VIOMUNDO

Leitor: Por que a Paraty House, em área de proteção ambiental, não é motivo de denúncia?

10 de fevereiro de 2016 às 21h34

Captura de Tela 2016-02-10 às 21.31.15

De um leitor do Viomundo, via Facebook

da Bloomberg, em inglês, em “Ricos brasileiros não se envergonham de construir em áreas de preservação”

Modernist Home

That’s the case with the Marinho media family. The Marinhos broke environmental laws by building a 1,300-square-meter mansion just off Santa Rita beach, near Paraty, says Graziela Moraes Barros, an inspector at ICMBio.

Without permits, the family in 2008 built a modernist home between two wide, independent concrete blocks sheathed in glass, Barros says. The Marinho home has won several architectural honors, including the 2010 Wallpaper Design Award.

The Marinhos added a swimming pool on the public beach and cleared protected jungle to make room for a helipad, says Barros, who participated in a raid of the property as part of the federal prosecutors office’s lawsuit against construction on the land.

“This one house provides examples of some of the most serious environmental crimes we see in the region,” Barros says. “A lot of people say the Marinhos rule Brazil. The beach house shows the family certainly thinks they are above the law.”

Armed Guards

Two security guards armed with pistols patrol the land, shooing away anyone who tries to use the public beach, she says. A federal judge in November 2010 ordered the family to tear down the house and all other buildings in the area. The Marinhos were appealing that ruling as of early March.

 

*****

Captura de Tela 2016-02-10 às 21.25.53

Casa modernista

É o caso da família midiática Marinho. Eles violaram a lei ambiental ao construir uma casa de 1.300 metros quadrados na praia de Santa Rita, perto de Paraty, segundo Graziela Moraes, uma inspetora da ICMBio.

Sem permissão, a família construiu em 2008 um casa modernista, em dois blocos independentes de concreto e vidro, segundo Barros. A casa dos Marinho ganhou vários prêmios arquitetônicos, inclusive o Wallpaper Design Award de 2010.

Os Marinho acrescentaram uma piscina na praia pública e cortaram um pedaço da floresta protegida para fazer um heliponto, diz Barros, que participou de uma ação do MP federal contra a edificação.

“Esta casa é um exemplo de alguns dos mais sérios crimes ambientais que vemos na região”, disse Barros. “Muita gente diz que os Marinhos governam o Brasil. A casa de praia certamente demonstra que eles pensam que estão acima da lei”.

Guardas armados

Dois guardas armados com pistolas patrulham a terra, espantando qualquer pessoa que tente usar a praia pública, ela diz. Em novembro de 2010 um juiz federal determinou que a família faça a demolição da casa e de qualquer outro prédio na área. Os Marinhos apelaram da decisão em março.

*****

Marcio Kogan vence prêmio da revista britânica Wallpaper

Projeto de casa em Paraty ganha como “Best new private house”

Luciana Tamaki, na Pini Web

18/Janeiro/2010

A revista britânica Wallpaper premiou o brasileiro Marcio Kogan no Design Awards 2010, na categoria “Best new private house”, pelo projeto Casa Paraty (RJ). A casa, construída na praia de Santa Rita, tem coautoria da arquiteta Suzana Glogowski.

O único acesso à área da casa é feito por barco. Chegando na casa, a entrada é feita por uma ponte metálica sobre um espelho d’água forrado por cristais. A ponte conduz a uma escada que se conecta aos dois pavimentos da casa, dispostos em blocos independentes e interligados por um pilar. O uso do concreto armado aparente confere uma textura surpreendente para todas as paredes.

No bloco superior, de dormitórios, painéis retráteis de graveto de eucalipto barram a luz do sol. Os espaços são voltados para a montanha, com pequenos pátios internos com iluminação zenital.

Todas as coberturas da casa são terraços, com mirantes, jardins para esculturas e plantação de ervas comestíveis.

O volume inferior contém a sala de estar, cozinha e área de serviço num espaço contínuo, com janelas de vidro que fazem vista para o mar e, abaixo, um grande vão de 27 m.

Duas grandes paredes de concreto armado, de 40 cm de espessura, nas laterais da residência, servem de apoio para as lajes e vigas. Parte da estrutura apoia-se sobre essas paredes, criando condições para o balanço de quase 10 m.

Tanto a laje, de 47 cm de espessura, como as duas vigas foram protendidas. Para conter esforços de tombamento dos balanços, a estrutura foi atirantada aos blocos de fundação das paredes.

Captura de Tela 2016-02-10 às 21.32.50

Captura de Tela 2016-02-26 às 23.46.15Leia também:

Secretário de Alckmin elogia idealismo do Isis, mas não o dos secundaristas

Investigação VIOMUNDO

Estamos investigando a hipocrisia de deputados e senadores que dizem uma coisa ao condenar Dilma Rousseff ao impeachment mas fazem outra fora do Parlamento. Hipocrisia, sim, mas também maracutaias que deveriam fazer corar as esposas e filhos aos quais dedicaram seus votos. Muitos destes parlamentares obscuros controlam a mídia local ou regional contra qualquer tipo de investigação e estão fora do radar de jornalistas investigativos que trabalham nos grandes meios. Precisamos de sua ajuda para financiar esta investigação permanente e para manter um banco de dados digital que os eleitores poderão consultar já em 2016. Estamos recebendo dezenas de sugestões, links e documentos pelo [email protected]

R$0,00

% arrecadado

arrecadados da meta de
R$ 20.000,00

90 dias restantes

QUERO CONTRIBUIR
17 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Alceu Guerra de Farias

13/02/2016 - 06h42

P meu acompanhamento político desde a derrubada de Getúlio as forças políticas conservadoras, lideradas pela mídia e outras forças políticas conservadoras e imorais todos governos sempre foram e sempre
serão incapazes. Se não estiverem no comando do farão sempre críticas destruidoras.Acreditam que conseguirão
com esta tática da repetição venenosa. Pois não conseguirão, o bem sempre prevalecerá.

e

Responder

Urbano

12/02/2016 - 21h23

A justiça terrena é grotesca e faz vistas grossas para situações tais, mas dá para a gente visualizar, não sei onde nem quando, o encontro do quarteto em um mesmo quadrante, talvez, a fim de curtir a miséria que já impôs a tantos…

Responder

Marcio Ramos

11/02/2016 - 11h38

Que tal ocupar a Globo?

Responder

    lulipe

    11/02/2016 - 22h24

    Depois que for preso não vale sair pedindo vaquinha nos blogs progressistas pra pagar advogado não, certo??

CARLOS ROBERTO

11/02/2016 - 11h30

Note os Marinhos podem construir imóvel em área de proteção ambiental pois eles tem apoio incondicional do judiciário e prefeituras, apoiaram a ditadura, não recolhem tributos, sem dúvida, receberam carta branca para fazerem o que quiserem contra o Brasil e seu povo.
Todavia, causa espanto alguém chamar o “casebre” em que Lula passa os feriados em “sítio”, brasileiros vocês não viram ainda os sítios em Santa Isabel/Sp e região, aliás, Dona Marisa comprava pão em uma padaria bem chinfrim, gasta dinheiro em um barquinho de lata e usa pedalinhos de baixa qualidade.

Responder

Fernando

11/02/2016 - 09h38

E as antenas da Globo que ficam dentro do Parque Nacional da Tijuca? Os funcionários do parque chamam o local de ´´lixão“, tamanha a falta de cuidado da Globo com a limpeza no local.

Responder

Silas Mó La Craia

11/02/2016 - 01h32

Que dos Marinho o quê! É do lulinha bando de abestado.

Responder

a.ali

11/02/2016 - 00h39

É mais um “não vem ao caso”…

Responder

Andre

10/02/2016 - 22h50

Enquanto isso moradores são expulsos e suas casas são demolidas da área do novo parque olímpico.

Responder

Andre

10/02/2016 - 22h48

Se fizer uma lista das construções de políticos e grandes empresários feitas em área de proteção no litoral norte de São Paulo não vai caber aqui. A ICMBio poderia publicar essa lista.

Responder

Mauricio Gomes

10/02/2016 - 22h35

Tinham que dinamitar essa casa, pelo crime ambiental e por pertencer a quem pertence. Esses safados destruíram uma área de proteção ambiental para erguer seu palacete, enquanto os pobres (como no caso Pinheirinho) são expulsos por tropas de choque e cães, simplesmente por terem ocupado uma área vazia por puro desespero. Que país é esse?

Responder

    lulipe

    11/02/2016 - 22h28

    Cuidado na apologia ao crime, meu caro, vai terminar indo fazer companhia aos petistas que estão na cadeia….

Marat

10/02/2016 - 22h05

Agora que o PT foi destruído, e o Lula está na cadeia, a incompetente da Dilma poderia ter um momento de lucidez e exonerar o débil ministro da justiça, e nomear um homem em seu lugar. Tal Homem poderia reunir os 20% (ou quiçá 30%) de homens honestos e decentes na PF e escarafunchar a vida dos chefões do PSDB e retaliar suas sórdidas ações, via justicinha maçom, de modo a facilitar as coisas para pessoas decentes e honradas como Ciro e Requião, em 2018. O que precisamos é de uma esquerda de verdade, que seja séria e honesta e tenha peito para afrontar essa direita lacaia dos interesses internacionais. No meio de tanta bagunça e incompetência, só peço um pouco de lucidez à Dilma!!!

Responder

    FrancoAtirador

    11/02/2016 - 16h12

    .
    .
    Dilma já está ‘Madura’ de saber que, com essa Mídia Jabáculê aí, ela não governa.
    .
    .

Deixe uma resposta