VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Política

O resultado das CPI das Enchentes


19/01/2011 - 23h04

19 de Janeiro de 2011 – 9h58

José Américo e Adilson Amadeu: Enchentes em SP são inaceitáveis

As enchentes que tornam penosa a vida dos paulistanos em todo começo de ano são, em grande parte, produto do imobilismo de nossos governantes. Os diagnósticos oficiais se caracterizam pela superficialidade; os cronogramas não são cumpridos e os recursos financeiros, escassos, são mal aplicados.

Por José Américo* e Adilson Amadeu**, na Folha de S. Paulo, via Vermelho

Essas são as principais conclusões da CPI das Enchentes, encerrada há um mês na Câmara Municipal de São Paulo. Para a maioria de seus integrantes, mais do que à natureza ou mesmo à ocupação errática do espaço urbano, a maior responsabilidade pelos efeitos das chuvas cabe à Prefeitura de São Paulo e ao governo do Estado.

Sempre choveu forte em São Paulo. É bom lembrar que, de acordo com o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), o janeiro mais chuvoso de nossa história foi o de 1947 -há 64 anos!-, e não qualquer um mais recente.

Em vez de pautar suas decisões pelo bom senso, o ex-governador José Serra e o atual prefeito Gilberto Kassab têm preferido trilhar o caminho oposto e reduzir as verbas para as enchentes.

Nos últimos dois anos, Serra cortou o quanto pôde -em 2009, gastou menos que a metade dos R$ 188 milhões previstos para o Alto Tietê e, em 2010, reduziu o orçamento do Estado em R$ 51 milhões.

Kassab seguiu os passos de seu aliado e cortou sem dó. A partir de 2006, ele investiu só 70% do valor orçado na média anual. De total de R$ 1,604 bilhão previsto para cinco anos, a prefeitura deixou de aplicar nada menos que R$ 423 milhões!

Mas isso não é tudo. A CPI das Enchentes identificou, para além da redução de recursos, a má aplicação do que tem sido gasto.

A começar pela ineficiência nos serviços de manutenção da estrutura subterrânea de captação e escoamento de água, que é composta por quase 400 mil bocas de lobo e 3.000 km de galerias pluviais.

Estas últimas estão com parte de sua capacidade comprometida devido à falta de limpeza e de reparos (menos de 30% da rede tem manutenção anual). Além disso, a prefeitura quase não fiscaliza as empresas contratadas para a limpeza das bocas de lobo; no mais das vezes, são elas que controlam o seu próprio trabalho.

O governo do Estado é tão ou mais responsável pelas enchentes que a prefeitura. Afinal, é dele a culpa pelo atraso na execução do Plano de Macrodrenagem da Bacia do Alto Tietê, aprovado em 1998. De um total de 134 previstos, apenas 45 piscinões foram construídos: só na capital, a necessidade atual seria de 17 novos reservatórios.

Mas o erro crasso do governo é com o rio Tietê, receptor natural de dezenas de afluentes, de galerias pluviais e até do esgoto não tratado de 3,5 milhões de habitantes de bairros paulistanos e de municípios vizinhos. Segundo o professor aposentado da USP Júlio Cerqueira César Neto, são despejados todos os anos no leito do rio cerca de 3 milhões de m2de terra e dejetos, mas apenas 1 milhão de m2 foram retirados em 2010.

O assoreamento causado por essa defasagem na limpeza já comprometeu 50% da vazão do rio desde que o aprofundamento de sua calha foi concluído, em 2006, a um custo de R$ 1,7 bilhão. Em vez de ajudar a reduzir as enchentes, como a obra bilionária anunciava, o Tietê se tornou o principal fator para a sua realimentação.

Quando chove forte, é inevitável o refluxo da água em excesso, o que causa o alagamento de ruas, casas e áreas de risco. É assim que o rio parece se vingar das autoridades que teimam em desrespeitá-lo.

* José Américo é jornalista, vereador de São Paulo pelo PT. Integrou a CPI das Enchentes.

** Adilson Amadeu é empresário, vereador de São Paulo pelo PTB e foi o presidente da CPI das Enchentes na Câmara Municipal de São Paulo.





14 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Julio

22 de janeiro de 2011 às 19h00

Quer coisa mais importante para políticos do que as inchebtes e outras desgraças como as do Rio, de SP, de Minas e etc. – Qual é a grande coisa? O governo libera dinheiro que não chega as mãos dos necessitados e fica, portanto, nas mãos de quem? – dos políticos, sem terem que prestar contas. Então não conte com ações que evitem essas inundações!!!!!!!!!!!

Responder

Armando Bolliere

22 de janeiro de 2011 às 10h24

Uma dupla impagável: Padin pade Çerra, Farol e o inclito Picolé de Chuchu. Esta paulistada merecem mesmo estes pedágios e estas enchentes. Isto é que é gostar de sofrer. Comem chuchú e arrotam camarão.

Responder

Gustavo Pamplona

21 de janeiro de 2011 às 22h20

Vai aí uma pergunta para vocês.

Será que depois destas enchentes de São Paulo a água da Sabesp estaria adequada ao consumo? Será que vocês poderiam atestar a qualidade da água.

É lógico que águas de chuva e águas de esgoto (ou seja as águas da enchente) não se misturam com águas de abastecimento mas como São Paulo agora vive alagada que garantias vocês dariam que as águas do esgoto/chuva não tenham se misturado com as águas de abastecimento nos canos debaixo da terra.

E sabendo da corrupção da Globo com a Sabesp…

Responder

Marat

21 de janeiro de 2011 às 13h51

As CPIs de SP são todas umas piadinhas. Onde já se viu, numa ditadura, montagem de alguma comissão séria e honesta? Os feudalistas que dominam SP (inclusive o PIG local) há tantos anos, já destruíram muito do que tínhamos de bom, e estão a cada dia derrubando nossa qualidade de vida. Enquanto isso, o PIG faz propaganda da Prefeitura e do Governo!

Responder

benjamim

21 de janeiro de 2011 às 12h55

Estes são os grandes administradores e os mais competentes que se tem notícia no Brasil, quais sejam:
Ferdando Tranbique no Povo, Zé Enterra, Ai de Mim e ultimamente o Kassab..ta. Todos deveriam estar presos, junto com os vereadores, que recebem propinas de construtoras e autorizam loteamentos em áreas de risco. Inclusive construções em cima de lixões. E a culpa é sempre de S. Pedro, segundo esta mídia vendida.
Benjamin

Responder

LuisCPPrudente

21 de janeiro de 2011 às 11h58

A CPI das Enchentes poderia sugerir algumas mudanças, como por exemplo, voltar a utilizar gradualmente os paralelepípedos ou coisa semelhante nas ruas secundárias (com pouca movimentação de veículos), a utilização de um asfalto mais poroso e menos impermeável (parece que a Politécnica da USP já vem desenvolvendo este tipo de asfalto), a obrigatoriedade de grandes estacionamentos a céu aberto usarem paralelepípedos ou outro material no seu piso, além de terem espaços ajardinados, etc.

Responder

Marco Galo

21 de janeiro de 2011 às 09h49

Gustavo Pamplona, respondo pra você.

A ACSP serve aos partidos Democratas e PSDB , à começar pelo que comandam a instituição. Entre no site http://www.acsp.com.br e verá como às notícias são totalmente tendenciosas.

Responder

Gustavo Pamplona

20 de janeiro de 2011 às 20h26

Ok… pessoal… vocês todos já devem saber que a arrecadação federal bateu um novo recorde de mais de 800 bilhões.
http://noticias.r7.com/economia/noticias/arrecada

Eu pergunto: E quanto àquele "impostômetro"? Que disse que os brasileiros tinham pago mais de 1 trilhão em impostos

Bom… vocês todos devem saber que pertence a Associação Comercial de SP ou seja: A quem aquele impostômetro serve?

Responder

Lousan

20 de janeiro de 2011 às 17h17

como sempre descobriram um monte de coisa, mas parou por ai…de nada adianta descobrir que o bolo é de chocolate se a gente não vai comer!

Responder

Gustavo Pamplona

20 de janeiro de 2011 às 15h36

[Paulistano reprova transporte público, diz Ibope]
http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2011/01/tar

Meio escondido lá no G1.

Responder

Suely Lago

20 de janeiro de 2011 às 14h09

Mas….quem tem coragem para dizer a VERDADE?
O fato é que eles tem de arranjar um jeito de jogar a responsailidade para terceiro e de preferencia na escala presidencial…..kakakaka ou é para choraaaaaaaaaaaaa! snif, snif, snif , snif . Piedade para os cariocas, porque os paulistanos gosta mesmo é de ser enganados….. continuem com eles…..continuem no atraso.

Responder

Alvaro Tadeu Silva

20 de janeiro de 2011 às 09h13

A CPI terminou faz mês? A Foia, a Oia, Stadão, Stadinho, a especialista em enchentes, aviação e doenças tropicais causadas por picadas de mosquito, a eminente e iminente cientista/jornalista/política, Eliane "Cheirosa" Catanhêde não comentaram nada! Então, só fiquei sabendo agora. Se eles não anunciam, não aconteceu…

Responder

Daniel

20 de janeiro de 2011 às 08h51

Esse texto poderia estar no Seja Dita a Verdade, né?

Responder

Deixe uma resposta para Marco Galo

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding