VIOMUNDO

Diário da Resistência


Política

Thomas Conti explica o mapa do Brasil que viralizou nas redes sociais


27/10/2014 - 19h27

Captura de Tela 2014-10-27 às 19.24.50
27/10/2014 às 17h44 (Atualizado em 27/10/2014 às 18h29)

Após onda separatista, mapa de pesquisador viraliza ao indicar que País não está dividido entre PT e PSDB

Gráfico feito por mestrando em história econômica considera proporção de votos nos Estados

por Alvaro Magalhães, do R7

O Brasil não é um País dividido entre Estados petistas e Estados tucanos, mas um território em que eleitores de ambos os partidos convivem em todas as regiões. É isso que mostra o mapa do desempenho eleitoral de Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB) feito por Thomas Conti, 24 anos, pesquisador de história econômica pela Unicamp (Universidade Estadual de Campinas).

Após receber, via redes sociais, uma série de manifestações preconceituosas, baseadas nos gráficos que mostram a divisão do País considerando apenas o partido vencedor em cada Estado, Conti decidiu fazer e compartilhar um mapa que revelasse a proporção dos votos em cada região.

O resultado é surpreendente. Minas Gerais, por exemplo, onde Dilma obteve pequena vantagem, não aparece mais em vermelho puro; enquanto Goiás, onde Aécio teve também vitória estreita, não aparece em azul puro. Ambos os Estados, onde o eleitorado ficou bastante dividido, pendendo apenas ligeiramente para um ou outro candidato, aparecem quase no mesmo tom de roxo.

O mapa de Conti viralizou tanto pelo Twitter como pelo Facebook. E seu blog recebeu tantas visitas que o servidor caiu.

Confira abaixo, a entrevista concedida pelo pesquisador ao R7:

R7 — Como surgiu a ideia de fazer o mapa?

Thomas Conti — A ideia surgiu como reação à quantidade enorme de declarações com discurso de ódio no Facebook e no Twitter na noite de ontem. Imaginei que muitas pessoas que propagavam isso estivessem desinformadas. Com isso, resolvi montar um gráfico que refletisse em cores com precisão o resultado das urnas.

R7 — Por que o mapa que você desenvolveu representa melhor o resultado eleitoral do que os gráficos feitos apenas em vermelho e azul?

Conti — Porque o Brasil não possui um sistema como o americano, de voto distrital, onde a maioria de votos garante todos os votos de um colegiado. Aqui ganha quem tem mais votos em números absolutos. E a realidade é que dezenas de milhões de pessoas votaram contra Dilma no Nordeste e dezenas de milhões votaram contra Aécio no Sudeste. Pintar de duas cores chapadas cria falsos estereótipos que não condizem com as urnas.

R7 — Por meio de que redes sociais você recebeu as mensagens preconceituosas que o motivaram?

Conti — Facebook e Twitter, principalmente. Ouvi dizer que as piores mensagens estavam no WhatsApp, mas tive sorte e não recebi nenhuma. Depois que meu mapa viralizou, comecei a receber xingamentos nos comentários e por mensagem particular, também. Acontece. Foi contra esse tipo de pensamento que trabalhei, então fico feliz de saber que preconceituosos ficaram incomodados com a realidade.

R7 — Que tipo de ameaças sofreu?

Conti — Ameaças físicas, xingamentos, etc. Nada que quem participa do debate público da internet não esteja acostumado.

R7 — Esperava a repercussão? Já havia postado algo com tamanha repercussão?

Conti — Não esperava uma repercussão como essa. Achava que no máximo amigos próximos compartilhariam, mas não mais que isso. Repercussão como essa? Nunca! Um post do meu blog já teve 2 mil “compartilhar” e eu achei muito. E não é nem um décimo dessa de hoje!

R7 — Você consegue identificar a partir de quando o mapa se tornou viral?

Conti — Acompanhei de perto ontem e foi no boca a boca mesmo! Em menos de uma hora já tinha mais de 100 “compartilhar” sem ter alcançado nenhum grande portal, e a partir daí cresceu ainda mais rápido. Como era de madrugada, só hoje diversos sites maiores começaram a ajudar na divulgação.

R7 — Como, tecnicamente, você fez o mapa?

Conti — Usei um recurso do Excel [programa de planilhas] que permite colorir automaticamente tabelas conforme uma escala de cores, basta fornecer as cores do mínimo e máximo. Usando o mesmo vermelho e o mesmo azul para os dois gráficos, o programa preencheu as cores intermediárias e resultou na tabela da direita. Depois foi só usar um editor de imagens comum para colorir cada Estado conforme a tabela, usando a ferramenta do conta-gotas.

Ao final da entrevista, Conti questionou a reportagem se poderia deixar uma mensagem. Segue abaixo:

“Nosso País tem menos de 30 anos de democracia sem ser interrompido por uma ditadura militar. É fundamental que continuemos a conscientização democrática a todo momento, não apenas no período eleitoral. Nesse novo Brasil democrático não há espaço para discursos de ódio: quanto antes conseguirmos superá-los, melhor para o País!”

Leia também:

Nordeste: Crescimento de 4,1% ao ano, 1 milhão de empregos no primeiro trimestre, 1,4 milhão de universitários

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



30 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

abolicionista

29 de outubro de 2014 às 19h54

O Brasil está dividido sim, mas em classes, e aquela formada por um número muito limitado de pessoas concentra toda a riqueza do país em suas mãos, riqueza essa produzida pelas mãos da outra, da classe trabalhadora…

Responder

Leo F.

29 de outubro de 2014 às 15h45

Seria pedir muito, pra Dilma ser possuída pelo espírito de Chavez, por pelo menos um mês ??

Responder

Everaldo

29 de outubro de 2014 às 01h49

Tanto se falou e ainda tem uns bobalhões que papagueiam, mas seria interessante um gráfico do que representa em percentual de cada estado que recebe o bolsa família. Aí os boçais de plantão que alardearam que foi o bolsa miséria/preguiça/esmola entre outras que deu a vitória a DILMA, verão quanto ínfimo é este percentual em relação ao total da população dos estados beneficiados. Destaque para SAO PAULO – segundo maior a receber e Minas em terceiro..Conti, faz prá gente ai!!!!

Responder

Cláudio

28 de outubro de 2014 às 19h21

Ouvindo A Voz do Brasil e postando:

♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥ Dilma, Vamos Para Cima. Vamos Fazer Política: Reformas Constituinte Exclusiva e do Judiciário, Urgentes; Lei da Mídia e “Paper Track” na Urna Eletrônica Já! Seja Legal; seja Livre. Use Linux.

Com Dilma, a verdade VENCEU a mentira assim como a esperança já venceu o medo (em 2002 e 2006) e o amor já venceu o ódio (em 2010). ****:D:D . . . . ****:L:L:D:D ****:D:D . . . . ****:L:L:D:D . . . . Lei de Mídias Já!!!! ****:L:L:D:D ****:D:D … “Com o tempo, uma imprensa [mídia] cínica, mercenária, demagógica e corruta formará um público tão vil como ela mesma” *** * Joseph Pulitzer. ****:D:D … … “Se você não for cuidadoso(a), os jornais [mídias] farão você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas, e amar as pessoas que estão oprimindo” *** * Malcolm X. … … … Ley de Medios Já ! ! ! . . . … … … …:L:L:D:D

Responder

Marco Aurélio Avelar

28 de outubro de 2014 às 17h43

Há muita irresponsabilidade na midia e fora dela tambêm , travestidos de democratas e republicanos , arrotam barbaridades perigosas , devemos aprender com a historia , ontem um tal de telhada defendeu o separatismo , não é um desinformado , é um oficial da Policia Militar Paulista , licenciado da PM e vereador de ocasião , a dissiminação destes sentimentos são potencialmente perigosos , a mesclagem de crise social com odio ao diferente gerou o maior monstro que a humanidade conheceu, Hitler não surgiu do nada , veio carregado por uma onda de segtarismo e xefonobia que o levou ao poder , levando o pais ao desastre que todos conhecemos, para quem duvida , proponho assistir o filme ” O OVO DA SERPENTE , irão entender ….

Responder

yacov

28 de outubro de 2014 às 16h19

Sou totalmente:a favor da alternância no poder, e deste ponto de vista, estou com LULA, se a direita ficou 500 anos no poder, nada mais justo que a esquerda ficar os próximos 500.

“O BRASIL PARA TODOS não passa na REDE GLOBO de SONEGAÇÃO – O que passa na REDE GLOBO de SONEGAÇÃO é um braZil-Zil-Zil para TOLOS”

Responder

José Ademar

28 de outubro de 2014 às 15h26

Mais dois exemplos para os coxinhas das jornadas de junho e julho de 2013:

França 1974
Segundo turno: Valery Giscard D Estaing 50,81% x 49,19% François Mitterrand. 424.599 votos pró D Estaing.
França 1981

Segundo turno:François Mitterrand 51,76% x 48,24% Valery D Estaing. 716.472 votos pró Mitterrand.

Não tem pra ninguém.

Dilma/Lulismo a democracia venceu.

Responder

pablo

28 de outubro de 2014 às 13h51

acho exagero do Lula (e marketing político do PT) a divisão simplista entre ricos x pobres.

penso que a divisão em curso é entre os que querem transformações sociais profundas e os que querem manter a ordem escravista / colonial no Brasil.

entre os que querem um país multicultural e os que preferem os enlatados iú-éss-êi e ser triste caricatura européia nos trópicos.

entre os que querem o Brasil autônomo e soberano e os que preferem a ALCA e a anexação do nosso território ao brother sam.

e, a meu ver, chegou a hora do PT e sua base mostrar de que lado samba e radicalizar sua posição, já que vai ser cada vez mais complicado acenar para os 02 Brasis ao mesmo tempo. Sem prejuízo do necessário “chamamento à unidade”, conforme último discurso da Presidenta.

Responder

Jorge

28 de outubro de 2014 às 09h57

Toda essa onda de ódio está se alastrando desde a Copa do Mundo. Onda de ódio organizada pelos ricos e
vendida para a classe média e para a classe trabalhadora desinformada.

A grande midia canalizou o sentimento de junho 2013 em benefício próprio pois sabiam que iriam perder as eleições.
Implantaram no coração do brasileiro o ódio.

Muitas pessoas estão pregando a separação do pais. Haverá apenas um partido ou dois no novo Brasil?

E se no futuro o partido que estiver no poder perder as eleições??? Sera criado um novo país para os que perderam ou ganharam???

Um país dos milionários separado do país dos ricos, separado do país da classe média e separado do país da classe trabalhadora?
Lembrando que podemos ter segregação dentro da própria família…dentro do trabalho….dentro da cidade….entre as amizades…

Esse pensamento separatista, se for levado a sério, pode conduzir o pais a uma guerra civil….
Temos que conscientizar as pessoas sobre esse fato.

Responder

Renato

28 de outubro de 2014 às 09h54

Eu entendo assim. Vocês deverão respeitar os 50 milhões de Brasileiros que não querem o socialismo. E deverão dialogar com eles. Também, pois senão eles vão ao ruas para derrubar o PT no congresso.

Responder

Flavio de Oliveira Lima

28 de outubro de 2014 às 08h33

Existe um (1) petista que defende o zéduardocardoso, o PauloSkromov, um dos sete fundadores do PT, junto com o Lula, figura histórica do partido que mora em Avaré, de onde nos conhecemos. Estou tentando chama-lo para um debate sobre a atuação do zécardoso. Voce topa Azenha? Seria um bom começo, não acha?

Responder

assalariado.

28 de outubro de 2014 às 07h58

Conceição, Azenha e internautas. Percebi claramente a intenção do autor do post/ grafico, de acabar com as más intenções dos separatistas da burguesia capitalista e aburguesados de plantão.

Por outro lado, convoco para esta discussão, os companheiros Marx, Engels, gramsci, … Sim, por mais colorido que seja os mapas, nas entrelinhas do tingimentos, esta presente (mas ocultada) a luta pelo poder politico economico entre (exploradores x explorados). Isto é, (capital x trabalho).

Peco licença para colar (via tijolaço do Fernando Brito) o comentário da Sra. Amariles Revorêdo Rodrigues (UNICAP), e o meu também.

Aqui vai, Sra. Amariles Revorêdo Rodrigues:

Espero que possa ver meu comentário publicado, expresso aqui meu pensamento sobre o que representa esta eleição e em especial ao tema da divisão que se fala nos meios de comunicação. Caro amigo, existe sim uma divisão como em todo mundo onde as regras do pais permite a interferência do capitalismo na política e nas regras das relações sociais. Enquanto existir as duas classes (capital x trabalho) estarão em campos opostos, encontraremos o pais dividido, não é com a simples derrubada do muro de Berlin que acaba essa disputa. Eu votei no PT e estarei sempre com o PT enquanto entender que este partido tenta pelo menos diminuir os efeitos perverso contra a classe trabalhadora que não tem um canal direto para pleitar seus interesses, o Imperialismo capitalista já tem (a revista Veja, a Globo, o PSD, o DEM, etc).

Agora o meu:

Amariles Rodrigues, muito bem observado. Embora, o jogo de tintas tentou dar uma “cor” mais suave a luta de classes, por mais que se esconda, o “colorido” envergonhado não escondeu a luta ocultada entre (exploradores x explorados), existente na sociedade brasileira. Isso, ficou mais que claro que o Brasil é dividido, não agora na eleições, mas sempre: o brasil dos trabalhadores e o brasil dos patrões. dos trabalhadores agrários e dos latinfundiários escravagistas. do povo oprimido e das classes opressoras, …

Saudações Socialistas.

Responder

    Fernando Lopes

    28 de outubro de 2014 às 11h42

    A divisão real do Brasil não é exatamente essa que você citou. Eu acho mais adequada a divisão:

    MAURICINHOS X TODO O RESTO DO BRASIL

    O que acontece é que infelizmente grande parte do resto do Brasil acredita que tem de puxar saco dos mauricinhos, por isso acaba ficando meio a meio!

Sidnei Brito

28 de outubro de 2014 às 07h28

Essas nuances todas já haviam sido observadas pelo sociólogo Wagner Iglecias em 2010 (se não me engano).
Eu mesmo escrevi um texto sobre isso em 2010: http://sidnei-quasetudo.blogspot.com.br/2010/11/o-vermelho-e-mais-vermelho-o-azul-e.html
De qualquer forma, neste 2014 fiquei chocado com o mau desempenho da candidata petista mesmo no chamado cinturão vermelho de São Paulo: cidades como São Bernardo, Santo André, Mauá, Carapicuíba, Franco da Rocha etc., todas dando vitória, em alguns casos até com boa margem, para Aécio – pior que o tucano venceu em algumas prefeituras comandadas pelo PT, inclusive com prefeitos que gozam de boa popularidade.
As pesquisas apontavam que Aécio empatava com Dilma no grupo de 2 a 5 salários mínimos. Cores e gradações à parte, é isso que me preocupa, é isso que precisa ser debatido e é esse grupo que precisa ser reconquistado.

Responder

FrancoAtirador

28 de outubro de 2014 às 05h27

.
.
Chefes de Estado comemoram Reeleição de Dilma

Representantes de Diversas Nações do Mundo

Parabenizaram Dilma Vana pela Reeleição

Lideranças políticas internacionais saudaram,
em seus perfis no Twitter,
a vitória da presidenta Dilma Rousseff
nas eleições ocorridas neste domingo (26).

União Europeia – O presidente da União Europeia, José Manuel Barroso,
afirmou, pelo Twitter, que a vitória de Dilma é uma oportunidade para consolidar a parceria estratégica entre o Brasil e a União Europeia.

“Dia de festa no Brasil”, tuitou Salvador Sánchez, Presidente de El Salvador.
Para ele, o Povo Brasileiro decidiu seguir construindo seu bem-estar e felicidade.

O Presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, parabenizou a presidenta do Brasil e expressou desejo de seguir trabalhando conjuntamente para o bem dos dois países e da região.

Já o Presidente Venezuelano, Nicolás Maduro, considerou o Resultado
da Eleição Presidencial como uma Vitória do Povo, de Lula e seu Legado
e dos Povos da América Latina e Caribe.

Rafael Correa, Presidente do Equador, também felicitou Lula e o Brasil pelo Maravilhoso Triunfo.
“Nosso gigante segue com o Partido dos Trabalhadores”, comemorou Correa.

Cristina Kirchner, Presidenta da Argentina, destacou que a Reeleição de Dilma
é um Passo para a Consolidação da “Pátria Grande”
e que, Juntas, seguirão avançando para um Futuro Melhor.

Em nome do Governo e do Povo Dominicano, o Presidente Danilo Medina parabenizou Dilma e lhe desejou muito sucesso no próximo mandato.

O Presidente Mexicano, Enrique Peña Neto, também saudou a reeleição de Dilma.

(http://www.pt.org.br/chefes-de-estado-comemoram-reeleicao-de-dilma)
.
.

Responder

Millena Borges

28 de outubro de 2014 às 03h44

As pessoas dão importância demais as pesquisas e sabemos que não são tão confiáveis assim. É difícil mesmo escolher entre o sujo e o mau lavado.

Responder

Márcio Gaspar

28 de outubro de 2014 às 03h25

Foi interessante quanto a discussão sobre como os mapas eleitorais são apresentados pela mídia na tentativa de representar os resultados das eleições. Erroneamente são representados as cores dos partidos dos candidatos preenchendo todo o mapa do Estado em que saíram vencedores, esquecendo dos votos absolutos em outra regiões administrativas ou distritos do mesmo Estado o que gera esteriótipos, como bem lembrado pelo pesquisador. Porém, eu, como geógrafo não creio que este mapa apresentado pelo pesquisador seja a melhor representação, talvez a melhor representação seria por distritos ou regiões administrativas que compoem boa parte das principais cidades do Brasil, podendo reduzir ainda mais por bairros, seria um trabalho difícil, mas o resultado seria bem próximo da realidade.

Responder

FrancoAtirador

28 de outubro de 2014 às 00h05

.
.
Isto não está na Pauta da Mídia Bandida.

Então, cabe a cada um de nós incluí-lo:

JUÍZES DO RIO GRANDE DO SUL FAZEM SEMINÁRIO SOBRE LIBERDADE DE IMPRENSA

O OBJETIVO DA ATIVIDADE FOI DISCUTIR OS MODELOS, E APLICAÇÕES NO BRASIL,

DE REGULAÇÃO E DE REGULAMENTAÇÃO DA MÍDIA EM TODA A AMÉRICA LATINA.

O Seminário contou com Dois Painéis:

“Desafios da Regulação das Comunicações na América Latina” e

“O Controle Social dos Meios de Comunicação”.
.
.
TRT-RS participa de Seminário da AJURIS sobre Liberdade de Imprensa

Os Desembargadores do Trabalho Emílio Papaléo Zin e Marcelo Gonçalves de Oliveira,

integrantes da Comissão de Comunicação Social e Relações Institucionais

do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região, participaram, nesta quinta-feira,

do Seminário Ajuris 70 anos – A Liberdade de Expressão na América Latina.

O evento ocorreu no auditório do Foro Central, em Porto Alegre-RS.

O objetivo da atividade foi discutir os modelos de regulação

e de regulamentação da mídia no continente e suas aplicações no Brasil.

O Seminário contou com Dois Painéis:

“Desafios da regulação das comunicações na América Latina” e “O controle social dos meios de comunicação”.

Os palestrantes foram Guilherme Canela Godoi, conselheiro regional de Comunicação e Informação da Unesco para o Mercosul e Chile;

Martín Becerra, jornalista argentino, professor universitário e pesquisador dos Sistemas dos Meios de Comunicação da América Latina; e

Fabio Ariel Ladetto, jornalista argentino, presidente do Foro de Periodismo Argentino (FOPEA).

As mediações dos painéis foram realizadas por Túlio de Oliveira Martins,
presidente do Conselho de Comunicação do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul,
e Flávio Porcello, jornalista, professor universitário e pesquisador sobre relações entre Mídia e Poder.

(http://www.trt4.jus.br/portal/portal/trt4/comunicacao/noticia/info/NoticiaWindow?cod=1017559&action=2&destaque=false&filtros=)

(http://abre.ai/pautando-a-midia-bandida)
.
.

Responder

Narr

27 de outubro de 2014 às 23h47

Cinco amigos se reúnem na mesa do bar.

O que vão beber, vinho ou cerveja?

Dois querem cerveja, dois sugerem vinho.

O quinto fica na dúvida, vacila um tempo e acaba decidindo por cerveja. A loura venceu por 3 a 2 a vermelha.

Agora, imagine que alguém diga assim: “naquela mesa estão os que rejeitam totalmente o vinho”.

Teria sido uma descrição correta?

Os mapas bicolores da imprensa que mostram o Norte-Nordeste vermelho do PT (e dois Estados do Sudeste, RJ e MG) e o resto em azul sugerem que o país está dividido rigidamente.

A falácia do raciocínio circular: fazem de conta que as escolhas foram na base do tudo ou nada e depois se surpreendem por encontrar um país dividido entre o tudo ou o nada…

O Brasil está dividido desde que começaram a construir a casa grande e a senzala.

Contudo, a direita nacional pretende nos convencer de que essa divisão entre casa-grande e senzala não existe na realidade.

Ela seria apenas a invenção maldosa dos petistas.

Fruto da conspiração política esquerdista.

Falta cor e vida no mundo da direita.

Responder

Cláudio

27 de outubro de 2014 às 23h13

Parabéns ao eterno Presidente Lula pelo seu aniversário na data de hoje, 27 de outubro.

♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥ Dilma, Vamos Para Cima. Vamos Fazer Política: Reformas Constituinte Exclusiva e do Judiciário, Urgentes; Lei da Mídia e “Paper Track” na Urna Eletrônica Já! Seja Legal; seja Livre. Use Linux.

Com Dilma, a verdade VENCEU a mentira assim como a esperança já venceu o medo (em 2002 e 2006) e o amor já venceu o ódio (em 2010). ****:D:D . . . . ****:L:L:D:D ****:D:D . . . . ****:L:L:D:D . . . . Lei de Mídias Já!!!! ****:L:L:D:D ****:D:D … “Com o tempo, uma imprensa [mídia] cínica, mercenária, demagógica e corruta formará um público tão vil como ela mesma” *** * Joseph Pulitzer. ****:D:D … … “Se você não for cuidadoso(a), os jornais [mídias] farão você odiar as pessoas que estão sendo oprimidas, e amar as pessoas que estão oprimindo” *** * Malcolm X. … … … Ley de Medios Já ! ! ! . . . … … … …:L:L:D:D

Responder

Nena

27 de outubro de 2014 às 23h10

Excelente análise do jovem historiador, não deixa dúvidas que não podemos sequer imaginar o nosso Brasil dividido, somos únicos e coesos.Viva o Brasil e seu maravilhoso povo e Viva a nossa presidenta Dilma, filha deste Brasil que não foge à luta.

Responder

FrancoAtirador

27 de outubro de 2014 às 23h01

.
.
Olha só por que os Tucanos Fascistas

querem separar o Sudeste do Brasil:

(http://imgur.com/fwI8Tev)
imagem.vermelho.org.br/biblioteca/campo_de_libra69871.jpg

Consórcio de Libra, formado pela Petrobras (Operadora, com 40%),

Shell (20%), Total (20%), CNPC (10%) e CNOOC Ltda (10%),

confirma Descoberta de Petróleo no Pré-Sal da Bacia de Santos.

O Poço fica a cerca de 170 Km da costa do Estado do Rio de Janeiro.
.
.
27 de outubro de 2014 – 10h39
EBC/Agência Brasil, via Vermelho.Org

Consórcio de Libra confirma descoberta de petróleo na Bacia de Santos

Perfuração em poço de Libra descobre petróleo na Bacia de Santos

O Consórcio de Libra informa que a perfuração do primeiro poço de extensão na área de Libra, o 3-BRSA-1255-RJS (3-RJS-731),
comprovou a descoberta de petróleo de boa qualidade na porção noroeste da estrutura.

Informalmente conhecido como NW1, o poço está localizado no pré-sal da Bacia de Santos, a cerca de 170 quilômetros da costa do estado do Rio de Janeiro e a aproximadamente 4 km a sudeste do poço descobridor, o 2-ANP-2A-RJS.

O intervalo portador de petróleo foi constatado por meio de perfis e amostras de fluido, que serão posteriormente caracterizadas por análise de laboratório.

O poço ainda está sendo perfurado, a uma profundidade de 5.326 metros, e a perfuração prosseguirá até 5.850 metros.

O Consórcio de Libra é formado pela Petrobras (operadora, com 40%), Shell (20%), Total (20%), CNPC (10%) e CNOOC Ltda (10%), tendo como gestora do contrato a Pré-Sal Petróleo S.A. (PPSA).

Libra foi a primeira área leiloada pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) sob o regime de partilha de produção.

(http://www.vermelho.org.br/noticia/252218-2)
(http://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2014-10/consorcio-de-libra-confirma-descoberta-de-petroleo-na-bacia-de-santos)
.
.

Responder

Hugo Diniz

27 de outubro de 2014 às 19h50

O duro é os “Jênios” aceitarem que os ditos menos inteligentes venceram.

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.