VIOMUNDO

Diário da Resistência


Impeachment de Trump: Relatório diz que há evidências ‘esmagadoras’ de conduta imprópria
Foto: Joyce N. Boghosian/ Casa Branca, via Fotos Públicas
Política

Impeachment de Trump: Relatório diz que há evidências ‘esmagadoras’ de conduta imprópria


04/12/2019 - 11h25

Impeachment de Trump: Relatório da Câmara diz que há ‘provas avassaladoras’ contra o presidente

BBC

Um comitê legislativo ligado ao processo de impeachment do presidente americano, Donald Trump, concluiu que as evidências de conduta imprópria do mandatário são “esmagadoras”.

Segundo o relatório produzido por congressistas da Câmara dos Representantes (equivalente à Câmara dos Deputados brasileira), Trump colocou seus interesses pessoais “acima dos interesses dos Estados Unidos” ao “solicitar interferência estrangeira” da Ucrânia para ajudar sua reeleição em 2020.

O documento da comissão liderada por democratas serve de base para o processo de impeachment contra o líder republicano.

Trump nega todas as acusações e classificou o inquérito de “caça às bruxas” e “antipatriótico”.

Depois da publicação do relatório, a secretária de imprensa da Casa Branca, Stephanie Grisham, afirmou que os democratas “fracassaram em produzir qualquer prova de conduta imprópria” e que o relatório “reflete nada mais do que suas frustrações”.

O documento agora segue para o Comitê Judiciário da Câmara dos Representantes, que dará início aos trabalhos nesta quarta-feira (4) em torno das acusações formais contra Trump.

O que diz o relatório?

O relatório do inquérito sobre impeachment de Trump-Ucrânia foi divulgado nesta terça-feira (3) pelo Comitê Permanente de Inteligência da Câmara.

Ele afirma que a investigação “descobriu os esforços do presidente Trump ao longo de meses para usar os poderes de seu gabinete a fim de solicitar interferência estrangeira em seu nome nas eleições de 2020”.

“O esquema do presidente Trump subverteu a política externa dos EUA em relação à Ucrânia e minou nossa segurança nacional em favor de duas investigações de motivação política que ajudariam sua campanha de reeleição”, diz o documento.

“O presidente exigiu que o recém-eleito presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, anunciasse publicamente investigações sobre um rival político que ele aparentemente mais temia, o ex-vice-presidente Joe Biden, e sobre uma teoria desacreditada de que foi a Ucrânia, não a Rússia, que interferiu nas eleições presidenciais de 2016.”

Segundo o documento, as evidências de conduta imprópria são “impressionantes” e há também evidências de obstrução do (inquérito do) Congresso”.

O que acontece agora?

O Comitê de Inteligência da Câmara aprovou o relatório nesta terça-feira por 13 votos a 9 e o encaminhou ao Comitê Judiciário da Casa.

Os depoimentos da nova fase começarão com quatro acadêmicos constitucionalistas, que vão explicar como o impeachment funciona. A Casa Branca se recusa a participar dessas oitivas, sob alegação de falta de imparcialidade.

As acusações formais contra Trump devem envolver abuso de poder, obstrução de Justiça e desobediência do Congresso.

Os democratas pretendem votar o processo de impeachment na Câmara dos Representantes antes do fim do ano, com uma perspectiva de haver julgamento no Senado em janeiro.

Qual foi a reação dos republicanos?

Antes do rascunho do documento ter vindo à público, republicanos da Câmara dos Representantes divulgaram um relatório próprio de 123 páginas no qual fazem acusações contra “burocratas não eleitos” que testemunharam contra Trump.

Para esse grupo de congressistas, esses depoentes “discordam fundamentalmente do estilo, da visão de mundo e das decisões do presidente Trump”.

“Nenhuma das testemunhas dos democratas tem evidências de suborno, extorsão ou qualquer alto crime ou contravenções”, afirmam os republicanos, em referência aos trechos da Constituição que permitem a remoção de um presidente.

O chefe do Comitê de Inteligência, Adam Schiff, afirmou que as alegações dos republicanos interessam a apenas uma pessoa, Trump, e ignoram as “volumosas evidências” contra o mandatário.

Em Londres, onde participou do aniversário de 70 anos da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), Trump afirmou que Schiff era “maníaco” e “doente”.

Do que Trump é acusado?

Os democratas afirmam que Trump usou como barganha duas medidas — uma ajuda militar de US$ 400 milhões e um encontro com o presidente ucraniano na Casa Branca — em troca de investigações na Ucrânia. Para esses congressistas, a pressão política sobre um aliado vulnerável dos EUA configura abuso de poder.

A primeira investigação que Trump queria da Ucrânia envolvia Biden, talvez seu principal adversário no Partido Democrata, e o filho dele Hunter. Este entrou para o conselho de uma empresa de energia ucraniana quando o pai era vice-presidente na gestão de Barack Obama.

A segunda apuração cobrada por Trump era que a Ucrânia corroborasse a teoria conspiratória de que o país, e não a Rússia, interferiu nas últimas eleições presidenciais americanas em 2016, quando Trump foi eleito.

Essa hipótese foi amplamente refutada, e as agências de inteligência americanas são unânimes em afirmar que Moscou estava por trás da invasão dos emails do Partido Democrata naquele ano.

Como funciona o processo de impeachment?

O impeachment é a primeira parte de um processo em duas etapas no qual o Congresso pode remover um presidente do cargo.

Se, depois dos depoimentos, a Câmara dos Representantes aprovar que o caso se aplica a artigos do impeachment, o Senado é obrigado a realizar um julgamento.

Na fase seguinte, é necessária uma maioria de dois terços para condenar e remover um presidente. Mas isso é improvável, já que o partido de Trump controla esta Casa.

Hoje, há 235 deputados democratas, 1 independente e 199 republicanos na Câmara. Dentre os 100 senadores, há 53 republicanos, 45 democratas e 2 independentes.

Apenas dois presidente americanos sofreram impeachment, Bill Clinton e Andrew Johnson, mas nenhum dos dois foi condenado.

O presidente Richard Nixon renunciou antes de terminar o processo de impeachment.

Análise do repórter da BBC Anthony Zurcher

Qualquer pessoa que ouviu as declarações de Adam Schiff no processo de impeachment há duas semanas não se surpreendeu com o relatório divulgado agora. Mas em meio às 300 páginas do documento há alguns detalhes chocantes.

A companhia telefônica AT&T entregou aos investigadores registros do advogado pessoal de Trump, Rudolph Giuliani, que jogam luz sobre as conexões entre ele e a Casa Branca.

A partir de abril deste ano, ele teve diversas conversas telefônicas com números ligados à Casa Branca, mais especificamente com Agência de Administração e Orçamento, instância governamental responsável em última instância por segurar o envio de recursos para a Ucrânia.

Mesmo sem detalhes sobre o que foi discutido, a simples existência desses contatos já mina os argumentos de quem afirma que Giuliani agiu por conta própria, sem conhecimento de autoridades.

Diversas testemunhas, incluindo o embaixador americano Gordon Sondland, afirmaram que Giuliani os orientou diretamente, em nome do presidente, para pressionar autoridades da Ucrânia a abrirem investigações que fossem vantajosas para Trump.





24 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Zé Maria

05 de dezembro de 2019 às 21h49

Íntegra do Depoimento da Deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) na Sessão
da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das Fake News, em 04/12:
https://youtu.be/YzUyXGRZ9Xc
https://www12.senado.leg.br/noticias/videos/2019/12/acompanhe-ao-vivo-a-cpmi-da-fake-news

Responder

Zé Maria

04 de dezembro de 2019 às 16h54

‘Jornal da Cidade’ opera Fake News para defender Jair Bolsonaro e Sergio Moro
https://aosfatos.org/noticias/perfis-apocrifos-somem-do-jornal-da-cidade-online-apos-reportagem-do-aos-fatos/

Responder

Zé Maria

04 de dezembro de 2019 às 16h49

Até agora, ninguém da Esquerda perguntou para a Joicinha Poláka
sobre quem manipula um tal ‘Jornal da Cidade’ que passa o tempo
espalhando “notícias falsas” como se fosse um veículo de comunicação.

Responder

Zé Maria

04 de dezembro de 2019 às 16h42

“Desmascarando a organização criminosa das fake news bolsonaristas!
Joice Hasselmann, que foi líder do governo Bolsonaro,
escancara todo o esquema de produção e difusão de notícias falsas.
Dinheiro público para financiar uma milícia virtual.”
https://twitter.com/natbonavides/status/1202281238968619009
AO VIVO: CPMI DAS FAKE NEWS
Estamos interrogando agora a deputada e ex-líder do Governo Federal no Congresso, Joice Hasselmann, sobre a milícia virtual bolsonarista.
Acompanhe ao vivo em nossa página no Facebook: http://bit.ly/34S7hbA
https://twitter.com/natbonavides/status/1202272047101071366

A Joicinha Poláka tá cuspindo no prato que comeu,
mas jogou tanta merda no ventilador e acertou
tanta ‘gente’ Fascista, que @s [email protected]
Bolsonaristas não sabem onde se esconder.
Apenas a ex-Procuradora Conservadora Radical,
@BiaKicis, se animou confrontar a JoicinhaPoláka.

Responder

    Zé Maria

    04 de dezembro de 2019 às 18h38

    “Esse Depoimento da Joicinha Poláka
    é um sinal de que a Lava-Jato rachou
    e que o Moro está puxando o tapete.

Zé Maria

04 de dezembro de 2019 às 16h05

“Milícias nas ruas e nas redes. Joice Hasselmann, ex-líder do governo no Congresso,
está revelando como a organização criminosa montada pelo clã Bolsonaro
atua para atacar a democracia brasileira.”
https://twitter.com/MarceloFreixo/status/1202296258918060032

AO VIVO – Joice Hasselmann na CPMI das Fake News
https://twitter.com/DeputadoFederal/status/1202285243853500416

Responder

    Zé Maria

    05 de dezembro de 2019 às 18h26

    https://pbs.twimg.com/media/ELDLFmzX0AEZY-1.jpg

    A Estrutura de Funcionamento do “Gabinete do Ódio”

    Por Rogério Maestri

    https://t.co/u4xLsBU556
    https://twitter.com/luisnassif/status/1202684403513806848
    https://jornalggn.com.br/artigos/a-estrutura-cientifica-do-chamado-gabinete-do-odio-ou-quem-esta-atras-de-tudo/

Zé Maria

04 de dezembro de 2019 às 15h53

“Como operam as milícias digitais e quem são os seus chefes?
Joice Hasselmann está expondo o esquema na #CPIdasFakeNews
inclusive com prints de conversas nos grupos privados do bolsonarismo”
https://twitter.com/DeputadoFederal/status/1202276643768881152

“AGORA, na CPMI das Fake News, a ex-líder do governo Bolsonaro,
Joice Hasselmann está apresentando os NOMES de dezenas de assessores
ligados ao bolsonarismo que compõem a MILÍCIA VIRTUAL”
https://twitter.com/NatBonavides/status/1202288413464023043

Responder

Zé Maria

04 de dezembro de 2019 às 15h45

“Na CPMI das Fake News, deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) revela:
– Gabinete do ódio gasta dinheiro público para perseguir desafetos;
– 1,87 milhão de robôs operam a rede de Bolsonaro e Eduardo;
– Filhos de Bolsonaro são os mentores das operações”
#CPMIdasFakeNews
https://twitter.com/NatBonavides/status/1202283560624893958

Responder

    Zé Maria

    05 de dezembro de 2019 às 22h07

    Pessoal tá pensando que os chamados ‘robôs’ (bots) da internet
    são como aqueles personagens dos livros de Isaac Asimov, que
    foram adaptados para o cinema em Hollywood, por exemplo,
    o Filme “I, Robot” estrelado por Will Smith e Bridget Moynahan.
    Não sabem que os bots são programas que executam disparos
    consecutivos (tipo retuítes) por meio de Perfis Falsos nas Redes.

Zé Maria

04 de dezembro de 2019 às 15h24

Frota recebe Troféu #JairMeArrenpendi 2019
“Agradeço aos Mavs Vagabundos e aos covardes
Milicianos Digitais pela expressiva votação.”
https://twitter.com/alefrota77/status/1201888794699542528
https://twitter.com/alefrota77/status/1202183624721870849

Responder

    Zé Maria

    04 de dezembro de 2019 às 17h59

    Conforme o Deputado Frota (PSDB, ex-PSL/SP),
    o Conservadorismo, o Moralismo Reacionário,
    acaba numa “salinha da CCJ” da Câmara.
    https://twitter.com/DCM_online/status/1202291501176426502

    Zé Maria

    04 de dezembro de 2019 às 18h08

    https://twitter.com/i/status/1202307789307219968
    Frota, o Bolo do Queiroz e a Confissão da Joicinha:
    [Frota] – “Existe, dentro do governo, uma milicia digital?”
    [Joice] – Sim
    [Frota] – “O presidente tem, no celular dele, uma lista de transmissão?”
    [Joice] – Sim
    https://twitter.com/luduvicu/status/1202304490696785925
    https://twitter.com/HaddadDebochado/status/1202307789307219968

Zé Maria

04 de dezembro de 2019 às 15h08

“Deputados da extrema-direita presentes na CPMI
acompanham, constrangidos e cabisbaixos,
as denúncias de Joice Hasselmann.
O que é revelado é desesperador.”
https://twitter.com/Jandira_Feghali/status/1202282429244985344

“A @tvcamara acabou de cortar a transmissão da fala de Joice Hasselmann
@joicehasselmann sobre os crimes de fake news, que ocorre na CPMI.
Como assim???”
https://twitter.com/jandira_feghali/status/1202286738179284994

Responder

Zé Maria

04 de dezembro de 2019 às 14h54

Tem ‘jornalista’ da Mídia Fascista que tá enroscando o rabo
com o Depoimento da Joicinha Polaka na CPI das Fake News.

Responder

Zé Maria

04 de dezembro de 2019 às 14h49

A Zambellinha, Deputada Bolsonéte, Conservadora Radical,
por ódio, tá soltando os podres da Joicinha Polaka no Twitter
https://twitter.com/CarlaZambelli17/status/1202274805606748163

Responder

    Zé Maria

    05 de dezembro de 2019 às 19h54

    Fogo no PSL: Zambelinha x Joicinha Poláka
    https://youtu.be/YzUyXGRZ9Xc?t=28298

Zé Maria

04 de dezembro de 2019 às 14h34

Joicinha Polaka dá nome aos bois
do “Gabinete do Ódio” “dobém”,
um Grupo Fechado no Instagram
montado pelo Clã dos Bolsonaro
com participação, inclusive, de
Assessores Parlamentares.
https://www.pscp.tv/w/1zqJVEOoPWmGB
https://twitter.com/senadorhumberto/status/1202267648534306816

Responder

Zé Maria

04 de dezembro de 2019 às 14h00

Financial Times desmascara Bolsonaro e Globo com uma só cajadada
https://twitter.com/esmaelmorais/status/1202173031206051841
https://t.co/FTQQnqWyFs

“O jornal inglês Financial Times desmascarou, na noite de ontem (3/12),
a fraude da Rede Globo e do presidente Jair Bolsonaro
acerca do pibinho de 0,6% no trimestre.”
https://twitter.com/RogerioCorreia_/status/1202212190637436929

Responder

Zé Maria

04 de dezembro de 2019 às 13h47

https://pbs.twimg.com/media/EK830JzWsAEzKtR.png

Até o Financial Times – uma das cartilhas do Paulo Guedes –
desconfia da DESONESTIDADE do governo de @jairbolsonaro
com os números.
“Falha nos dados econômicos brasileiros
desperta preocupações entre analistas”
https://twitter.com/DeputadoFederal/status/1202240999357071370/photo/1

“Paulo Guedes achou que poderia enganar o mundo
com um PIB mamadeira de piroca.
Mas o Financial Times não caiu no migué.
O Brasil está humilhado. O país tá sem rumo.”
https://twitter.com/vitortorres/status/1202045982084603904

Responder

Zé Maria

04 de dezembro de 2019 às 13h35

“Fake news até no PIB!
Foi preciso o jornalismo da mídia do exterior,
o tradicionalíssimo Financial Times – o que é
uma vergonha para a imprensa brasileira.
Fica a lição: quem é viciado em fake news…
é viciado em fake news.
Até com os dados econômicos.”
https://on.ft.com/2qkc46p
https://twitter.com/RogerioCorreia_/status/1202255808081354752

“Sinal de fumaça que vem do Financial Times!
Se Bolsonaro maquiou dados econômicos
sobre exportações vai levar o Brasil para
o isolamento no mundo, prejudicando
diretamente a população brasileira.
Gravíssimo e mostra que Paulo Guedes
entende mais de AI-5 do que de economia.”
https://twitter.com/Jandira_Feghali/status/1202234369848549379

Responder

Zé Maria

04 de dezembro de 2019 às 13h28

https://twitter.com/i/status/1202249953625755648
“Paulo Guedes devia estar hoje na Câmara
para explicar suas medidas econômicas
que levam o Brasil ao buraco. Mas fugiu
depois que o Financial Times mostrou
que ele mente nos dados.”
https://twitter.com/psol50/status/1202249953625755648

Responder

Zé Maria

04 de dezembro de 2019 às 13h15

‘Financial Times’ descobriu que o pibinho do Guedes é uma prótese …

Analistas do Principal Jornal de Economia do Mundo Financeiro
verificaram que as alterações nos dados econômicos divulgados
derivam de “incompetência” ou “negligência” da equipe ‘técnica’
do desgoverno de Jair Bolsonaro.

“Denúncia do Financial Times sobre os dados econômicos falsificados
do governo nazifascista do Bolsonaro não atinge só o governo,
atinge e desmoraliza a mídia hegemônica brasileira!
Expõe como o jornalismo brasileiro não tem confiabilidade
e publica fake news sobre a economia.”
https://twitter.com/AdrianoLArgolo/status/1202095731718447104

https://www.ft.com/content/bc552d72-15cf-11ea-9ee4-11f260415385
https://twitter.com/mariadorosario/status/1202223789435707392
http://www.tijolaco.net/blog/financial-times-poe-em-duvida-numeros-de-nossa-economia/
https://revistaforum.com.br/noticias/financial-times-levanta-duvidas-sobre-confiabilidade-de-dados-economicos-do-brasil

Responder

Zé Maria

04 de dezembro de 2019 às 12h27

Impeachment de Trump por fazer Tramóias
com o Presidente da Ucrânia para desbancar
o Candidato da Oposição à Presidência dos EUA ?

‘Culpa do Globalismo’ ? Do Marxismo Cultural ?

Ou do Mau-Caratismo e da Desonestidade de
um Indivíduo que não tem Condições sequer
de ser Síndico de um Condomínio qualquer?

Tal mestre, tal discípulo …

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding