 2011 às 17h53

Carmem Leporace,cite pra nós inocentes que apoiamos o Lula e agora a "Dilmais",algum deputado mineiro do PT envolvido em maracutaias e nomeado pelo anastasia.

Responder

Carmem Leporace

20 de maio de 2011 às 17h05

E os honestões do PT, não dizem nada?

É que a lista é infinita, nem tem como publicar… esse Nunca Dantes…

Responder

    walter araujo

    20 de maio de 2011 às 17h44

    Carmem, minha filha, isso aí é ironia?
    Voce quer que o PT entre nessa briguinha?

    Panambi

    20 de maio de 2011 às 17h51

    Como já foi dito, tu não é homem…nem mulher…mas que é idiota, isto é ponto pacífico.

    Carmem Leporace

    21 de maio de 2011 às 07h28

    O que está havendo Panambi???

    Tchau rapaz.

    Juarez Marques

    20 de maio de 2011 às 22h40

    Você não mora em minas com certeza! Sua reação não condiz com quem vive e anda por este Estado e naõ se conforma com a protituição dos meios de comunicação locais. Tenho certeza que verei todos falirem, pois é o mínimo que merecem.


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.