VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Quadrilha integrada por assessor de Marcos Rogério usava novo corredor das drogas, por isso movimentou R$ 1,5 milhão em 15 dias
Reprodução
Política

Quadrilha integrada por assessor de Marcos Rogério usava novo corredor das drogas, por isso movimentou R$ 1,5 milhão em 15 dias


14/09/2021 - 13h29

Da Redação

O assessor do senador Marcos Rogério (DEM-RO), Marcelo Guimarães Cortez Leite, permanece foragido, de acordo com a colunista Juliana Dal Piva, do UOL.

Lotado em Porto Velho, ele recebeu em agosto o salário bruto de R$ 5.735,93.

Maldosamente chamado de “Narcos Rogério” nas redes sociais, o senador afastou o assessor assim que a operação da PF tornou-se pública.

Guimarães já havia servido anteriormente ao ex-senador Expedito Junior, hoje presidente do PSDB em Rondônia.

Ele é casado com uma promotora de Justiça que serve a uma comarca do interior do estado, mas anteriormente já fez parte do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) do Ministério Público de Rondônia.

A casa do assessor de Marcos Rogério, o mais ativo integrante da tropa de choque de Jair Bolsonaro, foi alvo de busca e apreensão.

O ponto de partida das drogas em território brasileiro seria o município de Guajará Mirim, que tem ampla fronteira com a Bolívia, dotada de laboratórios na região amazônica.

Com a repressão das polícias nacionais ao tráfico no sul da Bolívia, nas fronteiras com Mato Grosso do Sul e Mato Grosso, as drogas estão cada vez mais entrando no Brasil por via rodoviária na região de Guajará Mirim ou pelos rios da tríplice fronteira Brasil-Peru-Colômbia, a chamada rota do Solimões.

Isso explica, em parte, a explosão da criminalidade em Fortaleza mas também em Belém e Manaus, com o fortalecimento de gangues locais como a Família do Norte (Amazônia) e os Guardiões do Estado (Ceará).

De acordo com a PF, as remessas seguiam em carretas até Fortaleza, que se tornou um hub regional e internacional do tráfico, pois dali a cocaína segue em navios ou barcos para a costa da África ou a Espanha.

Só isso para explicar que a quadrilha tenha movimentado R$ 1,5 milhão em apenas duas semanas.

A PF não entrou em detalhes sobre a posição ocupada por Marcelo na quadrilha, mas como assessor parlamentar ele tinha acesso a informação privilegiada.

Abaixo, nota da Polícia Federal sobre o evento. No pé do post, a primeira de uma série de reportagens sobre a Rota do Solimões (siga o link para as demais). E a primeira de uma série sobre a violência brutal em Fortaleza (siga o link para ver as outras).

A imbricação entre tráfico de drogas e política no Brasil está se tornando cada vez mais forte, com a repetição de casos como o do ex-deputado federal do Acre, Hildebrando Paschoal, que controlava o estado com sua motossera, e mais recentemente do prefeito de Itaituba, no Pará, Valmir Climaco, dono de uma fazenda onde a PF encontrou 583 quilos de cocaína.

Ambos negam qualquer relação com o tráfico.

PF combate o tráfico interestadual de drogas e a lavagem de dinheiro proveniente do tráfico em Porto Velho/RO

Operação Alcance cumpre 102 ordens judiciais em quatro estados

Porto Velho/RO – A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (1/9) a OPERAÇÃO ALCANCE, visando desarticular esquema criminoso de envio de carregamento de drogas de Rondônia para a cidade de Fortaleza/CE, assim como núcleo voltado à lavagem de capital proveniente do tráfico sediado em Porto Velho/RO.

Aproximadamente 200 policiais federais cumprem os 102 mandados judiciais, sendo 42 de prisão preventiva e 60 de busca e apreensão. Há ordem judicial de bloqueio de valores bancários, demandados pela Vara de Delitos de Tóxicos de Porto Velho/RO. Os mandados judiciais estão sendo cumpridos em seis cidades diferentes, sendo Porto Velho/RO, Cacoal/RO, Guajará-Mirim/RO, Fortaleza/CE, Boa Vista/RR e Santa Luzia/MG.

As investigações foram iniciadas em agosto de 2020, com a finalidade de identificar a participação dos integrantes da organização criminosa (ORCRIM) sediada em Porto Velho e liderada por indivíduo foragido, condenado em 2015 a aproximadamente 40 anos de prisão por tráfico, associação e lavagem de dinheiro.

Durante as investigações, constatou-se que os integrantes do grupo criminoso atuavam em duas frentes: um núcleo responsável na remessa de droga em carretas para o Estado do Ceará e outro na ocultação do patrimônio. Após o cumprimento do mandado de prisão do líder da ORCRIM em novembro de 2020 quando usava documento falso, descobriu-se a magnitude das transações.

Sete remessas de drogas foram apreendidas totalizando cerca de uma tonelada de cocaína. O dinheiro da droga era recebido de forma dissimulada em contas bancárias de interpostas pessoas e empresas, sendo que estas recebiam aproximadamente 3% do valor movimentado. Além das inúmeras identificadas, em uma delas a ORCRIM chegou a receber R$1,5 milhão no interstício de 15 dias.

Há empresa com movimentação financeira de aproximadamente R$ 85 milhões em 2020 sem sequer possuir sede física. Parte do patrimônio estava sendo ocultado por meio de postos de gasolinas, empresas, garagem de veículos, sítios, jet-ski e imóveis de luxo.

Os presos, após serem ouvidos pela Polícia Federal, serão encaminhados para o sistema prisional, onde responderão pelos crimes de tráfico interestadual de drogas, organização criminosa, bem como lavagem de dinheiro, cujas penas somadas podem chegar a mais de 40 anos de prisão.

O nome da operação é atinente aos esforços despendidos para ALCANÇAR os integrantes e o líder da organização criminosa foragido da Justiça desde o ano de 2015.





11 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Silvia Oliveira

15 de setembro de 2021 às 11h54

Enche o saco na CPI com o papo de consórcio nordeste e verba para maconha e sequer vê o tráfico no seu gabinete. Ah tá.

Responder

Henrique Martins

15 de setembro de 2021 às 11h24

https://noticias.uol.com.br/colunas/carolina-brigido/2021/09/15/interferencia-pf-novo-embate-stf-bolsonaro-duas-semanas.htm

Hah, não sei não viu….
Talvez seja melhor o STF bancar o esperto e adiar o julgamento de tudo o que for possível e deixar para pegar essa turma depois que o genocida cair ou se enfraquecer mais.

Responder

Henrique Martins

15 de setembro de 2021 às 11h09

https://www.diariodocentrodomundo.com.br/essencial/malafaia-desafio-prisao-moraes/

Curiosamente, a única coisa boa que Michel Temer fez em seu governo foi nomear Alexandre de Morais para o STF, pois esse ministro tem sido o mais corajoso da corte no enfrentamento do genocida que nos governa.
Por outro lado, em que pesem os acertos, o pior erro do PT foi a escolha de alguns ministros do STF.

Responder

Henrique Martins

15 de setembro de 2021 às 10h43

https://www.diariodocentrodomundo.com.br/essencial/temer-cunha-deselegante/

Elementar, meu caro Watson.

Eduardo Cunha – que diga-se de passagem é evangélico – colaborou ativamente com o golpe de extrema direita e, tal como Aécio Neves, sempre foi cem por cento Bolsonaro.

Responder

Zé Maria

15 de setembro de 2021 às 08h57

Por falar em Bandidagem Bolsonarista,
o Bob Jeff escreveu uma carta da cadeia
quando soube que foi condenado a pagar
uma indenização de R$300 Mil por ter feito
Ofensas Homofóbicas ao governador do RS.

Olha só a chinelagem do chefe-dono do PTB:

(https://static.poder360.com.br/2021/09/Roberto-Jefferson-Carta-Eduardo-Leite-14-set-2021-768×1365.jpeg)

Aliás, o Bobbão Jeff tem todos os atributos do
sonhado candidato da Terceira Via da Imprensa.

Responder

Lucas

14 de setembro de 2021 às 22h37

Que é isso.
O traficante é o Fernandinho beira mar. O Nem da rocinha.
Parem de inventar mentiras.

Responder

Zé Maria

14 de setembro de 2021 às 22h12

100 Mil Reais por Dia em Coca!
Pra prestar Assessoria no Pó?
É, Senador Marcos Rogério?
E aí, PF? ‘A Lei é para todos’?

Responder

Henrique Martins

14 de setembro de 2021 às 14h15

A propósito, observem que no episódio ‘ Hail To The Chump’ antes de ser empossado como prefeito Johnny Bravo estava brincando na LAMA.
.
https://www.youtube.com/watch?v=GlGv6HsR7m0&t=22s

Responder

    Henrique Martins

    14 de setembro de 2021 às 14h22

    Observem também que o personagem que liderou a revolta contra Johnny era o mesmo que o havia empossado no cargo de prefeito. Ou seja, a ascensão de Bolsonaro está associada ao PT. O golpe foi dado para eliminar o PT.

Henrique Martins

14 de setembro de 2021 às 13h46

Observem as letras das músicas ‘Alvorada Voraz’, do RPM, e ‘Que País é Esse’, de Renato Russo.
Observem que o RPM foi formado em 1983, tendo sido uma das bandas mais populares do país entre os anos de 1984 a 1987. Em seguida observem que o álbum ‘Que País É Este’, do Legião Urbana, foi lançado em 1987.

Observem também que o Movimento das Diretas-Já aconteceu em 1984.
Depois atentem para tudo o que está acontecendo no Brasil agora e vocês vão perceber que na música ‘Alvorada Voraz’ os músicos foram intuídos a nos contar que, após a conquista da democracia em 1984, no futuro, o país sofreria outro golpe militar. O Renato Russo veio depois com a música ‘Que País é Esse’ para nos contar o que ia acontecer neste regime militar disfarçado de governo democrático.

Agora nos resta fazer com que o destino de Bolsonaro seja o mesmo de Johnny Bravo no episódio ‘Hail To The Chump’. E será! Porque já estava escrito nas estrelas!

Responder

Deixe uma resposta para Zé Maria

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding