VIOMUNDO

Sindicato dos Advogados de SP vai ao CNJ contra Sérgio Moro

09 de março de 2016 às 17h53

Moro

Advogados de SP vão ao CNJ contra Sérgio Moro

Sonia Racy, no Estadão 

O Sindicato dos Advogados de SP decidiu na manhã desta quarta-feira entrar com pedido de processo no Conselho Nacional de Justiça contra o juiz Sérgio Moro, responsável pelos processos da Lava Jato.

A representação disciplinar foi requerida por Roberto Teixeira, um dos advogados de Lula, na segunda-feira.

Analisando o pedido, nesta manhã, a diretoria do sindicado aprovou o pedido por unanimidade. E quer que o CNJ apure infrações que teriam sido cometidas contra Teixeira.

Segundo Adimar de Assis, presidente do sindicato, Moro teria insinuado que Teixeira forjou a escritura do sítio de Atibaia, imóvel que é investigado na Lava Jato e que teria sido reformado a mando de empreiteiras citadas na Operação Lava Jato.

“Ao falar que essa escritura seria uma farsa, diz que o advogado teria cometido um crime. Com base nessas insinuações, ele estaria tentando intimidá-lo na sua atuação profissional e no processo”, afirmou Assis.

“Ele [Sérgio Moro]  está acusando o advogado de ter representado os adquirentes do imóvel recolhendo a assinatura em seu escritório, como se isso fosse um crime. O advogado representa seus clientes, inclusive nesses negócios”, acrescentou.

A representação deve citar ainda o fato de Sérgio Moro ter se manifestado sobre o processo que levou Lula a depor na última sexta-feira.

No sábado, o magistrado emitiu nota a imprensa afirmando que a forma como o ex-presidente foi levado para depor foi pensada de maneira a evitar tumulto.

“Independentemente de quem seja o juiz, ele tem se manifestado sobre um processo em que esse advogado atua. O juiz não pode apresentar manifestação por qualquer meio a não ser no processo”, disse.

Leia também:

Luciana Genro diz que Lula virou agenciador de empreiteiras corruptas

Investigação VIOMUNDO

Estamos investigando a hipocrisia de deputados e senadores que dizem uma coisa ao condenar Dilma Rousseff ao impeachment mas fazem outra fora do Parlamento. Hipocrisia, sim, mas também maracutaias que deveriam fazer corar as esposas e filhos aos quais dedicaram seus votos. Muitos destes parlamentares obscuros controlam a mídia local ou regional contra qualquer tipo de investigação e estão fora do radar de jornalistas investigativos que trabalham nos grandes meios. Precisamos de sua ajuda para financiar esta investigação permanente e para manter um banco de dados digital que os eleitores poderão consultar já em 2016. Estamos recebendo dezenas de sugestões, links e documentos pelo [email protected]

R$0,00

% arrecadado

arrecadados da meta de
R$ 20.000,00

90 dias restantes

QUERO CONTRIBUIR

 

11 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

José de Pindorama

09/03/2016 - 20h12

Caros Comentaristas, boa noite!
Cabe ao magistrado e/ou operador de Justiça quando no exercício de suas prerrogativas legais, em parte por sua preparação profissional individual, e em parte pelo poder que lhe outorga o povo; que se conduza perenemente à luz da Constituição Federal. Desnecessário dizer, que todos os funcionários públicos no exercício de suas atribuições, em diferentes instituições, devem servir prioritariamente ao povo, donde emana todo o poder que reveste o Estado. Sem sombra de dúvida, existem servidores públicos, de amplo espectro; probos, íntegros, honestos; que de fato honram o funcionalismo e devem ser incentivados. Como em todo ramo de atividade humana, existem também os que praticam ilicitudes, e esses devem ser retirados, processados, julgados, e apenados, a bem do serviço público. Ao Magistrado, é vedado o pré julgamento que possa ser baseado em raça e/ou etnia, gênero, credo, ideologia política, deficiência física, natureza social e financeira. Na confrontação com a Justiça, as partes devem ser tratadas de forma equânime. E todo o processo deve seguir seu rito natural, nas instâncias estabelecidas, sem atropelos, vazamentos, e interesses espúrios a este. Deve-se sempre, espraiar a Justiça. A população, espera que o Judiciário sinalize positivamente, combatendo o ilícito e a impunidade que grassam na nossa pobre Nação. Nos últimos meses, a resposta por parte do Judiciário a essa questão, na minha modesta opinião, tem sido profundamente insatisfatória e atentando contra a Constituição Federal, Democracia e o Estado de Direito, se confundindo, com a ‘grande mídia’, no rito golpista. Essa reação do Sindicato dos Advogados, não é de proteção ao ilícito e a impunidade, mas de um basta as arbitrariedades e desvios cometidos. Parabéns ao Sindicato, bem como, as ponderações e inserções, sempre ‘cirúrgicas’ do Comentarista Franco Atirador. Penso que o Governo Federal, deveria consultar os Serviços Nacionais de Inteligência, procurando se inteirar do que vem, de fato, ocorrendo no Foro do Paraná; e se a situação assim exigir, evocar a Lei de Segurança Nacional, comunicar oficialmente à Nação, no mais restrito respeito à Constituição Federal, e realizar os procedimentos necessários factíveis às situações. Deve-se coibir as inverdades e partidarismo da ‘grande mídia’. Não sei se isso é legalmente possível, pessoas com mais conhecimento sobre o tema, como Comentaristas, Advogados, e o Respeitável Blogueiro, o que pensam vocês?
Um grande abraço a todos, por uma Nação Justa carente de melhores dias!

Responder

Guilherme Soares Pinto

09/03/2016 - 20h10

Sindicatos… Sempre os sindicatos!
.
Incrível como os sindicatos, seja de q categoria for, estão “alinhados” com o PT!
.
Será q os bilhões repassados do Estado para eles tem alguma influência?
.
Óh dúvida cruel!
.
Há muito tempo q os sindicatos perderam a sua independência… e honestidade!
.
Hj, são apenas “braços” de um partido político falido…

Responder

    Julio Silveira

    10/03/2016 - 08h57

    Deixa de ser Carneiro, cidadão, se é que entendes algo sobre cidadania. O fato, neste caso, que vc deveria se preocupar é se houve motivos para a ação, se houve arbítrio, abuso de poder. Não é por que se trata do Lula, mas também por causa dele, um líder. Imagina se fazer com uma pessoa da envergadura politica do Lula, o que não fariam contigo, comigo. Arbítrio é arbítrio, seja ele com quem for e quem se arvora no domínio do poder legal deve estar sempre ciente da responsabilidade de bem representar o poder.
    Não adianta sua torcida ou de qualquer outro para fazer a coisa do seu gosto, a lei é para todos, a constituição e para todos os brasileiros, é isso que eu almejo. Isonomia. Coisa que nunca aconteceu no Brasil e parecem que lutam para nunca acontecer.
    Quer justiça? Cadê os outros? Quer linchamento? Se contente com o boneco do Lula e corra o risco de apanhar e ainda vê-lo ser furado por quem reconhece haver manipulação e condução subliminar de um bando de bois.

    Guilherme Soares Pinto

    11/03/2016 - 18h08

    Hummm
    .
    Houve arbítrio, é?
    .
    Onde estava o sindicato nos outros 116 mandados de “condução coercitiva” expedidos na operação Lava-Jato antes do caso de Lula?
    .
    Vem com essa história de “lei pra todos”, contanto q Lula não esteja no “todos”…
    .
    Sobre entender de cidadania, quem está defendendo corrupto aqui, é vc!

FrancoAtirador

09/03/2016 - 18h50

.
.
HOUVE, LITERALMENTE, TENTATIVA DE SEQÜESTRO DE LULA,
.
MAS COMANDANTE DE PELOTÃO DA AERONÁUTICA IMPEDIU
.
AÇÃO DE SEQÜESTRADORES NO AEROPORTO DE CONGONHAS.
.
(http://naofode.xyz/7b23)
.
.

Responder

FrancoAtirador

09/03/2016 - 18h06

.
.
O Juiz do Paraná não está só atentando
contra os Advogados e os Acusados.
Ele está ofendendo o Direito Posto.
.
(http://www.viomundo.com.br/denuncias/ministro-marco-aurelio-mello-para-protegerlula-lava-jato-levou-ex-presidente-ate-um-espaco-publico-veja-o-trecho-da-entrevista.html)
.
.

Responder

FrancoAtirador

09/03/2016 - 18h00

.
.
Está na hora de a Presidente da República, como Chefe de Estado,
.
denunciar oficialmente aos Organismos Internacionais (OEA/ONU)
.
a Tentativa de Atentado ao Poder Democraticamente Constituído,
.
por Evidentes e Sucessivas Violações à Constituição Federal do Brasil.
.
(http://www.sasp.org.br/jornal-sasp/581-ha-cooperacao-nacional-e-internacional-para-destruir-o-pt-afirma-embaixador.html)
.
.

Responder

Deixe uma resposta