VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Política

Dilma, sobre Ciro


26/04/2010 - 10h46



Ajude o VIOMUNDO a sobreviver

Nós precisamos da ajuda financeira de vocês, leitores, por isso ajudem-nos a garantir nossa sobrevivência comprando um de nossos livros.

Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia

Edição Limitada

R$ 79 + frete

O lado sujo do futebol: Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

R$ 40 + frete

Pacote de 2 livros - O lado sujo do futebol e Rede Globo

Promoção

R$ 99 + frete

A gente sobrevive. Você lê!


32 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Eudes H. Travassos

27 de abril de 2010 às 16h38

Hoje eu tenho a convicção que os ressentimentos de Ciro Gomes repousa muito mais dentro das fronteiras pessebitas do que contra o PT. O PT defende a eleição plebiscitária como sendo melhor caminho para vitória, e se o PT pensa assim, em se tratando de política, nada mais certo do que lutar pela sua tese, afinal de contas se a situação nas pesquisas estivessem invertidas a favor de Ciro ele e o PSB fariam o mesmo movimento para desarticular a candidatura de Dilma, fariam porque esta é a regra na política racional.
De maneira que as razões reais para Ciro ficar com tantos ressentimentos não pode está mesmo no PT e sim no seu próprio partido onde a grande maioria defende o apoio a Dilma, ex a questão.

Responder

Eudes H. Travassos

27 de abril de 2010 às 16h35

dando sequencia:
Por outro lado o grande brasileiro Ciro Gomes, e é verdade que é, comete uma incongruência quando quer defenestrar a aliança do PT com o PMDB, mas vem a João Pessoa defender a candidatura do PSB aliançada com o ex-PFL e o PSDB. Tudo bem, nós somos um pequeno eleitorado, um projeto longe de ser uma ambição como da presidência da república, mas apesar de sermos um dos menores Estados do país nós mais do que ninguem gostamos de coerência.

Responder

Alexandre Porto

27 de abril de 2010 às 01h05

Fiquei com pena da Luziane ouvindo quieta esses elogios ao Ciro ….

Responder

Renato-JF

26 de abril de 2010 às 20h07

Aí Moçada!!!

Segue um texto pra esquentar o papo, a fonte é a CARTA CAPITAL:
http://www.cartacapital.com.br/app/coluna.jsp?a=2

Ciro Gomes fora do jogo

26/04/2010 10:56:28
Celso Marcondes

Professor da UFMG fala sobre a saída de Ciro Gomes da disputa eleitoral e diz que polarização não é problema

O professor Carlos Ranulfo, do departamento de Ciência Política da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da UFMG, é autor de tese de doutorado que analisa causas e consequências da constante troca de partido pelos parlamentares brasileiros. Ele comentou para CartaCapital a saída do deputado Ciro Gomes da disputa presidencial. Para o professor, a polarização entre dois campos nas eleições presidenciais não é um problema e o PSB tem suas razões para desistir da candidatura própria.

CartaCapital: Pressionado pelo seu partido, o deputado Ciro Gomes retira sua pré-candidatura à presidência da República. O senhor acha que do ponto de vista do PSB o partido de fato ganha sem apresentar candidato próprio?

Professor Carlos Ranulfo: A candidatura de Ciro Gomes interessa mais a ele do que ao partido. Para a eleição deste ano, o objetivo do PSB é aumentar a bancada federal e manter ou conquistar alguns governos estaduais. Para alcançá-lo o partido não precisa do lançamento da candidatura de Ciro: bons candidatos nos estados e uma aliança com Dilma resolvem. Neste sentido, a candidatura de Ciro “atrapalha” – por um lado, obrigaria o partido a jogar recursos financeiros na empreitada; por outro, poderia criar problemas políticos em alguns estados.

CartaCapital: Ciro sempre defendeu que seria melhor para o governo federal ter dois candidatos da base governista. Sua tese agora aparece como derrotada e fica reforçada a idéia de uma eleição plebiscitária. O senhor acha que a tese de Ciro foi sufocada ou sempre esteve equivocada?

Professor Carlos Ranulfo: Ciro não apenas dizia que o governo se sairia melhor com duas candidaturas. O discurso de fundo, na verdade, sempre foi o de que “o país precisa escapar da polarização PT/PSDB”. A questão é porque precisa? Em um país onde as referências partidárias são raras, não há nenhum problema quando dois partidos se firmam na disputa. Em política, precisamos de referências. Quanto à questão das duas candidaturas da base, o argumento foi esvaziado pela queda de Ciro nas pesquisas: do jeito que as coisas estavam indo, Ciro ameaçava terminar com muito pouco voto e sua candidatura teria pouco impacto na ocorrência ou não de um segundo turno.

Um abraço

Responder

    francisco.latorre

    27 de abril de 2010 às 04h22

    'A candidatura de Ciro Gomes interessa mais a ele do que ao partido.'

    'Em um país onde as referências partidárias são raras, não há nenhum problema quando dois partidos se firmam na disputa. Em política, precisamos de referências.'

    desmontou o discurso furado do ciro.

    ..

    beatrice_

    27 de abril de 2010 às 17h05

    Quem questiona a eleição plebiscitária parece não entender que isso não é vontade de A, B ou C , isso é um fato que emerge da realidade nacional.

Karma

26 de abril de 2010 às 18h05

A nivel estrategico capar o Ciro foi una besteira.
Ele sempre falou em apoio ao governo Lula e a ajuda dele durante o primeiro turno era, na minha opinião,fundamental.
Ele fala bem e articula com destreza os assuntos e teria ajudado imensamente em neutralizar verbalmente o Serra. Enquanto a Dilma pelo amor de Deus tropeça em cada palavra e é ainda muito verde politicamente.
Os dois na mesma frente de batalha teriam sem duvidas neutralizado melhor as estrategias da oposição.
Campanha adentro e nos primeiros debates acho que vamos sentir muito a falta dele.

Responder

    Ramon

    26 de abril de 2010 às 20h26

    Tudo o que Serra e o PIG querem é dividir votos em locais aonde a Dilma é forte, Marina tenta retirar alguns votos no RJ e no Norte; Ciro era uma tentativa de retirar votos no Nordeste e junto aos eleitores de centro direita que votariam em Dilma por pragmatismo, já que o governo tucano foi um desastre e o governo Lula/Dilma foi muito melhor. Agora que o negócio não deu certo, vão tentar colocar Ciro contra Dilma para fazer com que os votos do candidato fluam para o Serra. Esta é a minha leitura, acho que o restante é recheio de pastel de feira.

    Klaus

    26 de abril de 2010 às 22h31

    O que o PIG fez contra Ciro? O que Lula fez contra Ciro?

    Leo

    26 de abril de 2010 às 20h59

    É isso aí Karma
    Você acertou na mosca, além de tropeçar nas respostas, quando entrevistada ela ainda dá munição aos oponentes, como quando, candidamente,confirmou que o governo "daria" um aumento escalonado aos aposentados, ora o governo não dá coisa nenhuma, o que os aposentados receberem acima da inflação, se receberem, é uma ínfima parte do que lhes é devido, não é liberalidade p. n., através dos anos enquanto todas as categorias tiveram reajustes acima da inflação os aposentados ficaram amargargando apenas o índice do INPC. Lamentavelmente o Lulla, em quem votei quatro vezes, disse que ninguém gosta mais de aposentado neste país do que êle , caramba, como estariamos se ele não gostasse? em 1988 a nova Constituição me garantiu 11,65 salário mínimos, os quais recebi durante algum tempo até que o governo passou a corrigir pelo INPC, hoje o que recebo vem diminuindo a cada ano que passa e atualmente recebo apenas 5,54 S.M., isto é menos do que a metade do que me é devido, e aí vem o governo dizendo que não tem dinheiro?eu contribui ao INSS pelo teto e agora por uma manobra espúria roubaram o que é meu por direito, o que o governo vem fazendo com o dinheiro que tira dos aposentados? eu aprovo a ajuda que o governo dá àqueles que vivem na miséria, é elogiável, mas tirar dos aposentados o que lhes é de direito? Lulla você está muito parecido com o FHC, só está faltando nos chamar de vagabundos, pense bem, isso é um tiro no pé, veja bem, se a candidata do PT continuar agindo da maneira que está, desprezando os aposentados, mostrando tanta insegurança,revelando que não sabe o que se passa com a população, soment falando no PAC dificilmente o PT sairá vitorioso na próxima eleição, ela é muito fraquinha, a m….. é que o cara que ganhar virá dos tucanos, e a era FHC voltará com todas as suas mazelas, como pode se ver na amostragem do que é SP hoje, e aí amigo, sai de baixo! entretanto, para nós aposentados que tinhamos a esperança de que Lula nos faria justiça, não mudará nada,( quem mudou foi o Presidente, depois de eleito por nós que acreditamos nele), continuaremos f…… e mal pagos..

    Augusto Gasparoni

    27 de abril de 2010 às 01h47

    Carma aí Leo;
    Fiquei pensando se devia lhe responder, aí resolvi, porque afinal de contas a coisa não é bem assim. Também sou aposentado e também estou me sentindo bastante prejudicado, mas daí dizer que "o que recebe é menos do que a metade do que lhe é devido", e que "quem mudou foi o Presidente, depois de eleito por nós que acreditamos nele"?
    Menos meu amigo.
    A situação econômica e patrimonial da Previdência (principalmente receitas), e do país herdado de FHC era caótica. Imaginar que este governo resolveria num passe de mágica essa situação seria ingenuidade. Precisava organizar receitas, e são os investimentos públicos (e privados) como o Pac, criação de empregos, que resultarão em mais receitas, mas há de convir que isso é um processo demorado, portanto há que ter Carma.
    Hoje você recebe 5,54 SM, aproximadamente 2800 reais. Quando você se aposentou recebia 11.65 salários mínimos, que na era FHC o SM não chegava a 100 dólares. Usando como referência U$ 100, você recebia U$ 1,165.00 o que nos dias de hoje seria algo em torno de R$2.100,00. Se considerarmos uma inflação no dólar de uns 30%, você hoje estaria recebendo algo em torno de R$2.700,00, portanto não há essa grande perda que informa.
    O que aconteceu diferente foi que, por estratégia econômica (distribuir renda, erradicar miséria, expandir mercado consumidor, ampliar receitas da previdência, etc.) optou-se por recuperar EXCLUSIVAMENTE o SM. A partir deste momento não serviu mais como referência o SM. Não se pode mais dizer que nos é devido Xis SM. Isto não é real, pois senão empurraria todos os proventos de aposentadoria para cima. O resgate acontecido foi na base da pirâmide social, do qual os aposentados com mais de 2 SM não se beneficiaram. O que vem acontecendo é que a mídia golpista e muitos parlamentares oposicionistas oportunistas (e alguns da situação também) vêm se aproveitando da situação e insuflando os aposentados para que reajam. É de seu interesse desestabilizar.
    Seu pleito é justo, afinal em nada estamos sendo beneficiados, mas o buraco não é tão grande quanto querem nos fazer crer. E creia, a única alternativa viável é a Dilma. A única capaz de inspirar confiança, pois já de longa data vem demonstrando compromisso com o país e com a nação. Ciro, bom debatedor mas egocêntrico e pouco confiável, Marina, dá pra apostar em sua ingenuidade e demonstrações atuais de alianças? Bom, restou o Serra.
    Quanto vale este cidadão e político?

    Edineuza

    04 de maio de 2010 às 19h53

    Augus, desde muito tempo venho acompanhando esse debate do rejuste dos aposentados e vejo na sua fala a concepçãp mais sensata acerca do tema. Quem corroeu o salario dos aposentados foi FHC, o LULA até poderia ter feito mais, mas a que preço. Todavia foi o LULA que deu os primeiros passos para que os aposentados tivessem a possibilidade de recuperar ganhos reais no salário. Isoo não se pode esconder, embora ainda seja pouco, mas como dizia minha avó – melhor pouco do que nada, isso é um alento para continuar a luta por essa recuperação e esse direito negado durante 8 anos de FHC e PFL no poder.

    Edineuza

    05 de maio de 2010 às 20h25

    Sr.Augusto, quero pedir desculpas, o meu comentário na verdade é pro Sr. Leo e não para V. Sa.. Corroboro com o que você afirma no seu texto.

Renato-JF

26 de abril de 2010 às 14h23

Bom, gente…

Isso me parece ser um providencial "sussega leão" no Ciro Gomes, via seu hermano Cid "Ceará". Afinal, se o Serra ganha, nem Ciro, nem Cid, nem instrumbeca nenhuma!!! Vai todo mundo roer os próprios intestinos…

Vamos continuar assistindo ao que a maré nos traz…

Responder

Gerson Carneiro

26 de abril de 2010 às 14h13

Certeira!

Estou falando: pra quê a precipitação de atirar pedra no Ciro, dispensar de graça o importante apoio desse aliado, e não procurar entendê-lo e compreendê-lo? Até dentro de nossas próprias casas ouvimos coisas que em muitas vezes não gostamos de ouvir, e quase sempre quem as diz está correto, com a razão.

Responder

    dvorak

    26 de abril de 2010 às 15h49

    Principalmente quando ele diz que o Serra é mais competente do que a discípula do 'divino, não é Carneiro?

    Flávia Alvarez

    26 de abril de 2010 às 17h01

    Serra será mais competente em afundar o país? Entregar nossas riquezas, vender aquilo que na visão dos neoliberalistas, não dá lucro? … Ou deteriorar a educação e desvalorizar ainda mais os professores como fez em São Paulo?!!
    Com certeza SERRA sera mais competente!!!

    Ração Para Trolha

    26 de abril de 2010 às 17h25

    Apresente uma prova de que Ciro disse que Serra é mais competente que Dilma.
    Dvorak,reverberando as mentiras do PiG.

    Christian Schulz

    26 de abril de 2010 às 17h47

    Nussa, o Dvorak ainda existe?

    Pensei que fosse só um rumor…

    Athos

    26 de abril de 2010 às 20h32

    Ciro disse que o Serra é mais preparado para a DISPUTA e não para o CARGO como querem nos fazer entendem determinados setores de mídia.

    E ele tem razão pelos motivos que ele mesmo expôs.

    Klaus

    26 de abril de 2010 às 22h34

    Dã. Só vc entendeu isto, jênio.

    Leider_Lincoln

    26 de abril de 2010 às 17h43

    E aí, dvorak, como anda de trolagem? Viu o fracês que massacrou sua blogueira mentirosa, a Yoani Sánchez?
    Quem quiser ver a verdadeira surra que ela tomou, de um francês, a entrevista pode ser achada no Luís Nassif, aquihttp://colunistas.ig.com.br/luisnassif/2010/04/26
    Leiam e perguntem ao dvorak se haverá "hehehehe"!

    Leider_Lincoln

    26 de abril de 2010 às 17h43

    E aí, dvorak, como anda de trolagem? Viu o fracês que massacrou sua blogueira mentirosa, a Yoani Sánchez?
    Quem quiser ver a verdadeira surra que ela tomou, de um francês, a entrevista pode ser achada no Luís Nassif, aquihttp://colunistas.ig.com.br/luisnassif/2010/04/26
    Leiam e perguntem ao dvorak se haverá "hehehehe"!

    Klaus

    26 de abril de 2010 às 22h33

    Ela respondeu ao francês Leider. Tá também lá no Nassif. Quem tá falando a verdade?

    beatrice_

    27 de abril de 2010 às 17h26

    Essa blogueira, a dissidente que foi sem nunca ter sido, é coleguinha dos que receberam também por aqui o PRÊMIO MARIA MOORS CABOT, almejado por 10 entre 10 figurinhas do MILLENIUM.
    No Brasil esse "prêmio" já foi concedido à fina flor da direita da direita: Carlos Lacerda, Roberto Marinho, Roberto Civita, Miriam Leitão, Dimenstein, Merval Pereira e por aí segue.

    Gerson Carneiro

    26 de abril de 2010 às 21h14

    dvorak,

    Entendo e compreendo você. No entanto afirmo com convicção que você não tem razão.
    Consegue agora perceber a dimensão do que significa ENTENDIMENTO e COMPREENSÃO?

    Quanto à expressão "quase sempre" quero acreditar que você saiba o que significa.

    Renato-JF

    26 de abril de 2010 às 19h08

    Ôôô Karma… Carneiro…

    Que papo é esse de a participação do Ciro no primeiro turno ser "fundamental"? O cara tem lá boas ideias, mas, agora, é pão pão, queijo queijo… ou Serra ou Dilma… e duvido que o pessoal encontre um Enéas, pra queimar voto.
    Portanto, o problema não foi o Ciro ter saído, foi ele ter saído MORDIDO, porque ele, como disse a Karma ou o Karma, sei lá,

    "fala bem e articula com destreza os assuntos"

    e agora, vai ficar colado no PIG, dando margem para Dvorak's da vida…

    Karma

    26 de abril de 2010 às 19h48

    ÔÔÔÔAmigo Renato
    De qualquer forma continuo achando que era melhor deixar ele seguir o proprio rumo do que excluir-lo mordido como você disse. Com o desenvolver da campanha e no segundo turno, e com os assuntos mais distrinchados, acho que naturalmente haveria um natural fluxo do consenso do eleitorado (o maioria dele) para a posição da Dilma. Se você viu a entrevista da Dilma no programa do Datena, acho que percebeu o quanto o Ciro seria de ajuda nesta primeira fase, pelo menos para não centralizar os ataques. Na entrevista ela tropeçou, engasgou e numa pergunta pediu tempo pelo demasiado nervosismo, agora amigo Renato e num debate ao vivo com Serra……?????

    Renato-JF

    26 de abril de 2010 às 23h32

    Bom, Karma; carma…

    Eu não vi essa entrevista por completo, apenas um mísero trechinho veiculado pelo jornal da Band… Então, até que eu veja isso, prefiro ficar no "clinch"…

    Até…

    P.s: já leu o fragmento da entrevista da Carta Capital?

    francisco.latorre

    27 de abril de 2010 às 04h31

    ciro seguiu seu rumo.

    e não chegou lá .

    que reclame com o psb. não com o pt.

    menino chorão.

    queria apoio de lula?..

    ora .. lula apóia quem ele achar melhor.

    ciro é só mais um direitinha posando de esquerda.

    foi. no momento certo.

    não vai feder nem cheirar na eleição.

    melhor assim.

    ..

    beatrice_

    27 de abril de 2010 às 17h22

    O CIRO pode reclamar, mas reclama sem necessidade, ou é pouco ele poder comandar a oposição em SP? É não e aumentaria muito o cacife dele para futuras eleições.

    francisco.latorre

    28 de abril de 2010 às 00h26

    ciro perdeu o bonde.

    agora reclama do motorneiro.

    ..


Deixe uma resposta para Alexandre Porto

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!