VIOMUNDO

Diário da Resistência


Daniel Iliescu: Defenda a Educação e ajude a mudar os rumos do Brasil
Protesto em Salvador, Bahia. Foto: Mídia Ninja
Política

Daniel Iliescu: Defenda a Educação e ajude a mudar os rumos do Brasil


15/05/2019 - 12h56

Defenda a Educação e ajude a mudar os rumos desse país

por Daniel Iliescu*, no Vermelho

Em um país marcado pela desigualdade, o acesso à Educação pública significa, na realidade de grande parte da população, o sagrado direito de “ter alguma chance na vida”, um emprego digno e condições de vida razoáveis.

É esta perspectiva de um futuro melhor, nos sonhos de milhões e mais milhões de brasileiras e brasileiros, que é atacada covardemente pelo governo lesa-pátria de Jair Bolsonaro e de seus despreparados ministros da Educação, Abraham Weintraub e da Economia, Paulo Guedes.

O enorme corte de bilhões de reais dos orçamentos das universidades e institutos federais soma-se:

*ao corte monumental anunciado no Fundeb, que atingirá fatalmente o financiamento das redes estaduais e municipais de Educação (já abalado pela criminosa Emenda do Teto de Gastos);

*aos cortes de milhares de bolsas de pesquisa na graduação e na pós-graduação e à sabotagem da ciência e tecnologia nacionais;

*às ameaças de não investimento nas ciências humanas (especialmente a Filosofia e a Sociologia);

*aos ataques às políticas educacionais desenvolvidas nos últimos anos como as Cotas e a Educação Inclusiva;

*além da injustificável perseguição aos profissionais da Educação, seja com a cassação de seus direitos, como nas Reformas Trabalhista e da Previdência, seja com o constrangimento de sua garantia constitucional às liberdades de pensamento e de cátedra.

O presidente Bolsonaro cada dia mais revela-se inimigo do Brasil e da Educação de todos (de seus opositores e de seus eleitores).

Partiu dos estudantes mais este grito de coragem e rebeldia. Espalhados por todos os cantos do país, eles fizeram um chamado à consciência nacional e deram o tom da justa indignação em grandes assembleias e manifestações de rua.

Os sindicatos de trabalhadores da Educação pública e privada, além de inúmeras entidades, movimentos e lideranças acadêmicas e políticas reforçaram este sentimento de unidade em defesa da Educação e do Brasil.

Neste 15 de maio, diante de nós, uma oportunidade e um desafio:

Juntarmos muita gente nas ruas de nosso país para defender a Educação dos cortes e das maldades do governo federal e, ao mesmo tempo, dialogarmos com a maioria do Brasil, despertarmos os corações e as mentes da ampla maioria do nosso povo para resistir não só ao sucateamento da Educação brasileira, mas também a este projeto de boicote do Brasil, que, infelizmente, é o compromisso de Bolsonaro e companhia, mas, felizmente, não é o de milhões de brasileiros que o elegeram.

Prejudicar estudantes e professores é ir contra o Brasil! Não investir em Educação é condenar o povo à miséria e à barbárie!

Como participar do 15M e ajudar a defender a Educação brasileira?

Junte e organize colegas estudantes, professores, diretoras, merendeiras, zeladores, mães, pais, responsáveis, todas e todos que são ligados à sua universidade, escola ou creche, para explicar a toda a comunidade os motivos deste 15 de maio;

Realize abaixo-assinados, panfletagens, jograis, aulas públicas, dinâmicas pedagógicas, brincadeiras e outras iniciativas para chamar atenção da população para nossas opiniões;

Informe-se aonde e a que horas será a manifestação unitária na sua cidade e mobilize seus amigos, colegas e familiares (em Petrópolis, por exemplo, será 17h na Praça dom Pedro; no Rio, a partir das 15h na Candelária…);

Leve seus cartazes, suas bandeiras, suas camisas e adesivos em defesa da Educação e manifeste suas ideias e as ideias do movimento ou entidade que você participa;

Leve um livro, símbolo maior das soluções que propomos para os reais problemas do nosso país;

Converse, fale com todos e escute o que as pessoas tem a dizer. Precisamos de todas e todos, sem exceção. O diálogo é nossa grande arma nesta luta por uma sociedade pacífica, desenvolvida, justa e realmente educada.

Dia 15 de maio defenda a Educação e ajude a mudar os rumos do Brasil!

*Daniel Iliescu é professor e sociólogo. Foi presidente da UNE entre 2011 e 2013 e hoje preside o PCdoB em Petrópolis-RJ

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



1 comentário

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Sebastião Farias

19 de maio de 2019 às 21h43

Cidadãos brasileiros de boa vontade e cristão de todas as confissões, leiam e se inteirem por seu interesse, de sua comunidade, de seu município, de seu Estado e de seu país, as Constituições Federal e Estaduais e a Lei Orgânica de seu Município como bem adverte a CNBB, nessa matéria. Não esqueçam: “Sereis libertos pelo direito e pela justiça. (Is. 1,27).
Quando quiserem reclamar, cobrar e avaliarem governantes e governos, parlamentares (Vereadores, Dep. Estaduais, Dep. Federais e Senadores), por infidelidade e desrespeito ao povo, que é o dono do Poder ( Parágrafo Único do Art. 1º da CF ); por mal comportamento; por falta de ética; por má gestão dos recursos públicos e/ou omissão de das instituições de Fiscalização e Controle Interno e Externo, criadas para garantirem a correta e conforme implementação das Políticas Públicas e, qualidade de seus resultados, de relevantes e essencial interesse constitucional, do povo e da nação.
Nos envergonha, o fato de vermos pessoas se dizerem cristãos e, de termos que confiar em Poderes e Instituições constitucionais, cujos dirigentes, foram investidos com poder e autoridade pelo povo, conforme o disposto no Parágrafo Único do Art. 1° da CF, que diz: “Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição”. Constituição essa, como prova seu Preâmbulo, “promulgada sob a Proteção de Deus” e, que essas pessoas investidas em poder e autoridade popular, juraram por ela e prometeram: cumpri-la, protegê-la e a defendê-la, para e somente para, propugnarem e promoverem o direito, a justiça, o bem-estar e a paz social dos cidadãos brasileiros, da nação e do Brasil.
Pois bem, àqueles que são religiosos e, que deveriam está dando bons exemplos de vida religiosa e produzindo boas obras para o bem dos seus semelhantes e do Brasil e, não estão, além de estarem de serem infiés e desrespeitarem aos cidadãos e ao CF, incorrendo em crimes constitucionais estão também, cometendo pecado mortal contra Deus, por ser Ele o protetor da CF da República Federativa do Brasil.
Por isso e à luz do parágrafo anterior, é que solicitamos protagonismo responsável do Congresso Nacional, para que, nos termos do Art. 70 da CF, com desdobramento de sua decisão e orientação nos órgãos de Fiscalização e Controle Interno e Externo do DF, dos Estados e dos Municípios, para que sejam efetivos e zelosos na solução desses tipos de ocorrências aéticas e criminosas. Sejam também, vigilantes, ágeis nas investigações e apurações dos crimes, responsáveis e proativos, justos e imparciais e, nas tomadas de decisões éticas e corretas, para a punição exemplar e justa dos responsáveis por tais atos e crimes, assegurando-se aos acusados, a ampla defesa nos termos da lei específica, vigente no país.
Que tudo isso, sejam feitos com foco nos 07 primeiros Artigos da CF, principalmente e, amparando-se e comparando-se o interesse do povo e da nação, como por exemplo, no que diz e recomenda, o Artigo 3° da Constituição Federal.
Diz ele: ”Art. 3º Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil:
I – construir uma sociedade livre, justa e solidária;
II – garantir o desenvolvimento nacional;
III – erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais;
IV – promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, e quaisquer outras formas de discriminação.
Boa leitura e aprendizado e boas práticas de cidadania pelo bem do Brasil. É essa a nossa contribuição à minimização do analfabetismo político e cidadã, de quem interesse aprender conhecendo os fatos e atos de nossa história, certo, para mudar o seu comportamento e, ajudar a mudar seus semelhantes com a verdade e de forma responsável, o Brasil, para o bem de todos os brasileiros, igualmente. Por isso, Jesus ensina que “Se a vossa justiça não for maior que a dos escribas e fariseus, não entrareis no Reino dos Céus” ( Mt. 5,20 ).
Para os que não conhecem, apresento-lhes, o Artigo 6º da CF e o que ele representa e diz: “Art. 6º São direitos sociais a educação, a saúde, a alimentação, o trabalho, a moradia, o transporte, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à infância, a assistência aos desamparados, na forma desta Constituição. (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 90, de 2015)”.

link abaixo, a seguir, uma ajuda resumida, para que se conheça a evolução de nossa história republica e, o porque dessas coisas ruins repetitivas, que impede sempre, o povo do Brasil, desenvolver-se livre e plenamente, como nação e país civilizado. Essa, é a nossa contribuição ao começo da consciência cidadã autóctone e própria, dos brasileiros de boa vontade que, devem explorar essas informações de domínio público da Internet, de mente aberta em sequência e, com o coração livre de preconceito mas, eivado de imparcialidade, para capacitá-lo a melhor compreender, o significado desse retrospecto resumido de nossa história política e administrativa, de 1894 a 2018.
https://jornalggn.com.br/brasil/links-para-a-historia-do-brasil-de-1894-a-2018/
Sebastião Farias
Um brasileiro nordestinamazônida

Responder

Deixe uma resposta

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.