VIOMUNDO

Diário da Resistência


Política

Banda larga popular não garante nem 40% da velocidade contratada


30/06/2011 - 13h45

Governo e operadoras firmam acordo de internet de 1 mega a R$ 35

Segundo o ministro das Comunicações, o documento será assinado hoje à tarde pelas operadoras e será publicado em edição extra do Diário Oficial da União

30 de junho de 2011 | 0h 23

Karla Mendes, da Agência Estado

BRASÍLIA – Depois de muita queda de braço, as empresas de telefonia assinarão hoje um termo de compromisso para que os brasileiros tenham internet de 1 mega a R$ 35 no Plano Nacional de Banda Larga (PNBL). O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, disse à Agência Estado que o documento será assinado hoje à tarde pelas operadoras e será publicado em edição extra do Diário Oficial da União.

Para chegar a um consenso, a presidente Dilma Rousseff concordou em retirar do documento a obrigação de as empresas garantirem no mínimo 40% de velocidade contratada, mas exigiu da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) a aprovação, até 31 de outubro, dos regulamentos que garantirão maiores velocidades aos usuários de telefonia fixa e móvel. “Ela abriu mão dessa exigência, mas deixou claro que vai pegar no pé na questão da qualidade. Tanto que a data para que a Anatel aprove e publique os regulamentos constará no decreto”, afirmou Bernardo.

Conforme antecipou ontem a Agência Estado, a reunião entre governo e empresas foi interrompida na noite da última terça-feira, por determinação da presidente, para a inclusão de parâmetros de qualidade e velocidade da banda larga. Dilma queria que as operadoras assumissem a obrigação de garantir no mínimo 40% da velocidade contratada e 70% de velocidade média até 2014.

As empresas se surpreenderam com as metas de qualidade, que superam até os padrões internacionais e argumentaram que não teriam condições de avaliar o impacto financeiro nas propostas em um prazo tão exíguo. Mas só depois de o presidente da Anatel, Ronaldo Sardenberg, ter sido convocado ontem à noite e assumir o compromisso de acelerar a votação dos regulamentos de qualidade da banda larga é que Dilma abriu mão dessa exigência.

Hoje, no caso da banda larga móvel, as operadoras só garantem 10% da velocidade contratada. Com as novas normas, esse porcentual subirá para o mínimo de 30% nos horários de pico e 50% nos horários de menor tráfego. Um ano depois, esses índices subirão para 50% e 70%, respectivamente.

O governo não abriu mão de aplicação de sanções caso as operadoras descumpram as metas do PNBL. As penalidades vão de antecipação de metas a multas. “As multas têm os mesmos valores aplicados pela Anatel, mas o trâmite de aplicação das penalidades será diferente”, explicou Bernardo.

O presidente da Telefônica, Antonio Carlos Valente, disse à Agência Estado que está “otimista” na assinatura do acordo com o governo hoje. “Há uma boa probabilidade. Estamos otimistas”, disse. O executivo afirmou, no entanto, que ainda precisam ser feitos alguns ajustes. A Oi tem posição semelhante. “A intenção de todo mundo é fechar. Mas há algumas questões em aberto para serem pactuadas ainda”, afirmou uma fonte da empresa.

A pressa do governo para publicar o termo de adesão ao PNBL é porque hoje vence o prazo de vigências das antigas metas de universalização das concessionárias de telefonia fixa. Como as empresas estavam resistentes em aderir ao PNBL, o governo fez uma negociação cruzada, ao retirar algumas metas em troca da adesão ao programa do governo.





121 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Bruno

03 de abril de 2012 às 19h21

Se estes empresários estão tão "otimistas" assim para que seja aprovada a nova lei, pq não fizeram isso antes?

Responder

neilor

04 de julho de 2011 às 22h04

Voce paga um mega e só recebe 10% e um péssimo serviço. Essas agência reguladoras não regulam nada, além de vc reclamar e não ter resposta
neilor

Responder

n.zwiebel

04 de julho de 2011 às 19h50

O atual serviço prestados pelas teles já uma porcaria. Acham que vai melhorar? Esse Paulo Bernardo é um capacho do poder economico das teles.
Nei

Responder

benjamim

04 de julho de 2011 às 19h45

Fora Paulo Bernardo! O GOVERNO VAI SUBSIDIAR as pobrezinhas das teles usando a rede de foibra ótica da ELETROBRAS? Este ministro é uma vergonha. É um frouxo. A presidenta devia mandar ele passear na Líbia.
Ben

Responder

O QUE SERÁ QUE ME DÁ? – SENSACIONAL, CLIQUE NA IMAGEM, VEJA AS EDIÇÕES DO JORNAL E NO FINAL O VÍDEO ESCLARECEDOR SOBRE O PLANO REAL.

03 de julho de 2011 às 19h06

[…] Acordo assinado pelo governo e operadoras de telefonia vai dar inicio (finalmente!) ao PNBL. Será lei que a banda larga de 1 mega passe a custar R$ 35. Dizem, com razão, que a velocidade vendida não será a real recebida. Mas não deverá ser pior nem igual aos 10% que recebemos da Telefônica, por exemplo. Dizem também, que haverá dificuldade em alcançar municípios sem o potencial de lucro desejável para as operadoras. O que a demanda e o próprio governo se encarregarão de viabilizar. Enfim, é um grande avanço. Até porque, a inclusão de milhões de novos usuários é sempre muito bem vinda e servirá para forçar as operadoras a entregarem mais qualidade e velocidade na conexão. […]

Responder

Os Nanicos do Século 21 « O que será que me dá?

03 de julho de 2011 às 12h24

[…] Acordo assinado pelo governo e operadoras de telefonia vai dar inicio (finalmente!) ao PNBL. Será lei que a banda larga de 1 mega passe a custar R$ 35. Dizem, com razão, que a velocidade vendida não será a real recebida. Mas não deverá ser pior nem igual aos 10% que recebemos da Telefônica, por exemplo. Dizem também, que haverá dificuldade em alcançar municípios sem o potencial de lucro desejável para as operadoras. O que a demanda e o próprio governo se encarregarão de viabilizar. Enfim, é um grande avanço. Até porque, a inclusão de milhões de novos usuários é sempre muito bem vinda e servirá para forçar as operadoras a entregarem mais qualidade e velocidade na conexão. […]

Responder

Nelson

01 de julho de 2011 às 20h21

O empresariado privado, com sua choradeira eterna, está sempre a reclamar que há Estado demais e, o que eles chamam de livre iniciativa, de menos.
Pois bem, agora que o governo Dilma jogou mais uma "bola nas costas" do povo brasileiro no caso da banda larga e deixou-os à vontade para fazer o que sempre alardeiam (e nunca entregam), mais qualidade e competência que os serviços prestados pelas empresas públicas/estatais, o que eles fazem?

Lembro de uma frase que li, anos atrás, na revista Casseta e Planeta, se não estou enganado:
"Os empresários vão fazer na empresa estatal o mesmo que na privada"

Responder

Artur

01 de julho de 2011 às 19h50

Alguém tinha alguma dúvida de que seria assim? Francamente, onde há dinheiro público para empresas provadas é sempre assim. Mistão, PPP = Corrupção. Ou faz 100% Estado ou deixa que o mercado chegue aos grotões.

Responder

Carlos A. A. Marques

01 de julho de 2011 às 19h26

Ouvi o áudio do pronunciamento do Jobim, onde afirma que ao vir do interior do RS era um advogado arrogante, por insegurança ou ignorância. O tom da fala evidencia que a arrogância é a mesma, só que acompanhada de erros primários na forma de tratamento do homenageado. Ora usava tu, ora você, sem falar dos erros crassos de regência verbal, do tipo “sabemos de que”. O advogado do interior do RS foi bem seguro na manifestação, mas parece não ter superado a ignorância, porque continua o mesmo vaidoso com sua renitente arrogância. A mesma arrogância, falta de educação, de cavalheirismo e de grandeza humana que demonstrou para com o grande brasileiro Waldir Pires, ao assumir o Ministério da Defesa, no governo Lula. Sem falar na evidente deslealdade para com a Presidenta da República, que já deveria ter adotado uma atitude em relação a isso, por mais difícil que seja.

Responder

oswaldo j. baldo

01 de julho de 2011 às 19h04

Alias muito caro para o público alvo, é muito R$ 35,00 e sem contar o péssimo serviço que vão oferecer sem ter metas a cumprir como sempre.
Tá mais facíl a anatel resolver do que esse Paulo Bernardo e o governo Dilma.

Responder

ANTONIO ATEU

01 de julho de 2011 às 18h26 Responder

luiz oliveira

01 de julho de 2011 às 18h05

Vai ser bom, em dinheiro, para quem paga caro hoje nas telem****r da vida, Mas vai continuar o lixo de falta de velocidade ou piorar..Hoje quem paga 10 megas, raramente recebe essa velocidade.

Responder

ANTONIO ATEU

01 de julho de 2011 às 17h45 Responder

Alexandre Oliveira

01 de julho de 2011 às 17h22

Governo entreguista = fhc
Governo que atende às expectativas da população = Lula
Governo medroso = Dilma

Responder

    Bruno

    01 de julho de 2011 às 18h54

    Em quase todos os pontos em que o Governo Dilma está sendo enxovalhado pela esquerda, o Governo Lula foi igual. Por exemplo, no caso da Banda Larga "Popular". Se um é medroso, ambos são.

    O fato é que eu não acho nem que um é "medroso" nem que o outro "atendeu as expectativas". Ambos tiveram seus erros e acertos (o Governo Lula também começou tropeçando muito, mas depois muitas coisas se acertaram). O que me deixa puto é o discurso. É a mesma história do Plano Real e da Lei de Responsabilidade Fiscal: meteram o pau nas teles privadas, no modelo de privatização do Éfe Agá, mas quando tiveram a oportunidade de fazer diferente, peidaram na farofa (D. vó do Azenha, mil perdões, mas esta é a expressão que melhor se encaixa aqui). E estão fazendo rigorosamente o mesmo com a Lei da Anistia.

    Nelson

    01 de julho de 2011 às 19h56

    É isso mesmo Bruno.

    oswaldo j. baldo

    01 de julho de 2011 às 18h59

    Corretíssimo, também ando decepcionado com esse governo Dilma que nas eleições obtiveram grande votação e por conseguencia teria muita força para fazer o que tinha que ser feito. Ao que parece um grita contra esse governo volta correndo atrás em sua obrigação.
    Decepção

Marcelo

01 de julho de 2011 às 17h12

Uma série de empulhações e tolices nos são ofertadas pelo Estado, como se fossem avanços sociais. Nossa saúde pública , segurança , educação , transportes estão inqualificaveis e a prioridade é banda larga ?Mais uma digressão .

Responder

    cmarinsdasilva

    01 de julho de 2011 às 18h20

    Aquele que detêm a informação detêm o poder…Sabes o que significa isso?…O PIG sabe, desprograme sua mente, dê um reconfigure e muda.

duarte

01 de julho de 2011 às 16h42

Desafio a rede viomundo: Tentar descobrir a velocidade de sua internet. Vc compra com 12 mega, mas não tem como medir. Tenho certeza que só utilizamos metade do que compramos.

Responder

    Bruno

    01 de julho de 2011 às 19h02

    Claro que tem como medir. Feche todos os seus software que interagem com a internet, abra o navegador e faça um download de site robusto. O Virtua oferece o http://megaflash.virtua.com.br onde o cabrunco pode realizar um download e observar a velocidade, seja média ou instantânea. A maioria dos serviços de acesso apresentam uma página deste tipo. Assim é fácil saber qual a banda real que está sendo entregue pela empresa (que, muitas vezes, está mesmo abaixo do contratado). Valores menores em downloads e navegação são, via de regra, sobrecarga dos servidores onde os dados estão armazenados.

    Ah, importante: muitos roteadores vendidos no Brasil reduzem drasticamente a velocidade da conexão. O ideal é fazer este tipo de teste com o computador ligado diretamente ao cable modem/roteador ADSL.

leandro

01 de julho de 2011 às 16h33

Mais uma vez o tal do governo progressista se submete ao capital. Quer ver um esquerdista mudar, dá a ele um pouco de poder, vira capitalista ferrenho na hora. Vão alegar o que? Que falta dinheiro? Eos 40% do pib que arrecadam e nos dão em troca um péssimo serviço publico de contrapartida? Dinheiro para copa, olimpiadas não vai faltar, garanto. Vai é sumir na roubalheira.

Responder

    cmarinsdasilva

    01 de julho de 2011 às 18h21

    O PIG tá preocupado heim!!!

    Bruno

    01 de julho de 2011 às 19h04

    Não acho que seja questão de capitalismo ou socialismo, ideologicamente falando. Campanhas eleitorais vencedoras são financiadas com dinheiro de doações de empresas, principalmente. Tirar o filão das teles é perder o apoio dos grandes empresários do setor – entre eles um tal de Daniel Dantas.

    E sim, o nome disto é corrupção.

monge scéptico

01 de julho de 2011 às 15h59

Mesmo assim eu quero a minha. Estamos tão acostumados a merd….que, pela tarifa,
se for fixa e honesta, me submeto, como cidadão de segunda classe,(é assim que me
trata o serviço público). Aos demais deixo uma mensagem; NÂO aceitem como estou
fazendo. Faço-o porque não vejo como exigir um tratamento melhor no nosso país.
Uma simples andorinha, não faz verão….morre antes. Quiça tenhamos os megabits
prometidos; mas………………………….

Responder

    Catarina

    01 de julho de 2011 às 23h58

    Desculpe, mas não entendi…. Faça o que digo, mas não faça o que faço?!

Diego R.

01 de julho de 2011 às 14h29

Aqui em Porto Alegre uso o serviço da NET Virtua, que no seu contrato garante expressamente SOMENTE 10% da velocidade contratada, e dentro da rede da NET.
Exigir 40% da velocidade, seja da banda larga ¨popular¨ quanto das outras, já seria um avanço.

Responder

    Bruno

    01 de julho de 2011 às 19h09

    Não improta muito quanto se garante contratualmente – pelo menos não na prática. O que é mais importante é quanto é realmente entregue. Na minha casa os 10Mbps são entregues pelo Virtua quase sempre, e em alguns picos há queda para 2 ou 3Mbps durante alguns minutos. Eu não tenho do que reclamar, mas qualquer cidadão que, garantidos contratualmente ou não, receba menos que o contratado, tem, sim, que reclamar muito, de preferência no Procon (e, se tiver alguma influência na web, levar o problema para o Twitter e pro Facebook – as empresas morrem de medo de publicidade negativa).

Israel Ferreira

01 de julho de 2011 às 12h54

O PNBL nasceu como um a projeto que iria revolucionar o acesso a internet no Brasil,com a entrada de milhões de brasileiros que estão fora desse mundo virtual,mais ontem o governo DILMA matou a liberdade da internet e o PNBL com essa franquia de dados você não pode nem ver 8 vídeos no youtube com qualidade baixa que termina sua franquia!

Usar o Skype ou ver um vídeo de 720p ou 1080p no youtube nem sonhado!

Ao termino da franquia você terá sua velocidade reduzida para uma velocidade de internet discada ou vai deixar de comer para pagar os dados excedente!

Dilma esta destruindo a confiança que o povo brasileiro depositou nela!

Responder

ROGERIO GUIMARAES

01 de julho de 2011 às 11h32

Não sei onde vcs vivem…mas aqui, há 150 km de Porto Alegre, qualquer operadora de banda larga (Vivo, Oi, etc) só garantem 30% da velocidade contratada! Se for 40% EU QUERO A PNBL !!!!

Responder

    Julio Silveira

    01 de julho de 2011 às 13h20

    E contando com gente como voce, muito pouco exigente, que eles, esses maus politicos brasileiros de uma figa, vem mantendo pobres, regiões inteiras, por esse brasil adentro e afora. Gente que tem pouco e acha que mais umas migalhas já tá bom demais.
    Sabe meu caro, como ninguem tem cara nas opiniões, suspeito muito quando alguem vem pregar a acomodação, parece coisa de gente que leva mais que essa pretensa vantagem.

    cmarinsdasilva

    01 de julho de 2011 às 18h31

    O importante é que houve avanços…Antes muitas regiões do Brasil tinham 100% de nada, eu pago R$ 200,00 por um link 150 kbps aqui no sul do Pará – Marabá, Você sabe o que é isso. Sem a garantia que você tanto deseja…70% é acima do padrão internacional…Mas 10% é absurdo…Eu sei, mas era o que vinha sendo feito com preços absurdos…Se hoje temos um preço melhor é devido ao grande trabalho de negociação…se dependesse dos empresários continuaria do jeito que é…Mas agora é lei, a internet que chega na sua casa (1 M) abaixo de 100,00, vai chegar na minha também…Ou você acha que todo mundo pode pagar 200,00 por um link de 150 kbps…Se fosse 35,00 eu pagava, pois pago 200,00…Entendeu, negociando se chega em algum lugar…O Lula ensinou…"O acordo tem que ser bom para os trabalhadores, mas tem que ser bom para os empresários também, tem que chegar em um denominador comum."

Rui Santos

01 de julho de 2011 às 11h25

É melhor 40% de alguma coisa (pra quem não tem nada) do que 100% de coisa nenhuma.

Responder

    Leider_Lincoln

    01 de julho de 2011 às 12h44

    Se eu quisesse 40% de alguma coisa eu teria votado no Serra. Aliás, você fica contente com 405 de fidelidade de sua esposa/namorada?

    Rui Santos

    01 de julho de 2011 às 14h55

    Conversa fiada, se você tivesse elegido o Serra teria 100% … de nada.
    A baixada fluminense (N. Iguaçu, B. Roxo, S.J. Meriti, Nilópolis, Queimados + São Gonçalo – 2,8 mi de consumidores) não pode esperar , chega de internet discada, banda (meia) larga, a R$ 35, já!
    Quanto a sua grosseria e intolerância, sem comentário.

    Nelson

    01 de julho de 2011 às 19h59

    Concordo.

    Bruno

    01 de julho de 2011 às 13h47

    O melhor é 100% de um serviço decente. A desculpa de falta de infraestrutura é BALELA, pois isto se resolve com investimentos. Dilma mostrou-se exatamente igual a quem sempre atacou.

    Rui Santos

    02 de julho de 2011 às 07h37

    Bruno,
    Eu não sei em que planeta você vive, mas o mundo real, onde vive a maioria da população é muito cruel, pode acreditar conheço o outo lado, vim de lá, hoje eu navego a uma velocidade aproximadamente 900 kbps sem limite de download, lá não, lá estão as pessoas com quem eu convivo e sei da sua aflição, inicialmente eles desejam o acesso e, como é próprio da natureza humana, vão exigir mais e melhor.
    Xô satanás, digo, internet discada e gatonet (R$ 30, por 200kbps) queremos banda (meia) larga já.
    Alô povão, tamo junto. Um degrau por vez pra não tropeçar, devagar e sempre que atrás vem gente!
    Só prá acessar os blogs sujos.

Maria José Rêgo

01 de julho de 2011 às 10h40

Gostaria muito que a internet oferecida fosse estatal, entretanto, isso demoraria pois há necessidade de mudanças na atual legislação, com dependência do congresso e em alguns momentos do judiciário para tal mudança. Com o acordo com as teles em andamento, o governo está fazendo com que a maioria da polução tenha estes serviços o mais rápido possível. Acho que agiu certo, já que não haverá gastos públicos. No momento é o que deveria ser feito.

Responder

maria

01 de julho de 2011 às 10h22

Eu fiz um contrato com a OI onde eu teria direito até 10 mb, sabe qnt minha velocidade? 4mb. Questinei, disseram q na minha aréa ñ suportava mais que isso, é mole?!

Responder

    @xenocratesmello

    01 de julho de 2011 às 15h20

    Aqui em Curitiba tive o mesmo problema, mas aí troquei de operadora. A GVT garante 100%, tanto que a média em casa dos meus 10Mb/s é de 11Mb/s. Isto que eu moro na periferia aqui na cidade. Dentre as operadores e tvs a cabo que fornecem o serviço de internet, é a que tive até agora melhor custo benefício.

raul soares

01 de julho de 2011 às 09h12

Acho que entrei num blog de direita.

Responder

    Leider_Lincoln

    01 de julho de 2011 às 10h20

    A gente se engana, raul. Eu também achei que votei numa presidenta de esquerda. Enchi o saco de esperar. Aturei Ana do Ecad, aturei o Jobim, aturei o Palocci, aturei o Zé Cardozo, mas isto eu não aturo não. Pode me contar na fileira dos ex-apoiadores do governo Dilma. Meu voto ela não vê mais e acredite, a barriga não dói só uma vez…

    Julio Silveira

    01 de julho de 2011 às 13h05

    Leider tua indignação é a mesma minha.
    E diferente do RAul que acha que entrou num blog da direita, eu tenho certeza de que estou num blog de esquerda mas não aquela composta de alinhados que sustentam tudo e se nivelam a direita na obcessão pelos seus interesses que tem o interesse publico como pano de fundo.

    Bruno

    01 de julho de 2011 às 13h49

    Vês tu a luz, Leider? Vês tu?

    Nelson

    01 de julho de 2011 às 20h09

    Raul. Votamos, em 2002 e 2006, no Lula, e em 2010, na Dilma, contra essa política de entrega do patrimônio público criado por décadas, com muito trabalho e suor, pelo povo brasileiro.
    Lamentavelmente, Lula, se pisou no freio das privatizações, não deixou de fazê-las. Pedágios, mesmo que "mais baratos", entrega de bancos públicos estaduais à banca privada e PPPs são coisas que eu esperaria de um governo tucano.
    E a Dilma parece ter resolvido tirar o pé do freio. Alguns aeroportos – os mais rentáveis – já foram privatizados; agora vem a recusa em implantar uma banda larga realmente decente para o povo.
    E você queria que desses cometários surgissem só elogios, Raul?

    Ah! Eu ia me esquecendo da reforma da previdência feita pelo Lula, nitidamente para abrir espaço para a expansão da previdência privada e, claro, para a expansão dos lucros do setor financeiro. A previdência privada é uma mina de ganhar dinheiro para os bancos.

    raul soares

    02 de julho de 2011 às 09h34

    Preste bem atenção no autor do texto.
    Vcs estão sendo pautados pela grande mídia,
    não acho que Dilma com apenas 6 meses de governo,
    consiga solidificar uma tendência ideológica, o que tbem
    não é fácil com todas as alianças.
    P H Alvaro dias, está fazendo cabeças, está criticando "sem base".
    Nada de bom está acontecendo?

ANTONIO ATEU

01 de julho de 2011 às 08h59

a maior decepção do governo dilma. . essa negociata com as teles foi para a população um desastre. limite no download e criação de pedagios por mega consumido alem da"franquia". valor de 35 reais sem garantia de 1 mega. quer dizer o governo fez o que as teles queriam limitou a internet. e as livrou das multas ai foi um código florestal das teles. estou decepcionado, desapontado setor estrategico de conhecimento , de mobilização , de civilização agora nas mãos de um punhado de sanguessugas. que decepção. m verdadeiro engodo. temos que fazer alguma coisa . esse é o futuro do brasil. sem voz sem mobilidade digital real. nós aprisionaram. e agora o que fazer.

Responder

    pperez

    01 de julho de 2011 às 11h08

    O paulo Bernardo além de um tremendo cara de pau, é um traira taludo!
    No II encontro nacional dos blogueiros em Brasília, ele já tinha sinalizado que ia fazer exatamente isto!
    Foi lá para não sujar mais ainda sua barra,porque sabia que Lula também estaria lá!
    E, Lula foi claro, "problemas com o PNBL perguntem ao Bernardo! Ele esta aí para isso!",
    Agora mesmo que a regulamentação das comunicações no Brasil será um sonho!
    A não ser, que uma campanha Fora Bernardo!! decole!

@azeitona

01 de julho de 2011 às 01h53

1Mb/s de velocidade com 300 MB de limite é algo ridículo. O filho de uma senhora que confia no governo, se ficar UMA HORA no Youtube vendo videozinho, já estoura esse limite sem saber o que está fazendo. E essa senhora que contratou o "plano popular" achando que fez um bom negócio, vai xingar aos quatro ventos, vai se sentir enganada, roubada, violada, e não vai poder usar a internet o resto do mês, nem se forp ra algo útil. Se fizessem 100kb/s sem limite de download tava bom, daria para qualquer um usar, trabalhar, estudar e assim por diante. Vivi um bom tempo com internet discada e nunca fez falta para fazer coisas ÚTEIS.

Internet para quem não fica vendo videozinhos de bichinho e bebezinho, ter 100kb/s é mais do que suficiente, mas pra quem fica baixando música e jogos, entrando em orkut e Youtube, 1Mb/s é pouco.

Seria melhor se fossem realistas e não fazerem essa macacada. Sinto vergonha de ser brasileiro ao ver gente que mora em favela colocando fotinho e vídeo na internet ao invés de ir estudar e trabalhar, tentar melhorar de vida, mas percebo claramente que tem muito adolescente que mal estuda, é praticamente proibido de trabalhar legalmente até os 16 anos, estuda até a hora do almoço e vai pra casa ficar na internet mostrando pênis, peitos e bunda em webcam. Sim, é MUITO COMUM ver adolescentes entre 12 e 17 anos fazendo showzinhos particulares. Estão criando meios novos de entretenimento ao invés de criar novos meios de comunicação. Estão dando pão e circo e não escola e oportunidade.

Cresci paupérrimo, minha mãe já foi algumas vezes à antiga "fila do Chico Xavier" aqui em Uberaba para receber um pacote de arroz para que eu e meus irmãos pudéssemos ter o que comer, e me considero privilegiado por ter internet em casa hoje em dia. Mas não foi a internet que me trouxe sabedoria, foi o exemplo de luta e educação que minha mãe me ofereceu, me ensinando a só me divertir depois de ralar, trabalhando e merecendo. Não foi esperando "planos de Governo", nem "pacote econômico", nem Bolsa Família. Passou Sarney, passou Collor, passou hiperinflação e crescemos na vida.

Digam o que disserem, o povo está feliz e a economia está bem comparado com antes. Porém o que o povo não percebe é que a população brasileira ainda sofre sendo rica ou pobre, com problemas na maioria das vezes culturais. E o que o Governo faz? Alimenta uma cultura populista, que tende a manter mais duas gerações com a cabeça de terceiro mundo. Que continua alimentando o êxodo para inchar grandes metrópoles, que continua aumentando favelas no RJ, aumentando o tráfico, cortando madeira ilegal na Amazônia, favores nas prefeituras, gente morrendo por fazer CARIDADE E DAR EDUCAÇÃO no Pará.

Vergonha.

Responder

Luciano Prado

01 de julho de 2011 às 01h13

Foi engraçado ver e ouvir o Paulo Bernardo falando em nome das operadoras.
Parecia operador de telemarketing repetindo as mentiras que os patrões mandam falar para os consumidores.
Ninguém, até agora, ouviu os representantes das operadoras confirmarem a fala do Ministro.
Não é engraçada essa sensação de “déjá vu”?

Responder

Marcelo

01 de julho de 2011 às 00h46

Desculpe , voce tem razão , 5 megas sai por R$ 49,90 , agora faz as contas , R$ 35,00 + impostos por 1 mega quanto sai no total ?. http://www.gvt.com.br/portal/residencial/servicos

Responder

Bernardino

30 de junho de 2011 às 23h13

SRn Julio Silveira,essa dicotomia esquerda e dreita é da boca pra fora,qundo no poder agem da mesma forma,pisando ou dando esmolas ao povo(PT)Neste pais temos de escolher entre oRUIM-PT e o PIOR -PSDB e nao entre o BOM E O MAU como outros paises.Aqui aplica-se o Ditado: TODO SABONETE COLORIDO,faz Espuma BRANCA e haja saco pra Aguentar essa terra de CABRAL!!
A D DILMA E O mineirinho PIMENTEL ainda vao aprontar OUTRAS!ESPEREM!!!

Responder

    Julio Silveira

    01 de julho de 2011 às 13h13

    E o mais chato nisso tudo meu caro, é que eu fui um dos primeiros que apoiou a Dilma, que nem era a preferida do PT por não ser figura histórica do partido, então eu penso… ou ela assimilou a turma do Dirceu, do Zé da Justa amigo do Dantas, ou foi um embuste todo tempo um cavalo de troia para o Lula voltar logo ali na frente.

Fabio_Passos

30 de junho de 2011 às 22h36

O Estado abdica de cumprir sua responsabilidade: Prover acesso de qualidade a informação para toda a população.

Diz que não tem dinheiro.

Mas para favorecer um mega-empresário do varejo aparecem R$3,9 Bilhões saídos da cartola.

E o Brasil vai continuar sofrendo com os péssimos e caros serviços das cias privatizadas.
Não corrigimos o problema.
A opção política do PT é aprofundar as terríveis políticas neoliberais e privatas do PSDB.

Este governo não nos representa.
Aparentemente representa seus financiadores de campanha.

Responder

    tulio

    01 de julho de 2011 às 12h07

    E a China construiu a maior ponte sobre o mar, 42 km e 35 de largura, em 4 anos, por 1,5 bilhao de dolares!!!
    1,5 bilhao de dolares!!!!!! Como?? Funcionario publico que aceita suborno é condenado a morte!!! Q inveja!!
    E nao vem dizer q ganham salarios de fome, esse valor é gracas a pena d morte para o suborno e ponto.

    Bruno

    01 de julho de 2011 às 19h13

    O problema de corrupção na China é tão grande quanto o do Brasil ou maior. Não acredita neles não. Com trabalho semiescravo é mole fazer ponte, até de 100km. Ou você acha que eles fizeram a maior rede de trens de alta velocidade do mundo com honestidade e justiça social?

    Nelson

    01 de julho de 2011 às 20h13

    Túlio. Nesta questão da ponta chinesa, eu usaria uma expressão muito utilizada por um amigo: "esperdício".

Gustavo Pamplona

30 de junho de 2011 às 22h22

Vocês viram esta também?

[Banda larga a R$ 35 terá limite de download de 300 MB por mês]
http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2011/06/ba

300MB por mês!!! hahahahhaha… estão é brincando, é?

Tem meses aqui que baixo no mínimo 100 vezes isto, ou seja 30GB

—-
Gustavo Eduardo Paim Pamplona – Belo Horizonte – MG
Desde Jun/2007 baixando no "Vi o Mundo"! ;-)

Responder

    Daniel

    01 de julho de 2011 às 06h38

    eu baixo uns 5gb por dia as vezes, so de ver youtube e baixar jogos que eu compro.

    Evandro

    01 de julho de 2011 às 13h53

    "youtube"… sei…

Almerindo

30 de junho de 2011 às 21h59

Azenha, o mais engraçado de tudo é que neste plano terá FRANQUIA DE USO… É mole??? :
http://www.teletime.com.br/30/06/2011/governo-anu

Responder

george

30 de junho de 2011 às 21h29

ridiculo essa proposta… 1mb por R$ 35,00???
como nao quebraram a obrigação de se ter uma linha fixa pra instalacao de internet, nem a assinatura mensal de R$ 40,00…. final R$ 75,00 por um mega…

Eu pago na NET R$119,00 por 10 megas…

Responder

    Bruno

    01 de julho de 2011 às 19h14

    Liga lá que você consegue preço melhor. Eu pago 80 pelos mesmos 10Mbps.

Sereno

30 de junho de 2011 às 21h20

Esta mais é pra bunda larga essa nova modalidade de internet.Muita conversa e pouca ação ,esse governo ta prometendo muito e fazendo pouco.Acorda Dilma.Vamos fazer leis serias e bem elaboradas para o uso da internet,e ter vergonha na cara e fiscalizar e punir.Cade e lei dos Medios??????

Responder

ricardo silveira

30 de junho de 2011 às 21h08

De passo atrás a passo atrás esse governo vai ficando cada vez mais sozinho. Não acredito que exista conivência, prefiro achar que o problema é de competência para negociar.

Responder

    eliane

    30 de junho de 2011 às 22h17

    Uma ova, quem tem aval de 55 milhoes d votos depois de um Lula q saiu com 80% de aprovacão e nao faz NADA do que nos foi prometido é porque NAO QUER!! O governo nao esta de ingenuo e incapacitado de negociar nao, esta apenas se unindo aquilo que gostam e almejavam: ser parte da turma dos ricos e poderosos do pais, uma elite pequena mas que c sua grana manda no RESTO da populacao e vai continuar distribuindo migalhas para manter acesa a chama da esperanca de que estamos caminhando para um pais justo: MENTIRA E TRAICÃO!

    Bruno

    01 de julho de 2011 às 19h16

    Não acho que seja tão simples assim, afinal precisa de apoio no Congresso e tal, mas a ideia é mais ou menos esta aí: falta vontade de peitar para fazer o que o eleitor esperava dela.

    Mauricio

    01 de julho de 2011 às 08h23

    O problema não é competência para negociar, é incompetência para governar! E o que é pior, é ficar claro que essa president(e) ainda não percebeu a força política que ela poderia angariar oferecendo algo razoavelmente decente. Resumindo, é como se eu fosse a WV e comprasse uma Parati zero e recebesse um Fusca no lugar, e ficaria por isso mesmo. Joguei meu voto no lixo. Se elegeu pela esquerda para governar para direita. Como diria PHA: viva o Brasil!

Milton Freitas

30 de junho de 2011 às 20h35

Bem nesta hora temos o Brasil real e o que sonhamos.
mas muita coisa foi definida nesta postagem.
A alienação da classe média de esquerda nas críticas ao PNBL http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com/2011

Responder

Marcelo Fraga

30 de junho de 2011 às 20h05

Pelo visto, o governo sempre cede na hora H.
E o povo que se f…

Eu só sei que nós não cedemos na hora de votar na Dilma.

Responder

Luiz Fernando

30 de junho de 2011 às 19h56

Não dá, a Dilma cede toda vez que se aperta. Pensava que ela jogaria duro pelo menos na banda larga, mas nada. NADA.

Responder

Noir

30 de junho de 2011 às 19h52

Uma imensa VERGONHA, Tia Dilma, esperávamos algo melhor da Sra.
A "Guerrilheira" largou o fuzil e assinou à carta de submissão ao Deus Mercado.
Tia Dilma, aqueles que vão pagar a conta e mais essa humilhação, lhe saúdam.

Responder

Marcelo de Matos

30 de junho de 2011 às 19h21

A banda larga popular não será essas coisas. Nem a banda larga das "zelites", creio eu. Tem muita coisa ainda funcionando "meia boca" no país. De vez em quando viajo para as colônias de férias da Associação dos funcionários públicos. Em Poços de Caldas o celular Vivo não funciona nem a pau. Em Areado, um pouco mais à frente, funciona, mas, a gente tem de ir falar lá na cobertura do prédio. Do chão não funciona nem a pau. Calma, pessoal. A gente ainda chega lá. O ex-presidente Geisel costumava chamar de açodados os que querem que as coisas funcionem na hora. Tem de haver um tempo de maturação. Os carros chineses que estão chegando, por exemplo. A gente só vai confiar de fato daqui a uns 5 anos.

Responder

marcio gaúcho

30 de junho de 2011 às 19h01

A banda larga já está uma bosta e logo mais teremos de dividir os poucos bytes com a grande massa que entrará na rede. Internautas unidos, temos de pensar numa represália às operadoras: congestionar de vez a rede ou desconectar simplesmente. Protesto, concelando a linha e deixando de usar por um período. Que tal desmamar da rede por uns tempos? Pensemos, pois!

Responder

Sr. Indignado

30 de junho de 2011 às 18h59

Só aqui vender uma coisa e garantir menos.

Já imaginou:
" – Enche o tanque!"
"- Tanque cheio, patrão, R$150,00"
" – Peraí…. você só colocou metade!!!"
"- A gente só garante 40% do tanque, mas cobra cheio, espera só até encher o pneu."

Responder

Luciano Prado

30 de junho de 2011 às 18h53

O ministro Paulo Bernardo e as operadoras de banda larga já entraram em acordo devendo.
Pago quase R$50,00 por 2 megabyts da Velox, mas só recebo 1 mega. E ainda sou obrigado a ter telefone fixo.
Ou seja, pago por 1 mega e fixo algo em torno de R$110,00
Para instalar o Velox tive que pagar R$400,00 por fora.
Logo, tem gente mentindo e levando por fora.

Responder

    Bruno

    01 de julho de 2011 às 19h19

    Espero que você tenha se expressado mal. Se você pagou alguma coisa "por fora", está errado e não merece nenhuma compaixão. Se fez tudo de acordo com a Lei e os procedimentos, vá atrás de seus direitos, sério! É melhor perder duas horas do seu dia no Procon e resolver seu problema (com ressarcimento) daqui a 6 meses do que não levar sua queixa aos órgãos competentes e continuar sendo lesado.

Gersier

30 de junho de 2011 às 18h29

Pelo acordo assinado,vão é piorar e não melhorar a banda larga.Em muitos locais a velocidade de um mega custa bem menos,ou seja,as operadoras agora poderão aumentar os preços e se alguem ousar reclamar,os ouvidos moucos vão dizer que estão cumprindo o acordo assinado.Eita que falta faz o Lula.

Responder

Jorge Nunes

30 de junho de 2011 às 18h19

Não precisa ir muito longe não, quando eu assinava 3G aqui no Rio a ANATEL me informou que a operadora só precisa garantir 10% da velocidade contratada.

Ou seja eu não tinha para quem reclamar dos péssimos serviços prestados da tal operadora.

Responder

bene nadal

30 de junho de 2011 às 17h40

Pois é, para promover mudanças de verdade os governantes tem que ter três qualidades: coragem, coragem e coragem!!!

Responder

Lousan

30 de junho de 2011 às 17h19

bom, o speedy garante 10%…perto disso 40% é ótimo!!!

Responder

Bruno

30 de junho de 2011 às 17h08

O PT e os blogueiros sujos gritam, esperneiam, falam que o PIG malvado inventa notícia, requenta notícia, dá golpe. Aí me vem o Governo – entenda-se o PT -, dá um grande "esqueçam tudo que eu disse" e… dá motivo para manchetes como a do G1, seção de Tecnologia:

Governo e teles entram em acordo sobre PNBL

Acordo saiu após governo abrir mão da exigência de metas de qualidade.

A manchete mente? Não. O Governo manteve as metas de qualidade? Não. Então tem mais é que ser axincalhado em público mesmo. Depois, entreguistas são os outros.

Responder

    Elton

    30 de junho de 2011 às 20h01

    O governo do Brasil NÃO É só o PT prezado Troll…

    Julio Silveira

    01 de julho de 2011 às 13h10

    Peraí Elton, ninguem deve constatar um fato e expor uma de muitas contradições que será chamado de troll? Então te pergunto como deve ser chamado um sujeito que ve o que não está existindo, que aceita de boca aberta e lingua amostra o que lhe está sendo ministrado? voce se qualifica como o que?

    Bruno

    01 de julho de 2011 às 18h48

    Naïve =)

    Bruno

    01 de julho de 2011 às 13h50

    A president"a" é. E ela arregou, recuou, foi fraca e bundona.

Rafael, BHte

30 de junho de 2011 às 17h01

Em praticamente nenhum lugar do mundo as empresas garantem mais do q 10%, não estou dizendo que isso é correto pero as pessoas pensam que o certo seria terem o direito de passar 24 horas baixando filme de 3 o 4 gigas quando na verdade nem existe infraestrutura para isso, o sistema é baseado em q eu, por exemplo, vou baixar algo aqui e depois navegar gastando menos banda enquanto outra poderá baixar algo mais incorpado etc, todo mundo pegando tudo ao mesmo tempo não funciona nesse modelo! Mas a nossa é tão ruim que tem hora que não rola nem uma simples pesquisa e nem sequer a caca da página do Google abre caramba (às vezes – ou sempre – várias vezes no mesmo dia e é assim com todos os provedores!)

Responder

Gustavo Pamplona

30 de junho de 2011 às 16h24

Vocês viram esta?

[Surpresa, incrível! Serra condena o governo]
http://noticias.r7.com/blogs/ricardo-kotscho/2011

Oh… dó… Ele condena o governo!!! hahhahahahahhaha

—-
Gustavo Eduardo Paim Pamplona – Belo Horizonte – MG
Desde Jun/2007 tendo dó do Serra no "Vi o Mundo"! ;-) hahahhhahahhahahaha

Responder

Raphael Tsavkko

30 de junho de 2011 às 16h07

Em resumo, o governo se desdobrará para ter uma internet de ótima qualidade (e estatal, não da Telecômica) APENAS nas cidades-sede da copa, ao mesmo tempo em que abandona o PNBL (transformando-o em algo do tipo PNMT, ou Plano Nacional de Mamata para as Teles), dando-o de bandeja às empresas que insistem em ter lucros gigantescos em troca de serviços medíocres com a total e eterna conivência do governo (FHC, Lula, Dilma, todos).

Basicamente não teremos um PNBL, mas sim um presente às teles e (mais uma) banana ao povo, e todos os esforços do governo serão exclusivamente para a copa, incluindo despejos forçados, corrupção, superfaturamento, criminalização de movimentos sociais, obras faraônicas muitas vezes desnecessárias, estádios desnecessários (como um quarto e gigantesco estádio em Recife, ou melhor, em cidade vizinha e longe, quando todos os 3 grandes times já tem estádios) e etc… Sem falar na caixinha de vereadores, prefeitos, governadores e deputados que irão lucrar direta ou indiretamente durante todo o processo.

PNBL que não garante universalização, que não garante velocidade digna, que não garante alcançar grandes áreas do país (agora fala-se não em banda larga, mas em conexão móvel, que todos sabemos ser uma piada).
http://www.tsavkko.com.br/2011/06/copa-do-mundo-e

Responder

Antonio

30 de junho de 2011 às 16h04

Pautados pelo Estadão! É isso que dá.
Agora, convenhamos, pode-se economizar na assinatura ou compra do Jornal, vindo-se aqui.
Não é de todo prá se jogar fora.

Responder

Niveo Campos e Souza

30 de junho de 2011 às 15h53

O ministro foi "engolido" pelas operadoras privadas.
Não vai dar em nada de bom para o povo.

Niveo Campos e Souza

Responder

Cronopio

30 de junho de 2011 às 15h49

Eita Luis, e se os tucanos estivessem aí tudo seria diferente, não é? Tira o cabresto, fiote. O problema é capital!

Responder

ANTONIO ATEU

30 de junho de 2011 às 15h48

é o preço da vitória presidencial. e dando que se recebe. tenho dito. pois alguem já dizia isoo

Responder

Nelson Menezes

30 de junho de 2011 às 15h39

Na Europa e USA o cistema com as operadoras de internete, funciona pelo simples fato de que a justiça tambem funciona,a relações entre o produtor e consumidor são claras quem não cumprir paga, a lei faz-se cumprir,já aqui no brasil,bem todo mundo ja sabe,a justiça,pagou-levou, com a certeza da impunidade estas operadoras de banda-larga estão rindo a toa e nós usuários vamos continuar sofrendo com os pessimo serviços que infelismente continuarão a nôs serem prestados.

30/06/2011 12:01:00

Responder

José Eduardo Camargo

30 de junho de 2011 às 15h38

Cada vez mais Dilma se dobra aos interesses do grande capital. Não foi esse o projeto de governo em que votei e ajudei a eleger. Parece que Dilma está se transformando na nossa Obama. Um governo pífio e submisso aos mais ricos. Parafraseando, o sonho possível acabou!

Responder

Julio Silveira

30 de junho de 2011 às 15h31

As vezes é dificil para mim ter escolhido a pilula do entendimento e do esclarecimento, por que não me deixo mais levar pela pueril escolha entre esquerda e direita, principalmente quando vejo uma completa submissão da dita esquerda ao interesses da dita direita, não sei se por covardia, simbiose ou camuflagem interesseira mesmo. Mas penso, é eu penso contrariando muitos, que querer qualquer um pode querer agora ter, em estados, tem de ser concedido. E se é isso que o povo vem recebendo, essa pouco caso, essa complacência com pouca resistencia, e por que estamos cercados de enganadores travestidos de politicos e democratas que fazem negocios com a minoria endinheirada em detrimento dos interesses da maioria que vota neles.

Responder

    tião medonho

    30 de junho de 2011 às 16h13

    "esquerda" …"direita"..são apenas dois rótulos, marcas politicas e comerciais, colocadas em duas alas de representantes do mundo dos negocios e do capital..(como é preciso manter a farsa de democracia, eleições e quase ninguem vota em alguma coisa identificada como de direita).a politica ja nao tem nenhum tipo de efetividade na gestão do mundo real, dominado pelo economico, puro e simples. Sabe como faziam com os presos politicos ditos de"nivel superior", no tempo da ditadura? eles reinvindicavam "prisão especial" (sim, nossa "esquerda" tb vem de uma tradição de privilegios) aí o comandante da prisão que nao tinha nenhuma "prisão especial", mandava pintar improvisadamente uma placa com essas palavras, pregava na primeira masmorra e jogava lá dentro os tais "nivel superior"…mesma coisa com esquerda e direita hoje em nosso país.

Luciano Prado

30 de junho de 2011 às 15h28

Peço permissão para mudar de assunto:

O Banco do Brasil precisa vir a público explicar o que está ocorrendo com seu site.

Não se consegue acesso a conta. A reclamação é geral.

Estou há três dias com problema de acesso.

Pelo visto não sou só eu. Vários internautas têm reclamado sobre o problema de acesso ao BB.com

Responder

Yawara

30 de junho de 2011 às 15h12

As empresas que contratamos para serviços de banda larga para privado também não! Quer outra. As escolas municipais de Belo Horizonte que possuem contrato de banda larga via Velox/OI e que usam o dinheiro do Fust para retorno aos seus cofres não cumprem o contrato com a PBH, e os gestores também não estão nem aí.

Responder

ZePovinho

30 de junho de 2011 às 14h56

Me desculpe,Azenha,mas eu não podia perder a piada:
http://blogdoonipresente.blogspot.com/2011/06/o-e

[youtube I3wNp0asU7o http://www.youtube.com/watch?v=I3wNp0asU7o youtube]

Vocês repararam que a miriam Dutra parece com a Dona Ruth??FHC traiu a mulher com um quase clone da oficial!!!

Responder

Aldo Luiz

30 de junho de 2011 às 14h56

Caro Azenha.
Ah! Os políticos… Sempre nos dando a ilusão de que temos alguma escolha nesta democracia de @#*%&$, imposta pelas corporações neste faz de conta na escuridão do labirinto do nada em que nos escravizam enquanto se enriquecem despudoradamente.

64 anos assistindo este filme em que a casa grande ordena eliminar os poucos "Esparcos" juntamente com o demais escravos insurretos que ousam se libertar enquanto avançam o 4º REICH nazi sionista sobre nós e o mundo. E tem gente que acredita e vai lá votar cheio de religiosidade. Abre o olho Braszil, acorda, você já era. Com a capa de vampiro, "seu lobo da paz" já está aí com seus asseclas em pele de cordeiro bebendo nosso sangue de canudinho. Sinto muito, sou grato.

Responder

Marcelo

30 de junho de 2011 às 14h42

Não faz sentido , o mercado ja oferece 5 megas a $35,00 . Todos os planos de banda larga aqui no Brasil garantem apenas 10% da velocidade contratada , é o padrão , mesmo que vergonhoso e nunca foi feito nada quanto a esse absurdo.Toda agencia regulamentadora trabalha em defesa dos interesses das empresas e não dos consumidores .

Responder

    Fernando

    30 de junho de 2011 às 16h49

    marcelo me diz que operadora oferece 5 mega a 35….quero saber para contratar os serviços!!!!!!!!!!!!!!kkkkkkkkkkkkkkk

    M. S. Romares

    30 de junho de 2011 às 17h19

    Fernando, a minha, GVT, oferece 10 Mb por 41 reais. E são 10 Mb mesmo, não é só o valor nominal.

    betinho2

    30 de junho de 2011 às 18h22

    Creio que não tens medido a velocidade . Meu filho tem 3MB da GVT, dificilmente chega a 1 MB. Ainda assim muito boa em relação a outras. Mas paga 121,00 reais. Algo ai está errado na tua informação.

    claudio

    30 de junho de 2011 às 19h50

    Pois a Net no Rio com 10 mega mais telefone ilimitado custa 100 reais. Na maioria dos medidores que usei marcou mais de 9 mega. No Torrents já baixei a 13.
    Acho estranho que o Azenha coloque um post desses, sabendo muito bem que interesses o Estadão representa. Deve saber que é um plano ambicioso implantar a estrutura de telecomunicações Brasil afora, além de complexo tecnica e financeiramente, tem a queda de braço com as teles.
    Vão gastar 10 bilhões, segundo o governo e isso não se faz da noite para o dia.
    Continua tudo no nível da fofoca, abrindo espaço para a turma que gosta de falar mal do governo gratuitamente, esperava um informação mais isenta.

    M. S. Romares

    30 de junho de 2011 às 22h08

    Betinho, meço regularmente a velocidade de ping, dowload e upload e muitas vezes a dowload ultrapassa o valor contratado. Entretanto, o preço faz parte de um pacote junto com o telefone fixo.

    Jorge Nunes

    30 de junho de 2011 às 18h27

    Aqui no Rio pago 59,00 por 10 megas.

    A velocidade é 100% da contratada pela GVT, as vezes no torrente até supera. Fiz download a 1200 kbps;

    Sereno

    30 de junho de 2011 às 21h28

    Nem de madrugada, ja tive 10 megas e toda a hora fica va lenta chega a medir com varios medidores e raras vezes era o contratado.

    Jorge Nunes

    01 de julho de 2011 às 06h57

    Os sites comuns de download não fazem download a toda velocidade, só se você pagar a eles. O máximo que consigo do megaupload é 400 kbps. No torrent que é compartilhamento de arquivo com outros computadores ficou 1000 kbps e chega a 1200 kbps.

    Faça o teste desligando todos os seus programas de compartilhamento e sem downloads.

    Sr. Indignado

    30 de junho de 2011 às 19h01

    Eu pago 69,90 por 10megas no Paraná. GVT óbvio, pois fujo da OI/Brasiltelecom.

    Fernando

    01 de julho de 2011 às 16h40

    Marcelo é uma pena mais na minha cidade não tem GVT só a Oi!!!…to perdido mesmo!!!kkkkk

    P.s Romares paga 41 por 10 mega…ai vale a pena…nem vou dizer o preço e a minha velocidade por vergonha mesmo!!!!!

Elisabeth

30 de junho de 2011 às 14h42

Ja leram ?
Dilma suspende negociação do governo com empresas sobre PNBL http://economia.estadao.com.br/noticias/negocios+

Responder

Lews Marcelus

30 de junho de 2011 às 14h37

Interessante, as empresas forçam o governo a aceitarem uma proposta que não cumpre o definido no contrato e mesmo assim ainda ficam todos sorridentes!?
Trabalho com internet de alta velocidade, e ainda assim sofro com o não cumprimento do que esta nas minhas cláusulas contratuais que garantem a conexão de 10Mg.

Responder

Luiz

30 de junho de 2011 às 14h35

Lula queria 100 MB pq Japão quer 1GB. Continuaremos no atrazo.

Responder

ZePovinho

30 de junho de 2011 às 14h32

A eficiência da iniciativa privada é impressionante…………………….

Responder

betinho2

30 de junho de 2011 às 14h30

Mesmo não sendo o que esperavamos, por uma expectativa criada, mas que não sabemos se era realista, é um enorme avanço. Registre-se que estão sendo assinados compromissos claros que antes não existiam, e isso dará ao governo condições futuras de uma cobrança mais dura e ou até de cassar concessões se for o caso. Em resumo, creio que as teles passam a ser enquadráveis e cobráveis. O problema maior agora será fazer com que a Anatel seja realmente um orgão regulador e fiscalizador, e não um apêndice das teles.

Responder

    damastor dagobé

    30 de junho de 2011 às 16h15

    olha o porta voz do pessoal aí genteee!!!!!!!!!!!

    yacov

    30 de junho de 2011 às 16h57

    "…fazer com que a ANATEL seja realmente um orgão regulador e fiscalizador, e não um apêndice das teles". Vc não está sendo otimista demias companheiro???? Eu só acredito vendo.

    "O BRASIL PARA TODOS não passa na glOBo – O que passa na glOBo é um braZil para TOLOS"

    José Neto

    30 de junho de 2011 às 17h08

    Você está parecedo o personagem Poliana. Muito otimista.


Deixe uma resposta para maria

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding