VIOMUNDO

Diário da Resistência


Em STF “acovardado”, Cármen Lúcia age para adiar julgamento de Lula na terça-feira
Opinião do blog

Em STF “acovardado”, Cármen Lúcia age para adiar julgamento de Lula na terça-feira


21/06/2019 - 19h22

Da Redação

A ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal, agora age para adiar o julgamento do habeas corpus do ex-presidente Lula previsto para acontecer na terça-feira, 25, na Segunda Turma da Corte.

A informação é do diário econômico conservador Valor Econômico, do Grupo Globo.

O pedido de HC, que estava sob vistas de Gilmar Mendes, foi liberado e colocado em pauta pelo ministro Ricardo Lewandowski, que dirigia a Turma.

Cármen, que agora assumiu a posição, passou o HC de Lula da terceira posição na fila para a décima segunda e última.

Com isso, é possível que não haja tempo para analisar o pedido na próxima sessão.

A expectativa é de que o pedido de Lula, cuja defesa alega parcialidade do então juiz federal Sérgio Moro no caso do tríplex do Guarujá, seja aprovado por 3 a 2 com os votos de Gilmar, Lewandowski e do decano do tribunal, Celso de Mello.

Porém, os militares não aceitam que Lula seja colocado em liberdade.

Em ocasião anterior, o general Villas Boas, ex-comandante do Exército, tuitou uma “advertência” ao STF na véspera do julgamento de HC que poderia beneficiar Lula.

O tuíte foi divulgado a tempo de ser reproduzido com destaque no Jornal Nacional.

Mais recentemente, o general Augusto Heleno teve um chilique diante do capitão Jair Bolsonaro, pedindo a prisão perpétua do ex-presidente Lula — provavelmente foi a forma que ele, general, encontrou de lamber as botas de um capitão e garantir o cargo.

Porém, não se pode desprezar o histórico de o STF se submeter aos militares — como aconteceu, por exemplo, depois do golpe de 1964.

Em geral, a inteligência das Forças Armadas dispõe de petardos para disparar contra os ministros, fazendo com que eles se acovardem.

É importante relembrar a própria advertência presciente do ex-presidente Lula à presidenta Dilma, feita em telefonema interceptado pela Lava Jato, antes do impeachment:

Nós temos uma Suprema Corte totalmente acovardada, nós temos uma Superior Tribunal de Justiça totalmente acovardado, um Parlamento totalmente acovardado, somente nos últimos tempos é que o PT e o PC do B é que acordaram e começaram a brigar. Nós temos um presidente da Câmara fodido, um presidente do Senado fodido, não sei quanto parlamentares ameaçados, e fica todo mundo no compasso de que vai acontecer um milagre e que vai todo mundo se salvar. Eu, sinceramente, tô assustado com a “República de Curitiba”. Porque a partir de um juiz de 1ª Instância, tudo pode acontecer nesse país.

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



17 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

lulipe

23 de junho de 2019 às 12h38

O lula tem, sim, que cumprir sua pena, outras condenações virão, se tiver que morrer na prisão, paciência, se escolheu o caminho da criminalidade, pague pela escolha!

Responder

Zé Maria

23 de junho de 2019 às 03h15

“Esta época ficará para a História
como um vexame da nossa Justiça”

Jurista Carol Proner
Em entrevista à Carta Capital

https://t.co/bCF6kSZKxt
https://www.cartacapital.com.br/justica/carol-proner-relatorio-entregue-no-vaticano-mostra-lawfare-no-pais/

Responder

Zé Maria

22 de junho de 2019 às 23h33

“Vaza-Jato”: Crônica de Uma Fraude Anunciada

Por Carlos Frederico Guazelli, no Sul21

[…]
… qualquer que seja o mecanismo adotado, nos países ocidentais, vige o princípio separatório das funções investigativa, persecutória e jurisdicional.
Ou seja, quem investiga, não acusa; e quem acusa, não julga…

Apesar desta peculiaridade brasileira – que já deveria
ter sido superada – vigora também entre nós a rigorosa
separação de funções:
a polícia investiga, o ministério público acusa, o juiz
(ou o tribunal) julga.
Mesmo quando o parquet [MP] conduz a investigação,
o promotor a quem incumbe instaurar (ou não)
a ação penal, não é o mesmo que investiga.
Diga-se, desde logo, que essa diferenciação de competência não é mera filigrana: muito ao contrário,
ela se destina a garantir os mais elementares direitos de cidadania.

Pois o foro criminal de Curitiba inaugurou uma sistemática
própria – à qual falta, por completo, qualquer amparo constitucional e legal – em que estas funções são
misturadas e aglutinadas.

De fato, o conceito de ‘força tarefa’ – mais um
americanismo importado pelos valetes de Maringá –
embaralha tudo:
as investigações são procedidas por procuradores e
policiais federais, em conjunto, e sob a escancarada
direção do juiz Moro.
Ali se investiga, se acusa e, naturalmente, se condena.
Sim, pois se esqueceu de dizer: ali também se prende,
preventivamente, por tempo indeterminado – meses, anos –
até que se obtenha a indefectível ‘colaboração espontânea’ do indiciado/denunciado/réu …

íntegra: https://www.sul21.com.br/colunas/carlos-frederico-guazzelli/2019/06/vaza-jato-cronica-de-uma-fraude-anunciada/
https://www.sul21.com.br/ultimas-noticias/politica/2019/06/em-meio-a-vaza-jato-moro-vai-aos-eua-se-reunir-com-orgaos-de-inteligencia/

Responder

VALDIR CARRASCO

22 de junho de 2019 às 17h44

Cadê meu comentário anterior a este em que os estou cobrando por aquele? vão me censurar? por quê? Os covardes fardados que ameaçam o STF precisam mostrar coragem para aceitar meu desafio: um duelo em praça pública…pois quero acertar bala no meio da testa desses merdas…….mas de forem covardes (e com certeza são) aceitarão esse desafio…..vamos, generais de merda, coragem f.d.p.s

Responder

VALDIR CARRASCO

22 de junho de 2019 às 17h41

Cadê meu comentário anterior a este em que os estou cobrando por aquele? vão me censurar? por quê?

Responder

    Conceição Lemes

    22 de junho de 2019 às 18h14

    Valdir, palavrão, não. sds

VALDIR CARRASCO

22 de junho de 2019 às 17h16

Embora não sejam todos, há covardes no STF, gente que devia ter vergonha na cara e exonerar-se publicamente e denunciando estarem sendo ameaçados por filhos da puta fardados. Mas se permanecerem em serviço, deveriam ter vergonha na cara e decretar a prisão de quem os está ameaçando. Só que, infelizmente, parece que nenhuma dessas duas hipóteses vai acontecer. E daí, nós, povo, precisamos agir e começarmos a incendiar instalações do exército e matar alguns generais da reserva, inclusive um que infelizmente a morte está demorado muito para levar…apesar de uma doença felizmente terminal. Nós, povo, temos que ter vergonha cara e marcharmos sobre esses entreguistas filhos da puta…..se nos matarem, talvez a gente consiga levar pelo menos alguns deles junto pro inferno. De minha parte, publicamente, estou desafiando os tais generais, um por vez, claro, para um duelo em praça pública…..terei o máximo prazer de meter uma bala entre os dois olhos de cada filho da puta que topar meu desafio. Aguardarei resposta…….mas, se forem covardes, vou ter que me contentar em só ficar torcendo para que um câncer ou uma doença degenerativa, daquelas bravas, leve esses vermes pro inferno com muita dor………FILHOS DA PUTA, REAJAM SE NÃO FOREM COVARDES, ACEITEM MEU DESAFIO.

Responder

João Ferreira Bastos

22 de junho de 2019 às 15h46

e onde está a nossa oposição para bater duro nessa traidora golpista?

enforcou a sexta feira e emendou com o feriado, provavelmente tomando uma cervejinha com o Queiroz

Responder

Herbert

22 de junho de 2019 às 11h30

Azenha,
É verdade, um STF Acovardado. Eu sinceramente não acredito na soltura do Lula não. Tem muito gente interessada em mantê-lo preso. Entre essa gente, pode-se citar: os militares, políticos, empresários, a mídia, o próprio Judiciário, o MP, etc. No STF, Lula não tem maioria.

Responder

abelardo

22 de junho de 2019 às 09h18

Honestamente, eu já começo a imaginar se o envio de um cabo e um soldado para fechar o STF não seria honra demais, a quem se humilha e se rasteja para mostrar serviço a uma elite mercenária e a uma forças armadas sucateada e remendada com retalhos de valores antipatrióticos.

Responder

Diógenes Pereira de Lima

22 de junho de 2019 às 02h29

Em consonância com a covardia dos tolos apoiadores da corrupção que acham que tudo será como antes e não perceberam que o universo se expande e a vitória é da luz… mudança. #Amém

Responder

Diógenes Pereira de Lima

22 de junho de 2019 às 02h27

Em consonância com a covardia dos tolos apoiadores da corrupção que acham que tudo será como antes e não perceberam que o universo se expande… #Amém

Responder

Arnon

21 de junho de 2019 às 21h56

Um país inteiro de 200 milhões de pessoas fica refém de um juizeco picareta de quinta categoria. Vai dizer que ele não sabe do Queiroz. O Queiróz e laranja de corrupto e ele não faz nada.
O Supremo só faz teatro. O Supremo garante o golpe. Não esperem nada desse Supremo.

Responder

Guanabara

21 de junho de 2019 às 21h28

Ok, acovardados. Se estão “acovardados”, isso implica que “estão com medo” . Desculpe a fraqueza, mas medo de quê? Estariam cumprindo suas funções constitucionais. Se estão sendo” ameaçados”, o estão sendo por quê e, principalmente, por quem? Não estudaram Direito? Não foram escolhidos por terem “notório saber”? Não aceitaram o cargo? Não estamos falando aqui de soldados da PM que vão tomar tiro de bandidos por 500 contos por mês. São os integrantes do mais alto cargo do poder Judiciário, um dos 3 poderes que formam a República!

Se eles não fazem o que tem que fazer, essa República já acabou!

PS: a única pessoa que vi chegar mais perto de denunciar algo parecido foi Jânio Quadros, que renunciou à Presidência desta mesma República, alegando as tais “forças ocultas”, que, até hoje, ninguém teve coragem de dizer o que são. Esse episódio foi o ponta pé inicial pra ter o ápice num Golpe de Estado e que resultou em 21 anos de Ditadura Civil (via militares), tendo, no mínimo, sofrido vista grossa por parte dos defensores da Democracia e Liberdades Individuais. A história se repete?

Responder

Zé Maria

21 de junho de 2019 às 21h04

O Brasil está se aproximando do momento
em que as Entidades Sociais e as Autoridades
não poderão mais se eximir de decidir entre
a Democracia Constitucional Republicana
no Estado Direito e o Penalismo Absolutista
Fora-da-Lei do Ministério Público e do Poder
Judiciário.
Os Processos da Lava Jato no Paraná, em que
o Juiz Moro atuou de forma Parcial e, portanto,
sob Suspeição, devem ser Anulados.
Essa é a Lei e a Constituição Federal Brasileira.

https://twitter.com/RCasara/status/1142186012786995200

http://bemblogado.com.br/site/magistrado-da-maos-limpas-combinacoes-entre-juiz-e-promotores-devem-gerar-anulacao-de-processos/
https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2019/06/20/vazamento-da-lava-jato-juristas-apontam-preocupacao-com-imparcialidade.htm
https://jornalggn.com.br/noticia/em-qualquer-democracia-consolidada-lula-ja-estaria-solto-e-moro-afastado/
https://jornalggn.com.br/noticia/em-qualquer-democracia-consolidada-lula-ja-estaria-solto-e-moro-afastado/

Responder

Zé Maria

21 de junho de 2019 às 20h31

https://twitter.com/i/status/1142167807205040129

RECADO DO PAPA FRANCISCO PARA MORO E DALLAGNOL

O Papa Francisco manifestou preocupação
com a Estratégia do Lawfare, “uma nova forma de
intervenção Exógena nos Cenários Políticos dos Países,
através do Uso indevido de Procedimentos Legais
e Tipificações Judiciais.”
“O Lawfare, além de por em Sério Risco a Democracia dos Países, geralmente é utilizado para minar os
Processos Políticos Emergentes e promover a
Violação Sistemática dos Direitos Sociais”
“Para garantir a Qualidade institucional dos Estados
é preciso detectar e neutralizar esse tipo de Práticas
que resultam da imprópria Atividade Judicial
em Combinação com Operações Multi-Midiáticas Paralelas.”

https://twitter.com/DeputadoFederal Paulo Pimenta

Responder

Zé Maria

21 de junho de 2019 às 20h00

Dá até pra desconfiar que houve captação
de algumas supremas mensagens de texto
e supremos áudios gravados via Telegram …

Responder

Deixe uma resposta para Guanabara

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.