VIOMUNDO

Diário da Resistência


Denúncias

O programa dos EUA para sabotar a solidariedade cubana


16/07/2013 - 14h33

Por Jair de Souza

Documentário que expõe as bases do plano estadunidense de sabotagem contra o programa de solidariedade médica de Cuba para os outros países pobres.

Vemos aí como os Estados Unidos dedicam somas fabulosas de dólares e recursos humanos, não para salvar vidas de gente necessitada em países periféricos, mas para tentar chantagear os profissionais médicos cubanos com o intuito de estimulá-los a desertar de sua missão.

É interessante constatar como um país pequeno e pobre, totalmente bloqueado pela maior potência do planeta, consegue fazer tanto em termos de solidariedade.

Podemos imaginar como haveria muito mais justiça no mundo se os Estados Unidos decidissem seguir o exemplo de Cuba, ao invés de tentar sabotá-lo.

Leia também:

Glenn Greenwald diz que mídia corporativa dos EUA é escudo e megafone do poder

Estados Unidos espionaram “comunicação de lideranças” em Brasília

Ivan Valente: Quais empresas colaboram com a espionagem?

Ramonet: Serviços de espionagem já controlam a internet

Tijolaço protesta contra a bandidagem eletrônica: Somos ratos?

Spiegel: A aliança entre a NSA e 80 corporações

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



22 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Julie Feinsilver estudou a diplomacia médica cubana: mortalidade infantil cai 50%; FBI vigiou socióloga norte-americana - Viomundo - O que você não vê na mídia

01 de setembro de 2013 às 16h57

[…] O vídeo acima diz respeito ao programa do Departamento de Estado dos Estados Unidos que tenta convencer médicos cubanos que trabalham fora da ilha a desertar (denúncia do Jair de Souza, no Viomundo) […]

Responder

Carlos Cwb

17 de julho de 2013 às 13h32

Solidariedade não dá lucro. E lucro é o que interessa aos EUA…

Responder

Roberto Locatelli

17 de julho de 2013 às 11h39

Cuba exporta médicos. EUA exporta bombas, miséria e opressão.

Responder

FrancoAtirador

17 de julho de 2013 às 06h16

.
.
Até quando esse país sem nome da América do Norte

praticará impunemente Crimes contra a Humanidade?

“Senhor Deus dos desgraçados!
Dizei-me vós, Senhor Deus!
Se é loucura… se é verdade
Tanto horror perante os céus?!
Ó mar, por que não apagas
Co’a esponja de tuas vagas
De teu manto este borrão?…
Astros! noites! tempestades!
Rolai das imensidades!
Varrei os mares, tufão!”

(Navio Negreiro – Castro Alves)

“Deus! Ó, Deus! Onde estás que não respondes?
Em qu’estrela, em que mundo tu t’escondes
Embuçado nos céus?
Há dois mil anos te mandei um grito,
Que desde então corre embalde o infinito…
Onde estás, Senhor Deus?”

(Vozes d’África – Castro Alves)
.
.

Responder

Marcelo

17 de julho de 2013 às 00h44

Fora, Cuba Comunista!

Responder

    Nelson

    17 de julho de 2013 às 01h01

    Orgasmos múltiplos. Pelo jeito, é isso que deve experimentar o nosso emérito comentarista Marcelo, quando assiste àqueles filmes em que um destemido soldado ou agente secreto dos EUA dá uma surra – ou mesmo os aniquila à bala – em terroristas, traficantes de drogas e outros vilões.

    Coitado. Segue acreditando piamente que os governos dos EUA agem movidos pelo altruísmo. Na verdade, é naquele governo que vamos encontrar os maiores terroristas e traficantes de drogas.

    E, antes que eu me esqueça, Marcelo:

    Viva Cuba! Viva o valente povo cubano! Este sim, verdadeiramente destemido.

    E, para provocar um pouquinho mais:
    “Hasta la vitória, siempre”, como dizia Ernesto Tche Guevara.

    Nelson

    17 de julho de 2013 às 11h22

    Movido pelo costume aqui dos meus pagos do sul do Brasil, acabei escrevendo errado o nome com o qual ficou famoso e entrou para a história Ernesto Rafael Guevara de La Serna, nascido em Rosário, Argentina, em 1928.

    “Tche” é como nos chamamos mais comumente aqui no Rio Grande do Sul.

    “Che” é como era chamado e como ficou conhecido o Ernesto nascido na Argentina e cidadão do mundo.

    altemar

    18 de julho de 2013 às 12h19

    Ô minha gente, o retardado queria 2 minutos de nossa atenção, e conseguiu. Filho da mãe.
    Bombas e drones para ele.

    Gersier

    17 de julho de 2013 às 10h27

    Fora YANKES ditadores,que pregam a liberdade de ir e vir mas proibem uma cientista cubana de receber em seu território um prêmio dado pela comunidade internacional.
    Fora YANKES que cobram dos outros o respeito aos direitos humanos mas torturam e matam em Guantanamo e em paises soberanos que invadem.
    Fora YANKES que pregam a “liberdade de expressão” mas que violam o sigilo das comunicações dos cidadãos mundo afora e ainda perseguem os que revelam sua política podre.
    Que venham para o Brasil os médicos cubanos.

    ma.rosa

    17 de julho de 2013 às 12h34

    FORA, MARCELO FASCISTA!!!!!!

    Luís Carlos

    17 de julho de 2013 às 21h10

    O herói do Marcelo é o Rambo e seus governantes modelos são os ditadores e mentirosos Reagan e Bush Jr.

Marcos F Lima

16 de julho de 2013 às 23h18

Marcos Ferreira Lima

Os Estados Unidos reclamam de vez emquando acusam algum país de praticar terrorismo. Mas, O MAIOR TERRORISTA DOMUNDO são os Estados Unidos.

Responder

Fabio Passos

16 de julho de 2013 às 21h04

Asquerosa atuação da ditadura ianque tentando impedir a solidariedade entre os povos.
Muito legal saber que os sabotadores estão quebrando a cara.

E os canalhas da globo, veja, fsp e estado escondem da população o que seus amos ianques aprontam contra o mundo.

Responder

Fabio Passos

16 de julho de 2013 às 20h48

Socorro Cuba!

Nossa população precisa de sua solidariedade para ter acesso a atendimento digno de saúde.

Responder

Luís Carlos

16 de julho de 2013 às 19h43

Será que aqui tentarão sabotar (ainda mais) a solidariedade do SUS e maior acesso da população à assistência médica? Terão apoio dos EUA para sabotagens?

Responder

    Fabio Passos

    16 de julho de 2013 às 20h42

    Sem dúvida. O PiG já está em ação fazendo exatamente isso.

    Luís Carlos

    16 de julho de 2013 às 22h59

    Foi apenas uma pergunta retórica. Infelizmente (preferiria que fosse diferente, sem traidores que se vendem por dinheiro aos mercenários) com você.

    Luís Carlos

    16 de julho de 2013 às 23h01

    Disse ” concordo com você”.

Luiz Moreira

16 de julho de 2013 às 15h47

Era de chamar ás falas esta SABOTADORA CRETINA, pedindo à população que sabotem um serviço dela mesmo. Deviam também, exigir que a entidade médica a qual esta ANTA está vinculada, de chama-la para uma longa conversa, chamar sua empregadora e coloca-la contra a parede, pois este tipo de atitude é coisa de mentecapta e cretina, sem preparo para exercer profissão. Nem de coveira, pois está sabotando um serviço básico. Que tal sugerirmos que os assaltantes foquem sua atuação nos hospitais, pois ali tem poucas armas? Bom serviço estaríamos prestando? É coisa de canalha esta ação.

Responder

augusto2

16 de julho de 2013 às 15h47

é mas tem uma coisa.
As equipes de cubanos realizarem uma coisa que faculdade nenhuma faz, nem investimento tecnologico ou financeiro algum pode fazer.
É ensinar como se cuida da saude do povo pobre com POUCO RECURSO mas muita eficiencia – o que dispensa laboratorios, patentes fixas e assalto ao ministerios da Saude das naçoes.
É a mesma coisa que tu, sendo pobre ou remediado, ensinares cabalmente ao teu filhopequeno a percentagem, a tabuada ou uma lingua estrangeira em casa. Ninguem poderá tirar isso dele nunca mais.

Responder

Maria Libia

16 de julho de 2013 às 15h13

Que venham os médicos cubanos, americanos, portugueses, de qualquer parte do mundo, só para mostrar a arrogância dos médicos brasileiros. LILIAN HADDAD – Auditora da Unimed publicou o seguinte: SUGESTÃO AOS COLEGAS MÉDICOS: em seus atendimentos em hospitais públicos peçam MUITOS EXAMES! em especial quem trabalha em emergência e ambulatórios. Vamos fazer a população perceber que não são médicos que estão faltando. Vamos lotar as filas de espera de tomografias, radiologias, laboratórios e aumentar ao extremo os gastos públicos com a saudê (foi ela que escreveu assim). MELHOR QUE A GREVE E MELHOR QUE PASSEATA. Que horror!!! Já pensou cair na mão desta megera?

Responder

    Jeca Tatu

    17 de julho de 2013 às 09h20

    Só espero que aqueles médicos que trabalham com o plano da unimerda façam o mesmo e peçam muitos exames para os seus paciente também, para ver no que vai dar.


Deixe uma resposta para augusto2

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.