VIOMUNDO

Diário da Resistência


Política

Maria Inês Nassif: Vem aí o ano da Privataria


23/12/2011 - 13h21

DEBATE ABERTO

2011, o ano em que a mídia demitiu ministros. 2012, o ano da Privataria.

A imprensa estará muito menos disposta a comprar uma briga durante a CPI da Privataria – quer porque ela começa questionando a lisura de aliados sólidos da mídia hegemônica em 1994, 1998, 2002, 2006 e 2010, quer porque esse tema é uma caixinha de surpresas.

Maria Inês Nassif, na Carta Maior

Em 2005, quando começaram a aparecer resultados da política de compensação de renda do governo de Luiz Inácio Lula da Silva – a melhoria na distribuição de renda e o avanço do eleitorado “lulista” nas populações mais pobres, antes facilmente capturáveis pelo voto conservador –, eles eram mensuráveis. Renda é renda, voto é voto. Isso permitia a antevisão da mudança que se prenunciava. Tinha o rosto de uma política, de pessoas que ascendiam ao mercado de consumo e da decadência das elites políticas tradicionais em redutos de votos “do atraso”. Um balanço do que foi 2011, pela profusão de caminhos e possibilidades que se abriram, torna menos óbvia a sensação de que o mundo caminha, e o Brasil caminha também, e até melhor. O país está andando com relativa desenvoltura. Não que vá chegar ao que era (no passado) o Primeiro Mundo num passe de mágicas, mas com certeza a algo melhor do que as experiências que acumulou ao longo da sua pobre história.

O perfil político do governo Dilma é mais difuso, mas não se pode negar que tenha estilo próprio, e sorte. As ofensivas da mídia tradicional contra o seu ministério permitirão a ela, no próximo ano, fazer um gabinete como credora de praticamente todos os partidos da coalizão governamental. No início do governo, os partidos tinham teoricamente poder sobre ela, uma presidenta que chegou ao Planalto sem fazer vestibular em outras eleições. Na reforma ministerial, ela passa a ter maior poder de impor nomes do que os partidos aliados, inclusive o PT. Do ponto de vista da eficiência da máquina pública – e este é o perfil da presidenta – ela ganha muito num ano em que os partidos estarão mais ocupados com as questões municipais e em que o governo federal precisa agilidade para recuperar o ritmo de crescimento e fazer as obras para a Copa do Mundo.

Sorte ou arte, o distanciamento de Dilma das denúncias contra os seus ministros, o fato de não segurar ninguém e, especialmente, seu estilo de manter o pé no acelerador das políticas públicas independentemente se o ministro da pasta é o candidato a ser derrubado pela imprensa, não a contaminaram com os malfeitos atribuídos a subalternos. Prova é a popularidade registrada no último mês do ano.

Mais sorte que arte, a reforma ministerial começa no momento em que a grande mídia, que derrubou um a um sete ministros de Dilma, se meteu na enrascada de lidar com muito pouca arte no episódio do livro “A Privataria Tucana”, do jornalista Amaury Ribeiro Jr. Passou recibo numa denúncia fundamentada e grave. Envolve venda (ou doação) do patrimônio público, lavagem de dinheiro – e, na prática, a arrogância de um projeto político que, fundamentado na ideia de redução do Estado, incorporou como estratégia a “construção” de uma “burguesia moderna”, escolhida a dedo por uma elite iluminada, e tecida especialmente para redimir o país da velha oligarquia, mas em aliança com ela própria. Os beneficiários foram os salvadores liberais, príncipes da nova era. O livro “Cabeças de Planilha”, de Luís Nassif, e o de Amaury, são complementares. O ciclo brasileiro do neoliberalismo tucano é desvendado em dois volumes “malditos” pela grande imprensa e provado por muitas novas fortunas. Na teoria. Na prática, isso é apenas a ponta do iceberg, como disse Ribeiro Jr. no debate de ontem (20), realizado pelo Centro de Estudos Barão de Itararé, no Sindicato dos Bancários: se o “Privataria” virar CPI, José Serra, família e amigos serão apenas o começo.

A “Privataria” tem muito a ver com a conjuntura e com o esporte preferido da imprensa este ano, o “ministro no alvo”. Até a edição do livro, a imprensa mantinha o seu poder de agendamento e derrubava ministros por quilo; Dilma fingia indiferença e dava a cabeça do escolhido. A grande mídia exultou de poder: depois de derrubar um presidente, nos anos 90, passou a definir gabinetes, em 2011, sem ter sido eleito e sem participar do governo de coalizão da mandatária do país. A ideologia conservadora segundo a qual a política é intrinsicamente suja, e a democracia uma obra de ignorantes, resolveu o fato de que a popularidade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva dizimou a oposição institucional, em 2010, e a criação do PSD jogou as cinzas fora, terceirizando a política: a mídia assumiu, sem constrangimentos, o papel de partido político. No ano de 2011, a única oposição do país foi a mídia tradicional. As pequenas legendas de esquerda sequer fizeram barulho, por falta de condições, inclusive internas (parece que o P-SOL levou do PT apenas uma vocação atávica para dissidências internas; e o PT, ao institucionalizar-se, livrou-se um pouco dela – aliás, nem tanto, vide o último capítulo do livro do Amaury Ribeiro Jr.).

Quando a presidenta Dilma Rousseff começar a escolher seus novos ministros, e se fizer isso logo, a grande mídia ainda estará sob o impacto do contrangimento. Dilma ganhou, sem imaginar, um presente de Papai Noel. A imprensa estará muito menos disposta a comprar uma briga durante a CPI da Privataria – quer porque ela começa questionando a lisura de aliados sólidos da mídia hegemônica em 1994, 1998, 2002, 2006 e 2010, quer porque esse tema é uma caixinha de surpresas.

Isso não chega a ser uma crise que a democracia não tenha condições de lidar. Na CPI dos Anões do Orçamento, que atingiu o Congresso, os partidos viveram intensamente a crise e, até por instinto de sobrevivência, cortaram na própria carne (em alguns casos, com a ajuda da imprensa, jogaram fora a água da bacia com alguns inocentes junto). A CPI pode ser uma boa chance de o Brasil fazer um acerto com a história de suas elites.

E, mais do que isso, um debate sério, de fato, sobre um sistema político que mantém no poder elites decadentes e é facilmente capturado por interesses privados. Pode dar uma boa mão para o debate sobre a transparência do Estado e sobre uma verdadeira separação da política e do poder econômico. 2012 pode ser bom para a reforma política, apesar de ter eleições municipais. Pode ser o ano em que o Brasil começará a discutir a corrupção do seu sistema político como gente grande. Cansou essa brincadeira de o tema da corrupção ser usado apenas como slogan eleitoral. O Brasil já está maduro para discutir e resolver esse sério problema estrutural da vida política brasileira.

(*) Colunista política, editora da Carta Maior em São Paulo.

Leia um capítulo do livro de Amaury Ribeiro Jr.: O primo mais esperto de Serra

Leia outro capítulo: Quem é o Doutor Escuta

E a subespécie andrea-aecius?

CartaCapital: “Serra sempre teve medo do que seria publicado no livro”





109 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Lucas

17 de agosto de 2015 às 19h13

Se liguem nessa opção para imprevistos! sempre bom ter na empresa e até mesmo em casa! http://www.seton.com.br/manta-para-abafamento-e-isolamento-teacutermico-de-latilde-cinza-c6470.html

Responder

A ordem criminosa do mundo « LIBERDADE AQUI!

03 de janeiro de 2012 às 23h30

[…] Maria Inês Nassif: Vem aí o ano da Privataria Rate this: Gostar disso:GostoSeja o primeiro a gostar disso post. […]

Responder

Antonio

26 de dezembro de 2011 às 18h21

O PIG não se constrange. Ele é hipócrita como essa velha elite da Casa Grande. Vergonha na cara é o que mais lhes falta. Eles escravizam, mentem, manipulam, criam situações, corrompem, são corrompidos, entregam, tudo para não perder o poder. O poder e o dinheiro são os objetivos a serem alcançados, custe o que custar.

Responder

Richardson Querubim

26 de dezembro de 2011 às 12h50

Eles vão conseguir algum juiz que conceda liminar, suspendendo a venda do livro? Tentaram ignorar, com apoio do PIG. Agora, viram que não funcionou por causa dos Blogs e da liberdade de informação da internet. Aí vão tentar a censura, que é uma maneira de manter o livro ignorado. Vamos às compras!!!

Responder

Alexandre Nunis

26 de dezembro de 2011 às 11h03

Falta só combinar com os "russos" , pra um Judiciario que ja fez o que fez com a Satiagraha, é dificil se iludir muito, faltam muitas "Eliana Calmon" pra que a JUSTIÇA mereça esse nome, falando em corrupção onde andam as convocações pras passeatas e protestos contra a corrupção, gostaria muito de comparecer exibindo meu Livro "PRIVATARIA TUCANA" com muito orgulho , estou esperando a convocação cívica.

Responder

Sérgio

26 de dezembro de 2011 às 01h35

Se começar cavar a CPI da Privataria vai chegar até a máfia-midiática (PIG).

Responder

DandoMilhoAosPombos

25 de dezembro de 2011 às 22h52

Direto ao ponto;
O silencio da midia nao e gratuito!

O livro “A Privataria Tucana” comprova aquilo que se sabia mas faltavam detalhes. A privatizacao foi o sequestro de bens do estado para o usufruto dos espertalhoes que se capitalizaram; os novos proprietarios das operadoras de telefonia. No entanto isso so foi possivel com a cumplicidade da midia interessada nos novos negocios que surgiam na decada de 90; o filao da Internet. Mas, para isso precisava-se detonar as teles e tomar conta do mercado.

Essa empreitada foi feita com o auxilio de um partido onibus, o PSDB, que facilitou as coisas atraves de aliados na presidencia da republica e estados; FHC e Serra sao os exemplos classicos.. Portanto, o valerioduto foi o dinheiro da comissao recebida pela informacao privilegiada nos leiloes das estatais. O butim, diga-se, a comissao, navegou pelo Caribe e assim os corsarios alimentaram o valerioduto. O mensalao foi aquilo que sobrou do valerioduto.

Responder

Caio

25 de dezembro de 2011 às 22h32

Excelente texto!

Responder

Jorge Nunes

25 de dezembro de 2011 às 09h24

Como funciona todas as estratégias do PIG: http://www.youtube.com/watch?v=afGIxp775G0&fe

Responder

Janah

24 de dezembro de 2011 às 22h36

Feliz Natal a todos do viomundo!

Responder

Vlad

24 de dezembro de 2011 às 20h16

Isso mesmo…2012…o ano da Privataria!
2013 da campanha para 2014.
Aí vem a Copa, Olimpíadas…etc.
O ano da Educação minimamente decente será em 2138.
É nóis, cumpanhero!!!

Responder

Hiro

24 de dezembro de 2011 às 18h49

A Esquerda deve retomar a crítica à corrupção urgentemente.
O PiG se calou agora pois surgiram os verdadeiros autores da corrupção generalizada no Brasil
revelados e documentados no livro "Privataria Tucana".
Com os fatos desse ótimo trabalho de jornalismo está superada a inversão da realidade
que o PiG e o psdb protagonizaram hipocritamente desde 2005.
Que a Verdade se espalhe como fogo!
Crítica à corrupção tungana!
#CadeiaNeles!

Responder

JULIO/Contagem-MG

24 de dezembro de 2011 às 18h33

Hoje finalmente, consegui comprar o livro do Amaury, aqui na Livraria leitura, do BIG Shopping, mas o livro não
está na vitrine, e de costas para quem entra na loja. Questionei o gerente da livraria pelo fato do livro está me
io escondido, e ele com um sorriso amarelo, me disse que era porque o livro só chegou ontem. Para quem
não sabe, Contagem, era um curral eleitoral dessa praga Tucana até oito anos atrás.

Responder

Janah

24 de dezembro de 2011 às 17h46

sábado, 24 de dezembro de 2011
PSDB decide processar Amaury Ribeiro Jr
Sérgio Guerra, presidente nacional do PSDB, disse há pouco a este blog que na próxima semana seu partido entrará com ações na Justiça contra o jornaista Amaury Ribeiro Jr., autor do livro "A Privataria Tucana", e o editor Luiz Fernando Emediaro, dono da Geração Editorial e responsável pela publicação do ivro. "Vamos para cima deles. O livro está repleto de mentiras", explica Sérgio.
No Blog do Noblat http://contextolivre.blogspot.com/2011/12/psdb-de

Euzinha estou pagando para ver!

Responder

    RicardãoCarioca

    24 de dezembro de 2011 às 18h23

    Eu acho que o Cerra está por trás desse comunicado. Partindo do raciocínio de que ele não é mais nada, nadica de nada, tendo o mesmo que aceitar o Aético Never ir a SP escolher o candidato do partido para a cidade de SP, para as próximas eleições, posso ver o Cerra jogando essa bomba na nal tucana e assim, afundar com o PSDB, para deixar o Aético náufrago no meio do nada, enquanto ele, o Cerra, terá pulado para o bote do PSD. Coisa típica desse sujeito.

    Outro Antonio

    24 de dezembro de 2011 às 21h48

    Eu também. E se entrar com processo vai dançar miudinho.

Douglas O. Tôrres

24 de dezembro de 2011 às 16h20

Feliz natal Azenha,extensivo a família,amigos e aos leitores.

Responder

FrancoAtirador

24 de dezembro de 2011 às 15h48

.
.
Uma boa notícia, para conhecimento de todos:

A página "A PRIVATARIA TUCANA" na Wikipédia

não só foi salva da tentativa de censura tucano-midiática

como está bombando a todo vapor, dia-a-dia ampliada.

No artigo, já há menção, inclusive, à CPI da Privataria.

Vários "blogs sujos" encontram-se entre as fontes citadas,

destacando-se as matérias publicadas aqui no Viomundo

pelos jornalistas Conceição Lemes e Luiz Carlos Azenha.

É A BLOGOSFERA FAZENDO A HISTÓRIA DO BRASIL.

http://pt.wikipedia.org/wiki/A_Privataria_Tucana

Responder

    Lu_Witovisk

    24 de dezembro de 2011 às 19h09

    Aeeeeeeeeeeeeeeeeeee!!!!

Marcio H Silva

24 de dezembro de 2011 às 15h08

Tava lembrando de minha infância. Minha vó dava 20 mil reis para ir na venda da esquina comprar 200 gramas de feijão. Meu tio falava que antigamente tudo era barato, mas ninguém tinha grana para comprar, só no varejão mesmo. Após inúmeras mudanças de moeda e vários planos econômicos, verificamos que o nível de vida melhorou muito no Brasil e em toda América Latina. Hoje, a maioria vai no supermercado e enche o carrinho de muitos e vários produtos. Mais de 90% da famílias tem TV, quase 50% da população tem acesso a internet. Temos muito que melhorar? temos, mas estamos traçando o caminho do progresso. Finalmente. este 2012 promete, tem muitas questões a ser resolvidas, muitos debates, uma CPI histórica, mas a vida é assim mesmo, de lutas, e como bom Brasileiro, não desistiremos nunca. Portanto desejo ao pessoal aqui do blog, todos, administração e comentaristas, e até aos trolls, um FELIZ NATAL.

Responder

Jorge Nunes

24 de dezembro de 2011 às 14h54

O meu livro chegou hoje, fiquei impressionado com a Saraiva. Estou mais impressionado ainda com a cara de pau dos meios de comunicação do Brasil.

É vergonhoso, completamente vergonhoso o papel da mídia de blindar a máfia.

Responder

Eduardo Guimarães

24 de dezembro de 2011 às 14h30

Feliz Natal, Conceição Lemes e Azenha

Responder

    Conceição Lemes

    24 de dezembro de 2011 às 17h50

    Obrigadíssima, Edu. Pra vcs també,. Beijão na Tina, nas meninas, no André, na tua neta, em vc.

RicardãoCarioca

24 de dezembro de 2011 às 13h29

A Privataria Tucana está sendo vendido até no Mercado Livre!
http://lista.mercadolivre.com.br/a-privataria-tuc

Responder

ZePovinho

24 de dezembro de 2011 às 13h29

http://www.hariovaldo.com.br/site/2011/12/22/orac

Orações serapiônicas
22/12/2011
By Cachorrinho Pulguento

YANQUE NOSSO

Yanque Nosso, que estais no north

Santificada seja a Vossa Democracia

Venha a nós a Vossa 4ª frota

Seja feita a Vossa Vontade,

Assim no pré-sal como na Amazônia

A Comissão nossa de cada dia

Depositai nas ilhas virgens

Perdoai-nos nossas falcatruas

Assim como nós perdoamos a

Quem nos tem nos denunciado

E não nos deixeis cair sem um Habeas corpus

Mas livrai-nos do Amaury Jr.

Amém

ORAÇÃO DO CRUZ-CREDO

Creio no Deus Mercado todo poderoso,

Dono do céu e da terra

E no neoliberalismo seu único filho, Nosso Senhor.

Que foi concebido pelo poder dos banqueiros

Nasceu do capitalismo

Padeceu sob Lula e Dilma

No Brasil, foi crucificado, morto e sepultado.

Desceu a mansão dos bandeirantes

Ressuscitou nos EUA, subiu até a Europa.

Está sentado à direita dos banqueiros

De onde há de vir a subjugar os ricos e os pobres

Creio no mercado;

No consenso de Washington;

No destino manifesto;

Na remuneração pelos juros;

Na ressurreição da direita.

Na divida eterna

Amém.

Responder

Roberto

24 de dezembro de 2011 às 13h18

hoje 24/12 acabo de olhar na livraria da falha da sp e "A Privataria Tucana" continua sendo o mais vendido. kkkkkkkkkk

Responder

oswaldo j. baldo

24 de dezembro de 2011 às 13h15

Não adianta abrir uma CPI se o congresso só estiver querendo não ficar mal com a blogosfera e toda sociedade.
É preciso lutar para desbancar essa quadrilha e muito, muito empenho dos que realmente estão comprometidos com a luta para por tudo as claras para todos brasileiros e o mundo.
Vamos cobrar uma postura firme ou então vai sair uma pizza a moda do congresso.

Responder

RicardãoCarioca

24 de dezembro de 2011 às 12h54

Atenção! PSDB vai processar o Amaury!
http://oglobo.globo.com/pais/noblat/posts/2011/12

Vem aí mais um pedido de excessão da verdade para detonar de vez o PSDB!!!

Responder

    Scan

    24 de dezembro de 2011 às 16h23

    Aguardem pois o Privataria Tucana II.
    Vamo que vamo!

    Janah

    24 de dezembro de 2011 às 22h13

    Será que consegue levar a globo junto, digo afundar?

Milton Freitas

24 de dezembro de 2011 às 12h51

Bem estamos todos acompanhando as consequencias do livro do Amaury.
Queremos a CPI da privataria,queremos barulho e para isto cobramos o PT.
Resta nos perguntar se este pais é somente o PT,Fevereiro ja esta ai as portas e nos vamos cobrar os demais partidos,entidades para ganhem as ruas e os blogueiros sujos quantos pode colocar nas ruas?
Ouvindo a palestra do Comparato,Stédile, Prógenes.Amaury,Erondina,sabemos que o poder e o dinheiro esta bem enraizado até no judiciario,sabemos que perdemos um pais e quem ganhou esta guerra levou tudo sem dar um unico tiro,pois os entreguistas sempre os foi os que a muito detinham o poder.
Oque me preocupa é o fato de se cobrar e deixar tudo apenas com PT.
A muito vejo os radicais ou mesmo os que se dizem autonomos cobrar petista pequenos e no twitter ficar dando bom dia ou boa tarde para petistas graudos .
Criticar muitos dos atos do PT,oque eu como petista acho otimo,mas quando em enventos publicos não fazer as mesmas cobranças.
Assim espero que ja esteja em curso o plano B,articulação dos movimentos e partidos interessados na CPI para ganharmos as ruas fazermos o necessario para limpeza e que todos que tenham se empenhado nesta luta coloque o seu nome neste ato chamando todos para as ruas,PHA,Nassif,EDU,Azenha.e CUT.UNE,MST.
Caso contrario vou comprar um caixa de biribinha,virar radical e ficar so cobrando somente o PT como fazem muitos.Afinal cobrar não requer participar de democracia representativa,ter que compor,fazer maioria e se responsabilizar pela vida de 190 milhões de pessoas em mundo globalizado.
Esta luta é de todos não empurre para apenas um partido,afinal guando a casa cai quem paga é apenas os da periferia onde eramos 50 milhões de miseraveis e mais 50 de pobres.

Responder

    CC.Brega.mim

    24 de dezembro de 2011 às 13h49

    foco na luta
    sem fogo amigo.

O_Brasileiro

24 de dezembro de 2011 às 12h50

Imagino como será a defesa dos Ministros de agora em diante frente às acusações (geralmente irrelevantes perto da privataria!) da mídia golpista: "… Pena que essa mesma mídia que hoje me acusa não tenha sido diligente na investigação das graves acusações feitas contra seu protegido, ex-Ministro do Planejamento das privatizações, por ocasião das publicações dos livros do Aloyisio Biondi e do Amaury Ribeiro Jr….".
Um ano é da caça, o outro é do caçador… O discurso da ética e da moralidade a oposição não mais terá!

Responder

Ricardo Santos

24 de dezembro de 2011 às 11h44

Como já dizia Peter Frampton – em sua canção.:

"Breaking All The Rules" (Vamos quebrar as Regras deles)

We are the Peaplo: é isso aí nós somos do povo sim com Orgulho!

Vamos juntos na busca de nossa realização! Justiça e Renovação da estrutura do Estado e da sociedade Brasileira!

Vamos nessa ao ritmo deste maravilhoso som do Peter Frampton! Sim somo o povo!

Nós somos o povo, todo mundo
Da salvação até a queda
Do áspero até o corajoso
Do berço até o túmulo
We are the Peaplo!

Link para curtir o SOM ( quem sabe poderá ser uns dos nosso hino de batalha)
http://www.youtube.com/watch?feature=player_embed

Boas Festas!

Responder

Caracol

24 de dezembro de 2011 às 10h52

Boa análise, a da Maria Inês Nassif.
Mas eu estou preocupado mesmo é com a sociedade brasileira como um todo. Em tese, sou do tipo “hay gobierno… soy contra”, mas desde que haja sociedade (em vez de mercado). Em não havendo sociedade… não há coisa alguma. Afinal, no caso do Banestado tem muita gente de rabo preso.
Então… diabos! Onde estão as vassourinhas? Aquelas verdinhas, que ficavam plantadas em Ipanema e no gramado do Congresso? Sumiram… Onde é que a sociedade brasileira-da civilização ocidental-greco-romana-judáico-cristã-preservadora da moral e dos bons costumes (dos outros)-revoltada com a corrupção… – depois do livro do Amaury, – onde é que eles enfiaram as vassourinhas?
Enfiaram mesmo onde eu estou pensando que enfiaram?

Responder

Rios

24 de dezembro de 2011 às 10h36

Fernando Rodrigues e UOL fazendo o jogo do (mau) judiciário.
Ambos colocam em letras garrafais que a Dra. Calmon recebeu o benefício, dando a entender que ela fez algo ilegal… eles sabem que a maioria não lerá o texto que desfaz o título da matéria. Uma vergonha esse (outro) Fernando.

Eliana Calmon recebeu R$ 421 mil de auxílio-moradia
http://uolpolitica.blog.uol.com.br/arch2011-12-18

Responder

Maria Dirce

24 de dezembro de 2011 às 10h15

Toda resistencia a apuração do lícito os togados de São paulo não permite.São paulo é o ninho dos tucanos, é onde começa tudo.Coincidencias com o livro do Amaury e esse tsunami no judiciário porque hein????? porque já perceberam que o povo acordou e quer justiça.Não podemos saber se os togados tem declaração de imposto de renda??????mas nós simples mortais, eu por ex funcionaria pública aposentada, se não fizer o meu imposto de renda direitinho não recebo meu salario.E porque no juciário principalmente em São paulo tudo pode????. São Paulo tudo acontece, os tentáculos da corrupção são enormes, e como disse Amaury pega todas as instituições, por isso Serra e seus comparsas até agora foram reis, verdadeiros monarcas inatingíveis, depois deles só Deus!!!!Se peluso recebeu 700 mil reais, Peluso é de São Paulo, e porque essa “gorjeta” a Peluso?Qtos mais de São Paulo recebem verbas milionárias? qual é a troca para tamanho carinho com ministros de São Paulo???????Claro que chegaremos lá!!!CPI neles!!!!

Responder

Elias SP SP

24 de dezembro de 2011 às 09h07

Só imbecis devem discordar das análises sempre lúcidas de Maria Inês Nassif, mas no final do artigo meu pessimismo me leva a dizer, sem ironia, a velha frase de Mané Garrincha: faltou (e ainda falta) combinar com os russos.

Responder

Paulo

24 de dezembro de 2011 às 07h03

A mídia desavergonhada nada informou, que após rigorosa auditoria solicitada pela Presidente da República, nenhuma irregularidade foi achada no Ministério dos Esportes sob a gestão de Orlando Silva. As denúncias foram fabricadas pela revista Veja, baseadas em declarações de um ex-presidiário que criminosamente embolsou milhões de uma ONG. A mídia descarada que repercutiu a denúncia, prefere continuar babando as partes do Zé Priva taria.

Responder

luiz pinheiro

24 de dezembro de 2011 às 03h50

Felizmente, o que vem aí é o ano não da privataria, mas da CPI da privataria. Bom 2012 para todos!

Responder

ricardo silveira

24 de dezembro de 2011 às 02h16

A análise da Maria Inez é otimista, mas depende da mudança de duas condições básicas: o PT envelheceu rapidamente e perdeu o interesse de trazer algo novo à vida política e, a tentativa de evitar constrangimentos à oposição por parte do governo Dilma nos mostra que o governo e o seu principal partido não estão muito interessados em fazer o país passar a um patamar mais elevado na vida política.

Responder

FrancoAtirador

23 de dezembro de 2011 às 22h23 Responder

Jonas Resende

23 de dezembro de 2011 às 21h37

E que venha com tudo, agora ( no caso, 2012) é a hora.

Responder

Rubens

23 de dezembro de 2011 às 21h12

Azenha, o livro do Amaury dá várias pautas bem interessantes, inclusive para reportagens de TV. Penso particularmente no caso da Ilha do Urubu. É quase uma novela num cenário paradisíaco e cheia de personagens (os índios pataxós, o casal de velhinhos Maria Antônia e Joel Martins, o ex-governador Paulo Souto, o Preciado) e de lances dramáticos e/ou revoltantes (como a luta dos índios, a queima dos barracos, a especulação etc). Que tal abraçar esta idéia? Será que a Record não teria interesse? O Domingo Espetacular, talvez?

Responder

    luiz pinheiro

    24 de dezembro de 2011 às 03h59

    Que tal para o lugar da novela "Amor e Revolução"?

Chico do Ceará

23 de dezembro de 2011 às 20h57

Nada acontece por acaso. A "queda do muro de Berlin", encorajou os donos do capital mundial . a por em pratica o tão desejado principio "do consenso de Washington", nomeado de neo-liberalismo. Uma aventura suicida. E o que é pior sem nenhum inimigo a ser derrotado, exceto as massas falidas e analfabetas, que antes a custo quase zero, lhe davam respaldo e sustentaculo. Sem um tiro disparado. Quem fez este estrago?

Responder

Vera Billie Jean

23 de dezembro de 2011 às 20h44

#CPIdaPrivatariaJa

Responder

a. barbosa filho

23 de dezembro de 2011 às 20h29

Enquanto em São Paulo os tucanos sufocam (em troca de muita verba e cargos) qualquer CEI na Assembléia Legislativa, 206 bravos deputados assinaram o pedido da CPI da Privataria Tucana. Agora, é preciso ficarmos atentos e pressionarmos esses e os demais parlamentares, para que a CPI se instale e vá até as últimas consequências.
Se formos competentes, a velha mídia acabará tendo que tratar do assunto mais importante da década, e terá que entregar ao menos alguns dos seus sócios e patrocinadores. Serra, mais uma vêz, acabará sòzinho. Talvez se eleja vereador, para ter alguma imunidade…

Responder

oalfinete

23 de dezembro de 2011 às 20h00

Uma pergunta sincera para quem já leu o livro.

Tirando a história da filha do Serra, o que há de novo revelado no livro? É impressão minha ou tudo já estava descrito na Operação Satiagraha?

Responder

    Scan

    24 de dezembro de 2011 às 16h26

    Já estava descrito. talvez um ou outro documento a mais.
    Mas quem leu o livro e o apurado na satiagraha, é pau a pau.

Bonifa

23 de dezembro de 2011 às 19h40

Maria Inês Nassif. Não conheço um jornalista político melhor que ela. Lembra o imortal Castelinho.

Responder

Gustavo Pamplona

23 de dezembro de 2011 às 19h07

Será?

E se a CPI não for instalada? Então vem aí o ano da Pizzaria! hahahahhaaa

Responder

    Caracol

    24 de dezembro de 2011 às 10h32

    Wishful thinking. Tradução: pensamento poluído por desejo.

    CC.Brega.mim

    24 de dezembro de 2011 às 13h52

    o collor adorava essa expressão..
    bem apropriada pro aprendiz de troll
    gustavo imagens não falam pamplona!

    Scan

    24 de dezembro de 2011 às 16h17

    "E se" sua mãe não fosse mulher?
    Você teria dois pais?
    Que babaca.
    "E se…".Que coisa ridícula, típica dos revisionistas acéfalos da história.
    Tá sobrando, ô lumpenzinho. Cai fora como prometeu e não nos dê no saco.

    RicardãoCarioca

    24 de dezembro de 2011 às 17h35

    Eu quero ver todos os políticos ladrões de todos os partidos na cadeia, sacou? Minha indignação com roubalheira não é seletiva, como parece ser a sua.

    E, na boa, por que você não deixa político ladrão enfiar a mão no seu bolso e roubar o seu dinheiro? É mais simples do que eles terem de criar empresas off-shores, empresas de fachadas aqui, pagar propinas a doleiros, colocar parentes como laranjas, financiar imprensa venal, etc. Dá muito trabalho todo esse esquema só pra roubar o dinheiro que está no seu bolso, não acha não?

David

23 de dezembro de 2011 às 18h59

A imprensa passou recibo…
.
Como disse o Amaury "Nocauteamos a imprensa".
Pode ter certeza que isso vai ser digerido e daqui a pouco eles partem para o ataque com novas armas…
.
Ninguém quer perder poder, isso aqui é uma guerra !

Responder

paulo pavaneli

23 de dezembro de 2011 às 18h51

Das 11 figuras mostradas difícil dizer qual a pior, mas a melancia caiu bem…

Responder

PedroAurélioZabaleta

23 de dezembro de 2011 às 18h41

Consegui!
Estou com meu exemplar de "A Privataria Tucana" em mãos.
Pra comemorar fui aos sites verificar os mais vendidos:
– na Livraria da Folha, "A Privataria Tucana" em primeiríssimo lugar – "eles" devem estar adorando;
– na Saraiva, nem referencia ao tsunami;
– na Cultura, o tsunami está em um esquisito 8º lugar.
Já vou começar a leitura…
abraços

Responder

Bernardino

23 de dezembro de 2011 às 18h29

CONCEIÇAO,AZENHA e FATIMA Oliveira formulo votos de um venturoso NATAL e Ano Novo surpreendente com as LUZES e Brilhantismo que vem de voces escrevendo belos artigos e postando comentarios os mais diversos para os amantes da BLOGOSFERA.Como falou a PRISCILA sem voces seriamos meio-órfaos neste turbilhao chamado PIG.São meus votos SINceros!!!!

Responder

Tomudjin

23 de dezembro de 2011 às 18h21

Mais transparente que a globo, não existe.
Todos nós sabemos em qual político ela vota, para qual time ela torce, e que igreja ela frequenta aos domingos.

Responder

Bruno

23 de dezembro de 2011 às 18h15

Engraçado que vocês vivem falando que esse raio desse livro é quase inencontrável… Tinha umas duas dúzias em exposição (fora o estoque) na livraria do shopping center onde almocei hoje. O livro está esgotado ou não está?

***

Um feliz Natal para todos os cristãos e um maravilhoso Ano Novo para todos em geral que frequentam o blog. Que 2012 seja um ano de prisões de petistas, tucanos e fisiológicos afins a quem manda, que o Kassab não eleja um sucessor e que o brasileiro mostre mais ação contra o que considera errado, independentemente de visões políticas ou vieses sociocorporativistas diversos.

Ah, importante: que o Curíntia não passe da primeira fase da Liberta e que o futebol brasileiro volte aos seus anos de glória. :)

Responder

Sagarana

23 de dezembro de 2011 às 17h00

A privataria dos aeroportos também vai entrar?

Responder

    Bruce Guimarães

    23 de dezembro de 2011 às 17h35

    Essa privataria ainda não, Sagarana!!! Essa só nas eleições de 2020, e quem lançara o livro da "Privataria Petista" é algum jornalista ligado ao Tucanato!!!

    Ricardo JC

    24 de dezembro de 2011 às 15h23

    Você pode fazer do mesmo modo que o Amauri, pesquisar, juntar a documentação e mostrar se, de fato, há Privataria Petista. Enquanto não provar que a Privataria Petista existe, eu ficaria feliz em ouvir sua opinião sobre aquela que já está provada, a Privataria Tucana. E aí, já leu o livro? O que achou?

    Jr.

    24 de dezembro de 2011 às 21h57

    Não humilhe muito, Ricardo…

    edv

    25 de dezembro de 2011 às 22h09

    Também não sabe a diferença entre privataria e privatização, concessão, etc.
    Mas pelo menos sabe escrever…
    Bobagens!

    Rafael

    23 de dezembro de 2011 às 18h38

    Privataria dos aeroportos? Que nível de apelação cehga os tucanos. Comparar a concessão de um aeroporto com a "doação" de estatais, de megaempresas.

    Sagarana

    23 de dezembro de 2011 às 22h51

    HELLOOOOO, "concessão de UM aeroporto"? Mesmo que fosse meio, questão de princípios, se é que você me entende. Entende? Ou Princípios para você é mera questão de marketing em ano eleitoral?

    Marcos C. Campos

    24 de dezembro de 2011 às 07h05

    Concessão não é privatização. Não force a barra.
    Ou será que não adianta explicar ?
    pois você entrou aqui só para trollar.

    Rafael

    24 de dezembro de 2011 às 11h35

    Primeiro lugar quando disse UM aeroporto não me referi a quantidade. Disse genericamente aeroporto em relação a UMA estatal. Vc deve ter capacidade de entender isso.

    Wildner Arcanjo

    25 de dezembro de 2011 às 19h49

    Façamos as seguintes ponderações:

    – Qual o faturamento do Aeroporto do Galeão ou do Guararapes, ou de todos os aeroportos brasileiros em relação ao faturamento de empresas como Petrobrás, Vale ou das deles?

    – Serviços aeroportuários são estratégicos para o Brasil? Que eu saiba, os únicos que são são os militares.

    Verás o quanto estúpida foi a sua ponderação… Aliás, OLÁÁÁÁÁ… Menos, muito menos!

    edv

    25 de dezembro de 2011 às 22h16

    Não se trata de princípios, mas de seriedade e interesse público.
    Tanto privatizar como estatizar podem ser soluções, dependendo do cenário.
    E os cenários mudam…
    O que não pode é "privatarizar", com objetivos particulares, de patotas, e prejuízo público.
    Assim como estatizar, sob estas mesmas premissas.
    Estes são os princípios, estatizar ou privatizar são meios para atingí-los.
    Hellouzou, amigo?

    Sagarana

    26 de dezembro de 2011 às 10h54

    Não foi o que disseram nas campanhas do lula de da incauta.

    Liaflor

    23 de dezembro de 2011 às 23h23

    Decreto de Rosalba é autoritário, diz Fátima Bezerra
    Imagem Interna

    Para a deputada federal Fátima Bezerra (PT), o decreto 22.511/201, editado pela governadora Rosalba Ciarlini (DEM) na véspera do Natal, é um prenúncio do que está sendo preparado para 2012 pelo governo estadual, particularmente na sua relação com os servidores públicos.

    “Na minha vida como sindicalista liderei várias greves e manifestações; como deputada estadual do partido que mais mobilizou o país, fiz oposição a diversos governos e nunca vi tamanha ojeriza ao contraditório quanto nesse governo. Jamais um governante desse estado ousou proibir o acesso do povo e suas manifestações ao centro administrativo”, afirmou Fátima Bezerra. “Hoje, como deputada federal, tenho participado de inúmeras mobilizações de trabalhadores e estudantes no Brasil inteiro, inclusive com pautas que muitas vezes questionam o governo do qual sou base, além de governos estaduais e municipais dos mais diversos partidos. Posso afirmar que jamais testemunhei tamanha arrogância e autoritarismo. Tratar o Centro Administrativo como propriedade particular inacessível ao povo é no mínimo abuso de poder”.

    Na opinião dela, o decreto do ponto de vista legal é totalmente questionável e até mesmo inaplicável na era da internet e em tempos de movimentos como a “primavera árabe”, “ocupe Wall Street”, e até o “fora Micarla” que ocupou a Câmara Municipal de Natal por vários dias e foi reconhecido legítimo pelo STJ. Porém a principal preocupação é o que está embutido nesse decreto, ou seja a truculência com que o governo pretende tratar os movimentos sociais e reivindicatórios em 2012.

    http://portal.fatimabezerra.com.br/site2011/notic

    Alvaro Tadeu Silva

    24 de dezembro de 2011 às 16h11

    Saga & Rana, é assim que você defende seus amados tucanos? Perguntando sobre os aeroportos, operação que ainda nem começou? Vocês estão muito mal. Talvez eu lhe visite na prisão e lhe leve uma laranja para você chupar.

    Jorge Nunes

    25 de dezembro de 2011 às 09h27

    Vê se as concessões dos aeroportos se parecem com isso: http://www.youtube.com/watch?v=afGIxp775G0&fe

    edv

    25 de dezembro de 2011 às 22h03

    Ja tá bem crescidinho pra saber a diferença entre privatização e privataria, né?

Gerson Carneiro

23 de dezembro de 2011 às 16h45

Aliás, a velha mídia já começou a recolher o chicote com o qual açoitou Lula e Dilma.

Na tentativa de mostrar isenção, e escapar das acusações levantadas por "A Privataria Tucana", começou a mostrar "escândalo" tucano.

Desesperado, ciente de que chegou no fundo do poço, o PIG ontem começou a encenar uma comédia pastelão, sob a direção do Serra.

O Serra, acuado, está entregando, como boi de piranha, um tucano desafeto para o PIG fingir isenção.

Fiquemos atentos no desenrolar do caso do lider do PSDB na Câmara, deputado Duarte Nogueira.
Detalhe: o motorista dele é conhecido como Paulo Pedra. Outra coincidência. Serra agora atira Paulo Pedra na cabeça de quem atirou na sua o Paulo Preto.

Paulo Preto com Paulo Pedra se paga.

Responder

    FrancoAtirador

    23 de dezembro de 2011 às 20h26

    .
    .
    Esse Duarte Nogueira é tucano-de-piranha.

    Ano que vem, ele não será mais líder de bosta nenhuma.

    O PSDB já o havia dispensado, antes de "estourar o escândalo":

    14/12/2011
    Bruno Araújo é escolhido líder do PSDB na Câmara dos Deputados

    Os parlamentares do PSDB na Câmara elegeram nesta quarta-feira o deputado Bruno Araújo (PE) como líder da bancada para o próximo ano, em substituição ao deputado Duarte Nogueira (SP).

    http://noticias.r7.com/brasil/noticias/bruno-arau

    luiz pinheiro

    24 de dezembro de 2011 às 03h58

    O fato é que a denúncia de uso privado de motorista público só foi divulgada justo no fim do mandato de lider desse vestal Nogueira. Enquanto ele era lider atuante e cobrava a demissão de ministros tudo permaneceu encoberto. Por que será?

    Gerson Carneiro

    24 de dezembro de 2011 às 09h51

    O indigitado está sendo usado como boi de piranha.
    O PIG precisa mostrar que é isento e o Serra precisa sair do foco das acusações.

    turco

    25 de dezembro de 2011 às 02h32

    Os deputados tucanos na Câmara são de maioria serrista e o Duarte Nogueira é ligado ao Alckmin. Vai ter um pega entre estes dois grupos. Dá pra imaginar que lado vai jogar o Alkmin nessa CPI. Que ambos se explodam.

    FrancoAtirador

    24 de dezembro de 2011 às 11h03

    .
    .
    Sim, é verdade, durante o ano inteiro,

    esse líder do PSDB foi o cabo de vassoura

    da oligarquia máfio-midiática na Câmara.

    Como ele já não representa mais nada,

    fazem o Nogueira dançar na prancha.

    Como se jogando o tucano-de-pirata ao mar

    fosse evitar o grande naufrágio do Tucanic.

    É mais uma demonstração de desespero

    diante da desmoralização e do descrédito

    a que estão submetidos, diante da evidência

    de partidarização da mídia oligárquica famigliar,

    após negar-se a noticiar, de caso pensado,

    o sucesso do livro do Amaury Ribeiro Jr.

    com todos os desdobramentos, dele decorrentes,

    culminando com a CPI da Privataria Tucana.

    Ano que vem será o salve-se quem puder,

    pois o tucanato serrista paulista está liquidado.

    Um sinal de que teremos todos um feliz 2012.
    .
    .
    Por oportuno, agradeço a você, Luiz Pinheiro,

    a chance que nos proporcionou de promover,

    por meio de seus comentários, produtivos debates,

    aqui no Viomundo, no decorrer do ano em 2011.

    Um grande abraço camarada e libertário.
    .
    .

    Liaflor

    23 de dezembro de 2011 às 22h30

    A única governadora do DEM, Rosalba Ciarlini, acaba de instituir a ditadura no Rio Grande do Norte, assinou decreto onde impede manifestações no âmbito do Centro Administrativo. Essa foi uma forma que encontrou para calar o povo.

    Vale destacar que 2011 foi um ano de muitas greves do funcionalismo público do RN e que 2012 promete.

    Confira o decreto:

    DECRETO Nº 22.511, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2011.

    Institui a Área de Segurança no âmbito do Centro Administrativo do Governo do Estado, e dá outras providências.

    A GOVERNADORA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE, no uso das atribuições que lhe confere a Constituição Federal, e considerando que na área do Centro Administrativo fica situada a sede do Poder Executivo e as Secretarias de Estado,

    D E C R E T A:

    Art. 1º Fica instituída a área de segurança do Centro Administrativo do Governo do Estado, a qual compreende toda a área interna do complexo administrativo.

    Art. 2º Dentro da área de segurança do Centro Administrativo do Governo do Estado ficam terminantemente proibidas as seguintes situações:

    I – ingresso de carros com equipamentos de som capazes de perturbar o desempenho das atividades laborais dos servidores estaduais;

    II – armação de barracas ou quaisquer outras formas de acampamento que vise à instalação e permanência, embora que temporária, na respectiva área de segurança;

    III – utilização de fogos de artifício, apitos, cornetas, ou quaisquer outros instrumentos que possibilitem a perturbação e o desempenho das atividades laborais dos servidores estaduais.

    Art. 3º Fica autorizada no âmbito da área de segurança do Centro Administrativo do Governo do Estado o trânsito habitual de pessoas, sem a finalidade de permanência no local.

    Parágrafo único. A autorização que se refere o caput deste artigo fica limitada até às 18:00 horas, sendo depois desse limite, permitida somente a entrada de servidores devidamente identificados.

    Art. 4º A Coordenadoria de Segurança do Gabinete Civil do Governador do Estado é o órgão competente para realizar a fiscalização e efetivar o cumprimento do disposto neste Decreto.

    Parágrafo único. Nos casos em que o Coordenador de Segurança do Gabinete Civil do Governador do Estado achar necessário poderá solicitar auxílio das forças de segurança pública do Estado.

    Art. 5º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

    Palácio de Despachos de Lagoa Nova, em Natal, 22 de dezembro de 2011, 190º da
    Independência e 123º da República.

    ROSALBA CIARLINI ROSADO

    Almir

    24 de dezembro de 2011 às 14h32

    Vocês ainda não viram nada.
    Afinal a governadora é ROSALBA CIARLINI ROSADO (que também é MAIA, esqueceram?)

J. Neto

23 de dezembro de 2011 às 16h23

Parabéns pelo texto. A Maria Inês foi perfeita. Gostei principalmente de suas últimas frases: "Cansou essa brincadeira de o tema da corrupção ser usado apenas como slogan eleitoral. O Brasil já está maduro para discutir e resolver esse sério problema estrutural da vida política brasileira." Concordo plenamente. Mas ainda acho que o Brasil (o povo brasileiro) também precisa estar maduro para entender o que e como funciona esse jogo sem escrúpulos que faz a grande mídia – junto com seus amigos tucanos. Abraços Azenha! E bom Natal para você e seus leitores.

Responder

FrancoAtirador

23 de dezembro de 2011 às 15h34

.
.
Que em 2012 os poderes constituídos comecem a pôr em prática

os dispositivos da Constituição da República Federativa do Brasil,

para que finalmente seja instaurada a Democracia que tanto se almeja,

a iniciar pelos termos do próprio preâmbulo.
.
.
Constituição Federal – CF – 1988

Preâmbulo

Nós, representantes do povo brasileiro, reunidos em Assembléia Nacional Constituinte para instituir um Estado Democrático, destinado a assegurar o exercício dos direitos sociais e individuais, a liberdade, a segurança, o bem-estar, o desenvolvimento, a igualdade e a justiça como valores supremos de uma sociedade fraterna, pluralista e sem preconceitos, fundada na harmonia social e comprometida, na ordem interna e internacional, com a solução pacífica das controvérsias, promulgamos, sob a proteção de Deus, a seguinte Constituição da República Federativa do Brasil:

http://www.dji.com.br/constituicao_federal/cf000p

Responder

pedro

23 de dezembro de 2011 às 15h32

Prisão para os PRIVATAS DO CARIBE!! Devolução de tudo que roubaram do povo brasileiro!

Responder

    Bruno

    23 de dezembro de 2011 às 18h17

    Prisão para os corruptos em geral, não para este ou aquele :)

REGES PIRES

23 de dezembro de 2011 às 14h30

NA SARAIVA DO SHOPPING AQUI PERTO DE CASA, PELA 2ª VEZ A ATENDENTE ME INFORMA:
" NOSSA!!!!!!!!!! ACABOU DE NOVO!!!!!!! "
EU QUERO ESSE LIVROOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!!
ELA ME DISSE, SÓ PELA INTERNET.

Responder

priscila presotto

23 de dezembro de 2011 às 14h22

Azenha e Conceição ,desejo a vcs um Feliz Natal ,e que em 2012 estejamos juntos .
Parabéns pelo blog e postura diante dos factóides.
Sem vcs dos BLOGS SUJOS ,a população estaria meio orfã.

Um grande beijo da fã :

Priscila

Responder

    Conceição Lemes

    23 de dezembro de 2011 às 15h35

    Obrigadíssima, Priscila. Para vc também. Sem a colaboração e parceria de vcs, leitores, não teríamos tanta força pra batalhar. Por falar em batalha, teremos grandes em 2012. Beijo enorme

Armando S Marangoni

23 de dezembro de 2011 às 14h00

Acredito que nada acontece por acaso, mas não em destino. Pavimentamos os caminhos, mas antes abrimos picadas.
Se há sorte hoje é porque foi construída, às vezes suando sangue em meio ao desespero.
Não foram os nossos os heróis que morreram de overdose.

Responder

Bruce Guimarães

23 de dezembro de 2011 às 13h54

Vai ser o ano da Privataria e o ano do Mensalão: 2012 Promete!!!

Responder

    Gerson

    23 de dezembro de 2011 às 18h44

    E da Comissão da Verdade

Polengo

23 de dezembro de 2011 às 13h36

E que venha o ano novo, e que seja bom para todos aqueles que possam passá-lo longe das ilhas virgens e do caribe.
Fora os turistas, é claro.

Responder

    Marat

    23 de dezembro de 2011 às 16h16

    Polengo, graças ao Amaury, as relações promíscuas entre impren$$$a e P$DB foram desnudadas. Inclusive as falcatruas mostram que as denominadas Ilhas Virgens são na verdade, Ilhas Depravadas…

    Jr.

    24 de dezembro de 2011 às 22h10

    Inclusive as falcatruas mostram que as denominadas Ilhas Virgens são na verdade, Ilhas Depravadas…

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


Deixe uma resposta para oswaldo j. baldo

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding