VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Rodrigo Vianna: Processo da Globo pode ter “bomba atômica”
Denúncias

Rodrigo Vianna: Processo da Globo pode ter “bomba atômica”


07/07/2013 - 23h08

Sonegação milionária

O processo contra a Globo sumiu? E os bastidores da negociação que poderia ter levado à “estatização” da emissora

publicada domingo, 07/07/2013 às 18:33 e atualizada domingo, 07/07/2013 às 18:58

por Rodrigo Vianna, no Escrevinhador

Conversei com duas fontes importantes, que trouxeram esclarecimentos sobre o episódio da sonegação de impostos da Globo, denunciada pelo blog “O Cafezinho”, de Miguel do Rosário.

Uma das fontes é um ex-funcionário público (que conhece bem instituições como a Receita Federal e o Ministério Público no estado do Rio). Esse homem é o mesmo que Miguel do Rosário tem chamado de “garganta profunda”. Por isso, também o chamaremos assim nesse texto. A segunda fonte (será chamada aqui de “fonte 2″) é uma pessoa que esteve no governo federal (funcionário de carreira), nunca exerceu cargos eletivos, mas sabe muito sobre os bastidores do poder – e suas intercessões com o mundo das finanças e da mídia. Seguem abaixo as informações que recebi dos dois. O texto é longo, mas peço atenção porque trata de assunto gravíssimo.

1 – O blog “O Cafezinho” publicou apenas 12 páginas de uma imensa investigação contra a Globo. Onde está o processo original? Onde estão as centenas de páginas até agora não reveladas? Um mistério. O “garganta profunda” garante que funcionários da Receita Federal no Rio estariam “em pânico” (são palavras dele) porque o processo contra a Globo simplesmente sumiu! Sim. O processo não foi digitalizado, só existe em papel. O deputado Protógenes Queiroz  (que pretende abrir uma CPI para investigar a Globo) também considera “estranho” que não haja “back-up” da investigação.

“Mas como um processo some desse jeito?” pergunto incrédulo. E o “garganta profunda” responde com um sorriso: “há advogados especializados nisso, e às vezes o sumiço físico de um processo é a única forma de evitar danos maiores quando se enfrenta uma investigação como essa contra a Globo”. Insisto: “mas quem teria pago pro processo desaparecer?”. E o “garganta profunda” responde com um sorriso apenas.

2 – Importante compreender que, na verdade, há uma investigação contra a Globo que se desdobra em dois processos. Tudo começa com o ”Processo Administrativo Fiscal” de número 18471.000858/2006-97 , conduzido pelo auditor fiscal Alberto Sodré Zile; era a investigação propriamente tributária, no decorrer da qual descobriu-se a (suposta) conta da Globo em paraíso fiscal e a sonegação milionária. Ao terminar a investigação, no segundo semestre de 2006, Zile constatou “Crime contra a Ordem Tributária” e por isso pediu a abertura de uma“Representação Fiscal para Fins Penais” (ou seja: investigação criminal contra os donos da Globo) que recebeu o número 18471.001126/2006-14.

3 – Um dos indícios de que há algo errado com os dois processos contra a Globo surge quando realizamos a consulta ao site ”COMPROT” (qualquer cidadão pode entrar no site“COMPROT” do Ministério da Fazenda e fazer a consulta – digitando os números que reproduzi no item acima). Ao fazê-lo, aparecem na tela as seguintes informações:

“MOVIMENTADO EM: 29/12/2006″

“SITUAÇÃO: EM TRÂNSITO”.

4 – Um processo (ou dois!!!) pode ficar ”em trânsito” durante seis anos e meio? Isso não existe.  Onde foi parar o processo? Entrou em licença médica? Repousa em algum escaninho? Viajou para as Ilhas Virgens Britânicas? Ou desapareceu no buraco negro que parece unir o Jardim Botânico ao Planalto Central?

A “fonte 2″ esclarece que a investigação deveria ter seguido dois caminhos:

— a Globo poderia continuar discutindo o imposto devido nas instâncias administrativas da Receita (para isso, teria que pagar o valor original e discutir a multa);

— o Ministério Público Federal no Rio deveria ter iniciado uma investigação dos aspectos criminais (esse era o caminho depois da “Representação Fiscal para Fins Penais” apresentada pelo auditor Zile).

5 – Se a Globo tivesse feito recursos administrativos na Receita, isso deveria constar no site “COMPROT”. Mas a última movimentação é de 29/12/2006 – como qualquer cidadão pode confirmar realizando a consulta. O que se passou? Onde está o processo? O “garganta profunda” garante: “o processo teria sido sido retirado do escritório da Receita do Rio, desviado de forma subterrânea”. Essa informação, evidentemente, ainda precisa ser confirmada.

6 – Se  o processo original sumiu, como se explica que Miguel do Rosário tenha obtido as 12 páginas já publicadas em “O Cafezinho”? Aí está outra parte do segredo e que vamos esclarecer agora: um homem – não identificado – teria conseguido preservar o processo original (e feito pelo menos mais uma cópia, na íntegra, para se proteger). As 12 páginas seriam, portanto, “só um aperitivo do que pode vir por aí”, garante o “garganta profunda”.

7 – O que mais há no processo? Detalhes sobre contas em paraísos fiscais,  e os nomes dos donos da Globo associados a essas contas, além de muitos outros detalhes – diz o “garganta profunda”, único a manter contato permanente com o homem que hoje possuiria o processo na íntegra. Seriam provas avassaladoras, “com nome, endereço e tudo o mais”. Em suma: umabomba atômica contra a Globo.

8 – Abrimos aqui um parêntesis. A “fonte 2″ garante-me que em 2003 a família Marinho procurou o governo Lula para pedir ajuda. A Globo estava a ponto de quebrar (graças às barbeiragens com a GloboCabo, que contraiu dívidas em dólar e viu essa dívida se multiplicar por quatro depois da desvalorização do Real em 98/99, no governo FHC). Algumas pessoas no entorno de Lula chegaram a sugerir que o governo emitisse “debêntures” para salvar a Globo. Na prática, isso poderia dar ao governo o controle da Globo. “Seria uma forma suave de, na prática, estatizar a Globo”, garante-me a “fonte 2″.

Por que não foi feito? “Eram todos marinheiros de primeira viagem no governo, faltou confiança e convicção para adotar essa medida, que teria sido a mais adequada para o país“, diz a “fonte 2″ – que acompanhou toda a negociação de perto. Ele conta que a família Marinho ficou contrariada com essa idéia, que chegou a ser levada à mesa por integrantes do governo Lula, mas a Globo estava tão desesperada que cogitou até aceitar essa saída pra não quebrar. Lula, no entanto, optou pela saída convencional: a Globo conseguiu empréstimos (inclusive no BNDES), e alongou a dívida. A família Marinho manteve seu império intacto.

[O que você está esperando? Não vai ajudar o Rodrigo Vianna a fazer um documentário sobre a Globo e as eleições? Clique aqui para financiar e aproveite para assinar o Viomundo]

9 – Ainda pressionada por essa dívida principal, a família Marinho recebeu notícia da investigação fiscal, promovida pelo auditor Zile. A Globo pediu socorro ao governo. Isso deve ter ocorrido entre 2003 e 2004, diz a “fonte 2″. A ordem de Lula teria sido: “não vamos intervir, os auditores têm autonomia funcional e devem fazer o trabalho deles”.

10 – A partir de então (e apesar da “ajuda” do governo para equacionar a dívida principal originada pelas barbeiragens na Globocabo), a família Marinho teria declarado guerra. Isso explicaria a cobertura global na CPI do Mensalão, sob a batuta de Ali Kamel, em 2005. Essa é a tese da “fonte 2″, embasada nesses fatos só agora revelados.

11 – O processo por sonegação (conduzido pelo auditor Alberto Sodré Zile) foi concluído às vésperas da eleição de 2006, quando a Globo de novo apontou as baterias contra Lula. Acompanhei tudo isso de perto, eu estava na Globo na época.

Claramente, a temperatura contra o governo subiu no último mês antes do primeiro turno (ocorrido em outubro de 2006).  O auditor Zile concluiu a investigação em setembro de 2006. A família Marinho queria que a investigação sobre sonegação fosse interrompida de qualquer forma. Não tanto pelos valores, mas porque a revelação de contas em paraísos fiscais seria devastadora.

12 – Entre o primeiro e o segundo turnos da eleição de 2006, houve algum acordo entre a Globo e o governo Lula? A cobertura global da eleição mudou completamente no segundo turno, tornando-se mais “suave”. Em novembro de 2006, um colega que também era repórter da Globo e que mantinha bons contatos com Marcio Thomaz Bastos (então Ministro da Justiça de Lula) disse-me: “Rodrigo, agora eles sentaram pra conversar, o governo e os Marinho“.  Não se sabe ao certo o que foi colocado na mesa para a tal conversa. O que se sabe é que, coincidentemente, desde dezembro de 2006 a investigação por sonegação segue “em trânsito.”

13 – A divulgação das doze páginas pelo “O Cafezinho” pegou a Globo de surpresa. Reparem como a nota oficial da emissora é confusa e contraditória. A Globo fala que não há imposto a pagar, mas reconhece que discute algumas cobranças, sim. E não faz qualquer menção à conta nas Ilhas Virgens. É um ziguezague. Procedimento típico de quem não sabe o que o “outro lado” possui de munição. A Globo torce para que o resto do processo não apareça. Sobram várias perguntas…

14 – O homem que está com o processo na mão estaria disposto a revelar todo o conteúdo? Por que não o fez até agora?

15 – O MPF (Ministério Público Federal) vai esclarecer por que não seguiu a investigar a Globo, conforme sugeriu o auditor Alberto Sodré Zile em sua “Representação Fiscal para Fins Penais”? Cabe aos blogueiros e ao Centro Barão de Itararé fazer essa pergunta diretamente ao MPF. Aliás, nessa quarta-feira, dia 10, às 11h, o Barão e outras entidades irão para a porta do MPF no Rio (rua Nilo Peçanha, 31 – centro), levando a singela pergunta: “MPF, por que você não investiga a fraude da Rede Globo?”. Gurgel pode dar a resposta…

16 – A Receita Federal alega que não pode dar mais detalhes sobre a investigação, já que esta estaria protegida por sigilo fiscal. Ok. Mas a Receita pode – e deve – esclarecer o que foi feito dos processos. E por que eles constam como “em trânsito” na página “COMPROT” do Ministério da Fazenda.

17 – Por último, seria bom esclarecer se houve, de fato, algum acordo entre Lula e Globo em 2006. E por que ele teria sido rompido depois – com a evidente tomada de posição da emissora carioca em favor de Serra na eleição de 2010?

Leia também:

Últimas unidades

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



105 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Para Acompanhar: Clima Noir na Receita Federal ou O Caso do Sumiço do Processo da Globopar | Jonas Scherer

13 de junho de 2017 às 08h23

[…] e até o momento, somente jornalistas independentes, entre eles Miguel do Rosário e  Rodrigo Vianna, e poucos meios de comunicação tradicionais, como o IG,  (onde estás, Record?) falam sobre a […]

Responder

Eduardo

26 de julho de 2013 às 03h00

Será que o desmontador da bomba atomica, não está querendo apenas complicar, e a por em duvida, se a globo sonegou mesmo o IRPJ, agora a globo sabem como sonegar, basta consultar o joaquim, simples não.

Responder

Brickell Avenue: Onde a grama é realmente bacana - Viomundo - O que você não vê na mídia

25 de julho de 2013 às 09h41

[…] Rodrigo Vianna: Processo da Globo pode ter “bomba atômica” […]

Responder

Ex-funcionária da Receita diz que não sabe que foi condenada - Viomundo - O que você não vê na mídia

23 de julho de 2013 às 13h11

[…] Rodrigo Vianna: Processo da Globo pode ter “bomba atômica” […]

Responder

Amaury Ribeiro Jr.: Documentos comprovam que MPF prevaricou - Viomundo - O que você não vê na mídia

21 de julho de 2013 às 15h55

[…] Rodrigo Vianna: Processo da Globo pode ter “bomba atômica” […]

Responder

Amadeu, sobre ministro: Colocou Marcola para fiscalizar o PCC - Viomundo - O que você não vê na mídia

20 de julho de 2013 às 23h37

[…] Rodrigo Vianna: Processo da Globo pode ter “bomba atômica” […]

Responder

José Arbex Jr.: Conjuntura no Brasil pode desembocar em crise revolucionária - Viomundo - O que você não vê na mídia

17 de julho de 2013 às 10h35

[…] Rodrigo Vianna: Processo da Globo pode ter “bomba atômica” […]

Responder

Heloisa Villela: Lucros das corporações disparam, impostos desabam - Viomundo - O que você não vê na mídia

17 de julho de 2013 às 09h39

[…] Rodrigo Vianna: Processo da Globo pode ter “bomba atômica” […]

Responder

Nossos aliados para esclarecer o papel de Cristina no Globogate - Viomundo - O que você não vê na mídia

13 de julho de 2013 às 00h00

[…] Não quero atrapalhá-los antes que estejam prontos para divulgar o que apuraram, mas todas as possibilidades ainda estão em aberto: Cristina atuou por conta própria? Cumpria a agenda de terceiros? Pretendia ajudar ou prejudicar a Globo? Estava a serviço de uma quadrilha de achacadores? Essa quadrilha tentou tomar dinheiro dos irmãos Marinho, bandidos da era da informação? Cristina cumpriu um papel político? Um acordo teria acontecido, como sugeriu o Rodrigo Vianna?  […]

Responder

Heloisa Villela: Governo dos EUA incentiva colega a dedurar colega - Viomundo - O que você não vê na mídia

12 de julho de 2013 às 22h28

[…] Rodrigo Vianna: Processo da Globo pode ter “bomba atômica” […]

Responder

Araújo

11 de julho de 2013 às 19h43

Isso é mais dinheiro que o deistribuido nos mensalões de PT e do PSDB, juntos.

Responder

Antecipamos as fotos da avenida Paulista que não vão sair na capa dos jornalões de amanhã - Viomundo - O que você não vê na mídia

11 de julho de 2013 às 15h52

[…] Rodrigo Vianna: Processo da Globo pode ter “bomba atômica” […]

Responder

Mídia patronal foca em multidões que bloqueiam tudo - Viomundo - O que você não vê na mídia

11 de julho de 2013 às 12h41

[…] Rodrigo Vianna: Processo da Globo pode ter “bomba atômica” […]

Responder

Paulo Metri: Entrega como a de Libra só em pais militarmente ocupado - Viomundo - O que você não vê na mídia

11 de julho de 2013 às 10h08

[…] Rodrigo Vianna: Processo da Globo pode ter “bomba atômica” […]

Responder

Centrais criticam Paulo Bernardo antes de ir às ruas; atos contra projeto de Sandro Mabel em todo o Brasil - Viomundo - O que você não vê na mídia

10 de julho de 2013 às 23h54

[…] Rodrigo Vianna: Processo da Globo pode ter “bomba atômica” […]

Responder

Luciano Martins Costa: Médicos, solidariedade de classe e consciência social - Viomundo - O que você não vê na mídia

10 de julho de 2013 às 11h44

[…] Rodrigo Vianna: Processo da Globo pode ter “bomba atômica” […]

Responder

Rodrigo Vianna: MPF não se consternou com R$ 600 milhões - Viomundo - O que você não vê na mídia

10 de julho de 2013 às 11h41

[…] Rodrigo Vianna: Processo da Globo pode ter “bomba atômica” […]

Responder

Tijolaço cobra respostas do MP, da Secom e da Receita - Viomundo - O que você não vê na mídia

10 de julho de 2013 às 11h34

[…] Rodrigo Vianna: Processo da Globo pode ter “bomba atômica” […]

Responder

Em nota, Globo diz que não foi ouvida no processo de funcionária - Viomundo - O que você não vê na mídia

10 de julho de 2013 às 09h51

[…] Rodrigo Vianna: Processo da Globo pode ter “bomba atômica” […]

Responder

Euler

09 de julho de 2013 às 23h45

Um dado revoltante nessas revelações é saber que Lula teve a chance de detonar a Globo, mas preferiu conciliar e salvar o monopólio dos Marinho da quebradeira. Uma pena para o país, especialmente para a maioria pobre da população, vítima desse instrumental de permanente manipulação. Só por isso, ou seja, pela omissão, pela conciliação com o inimigo, e pela covardia, Lula e o PT talvez mereçam a surra diária que recebem da máfia midiática país afora.

Responder

    Wildner Arcanjo

    20 de julho de 2013 às 08h49

    Vamos ver o outro lado: A Rede Globo ainda têm muita influência dentro das outras esferas políticas no Brasil. Não acho que a ajuda tenha sido um acordo para salvar a empresa, mas um acordo para salvar a govenabilidade. No ato do desespero, toca-se fogo na casa para se livrar dos ratos e era isso o que o Governo, na época, não queria (eu acho).

Três Silva condenados por obter ajuda de funcionária da Receita - Viomundo - O que você não vê na mídia

09 de julho de 2013 às 23h33

[…] Rodrigo Vianna: Processo da Globo pode ter “bomba atômica” […]

Responder

Assessoria desmente urubus de plantão: Saúde de Lula está excelente - Viomundo - O que você não vê na mídia

09 de julho de 2013 às 18h59

[…] Rodrigo Vianna: Processo da Globo pode ter “bomba atômica” […]

Responder

Amaury Ribeiro Jr.: Globo usou doleiros para pagar direitos da Copa - Viomundo - O que você não vê na mídia

09 de julho de 2013 às 14h56

[…] Rodrigo Vianna: Processo da Globo pode ter “bomba atômica” […]

Responder

Wilson R. Caveden (Teteia)

09 de julho de 2013 às 10h17

[…] Do VioMundo […]

Responder

Abelardo

08 de julho de 2013 às 23h22

Azenha vc já parou para pensar quantas foram as denúncias da Globo nos últimos 10 anos em que acompanhada da denúncia havia documentos que corriam em sigilo no judiciário e foram publicados sem nenhum constrangimento? E agora só por que é contra eles não se pode nem falar no assunto? O número dos movimentos, as datas, os depachos de onde para onde e o verdadeiro destino que registra o último e verdadeiro movimento tem que ser informado, pois nada disso compromote e divulga o seu conteúdo interno que está sob sigilo. Houve algum advogado ou juiz que requisitou o processo para alguma avaliação? Isso também deve ser apurado e a população aguarda uma resposta om mais rápido possível da receita federal, pois caso contrári, o caso se tornará muito mais que uma bomba atômica, será uma grande guerra atômica onde a credibilidade das instituições federais estará inteiramente sob suspeita até que se prove o contrário.

Responder

Fabio Passos

08 de julho de 2013 às 23h13

O “desaparecimento ” deste processo pode ser a prova definitiva que a organizações globo, que criou empresa em paraíso fiscal para fazer falcatrua contra a receita, corrompe ativamente o poder público para prevalecer seus interesses e escapar impune das mutretas.

A foto dos três filhotinhos da ditadura precisa ser amplamente divulgada.
Os 3 porquinhos, líderes do PiG, precisam ser reconhecidos em todo o Brasil.

Tá chegando a hora do acerto de contas!

Responder

Guanabara

08 de julho de 2013 às 23h08

Se o PSDB voltar, a dívida é perdoada. Anotem aí.

Responder

Sagarana

08 de julho de 2013 às 20h31

“A Globo estava a ponto de quebrar (graças às barbeiragens com a GloboCabo, que contraiu dívidas em dólar e viu essa dívida se multiplicar por quatro depois da desvalorização do Real em 98/99, no governo FHC). Algumas pessoas no entorno de Lula chegaram a sugerir que o governo emitisse “debêntures” para salvar a Globo. Na prática, isso poderia dar ao governo o controle da Globo. “Seria uma forma suave de, na prática, estatizar a Globo”, garante-me a “fonte 2″.”

Como a dívida multiplicou por quatro em função de uma desvalorização cambial em 98/99 onde o dolar saiu de cerca de 1,20 e se estabilizou em cerca de 1,90 até meados de 2001? Sequer duplicaria por isso. Falta qualidade por absoluta falta de conexão com os fatos para essa assertiva.

Qunto àquela de que sugeriram que o GOVERNO EMITISSE DEBENTURES para salvar a Globo, francamente, quanta desinformação. Governos JAMAIS emitem debêntures! Parei por ali.

Responder

    o burrinho Pedrês

    01 de setembro de 2013 às 09h56

    Sagarana, se quer usar de sagacidade, por que não perguntar pro autor do texto acima como ele (ou a “fonte2”) chegou ao cálculo das 4 vezes que provavelmente não é só pela simples conta do câmbio maior mas porque ao longo de um período (após o câmbio alterado) uma dívida pode contrair outros adicionais?
    Por que não esclarecer as razões de governos não emitirem debêntures? Você chegou a considerar que o termo está entre áspas – “debêntures” – por qualquer razão que, de repente, o autor tenha considerado por não se tratar exatamente de uma debênture?

abolicionista

08 de julho de 2013 às 20h10

Se o que o texto diz é verdade, o governo está colhendo o que plantou e merecia uma tratamento ainda pior por parte da mídia parasita. Longe do palácio e da vida na corte, nós que não temos parte no banquete devemos pedir a cabeça desses asquerosos.

Responder

Lukas

08 de julho de 2013 às 19h41

Algumas considerações:

1) para discutir na instância superior (CARF) a Globo não teria que pagar o imposto. Até 2007 ela teria que fazer um depósito de 30%. Hoje isto não mais existe. Então, neste processo, se ela quisesse ir ao CARF, deveria depositar, e não pagar, 30% do imposto. Caso lograsse êxito os 30% lhe seriam devolvidos.
2) O MP só poderia iniciar uma investigação após o envio da Representação a ele. No COMPROT não consta que tenha sido enviado. Hoje em dia, caso o contribuinte tenha pago, impugnado ou parcelado, o processo não é enviado ao MPF. Á época, acredito que era da mesma maneira. Se não era, a responsabilidade é da Receita e não do MP.
3) Quando se faz uma fiscalização, é obrigatório ter um DOSSIÊ, que nada mais é que a cópia do processo original, arquivado no setor de Fiscalização. Isto é de responsabilidade do fiscal que fez a fiscalização e, em última instância, do seu chefe. Se fez o DOSSIÊ, o fiscal tem um documento que lhe garante. Se o DOSSIÊ também sumiu, a culpa é do Chefe do setor onde ele estava arquivado.
4) Se o processo sumiu, foi após o julgamento na DRJ, pois até lá ele chegou. Neste julgamento o auditor que indeferiu a impugnação da Globo, não faz menção a detalhes sobre contas em paraísos fiscais e aos nomes dos donos da Globo associados a estas contas. Ou o julgador está em conluio, omitindo estas informações em seu julgamento,ou o processo que lhe chegou às mãos não tinha estas informações. Outro ponto que corrobora para a tese que estas informações não chegaram ao julgador é que a própria defesa da Globo não faz menção a estes fatos. Então, se a RFB tinha estas informações, não as colocou nos processos. Se não estavam nos processos, para que fazê-los sumir?
5) O caso é estranho e merece ser investigado, mas acho que vocês devem ter ajuda de alguém da RFB que saiba o que está dizendo. Por exemplo, porque questionar o Ministério Público se o processo nunca foi enviado a ele pela Receita? Para perseguir o Gurgel?
6) Se a Globo pagou tudo, o processo deveria estar arquivado; não há informação de impugnação; poderia ter parcelado, mas sete anos de parcelamento é um pouco estranho; se não pagou, impugnou ou parcelou, o processo deveria estar na Procuradoria da Fazenda Nacional para inscrição em dívida ativa da União e a Representação no MP.

Responder

José X.

08 de julho de 2013 às 19h33

Sem querer titar o foco da questão, mas o Serra e o Aécio também não têm processos contra eles parados a anos no judiciário ?

Responder

Regina Braga

08 de julho de 2013 às 18h03

A rede esgoto e seus ratinhos vão ter que pagar a conta do desinfetante.Como eles adoram os cheirosos,vamos ajuda-los a limpar o País.Paga grobo,paga!

Responder

Todd Gitlin: O que fazer com uma classe política trancada em seu próprio universo? - Viomundo - O que você não vê na mídia

08 de julho de 2013 às 18h02

[…] Rodrigo Vianna: Processo da Globo pode ter “bomba atômica” […]

Responder

J Souza

08 de julho de 2013 às 14h33

E a Dilma? Sobre o que foi tratar com a Lili Marinho? Sobre o mesmo assunto?
O Ricardo Teixeira já caiu! (Mas, enquanto tiver o Corinthians e o Flamengo nas mãos, a Globo ainda vai mandar no futebol!)
(Porém,) A Globo também já caiu… Na boca do povo!
É por isso que escalou o Huck para “afagar” o “ético” Barbosa!
É por isso que a Globo “comprou a briga” do Gurgel contra a PEC 37!
Parece que a batata de muita gente está assando…

Responder

    J Souza

    08 de julho de 2013 às 14h34

    Já ouviram falar de “formação de quadrilha”?

    Luís CPPrudente

    08 de julho de 2013 às 16h39

    A famiglia Marinho é especialista nisto.

    Luís CPPrudente

    08 de julho de 2013 às 16h44

    Isto é uma especialidade da famiglia Marinho!

Lukas

08 de julho de 2013 às 13h41

Algumas considerações:

1) para discutir na instância superior (CARF) a Globo não teria que pagar o imposto. Até 2007 ela teria que fazer um depósito de 30%. Hoje isto não mais existe. Então, neste processo, se ela quisesse ir ao CARF, deveria depositar, e não pagar, 30% do imposto. Caso lograsse êxito os 30% lhe seriam devolvidos.
2) O MP só poderia iniciar uma investigação após o envio da Representação a ele. No COMPROT não consta que tenha sido enviado. Hoje em dia, caso o contribuinte tenha pago, impugnado ou parcelado, o processo não é enviado ao MPF. Á época, acredito que era da mesma maneira. Se não era, a responsabilidade é da Receita e não do MP.
3) Quando se faz uma fiscalização, é obrigatório ter um DOSSIÊ, que nada mais é que a cópia do processo original, arquivado no setor de Fiscalização. Isto é de responsabilidade do fiscal que fez a fiscalização e, em última instância, do seu chefe. Se fez o DOSSIÊ, o fiscal tem um documento que lhe garante. Se o DOSSIÊ também sumiu, a culpa é do Chefe do setor onde ele estava arquivado.
4) Se o processo sumiu, foi após o julgamento na DRJ, pois até lá ele chegou. Neste julgamento o auditor que indeferiu a impugnação da Globo, não faz menção a detalhes sobre contas em paraísos fiscais e aos nomes dos donos da Globo associados a estas contas. Ou o julgador está em conluio, omitindo estas informações em seu julgamento,ou o processo que lhe chegou às mãos não tinha estas informações. Outro ponto que corrobora para a tese que estas informações não chegaram ao julgador é que a própria defesa da Globo não faz menção a estes fatos. Então, se a RFB tinha estas informações, não as colocou nos processos. Se não estavam nos processos, para que fazê-los sumir?
5) O caso é estranho e merece ser investigado, mas acho que vocês devem ter ajuda de alguém da RFB que saiba o que está dizendo. Por exemplo, porque questionar o Ministério Público se o processo nunca foi enviado a ele pela Receita? Para perseguir o Gurgel?
6) Se a Globo pagou tudo, o processo deveria estar arquivado; não há informação de impugnação; poderia ter parcelado, mas sete anos de parcelamento é um pouco estranho; se não pagou, impugnou ou parcelou, o processo deveria estar na Procuradoria da Fazenda Nacional para inscrição em dívida ativa da União e a Representação no MP.
7) A RECEITA FEDERAL DO BRASIL SÓ ESCAPA ILESA DESTA HISTÓRIA SE HOUVER UM PARCELAMENTO VIGENTE PARA OS DÉBITOS.

Responder

Gomes

08 de julho de 2013 às 13h35

Agora entendí da preocupação da rede bobo com a espionagem dos EUA no Brasil. É um recado ao governo federal: Vocês nos ajudam com esse processo e nós não divulgamos o que espionamos.

Responder

RicardãoCarioca

08 de julho de 2013 às 12h57

O Tijolaço convida você a solicitar informações sobre os processos da globo, assim como o Fernando Brito e eu já fizemos.

http://www.conversaafiada.com.br/brasil/2013/07/08/tijolaco-vai-atras-do-processo-da-globo/#comment-1189836

Faça o seu pedido também!

Responder

Francisco

08 de julho de 2013 às 11h55

Cá pra nós, esse legalismo bom mocista de Lula é coisa de menino amarelo abestado…

Responder

Janah

08 de julho de 2013 às 11h13

Como estará o barbozão numa hora dessas?

Responder

    RicardãoCarioca

    08 de julho de 2013 às 12h47

    Tem que ligar pra casa da Angélica pra saber se ele tá lá.

augusto2

08 de julho de 2013 às 10h25

a quem se preocupa com o incrivel e insólito dos ataques globentos á imagem (ja bem tisnada de fuligem) dos eUA, a perplexidade é legítima.
Tendemos porem a pensar q o movimento ñ é sem volta. Existem verbas secretissimas da Cia Langley Corp..existem ONGs que eles criam facil nos outros paises-com Cnpj e tudo- especialmente nos anos pré e eleitorais. Existem adidos e desadidos nas embassy da vida.Nesses filmes ai,com ou sem facçoes coloridas, o que nao falta é roteirista c/vasta experiência,de script já testado. Em suma esta biblica besta pode estar jogando verde.

Responder

Bertold

08 de julho de 2013 às 10h05

Eu lembro e acho que muita gente também recorda desse alarido de 2003-2004 e não era somente à grobo que estava mal. Estadão, JB, foia, RBS, grupo abril e rac estavam todos financeiramente na tanga. O que aconteceu depois é difícil dizer mas que todos “deram a volta por cima” e uma dica: o Zé Dirceu pagou o pato pois o pmdb foi vorazmente com a oposição cassá-lo.

Responder

Hgf

08 de julho de 2013 às 09h43

Gostaria de contribuir com o blog e as reportagens, mas não gostaria de usar meio eletrônico, por isso solicito ao Azenha disponibilizar uma conta para depósito. Fica a sugestão.

Responder

    J Souza

    08 de julho de 2013 às 14h25

    É verdade. Doei pelo pagseguro, mas não sei se foi enviado para o Viomundo.
    Se fosse uma conta corrente, teria certeza de que o valor foi recebido.

    Luís CPPrudente

    08 de julho de 2013 às 16h43

    Também doei pelo pagseguro, acontece que o tal do pagseguro pertence ao UOLixo. Não sei se é tão seguro assim, pois pertence à famiglia Frias.

    Uma conta corrente seria muito melhor, de preferência num banco público.

    Luiz Aldo

    08 de julho de 2013 às 18h01

    Faço minhas as palavras do CPP Prudente: assinei via PagSeguro. Azenha, tens como localizar se não estão desviando? UOL=FOLHA=ESTADO=VEJ..(PUTZ!!)=GLOBO=FEZES…

    Paulorg

    08 de julho de 2013 às 19h51

    Também continuo a aguardar uma conta…
    Recuso-me a usar algo ligado ao UOL.

    Valmont

    08 de julho de 2013 às 21h47

    Também detesto usar serviço da UOL, empresa da Famiglia Frias.
    Não consegui fazer a doação. O PagSeguro está bugado.
    Prefiro depositar no BB.

    Luís Carlos

    08 de julho de 2013 às 22h27

    Concordo com todos, preferencialmente se a conta for da CF ou BB.

ma.rosa

08 de julho de 2013 às 09h38

É muita sujeira jogada sob o tapete da GRobo e do Governo. Haja aspirador para limpar tudo isso!!kkkkkk Justiça a GRobo é fascista!! Se roubou, deve pagar.

Responder

Rômulo

08 de julho de 2013 às 09h30

A foto que ilustra a matéria é dos famosos Irmãos Metralha? Se não for, é igualzinha…

Responder

    Luís CPPrudente

    08 de julho de 2013 às 16h47

    Exatamente, na foto observamos os três porquinhos da famiglia Marinho.

    Tomem cuidado com as suas economias quando eles estiverem por perto, pois eles podem te manipular e tomar suas economias sem vocês perceberem.

augusto2

08 de julho de 2013 às 08h59

O futebol noturno das 10:00?
Assista só se for na Band!

Do contrário estarás ajudando:

A) A manipulaçao noticiosa das 08:00
B) O Bordel em capitulos das 09:00.

Sai dessa vida!

Responder

    Rodrigo

    08 de julho de 2013 às 13h56

    De quem vc acha que a bandeirantes compra o futebol?

    A)Da Grobo?

    B)Da Vênus Platinada?

    C)Da rede dos “little Sea Man brothers”?

    D)Todas as anteriores estão corretas.

    parabéns a quem acertou a resposta correta

flavio jose

08 de julho de 2013 às 08h58

A minha duvida é “PARA QUE SERVE O MINISTERIO PUBLICO?”. Tanto dinheiro jogado no lixo.

Responder

    renato

    08 de julho de 2013 às 10h43

    Lembra da PEC 37, a gurizada foi iludida.

    Wilson

    08 de julho de 2013 às 12h17

    O que a PEC 37 tem com isso? Se tivesse sido aprovada, aí que o Ministério Público não iria poder fazer nada mesmo.

Julio Silveira

08 de julho de 2013 às 08h46

A questão da Globo é de segurança nacional. Se espremerem muito corremos o risco de sermos invadidos pela quarta frota.

Responder

    Isabela

    08 de julho de 2013 às 11h44

    Oh, God!

    Julio Silveira

    08 de julho de 2013 às 12h49

    Pensa que é brincadeira, risos, é serio.

Mardones

08 de julho de 2013 às 08h21

o Gurgel deve querer que seu ‘reinado’ acabe o quanto antes.

Responder

    Mário SF Alves

    08 de julho de 2013 às 14h10

    Não. Ele tem de ficar lá e assistir de pé a vitória daqueles que há séculos vivem de migalhas num dos países mais ricos do mundo.
    ____________________________________

san paradise

08 de julho de 2013 às 08h16

o que posso dizer com toda humildade é que o escrevinhador precisa – se não estiver fazendo – examinar os andamentos processuais, extraídos do sistema público da Receita, que tem servido como base para parte dos argumentos, acompanhado por advogado especialista nesse tip ode processo, haja vista que os tais andamentos processuais nem sempre correspondem à realidade, já que nem sempre os servidores atualizam, ou podem até mesmo atualizar errado e tals….além disso, é comum processo dessa natureza ficar parado por anos! pois há utras medidas judiciais que podem suspender o processo ou fazê-lo correr em apenso a outro processo….essa pista que estão seguindo pode tanto ser a ponta de um iceberg como pode ser uma isca para ridicularizar o investigador……….eu também aposto que tem coisa errada aí, mas não me preocuparia tanto com o que diz os andamentos em si, eu me preocuparia em rastrear se houve outros desdobramentos que podem ter migrado o processo como apenso ou até mesmo para outra vara ou instância………….algo a ser feito é procurar saber quem é o procurador do estado responsável pelo processo e cobrar explicações na própria procuradoria, cobrar tb no MPF já que há indícios de crime contra ordem tributária e afins…..a procuradoria, p.ex, não pode negar a existência do processo e tem o dever de prestar contas em relação a ele, ao seu desenrolar, ainda que sob sigilo

Responder

RicardãoCarioca

08 de julho de 2013 às 07h59

A Globo, contrariando a sua natureza, está nesses dias denunciando os EUA e sua espionagem em solo nacional.

E até estava me perguntando ontem o porquê dela estar fazendo isso.

Já sei: Para desviar a atenção desse assunto de sonegação, que vai ficando cada vez mais cabeludo.

No fim, o plim-plim está se comportando como qualquer animal acuado.

Talvez ela consiga distrair as autoridades.

Responder

Murdok

08 de julho de 2013 às 07h42

Azenha esse negócio de desaparecer processo na administração pública, não é de hoje. Pior é naqueles órgãos onde não há digitalização. Desapareceu…acabou. Forma-se um comissão de sindicância interna e tá dado o resultado.
Vc lembra de uma reportagem, não lembro a TV, sobre desaparecimento de processos num órgão público, que eram roubados por pessoas da limpeza a mando de advogados?.

Responder

João

08 de julho de 2013 às 07h02

E a Record pergunta o que teria ido fazer a Globo nas Ilhas Virgens Britânicas.

Mas que pergunta simples de responder: procurar pela Verônica Serra, a filha de José Serra, o eterno candidato à presidência da República.

Portanto, não é à toa a simpatia que a Globo tem pela filha (por esconder a Privataria tucana, o livro do Amaury Ribeiro) e pelo pai. Está tudo em casa.

Responder

    Rodrigo

    08 de julho de 2013 às 08h56

    E do Edir Macedo? Por que será que ninguém fala dele por aqui?

    renato

    08 de julho de 2013 às 10h45

    A Globo já tratou deste assunto , não lembra.
    Ele foi para cadeia….lembra.Até provar o contrário.
    Mas tenho minhas duvidas.
    MAS….. agora é a vez da Globo….pode ser?

    Marcelo Figueiredo

    08 de julho de 2013 às 10h51

    Um de cada vez.

    André

    08 de julho de 2013 às 11h19

    Como dizia o esquartejador: “Vamos por partes”. Vai chegar a vez dele também.

ZePovinho

08 de julho de 2013 às 06h12

A questão é a seguinte,Azenha:

Ouvi muita gente dizer,no Rio,que Roberto Marinho nomeava o superintendente da Receita Federal que compreende o Rio de Janeiro.O objetivo era fazer contrabando de equipamentos para a Globo.
Segundo o povo da área de turismo(taxistas,etc),o contrabando da Globo entrava pelo Portão 4 do Galeão.
Logo,um dos caminhos seria ir atrás dos superintendentes da Receita Federal dos últimos 15 anos.

Responder

Marcos K

08 de julho de 2013 às 06h02

A Globo não gosta tanto de denunciar a corrupção dos outros? Porque, então, teme ter suas entranhas expostas?

Responder

    Luís CPPrudente

    08 de julho de 2013 às 16h50

    Porque a famiglia Marinho deve muito, ou melhor, sonega muito.

Ana Cruzzeli

08 de julho de 2013 às 05h23

A paralisia no processo pode ser por várias razões e uma delas pode ser que a Globo tenha entrado na justiça para questionar os valores. Seria loucura uma sonegadora entrar na justiça, mas parece que a justiça do Rio está nas mãos da Rede globo.

A hipotese de acordo não tem logica, o estrago já tinha tido efeito, eu duvido que o PT tenha feito acordo naquela altura do campeonato nem mesmo antes. O fato é que Rede Golpe não tinha mais munição para usar no segundo turno, gastou tudo no primeiro turno em 2006. A conversa do PT para o segundo turno era natural, afinal a maior transmissão de debate é sempre da Globo e o Lula vinha mantendo os votos e conquistando na reta final a chance de ir pra o segundo turno e conversar sobre debate e as regras tinha que ser sim um advogado do PT . Volto a dizer, não vejo a menor hipotese de acordo, o dano já tinha ocorrido, não havia chance da globo melhorar o estrato da denuncia do Roberto Jefferson. Ou a Globo ganhava no primeiro turno ou perderia feio no segundo.
Em 2010 foi a mesma coisa. No primeiro turno o Serra e sua turma gastaram tudo que podiam gastar e no segundo turno viu-se que ou a estratégia mudava ou perderiam como o Alckmin perdeu com menos voto no 2º turno que no 1º

Em 2006, ou o Alckmim ganhava no 1º turno ou ficaria mais dificil ganhar no 2º. Dito e feito. A estratégia do PT foi certeira, enquanto o PSDB só tinha o mensalão para se segurar o PT tinha a venda das estatais e a previsão de venda do BB já em 2007 caso o partido ganhasse em naquela eleição e todas as maracutaias que FHC fez ao longo de 8 anos e já era de conhecimento da maioria da população. Se naquela ocasião o PT estava supostamente sujo, o PSDB estava verdadeiramente podre e a população foi percebendo isso.

Com relação, o governo brasileiro ser SÓCIA da REDE GOLPE? Que visão dos infernos, ainda bem que isso não deu certo. Que a Rede Globo tenha um morte morrida como toda golpista tem que ter.

Responder

Raimundo

08 de julho de 2013 às 05h18

Não acredito em independência do Ministério Publico.

Responder

    RicardãoCarioca

    08 de julho de 2013 às 07h55

    Depois do Jô Gurgel, quem acredita?

    Abolicionista

    08 de julho de 2013 às 08h02

    A tese é a de que Lula tenha utilizado a bancarrota da Globo como moeda política. Tese verossímil posto que Lula utilizava tudo como moeda política. Contudo, ainda que a tese proceda, parece-me claro que o vazamento parcial do processo também pretende alferir lucro político. Que outro motivo justificaria adiar a verdade? Ou seja, o que se pretende não é combater o império da Globo, mas apenas ameaçá-lo paraque forneçam uma cobertura mais amena em 2014. É preciso alguém com mais brio nessa história, alguém que nutra desprezo por esse tipo de intriga palaciana em que o sistema político brasileiro chafurda. Essas negociatas de gabinete e esses escândalos cuidadosamente contidos estão minando a legitimidade da democracia brasileira, olhem que o povo está nas ruas.

    renato

    08 de julho de 2013 às 10h53

    Até concordo com você.
    Mas já sabemos que se você que é
    uma pessoa honesta de de brio…
    Fosse candidato..em dois tempos
    teria que estar provando ao vivo
    sua preferencia sexual
    que não estava andando com criancinhas
    que não escreveu isto ou aquilo no face.
    que não traiu sua mulher ou homem.
    que não fez aborto
    que é católico ou evangelico e não ateu
    que é a favor da pena de morte do Almadineja
    que tem que salvar da pena de morte um brasileiro traficante na China.
    que tem que provar que toda sua família não esta metida em ilicitos
    que tem que provar que nasceu assistindo a XUXA.
    que tem que provar que não é rico, que suas posses só lhe deem direito a
    um aparelhe de som e um carro barato, ainda pagando.
    que tem que provar que seus filhos são seus.
    que tem você completa o resto..

    abolicionista

    08 de julho de 2013 às 15h12

    Pois é, caro renato. Não é à toa que o cínico Diógenes – que só tinha de seu um velho tonel e andava pelas ruas nu como um cão – tornou-se um símbolo maior na iconografia da Revolução Francesa. Mas nosso caso não é para tanto, basta um pouco de vontade política. Havia margem de manobra de sobra para reativar a luta ideológica e o governo deixou escapar, não por medo ou coisa do tipo, mas por acreditar que a luta de classes, esse velho trapo marxista, estava morta e enterrada. Só que o governo estava errado, Lula estava errado ao afirmar que a luta ideológica era coisa de intelectual e não de trabalhador. Não é só o combate ao oligopólio midiático, mas o desprezo pelo trabalho de politização de base, o desprezo pela política. É isso que enterrou o PT, o desprezo pela luta. É claro que ele continuou vivo na militância, sobre a qual foi estendido o manto diáfano da fantasia, que invertia os sinais de todas as demandas. Jogada de mestre, mas só a curto prazo…

Sidnei

08 de julho de 2013 às 05h14

O que será que Alckmin, em 2006, e Serra, em 2010, ofereceram, para ter tanta, digamos, simpatia da Globo por suas candidaturas, hein?

Responder

FrancoAtirador

08 de julho de 2013 às 01h17

.
.
1) Conforme cópia da fl. 136, foi determinado o apensamento [‘anexação’] do Processo Nº 18471.001126/2006-14 (RFFP) ao de Nº 18471.000858/2006-97 (PAF).
A partir daí, ambos os processos passaram a tramitar fisicamente juntos,
sendo o PAF o processo principal e o RFFP o apensado.
.
.
2) O andamento ‘EM TRÂNSITO’ significa que os processos [‘pastas’]
foram ou estariam sendo remetidos

da DELEGACIA DA REC FED DE JULGAMENTO-I-RJ [DRJ-I/RJ]
(http://www.receita.fazenda.gov.br/scripts/srf/enderecos/endereco.asp?unidade=7140000)

para SET TEC SIST INFORMACAO-CAC-IPANEMA-RJ
(http://www.receita.fazenda.gov.br/Aplicacoes/Atbhe/UnidadesAtendimento/Unidades/InformacoesDasUnidades.aspx?unidade=07012)

Responder

Elza

08 de julho de 2013 às 01h08

Tremi na base, que história de acordo é essa entre o Lula e a Globo? Ai Lula ñ me decepciona(…)”Por último, seria bom esclarecer se houve, de fato, algum acordo entre Lula e Globo em 2006. E por que ele teria sido rompido depois – com a evidente tomada de posição da emissora carioca em favor de Serra na eleição de 2010?”

Responder

    mauricio

    08 de julho de 2013 às 09h45

    Todo mundo sabe que o Lula salvou a Globo em 2003.

    Oslvado

    08 de julho de 2013 às 20h02

    O “esperto”! Como o Lula poderia ter interferido em 2003 numa fiscalização que foi aberta em 2006?

Sada Akiyama

08 de julho de 2013 às 01h04

Se na manifestação do dia 11 esse Processo de Golpe Bilhonario da Globo e exigencia do Cumprimento das regras que disciplinam concessões não constarem da PAUTA , para imediatamente limitar todos esses poderes golpistas com Globo, SBT, Band, Record, o povo vai perceber que ate as chamadas Cenrais Sindicais, os Sindicatos matem relaçao de dependecia de alguma natureza com a Globo.

Responder

Cara alho

08 de julho de 2013 às 00h59

A única coisa que eu posso sugerir é que a fonte é o Ciro Gomes,lembro muito bem quando ele alertou nnma entrevista em 2003 que a Globo tava falida,quem conhece melhor os caminhos da politica que Ciro Gomes.

Responder

Ednaldo Vieira osta

08 de julho de 2013 às 00h51

Tem alguma coisa estranha acontecendo nas organizações Globo, a partir desse processo divulgado por Viomundo/O cafezinho.Para surpresa do Brasil que não é bobo,hoje 07/07/20013 O Globo sai com a manchete de capa:EUA espionaram milhões de e-mails e ligações de brasileiros,e no fantástico mostra os detalhes desse monitoramento.Confesso,eu nunca vi,li nem ouvi alguma vez essa empresa divulgar noticias que denigre a imagem dos EUA.Coloca a reporte Sonia Brid,justamente ela que em várias reportagem do Fantástico deu início a um processo de desmoralização do governo Dilma,somente mostrando as obras inacabadas do PAC. Por que agora sai em defesa do Brasil? A casa caiu GLOBO!!!

Responder

Liz Almeida

07 de julho de 2013 às 23h58

Espero que não seja verdade que o governo Lula fez um acordo com a globo no segundo turno de 2006.

Quanta falta de segurança na vitória. Nem Lula precisava, nem Dilma precisará de acordos assim pra ganharem eleição.

Hajam sempre com verdade e com honradez, que isso é o que importa.

E a partir de agora, pra cima da globo.

Responder

Luís CPPrudente

07 de julho de 2013 às 23h40

Na foto aparecem os três porquinhos da famiglia Marinho. Estes três porquinhos são contumazes sonegadores de impostos.

Quero que a bomba atômica exploda sobre a cabeça dos três porquinhos da famiglia Marinho.

Explode, explode, explode.

Responder

Abel

07 de julho de 2013 às 23h31

Mistério… mas seria uma boa hora para colocar isso em pratos limpos. Todos às ruas no dia 11/07!

Responder

Lukas

07 de julho de 2013 às 23h20

São tantos os erros no post que nem me animei a corrigir. Não tem ninguém da Receita ajudando, ou o Garganta Profunda não entende nada.

Abram o olho com ele, está enganando vocês.

Responder

    Edgar Rocha

    07 de julho de 2013 às 23h44

    Lukas, seria muito bom você apontar os possíveis erros. Pra quem é leigo no assunto, fica a impressão de que está tudo redondinho. Sei que é deve ser demorado, mas, em nome da informação e por generosidade, ficaríamos gratos.

    anteellen

    08 de julho de 2013 às 00h29

    Prezado Lukas,

    diante da gravidade das denúncias e diante de seu pouco assombro diante do que foi divulgado, humildemente peço que tenha paciência e desmonte, com argumentos, trecho a trecho, do que aqui foi colocado.
    Quando diz que frequenta o blog entendo que é para contribuir e não meramente para fiscalizar o que aqui é postado.
    Aguardo ansiosa seus argumentos fundamentados contrariando o que foi postado

    Daniel

    08 de julho de 2013 às 09h42

    Curioso, “existem pencas de erros” mas não aponta quais? Se você quer ser levado a sério, então por gentileza aponte quais seriam estes erros.

    Marcus Vinicius

    08 de julho de 2013 às 10h10

    “São tantos os erros no post que nem me animei a corrigir…”

    cara, você é a “piada pronta”.. rs !!

    mostra o seu “talento” e desmonte este post… ou ficou impressionado e sentiu o baque que está por vir?

    Abel

    08 de julho de 2013 às 19h19

    Apareceu um corajoso para desmontar a “bomba atômica”! Só tome cuidado para não cortar o fio errado…


Deixe uma resposta para Marcos K

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.