VIOMUNDO

Diário da Resistência


Wagner Iglecias: Petrobras é pretexto para privatização
Política

Wagner Iglecias: Petrobras é pretexto para privatização


25/02/2015 - 13h06

Brazil-x-BRASIL_01a(2)

Petrobras é pretexto

Wagner Iglecias, especial para o Viomundo

Vamos combinar: há muita gente indignada com as denúncias de corrupção na Petrobras. Mas talvez haja muito mais gente que não esteja nem aí pra isso. E apenas vê nesse caso, como viu no mensalão, a chance do sonho tão desejado: botar o PT pra correr. Porque se corrupção fosse realmente motivo de indignação de boa parte dos brasileiros, ela não seria seletiva. Como é, na maioria dos casos. A rejeição de alguns setores ao petismo se dá não pelo que ele tem de ruim, ou seja, ter chegado ao poder e convivido (gostosamente?) com os esquemas do arco-da-velha na relação entre público e privado deste país.

A rejeição, ou melhor, o ódio que muitos têm pelo petismo se dá pelo que ele tem de bom: ter sido o melhor administrador que o capitalismo brasileiro já teve. Ou não foi sob os governos do partido que algumas dezenas de milhões de pessoas sairam da miséria e entraram no mercado de consumo, dinamizando nossa economia como há décadas não se via? E tudo em meio a um clima de estabilidade política e lucros estratosféricos de bancos e grandes empresas. Lucros, aliás, gerados por um mercado aquecido e crescente ou por uma selic nas alturas, tanto faz.

Mas é ai que reside uma das raízes do problema: país de herança escravista, o Brasil não está de fato preparado para um capitalismo de massas.

Exemplo: turista brasileiro vai aos EUA e volta maravilhado com a pujança da economia norte-americana, com o tamanho da classe média gringa. Mas aqui quer continuar pagando salário de fome para a empregada. Quem não conhece alguém assim? Um vizinho, um parente, um colega do trabalho, o que seja. Exemplos não faltam.

Fato é que boa parte da nossa classe média, por exemplo, não está p da vida com o PT só por causa do noticiário ou do preço da gasolina. Está p da vida porque a empregada não aceita mais ganhar uma merreca e ainda por cima de uns tempos pra cá anda dizendo que quer fazer faculdade. E porque o pedreiro já não quer mais ser pedreiro. E assim por diante. Parece que livre iniciativa, mobilidade social, meritocracia etc. são bacanas só em teoria. Parece coisa pra gringo, não pra nós. A impressão é que por aqui há muita gente saudosa do bom e velho “manda quem pode, obedece quem tem juízo”. Ou então do tão nosso “você sabe com quem tá falando?”.

Mas por outro lado, para tristeza do petismo, a empregada querer fazer faculdade ou o pedreiro já não querer arrebentar a mão no serviço bruto em troca de uns caraminguás não tem nada de revolucionário. Certa vez, ainda moleque, li uma entrevista em que Lula dizia que o brasileiro é um sujeito tranquilo, que no fim das contas que mesmo é poder tomar sua cervejinha e fazer seu churrasquinho no fim de semana. E é isso mesmo. E o brasileiro pobre, que melhorou de vida nos últimos anos, é brasileiro também.

Padece das mesmas mazelas de uma sociedade conservadora como a nossa, com um nível deficiente de educação formal e ainda pior de educação política. E a lástima é que o lulismo não politizou ninguém. Mandar essa turma pro shopping center ou dar condições para que de uns tempos pra cá todo fim de semana dê pra assar uma carne, tomar uma gelada e ouvir um pagode ou um sertanejo foi muito importante. Uma revolução. Mas foi pouco. Agora que a economia engessou e o governo não tem mais condição de manter o ganha-ganha do bem bolado criado por Lula, o bicho tá pegando. E o pobre, que já não compra tanto quanto comprava até um tempo atrás, tá começando a botar a culpa em quem? Na “roubalheira do PT”, lógico. Eureka!

E tem detalhes velhos e novos no jogo que está sendo jogado: o velho, chato até de tão repetitivo, é a pancadaria dia sim outro também da grande imprensa no petismo, enquanto a corrupção alheia permanece pouco noticiada. Mas até ai, tá mais fácil ver as torcidas de Flamengo e do Vasco de mãos dadas no Maracanã do que o telejornal A ou a revista B se comportarem de maneira diferente do que têm feito há anos em relação ao petismo.

Trata-se quase de um dado da natureza já. Sem qualquer estratégia de comunicação, o governo e seus simpatizantes vão se escorando nas redes sociais, onde a guerra de guerrilha tenta desmontar as versões oficiais que os inimigos do petismo propagam através de seus canhões. E aqui, nas redes, apesar de tudo, o jogo é relativamente equilibrado.

Mas a direita, que está hoje a anos-luz do despreparo da eleição de 2006, quando caiu na armadilha retórica da privatização, saltou na frente e hoje dá de 7 a 1 fácil no governo e no petismo quando se trata de usar os zapzaps da vida, como bem notou Luiz Carlos Azenha aqui no Viomundo. É por ali que a mensagem do seu candidato viralizou aos milhões na véspera do 1º turno e é por ali que se propagam agora convocatórias para o ato pelo impeachment de Dilma marcado para 15 de março. Aos milhões também. E, pior para o petismo, chegando inclusive nos celulares da moça e do rapaz aí de cima: a empregada que quer fazer faculdade e o pedreiro que não quer mais ganhar uma merreca. O impeachment está à mão e o que não falta, de cima a baixo na sociedade, é gente para querer botar as coisas de volta naquilo que julga ser o seu devido lugar: o PT fora do comando e as coisas como elas sempre foram. Petrobrás é pretexto.

Wagner Iglecias é doutor em Sociologia e professor da Escola de Artes, Ciências e Humanidades da USP.

Leia também:

Lula, no ato em defesa da Petrobras: “Quero paz e Democracia. Mas se eles não querem, nós sabemos brigar também”; ouça o discurso

Botando o bloco na rua dia 13 de março

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



24 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

FrancoAtirador

26 de fevereiro de 2015 às 23h06

.
.
Secretário-Geral da Presidência acerta com os caminhoneiros o fim dos protestos:
.
Presidente Dilma Rousseff sancionará integralmente a nova ‘Lei dos Caminhoneiros’.
.
Governo Federal prorrogará por um ano financiamento para compra de caminhões
.
e manterá sem reajuste o preço do óleo diesel pelos próximos seis meses.
.
.
E aí? Será que cessará o Locaute das Empresas Transportadoras de Carga,
com o imediato desbloqueio das rodovias e o escoamento das mercadorias?
.
.

Responder

Lauro Cordeiro Diniz

26 de fevereiro de 2015 às 22h17

Antes de começar a ler o artigo, fui no “rodapé” pra saber quem era o autor… O cidadão é “doutor em sociologia”!! Penso eu: Deve valer a pena ler esse artigo!!
E qual não é a minha surpresa e decepção quando, ao le-lo, percebo q se trata apenas de propaganda político-partidária!!
Quer dizer q o PT foi o “melhor administrador q o capitalismo brasileiro já teve”?
E a “dondoca” da classe média odeia o PT “porque a empregada não aceita mais ganhar uma merreca e ainda por cima de uns tempos pra cá anda dizendo que quer fazer faculdade”?
Sinceramente… Alguém com um mínimo de informação e honestidade intelectual acredita nessas tolices?
Essa ideia tosca de q “a classe média que q o pobre morra pobre” é de uma estupidez sem tamanho e só é defendida com “eu acho”, pq evidentemente não há NADA q confime tamanha bobagem!
Sobre a “excelência” da administração petista, 2 coisas:
1) Lula e Dilma são do PT! Lula fez um ótimo governo, no q se refere a economia… Dilma fez e faz um péssimo governo sobre qualquer ângulo q se olhe!!!
2) Lula foi ajudado, e MUUUUUITO, por um ciclo mundial de valorização das commodities (puxado pelo crescimento da China), por um período de liquidez na economia mundial e por seguir os princípios macroeconômicos definidos pelo governo FHC. E, por Lula ter apostado e incentivado (via crédito) o mercado interno, nem a crise de 2008 foi muito severa com o Brasil… Dilma é muito mais incompetente e há um ditado q define bem a sua situação:
“Não há nada pior do q um burro com iniciativa!”… E Dilma tem MUITA iniciativa!!
Voltando ao artigo:
Lamentável q um “doutor em sociologia” perca o seu (e o meu) tempo escrevendo bobagens q ficariam bem num folheto de propaganda petista mas q não pode ser levado a sério!

Responder

    Walfredo

    26 de fevereiro de 2015 às 23h19

    o que difere Lula e Dilma é que lula teve muito mais parlamentares de esquerda com ele e teve que ceder menos para a direita. Dilma tem que dar mais espaço para a direita pois a população votou em mais parlamentares conservadores, uma vez mais enganada pelos bilhões de propaganda eleitoral privada.

    Lauro Cordeiro Diniz

    27 de fevereiro de 2015 às 10h48

    Walfredo, meu amigo… Bobagem!!
    .
    A política econômica de Dilma, desastrosa, não passou pelo Congresso…
    .
    Dilma QUEBROU o setor elétrico “sem ajuda”!!
    .
    Dilma é uma anta com iniciativa e poder!!!
    .
    Quer coisa pior?

    Bonobo, Severino de Oliveira

    28 de fevereiro de 2015 às 23h05

    E no Thomas Piketty, vc acredita?

Cláudio

26 de fevereiro de 2015 às 17h13

:
Tá na hora de se fazer alguma coisa. Vamos lá, Brasil progressista ! ! ! !
.
**** ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
**** ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥ ****
♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥ ****
.
************* Abaixo o PIG brasileiro — Partido da Imprensa Golpista no Brasil, na feliz definição do deputado Fernando Ferro; pig que é a míRdia que se acredita dona de mandato divino para governar.
.
Lei de Mídias Já!!!! **** … “Com o tempo, uma imprensa [mídia] cínica, mercenária, demagógica e corruta formará um público tão vil como ela mesma” *** * Joseph Pulitzer. **** … … “Se você não for cuidadoso(a), os jornais [mídias] farão você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas, e amar as pessoas que estão oprimindo” *** * Malcolm X. … … … Ley de Medios Já ! ! ! . . . … … … …
.
“O propósito da mídia não é de informar o que acontece, mas sim de moldar a opinião pública de acordo com a vontade do poder corporativo dominante.”. Noam Chomsky.
.
Poemas engajados de Cláudio Carvalho Fernandes (anarcoexistencialismo) :
.
**** Poema “Desalienando a ma$$ificaçã0 Coisificante” /
.
É melhor /
ser um, mesmo que zero, à esquerda /
do que, títere-palhaço, a penas só faz-ser número$ à direita
.
.
**** Poema “Bistância” /
.
Tele Visão /
Tele Vazão /
Tele Vazio
.
.
**** Poema “Cem Rimas” /
(para o PT e o PSTU) /
.
A vida passa de graça /
E fica ainda mais rica /
Nos olhos de esperança /
Que às mãos multiplicam
.
.
**** Poema “Clic” /
.
A luz /
Assombra /
As sombras
.
.
**** “Poema Z” /
.
Penso /
Logo(S) /
Re(x)isto
.
.
****

Responder

FrancoAtirador

26 de fevereiro de 2015 às 15h24

.
.
Tesouro Nacional “não vê com preocupação” rebaixamento de nota da Petrobras
.
Daniel Lima – Repórter da Agência Brasil | Edição: Denise Griesinger

A Secretaria do Tesouro Nacional “não vê com preocupação” o rebaixamento
da nota da Petrobras pela agência de classificação de risco Moody’s.
.
Hoje (26), técnicos da secretaria disseram que não trabalham com um cenário
de redução do interesse dos investidores externos por títulos brasileiros.
.
“Preocupação, não [existe]. E de fato a gente não trabalha com esse cenário
de que o rebaixamento da Petrobras possa afetar a demanda de investidores não residentes
por títulos da dívida pública federal”, disse o coordenador de Operações da Dívida Pública
do Tesouro Nacional, José Franco Medeiros de Moraes.
.
Segundo o coordenador-geral de Planejamento Estratégico da Dívida Pública do Tesouro,
Otávio Ladeira, caso sejam observados os movimentos das taxas de juros dos títulos do governo brasileiro,
constata-se que “praticamente” não houve oscilações em função do rebaixamento da nota da estatal brasileira.
.
“Não houve percepção de qualquer alteração nos custos de financiamento da dívida pública
e nas taxas dos títulos no mercado secundário, em função dessa notícia em particular”,
destacou Otávio Ladeira.
.
(http://agenciabrasil.ebc.com.br/economia/noticia/2015-02/para-tesouro-nacional-rebaixamento-de-nota-da-petrobras-nao-e-preocupante)
.
.

Responder

Luiza

25 de fevereiro de 2015 às 22h59

Pois é…
O Wagner resumiu bem o problema do brasileiro: “Padece das mesmas mazelas de uma sociedade conservadora como a nossa, com um nível deficiente de educação formal e ainda pior de educação política. E a lástima é que o lulismo não politizou ninguém.”
Ascensão social sem politização foi o maior erro dos trabalhistas e que hoje cobra um alto preço.
A situaçao é delicada..

Responder

Bacellar

25 de fevereiro de 2015 às 18h08

Verdade. E tem o fato de muita gente não ter a percepção do conservadorismo empedernido da mídia. Tive uma discussão braba outro dia com meu Pai que insistia em dizer que a Globo defende o PT…Porra a Globo defendendo o PT…E olha que o velho não é nenhum ignorante.

Mas por outro lado tem MUITA gente consciente da importância do PT para o Brasil atual, gente com visão crítica mas que sabe que a opção da oposição no poder ou de um vácuo institucional é pior. Gente de todos os estratos sociais.

Responder

    Lauro Cordeiro Diniz

    27 de fevereiro de 2015 às 00h00

    Sinceramente…

    Um cidadão q, em pleno século 21, ainda tem a coragem de usar a “foice e o martelo”, não deve ser levado a sério!

    Um pouco de história lhe faria muito bem…

    Bacellar

    27 de fevereiro de 2015 às 14h40

    Se eu ganhasse 1R$ por cada paspalho que faz esse comentário nos meus posts internet afora…Estaria uns 30 conto mais rico.

José Henrique

25 de fevereiro de 2015 às 17h21

Realmente é desanimador cada vez mais ler matérias como estas. Fui eleitor de Lula todas as vezes, de Dilma 2 vezes e sempre acreditei nas boas intenções daqueles que comandavam o PT. Mas tudo o que os defensores deste governo alegam, é que TODOS roubam, que as críticas são seletivas, que todos estão de olho é no petróleo do Pré-sal e bla bla bla… Mas não falam de jeito nenhum no bando de ladrões que vem roubando e distribuindo dinheiro nesses 12 anos… São BILHÕES meus caros. Para donos de empreiteiras, políticos, diretores desonestos, partidos políticos. Isto é inaceitável, para nós, brasileiros que trabalhamos e pagamos impostos escorchantes. Se a mídia e a oposição estão se aproveitando, é porque esta gatunagem foi feita. Se não tivesse nada, não haveriam delações, articulações da direita, vazamentos seletivos, etc.
Já cansei desta corja. Tomara que o povo os ponham para correr realmente. Pelo menos pra isto a mídia seletiva ou não vai servir.

Responder

    Claudio

    26 de fevereiro de 2015 às 12h13

    JOSE HENRIQUE , obviamente vc nunca foi petista. Nós erramos muito mas vc realmente acha que se não tivéssemos errado não achariam algo para criminalizar o PT? Acha sinceramente que não existe interesse em tirar o PT do poder? Acha que os americanos não estão a fim do pré sal? Caro amigo, se não entendeu o que eu coloquei aqui, me desculpe, mas vc é por demais ingênuo.

    José Henrique

    26 de fevereiro de 2015 às 12h40

    Posso ser ingênuo mas me orgulho de não ser hipócrita, de pregar a moralidade e fazer o contrário. Não acho que os fins justificam os meios. Realmente nunca fui petista mas infelizmente acreditei nas suas bandeiras. Fui iludido como muitos.

    Nelson

    26 de fevereiro de 2015 às 17h36

    Meu caro José Henrique. Já em 2006, eu votei no Lula com pouco ânimo. Pior ainda, foi em 2010, quando estive a ponto de anular meu voto; logo eu que nunca admiti que alguém anulasse seu voto ou votasse em branco. No ano passado, não votei na Dilma no primeiro turno, nem na Marina e nem no Aécio. Votei no Mauro Iasi e teria votado nele no segundo turno.

    Porém, em todas essas eleições, quando eu vi, do outro lado, um tucano a querer retomar o controle do país, não tive escolha. Eu não podia colaborar para que a turma dos bicudos, que fizeram o governo mais corrupto e deletério da história do Brasil, voltassem ao Palácio do Planalto e terminassem o seu desserviço ao povo brasileiro.

    Terminassem de entregar o nosso país ao grande capital, nacional e estrangeiro. Por isso, tive que votar em Lula e Dilma.

    De outra parte, sem querer isentar os petistas pelas cagadas que andaram fazendo, eu sou capaz de afirmar, convictamente, que a campanha incessante para tirar o PT do poder é feita por causa dos seus acertos, que foram significativos, não há como negar, não pelos seus erros, também significativos.

    Por conta disso, eu ouso questionar essa tua conta de que são bilhões roubados pelo PT.

    Quem disse isso, quem provou que são esses os números corretos da corrupção?

    Por enquanto, Henrique, quem está a alardear, sem parar, esses números, é a grande mídia e seus comentaristas. E você tem coragem de acreditar nessa corja?
    Por enquanto, também, não se chegou a nenhum números provado e definitivo quanto ao valor desviado.
    Portanto, tudo está sendo “bombardeado”, repetida e insistentemente, para gerar em nós, povo brasileiro como um todo, essa repulsa, esse ódio ao irracional ao PT para que corramos de braços abertos em direção à direita. A mesma direita, PSDB, DEM e outros, que nos colocaram numa encalacrada quase sem saída.

    Meu caro José Henrique. Vamos exigir a apuração de tudo o que ocorreu e a condenação de todos os envolvidos, não interessando a bandeira partidária, mas não caiamos na imensa manipulação da direita.

    Não estou pedindo que você passe a amar o PT. Não é isso. Como demonstrei acima, eu mesmo já me desiludi bastante. O que não podemos é regredir, passarmos a acreditar que é voltando às mãos dos demo-tucanos que vamos avançar para dias melhores.

    Nelson

    26 de fevereiro de 2015 às 17h51

    Meu caro José Henrique.

    Vejamos como age a nossa mídia, que se arvora respeitável e imparcial.
    São dois partidos, o partido A e o partido B.

    As notícias que trazem denúncias de corrupção envolvendo o partido A são repetidas 30 vezes num mesmo dia, por dias, semanas ou mesmo meses seguidos.

    As notícias que trazem denúncias de corrupção envolvendo o partido B são divulgadas duas ou três vezes e, ligeirinho, tal mídia “fecha o bico”.

    Por que motivo?

    Que interesse tem essa mídia em agir assim?

    E eu sigo perguntando.

    Será que eu posso confiar numa mídia dessas?

    Será que tudo o que essa mídia está divulgando sobre o partido A é verdadeiro?

    Então, meu amigo, não nos deixemos manipular por essa mídia; eles não estão nem aí
    para a corrupção, não querem políticos honestos e política decente.

    Se assim quisesse, a grande mídia estaria a invocar, também repetida e insistentemente, o povo brasileiro a impor pressão sem tréguas sobre o Congresso, sobre o Governo Federal e sobre o Judiciário para que se faça, o mais breve possível, a tão necessária reforma política no Brasil.

    No ano passado, mais de 400 entidades populares organizaram e realizaram um plebiscito sobre a reforma política e a divulgação feita por essa mídia foi quase inexistente.

Marcos

25 de fevereiro de 2015 às 16h51

Só está faltando a “bomba do Riocentro” plantada no dia 13 !

Responder

FrancoAtirador

25 de fevereiro de 2015 às 14h29

.
.
LOCAUTE DAS EMPRESAS DE TRANSPORTES DE CARGA
.
(https://pt-br.facebook.com/forumrevista/posts/909964469035719)
.
.

Responder

Ana Maria

25 de fevereiro de 2015 às 14h01

Procede em muitos quesitos o seu artigo, porém NADA que o PT tenha feito ou venha a fazer enquanto governo, apagará a desilusão causada aos que sempre acreditaram em suas bandeiras. Nenhuma surpresa teríamos se todas esses absurdos que temos visto fossem perpretados por outros que não os petistas. Mas um partido que calcou sua trajetória criticando “os outros” e falando de moralidade, não poderia JAMAIS fazer o que fez.

Responder

    Sidnei Brito

    25 de fevereiro de 2015 às 21h01

    Deixa eu ver se entendi: então quer dizer que basta um partido não falar em moral, que ele está automaticamente liberado pra sair por aí cometendo imoralidades?
    Risível.
    Mas eu tenho boas notícias para você, Ana Maria, capazes de arrefecer sua desilusão: há, por exemplo, uma lista do TSE sobre parlamentares cassados por corrupção. O número de petistas nela é relativamente alto: 10 parlamentares. Porém, está longe do PSDB e do DEM, ambos com cerca de 130 deles.
    Talvez você fique menos desiludida com a lista dos fichas sujas, também do TSE, da disputa eleitoral de 2012. O PT teve, novamente, um número vergonhoso de candidatos barrados: 18. De qualquer modo, bem atrás do PSDB, com 48, se não me engano.
    Pois é… O velho e bom PSDB, aquele para o qual a mídia dá o maior espaço para criticar “os outros”.
    Eu estou bastante desiludido também, Ana Maria, principalmente com o jornalismo que permite que as pessoas sejam enganadas no quesito “moralidade”.

    José Henrique

    25 de fevereiro de 2015 às 22h16

    Ana, é sempre assim, a justificativa é sempre que os outros roubam mais…, que os outros tem mais corruptos…, que a culpa é do FHC…
    Compartilho da suas desilusões e concordo com você.

    Luiza

    26 de fevereiro de 2015 às 02h10

    Ana, nao há justificativa para corrupçao e muito menos para um corrupto, independente da filiaçao política.
    Nao sou pestista apesar de dar meu voto para o PT desde 2002, e, assim como voce, eu também me desiludi com muitas lideranças do PT ao longo doa anos, só que em política a gente ter que ser racional e nao passional, senao a razao fica cega. As conquistas que o povo brasileiro conseguiu com os petistas a frente do governo sao inegáveis e ultrapassam a pessoa do político[Lula ou Dilma] e do seu partido[o PT] – porque sao conquistas das quais o povo delas já se apropriou e sempre terao, sim, o seu mérito, ainda que a a decepçao com alguns petistas exista. Negar a liderança dessas conquistas jamais vai lhe retirar o mérito devido a sua importancia.
    A desilusao nao pode ser maior do que os nossos interesseses. Temos que ser racionais agora. Nao há espaço para mazelas do coraçao, temos que colocar os nossos interesses acima disso tudo isso.
    Nao interessa agora quem roubou mais ou menos, se PT, psdb ou outro, porque eles serao punidos e pronto.  O  que interessa para nós brasileiros nesse momento  é o destino que o patrimonio nacional – a Petrobras –  vai ter.  A escolher – O PT nao patrocina privatizacoes, já a oposiçao gosta de vender estatais e defende da em concessao o pré-sal para estrangeiros, além de bancos públicos futuramente[o BNDS, por exemplo, que é quem financia o MCMV, agricultura etc..etc]
    Eu apoio a manutençao das nossas empresas estatais, sobretudo a Petrobras, entao fico com o governo, e isso independente de eu gostar da Dilma e ela ser do PT ou nao. É mais saudável para o brasileiro aprender a separar os seus interesses da simpatia ou antipatia da pessoa do político e seu partido, porque o patrimonio público nao tem cic ou rg, ele pertence unicamente ao seu povo. 
    Acho que deveria ser por aí…


Deixe uma resposta para Marcos

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.