VIOMUNDO

Diário da Resistência


Mauricio Stycer: JN trata de forma desigual protestos de artistas contra Trump e Temer
Denúncias

Mauricio Stycer: JN trata de forma desigual protestos de artistas contra Trump e Temer


10/01/2017 - 13h17

Jornal Nacional

JN trata de forma desigual protestos de artistas contra Trump e Temer

por Mauricio Stycer, no UOL, 10/01/2017

O protesto da atriz Meryl Streep contra o presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, durante a cerimônia de entrega do Globo de Ouro, em Los Angeles, ganhou o mundo inteiro nesta segunda-feira (09). Foi o evento do gênero com maior repercussão internacional desde que, em maio do ano passado, a equipe do filme “Aquarius” fez uma manifestação, em Cannes, contra o presidente Michel Temer.

O principal telejornal do país, o “Jornal Nacional”, deu tratamento caprichado em sua edição desta segunda-feira (09) ao assunto. “A 12 dias de tomar posse, o presidente eleito foi criticado pela atriz Meryl Streep”, informou Renata Vasconcellos, chamando a reportagem do correspondente Alan Severiano.

Por dois minutos e meio, o jornalista descreveu os acontecimentos, exibiu trechos traduzidos da fala de Streep, explicou o contexto das duras críticas a Trump, mostrou a resposta do presidente eleito e ainda lembrou que a atriz deve voltar a ser vista em público na cerimônia de entrega do Oscar.

Em maio de 2016, o “JN” deu tratamento muito diferente ao protesto realizado pela equipe do filme “Aquarius”, de Kleber Mendonça Filho, em Cannes, o principal festival de cinema do mundo. Naquela ocasião, o diretor, a atriz Sonia Braga e outros membros da equipe passaram pelo tapete vermelho com cartazes dizendo que “houve um golpe no Brasil”.

William Bonner, na noite de 17 de maio, resumiu  assunto em 30 segundos  – cinco vezes menos tempo do que o dedicado ao protesto de Meryl Streep. Foram exibidas algumas imagens, mas nenhum áudio do protesto. O apresentador informou que a presidente afastada Dilma Rousseff agradeceu o apoio e que o então presidente em exercício Michel Temer não quis se manifestar.

Temer não é Trump, mas me parece desproporcional, ao menos no principal telejornal brasileiro, o espaço dado aos dois eventos. O fato de a Globo ter se manifestado em editoriais contra a tese de que Dilma foi objeto de um golpe não deveria ser justificativa para tanta timidez – como ficou patente agora – na cobertura jornalística do protesto em Cannes.

 Leia também:

Globo usa série sobre idosos para fazer propaganda da reforma que tira direitos dos idosos 



4 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

antonio inacio de lima

13 de janeiro de 2017 às 22h45

A rede ESGOTO, é a facção existente mais perigosa em todos os sentidos, para o Brasil. Enquanto não acabarem com o poder de destruição desta COISA, o Brasil jamais terá rumo!

Responder

Jader Oliver

10 de janeiro de 2017 às 16h43

Quando vejo pessoas pedindo orações para Bonner reatar com Fatima Bernardes meu estômago da voltas.
Esse desgraçado, asim como Cid Moreira e muitos outros tem que ir para o inferno dançar com o capeta.

Responder

FrancoAtirador

10 de janeiro de 2017 às 16h39

.
.
É que os Marinho são DEMOcratas.

Assim como os Maia e os Caiado.
.
.

Responder

lulipel

10 de janeiro de 2017 às 16h34

A Globo ainda vai matar um esquerdopata do coração!!!

Responder

Deixe uma resposta para Jader Oliver

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!