VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Política

Marcos Coimbra: O Ministério Dilma


26/12/2010 - 14h39

por 26/12/2010

por Marcos Coimbra*, no Correio Braziliense

Por mais que a esperemos, é sempre surpreendente a má vontade de nossa “grande imprensa” para com o governo Dilma. No modo como os principais jornais de São Paulo e do Rio têm discutido o ministério, vê-se, com clareza, seu tamanho.

A explicação para isso pode ser o ainda mal digerido desapontamento com o resultado da eleição, quando, mais uma vez, o eleitor mostrou que a cobertura da mídia tradicional tem pouco impacto nas suas decisões de voto. Ou, talvez, a frustração de constatar quão elevadas são as expectativas populares em relação ao próximo governo, contrariando os prognósticos das redações.

As críticas ao ministério que foi anunciado na última semana estavam prontas, qualquer que fosse sua composição política, regional ou administrativa. Se Dilma chamasse vários colaboradores do atual governo, revelaria sua “submissão” a Lula, se fossem poucos, sua “traição”. Se houvesse muita gente de São Paulo, a “paulistização”, se não, que “dava o troco” ao estado, por ter perdido a eleição por lá. Se convidasse integrantes das diversas tendências que existem dentro do PT, que se curvava às lutas internas, se não, que alimentava os conflitos entre elas. E por aí vai.

Para qualquer lado que andasse, Dilma “decepcionaria” quem não gosta dela, não achou bom que ela vencesse e não queria a continuidade do governo Lula. Ou seja, desagradaria aqueles que não compartilham os sentimentos da grande maioria do país, que torce por ela, está satisfeita com o resultado da eleição e quer a continuidade.

Na contabilidade matematicamente perfeita da “taxa de continuísmo” do ministério, um jornal carioca foi rigoroso: exatos 43,2% dos novos integrantes do primeiro escalão ocuparam cargos no governo Lula (o que será que quer dizer 0,2% de um ministro?). E daí? Isso é pouco? Muito? O que haveria de indesejável, em si, em uma taxa de 43,2%?

Note-se que, desses 16 ministros, apenas oito tinham esse status, sendo os restantes pessoas que ascenderam do segundo para o primeiro escalão. A rigor, marcariam um continuísmo menos extremado (se é isso que se cobra da presidente). Refazendo as contas: somente 21,6% dos ministros teriam a “cara de Lula”. O que, ao contrário, quer dizer que quase 80% não a têm tão nítida.

Para uma candidata cuja proposta básica era continuar as políticas e os programas do atual governo, que surpresa (ou desilusão) poderia existir nos tais 43,2%? Se, por exemplo, ela chamasse o dobro de ministros de Lula, seria errado?

Isso sem levar em consideração que Dilma não era, apenas, a representante abstrata da tese da continuidade, mas uma profissional que passou os últimos oito anos trabalhando com um grupo de pessoas. Imagina-se que tenha desenvolvido, para com muitas, laços de colaboração e amizade. Mantê-las em seus cargos ou promovê-las tem muito a ver com isso.

No plano regional, a acusação é quanto ao excesso de ministros de São Paulo, nove entre 37, o que justificaria dizer que teremos um “paulistério”, conforme essa mesma imprensa. Se, no entanto, fizéssemos aquela aritmética, veríamos que são 24,3% os ministros paulistas, para um estado que tem 22% da população, se for esse o critério para aferir excessos e faltas de ministros por estados e regiões.

Em sendo, teríamos, talvez, um peso desproporcionalmente positivo do Rio (com seis ministros nascidos no estado) e negativo de Minas (com apenas um). Há que lembrar, no entanto, que a coligação que elegeu a presidente fez o governador, os dois senadores e a maioria da bancada federal fluminense, o oposto do que aconteceu em Minas. O PMDB saiu alquebrado e o PT ainda mais dividido no estado, com uma única liderança com perspectiva sólida de futuro, o ex-prefeito Fernando Pimentel, que estará no ministério.

Para os mineiros, um consolo, não pequeno: a presidente Dilma nasceu em Belo Horizonte. Os ministros são poucos, mas a chefe é de Minas Gerais.

* Marcos Coimbra é sociólogo e presidente do Instituto Vox Populi





87 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Jairo_Beraldo

28 de dezembro de 2010 às 22h35

“Em nome da conquista do poder, todos se calaram. O MST entrou no jogo, mas está saindo. E o barril pode explodir” (Denis Rosenfield, Veja, 23 de julho de 2003)

Responder

SérgioFerraz

28 de dezembro de 2010 às 01h36

A máfia-midiática queria que Dilma indicasse quem para os Ministérios? Os tucanos?
(hehehehe)

Responder

    Jairo_Beraldo

    28 de dezembro de 2010 às 22h31

    “O governo tem que ter um plano para enfrentar a recessão. (…) O problema da tese da marolinha é que ela foi um diagnóstico errado e quando o governo erra no diagnóstico, ele não vê o que está realmente acontecendo na economia. (…)” (Miriam Leitão, no Bom Dia Brasil (Globo) em 2009)

Ubiratan Rosa Passos

27 de dezembro de 2010 às 21h00

Se essa mídia começara a elogiar os atos de Dilma, aí sim, ficarei preocupado.
Enquanto estiverem crirticando, mais convicto fico de que ela está no caminho certo, descontando alguns pessedebistas enrustidos…

Responder

    Jairo_Beraldo

    28 de dezembro de 2010 às 22h32

    “OK, NINGUÉM É perfeito. Mas por um momento Obama nos pareceu a pessoa mais perfeita do mundo; aquele presidente que adoraríamos ter. Mas pouco tempo passou para ele dar uma pisada de bola. Foi quando disse, de maneira elogiosa, que Lula era o “cara”. Tudo bem, ele não pode saber de tudo o que acontece no Brasil, mas para isso tem 500 assessores que deveriam contar as barbaridades que o nosso presidente diz -e permite que façam.” (Danuza Leão, Folha de São Paulo, 12 de abril de 2009)

Rafael Patto

27 de dezembro de 2010 às 14h05

Discordo de Marcos Coimbra, o PT de Minas não conta com apenas uma liderança com sólida perspectiva de futuro não. Além de Fernando Pimentel, considero que não podemos nos esquecer da figura de Patrus Ananias, ex-prefeito da capital mineira, lembrado por todos os belorizontinos como o melhor prefeito de BH, e ministro do desenvolvimento social e combate à fome do governo Lula. À frente dessa Pasta, Patrus coordenou os principais programas de combate às desigualdades sociais e regionais do Brasil, entre eles o Fome Zero e o Bolsa Família, responsáveis pelo incremento de renda das famílias mais necessitadas, pela redução dos índices de miséria e pela grandiosa ampliação do mercado consumidor brasileiro. Acho que, em meio a alguns nomes contestáveis que integrarão a equipe de governo da presidenta Dilma, seguramente o de Patrus Ananias poderia ter sido lembrado, inclusive para continuar à frente de um trabalho que vem sendo muito bem feito e que é a principal marca do governo do presidente Lula: o combate à miséria.

Responder

    Jairo_Beraldo

    28 de dezembro de 2010 às 22h32

    “A idéia de comemorar as bodas de pérola com uma festa caipira não podia ter sido pior. O Brasil tem tantos regionalismos bacanas, uma culinária riquíssima, várias maneiras de ser cheias de ginga e charme que deslumbram o mundo inteiro, e o presidente e dona Marisa Letícia vão escolher logo uma caipirada dessas?” (Danuza Leão, 15 de junho de 2004)

El Cid

27 de dezembro de 2010 às 12h27

O internauta Gustavo no Blog do Nassif, fez a tradução de mais um telegrama recebido pela Wikileaks, mas o que me chamou, foi esse comentário do internauta Rodrigo Rod :
http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/wikileak

" Parabéns Gustavo

Grande contribuição.

O ponto mais importante de tudo isso é o parágrafo:

"13. (C) Em particular, embora o Itamaraty continuará a ser um jogador importante em quase todas as iniciativas e interesses dos EUA no Brasil, o caminho a seguir com o governo brasileiro vai ser, em grande medida, envolver o trabalho com outros jogadores importantes também.

…significa desenho no Congresso, o Judiciário, governadores, e os jogadores não-governamentais e do setor privado, em especial, que geralmente trabalham com o apoio dos Estados Unidos e têm a capacidade de influenciar decisões em favor de nossas iniciativas."

Redestacando:"jogadores não-governamentais e do setor privado, em especial, que geralmente trabalham com o apoio dos Estados Unidos e têm a capacidade de influenciar decisões em favor de nossas iniciativas.". É o PIG!!!!!!!!!

Apoio dos EUA e capazes de influenciar decisões a favor deles.

Essa foi a primeira referência ao PIG em todos os telegramas já divulgados.

Nossa democracia está em risco."

Responder

    Jairo_Beraldo

    28 de dezembro de 2010 às 22h33

    “Os fatos reais: com a eleição de Lula, uma quadrilha se enfiou no governo e desviou bilhões de dinheiro público para tomar o Estado e ficar no poder 20 anos. Os culpados são todos conhecidos, tudo está decifrado, os cheques assinados, as contas no estrangeiro, os tapes , as provas irrefutáveis, mas o governo psicopata de Lula nega e ignora tudo. Questionado ou flagrado, o psicopata não se responsabiliza por suas ações.“(Arnaldo Jabor)

Gerson Carneiro

27 de dezembro de 2010 às 12h20

Olás, meus queridos.

Estou indo hoje para João Pessoa-PB. Volto dia 09/01/2011. E ao contrário do Smurf Ogênio, aviso que vocês não ficaram livre de mim pois, quando não estiver na cama fazendo ósadia com a minha muié, estarei na cama fazendo ósadia com o meu note book. Ou seja: passarei todos esses dias prazeirosamente acamado.

Desculpe, a felicidade não é para quem quer, mas… para quem pode.

Um beijo no coração de cada um de vocês.

Amém.

Responder

Fabio_Passos

27 de dezembro de 2010 às 12h14

A mídia-lixo-corporativa está decepcionada com aquilo que o ministério tem de bom.

Agora… é muito difícil entender joe bean e moreira franco no ministério.
Não são nulidades. São negativos. Personagens que só agregam problemas.

joe bean não é apenas um canastrão. O sujeito participou ativamente da fraude de gilmar dantas no grampo que não existiu.
E moreira franco no lugar de um gigante como Samuel Pinheiro Guimarães é uma verdadeira tragédia para o Brasil. Perdemos um pensador e estrategista fora-de-série e ganhamos um polítiqueiro de conchavos menores. Que tristeza.

Responder

    Jairo_Beraldo

    28 de dezembro de 2010 às 22h33

    “Lula deve desculpas a Serra. Chamou-o de mentiroso sem ver os vídeos que reconstituem o incidente. Se os tivesse visto, não teria mentido, pois só uma pessoa desonesta (e as houve, muitas) não via que retratavam dois episódios, distintos. Serra foi atingido duas vezes, por uma bola de papel e por um objeto mais pesado. A entrada de Nosso Guia [Lula] no debate foi um golpe desleal, demagógico. Se tivesse ocorrido um “dia da farsa”, com Serra simulando uma agressão, teria havido uma malfeitoria de candidato. Infelizmente o farsante foi Lula” (Elio Gaspari, 24 de outubro de 2010)

Marcos Coimbra: O Ministério Dilma « Blog do EASON

27 de dezembro de 2010 às 12h03

[…] Blog Vi O Mundo de Luiz carlos Azenha […]

Responder

Marco Brito

27 de dezembro de 2010 às 11h44

Regulação, normatização e fiscalização da mídia é a prevenção, promoção da saúde das comunicações no país e remédio contra a degeneração de alguns de seus veículos. Se é verdade que existe um 'PIG' vai funcionar como um antídoto para esse veneno perigoso à nossa ainda adolescente democracia.

Responder

    Jairo_Beraldo

    28 de dezembro de 2010 às 22h33

    “(…) antes de mais nada, é a popularização do automóvel, hoje qualquer miserável já tem um carro. (…) Essa popularização do automóvel é resultado deste governo espúrio que popularizou por crédito fácil o carro para quem nunca tinha lido um livro” (Luiz Carlos Prates, comentando sobre acidentes trânsito na RBS, 2010)

WILSON

27 de dezembro de 2010 às 11h20

O PIG podia fazer e acontecer! E, agora, infelizmente, vamos cobrar o INSS ATRASADO…. O BICHO VAI PEGAR!!!

Responder

    Jairo_Beraldo

    28 de dezembro de 2010 às 22h34

    “Como se sabe, o PAC é uma criação literária de razoável sucesso. Sob seu condão, até dragagem de lodo virou aceleração do crescimento. O PAC é tudo. Conseqüentemente, não é nada. E um centavo de nada também é nada. Nada mais apropriado do que um ministro (Mantega) abstrato dando uma declaração contundente sobre um programa abstrato, a mando da Mãe do PAC – a abstração em pessoa – e tudo sendo dissolvido em uma frase por Lula, o concreto. Agora, anunciando que continuará concreto a partir de janeiro. Lula 12 anos. Se dá certo com uísque, por que ele também não pode envelhecer sem sair da garrafa?” (Guilherme Fiuza, portal EXAME, 8 de dezembro de 2010)

El Cid

27 de dezembro de 2010 às 11h01

Como o presidente Lula bem demonstrou em seus oito anos de mandato, o mais importante é o conjunto e, para que isso dê certo, o presidente tem de ter a dimensão exata de como tocar este conjunto, impediindo que vaidades, tão comuns nos políticos, ultrapassem o interesse maior que são os interesses do país.

Marcos Coimbra, de qualquer forma, faz uma análise sensata do comportamento de nossa mídia, enfocando sobretudo, que qualquer que seja a posição adotada pelo governo, esta será vista como negativa.

O país cresceu, distribuiu renda, elegeu uma candidata contra os interesses da mídia.Tudo isso durante o maior bombardeio difamatório desta mídia. Esta mídia deve, agora, voltar-se para a sua sobrevivência e, para tal, recuperar a credibilidade é fundamental embora, todos saibamos, uma vez escorpião, sempre escorpião…

Responder

    Jairo_Beraldo

    28 de dezembro de 2010 às 22h34

    Segundo Lula, as “elites” querem os pobres e os negros fora das universidades. Que pessoas integram essas elites? (…) As “elites”, afirma o presidente, são também contrárias aos programas de transferência de renda e, de modo geral, aos programas sociais. Mais uma vez: quem se opõe, de fato, a esses programas? (…) Ele comete um pecado mais grave que o da imprecisão quando se refere, por exemplo, a defensores da privatização do Banco do Brasil. Quem defendeu essa privatização? Qual de seus concorrentes políticos propôs a venda desse banco ou da Caixa Econômica Federal? (Rolf Kuntz, “Lula, Chávez e seus preciosos inimigos”, 12 de novembro de 2009)

Claudio Ribeiro

27 de dezembro de 2010 às 10h57

A homenagem ao melhor e mais popular presidente da história do Brasil
http://palavras-diversas.blogspot.com/2010/12/ao-

E que Dilma continue contrariando a imprensa conservadora…ótimo sinal!

Responder

    Jairo_Beraldo

    28 de dezembro de 2010 às 22h35

    “Vejamos, agora, onde o Influente (Lula), de fato, influenciou. Ele influenciou a decisão brasileira de não declarar as narco-guerrilheiras Farc como organizações terroristas. Ele influenciou a eleição de Evo Morales que fez campanha anunciando que agiria contra a presença da Petrobras na Bolívia. Ele influenciou a eleição de Lugo, que fez campanha anunciando que agiria contra o acordo com o Brasil em Itaipu. Ele influenciou a OEA a favor da readmissão de Cuba na organização e, dias depois, influenciou a decisão da OEA contra a destituição do golpista Manoel Zelaya em Honduras. Ele sistematicamente protege regimes de esquerda quando são votadas, em organismos internacionais, moções de repúdio a violações de direitos humanos. Visitou e recebeu afetuosamente todos os ditadores do planeta. Ele é o Influente. Ele é o cara.” (Percival Puggina, “O Influente”, Zero Hora, 03 de janeiro de 2010)

Vera das Alterosas

27 de dezembro de 2010 às 10h57

Prá dizer a verdade o que mais me impressiona (positivamente) não é o tão bisado burburinho da imprensa. É a eloquência do silêncio com o qual Dilma o contrapõe. Aposto que isto irá enlouquecê-los. Quanto a esta coisa de mais ou menos mineiros no ministério, sinceramente, acho irrelevante. Minas votou com Dilma e deu asas pra Aécio tentar alçar vôo. Pelo menos aqui, habemos oposição e isto é importante. De quebra, Pimentel estará ocupado nos próximos anos lá pelas bandas do planalto e não é segredo que ele não sagrado ministro exatamente por ser do PT, mas por ser mto próximo a Dilma. ( ufa!, tomara tenha mto trabalho por lá e dè um tempo). Saímos no lucro. E como o artigo mesmo disse, pelo silêncio de Dilma nesta transição, não restam dúvidas: ela é mineira.

Responder

João Bosco Rocha

27 de dezembro de 2010 às 09h36

2/Dezembro/2010
Projeto de Lei que cria o CAU vai à sanção presidencial
A expectativa é de que aprovação ocorra ainda em 2010, como um dos últimos atos do presidente Lula

Renato Faria

O Projeto de Lei que cria o CAU (Conselho de Arquitetura e Urbanismo) foi aprovado no final da tarde de ontem pelo Senado e segue agora para a sanção presidencial. A expectativa é de que o ato ocorra ainda em 2010.

Segundo Angelo Arruda, presidente da Federação Nacional de Arquitetos e Urbanistas (FNA), o arquiteto Oscar Niemeyer deve solicitar pessoalmente ao presidente Lula que sancione o projeto até o próximo dia 31, antes de entregar o cargo a Dilma Roussef.

Ele afirma, ainda, que as entidades profissionais da área tentarão convencer a presidência a vetar o artigo 67 do projeto de lei, chamada de Emenda Rands. Durante a tramitação na Câmara, o deputado Maurício Rands (PT-PE) propôs a inclusão de um texto que garante "o direito de registro no CAU ao profissional diplomado em urbanismo, cujo campo de atuação profissional será definido em função da respectiva formação acadêmica".

O temor das entidades profissionais reunidas no Colégio Brasileiro de Arquitetos e Urbanistas é que o CAU tenha que aceitar profissionais com formação acadêmica única em urbanismo, dissociada da arquitetura – elas acreditam que as duas disciplinas são inseparáveis.
Hoje apenas a Uneb (Universidade do Estado da Bahia) possui um curso de graduação em urbanismo, e tem brigado na justiça para que os bacharéis formados no curso sejam reconhecidos como urbanistas no sistema Crea/Confea.
http://www.piniweb.com.br/construcao/arquitetura/

Responder

Valter

27 de dezembro de 2010 às 09h06

Calma pessoal,se eles estão reclamando é porque esta bom pra maioria do povo e isso é o que importa.

Responder

    Jairo_Beraldo

    27 de dezembro de 2010 às 10h58

    Pode até ser, mas tem muita coisa podre neste balaio…e coisas podres costumam passar para as coisas boas.

    El Cid

    27 de dezembro de 2010 às 11h20

    … na verdade, a grande imprensa não quer perder a sua posição de protagonista do espetáculo informativo. Durante muito tempo nos disse o que fazer, o que vestir, o que comer, o que estudar, em que votar. Aliás, nos impunha uma lógica que ela mantinha como correta. Quando a maioria da população resolveu andar com as próprias pernas, a grande imprensa perdeu seu espaço e a sua razão de ser.

    Agora quer recuperar o tempo e as opiniões perdidas desbancando quem a população apoia !

Alice

27 de dezembro de 2010 às 02h35

Quem é de Niterói conhece bem o Sr. Moreira Franco , um notório incompetente que deixou a cidade falida e sem pagar funcionários por meses. Vai cuidar de saneamento… nunca tapou um bueiro em Niterói. Aliás, como relator, deu um golpe na PEc elaborada pelo Movimento Nacional em Defesa da Escola Pública para aprovar a PEC de Fernando Henrique Cardoso que implantou a LDB do "Darcy Ribeiro" que lançou uma pá de cal no ensino público.
O Ministgério da Dilma é horrível, só em ter Jobim, Pallocci, o Tio do Motel e o Moreira Franco já se pode dizer que é crime organizado.

Responder

    Jairo_Beraldo

    27 de dezembro de 2010 às 10h56

    Esqueceu do advogado do diabo, J. E. Cardozo Dantas!

roberto bohm

27 de dezembro de 2010 às 00h41

O escritor Marcos Rey dizia, que ex-esquerdista não dá pra aguentar.Hoje, como se não bastasse o ex-trotskista Demétrio Magnoli. O ex-compositor de lindas canções e ex-homem de esquerda Caetano Velloso
sai a defender o artigo do sociólogo ( que não gosta das cotas), contra o Presidente Lula no jornal O Globo.
Nos EUA o principal "teórico" da aproximação da direita conservadora tradicional com o fundamentalismo
religioso cristão são ex-trotskistas como Karl Rove ou Paul Wolfowitz ex-presidente do Banco Mundial.
Este pessoal, tá ficando véio, no caso do Caetano "secou" a inspiração, precisa sobreviver, creio, e aí dá nisso!!

Responder

Brasileiro

27 de dezembro de 2010 às 00h36

Sou o tuiteiro @Porra_Serra_ e fiz uma compilação “O PIG nesses 8 anos”, citando os ataques da mídia ao Governo Lula.
São 33 colonistas golpistas do PIG com 40 frases deles atacando o Governo Lula
Ficou muito bom, caso queiram ver e divulgar, aqui está o link: http://frasesdadilma.wordpress.com/partido-da-imp
Abraços

Responder

josé maria de souza

26 de dezembro de 2010 às 23h28

Quem sabe o PIG esperava que a Dilma escolhesse artur virgílio, agripino maia, heráclito fortes, sérgio guerra, rodrigos maias, índio do brasil, marina silva, tasso geraissati, demóstenes torres, gilmar "dantas" mendes, raul jungman, fernando gabeira, aurélio de mello etc. como ministros.
josé maria de souza

Responder

Jr.

26 de dezembro de 2010 às 23h17

Aos amigos blogueiros, aproveito o assunto para solicitar um esclarecimento: fora o episódio que o C Af comentou sobre o Cardozo tocar piano na festa do advogado do dantas, não sei nada dele que o desabone. Na época da eleição, assisti a dois debates entre ele e o Alvaro Dias na Band (canal aberto), e ele arrebentou com o Alvaro nos dois… Se houver algum episódio que o desabone, gostaria de saber, porque na blogosfera progressista seu nome não é bem visto. Fora isso me parece uma boa opção para o governo. Abraços.

Responder

Daniel

26 de dezembro de 2010 às 22h35

Coimbra mata cobra e mostra o pau- como sempre.

Responder

Florival Scheroki

26 de dezembro de 2010 às 22h30

Alguém pode combater alguns comentários do Sr, Demétrio Magnholi (é assim que escreve manhoso?), cujos comentários me provocam ira e vergonha.

Responder

    Carlos

    26 de dezembro de 2010 às 23h24

    Florival, há um artigo muito bom do Miguel do Rosário intitulado "Magnoli ataca Assange e blogueiros". O mencionado artigo é do dia 23/12/10, e está no blog do Miguel do Rosário (blog Gonzum). Abraços.

    Jairo_Beraldo

    26 de dezembro de 2010 às 23h44

    Magnoli é um abe$tado…$e deixou envolver pelo$ canto$ da $ereia.

ozeias laurentinoAp

26 de dezembro de 2010 às 22h28

E eles queriam depois de derrotados ainda indicar o ministerio, são psicopatas esse pessoal da PIG a saida pra eles é legalizar o partido de uma vez, quero ver a disputa entre a GLOBO,VEJA, FOLHA E ESTADÃO para indicar o diretor candidato a presidente e a vice imaginem … que horror.

Responder

    Jairo_Beraldo

    26 de dezembro de 2010 às 23h47

    Ora, eles mal estão vendendo seus produtos(olhe bem se não estão com prazo de validade vencido), vão tentar um escrutínio? São babacas, não otários!

Marco

26 de dezembro de 2010 às 22h19

Tudo bem, mas eu não engulo o Jobim!!! Isso não!!

Responder

Leider_Lincoln

26 de dezembro de 2010 às 22h15

E quem ainda liga para o que a "grande imprensa" diz? É hora de começarmos a diminuir a importância que damos a estes golpistas…

Responder

El Cid

26 de dezembro de 2010 às 22h05

ô imprensinha "ranheta" sô !!!

Responder

Zegutti

26 de dezembro de 2010 às 21h48

O Ministério tem algumas figuras (Cardozo, Johnbin, etc…), que são questionáveis realmente, isto é fruto de uma composição política com os Partidos aliados, o que é normal.
O que não é normal é o "odio" de certos articulistas que chegaram a chamar o Ministério Dilma de mediocre. Não conseguem fazer uma crítica isenta, distorcem os fatos para justificar o que escrevem.
Realmente as críticas já estavam pontas qualquer que fosse a composição deste no Ministério. Esta "elite" não se conforma com o resultado das eleições.

Responder

    Jairo_Beraldo

    27 de dezembro de 2010 às 11h00

    Tanto que Dilma nem tomou posse e já estão falando em Aécio para 2014…"dor de cotovelo é pior que dor de corno".(Dukrai)

    dukrai

    27 de dezembro de 2010 às 11h19

    por sua vez copiado já não sei de quem rs

Rogerio

26 de dezembro de 2010 às 21h15

"Por mais que a esperemos, é sempre surpreendente a má vontade de nossa “grande imprensa” para com o governo Dilma. No modo como os principais jornais de São Paulo e do Rio têm discutido o ministério, vê-se, com clareza, seu tamanho."

ACHO QUE FALTA COLOCAR O NOME DESSES JORNALISTAS AO PUBLICO EM GERAL. Eles ficam muito protegidos por um tipo de anonimato. A d. Catanhede já tá bem conhecidinha… isso pesa. Mas tem muito cretino malocado nas redações, cujo nome do elemento não é conhecido. VAMOS COMEÇAR A COLOCAR O NOME DESSES SUJEITOS NO CENTRO DAS DISCUSSÕES SOBRE O QUE ELES ESCREVEM…

VAMOS TIRAR ESSES SUJEITOS DO ANONIMATO… Por o nome deles na rua, na roda, nos butecos… NA BOCA DO POVO QUE APOIA ESSE NOVO GOVERNO…

Responder

    El Cid

    26 de dezembro de 2010 às 21h46

    esses "ranhetas" tem nome, Rogério !! kkkkkk !!

Cornélius/Londrina

26 de dezembro de 2010 às 20h50

Vamos dar um desconto pro PIG pessoal! Ainda estão no chô-rô-rô do velório do Zé-Perdeu. Merecem mamadeiras…frias.

Como diria Lula: o fato concreto é que temos umas feras na blogosfera que não deixam a batata assar. Serão 4 anos de porrada por parte do PIG e eles devem ficar espumando de ódio quando sai uma análise como esta do Marcos Coimbra.

Que venha 2011 … termina uma batalha e começa outra em 1º de janeiro. Aos seus postos blogosfera, blogs sujos e internautas guerreiros. Quem sabe faz a hora não espera acontecer.

Responder

Hosana Silva

26 de dezembro de 2010 às 19h52

Ao meu ver, a Dilma colocou o pessoal que lhe apoiou, é assim que funciona no Brasil. Isso não significa que esse pessoal ficará a té o ultimo dia da sua administração. Posso estar enganado, mas o perfil da Dilma indica que depois de um ano, haverá troca de politicos por técnicos. Vamos aguardar.

Responder

    Klaus

    27 de dezembro de 2010 às 09h11

    Hosana, compare o ministério do início do governo Lula com o do final. Depois de um anoa a coisa piora, sempre.

    El Cid

    27 de dezembro de 2010 às 10h57

    … só pra variar, né, "Herr Ranheta" ??

    Jairo_Beraldo

    27 de dezembro de 2010 às 11h02

    Klaus, Feliz Ano Novo…que seus posicionamentos sejam mais a nivel nacionalista e menos estadunidense!

    El Cid

    27 de dezembro de 2010 às 11h49

    … é Jairo, você acredita em Papai Noel mesmo, ao pedir isso para o "Herr Ranheta" !!

    Gerson Pompeu

    27 de dezembro de 2010 às 16h22

    Acabei de saber de onde vem o termo "klaustrofobia".

patricio

26 de dezembro de 2010 às 19h48

Não há nenhuma probabilidade de que a Dilma compusesse um ministério que o PIG esperava. Logo, ao invés de se dizer decepcionada ou desapontada, a grande porcaria, digo a grande imprensa, deveria dizer apenas que está insatisfeita.
Por que não diz? Porque os ideólogos do sistema (jornalistas, entre eles) não dizem nada diretamente. Camuflam, subterfogem, inexplicitam, confundem, distorcem… Reside aí a sua eficiência. É o papel da ideologia burguesa.

Responder

Domngos

26 de dezembro de 2010 às 19h08

Vai ser assim nos quatro anos, vamos ler a assistir coisas inteligentes.

Responder

anonimos

26 de dezembro de 2010 às 19h08

o Brasil está tão desfalcado de políticos oposicionistas que a grande imprensa faz papel de regra 3, ratificando o seu o seu trabalho de partido de oposição ao atual governo (aliás, um péssimo trabalho de baixo nivel).

Responder

Glecio_Tavares

26 de dezembro de 2010 às 18h58

O PIG não aceitou a derrota e vai continuar manipulando a informação, olho neles!

Responder

    Jairo_Beraldo

    26 de dezembro de 2010 às 20h10

    Já estão em campanha para Aecio para 2014. Já estão a falar que Dilma não é páreo para ele, e que Lula teria que voltar em 2014 para fazer um "tripé". É muito "falta do que fazer e falar". Mas se eles quiserem, tenho uns aceros para fazer, vou oferecer a eles. "Mente vazia é oficina do diabo", já diziam minhas finadas vózinhas…que saudades delas! Tinham histórias mais interessantes para contarem.

    Glecio_Tavares

    26 de dezembro de 2010 às 20h43

    Ser candidato do PIG já é meio caminho para perder pois a maioria dos eleitores de Dilma já sabe que a globomente e que o PIG golpeia. Quando falam algo na globo eu já coloco um não em minha mente. Guerra psicológica ao contrário.

Pedro

26 de dezembro de 2010 às 18h46

"As críticas ao ministério que foi anunciado na última semana estavam prontas, qualquer que fosse sua composição política, regional ou administrativa. Se Dilma chamasse vários colaboradores do atual governo, revelaria sua “submissão” a Lula, se fossem poucos, sua “traição”. Se houvesse muita gente de São Paulo, a “paulistização”, se não, que “dava o troco” ao estado, por ter perdido a eleição por lá. Se convidasse integrantes das diversas tendências que existem dentro do PT, que se curvava às lutas internas, se não, que alimentava os conflitos entre elas. E por aí vai."

O 3º parágrafo é perfeito. Descreve exatamente a cobertura do PIG.

Responder

Remindo Sauim

26 de dezembro de 2010 às 18h32

A Dilma não vai dar bola nenhuma para a imprensa. Este é o seu modo de ser e trabalhar, só resolve as coisas depois de muito estudo, consultas. O que sai nos jornais em nenhum momento a preocupa. A chantagem diária da imprensa não vai lhe atingir e mostrará aos outros integrantes do governo que a imprensa não é mais o quarto poder.

Responder

ana

26 de dezembro de 2010 às 18h19

Que 2011 o descrédito desta imprensa, que ainda pensa ser poderosa, aprofunde-se mais ainda. As classes C e D nunca os compraram e outros já tem onde ler informações isentas e seguras.
É LULA neles!

Responder

flavio marcio

26 de dezembro de 2010 às 18h17

A "dialética" da direitaça é essa mesma: se a Dilma faz, não serve. Se ela não faz, ela é inútil.

Responder

Messias Macedo

26 de dezembro de 2010 às 18h06

… Dilma Rousseff poderia, sim, ter definido um ministério de maior envergadura, inclusive moral! Ou foi apenas o nefasto PIG que teria ficado desolado com a indicação – e, pasme, manutenção – de um peemeedbista 'SAIneysta' , (Pedro Novais, 80 anos), que utilizou dinheiro público para pagar uma conta em um… Motel!…
Ou ainda, merece elogios um MINIstério que contempla Nelson 'Johnbeen' no ministério da Defesa [dos Estados Unidos (sic)], [fisiológico] Moreira 'Gato Angorá' Franco, GAGÁribaldi Alves, [carlista] Mário Negromonte e outras excrescências?!…

NOTA: temo que a nossa [legítima] veemente repulsa e ojeriza ao PIG nos remeta a um divã de um psicanalista qualquer! Ou que percamos a nossa capacidade de isenção e reflexão crítica!…

Messias Franca de Macedo
Feira de Santana, Bahia, República de 'Nois' Bananas

Responder

    Messias Macedo

    26 de dezembro de 2010 às 19h43

    Faltou a interrogação após a manifestação de indignação!

    … Ou foi apenas o nefasto PIG que teria ficado desolado com a indicação – e, pasme, manutenção – de um peemedebista 'SAIneysta' , (Pedro Novais, 80 anos), que utilizou dinheiro público para pagar uma conta em um… Motel?!…

    Saudações respeitosas,

    Messias Franca de Macedo
    Feira de Santana, Bahia, República de 'Nois' Bananas

    Danilo Morais

    26 de dezembro de 2010 às 22h32

    Meu caro…..Você parece daqueles que acharia que a Marina teria ministeriáveis menos próximos ao Sarney…….Mas ai eu lhe diria, estes ministeriáveis seriam do tipo do Zequinha Sarney, lider do PV na câmara? hehehe

    Messias Macedo

    27 de dezembro de 2010 às 09h11

    … Não entendi esta, digamos, anacrônica e intempestiva aproximação com a Marina Ex-Silva, a ecocapitalista, coitado do Chico Mendes!…

    IMPORTANTE: eu duvido que a presidente Dilma Brasileira Rousseff esteja satisfeita com este MINIstério!… Agora, a presidente aposta tudo na excepcional capacidade de gestão dela, nos compromissos inalienáveis com o povo… E com o (im)possível [ou suposto] enquadramento desta gente irrecuperável…
    IMPORTANTE: II: a primeira reforma ministerial da era Dilma Rousseff acontecerá em tempo relativamente recorde! Dilma Rousseff esperará, apenas, o comportamento do Congresso Nacional – e as primeiras escorregadelas públicas de certos recém-empossados! Ou alguém de sã e liberta consciência imagina que a presidente Dilma Rousseff considera o acinte de ter, no período da Copa do Mundo e das Olimpíadas, um escroto, cujo perfil seria o de um ministro do Turismo sexual?!…
    E é para o PIG ficar "pianinho"?! E é para o PIG não denunciar?! E é para o nefasto e horrendo PIG fazer vistas grossas diante das mazelas objetivas?!… Não se combate o PIG fechando os olhos para os despautérios!…

    Saudações respeitosas,

    Messias Franca de Macedo
    Feira de Santana, Bahia, República de 'Nois' Bananas

    Paulo Silva

    27 de dezembro de 2010 às 00h23

    Caro Messias
    Vc sabe que houve uma ampla coligação e também, se tem acompanhado as revelações do Wikileaks, que há muitas ingerências na política brasileira.
    A meu ver,cabe agora apoiarmos uma ampla discussão sobre uma profunda Reforma Política e mais adiante, com ampla participação popular, vai ser possível partir para a eleição de uma Assembléia Nacional Constituinte exclusiva.
    Isso vai permitir que nossa Presidente toque em frente os avanços necessários.
    O Ministério é o Ministério possível diante da atual correlação de forças. A Presidente precisa de todo o nosso apoio. Ela certamente fez o que pode para nomear os melhores nomes. Mas Política é a arte do possível.

    Messias Macedo

    27 de dezembro de 2010 às 15h48

    Prezado Paulo Silva, eu tenho pena do fígado da presidente Dilma Rousseff: suportar a convivência com um partido como o PMDB "velho de guerra fisiológica"! Um partido tipicamente rural na perspectiva da percepção e ação políticas! E a agravante: usurpador e insaciável, o PMDB é uma agremiação sem quadros! Vide "as belezuras" indicadas para o Ministério da presidente Dilma! Ô partidozinho descompreendido, siô!

    Felicidades ao amigo!

    República de 'Nois' Bananas
    Bahia, Feira de Santana
    Messias Franca de Macedo

maria regina

26 de dezembro de 2010 às 17h43

O que está em jogo não é um conjunto de pessoas e sim de ações que devem ser analisadas com base no programa de governo que representa a candidata Dilma. 0,2% e 0,3%… esse é o cálculo que não mostra além das estatísticas que os americanos tanto gostam e que são úteis em outras circunstâncias.
Jobim não estaria no Ministério se seu comportamento, aquele que não podemos apreender, não trouxesse benefícios ao país. Desta maneira, ficam faltando informações que talvez venham à tona quando o presidente Lula "desencarnar". Me preocupa apenas imaginar que seja uma tática baseada na premissa de que "os fins justificam os meios".
A expectativa que tenho é que este governo dê a devida atenção à Educação, Saúde, Segurança e tenha os demais ministérios voltados à defesa dos interesses de todos os brasileiros de forma integrada.

Responder

Luiz Fortaleza

26 de dezembro de 2010 às 17h20

Foi tão visível a decepção nas caras dos jornalistas, Monica Waldvogel, William Waack e Crsitiana Lobo, no dia 31 de outubro na GLOBO NEWS, logo que saiu os primeiros resultados das urnas dizendo que Dilma era a nova Presidenta, que parecia que um parente tinha perdido a eleição. Na verdade, eles perderam a condição de ter um Presidente que poderia garantir a estabilidade financeira das Organizações Globo, logo seus empregos de subalternos jornalistas do megaempresariado. Uma gaguejava, a outra se enrrolava nas palavras, o outro com olhar de cão. Enfim, o resto é pura retórica de quem não tem o q dizer e falar e se esqueceram até de Paulo Preto, da Erenice, da bolinha de papel… o alvo é o ministro do turismo, Dirceu e Pallocci. Uma imprensa que optou pela futrica política, em vez de se referir somente a fatos sem interpretações tendenciosas. Mau agoro dessa mídia sulista tradicional que agora sabe que perdeu o controle de manipulação sobre a maioria das massas, melhor, das pessoas votantes.

Responder

easonnascimento

26 de dezembro de 2010 às 17h20

Grande baboseira esta da mídia de ficar fazendo estatística com origem de ministro. Parece que falta assunto. O que importa de um governo é o resultado da gestão e isso só poderemos avaliar com o andamento e não antes do início dos trabalhos.
http://easonfn.wordpress.com

Responder

    Glecio_Tavares

    26 de dezembro de 2010 às 20h45

    Concordo com voce, mas o Jonhbim não passa na minha goela.

    Paulo Silva

    27 de dezembro de 2010 às 00h37

    Caro Glecio
    Não dá pra passar mesmo!
    Mas a gente lendo sobre os vazamentos do Wikileaks compreende o quanto o Brasil é estreitamente vigiado e controlado. O Johnbim deve ser a cota da CIA e do NED.
    Agora é cerrar fileiras e apoiar o Governo da Presidente Dilma, ajudando no debate das grandes questões nacionais e fazendo a nossa parte. Uma das quais é criticar mesmo quando algo não nos agradar.
    No processo, se houver acúmulo de forças o Ministério vai refletir isso e mudanças virão, não acha?
    Não podemos vacilar, porque o inimigo não dorme de touca. Estão a fim de dividir e desgastar, como sempre aliás.

    Glecio_Tavares

    27 de dezembro de 2010 às 17h28

    Paulo, estes dias estava pensando no vazamento sobre papos do Zé Dirceu e entendi que o que ele falou serviu para acalmar os animos do departamento de estado americano. Em 2005 Dirceu disse que Lula não seria candidato a reeleição pois os escandalos o impediriam e isso acabou servindo para esfriar o clima de golpe da época, pois se os gringos soubessem a verdade do que aconteceria no segundo mandato eles teriam derrubado Lula.

    Luiz Fortaleza

    27 de dezembro de 2010 às 10h59

    Jobim é um mal necessário

    Glecio_Tavares

    27 de dezembro de 2010 às 17h29

    É um jogo de xadrez, entrega-se um peão para vencer o jogo.

coelho

26 de dezembro de 2010 às 17h06

Se eu fosse a Dilma, mandaria esse tiozinho, que pagou orgia em motel com dinheiro público, para os quintos dos infernos.

Responder

Julio Silveira

26 de dezembro de 2010 às 16h37

Esse ministério da Dilma realmente tem alguns inexplicaveis ministros, mas a midia do PIG está contrariada é com os melhores da equipe.

Responder

    Klaus

    26 de dezembro de 2010 às 19h51

    Quem são os melhores?

    dukrai

    27 de dezembro de 2010 às 11h10

    acertou os ponteiros na área econômica com o Mantega, o Tombini no BC e a Belchior no Planejamento como o PAC. botou o Paulo Bernardo na Comunicações, junto com as discussões do marco regulatório que saiu da Secom do ex- Franklin Martins. botou o Padilha na saúde, resta saber se vai botar quente no SUS, acho que não. fez alguns acertos pontuais e chamou todas as mulheres que cabiam no seu ministério. tudo gente afinadinha políticamente.
    esvaziou o nérson bobim chamando os ministros do exército, marinha e aeronáutica separados para as suas confirmações e mostrou quem está mandando. a compra do rafale, já decidida, ficou para o primeiro semestre e ficou pra Dilma bater o martelo. O Lobão continua no Minas e Energia e o Gabriele na Petrobrás, que é o que importa.
    fica para a esquerda, não para os pasquins da falha de sp, gLobo e abEstado, as críticas mais consistentes, 150 bilhões para o agro-negócio e 16 bilhões para a agricultura familiar e o MST continua de bandeira em punho brigando contra essa reforma agrária cartorial de araque. vai dar um caminhão de motivos até para a esquerda do PT criticar, já a velha imprensa não precisa.

Conceição Oliveira

26 de dezembro de 2010 às 16h10

Má vontade ou não, os derrotados de SP e Minas, a manutenção do ministro que paga motel com dinheiro público e o Jobim dá um desânimo….

Responder

    Jairo_Beraldo

    26 de dezembro de 2010 às 20h04

    E junte-se a eles, Malocci, Cardozo Dantas, Moreira FRACO e Garibaldi…alguns dos derrotados em SP e MG ainda são melhores que estes aí.

Gustavo Pamplona

26 de dezembro de 2010 às 16h06

Qual é a surpresa nisto?

O PIG sempre faz questão de colocar um "mas", um "porém", um "todavia", um "contudo" ou qualquer "conjunção coordenativa adversativa" em suas "reporcagens".

Responder

    Flavio Lima

    26 de dezembro de 2010 às 20h18

    Po Gustavo
    Voce não é troll mesmo, como disse o Azenha.
    É um baita tirador de sarro!
    Quando a foto tiver o olhinho virado, ja sei!
    Grande abraço!

    El Cid

    26 de dezembro de 2010 às 22h24

    ô Flávio, o do "zoinho virado" é o "impoluto" Rodrigo Leme… o conterrâneo é gente boa !!

    Gustavo Pamplona

    26 de dezembro de 2010 às 22h40

    Eu ando querendo tirar outra foto mesmo… tinha cortado meu cabelo mas ele cresceu de novo… Agradeço pela sugestão que você me deu… :-)

    O mais interessante é que para eu fazer isto bastaria eu pegar o celular aqui, tirar uma foto, conectar o USB e mandar o arquivo JPG para o IntenseDebate… mas eu to com uma preguiça…. (hahahhahahaha)


Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding