VIOMUNDO
O VIOMUNDO só é possível também através de anunciantes, e detectamos que você utiliza um AdBlock, bloqueador de anúncios.
Por favor considere ajudar o VIOMUNDO desativando o bloqueador para este site.
Cartas de Minas
Cartas de Minas

Moradores de Floripa fazem escracho em bairro frequentado por Aécio Neves: “Não suje a lagoa”; veja as fotos

09 de junho de 2017 às 16h09

Da Redação

Em 2014, o agora senador afastado Aécio Neves, ex-presidente do PSDB, obteve em Santa Catarina a sua maior votação proporcional: 64,5% dos votos no segundo turno.

Em Brusque, no interior catarinense, teve 82,01% dos votos. Em Florianópolis, foram mais de 65% dos votos válidos.

Jovem, aparentemente dinâmico, casado com a gaúcha Letícia Weber, Aécio trocou alianças exatamente um ano antes do primeiro turno.

No ano eleitoral, o casal teve gêmeos.

The Piauí Herald chegou a brincar a respeito, depois da derrota de Aécio: “Me casei à toa”, lamenta Aécio Neves, numa referência às frequentes baladas em que o senador mineiro era visto com Alexandre Accioly, Ronaldo Fenômeno, Luciano Hulk e outros “intelectuais” da pesada.

O que pouca gente sabe é que Aécio frequenta — ou pelo menos frequentava — com alguma assiduidade a Lagoa da Conceição, em Floripa, de onde é a família de Letícia.

Foi visto na sacada do apartamento e frequentando restaurantes da região.

Para os catarinenses foi um imenso choque ver o outro lado do senador mineiro, revelado nas gravações feitas pelos empresário Joesley Batista ou nas interceptações telefônicas da Polícia Federal.

“Que atire a primeira pedra quem nunca se surpreendeu negativamente ou se decepcionou com um amigo. Não vou renegar minha relação de amizade com ele, nem mesmo em um momento tão negativo da sua vida”, afirmou Luciano Hulk a respeito do escândalo.

Cornificado politicamente pelo amigo, o ator Márcio Garcia, da Globo, desabafou: “Foi uma das maiores decepções da minha vida. Foi quase como se eu tivesse pego minha mulher na cama com outro”.

Ronaldo “A culpa não é minha, eu votei no Aécio” Fenômeno lamentou: “Em relação à vida política, o país vem sofrendo decepção atrás de decepção. O Brasil precisa de uma limpeza geral daqueles que não prestam. Estas pessoas deveriam deixar a vida pública”.

Aparentemente, a decepção chegou a Floripa e levou um grupo até agora anônimo a promover um escracho no entorno da lagoa da Conceição.

São dezenas de cartazes em postes e notas fake de real coladas no solo, pedindo entre outras coisas que o senador afastado “vá embora” ou pelo menos “não suje a lagoa”.

Há também menção, em nota de dois reais, à omissão de uma certa emissora durante toda a longa carreira do tucano, carreira que o levou de Minas ao Rio a Brasília e Florianópolis: “A Globo não te contou?”.

Um cartaz pergunta: “Quem é o primeiro a ser comido?”, numa referência à profética frase do enrolado senador Romero Jucá, que antecipou detalhadamente todo o desenrolar do golpe contra Dilma Rousseff e o desfecho num acordão, “com o STF, com tudo”.

Na semana que vem, o pleno do Supremo Tribunal Federal deverá julgar o pedido de prisão feito pela Procuradoria Geral da República contra Aécio, que atuou e continua atuando para embaraçar as investigações da Lava Jato. Tudo indica que ele continuará solto, mas não exatamente receberá as boas vindas se voltar à lagoa da Conceição.

Leia também:

Gilmar Mendes faz campanha eleitoral durante julgamento do TSE

 

7 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Dimer

10/06/2017 - 19h54

Hum … acho que o Brasil está caminhando a passos largos para ser igual a Argentina do inicio dos anos 2000, onde os argentinos comiam até ratos para nao morrer de fome.
Infelizmente foi enganado por esse pulha aspirador de pó quem se deixou enganar por ser mal carater e aceitar o errado ( impeachment sem crime ) como coisa certa. Coisa de mal carater e mal intencionado. Agora Inês é morta, retração de quase 12% nos ultimos anos. Ah, ja sei é culpa da Dilma, culpa do PT ou do Lula, o mesmo clichê de sempre e para a eternidade.
Como diz a musica malandro é malandro e mané é mané, e mais de 90% dos coxinhas nao passam de um grande manezão. Tão contando com o ovo antes da galinha colocar. Deu no que deu.
” Eu nao tenho culpa, votei no Aécio ” Rarararará coxinhas otários.

Responder

Vanilse Jesus

10/06/2017 - 01h21

Pior, que é isso mesmo Gersier.

Responder

RobertoAP

09/06/2017 - 19h32

Não entendi, se os catarinas gostavam tanto do Aécio,ao ponto de darem ao delinquente quase 90% na eleição, deveriam sim levar ele pra casa e fazer cafuné no pobrezinho tão honesto e injustiçado.

Responder

    João Balalão

    10/06/2017 - 08h00

    Não passa na cabeça de vocês que os 35% que não votaram na besta sejam tão bons e puros quanto o resto do Brasil? Que gente mais maquineísta e preconceituosa. De repente todos os catarinenses são do mal porque 65% deles votaram no Aécio. O mundo não é tão simples.

Gersier

09/06/2017 - 19h20

“Para os catarinenses foi um imenso choque ver o outro lado do senador mineiro, revelado nas gravações feitas pelos empresário Joesley Batista ou nas interceptações telefônicas da Polícia Federal.”
Essa é pra rir…quem mandou acreditar na globo e suas afiliadas por essas bandas aí, uma sonegadora como a matriz, uma tal RBS?
E são os nordestinos que são “mal informados” segundo outra sumidade tucana, um invejoso cínico conhecido como fhc.

Responder

Luiz

09/06/2017 - 16h39

NÃO PRENDER AÉCIO É JOGAR GASOLINA NO FOTO. O STF ESTÁ BRINCANDO COM O POVO BRASILEIRO. DEPOIS NÃO ADIANTA CHAMAR O EXÉRCITO.

Responder

    Gersier

    09/06/2017 - 21h21

    Pior é que não só o exército, mas as outras instituições que compõem as forças armadas brasileiras sempre estiveram a serviço de uma casta nojenta e golpista e seus patrões externos e consequentemente contra a população brasileira. Estamos vendo aí eles assistirem (e alguns até aplaudirem0) as nossas riquezas sendo entregue a preço vil, aos interesses dos patrões (da corja golpista) do norte e até de países do outro lado do Atlântico.

Deixe uma resposta