VIOMUNDO

Pancadaria em ato pró-Bolsonaro na Assembleia gaúcha; deputado toma chuva de purpurina

26 de janeiro de 2016 às 18h34

Captura de Tela 2016-01-26 às 18.29.11

Foto Guilherme Santos

26/jan./2016, 16h18min

Manifestantes e jornalistas são agredidos em ato pró-Bolsonaro em Porto Alegre

Jaqueline Silveira, no Sul 21

A manifestação de diferentes coletivos ligados à causa LGBT, movimentos de mulheres e de defesa dos direitos humanos contra as ideias do deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) terminou em pancadaria, na tarde desta terça-feira (26), no auditório Dante Barone da Assembleia Legislativa gaúcha.

Após um protesto pacífico realizado em frente à Assembleia, um grupo de cerca de 80 ativistas entrou no auditório onde ocorria um ato em apoio a Bolsonaro para promover um “beijaço”.

Cantando slogans como “A nossa luta é todo dia, contra o racismo e a homofobia”, os manifestantes ficaram alguns minutos logo depois da escada que dá acesso ao auditório.

Quando começavam a sair, um participante do ato pró-Bolsonaro agrediu uma das manifestantes que logo foi socorrida por seus companheiros.

Seguiu-se uma pancadaria que atingiu também jornalistas que cobriam a manifestação e que acabaram agredidos por apoiadores de Bolsonaro.

Seguranças da Assembleia entraram em ação e os manifestantes voltaram para o lado de fora da Assembleia.

Do lado de fora da Assembleia, o advogado Gustavo Bernardes, ex-presidente do Conselho Nacional LGBT, disse que “não será este sujeito que irá acabar com a diversidade no Brasil”.

Bolsonaro passou a manhã concedendo entrevistas à imprensa em Porto Alegre, repetindo seus bordões contra gays, comunistas, petistas e tudo que guarde relação com os direitos humanos.

O deputado foi recebido na Assembleia por seus apoiadores que cantaram o hino do Rio Grande do Sul e gritaram palavras de ordem contra o PT, os direitos humanos e a esquerda em geral.

O deputado federal Luiz Carlos Heinze, um dos parlamentares do PP gaúcho investigados na Operação Lava Jato, foi levar seu apoio a Bolsonaro, sendo saudado como “ícone do conservadorismo”.

*****

Captura de Tela 2016-01-26 às 18.39.44JOVENS FAZEM PURPURINAÇO EM BOLSONARO

do Levante Popular da Juventude

O dia 29 de janeiro é dedicado à luta pela visibilidade da população trans.

Hoje (26), na Assembleia Legislativa do RS, militantes do Levante Popular da Juventude realizaram um protesto contra o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ), jogando purpurina no parlamentar.

Bolsonaro está em Porto Alegre para participar da cerimônia de passagem de cargos no Comando Militar do Sul.

Em entrevista à Rádio Guaíba, nesta manhã, em Porto Alegre (RS), Jair Bolsonaro disse que “cortaria todos os recursos para direitos humanos”.

O deputado, que diariamente atenta contra os direitos humanos em seus discursos e ações de ódio, é a personificação da transfobia no Congresso Nacional e, assim como Eduardo Cunha (PMDB), a sua política representa o que há de mais reacionário no Brasil e um retrocesso nas conquistas do povo brasileiro.

Numa ação bem-humorada e irreverente, colocando em pauta a visibilidade trans, os jovens do Levante Popular da Juventude denunciam a transfobia, a LGBTfobia, o machismo e o racismo de Bolsonaro, cobrindo o deputado de purpurina e fazendo o chamado: Levante e brilhe contra a transfobia!

Leia também:

Doria, o privatista, pediu dinheiro público para a mulher

 

12 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Vicente

27/01/2016 - 14h15

“O dia em que Bolsonaro virou purpurina” Se isso não é manifestação preconceituosa, não sei o que é

Responder

    FrancoAtirador

    27/01/2016 - 15h57

    .
    .
    Onde está o Preconceito: No dia, no Bolsonaro ou na Purpurina?
    .
    .

FrancoAtirador

27/01/2016 - 13h31

.
.
Jair Bolsonaro e Eduardo Cunha são as Provas Vivas
.
de que a Democracia Representativa Colapsou de vez.
.
.

Responder

José de Pindorama

27/01/2016 - 12h15

Caros Comentaristas, bom dia.

Não sei se a Gestão do nosso prestigioso Blog permite, mas aí vão os links a quem é simpático a cassação do Deputado Jair Messias Bolsonaro; à saber:
https://secure.avaaz.org/po/petition/Conselho_de_Etica_da_Camara_dos_Deputados_Cassacao_do_Deputado_Jair_Bolsonaro_PPRJ/?pv=27
http://www.peticaopublica.com.br/pview.aspx?pi=P2011N8366
No site Petição Pública, a cassação anda um pouco amena; no site Avaaz está próxima de um resultado satisfatório.
Apoiem os beneficiados, sem dúvida, será o sofrido Povo Brasileiro!

Responder

Julio Silveira

27/01/2016 - 10h59

Quando a gente pensa que a torpeza humana está regredindo vem o Bolsonaro e prova junto com seus seguidores o quanto estamos enganados.

Responder

Eduardo

27/01/2016 - 09h36

Já dizia Gilberto Gil:
“quanto mais purpurina melhor”… realce! realce!
kkkkkkkkkk

Responder

José de Pindorama

26/01/2016 - 21h45

Caros Comentaristas, boa noite!
Caro Mauricio, muito boa observação. Contudo, não é só no RJ que elegemos quem não tem aptidão, em todos os sentidos, para ocupar cargos no amplo espectro político. Nosso sofrido povo tem de se sensibilizar para o fato de que um político, exercendo seu mandato, vai realizar o que realiza em sua vida pessoal. Em outras palavras, aquele que tem uma integra trajetória em seu curso de vida, tenderá a manter sua conduta ilibada; já os que não tem…
Temos de conhecer o histórico do candidato, seu trabalho social, seu Partido, a ideologia de seu Partido, quando há um desvio como o Partido pune, se é ficha limpa; mesmo assim corremos o risco de realizar uma escolha equivocada; que dirá se não considerarmos esses fatores. Outro cuidado a se tomar, é com a grande mídia, que tenta eleger quem cumpre sua agenda e seus interesses; quem não se lembra do caçador de marajás!
Com relação a esse Senhor, objeto dessa matéria, pelo conjunto da obra, no Congresso Nacional, proponho a cassação dele e de seu suplente, tornando-os inelegíveis pelo tempo que for possível.
Quem é simpático a essa proposta procure o site petição pública e assine o manifesto, antes que seja tarde demais; temos de barrar o fascismo, o ódio, a intolerância, o sectarismo o quanto antes nesse País.

Responder

    Maria Libia

    27/01/2016 - 09h22

    Quero assinar sua petição, mas não sei o título. PEÇO TAMBEM A TODOS ASSINAREM A PETIÇÃO PARA QUE O JOSE CARDOSO SAIA DO MINISTERIO DA JUSTIÇA, POR NÃO COMANDAR A POLICIA FEDERAL.

Mauricio Gomes

26/01/2016 - 19h12

Que vergonha meu querido Rio eleger essa figura medieval, repulsiva, grotesca e absolutamente incompatível com a democracia. Fico me perguntando o que leva alguém a votar em uma figura tão deplorável que apenas prega o ódio, a intolerância e o preconceito? Só podem ser tão doentes e psicopatas como ele, ou então são tão burros que não conseguem perceber isso. Não duvido que essa besta um dia entre armado no congresso e mate alguém a tiros, quem sabe aí os dePUTAdos o cassariam por falta de decoro. Lamentável…

Responder

    Nelson

    26/01/2016 - 22h41

    Meu caro Maurício Gomes.

    É uma vergonha o meu querido Rio Grande do Sul ter elegido uma figura desprezível como este tal de Heinze. Ainda mais que os gaúchos, pelo menos uma grande parte de nós, sempre nos arvoramos o estrato mais politizado do país.

    Reinaldo Faria Tavares

    27/01/2016 - 01h20

    O Rio de Janeiro nos deu de presente o Aécio, o Cunha e o Bolsonaro…

    EDSON

    27/01/2016 - 21h15

    É realmente chega a ser até um egoísmo só o estado do rio ter o privilégio de votar no excelentíssimo deputado Jair Bolsonaro ,mas como vivemos numa democracia no próximo pleito todos os cidadães vão ter a oportunidade de votar b.o.l.s.o.n.a.r.o 2018

Deixe uma resposta