VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Em carta aberta, personalidades pedem a Biden: “Deixe Cuba viver”; íntegra
Reprodução
Você escreve

Em carta aberta, personalidades pedem a Biden: “Deixe Cuba viver”; íntegra


23/07/2021 - 12h01



Publicada no New York Times

Caro Presidente Joe Biden,

É hora de dar um novo rumo adiante nas relações entre os Estados Unidos da América e Cuba.

Nós, abaixo assinados, estamos fazendo este apelo público e urgente a vocês para que o senhor rejeite as políticas cruéis postas em prática pela Casa Branca de Trump, que causaram tanto sofrimento para o povo cubano.

Cuba – um país de onze milhões de habitantes – está passando por uma difícil crise devido à crescente escassez de alimentos e medicamentos.

Protestos recentes chamaram a atenção do mundo para isso.

A pandemia de Covid-19 se mostrou um desafio para todos os países e o foi ainda mais para uma pequena ilha sob o peso de um embargo econômico.

Consideramos inescrupuloso, especialmente durante uma pandemia, bloquear intencionalmente as remessas e o uso de instituições financeiras globais por parte de Cuba, visto que o acesso a dólares é necessário para a importação de alimentos e medicamentos.

Quando a pandemia atingiu a ilha, seu povo – e seu governo – perderam bilhões em receitas advindas do turismo internacional que normalmente iriam para o sistema público de saúde, distribuição de alimentos e ajuda econômica.

Durante a pandemia, a administração de Donald Trump endureceu o embargo, pôs de lado a abertura de Obama e pôs em prática 243 “medidas coercitivas” que intencionalmente estrangularam a vida na ilha e criaram mais sofrimento.

A proibição de remessas e o fim dos voos comerciais diretos entre os EUA e Cuba são impedimentos ao bem-estar da maioria das famílias cubanas.

“Apoiamos o povo cubano”, você escreveu em 12 de julho.

Se é esse o caso, pedimos que você assine imediatamente uma ordem executiva e anule as 243 “medidas coercitivas” de Trump.

Não há razão para manter a política da Guerra Fria que exigia que os EUA tratassem Cuba como um inimigo existencial em vez de um vizinho.

Em vez de manter o caminho traçado por Trump em seus esforços para desfazer a abertura do presidente Obama a Cuba, nós contamos com o senhor para seguir em frente.

Retomar a abertura e iniciar o processo de encerramento do embargo. Acabar com a severa escassez de alimentos e medicamentos tem que ser a principal prioridade.

Em 23 de junho, a maioria dos estados membros das Nações Unidas votou para solicitar aos EUA para acabar com o embargo.

Nos últimos 30 anos, esta tem sido a posição consistente da maioria dos Estados membros.

Além disso, sete relatores especiais da ONU escreveram uma carta ao governo dos EUA em abril de 2020 sobre as sanções a Cuba.

“Na emergência de pandemia”, eles escreveram , “a falta de vontade do governo dos EUA em suspender as sanções pode levar a um maior risco de sofrimento em Cuba.”

Pedimos que acabe com as “medidas coercitivas” de Trump e retorne à abertura de Obama ou, melhor ainda, inicie o processo de fim do embargo e normalização total das relações entre os Estados Unidos e Cuba.

Assinam mais de 400 pessoas e entidades, inclusive Jane Fonda, Susan Sarandon, Emma Thompson, Danny Glover, Wagner Moura, Mark Ruffalo, cientistas como Judith Butler, Noam Chomsky e Gayatri Spivak, o prêmio Nobel da paz Adolfo Pérez Esquivel, ex-chefes de Estado como Rafael Correa e Lula e movimentos como o Black Lives Matter (EUA) e MST.





3 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

abelardo

27 de julho de 2021 às 23h40

Penso que os EUA podem manter o embargo a Cuba por muitos e muitos anos. Porém, em um tempo talvez mais próximo que esperamos, alguns países darão um fim ao apoio que prestam aos norte-americanos e também a esse hediondo embargo. Imagino que o pesadelo dos EUA é assistir uma escalada de sucessos que Cuba conquistará, caso não tenha mais o veneno destruidor do embargo correndo em seu corpo. Se por mais de cinco décadas Cuba resiste heroicamente a todos os graves sintomas causados pelos venenos dos diversos embargos, e ainda assim consegue manter sua população instruída, com saúde e o coração aberto para ajudar o planeta, o que não faria de mais fabuloso para alegria do mundo e para desespero total dos EUA?

Responder

Guanabara

23 de julho de 2021 às 14h29

Biden é o Trump envernizado.

Responder

Igor Boaventura

23 de julho de 2021 às 13h34

Os xerifes do mundo são maus, fazem várias maldades com Cuba e Venezuela. Interferem na vida de outros países latino-americanos, financiam golpes de Estado, financiam políticos favoráveis aos EUA no sentido de favorece-los (EUA) sempre. O pré sal sai daqui e vai para os EUA, o maior beneficiário do golpe. E volta atrelado ao dólar. Aposto que qdo vai pra lá o petróleo nosso não está atrelado ao dólar, mas só qdo volta pra cá.
Isso encarece sobremaneira o preço dos alimentos. A inflação real, não a divulgada pelo governo federal, deve passar dos 20%. Esses números oficiais devem ser maquiados pelo governo.
DEVE SER BEM ISSO MESMO SAI O PETROLEO bruto DAQUI EM REAL E VOLTA DE LA DOS EUA ATRELADO AO DOLAR. aposto que é assim.
UM NEGÓCIO DA china !
Os puxa saco de ricos e ricos deveriam falar que a ilha cubana sofre forte bloqueio dos EUA e a Venezuela tb qdo nos mandam para esses lugares. A vida nesses países é difícil por causa dos EUA.
E que a África foi depenada por europeus e que as desavenças dessa partilha gerou a 1° guerra mundial e que os acordos pós primeira guerra gerou a 2° guerra mundial.
O petróleo bruto custa bem menos que os derivados refinados. Será que os EUA aceitam fazer o contrário. Não, né !
Nesse sistema + privilegiar a exportação de grãos e vender o que SOBRA aqui, estaremos com a economia doméstica (das famílias) completamente falida em menos de 10 anos de implantação dessa política de combustível.

Responder

Deixe uma resposta para Igor Boaventura

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding