VIOMUNDO

Diário da Resistência


Denúncias

Cid Gomes vai pessoalmente “fazer remoção” da Copa


06/08/2011 - 19h12

03.08.11 – Brasil
Governador visita comunidade e é recebido com resistência às remoções para a Copa de 2014

Camila Queiroz

Jornalista da ADITAL

Com vídeo sugerido pelo leitor Rui, de Fortaleza

Na capital nordestina Fortaleza (CE), uma das cidades-sede da Copa do Mundo de Futebol 2014, ocorreu ontem (2) um fato inesperado: o governador do estado do Ceará, Cid Gomes, visitou pessoalmente a comunidade Aldacir Barbosa, umas das 22 ameaçadas de remoção devido às obras do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), parte do projeto da Copa.

Ele entrou nas residências dos moradores, à noite, por volta das 20h, para defender a construção do VLT e pressioná-los a aceitar as remoções. Estava acompanhado de cerca de 30 seguranças armados, além de autoridades como o chefe da Casa Civil (e irmão do governador), deputado Ivo Gomes, o procurador geral do Estado, Fernando Oliveira, o presidente do Trem Metropolitano de Fortaleza (Metrofor), Rômulo Fortes, o secretário da Infraestrutura do Ceará, Adail Fontenelle, e o superintendente de Meio Ambiente, José Ricardo Araújo.

Em resposta à ofensiva, uma rápida mobilização surpreendeu o governador. Dezenas de moradores saíram às ruas e gritaram palavras de ordem como “Daqui não saio, daqui ninguém me tira” e “Cid é terrorista”, devido ao terror psicológico que a população vem sofrendo pela ameaça de remoção.

Para reforçar a resistência, o Movimento de Luta em Defesa da Moradia (MLDM) foi acionado, pelo que compareceram os núcleos das comunidades Trilha do Senhor, Dom Oscar Romero, João XXIII e Montese.

Segundo a professora Francinete Gomes, membro do MLDM e moradora da Trilha do Senhor, Cid Gomes chegou a entrar em cinco residências, onde defendeu o projeto e disse que só haveria duas alternativas – ou aceitavam as indenizações no valor de 10 mil reais, em média, ou seriam realocados em algum conjunto habitacional.

Cerca de mil famílias moram na comunidade Aldacir Barbosa, que está localizada em uma área nobre e das mais valorizadas de Fortaleza, o Bairro de Fátima. Para o movimento, as comunidades que vivem em torno do trilho são vistas como uma “mancha” de pobreza, que os gestores pretendem eliminar com o pretexto das obras da Copa.

Na opinião de Francinete, o governador agiu de maneira inaceitável, intimidando a comunidade. “Os moradores ficaram com medo e abriram a porta. O que ele fez eu chamo até de infantilidade. Se ele quer conversar, por que não marca uma conversa coletiva, no centro comunitário da Aldacir Barbosa, que é grande?”, critica.

Ela denunciou ainda que Cid Gomes descumpre a recomendação do Ministério Público, que entrou com ação pública para que o Governo do Estado suspenda as desapropriações para as obras do VLT, uma vez que o licenciamento ambiental da obra não foi concluído.

Agressão física

Duas mulheres relatam ter sido agredidas por seguranças de Cid Gomes – uma torceu o braço e a outra foi empurrada, caiu e machucou o cotovelo. Elas abriram Boletim de Ocorrência.

Hoje, militantes denunciaram a agressão à comunidade, apresentando fotos e vídeos da visita durante audiência ocorrida no Ministério Público Federal.

Preocupados com a atitude do governador, moradores da comunidade Trilha do Senhor realizarão assembleia geral amanhã (4) para traçar estratégias no intuito de neutralizar uma possível ação de Cid Gomes.

Sobre o VLT

Estudante de sociologia e militante do MLDM e da Organização Resistência Libertária (ORL), Mateus Viana desenvolve pesquisa sobre os impactos sociais do VLT. Segundo ele, o veículo trafegará em 27 quilômetros da capital, ligando o Porto do Mucuripe ao estádio Castelão e, para isso, afetará mais de 3 mil famílias.

De acordo com Mateus, a média das indenizações fica em 10 mil reais, valor insuficiente para a aquisição de outro imóvel em Fortaleza. Já a obra está orçada em 265 milhões de reais, dos quais 90,2 devem ser destinados a indenizações.

O pesquisador denuncia ainda a ausência de projeto habitacional para realocar as famílias, além de grave falha no Estudo de Impacto Ambiental (EIA), que não apresenta alternativas de trajeto.

Dentre os impactos sociais que as famílias sofrerão, cita distância de equipamentos sociais, como hospitais, escolas, terminal de ônibus, além da perda da convivência com a vizinhança – na Trilha do Senhor, por exemplo, há famílias instaladas no local há 70 anos.

PS do Viomundo: O padrão é o mesmo. Truculência. Falta de planejamento. Falta de consulta aos moradores. Arbitrariedade. “Indenizações” irrisórias.

Raquel Rolnik: Relatora da ONU diz que os removidos são sempre os últimos a saber

Sandra Quintela: É um espetáculo para inglês ver

A ilha da Fantasia de Sérgio Cabral

A mídia descontrolada: Episódios da luta contra o pensamento único
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação.

A publicação traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.

Por Laurindo Lalo Leal Filho



11 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Dona Zélia: “Ficou parecendo uma Miami. Quando abriram os olhos, era tarde demais” | Viomundo - O que você não vê na mídia

25 de agosto de 2011 às 21h51

[…] No Ceará, Cid Gomes vai pessoalmente ‘fazer remoção’ da Copa […]

Responder

Romário: Contra o ataque das retroescavadeiras | Viomundo - O que você não vê na mídia

23 de agosto de 2011 às 01h59

[…] No Ceará, Cid Gomes vai pessoalmente passar o trator verbal […]

Responder

Maria Libia

10 de agosto de 2011 às 19h09

O prefeito de s.p. que construir um túnel que, agora, chega a 2km, lá na expraiada, tirando muitos moradores, para doar aos interesses imobiliários. Eu não sei por que a população não faz um documentários completo e manda para a OEA ou para o tribunal em Haia. Pelo menos envergonharia o Brasil.

Responder

Marcio H Silva

07 de agosto de 2011 às 20h41

Isto está acontecendo em todos os estados onde teremos jogos da copa. Só tem uma solução, enfrentamento direto da população para chamar aten~ção da mídia mundial. Aí eles recuam.

Responder

chubiruba

07 de agosto de 2011 às 03h45

http://www.youtube.com/watch?v=5BjNAiCXKpY
Aê trouxas de todas as colorações partidárias/ideológicas, trata-se de área pública ocupada e área de risco com construções e barracos(com crianças) feita em torno e a poucos metros de trilhos já existentes(trem de carga), quer saber o que é um covarde ? um covarde é que se esconde num gabinete e não dá a cara à tapa, de minha parte preferia um governador na minha casa conversando do que um que mandasse de seu gabinete um bando de burocratas me dar aviso de despejo. E facista pra mim é um cidadão que quer impedir a livre circulação do próprio governador e a entrar em residências que não são a sua. Até parece que acreditam que o cid estava invadindo casas. Quem está alí é que invadiu área pública e ainda vai ganhar idenização que pode ser bem mais que 10000 ou uma casa inteira nova em local seguro. Se não quer copa diga.
E antes que me venham com xurumelas, digo não ao ciro presidente, não ao PSB na presidência, mas trouxa é que eu não sou pra pirar com um videozinho no youtube.Viva a esquerda mas abaixo esquerdopatas e direitopatas .

Responder

    João Grillo

    07 de agosto de 2011 às 11h56

    Trilha do Senhor, Dom Oscar Romero, João XXIII… A igreja demarcando área que nem cachorro com a urina, depois some, deixando este povo sem eira nem beira, não usam nem o santo lobby junto às autoridades, pra tirar essa gente desses minis-Haitis. O argumento de longe de hospitais, parece piada: aonde temos estes serviços presente em todo o Brasil? Convivência com vizinho … trafico, etc…Deveriam aproveitar a porcaria da Copa pra melhorar de vida., oportunidade única.
    A corja coronelista encabeçada pelo Tarso Tenho Jatinhos Porque Posso fará sabotagem a tudo que servir de melhorias para este povo, porque sabem que com isso, vão-se as esperanças de volta ao poder. Tem que ver o preço da idenização, porque senão estas famílias serão expulsas pra outras cidades! Dez mil em qualquer capital, nem mais em favelas.(ôps, desculpem, COMUNIDADES). Hipócritas!

    Maria Libia

    10 de agosto de 2011 às 19h16

    Até agora o lixão (área pública) estava lá e ninguém se importava com os moradores. Fortaleza, aliás o estado do Ceará é muito triste de se visitar. Há muito dinheiro concentrado em poucas mãos e um contigente que lembra muito a Somália., de tão pobre, analfabetos, miséria absoluta e total. Meninas se proptituindo com turistas que só visitam Fortaleza como turismo sexual e vc vem falar do miserável. Crápula é vc que permite que sua cidade seja ponto de prostituição. Aias, Fortaleza deveria colocar uma luz vermelha bemmmm no aeroporto para que os turistas saibam onde estão descendo.

Alessandra

06 de agosto de 2011 às 21h02

Terrorista, não!! Cid é Facista, mesmo!!! Cercou o Palácio da Abolição e colocou a tropa de choque da PM contra manisfestação pacífica de professores e ainda afirma que não negocia com a categoria em greve. Negociar p/ele é aceitar as sua imposições, caso contrário não há negociação!

Responder

Augusto

06 de agosto de 2011 às 20h12

Com o interesse imobiliário, ninguém pode…

Responder

Leo V

06 de agosto de 2011 às 19h35

Resita povo, resista!

Responder

Deixe uma resposta para chubiruba

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
A mídia descontrolada

O livro analisa atuação dos meios de comunicação e traz uma coletânea de artigos produzidos por um dos maiores especialistas do Brasil no tema da democratização da comunicação.