VIOMUNDO

Diário da Resistência


Dirigente nacional do MST repudia ameaça de PM atirar em militantes sem terra e a proteção a bolsonaristas; vídeo
Ao lado de PM empunhando arma contra militantes do MST, o vereador bolsonarista Sargento Mello (careca, de blusa azul escuro). Fotos: Reprodução de vídeo
Denúncias

Dirigente nacional do MST repudia ameaça de PM atirar em militantes sem terra e a proteção a bolsonaristas; vídeo


11/05/2022 - 18h39

Policial ameaça atirar em manifestantes Sem Terra que aguardavam Lula em Juiz de Fora (MG)

Ao lado dos policiais estava também o vereador bolsonarista Sargento Mello (PTB), enquanto Sem Terra declaravam manifestação pacífica

MST

Na manhã de hoje (11), um grupo de aproximadamente 60 militantes do MST que aguardava a chegada do ex-presidente Lula em Juiz de Fora (MG), sofreu ameaças e diversas intimidações por parte da Polícia Militar (PM). Os policiais chegaram a apontar armas e fazer insinuações de que iriam disparar.

A ação aconteceu na saída do aeroporto da cidade, onde cerca de 20 pessoas com carros de som se preparavam para bloquear a passagem do ex-presidente, impedindo a sua chegada ao Sport Club JF, onde o mesmo tem um encontro marcado com a população Juizforana e parlamentares.

A repressão da PM, registrada em vídeo e fotos realizadas pelos manifestantes, mostra a defesa dos servidores do estado ao grupo de apoiadores do atual governo. Enquanto Sem Terra declaravam manifestação pacífica, ao lado dos policiais se encontravam entre o grupo de bolsonaristas, o vereador Sargento Mello do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB).

“Ocupamos o canteiro central, sem obstruir nenhuma via, num ato de marcar presença e receber o nosso presidente, foi quando a Polícia Militar, sem a tarja de identificação no velcro da farda e claramente com um dos agentes muito alterado, seguiu em direção fora do comando da PM e nos ameaçou com escopeta”, relata Carolina Rodrigues, dirigente regional do MST na Zona da Mata, presente no ato.

A dirigente conta ainda que a ação da polícia tinha como objetivo retirar os militantes do MST da rotatória, canteiro central, e disponibilizar o local para o grupo de apoiadores do atual governo.

“Com esses episódios que aconteceram hoje em Minas Gerais, da truculência da Polícia Militar contra as manifestações pacíficas em apoio à candidatura do presidente Lula, repudiamos a atitude da PM em fazer esse tipo de repressão contra nosso povo e proteção aos bolsonaristas”,  afirmou Alexandre Conceição, da direção nacional do MST.

Alexandre também cobrou ação do governador Romeu Zema, do Partido Novo (Novo).

“Não queremos um país dividido, mas queremos um país democrático e participativo”, afirmou o dirigente. A visita do ex-presidente Lula à cidade de Juiz de Fora faz parte do calendário de visitas construído para com o povo mineiro, anunciado na semana anterior.

Abaixo, imagens antes de a PM do governo Romeu Zema ir pra cima dos manifestantes do MST, que faziam ato pacífico. Fotos: MST/Juiz de Fora

Leia também:

Fabiano Trompetista: Grileiros impedem que caminhão com comida a 300 famílias do MST acampadas no DF e polícia ignora





4 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Zé Maria

12 de maio de 2022 às 18h44

Parece que a ordem foi: ‘se algum vagabundo der um passo, atira’.

Responder

    Zé Maria

    12 de maio de 2022 às 18h46

    Nos Governos de Direita, a PM é ordenada a literalmente eliminar a Oposição.

Zé Maria

12 de maio de 2022 às 18h26

Que a Polícia Militar (PM) está cheia de Bandidos tudo mundo sabe.
Se é uma Corporação que doutrina os Componentes para serem
Assassinos de Pobres e Negros – e Negros Pobres – resta a Dúvida.
Certo é que a PM foi criada para proteger a Propriedade da Burguesia.

Responder

Valdir Rocha de Freitas

12 de maio de 2022 às 07h59

este vereador Melo é bolsonarista e este ao lado do Policial Militar, por quê?
a corporação alega que tudo foi feito na normalidade
mas vendo este áudio parece que algo está errado
era uma manifestação pacífica
quem está errado no local são os bolsonaristas que foram para provocar a visita do Lula
bolsonaristas devem comparecer em atos de seu mito
cada um no seu lado

Responder

Deixe uma resposta para Zé Maria

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding