VIOMUNDO

Diário da Resistência

Sobre


Ex-ministros denunciam 60 dias de irresponsabilidade na Saúde: Covid avança, Brasil sucumbe com mortes e dor
Reprodução de vídeo e Agência Brasil
Blog da Saúde VIOMUNDO na Pandemia

Ex-ministros denunciam 60 dias de irresponsabilidade na Saúde: Covid avança, Brasil sucumbe com mortes e dor


17/07/2020 - 11h54

60 dias de omissão na Saúde

Em meio à pandemia, ministério se tornou uma instituição desacreditada

Ex-ministros da Saúde Alexandre Padilha, Arthur Chioro, Barjas Negri, Humberto Costa, José Gomes Temporão, José Saraiva Felipe e Luiz Henrique Mandetta, na Folha de S. Paulo

O Brasil sucumbe de modo trágico à pandemia do coronavírus, e o luto cobre a nação.

Ao ultrapassar as 75 mil mortes causadas pela Covid-19, número inferior apenas ao dos EUA, a doença avança pelo país deixando um rastro de dor e sofrimento.

Mas poderia ter sido diferente se o governo federal tivesse guiado suas ações ouvindo a ciência, mobilizando a sociedade, construindo estratégias com estados e municípios e assumindo sua responsabilidade de liderar e coordenar o esforço nacional de enfrentamento da pandemia.

O presidente da República, após demitir dois ministros por discordarem de sua condução negacionista e irresponsável, entregou o Ministério da Saúde (MS) a um interino militar que nomeou dezenas de outros militares para cargos estratégicos, em atitude ofensiva à saúde pública brasileira, que conta com técnicos e gestores experientes, dedicados e capacitados.

O MS se tornou uma instituição desacreditada e vista com reservas pela opinião pública, seja ao distorcer estatísticas oficiais, seja por aprovar protocolo que não se baseia em evidências científicas para o manejo da doença.

A gestão militarizada do MS não trouxe nenhum ganho em eficiência logística e sequer tem sido capaz de adquirir os testes necessários ou de executar os recursos orçamentários disponibilizados, já que apenas 30% foram gastos até agora.

O fato é que o governo federal abriu mão de seu papel constitucional de coordenação e condução do esforço nacional de combate à Covid-19, com evidentes prejuízos à capacidade do país em reduzir os impactos da doença.

O SUS tem sido fundamental para evitar uma situação de barbárie e caos social.

Como explicar a resiliência do SUS apesar do desfinanciamento e de seus problemas estruturais?

Na prática, a partir da decisão do STF sobre a autonomia dos entes da federação no enfrentamento da epidemia, estruturou-se no país uma “autoridade sanitária alternativa”, embora não formalizada enquanto tal, composta por governadores, prefeitos, sanitaristas e outros especialistas, entidades das áreas da saúde pública, da ciência, da medicina, partidos políticos, Congresso Nacional, Poder Judiciário e grande mídia, que vem se dedicando com grandes limitações ao enfrentamento da situação sanitária

Não se trata apenas de uma atuação equivocada ou incompetente do presidente e do governo federal.

As decisões tomadas nos campos sanitário, econômico e social expressam uma lógica perversa que rege todo o governo e que subjuga as necessidades da população ao princípio da austeridade fiscal, indiferente aos danos que isso possa causar na vida das pessoas.

Que o governo federal assuma suas responsabilidades intransferíveis!

Que o Ministério da Saúde seja devolvido à saúde pública!

Que se ponha fim à omissão no enfrentamento da pandemia!

Que possamos finalmente unir esforços e enfrentar de forma obstinada a pandemia de Covid-19 e seus graves efeitos sociais e econômicos sobre a nação.



Ajude o VIOMUNDO a sobreviver

Nós precisamos da ajuda financeira de vocês, leitores, por isso ajudem-nos a garantir nossa sobrevivência comprando um de nossos livros.

Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia

Edição Limitada

R$ 79 + frete

O lado sujo do futebol: Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!

R$ 40 + frete

Pacote de 2 livros - O lado sujo do futebol e Rede Globo

Promoção

R$ 99 + frete

A gente sobrevive. Você lê!


5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Ibsen Marques

22 de julho de 2020 às 01h26

O que eu posso dizer é o seguinte.
Estou internado na UTI de um hospital da rede D’OR em São José dos Campos e estão me empurrando Annita e Cloroquina.
Se eu morrer o Covid teve duas importantes ajudas.

Responder

    Conceição Lemes

    22 de julho de 2020 às 13h12

    Ibsen, esperamos que vc se restabeleça rápido. Vc ou alguém chegou a dizer que não queria esses remédios? BOA SORTE

Zé Maria

17 de julho de 2020 às 22h29

Entrevista: Arthur Chioro, ex-Ministro da Saúde: https://youtu.be/xoO7i4HoRy0?t=1468

Responder

Zé Maria

17 de julho de 2020 às 19h46

Querem contaminar 80% da População Brasileira de COVID-19,
correspondente a 170 Milhões de Pessoas Infectadas no Brasil,
para alcançar uma fantasiosa ‘imunidade de rebanho’, que só se
aplica nas campanhas de vacinação em massa contra doenças
infecto-contagiosas que estão fora de controle no País.

Supondo que fosse possível – ou praticável – a contaminação de
170.000.000 de [email protected], ‘espontânea’ ou ‘voluntariamente’,
– como pretendem os Generais no Governo Bolsonaro/Mourão –
e sabendo que hoje (17/7/2020) a Taxa de Mortalidade é de 3,8%,
teríamos nada mais, nada menos que 6 Milhões e Meio de Mortos
afetados pela SARS-COV-2 (COVID-19) no Brasil.
Isto é: seriam 6,5 Milhões de Famílias Brasileiras de Luto. Esse é o
preço que os Governantes Militares cobram de Sacrifício ao País.

Responder

Zé Maria

17 de julho de 2020 às 19h12

(des)Governo Nazifascista tentando implementar na Sociedade Brasileira
a tese da ‘sobrevivência do mais apto’ do Darwinismo Social de Spencer.

Responder

Deixe uma resposta para Zé Maria

Apoie o VIOMUNDO - Crowdfunding
Loja
Compre aqui
O lado sujo do futebol

Tudo o que a Globo escondeu de você sobre o futebol brasileiro durante meio século!