VIOMUNDO
O VIOMUNDO só é possível também através de anunciantes, e detectamos que você utiliza um AdBlock, bloqueador de anúncios.
Por favor considere ajudar o VIOMUNDO desativando o bloqueador para este site.
Cartas de Minas
Cartas de Minas

Paulo Teixeira: Incitar homicídio é crime previsto no Código Penal; vida longa a Lula!

13 de novembro de 2017 às 19h39

 

Vida longa a Lula !  

por Paulo Teixeira, especial par o Viomundo

“Lula deve morrer”. A ordem foi expressa no título de um artigo publicado na revista IstoÉ no sábado, 11 de novembro.

Coincidência ou não, a ordem para matar o ex-presidente — o metalúrgico que construiu sua exitosa trajetória com base na defesa intransigente dos trabalhadores e entrou para a galeria dos maiores presidentes que o Brasil já teve — incendiou a internet no mesmo dia em que os direitos trabalhistas foram sepultados por meio da lei 13.567.

Assinado pelo escritor e publicitário Mario Vitor Rodrigues, o artigo da IstoÉ foi chamado de polêmico e sensacionalista.

Eu o considero criminoso. Incitar prática criminosa, categoria em que se enquadra o homicídio, é crime previsto no Artigo 286 do Código Penal.

Seu título cumpre com eficácia o duplo objetivo proposto pela revista e seu colunista: insufla o alcance da página ao “viralizar” nas redes e alimenta o ódio a Lula.

Nessa tarefa, soma-se à cobertura seletiva de outros veículos de comunicação e ao linchamento diário promovido por certos juízes e promotores.

Há algo de paranoico nesse ódio. Somente algum tipo de “lulafobia”, ou a admissão do linchamento como prática de oposição política, explica o comportamento adotado contra o ex-presidente.

Pedir a condução coercitiva de alguém que ainda não era réu e nunca havia se recusado a depor é um exemplo. Existem outros. Revirar sua casa e a dos filhos. Jogar bomba no portão do Instituto Lula. Operar vazamentos. Transformar investigação em espetáculo.

Pedir a morte do Lula não é coisa inédita nem recente. Já em 1980, quando o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC foi preso por fazer greve, houve quem torcesse para que a Veraneio que o conduzia sumisse a caminho do Deops.

Alguns se lamentaram pelo fato de a prisão não ter ocorrido nos “tempos áureos”, quando o Deops era chefiado por Sérgio Fleury, e a tortura, serventia da casa. Ao longo das décadas, o desejo de morte permaneceu latente, difuso. Um avião poderia cair, um palanque despencar…

Quando Lula diagnosticou um câncer, em 2011, o desejo voltou revigorado. Em janeiro, foi estendido à sua esposa, dona Marisa, durante o período que antecedeu sua morte, em 3 de fevereiro, vitimada por um AVC.

Ainda hoje, há no Facebook um grupo intitulado “Morte ao Lula 2”, com 16 mil membros e mais de 500 postagens mensais.

Erra quem subestima os efeitos do discurso de ódio. Não há espaço para metáfora quando o ódio é real. A incitação à violência é concreta. E funciona.

Funcionou em 1968, quando o ativista negro Martim Luther King foi morto por um segregacionista do Sul dos Estados Unidos. Funcionou em 1995, quando um extremista de direita matou o primeiro-ministro de Israel Yitzhak Rabin. Ambas as vítimas tinham recebido o Prêmio Nobel da Paz.

Queremos é vida longa a Lula, para continuar sua luta voltada à transformação do Brasil num país mais justo, solidário, democrático e soberano.

* Paulo Teixeira é deputado federal (PT-SP), bacharel e mestre em Direito pela USP.

 

8 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Gustavo Horta

16/11/2017 - 08h58

BANQUETES NA SURUBA, CEIAS NO BORDEL…
É A QUADRLHA, COMO LA NAVE, VA.

gustavohorta.wordpress.com

Responder

João Lourenço

14/11/2017 - 19h37

Teixeira tem razão,o jornalista exagerou por que querer matar um cadáver já putrefato?

Responder

    RONALD

    16/11/2017 - 11h52

    Lourenço, não sei o que você faz aqui, amigo?!

    Você é latifundiário?, banqueiro?, Ceo da indústria farmoquímica?, dono de frigorífico? ou um assalariado f-dido, que está sendo sodomizado até a alma por um grupo de cretinos, ladrões e traficantes( drogas e influência) ?

    Lula não é cadáver não, amigo; Lula está nos braços do povo, que o ama e sabe que estes seres nefastos, que se aboletaram através de golpe no povo, é que são os mortos-vivos sem alma nem caráter – os verdadeiros infames que terão seus nomes apagados da história do Brasil.

    Lula é povo e será vitorioso em 2018 !!!!!!!

RONALD

14/11/2017 - 16h53

Vejam, na foto acima, a alegria do povo em estar ao lado de Lula.

Quem pode se dar ao luxo disso hoje em dia? somente Lula !!!!!!!!

Responder

RONALD

14/11/2017 - 16h46

Esse pessoal que tem facebook de ódio a Lula não percebe que todo esse ódio que corre em suas veias estão envenenando eles próprios e quem vai morrer mais cedo são eles, os odiadores.

Lembrem-se daquele paulista que vociferava ódio de tudo e de todos; matou toda a família e se matou, alegando que todos e tudo era bandido, etc.

Cuidado, ódio mata o odiador !!!!!!

Responder

Julio Silveira

14/11/2017 - 16h25

A direita brasileira sempre foi assassina. Covarde, sempre delegou a seus lugares tenentes o serviço sujo da execução. Já teve o exercito como prestador de serviços que alugou as armas sob sua guarda, sempre teve o judiciario, que agora está na base do vamos assumir o amor.
Engraçado disso tudo é que mesmo após anos e anos de poder da direita no Brasil, poder controlado de forma ferrenha por grupos familiares oligarquicos, inclusive empresariais que se firmaram como forças economicas amparadas no estado, conseguem o prodigio de fazerem do Brasil esse país reconhecido internacionalmente como do atrazo, mas também do carnaval e das bundas. Alugadas, por que essas são as expertises importantes para reconhecimento dessa direita de que nosso país é um país de sucesso.

Responder

Messias Franca de Macedo

13/11/2017 - 22h02

A histórica entrevista do almirante Othon a Wadih Damous!
https://www.facebook.com/damousw/videos/2032268436988657/

Responder

Jose Carlos lima

13/11/2017 - 20h58

…o delenda Lula è uma exigencia dos planos de colonizaçao levado a cabo pelos EUA…

.este entreguismo começou com o pau brasil como alvo de cobiça internacional…o alvo hoje é tudo que ainda nos resta: petroleo…agua…energia…base de alcantara…fogueres…saude…educacao….

chamam de “desnacionalizaçao” o entreguismo do que ainda nos restava

uma coisa que merece ser destacada e muita gente não sabe: esse crime de lesa patria teve como um dos seus arquitetos o juuz tucano Sergio Moro

no longiquo 2004 Moro ja sonhava com a desnacionalizaçao da nossa econimia, o que seria feito com a ajuda da midia ajudando na condenaçao de inimigos apontados por ele Moro e CIA
…ah sim, para que o regime entreguista continue, neste momento o postiço se enco tra reunido com o lixo Gilmar Mendes para que a eleiçao de 2018 seja suspensa atraves da segunda fase do golpe: a implantaçao do parlamentarismo, que sera chamado de semipresidencialismo

Como a Lava Jato foi pensada como uma operação de guerra, por Luis Nassif

https://www.cartacapital.com.br/politica/como-a-lava-jato-foi-pensada-como-uma-operacao-de-guerra-5219.html

Responder

Deixe uma resposta