VIOMUNDO
O VIOMUNDO só é possível também através de anunciantes, e detectamos que você utiliza um AdBlock, bloqueador de anúncios.
Por favor considere ajudar o VIOMUNDO desativando o bloqueador para este site.

Corrida por Manoel Fiel Filho, operário assassinado há 40 anos pela ditadura

13 de fevereiro de 2016 às 21h56

2 - vinheta joana CORRIDA POR MANOEL

Homenagem jornalístico-esportiva a Manoel Fiel Filho, operário assassinado há 40 anos pela ditadura militar

Enviado por Izaías Almada, via  e-mail

O jornalista, escritor e maratonista Rodolfo Lucena realiza uma homenagem jornalístico-esportiva a MANOEL FIEL FILHO, operário metalúrgico assassinado nos porões da ditadura militar há 40 anos. Manoel foi morto sob tortura no dia 17 de janeiro de 1976 no Doi-Codi de São Paulo.

Para marcar a data, Rodolfo faz a CORRIDA POR MANOEL, 40 dias de corridas por percursos significativos para a vida e a morte do operário assassinado três meses depois da execução de Vladimir Herzog.

Em muitos desses trajetos, que relembrarão a luta contra a ditadura, pela democracia, pela liberdade e pela justiça, o maratonista será acompanhado por convidados.

Além de familiares de Manoel, estão convidados os advogados Samuel Mac Dowell e Marco Antonio Rodrigues Barbosa, que representaram a família de Manoel em processo contra a União, o ex-preso político e diretor do Núcleo Memória Maurice Politi e a coordenadora do Memorial da Resistência, Katia Regina Neves.

“Consideramos que o grande valor da Corrida por Manoel Fiel Filho é justamente por ser uma forma original de resistência política contra o esquecimento e, portanto, pela preservação da memória”, afirma Katia.

E Maurice acrescenta: “Homenagear Manoel Fiel Filho, 40 anos após seu brutal assassinato, com essa corrida simbólica, significa resgatar a luta dele como operário metalúrgico, trabalhador consciente de seu papel, e de todos aqueles que deram a vida em favor do fim de um dos regimes mais violentos que tivemos no Brasil republicano”.

A largada da CORRIDA POR MANOEL será em ato no Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo (rua Galvão Bueno, 782), às 8h da próxima quarta-feira, 17 de fevereiro. A partir dali sairemos na primeira jornada, uma caminhada em memória da vida e da morte do operário.

“Importante esse resgate da luta e da vida de Manoel Fiel Filho”, diz Miguel Torres, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo. “Oportuno num momento em que as novas gerações não têm acesso ou conhecimento de nossa história.”

Cada trajeto será registrado em foto e vídeo; reportagem sobre o percurso de cada dia, com entrevistas e documentação histórica, será publicada no blog especialmente desenhado para o projeto CORRIDA POR MANOEL. O endereço é http://lucenacorredor.blogspot.com

4 - rodolfo lucenaRodolfo Lucena, 59, é gaúcho de Porto Alegre e estava fazendo o vestibular para jornalismo quando Manoel foi assassinado. Ultramaratonista, fez mais de 30 provas de longa distância, da maratona a corridas de cem quilômetros. É autor de “Maratonando” (Record, 2006) e “+Corrida” (Publifolha, 2009). Repórter da “Folha de S. Paulo”, é colunista da revista de corrida “O2” e blogueiro; desenvolve o projeto Maratonando com o MST, de corridas em assentamentos e acampamentos dos sem terra (http://mstmaratonando.wordpress.com).

Leia também:

Julian Rodrigues: Será que estamos esperando a prisão de Lula para reagir? 

Patrick Mariano: Sobre Lula, Elis e Cássia

O livro da blogosfera em defesa da democracia - Golpe 16

Golpe 16 é a versão da blogosfera de uma história de ruptura democrática que ainda está em curso. É um livro feito a quente, mas imprescindível para entender o atual momento político brasileiro

Organizado por Renato Rovai, o livro oferece textos de Adriana Delorenzo, Altamiro Borges, Beatriz Barbosa, Conceição Oliveira, Cynara Menezes, Dennis de Oliveira, Eduardo Guimarães, Fernando Brito, Gilberto Maringoni, Glauco Faria, Ivana Bentes, Lola Aronovich, Luiz Carlos Azenha, Maíra Streit, Marco Aurélio Weissheimer, Miguel do Rosário, Paulo Henrique Amorim, Paulo Nogueira, Paulo Salvador, Renata Mielli, Rodrigo Vianna, Sérgio Amadeu da Silveira e Tarso Cabral Violin. Com prefácio de Luiz Inácio Lula de Silva e entrevista de Dilma Rousseff.

Compre agora online e receba na sua casa!

 

3 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Urbano

15/02/2016 - 21h03

Com bastante propriedade o ‘ninguém segura esse Brasil’…

Responder

FrancoAtirador

14/02/2016 - 12h19

.
.
BENEDICITE!
(Olavo Bilac)
.
Bendito o que, na terra, o fogo fez, e o teto;
E o que uniu a charrua ao boi paciente e amigo;
E o que encontrou a enxada; e o que, do chão abjeto,
Fez, e aos beijos do sol, o ouro brotar do trigo;
.
E o que o ferro forjou; e o piedoso arquiteto
Que ideou, depois do berço e do lar, o jazigo;
E o que os fios urdiu; e o que achou o alfabeto;
E o que deu uma esmola ao primeiro mendigo;
.
E o que soltou ao mar a quilha, e ao vento o pano;
E o que inventou o canto; e o que criou a lira;
E o que domou o raio; e o que alçou o aeroplano…
.
Mas bendito, entre os mais, o que, no dó profundo,
Descobriu a Esperança, a divina mentira,
Dando ao homem o dom de suportar o mundo!
.
Tarde, 1919
.
(http://www.avozdapoesia.com.br/obras_ler.php?obra_id=8709&poeta_id=358)
.
.

Responder

FrancoAtirador

14/02/2016 - 10h06

.
.
Link para o Blog “corrida por MANOEL”:
http://lucenacorredor.blogspot.com.br
.
.

Responder

Deixe uma resposta