Fátima Souza: PCC recebe fugitivos do Rio em São Paulo

Tempo de leitura: 2 min

Comando Vermelho e PCC estão juntos em São Paulo

Fatima Souza, repórter policial

Traficantes do CV teriam recebido apoio de bandidos do PCC em São Paulo

Desde a sexta-feira, 27 de novembro, estou recebendo informações de que muitos bandidos do CV — Comando Vermelho —  que fugiram do morro do Alemão atravessaram a divisa e estão em São Paulo, onde foram recebidos pelos “irmãos” do PCC – Primeiro Comando da Capital. As duas facções criminosas mantem relações cordiais há mais de oito anos.

Trocam armas por drogas e, quando a situação fica “difícil” para alguém do PCC em São Paulo, o CV dá guarida no morro do Alemão, no Rio. E vice-versa: se o apuro for de alguém do CV ele deixa o Rio e é recebido pelo PCC em São Paulo. Situação como esta aconteceu quando o Juiz “Machadinho” foi assassinado pelo PCC, no interior de São Paulo.

Um dos bandidos, “Ferrugem” (que foi quem atirou no Juiz) foi para o Rio de Janeiro e lá, no morro do Alemão, foi recebido pelos integrantes do CV e ficou escondido por lá. Desta vez não foi diferente.

A polícia do Rio, durante três dias, ficou avisando que iria invadir o Morro do Alemão.

Deu tempo suficiente para que muitos traficantes fugissem para outros morros cariocas, ou simplesmente deixassem a cidade maravilhosa rumo à Bahia, Espírito Santo, Minas Gerais e São Paulo. A maioria deles para São Paulo, onde a facção é mais forte. Nos outros estados também foram recepcionados por representantes do PCC.

A primeira ação conjunta de PCC e CV aqui em São Paulo, segundo informações que recebi, foi o tiroteio ocorrido na Rodovia Raposo Tavares, que terminou com três policiais feridos. Os bandidos, que estavam em um carro blindado, após perseguição dispararam com fuzis e metralhadoras contra a polícia e depois saíram correndo por uma mata próxima à Rodovia.

Apesar das buscas intensas (utilizando até o helicóptero Águia) a Polícia Militar não conseguiu capturar ninguém. O carro blindado foi abandonado na pista e dentro dele havia coletes à prova de balas. Não se sabe o que pretendiam fazer os bandidos do PCC/CV com tantas armas, munição e coletes. A Polícia Rodoviária Federal está agora na divisa entre São Paulo e Rio de Janeiro, tentando impedir que mais bandidos cariocas entrem em São Paulo.

A informação de que o CV está em São Paulo foi confirmada através de uma carta que nós conseguimos com exclusividade. A cópia do documento, em papel timbrado da Secretaria de Segurança Pública, sob o título “Alerta”, confirma as informações que recebemos há vários dias.

Apoie o jornalismo independente


Siga-nos no


Comentários

Clique aqui para ler e comentar

PCC planeja uma série de atentados durante o Natal ? « In Orbt

[…] de que os ataques possam acontecer, conforme publicado no Blog do repórter Luiz Carlos Azenha, Vi o Mundo: Desde a sexta-feira, 27 de novembro, estou recebendo informações de que muitos bandidos do CV […]

Plantão: PCC e CV põem Polícia de SP em Alerta Máxima « Acredite Aconteceu

[…] Para Lima, trata-se de ‘contrainformação’ do crime, estratégia para despistar as forças de segurança. Ainda assim, tudo será investigado. Porém, há indicios de que os ataques possam acontecer, conforme publicado no Blog do repórter Luiz Carlos Azenha, Vi o Mundo: […]

Fabio_Passos

Brasil de Fato com excelentes análises… sobra inteligência.

É o inverso de JN, Datena e outros lixos.

Saca só:

"O tráfico é o maior interessado na proibição das drogas"
Guerra às drogas é um pretexto para ampliar controle social sobre comunidades, afirma ativista http://www.brasildefato.com.br/node/5266

"… novamente fica claro que o problema não é coibir tráfico e uso de drogas ilícitas. É impensável que uma estratégia que visasse esse objetivo tivesse como foco somente o setor varejista, seria ridículo. O que há no Rio de Janeiro é uma disputa por território e uma tentativa militarizada de acirrar o controle social sobre as populações pobres, com vistas a garantir os interesses políticos e econômicos envolvidos nos mega-eventos esportivos que o Brasil vai sediar, e que já estão rendendo milhões para a iniciativa privada brasileira e estrangeira e para os políticos e líderes esportivos corruptos."

Fabio_Passos

Olha só que apropriado… justamente agora que a classe média brasileira – curral ideológico da "elite" rica – comemora a "guerra contra as drogas" no Brasil, sai um especial na The Nation mostrando o retumbante fracasso da "guerra contra as drogas" ianque.

Confiram:

"Great new edition about ending the War on Drugs" http://www.thenation.com/issue/december-27-2010

Colin Brayton

Eu gostaria ter uma reação oficial do SSP-SP explicando quais as preparações que estão sendo feitas para evitar a repetição de maio 2006. Me irritam profundamente as relações públicas genéricas sobre melhoras vagas e gerais que domina o site do secretariado. Pelo amor de Deus, informe o público e mostre que tem cabeças pensantes planejando para as contingências, pelo visto, nada agradáveis..

Rio-Sampa | The Rhodes Scholarship of the Narcotraffic « The New World Lusophone Sousaphone

[…] Fátima Souza of Viomundo.shows that the new breed of online journalist-entrerpreneuers — the so-called “dirty bloggers” — are capable of genuine scoops. Actually, Conceição Lemos, also of Viomundo, has already demonstrated that in spades. […]

ratusnatus

AAmigos paulistas, não fiquem preocupados.

Aqueles que eram bandidos no Rio em Sp usarão terno e gravata. Vão se candidatar a deputado estadual … enfim, ter uma vida honesta agora que não são mais perseguidos pelo Estado.

flw e boa sorte

reinaldo carletti

é arealmente a festa deles vai recomecar…lembram-se da 1a. vez, quem era o governador(chuchu-daslu) e agora???
rinaldo carletti

Adilson

Podem ter certeza que em São Paulo eles poderão agir sossegadamente já que o PSDB não teve competência e coragem para acabar com o PCC.

Fabio SP

Quem sabe, no futuro, não serão estes que receberão o "bolsa-terrorista"?

Fabio_Passos

Uma leitura nada midiática das UPPs:

"UPPs transformam favelas cariocas em campos de concentração, afirma socióloga" http://ow.ly/3n3Ay

"
Na abertura do seminário, a socióloga Vera Malaguti, uma das palestrantes, afirmou que está em curso no Rio de Janeiro a transmutação do modelo da penalização exacerbada das camadas mais pauperizadas da população para um projeto de militarização da segurança pública. Vera afirma que essa realidade está levando à “transformação das periferias e das favelas em campos de concentração, como é o projeto das UPPs”.

Para Malaguti, a comparação se justifica pelo “controle absoluto e militarizado, com mortes em série,” imposto às comunidades. “É a ocupação militarizada dos territórios de pobreza”, afirma.
"

Confiram a íntegra.
Fala também dos assassinatos de inocentes e execuções sumárias realizadas na última ação militar… tão comemorada pela classe média e afrikaaners afins.

Fabio_Passos

Brasil de Fato continua divulgando análises fundamentais sobre a "guerra" que a classe média adora…

Entrevista com a juíza Maria Lucia Karam:
"Guerra às drogas encarcera mais negros do que apartheid"
Para jurista, guerra se dirige aos mais vulneráveis socialmente
http://ow.ly/3n5Qa

"
A juíza aposentada do Rio de Janeiro, Maria Lucia Karam, afirma que a criminalização do usuário que ainda persiste no Brasil viola declarações internacionais e e a própria Constituição brasileira. Karam faz parte da Apilcação da Lei contra a Proibição (Leap, na sigla em inglês). Segundo a juíza, a guerra às drogas nos EUA – que serve de referência para outros países – já propicia um quadro de encarceramento da população negra que ultrapassa os indíces do regime do apartheid na África do Sul.
"

edv

É um acordo bilateral. O PCC exporta drogas para o Rio e este exporta "traficantes pobres" para SP.
Resta saber como ficará a questão do ICMS e do pedágio…
Oops, me confundi, acho que estava querendo falar de outras "guerras"…

Jairo_Beraldo

Gilberto Kassab (DEM) ofereceu as pastas do Esporte e de Participação e Parceria para o PR. O convite foi feito pelo prefeito em encontro com líderes do partido na Câmara, entre eles, Aurélio Miguel. O vereador diz que "não há possibilidade nenhuma de eu sentar na cadeira de secretário". "Não estou acostumado a trabalhar com gente que não tem palavra e o prefeito não tem", afirma. "Havia um acordo de governabilidade em 2008. Agora, na véspera da eleição da presidência da Câmara, que deveria ter independência dos poderes, Kassab está interferindo diretamente." (Coluna da Mônica Bergamo)

Realmente as coisas não vão bem na locomotiva….

Luci

Em tempos de denuncias e informações sigilosas (agora públicas) do Wikileaks, me preocupa muito o olhar sómente para os mesmos de sempre. Porque a mídia fez questão de divulgar com tanto ênfase os equipamentos bélicos utilizados na Operação do Alemão? Preocupa-me a história unica por isso é bom ler http://www.correiocidadania.com.br/content/view/5… "Rio de Janeiro e Segurança Pública: Não sei se é fascismo ou farsismo" entrevista de Vera Malaguti concedida a Valéria Nader e Gabriel Brito.

Scan

Ueba!!!
Agora vai!
Sangue novo: começou a "refundação" do PSDB!

Jairo_Beraldo

Como há um "acordo de boa convivencia" entre o PCC e o Picolé de Xuxu, que os paulistas coroaram com expressiva votação como mandatário maximo pelos proximos 4 anos, eles estarão em casa! Não serão incomodados.

Roberto Locatelli

Parece que a polícia paulista, por algum motivo, não é tão firme no combate ao crime organizado quanto a polícia fluminense… Lá erram por excessos, autoritarismo e voluntarismo. Aqui, erram por omissão e leniência.

Fernando

Mentira, o PIG e o Sérgio Cabral falaram que todos estão presos.

Bebits

Enquanto esse blog alimenta a ridícula rivalidade Rio-SP, os bandidos dão uma lição de solidariedade, claro que terrível, mas sem preconceito! Que vergonha.

    Scan

    Vá procurar sua turma: blog do Reinaldinho Cabeção, o Impoluto.

Heitor Rodrigues

A camisa 105 do Adriano é montagem em cima de foto feita no dia da apresentação do jogador, em Roma. O que eu quero saber é o papel do PSDB nesta história. Depois de assinarem uma rendição do Estado para o PCC, serão capazes de tudo para manter a pose. Talvez a aliança entre o PCC e o CV seja mais um passo na refundação do tucanato.

    Gerson Carneiro

    A gestão do tráfico de drogas em São Paulo foi terceirizada. E o Marcola venceu a concorrência cuja licitação foi nos moldes da licitação das obras do metrô (carta marcada, manja?).

Gerson Carneiro

Seriam os "chefetes e pés de chinelo do tráfico nos morros", aqueles que "não tem nada na cabeça"?
Não há o que temer, são tão inócuos. Coitados, estão precisando de abrigo. São só um monte de refugiados, vítimas da truculência das operações militares no Rio.

    Luci

    Gerson Carneiro Olá, por favor leia a entrevista de Vera Malaguti em http://www.correiocidadania.com.br/ "Rio de janeiro e Segurança Pública: Não sei se é fascismo ou farsismo"

    Gerson Carneiro

    Luci,

    Eu li. Está escrito: "Para ela, tal processo é parte de uma política de ocupação de áreas pobres, idealizada pelos EUA há décadas, que visa também garantir um controle militarizado das pessoas e abrir caminho para 'os negócios transnacionais e olímpicos' ".

    Não entendi nada. Por favor, me explique.

    Luci

    Empresa transnacional é uma entidade autonôma que fixa suas estratégias e organiza sua produção em bases internacionais, sem vínculo direto com as fronteiras nacionais, por esta razão alguns apontam que:estas empresas não são vinculadas a qualquer país, mesmo àquela no qual ela se origionou.Este termo poderá gradualmente estar substituindo o termo Empresa Multinaciomal.
    Empresas transnacionais: http://geografiadoperesnew.blogspot.com/2010/03/s
    Negócios Olímpicos: http://carosamigos.terra.com.br/index_site.php?pahttp://www.fazendomedia.com/rio-2016-jogos-ou-neg

    edv

    Parece que a socióloga "ouviu" de "fontes" que "tiveram acesso" à informações "little-mouth", de que há "anexos" nas UPPS que seriam câmaras de gás e fornos crematórios. Estaria havendo o assassinato serial de dezenas de pobres por dia.
    Diz-se também que o "apartheid" proibiu negros (incluindo os milhares de policiais) de irem à praia, morarem em comunidades da nefasta classe média da zona sul (como o Vidigal, Rocinha, Babilônia, Chapéu Mangueira, Tabajaras e o Dona Marta, conhecido pelos especialistas de biblioteca como "Santa Marta") e também de desfilarem na Sapucaí, para que os turistas vejam uma avenida mais "branca".
    Ah, parece que os traficantes vão instaurar comunismo nas comunidades (faz sentido) e erguerão um muro tipo Berlim para não permitir que a comunidade se imiscua com a burguesia maldita da classe média. Evitarão também o extermínio em série dos "cidadãos" armados pé-de-chinelo.
    Se é verdade, não sei…

    Luci

    Faz muito tempo que os desfiles de escolas de samba na Sapucaí está branca. Os negros criaram os desfiles de escolas de samba, iam presos por serem chamados de bagunceiros, e agora que o desfile de carnaval virou "negócio" e dá lucro, os negros estão fora,.A Marquês de Sapucaí depois que aquela rede começo a transmitir os desfiles ela esapalha seus artistas e o povo ficou literalmente sambando mas do lado de fora.

    edv

    Luci, não leve a sério meu sarcasmo…
    Mas seria importante vc saber que eu sou um um "garoto há tanto tempo", que assisti desfiles no tempo da Rio Branco, É…antes ainda da Pres.Vargas.
    Naquele tempo, tinha blocos, frevo, ranchos e sociedades, além das escolas…
    Sou um "branco" que frequentava, como muitos outros, ensaios no Renascença, Vila, Salgueiro e Mangueira. Namorei "negras e mulatas", além de "brancas", morenas, ruivas e loiras. Tinha amigos de pretos a albinos, se é que isso é importante.
    Concordo com vc que a Globo pasteurizou o desfile (transmitido por … Cleber Machado?!).
    Também concordo que o samba embranqueceu. O que, pelo lado positivo, significa "brancos" assimilando cultura de "negros". Como no jazz e até mesmo o rock…
    Daí a apartheid no Rio … ou Salvador?!
    É desconhecer estas cidades e sua cultura ou desconhecer o que foi o apartheid…

    Igor

    Como tem gente que não tem o que fazer. Ficam com inveja da segurança pública do Rio de Janeiro que realmente dá certo e ficam inventando essas besteiras. Se isto fosse verdade, a população das favelas pacificadas já teriam botado a boca no trombone e os deputados da oposição na ALERJ também já teriam denunciado. Lamentável mesmo é a política de segurança pública de São Paulo, onde se altera boletins de ocorrência para diminuir o número de homicídios. Um exemplo disso é o latrocínio (roubo seguido de morte), que, em São Paulo, vai para o boletim de ocorrência apenas como roubo, mas não dizem o que aconteceu com a vítima.

luizsergio nacinovic

Quem acredita que eles não tenham contato(PCC e CV), acredita em Papai Noel também. E o Adriano, vcs viram ele jogando pelo Roma, com a camisa vermelha e atrás a "homenagem" 105(CV em algarismos romanos)?

    Gerson Carneiro

    Então tudo faz sentido: nessa semana, o Gilmar, empresário do Adriano, deu uma entrevista falando da possibilidade do Adriano ira para São Paulo. Será que conta com a ajuda dos mano curintiano?

    edv

    Ô Luiz, vc não acredita em Papai Noel mas acredita em fotomontagem?!…

Deixe seu comentário

Leia também