VIOMUNDO

Diário da Resistência


Altamiro Borges: Mídia pega leve com pacote de Moro e respalda ‘licença para matar’
Latuff em Brasil de Fato
Política

Altamiro Borges: Mídia pega leve com pacote de Moro e respalda ‘licença para matar’


12/02/2019 - 17h31

Mídia  respalda ‘licença para matar’ de Moro

por Altamiro Borges, em seu blog

Por sua obsessão contra Lula e às forças de esquerda e sua adoração ao deus-mercado, a imprensa burguesa transformou o juiz Sergio Moro – chamado por muitos magistrados de juizeco inexpressivo do interior do Paraná – em herói nacional.

Na mídia falsamente moralista, ele virou capa das revistonas, manchete quase diária dos jornalões e destaque nos telejornais. Foi inclusive agraciado com vários prêmios pelos ‘éticos’ e bilionários herdeiros de Roberto Marinho, o imperador da Globo.

Essa bajulação talvez explique porque a mídia está pegando tão leve contra o tal “pacote anticrime” apresentado na semana passada pelo justiceiro Sergio Moro, agora superministro da Justiça do bordel laranja e miliciano de Jair Bolsonaro.

O Jornal Nacional da Globo deu longos minutos ao anúncio festivo do projeto. Já os programas policialescos da rádio e tevê, que babam sangue, elogiaram o pacote anticrime afirmando alegremente que ele dá “licença para matar” às forças policiais.

Nessa babação e bajulação, a mídia punitivista não cumpre seu papel de informar à sociedade sobre os riscos do projeto.

Ela nem dá o devido espaço às vozes críticas, que alertam que as medidas propostas ameaçam até os midiotas que rosnam ódio e que vivem repetindo que bandido bom é bandido morto – desde que não seja um membro de sua família ou patota.

Até figuras que sempre tiveram os holofotes midiáticos, como o advogado Miguel Reale Jr., autor do pedido de impeachment contra Dilma – que acabou ajudando o justiceiro Moro a chegar no bordel de Bolsonaro –, tem criticado o pacote anticrime, mas sem maior ressonância nas emissoras de rádio e tevê.

Em evento do Instituto de Advogados de São Paulo, na quinta-feira (7), ele afirmou na cara do superministro que sua proposta de “antecipar a ida das pessoas para a prisão e retardar a saída não vai resolver absolutamente nada”.

Irônico, ele disse que o pacote é “ilusão penal” e o “pior é que ele [Moro] acredita que vai dar certo… Essas medidas não vão nem chegar ao conhecimento dos criminosos. E ninguém comete crime na perspectiva de ser preso”.

A “ilusão penal” de Sergio Moro já foi alvo de crítica de boa parte do mundo jurídico. O pacote foi tachado de “panfletário”, “inócuo”, “flagrantemente inconstitucional”, “tecnicamente frágil” e “insuficiente”, entre outros adjetivos.

Órgãos como o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, o Instituto de Defesa do Direito de Defesa, o Instituto Brasileiro de Ciências Criminais e até a dócil Ordem dos Advogados do Brasil alegam que as mudanças na legislação propostas pelo arrogante superministro não servem para nada e foram obradas de maneira autoritária.

Mas estas críticas não ganham destaque na mídia punitivista, que até parece que já trabalha o nome do superministro para disputar um novo cargo no caso do aumento do desgaste ou da defecção do patrão Jair Bolsonaro.

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Zé Maria

13 de fevereiro de 2019 às 22h54

Especulando sobre quem vai preencher as 3 vagas no STF
que serão abertas com o impíxi do Gilmar e as Aposentadorias
dos Ministros Celso e Marco Aurélio – ambos ‘de Mello’ –
temos como certo que, desde antes das Eleições Presidenciais,
a Primeira Vaga que abrir será do ministréco da (in)justiça,
por qualquer motivo – mesmo a Morte do Ministro Ricardo Lewandowski,
tão desejada pelos atuais Milicianos do ex-juizéco (que substituiu
JB no papel de Capo) – pelo menos desde o Mentirão
que condenou Zé Dirceu à Prisão, Sem Prova Alguma.

Da Segunda Vaga Aberta, em diante, surgem algumas incógnitas:

Depois de Sergio Moro, quem Jair Bolsonaro nomeará
Ministro da Suprema Corte do braZil?

– Janaína Paschoal? Credenciada por ser do PSL e haver advogado,
em 2016, pelo impíxi da então Presidente Eleita Dilma Rousseff?

-Miguel Reale Jr? Um dos únicos juristas que se prestou a apor a assinatura
num processo forjado pela Milícia de Aécio Neves para, ilegalmente,
derrubar a Presidente República do Brasil, Eleita pela Maioria
por Voto Popular Direto nos moldes da Constituição Federal?

https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/politica/2018/07/30/interna_politica,698295/bolsonaro-causa-atrito-entre-janaina-e-reale-junior-autores-do-impeac.shtml

-Ives Gandra Martins Jr.? Ex-Presidente do TST – Tribunal Superior
do Trabalho, Órgão Judicial Máximo da Justiça do Trabalho –
que pregou a redução da competência, senão a Extinção,
da Justiça do Trabalho?

https://www.diariodocentrodomundo.com.br/essencial/ives-gandra-filho-e-declarado-persona-non-grata-a-magistratura-trabalhista/

– Algum Médico Fascista indicado pelo Conselho Federal de Medicina?
Se o Marechal Floriano Peixoto indicou um médico para o STF,
por que razão o Jair não poderia indicar?

https://www12.senado.leg.br/institucional/arquivo/arquivos-pdf/senado-ja-rejeitou-medico-e-general-para-o-stf

– Algum General de Pijama? Se o mesmo Marechal Floriano
indicou Não Um, mas Dois Generais Sem Nenhuma Formação em Direito,
o Capitão-Mito bem que poderia mandar o Heleno (pra espionar
os Ministros do STF) e o Mourão (pra se livrar de um calo no Governo
e pra FamíGlia Bolsonaro não passar mais vergonha em público),
não é mesmo?

https://g1.globo.com/politica/blog/andreia-sadi/post/2018/12/27/mourao-afirma-que-se-convenceu-com-queiroz-mas-diz-que-resta-saber-se-mp-se-convencera.ghtml

https://catracalivre.com.br/parceiros-catraca/dimenstein/eduardo-bolsonaro-dispara-pede-julgamento-publico-de-mourao/

Responder

Zé Maria

12 de fevereiro de 2019 às 23h25

“O ativismo de Chico Mendes trouxe reconhecimento internacional,
incansável defensor da floresta amazônica e dos trabalhadores.

Já o Ministro Ricardo Salles foi condenado por improbidade administrativa.”

David Miranda
Deputado Federal (PSoL-RJ)

https://twitter.com/davidmirandario/status/1095332984410894343

Responder

Zé Maria

12 de fevereiro de 2019 às 23h22

“No país em que mineradoras cometem crimes como Mariana e Brumadinho,
o min. do Ambiente Salles, condenado por favorecer MINERADORAS
em SP, tem o cinismo de dizer que Chico Mendes é irrelevante.

Ministro, Chico Mendes defendia a vida. Você representa a devastação.”

Marcelo Freixo
Deputado Federal (PSoL-RJ)

https://twitter.com/MarceloFreixo/status/1095292168468606977

Responder

Zé Maria

12 de fevereiro de 2019 às 23h12

Sobre a Declaração do Ministro do Meio Ambiente
no Roda Morta da TV Cultura Norte-Americana:

“Se Chico Mendes é irrelevante pra pauta ambiental,
qual a relevância de Ricardo Salles?”

Joana Maranhão
Atleta Brasileira

https://twitter.com/Jujuca1987/status/1095295164858417152

Responder

Zé Maria

12 de fevereiro de 2019 às 22h42

https://twitter.com/i/status/1095262366487465984

E o Madeireiro e Grileiro Salles tem Licença para Matar Chico Mendes.

https://twitter.com/GuilhermeBoulos/status/1095262366487465984

Responder

Deixe uma resposta para Zé Maria

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.