VIOMUNDO
O VIOMUNDO só é possível também através de anunciantes, e detectamos que você utiliza um AdBlock, bloqueador de anúncios.
Por favor considere ajudar o VIOMUNDO desativando o bloqueador para este site.

Professor Hariovaldo: STF proíbe impressão de papeizinhos nas eleições!

22 de outubro de 2011 às 12h40

do Blog do Professor Hariovaldo Almeida Prado

By Plinio Salgado

Depois de um belo catiripapo na gentalha que se indignou a acusar o líder dos homens bons no supremo tribunal federal, a mais elevada corte de nossa nação confirma sua tradição e nos brinda, mais uma vez, com prova inequívoca de seu compromisso diante da pátria mãe-gentil. Nossos egrégios magistrados derribaram, triunfal e com eloquente unanimidade, o derradeiro e nefasto legado daquele velho caudilho que um dia ousou politicar em terras tupiniquins: a quitação eleitoral através do papelinho.

A sofisticada e invulnerável maquineta brasileira de votar: equipamento ÚNICO no mundo! De avantajada tecnologia e ecologicamente sustentável, nossa urna dispensa insumos como o velha a ultrapassada folha de celulose extraída de árvores

O mais admirável, ó nobres confrades, é que o gesto que impôs o “xeque-mate” à investida caudilhista não adveio dos notórios bastiões da igualdade e da justiça, os colossos morais de quem sempre esperamos atos incontestes em defesa da moralidade. Não nobres confrades! Em meio ao levante feminino que intenta impor aos homens bons e honrados um matriarcalismo dictatorial, o sofisticado ademane que desatou a cilada brizolista foi meneada por duas distintas varoas: mulheres públicas de honradez que se destacaram da onda feminista, uma vez que se aperceberam do periclitante risco que esta representa.

Numa genial jogada de mestre, dignas das medalhistas do nosso ouro de vôlei, a Madame ‘levantou’ para a impoluta ministra ‘cortar’. Sem perdão. O supremo presidente do supremo apenas arrematou fidedignamente para que não houvesse duvidas: a urna é indestrutível, inviolável, virgem, pura e imaculada! Ademais, imprimir milhões de papeizinhos seria uma atitude anti-ambiental e nem um pouco sustentável! E ai de quem discordar da invulnerabilidade de nossas maquinetas de votar, comprovada por ‘hackers’ escandinavos loiros e de olhos azuis, de estopa e estirpe, que sem nem mesmo ter tido contato físico com nosso imaculado equipamento atestou sua impenetrabilidade!

Se amassado na mão da escumalha, o voto de papelzinho pode ser transformar em uma verdadeira arma branca comunista capaz de ferir um líder e alijar os homens bons do poder!

Caso esta imbecilidade fosse aprovada, isto representaria um “retrocesso tecnológico” indiscutível de nossa nação, uma vez que estamos à anos-luz de TODOS os países do mundo, que devido ao arcaísmo de suas instituições ainda se veem as voltas com a irracional contagem de papelinhos. Ademais, para que gastarmos cifras próximas de R$ 1 bilhão de reais afim garantir lisura em uma democracia de bananas onde os populares invariavelmente votarão em “tiriricas” e “lulas da silva”? Que se gaste tal quantia com maravilhosos e colossais estádios faraônicos de futebol associado!

Nobres confrades, essa república bananal precisa muito caminhar, em vários aspectos, para ser uma nação de primeira mundo. A primeira delas é abolir todas as formas de papelinhos! Que a loteca deixe de passar recibos da aposta! Que os bancos não deem mais comprovantes de seus débitos! Que as balas venham sem embalagens! Que os auto-caixas bancários passem também a não imprimir saldos! Que os nobres mercadores de psicotrópicos nas gueiras e favelas invistam em tecnologia para substituir os famigerados papelotes, pois precisamos já deixar de ser uma nação atrasada!

Isto, ó nobres varões, é uma prova inconteste de que os homens bons podem, mais que nunca, contar com o ultimo bastião em defesa da integridade nacional diante da ameaça comunista. A suprema corte constitui-se num oásis de honradez e razoabilidade, diante da insensatez lulo-dilmista que se derrama sobre a nação, como uma chaga moral que ousa compuscar nossa imaculada pátria!

Anauê!

Divirta-se também:

Paulo Henrique Amorim mata mexicano!

Para Ivete, “Dragões da Inconfidência”; para os professores mineiros, tropa de choque

Jornalismo Wando concede título de Honóris-Fófis para Fernando

Bemvindo Sequeira: Humor, agradar ou agredir?

O outro lado da foto do estudante que “atacou” Lula na Bahia

Martin Granovsky: Foi preciso um argentino defender Lula em Paris

O empate no caso Folha vs. Falha

Marqueteiro sugere a tucanos investir na rede

Marat: UOL, que tal chamar os universitários?

26 - jul 0

Latuff: O #AgroCorrupto

Ofensiva do MST

21 - jul 1

Fabiano: O adesivo

Patos

15 - jul 0

Quino: O mágico

Deram fim na CLT

 

56 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Janah

23/10/2011 - 15h07

Ainda vou descobrir quem é Profi Hari, ah se vou!!!!
É hilário quando algum desavisado entra lá e sai espumando!

Responder

Bonifa

23/10/2011 - 13h25

A "urna eletrônica", na original concepção tecnopolítica do senhor Nelson Jobim, é a última esperança dos ilustres reacionários brasileiros para manterem fartos nacos de poder. Por isso, estão a dispostos a defendê-la a qualquer custo.

Responder

Ana Cruzzeli

23/10/2011 - 11h22

A questão do papelzinho ainda no Brasil não dá.

Em Brasilia o Joaquim Domingos Roriz fazia na cara dura o transporte de eleitores do entorno de Goias e Minas para Brasilia, comprava votos na cara-dura, a PF pegou vários onibus em 2002 comentendo esse iliticito, contudo esse ainda não é um caso isolado.
Em Goias, Mato-Grosso, 70 % do Norte e nordeste os grotões de voto de cabresto ainda existem. Imagina o cidadão com um papelzinho onde tem o nome dos candidatos votados? O cara que perder a eleição vai atrás de um por um . No Rio de Janeiro a situação das favelas ainda não está resolvida o voto de cabresto existe, imagina se um representante de um traficante perder, o que ele iria fazer com a confirmação do voto?

Gosto muito do Brizola Neto, mas nessa questão do papelzinho eu também sou contra. Se há alguma disconfiança da empresa que desenvolve o programa que formalize denuncia com indicios. Houve um caso na epoca do Brizola aquele foi realmente sério, mas houve a correção. Com o papelzinho também pode haver fraude se admitirmos que há essa possibilidade. Pode-se registrar no papel o voto real e na urna o voto fraudado ou alguém acha que isso não é possivel?

Devemos fortalecer as instituições fazendo pressão para que seus membros sejam o mais honesto possivel, no caso do Gilmar Mendes, por exemplo já era para estar fora do STF há tempos, a Helen Greice já se foi, agora só faltam alguns para nos livrarmos , o Gilmar Mendes é o proximo da lista . Nessa campanha eu acredito. Quanto a fraude, o criminoso sempre encontrará meios para esse caminho, só as pessoas honestas nos lugares certos é que se impedirá a corrupção um simples papelzinho não evitará tal coisa e o efeito colateral pode ser pior do que se imagina.

Responder

Fabio SP

23/10/2011 - 10h31

Quem garantirá que o nome que vai ser registrado na máquina será o mesmo que vai ser impresso?

Eu acho que tudo não passa de lobby da Indústria Papeleira…

Responder

Guanabara

22/10/2011 - 22h40

Olha, a luta das elites contra o "papelzinho" é TÃO grande que não pode ser por pura "implicância". Esse tema incomoda muito, acho que mais que uma "reforma política". Daí para levantar suspeitas…

Responder

Morvan

22/10/2011 - 22h08

Boa noite.
O Prof. Hari está coberto de razão: todo cuidado é pouco! Depois da vitória daquele bolchevique barbudo, por duas vezes, e da sua pupila comunista advinda das terras búlgaras, o que podemos esperar do Brasil, meu São Serapião? Tudo! Agora, depois, deste processo de democratização (Ave Maria três vezes, Padins Cerra e Mônica!), a escumalha, a patuleia, acha que pode tudo! Vejam só a petulância do canelau:

Doméstica aprende a ler aos 25 anos e luta para ser advogada

Elo de acesso (de raiva!) para a reportagem desta senhora neocomunista atrevida:

http://ultimosegundo.ig.com.br/educacao/enem/domestica-aprende-a-ler-aos-25-anos-e-luta-para-ser-advogada/n1597308629161.html

Tem ou não tem razão, o sempre vigilante Prof. Hari, ao atribuir ao bolchevique barbudo toda a sorte de atrevimentos desta escumalha? Ih, ih, ih…

Pessoal do VOM: falando sério, agora. Vale a pena ler a reportagem sobre esta senhora. Ela aprendeu a ler aos 25 (vinte e cinco) anos, através do sistema de ensino Educação de Jovens e Adultos (EJA). Agora, aos 46, vai tentar ingressar em um curso universitário de Direito.

Vejam que belo depoimento ela deu ao Último Segundo: – “… Tenho o meu sonho de trabalhar na área de direito em defesa do consumidor.".

:-)

Usuário Linux #433640.

Responder

Arthur Schieck

22/10/2011 - 21h32

O texto é meio pedante mas o conteúdo é pertinente.
Se o problema é o segredo do voto, basta que o eleitor deposite o papelzinho devidamente conferido numa urna.
Ou nem isso.
Que a conferência se dê atravez de um vidro, sei lá. Não pode é ficar sem papel.

Responder

Silva Ramos

22/10/2011 - 21h21

Quando será que vamos ter uma "primavera brasileira" e por esta casta de juízes que vivem acima da lei, zombando dos contribuintes que lhes pagam as mordomias? Até quando vamos permitir isso??

Responder

yacov

22/10/2011 - 20h25

Se o Bolsa Família consegue cadastrar mais de 11 milhões de famílias que recebem o benefício, porque é que o TSE, que tem cacife para tal, não consegue, (ou não quer??) fazer o registro biométrico do eleitor??? E se a impressão do papelzinho não revela o eleitor mas apenas atesta o candidato para quem ele votou, porque proibi-lo???

"O BRASIL PARA TODOS não passa na glObo – O que passa na glOBo é um braZil para TOLOS"

Responder

yacov

22/10/2011 - 20h17

Tem uns manés que acham que o Prof. Hariovaldo é um personagem real e fala a sério… E eu acredito que não são pessoas ignorantes, já que sabem escrever. Essa é a prova cabal de que em terra de cegos quem tem um olho míope é REi, e de a grama dos campos do PIG ainda está repleta de bovinos ruminantes.., Seria cômico se não fôsse patético.

"O BRASIL PARA TODOS não passa na glObo – O que passa na glOBo é um braZil para TOLOS"

Responder

_spin

22/10/2011 - 19h42

Meus botões me dizem que houve fraude em SP para que não houvesse um segundo turno entre Alckmin e Mercadante, os Institutos apontavam segundo turno
"O voto impresso teria como objetivo a visualização do eleitor, sendo posteriormente depositado numa urna. Ou seja, não ficaria um comprovante em posse do cidadão, pois isso daria margem para cabestros eleitorais.)"

O desafio tem uma razão – os controladores do sistema eleitoral brasileiro querem provar que ele continua 100% seguro, embora especialistas independentes em informática garantam o contrário e continuem exigindo a impressão do voto eletrônico, apelo que a sociedade começa a ouvir.
http://acertodecontas.blog.br/politica/o-teste-do

Responder

    Eder

    22/10/2011 - 22h52

    e o aloysio que estava em terceiro e terminou em primeiro?

jõao

22/10/2011 - 19h20

Todos ao Ato pela CPI da venda de emendas já!
Publicado em 22-Out-2011

É o programa para os que puderem comparecer 5ª feira próxima (27.10), a partir das 14h, à Assembléia Legislativa de São Paulo – ALESP (av. Pedro Álvares Cabral, no Ibirapuera). O ato é mais do que necessário frente às graves denúncias sobre a venda de emendas parlamentares por cerca de 30% dos 94 deputados estaduais paulistas – conforme o autor da denúncia, deputado Roque Barbiere (PTB).

Mais necessário, ainda, diante da ameaça de que elas virem pizza. Afinal, como escrevi aqui ontem, foi surgir a primeira testemunha e esta se dispor a depor sobre o que viu no esquema, e o comando da ALESP, a base governista tucana e os deputados do Conselho de Ética anunciaram que os trabalhos de investigação serão concluídos de qualquer jeito até o final da semana que vem, antes do depoimento da testemunha.

Só esqueceram de assumir um detalhe: a pressa para essa conclusão só veio agora, quando o deputado Major Olímpio anunciou que Teresa Barbosa, presidente da ONG Centro Cultural Educacional Santa Terezinha, se dispôs a depor publicamente na ALESP e a apresentar provas de negociações de emendas parlamentares na Casa.

Pressa de encerrar investigação só veio quando apareceu testemunha

Frente a isso e com a convicção de que o escândalo é caso de CPI, inclusive para que secretários do governo de Estado possam ser convocados a dar explicações à sociedade paulista – afinal, são recursos públicos vendidos pelos parlamentares! – este ato foi organizado pelos partidos da oposição, entidades da sociedade civil e sindicatos.

"O Conselho de Ética da Assembléia, instalado há quase um mês, não avança na apuração e ainda não colheu nenhum depoimento dos envolvidos", lembra o convite para o evento, que repasso a todos, em especial, aos paulistas indignados com as falcatruas ocorridas em São Paulo.

Anotem na agenda e não deixem de ler o manifesto dos organizadores do evento.

Image

Ato pela CPI da venda das emendas já!
Assembléia Legislativa de São Paulo
Av.Pedro Álvares Cabral – Ipirapuera
Dia 27.10.2011 às 14h.

Responder

Amilcar Brunazzo Filho: Vergonha! | Viomundo - O que você não vê na mídia

22/10/2011 - 19h17

[…] Professor Hariovaldo: STF proibe impressão de papeizinhos nas eleições   […]

Responder

Polengo

22/10/2011 - 19h04

Agora só falta ressucitarmos a tfp, para começarmos a educar a gentalha a votar na mais nobre linhagem da raça humana, como sempre havia sido, até a eleição do eneadáctilo e depois de sua mascote búlgara.

Responder

Fabio_Passos

22/10/2011 - 18h34

<img src=http://2.bp.blogspot.com/_TrB06CGAm5M/TKSPtxagkKI/AAAAAAAARcQ/cUf9FPWJSEs/s640/Humor+Bessinha+Gilmar+mordomo.jpg>

Responder

mac

22/10/2011 - 18h22

imprimi-se o voto , deposita na urna e os partidos recontam . Qual o mistério ? A nota fiscal funciona assim , né ?

Responder

Antonio

22/10/2011 - 18h00

É o golpe vindo de quem deveria defender os brasileiros. Como nós, cidadãos brasileiros, podemos nos livrar desses vassalos da direita?

Responder

Roberto Locatelli

22/10/2011 - 17h59

Meu prezado condiscípulo Plinio Salgado, autor dessa inteligente matéria.

Vi-me deveras exultante com a decisão de eliminar esse maldito papelzinho do Brizola. Como bem observa o artigo, um papelzinho desses, na mão da gentalha, pode se transformar numa arma perigosa, uma bolinha de papel capaz de provocar traumatismo craniano nas pessoas de bens.

Felizmente, tudo leva a crer que o tal papelzinho estará fora dos nosso processos eleitorais.

Apenas lamento que o voto seja liberado para todos. Bons tempos aqueles em que o eleitor precisava mostrar sua declaração de rendas para provar que tinha patrimônio suficiente para votar (e ser votado). Se essa regra ainda estivesse em vigor, não teríamos a desventura de ver o demônio de nove dedos usurpar o trono de Dom José Serra. E, além do mais, eliminaria as filas nas seções eleitorais.

Este país está sendo tomado pelas hordas vermelhas, assim como toda a América aqui de baixo. Eu e minha amantíssima consorte, Viscondessa Kinkinha Brandão Olivares, estamos pensando em deixar definitivamente o Brasil.

Tenho jatinho porque posso, e já instruí os pilotos e estarem sempre de prontidão. Nossa intenção inicial era morar nos States, a terra dos homens bons. Mas agora eles são governados por aquele moreninho socialista. Então decidimos fixar residência em nossa mansão nas Ilhas Cayman, onde eu e Kinkinha temos pequenos negócios.

Com esperança e fé em São Serapião
Visconde Eleutério Olivares

Responder

    D. Sebastião

    23/10/2011 - 02h31

    Anauê caro Confrade Visconde.

    Não se esqueça que devemos ajoelhar em tampinhas de crush, e fazer novenas a São Pinochet também (sem esquecer de apertar os cilícios).

    Att.

    D. Sebastião

    Roberto Locatelli

    23/10/2011 - 11h36

    Muito bem lembrado, meu caro D. Sebastião.

    Importantíssima essa penitência de se ajoelhar em tampinhas de Crush. Viradas para cima, evidentemente.

    Anauê!
    Visconde Eleutério Olivares

    Sir Roderick

    23/10/2011 - 12h42

    Um acinte, replicar neste antro bolchevique o texto do Confrade Plinio Somatório. Não há de ser nada. O semanário dos homens bons irá publicar uma matéria com provas reais de como os blogueiros sujos são financiados pelos petrodólares de Caracas e o ouro de Pyongyang.

    D. Sebastião

    24/10/2011 - 02h50

    Sir Roderick.

    Já colocamos nossa banca de advogados, de Wall Street, off course, para processar esse antro vermelhóide que vive à soldo dos petrodólares de Caracas, do ouro de Pyongyang, e porque não dizer dos "charutodólares" vindos daquela nefasta ilha próxima a nossa querida Miami.

    Aqui no Brasil já falei com nosso amigo Gilmar. Azenha e Conceição, não perdeis por esperar, pois infringistes a lei dos direitos autorais. Essa lei é de 1998, tempos do saudoso D. Fernando Henrique I – o Procriador. Idos e saudosos tempos aqueles.

    Anauê Confrades que vieram a este antro fazer a resistência nobiliárquica aos valores dos homens bons e de BENZ.

Fabio_Passos

22/10/2011 - 17h48

O blog do prof Hariovaldo é sem dúvida o mais sincero reduto do pensamento conservador no Brasil.

Criticamos a mídia-corrupta – rede globo / veja / estadão / fsp – mas o blog do prof Hariovaldo é que realmente desnuda a superioridade do pensamento e práticas da nossa elite branca e rica do olho azul.

Responder

Roberto Locatelli

22/10/2011 - 17h48

O site do Professor Hariovaldo é um verdadeiro teatro. Sátira total à direita rançosa.

Responder

Morvan

22/10/2011 - 17h41

Boa tarde.

Todos nós, acho, já estávamos sentindo a falta do Prof. Hari e de sua defesa dos valores do nosso Brasil Varonil, segundo a própria definição deste gaiato e eterno prosador. Mas, por Satanás, a imagem desta urna foi além de qualquer devaneio integralista! Hilário é pouco… de rachar de rir.
No fundo, é isso o que fazem com o nosso voto, mesmo… levam na brincadeira.

:-)

Linux User #433640.

Responder

    Marcco

    22/10/2011 - 20h56

    e ainda tá escrito: Pense Bem!!!

    kkkkkkkkkk!! ironia total!!!1

    Morvan

    22/10/2011 - 22h10

    Boa noite.
    Também não pude deixar de notar. Parabéns pela observação.

    :-)

    Linux User #433640.

Gustavo Pamplona

22/10/2011 - 17h30

Legal… então vejam isto aqui também

[Record acusa Globo de piratear imagens do Pan]
http://vctvbrasil.blogspot.com/2011/10/record-acu

Responder

marcio_cr

22/10/2011 - 17h27

Caramba, to lendo mesmo um texto de um integralista aqui no viomundo?

Responder

    Conceição Lemes

    22/10/2011 - 19h26

    Márcio, kkkkk, vc também não percebeu que o professor é um gozador? É o estilo do mestre Hari. Abração

    Renato Lira

    22/10/2011 - 19h45

    Caiu na do pudibundo mestre Hari, marcio?

    Alvíssaras!!!

    rsrs…

Barroca

22/10/2011 - 17h23

O Professor Hariovaldo é de um sarcasmo imensurável, me fez rir e refletir ao mesmo tempo. Muito bom.

Responder

FrancoAtirador

22/10/2011 - 17h01

.
.
STF CONFUNDIU VIOLAÇÃO DE SIGILO DO VOTO COM PRESTAÇÃO DE CONTAS AO ELEITOR

Afirmou a ministra Carmem Lucia, relatora na Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 4543 que tramita no STF, ao manifestar-se favoravelmente à concessão da medida cautelar pela supressão da impressão da prova do voto previsto na Lei 12.034/2009:
"Não é livre para votar quem pode ser chamado a prestar contas sobre o seu voto", destacando que "voto livre é voto secreto".

Ora, de acordo com o texto contido na Lei nº 12.034, a urna eletrônica exibirá as telas referentes aos votos digitados e, após a confirmação do eleitor, A MÁQUINA DEVERÁ IMPRIMIR UM NÚMERO ÚNICO de identificação do voto associado à sua própria assinatura digital.

A mesma regra também prevê que esse DOCUMENTO IMPRESSO SEJA DEPOSITADO DE FORMA AUTOMÁTICA, SEM CONTATO MANUAL DO ELEITOR, EM LOCAL PREVIAMENTE LACRADO e, posteriormente, passará por auditoria independente em audiência pública a ser realizada pela Justiça Eleitoral, após o fim da votação.

O objetivo desse procedimento é comparar o resultado apresentado na urna eletrônica com o resultado dos votos impressos.

Portanto, ao contrário do que fundamentou a douta ministra-relatora da ADI no STF, a manutenção do sigilo do voto, após a impressão, continua preservada, pois não há identificação de nome ou número de documento do eleitor, muito menos de números e nomes de partidos ou candidatos.

No processo de impressão previsto na Lei atacada pela ADI é tão-somente gerado um código numérico para posterior fiscalização da votação, por cruzamentos de dados.

Assim, a mera impressão de um número-código não indica que o eleitor esteja "prestando contas sobre o seu voto".

Em sentido oposto do que afirmou a ilustre ministra Carmem Lucia, a impossibilidade de verificação sobre a exata lisura do pleito eleitoral que demonstra a falta de prestação de contas da Justiça Eleitoral ao eleitor.
.
.
Detalhe:

A ADI, em questão, proposta pela PGR, foi assinada pela Procuradora Eleitoral Sandra Cureau.

Precisa dizer mais alguma coisa?

Precisa!

http://www.brunazo.eng.br/voto-e/textos/ADI4543.h

Responder

Eneas

22/10/2011 - 16h58

Valeu a idéia. Li até o fim… no meio a vontade e de parar, parecia o Jabour falando…

Responder

    Renato Lira

    22/10/2011 - 20h04

    O Professor Hari é um gozador, Eneas.

    Ele faz uma sátira aos Jabores e Azevedos da vida, caro.

Marcco

22/10/2011 - 15h44

a imagem que ilustra a "maquineta de votar" no original é de matar! hahahahah!

acho que vc deveria colar aqui azenha, para que os outros tb vejam!

Responder

edv

22/10/2011 - 15h13

É um profundo gozador…

Responder

FrancoAtirador

22/10/2011 - 15h07

.
.
Receita para o Desastre

Nós criamos uma civilização global em que elementos cruciais – como as comunicações, o comércio, a educação e até a instituição democrática do voto – dependem profundamente da ciência e da tecnologia.

Também criamos uma ordem em que quase ninguém compreende a ciência e a tecnologia.

É uma receita para o desastre.

Podemos escapar ilesos por algum tempo, porém mais cedo ou mais tarde essa mistura inflamável de ignorância e poder vai explodir na nossa cara.

Carl Sagan, cientista, escritor e divulgador científico

[Sagan, Carl – O Mundo Assombrado pelos Demônios (The Demon-haunted World), Cia das Letras, 1997, São Paulo, pg. 39]
.
.

Responder

FrancoAtirador

22/10/2011 - 14h51

.
.
URNAS ELETRÔNICAS COM BIOMETRIA: O QUE HÁ POR TRÁS DA PROPAGANDA OFICIAL

A propaganda da Justiça Eleitoral sobre as urnas biométricas tem seguido o mote que seriam "as urnas eletrônicas mais modernas do mundo", desenvolvidas para acabar com o "último reduto da fraude eleitoral", quer dizer, com a possibilidade de um eleitor votar no lugar de outro.

Vejam o texto oficial do TSE: "O objetivo desse cadastramento biométrico é excluir a possibilidade de uma pessoa votar por outra, tornando praticamente impossível a fraude ao procedimento de votação".

Porém, até agora, quase nenhum dos objetivos do uso da biometria nas eleições foi atingido.

O titulo de eleitor com foto, chip e dados biométricos não foi implantado como prometido em 2005.

Devido ao altíssimo custo, o TSE não efetuou o batimento biométrico, que é a conferência on-line das impressões digitais dos eleitores já cadastratados, que teria que ser feita para evitar a duplicidade que gera os eleitores-fantasmas-biométricos.

O novo título dado aos eleitores que se recadastraram é idêntico ao anterior, isto é, sem foto do eleitor.
O custo de adaptação de $15 Dólares por urna não foi cumprido nem de longe.

Gastou-se 50 vezes mais que o orçado.

Em 2010, o reconhecimento biométrico do eleitor foi estendido para mais 60 cidades em 23 Estados, atingindo 1,2 milhão de eleitores.

Foram utilizadas apenas 3.000 das 380 mil urnas biométricas compradas até então.

Apenas 4 das 10 impressões digitais de cada eleitor eram usadas nas urnas biométricas. As demais são colhidas pelo TSE mas não são utilizadas.

Na eleição de 2010, a taxa de falhas no reconhecimento biométrico do eleitor foi 7%, muito superior a taxa prevista de 1%, revelando a baixa qualidade dos dados biométricos coletados.

A Fraude do Mesário continua possível.

Contrariando o objetivo de "excluir a possibilidade de uma pessoa votar por outra", a Fraude dos Mesários – quando este libera o voto em nome de um eleitor ausente – continua sendo possível mesmo com as urnas biométricas.

Essa modalidade de fraude consiste em se aproveitar da ausência de fiscais, para inserir votos nas urnas em nome de eleitores que ainda não compareceram para votar.

Há, em média, 15% a 20% de abstenção de eleitores em nome dos quais se pode introduzir votos que, na gíria própria, "engravidam a urna".
Isto viabiliza aos mesários colocarem muitos votos nas Urnas, em nome de inúmeros eleitores ausentes.

Para tanto, basta liberarem o voto na urna, através da digitação do número do eleitor ausente.

Na eventualidade de aparecer um eleitor em nome do qual já foi depositado um voto, o mesário contorna o problema digitando o número do eleitor seguinte na Folha de Votação.

Uma curiosidade:

Mesmo mesários simpáticos a candidatos de partidos concorrentes poderão estabelecer um conluio, aceitando colocar um voto de cada vez para cada candidato.
Os demais candidatos é que serão prejudicados.

As urnas com biometria não resolvem essa modalidade de fraude por causa do problema do "falso negativo".

Como a leitura de impressão digital do eleitor pode falhar por dezenas de motivos e como não se pode impedir eleitores legítimos de votar, é inevitável ter-se que prover ao mesário uma forma de liberar a urna para o voto de um eleitor legítimo que tenha sido recusado pela biometria na urna, como foi regulamentado na Resolução TSE 22.718/08 (inciso VII do Art. 4º) e na Resolução TSE 23.208/10 (inciso XII do Art. 2º), que permitem ao mesário liberar o voto por meio de uma senha.

De posse desta senha – igual para todas as urnas biométricas – mesários desonestos simplesmente continuarão podendo votar por eleitores ausentes!

O TSE sempre divulgou que, em seus testes de campo, a taxa de liberação do voto por senha do mesário era menor que 1%, mas não foi isso que se ocorreu na eleição oficial.

Em 2010, 1º turno, a média nacional de votos liberados pelo mesário sem reconhecimento biométrico do eleitor foi de 7%, havendo inúmeros casos acima de 20% e casos extremos acima de 60%.

http://www.brunazo.eng.br/voto-e/textos/urnas-b2….

Responder

Antonio Ilo

22/10/2011 - 14h44

Azenha,

Não hei de perder muito tempo comentando tal insanidade: esse Professor Hariovaldo é um tremendo fascista e vai ter que engolir a Dilma por mais quatro anos, se Deus quiser!

Responder

    Conceição Lemes

    22/10/2011 - 17h03

    Antonio, vc não percebeu que ele está fazendo gozação? Abs

    GilTeixeira

    22/10/2011 - 19h23

    hehehe
    Professor Hariovaldo engamou mais um.
    Fica triste não, eu também caí na época em que ele apenas postava no Orkut.

    Renato Lira

    22/10/2011 - 19h49

    Antonio, o texto é uma sátira, meu camarada.

    É tudo gozação.

    O Professor Hariovaldo é um personagem criado para satirizar a sub-elite, a direita e a imprensa golpista brasileiras.

    Vá lá no blog do Mestre Hari e você vai dar boas gargalhadas.

    Sugiro também o blog da Tia Carmelia.

    E adicione os dois a seus "favoritos".

    São ótimos.

    Luís

    22/10/2011 - 20h05

    Progressistas são pessoas inteligentes, não acham?

    Klaus

    22/10/2011 - 21h14

    Vergonha alheia…rs

    Morvan

    22/10/2011 - 22h56

    Boa noite.
    Respondendo ao comentário de Antonio Ilo e sugerindo, a ele e a outros postantes do VOM: o Prof. Hari fez uma previsão "tranquilizadora", com relação às eleições na Argentina, com a iminente derrota da comunista platina. Um dos leitores e postantes, num ato de [pequeno] equívoco (pensando tratar-se da outra bolchevique de saias, Dilma, a búlgara infiltrada), disse ser esta a própria Mônica, personagem do Maurício de Souza: usa óculos, é dentuça, baixinha e tem um amigo que "tloca letlas".
    Hilário.

    Elo de acesso:
    http://www.hariovaldo.com.br/site/2011/10/19/usurpadora-de-saias-sera-apeada-do-poder/

    :-)

    Morvan, Usuário Linux #433640.

ZePovinho

22/10/2011 - 13h39

TRADIÇÃO,FAMÍLIA E PROPRIEDADE!!

[youtube 9wk-14JXgaU http://www.youtube.com/watch?v=9wk-14JXgaU youtube]

Responder

    EVC

    22/10/2011 - 17h03

    HUHAUHUHAUHAUHAUHUHUHAAAA!!

    essa eu não conhecia!!

    Marcco

    22/10/2011 - 17h08

    Plim Plim Plim, PLIM PLIM PLIm!

    KKKkKKKKkkkKKKKkkKKkkkKKkkKkkkKKKkkkkkKKKKKkkkkKKK!!!!! :DDD

    Francisco Niterói

    23/10/2011 - 11h18

    To todo "molhado" de tanto rir!!!! Viomundo, merece um Post!!

    Aracy_

    23/10/2011 - 12h28

    Muito engraçado!
    O Professor Hariovaldo e sua confraria também são hilários na paródia à ultradireita. Escapei por um triz de ser fabrícia, crédula naquela bobajada, durante a campanha eleitoral de 2010.

    beattrice

    23/10/2011 - 16h00

    Mais, muito mais que bom, excelente!!!!!

ZePovinho

22/10/2011 - 13h33

Anauê!!O mestiço é superior ao homem branco!!!!

[youtube ts-hsjtLMpM http://www.youtube.com/watch?v=ts-hsjtLMpM youtube]

Responder

ZePovinho

22/10/2011 - 13h29

Digite o texto aqui![youtube 79da2WOLw_w http://www.youtube.com/watch?v=79da2WOLw_w youtube]

Responder

ZePovinho

22/10/2011 - 13h26

ANAUÊ!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

[youtube WrjkXfazXwo http://www.youtube.com/watch?v=WrjkXfazXwo youtube]

Responder

Deixe uma resposta