VIOMUNDO

Entrevista ao DCM: Mirian Dutra confirma que Globo foi representada no almoço em que ela foi convencida a não voltar ao Brasil — antes da reeleição de FHC

21 de fevereiro de 2016 às 01h52

Captura de Tela 2016-02-21 às 01.50.40

Mirian Dutra em 1991, no Jornal Nacional, antes da gravidez; depois, em Portugal, as aparições rarearam, até ela sumir completamente do vídeo apesar de ganhar o equivalente a R$ 18 mil mensais

Quase 30 anos depois, eis que uma nova Mirian adentra a vida política nacional com histórias sobre relações perigosas, filhos fora do script e abortos clandestinos. Na campanha de 1989, Miriam Cordeiro foi usada e se deixou usar covardemente por Fernando Collor contra seu adversário do segundo turno, Luiz Inácio Lula da Silva. No desastre político e econômico de 2016, chega da Europa a voz de Mirian Dutra, dando de bandeja para o PT de Lula munição contra Fernando Henrique Cardoso. Eliane Cantanhede, no Estadão

Da Redação

De Joaquim de Carvalho, no Diário do Centro do Mundo (ler íntegra aqui)

“Me manter longe do Brasil era um grande negócio para a Globo”, diz. “Minha imagem na TV era propaganda subliminar contra Fernando Henrique e isso prejudicaria o projeto da reeleição.”

Mas o que a empresa ganhou com isso?

“BNDES”.

Como assim?

“Financiamentos a juro baixo, e não foram poucos”.

Mirian afirma que a demissão da TV Globo, em setembro do ano passado, foi o que a levou a decidir fazer um relato da sua vida.

Foi um episódio que ela considera cruel. Depois de 25 anos de Globo, entre afiliada em Santa Catarina e Brasília, recebeu um e-mail de José Mariano Boni de Mathis, diretor executivo da Central Globo de Jornalismo. Curto e seco, ele informou: seu contrato não será renovado.

“A partir daí, eu não era mais a Mirian da TV Globo e me senti livre para fazer o que sempre quis, mas não podia: desenterrar os ossos e enterrar de novo, era como publicar um diário. Mas vi que esse cadáver incomoda muita gente, e a repercussão foi maior do que eu imaginava. Agora eu tenho que ler até o artigo de uma jornalista que me conhece e sabe bem dessa história, a Eliane Cantanhede, que me compara ao caso da Luriam, Miriam Cordeiro. Esse pessoal perde a compostura quando é para defender seus amigos. Absurdo.”

No almoço com Luís Eduardo Magalhães, havia uma quarta pessoa, cujo nome prefere não revelar no momento. Era representante da TV Globo. Na quinta-feira passada, quando a Folha de S. Paulo publicou entrevista de Mirian, ela recebeu um telefonema de Mariano Boni (diretor-executivo da Central Globo de Jornalismo).

“Ele queria saber quem era o representante da TV Globo no almoço em Brasília. Sabe o que respondi para ele? Você acha que eu vou contar para você? Acho que o microfone estava aberto e, se eu conheço a Globo, o Ali Kamel (diretor de jornalismo) estava ouvindo a conversa. O Boni disse: mas a Globo sempre foi muito correta com você. Disse que ele era cínico e falei outras coisas pesadas. Fui bem malcriada, e desliguei o telefone. A secretária do Boni me ligou várias vezes, e eu não atendi.”

O telefonema em que ela conversou com Boni foi por volta das 14 horas, no horário de Madri, onde hoje ela mora, 11 horas no fuso brasileiro. Duas horas depois, o Jornal Hoje repercutiu a entrevista de Mirian à Folha e o apresentador Evaristo lê uma nota da emissora, em que a direção afirma:

“Durante os anos em que colaborou com a TV Globo, Miriam Dutra sempre cumpriu suas tarefas com competência e profissionalismo.”

Mirian faz uma ironia com a declaração: “Quando vi, pensei que eu tivesse morrido. Elogio assim só em obituário. Mas sei qual é a intenção deles: me calar com elogio fácil.”

E qual a relação do seu exílio com o projeto de poder representado pela emenda da reeleição?

“Mostra o jogo pesado que foi a continuidade do governo de Fernando Henrique Cardoso. Só olhar para o que aconteceu no segundo governo: as privatizações mais selvagens. Não podia dar errado, a Mirian não podia atrapalhar os grandes negócios. Está na hora de quebrar a blindagem desse pessoal. Mas onde estão os jornalistas, que não investigam?”

PS do Viomundo: Com um rádio na mão, Mariano Boni correu atrás de mim pela redação da Globo de São Paulo para me convencer de que deveria assinar um abaixo-assinado dizendo que a cobertura da Globo nas eleições presidenciais de 2006 tinha sido equilibrada; eu me neguei e logo depois pedi rompimento de meu contrato com a empresa.

Leia também:

Leandro Fortes: Sobre jornalistas servis e desonestos

 

41 Comentários escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Dura Realidade

23/02/2016 - 06h07

Vamos abrir as “caixas pretas” do BNDES! Averiguar oque foi feito nos últimos 30 anos…
Afinal, se teve Val “amiga do presidente do banco” ganhando do Banco do Brasil empréstimo para empresa falida, deve ter algo interessante no BNDES com certeza!

Responder

Antonio

22/02/2016 - 06h58

Para se ler várias vezes

http://cartasprofeticas.org/2016/02/22/ex-amante-arranca-os-cadaveres-do-armario-fetido-de-fhc/

Ex-amante arranca os cadáveres do armário fétido de FHC
seg, 22/02/2016 – 05:31

Por Dom Orvandil

Os ruídos em torno do caso sexual do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso são sintomáticos. As denúncias que sua ex amante fez, a jornalista Mirian Dutra Schmidt, são gravíssimas e de interesse público.

Alerto que aqui não nos interessa o moralismo como critério de análise das relações íntimas de FHC. Deve-se respeitar quem se conduz por outros valores em sua vida privada.

Também não encaramos Miriam Dutra Schmidt como uma coitadinha ou uma “diaba” pelo fato de desenvolver um caso com um homem (homem?) casado e público.

Não, Miriam Dutra se comportou de modo covarde, oportunista e omisso com o que há de mais sério no que tange ao ex presidente.

Como sabes, a jornalista, paga com dinheiro transitado internacionalmente de modo muito suspeito, envolvendo a empresa Globo, o BNDS, personalidades públicas brasileiras e muita corrupção, calou-se enquanto recebia polpudos e falsos salários para se manter em silêncio a fim de não atrapalhar os negócios através da jogatina que representou o governo desastrado de FHC.

Miriam Dutra vem a público agora para abrir o armário fétido de FHC e jogar na cara da sociedade brasileira os cadáveres podres do presidente mais desleal ao povo brasileiro e mais desonesto com os bens desta Pátria, que o Brasil já conheceu.

Um dos cadáveres passa pela intimidade da mulher Mirian. Ao articular com a Globo, com pessoas como o falecido presidente da Câmara dos Deputados, Luiz Eduardo Magalhães e de seu pai, o famoso senador Toninho Malvadeza, com o Banco Nacional do Desenvolvimento Social, com financiamento para enriquecer uma das famílias mais ricas do Brasil e do mundo, a Marinho, para manter a jornalista amante calada e exilada na Espanha, FHC foi cruel, machista, desumano, sem caráter e imoral.

Agora Mirian Dutra joga na cara da sociedade brasileira esse cadáver insepulto e altamente revelador do mau caráter de quem iludiu o povo brasileiro através de eleições corruptas e sujas.

Outro cadáver mal cheiroso, nada novidade para quem conhece a moralidade da classe dominante que Fernando Henrique Cardoso representa, é o de o machista afirmar à amante que ela poderia engravidar de qualquer homem menos dele, para não atrapalhar seu plano de eleger-se e reeleger-se presidente da República.

Quando o então senador FHC viu Mirian pela primeira vez num jantar no famoso restaurante Piantella de Brasília, onde lideranças do Congresso Nacional e personalidades de todo o País se encontravam para articulações, impressionou-se com ela.

A partir daquele encontro FCH emitiu inúmeros recados à jornalista falando de sua paixão por ela. Mesmo casado desenvolveu um affair com ela. Porém, sob o impulso da ambição pelo poder, o chamado Farol de Alexandria, o príncipe da Sorbonne, não teve a menor consideração pela mulher que engravidou de um filho fora do casamento, constrangendo-a a dizer que o filho não era dele, mas de um biólogo.

Ao revelar a fisionomia cruel, medieval e machista do ex-chefe da Nação, Mirian nos joga na cara o cadáver da mentira dele, que em nome do poder massacra e humilha, mesmo que isso signifique o sufocamento da mãe de um filho dele.

E assim FHC fez com todo o País. Seu governo era a demonstração de sua alma. Como fez com Mirian, mentiu que aquilo era fruto da democracia e de eleições, quando, na verdade, foi produto das alianças espúrias com bandidos, criminosos e golpistas provindos das entranhas da ditadura.

O programa de governo de FHC, em torno do qual gravitaram falsos democratas e sublegendas de direita, a mídia mau caráter da casa grande, do imperialismo, que no Brasil interveio o tempo inteiro de seu desgoverno antinacional, consistiu essencialmente em privatizar para assaltar os cofres públicos com o objetivo de enriquecer apaniguados com propinas, como se fossem corretores picaretas das vendas do patrimônio público. O desgoverno do machista FHC funcionou como verdadeira fábrica de miséria e de pobreza, servindo aos propósitos mesquinhos e desumanos da burguesia servil e colonizada.

Mas Mirian não joga em nossa cara apenas cadáveres insepultos. A ex amante nos apresenta fantasmas desprezíveis, aí vivos e ativos, grudados no poder, sempre disponíveis a nos explorar e a golpear.

Um é o da sua irmã Margrit Dutra Schmidt, que recebe salário com nosso dinheiro público. A madame é “funcionária” do gabinete do autoritário e arrogante senador José Serra, sem trabalhar. Ela não aparece para trabalhar embora bata ponto todos os dias.

Serra, mentiroso, mau caráter e cara de pau, saiu em sua defesa dizendo que Margrit trabalha em casa num projeto sigiloso. Ora, isso além de mentiroso é proibido pelo regimento do Senado.

Mirian não tergiversou em indicar sua irmã como chantagista pervertida que se aproveitou da gravidez da irmã para pressionar FHC e seus aliados corruptos, ganhando muito dinheiro e enriquecer com vasto patrimônio.

O interessante que Margrit é uma das que gritou nas ruas contra Lula, Dilma e pela volta da ditadura militar.

Margrit é uma testemunha que sinaliza que os que gritam contra a corrupção não tem o menor interesse nessa pauta. O que mais lhes importa é o golpe contra a democracia para reforçar os armários onde se escondem como cadáveres ambulantes, sem vida a favor da justiça social, sem amor pelo coletivo e pelo povo.

A mídia com suas mentiras e manipulações, graças a omissão dos governos Lula e Dilma, que não promoveram a regularização constitucional do controle dos meios de comunicação, é outro traste velho e moribundo indicado por Mirian Dutra Schmidt.

Além das negociatas com canais de TV por FHC, para pagar seus protegidos pelos favores corruptos que lhe prestaram, o fato de o “jornalista” e editor executivo da revista Veja – verdadeiro catecismo dos analfabetos políticos e coxinhas – fabricou uma armação a mando do presidente amante para mentir que o filho de Mirian não era de FHC, mas de um misterioso biólogo.

Essa, aliás, é prática típica do que a mídia sempre fez visando manipular a opinião pública, buscando privilégios e dinheiro farto do poder público.

Enfim, a jornalista Mirian Dutra Schmidt, apesar de seu senso oportunista, covarde e omisso ao não denunciar no tempo certo esse homem com seu mau caráter, com seu compromisso com a classe dominante no afã enviesado contra o povo, ainda contribui com o Brasil para demonstrar a sujeira que corre por debaixo dos porões dessa oligarquia que destrói a verdade, a justiça social e a democracia.

Mirian aperta o saco lotado de baixaria de onde jorram chantagens, traições, ameaças, humilhações, mesquinharia, crimes e acertos entre os poderosos para mentir, manipular, fragilizar direitos e desmoralizar o povo brasileiro.

A direita brasileira certamente se contorce de vergonha desde as revelações de Mirian. Não porque esse segmento conservador ache errado o que FHC fez, mas porque o caso veio a público. Isso pode lançar suspeitas sobre todas as armações desses maus feitores, inclusive com seus candidatos nas eleições deste ano.

Certamente o público saberá de muito mais coisas. Muito mais. Quem viver verá!

• Abraços críticos e fraternos na luta pela justiça e pela paz sociais.
• Dom Orvandil, OSF: bispo cabano, farrapo e republicano, presidente da Ibrapaz, bispo da Diocese Brasil Central e professor universitário, trabalhando duro sem explorar ninguém.

Responder

Nilza

21/02/2016 - 23h25

Leio agora à noite que o ex-marqueteiro de Lula está na República Dominicana trabalhando para a reeleição do presidente de lá. Leio tb que irmã da ex-amante de FHC, servidora fantasma do Cerra, por telefone, diz que está na República Dominicana (conforme http://oglobo.globo.com/brasil/irma-de-mirian-dutra-desconhecida-por-colegas-de-gabinete-de-serra-18705949).
Coincidência???

Responder

josé fernandes

21/02/2016 - 21h42

Ministério Publico é podre,Policia Federal é podre ,o PGR é podre.uma parte da Elite é podre. e tem aqueles pobres que acham que a elite tem de governar o Pais ,ah ia esquecendo ,o lava jato é podre…E assim caminha a humanidade.

Responder

    AMARILDO

    22/02/2016 - 08h17

    NÃO CIDADÃO , AI ENTRA O BEZERRA , SE GRITAR PEGA LADRÃO , NÃO FICA UM

Messias Franca de Macedo

21/02/2016 - 20h40

Da Série “FHC não é ‘O Cara’, mas é ‘O Bicho'”!

Entenda mais uma patifaria do ‘Príncipe da Privataria DEMoTucana’

$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$

O outro filho de FHC e sua mãe trabalham no Senado

Postado por Simone Moraes

20/02/2016 12:42

O caso do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso com a jornalista Mirian Dutra, que voltou às manchetes dos jornais esta semana, trouxe de volta outros defuntos. Além do filho, não reconhecido com a jornalista da Globo, FHC, tem mais um filho não reconhecido, hoje com 20 anos de idade, com Maria Helena Pereira, a empregada doméstica da casa dos Cardosos, que impressionou o ex-presidente” pela formosura”. O filho pobre chama-se Leonardo e trabalha no Senado como carregador. A sua mãe, Maria Helena é copeira do gabinete 22, do senador paraibano Roberto Cavalcanti (PRB).

Veja a coluna de Claudio Humberto:

“Príncipe da sociologia brasileira”, FHC disse uma vez que tinha “um pé na cozinha”. Maria Helena Pereira, a negra que o impressionou pela formosura e lhe deu outro filho fora do casamento, continua com o pé na copa. A mãe de Leonardo, o filho mulato de FHC, ainda é a copeira do gabinete 22, do senador Roberto Cavalcanti (PRB-PB), na Ala Teotônio Vilela do Senado. Trabalha todo dia lá, no período da tarde.
Leonardo, 20, o filho de FHC que esta coluna revelou ontem, também trabalha no Senado, como a mãe. É um modesto carregador.
Ruth Cardoso demitiu Maria Helena da casa de FHC, após conhecer Leonardo. Achou o menino muito parecido com seu marido.
Com ajuda de FHC, a ex-empregada Maria Helena, mãe do filho dele, comprou duas quitinetes e uma loja no Riacho Fundo (DF), que aluga.

FONTE: http://brasilia.portalempauta.com.br/2016/02/20/o-outro-filho-de-fhc-e-sua-mae-trabalham-no-senado/

Responder

Messias Franca de Macedo

21/02/2016 - 20h14

LONGA MADRUGADA

A semana que se inicia amanhece com uma questão dramática:
o ‘miniSTRO’ ‘Zé Tucano da Justiça da Casa Grande’ teria ou não encontrado um indício que o encoraje (sic) a ordenar que a *PTF inicie investigações acerca do rumoroso [mega]escândalo que envolve o FHC e a sua trupe, o “Miriamgate” e os seus desdobramentos?
*PTF: Polícia Tucana Federal

O mais engraçado – não fosse trágico – é que meras acusações de fofoqueiros(as) e/ou factoides gerados pelo PIG nem demandam/vam consulta ao ‘Zé Tucano':
“já saíam endiabrados os integrantes da ‘PORCA-terefa’, o estabanado e arrivista ‘japonês da Federal’ à frente…

RESCALDO:
o que sobrou da nossa [pseudo]democracia haja vista que até a centenária Polícia Federal rendeu-se à Casa Grande mais predadora do mundo?

Valei-nos Deus!

Responder

FrancoAtirador

21/02/2016 - 18h05

.
.
FANTASMAGÓRICOS TUCANOS
.
Indagado sobre uma funcionária fantasma do seu gabinete, Margrit Dutra Schmidt,
“num primeiro momento” José Serra “afirmou não saber ao certo”
se a sua fantasma “trabalha ou não em casa”.
.
Informado de que ninguém no seu gabinete sequer a conhece,
disse “imaginar” que ela trabalhe em casa.
.
Mas ninguém no gabinete soube, jamais, de algum trabalho dela.
.
Então Serra decidiu que “ela trabalha” em casa.
.
O trabalho de funcionário do Senado “em casa” é ilegal.
.
A cessão para tal, por parte do senador, também é.
.
Serra é um dos mais ferrenhos cobradores de “ajuste fiscal”, ou seja, do corte de gastos públicos.
.
Desde, percebe-se, que não atinjam os seus gastos de dinheiro público,
mesmo para fantasmas que, aliás, com o Congresso funcionando,
estão na República Dominicana. Talvez Serra tenha casa por lá.
.
Margrit Dutra Schmidt era casada com um dos mais antigos
e vorazes lobistas de Brasília, Fernando Lemos.
.
Parente próximo de Roberto Campos, inteligente e engraçado,
já era lobista de Mario Andreazza, entre outros, nos tempos de Figueiredo,
abastecendo muitos jornalistas em aparente segredo ou às claras mesmo.
Aparente porque segredos, em tal fornecimento, não eram do seu agrado.
.
A funcionária fantasma, “lotada” em sucessivos gabinetes do PSDB,
foi acolhida por José Serra porque o senador Álvaro Dias demitiu-a…
.
Jornalista Jânio de Freitas
21/02/2016
.
.

Responder

Julio Silveira

21/02/2016 - 17h59

É difícil assimilar a cretinice dos adversários do Lula. Covardes como eles só. Agora saem-se com essa de que o PT se aproveita de um momento. Como se seus adversários não estivessem a todo momento usando de todos os recursos para desancar o Lula e inclusive sua família, e desde os primeiros momentos dele no cenário politico nacional. Acho que guardam resquícios dos pensamentos ainda do tempo dos escravos. Pensam, creio, que a ala politica ligada ao Lula devia aprender a apanharem calados, sem reagir. Ou compreenderem que bater é prerrogativa desses sinhozinhos e sinhazinhas, seus adversários bastante mequetrefes e calhordas.
Mas para essa ousadia acontecer tenho que reconhecer que tudo aconteceu por responsabilidade do PT, justamente por terem sido covardes. Por assumirem um republicanismo fajuto. Por não terem feito aquilo que deveriam, e que o país ainda necessita. Não usaram a procuração do povo e suas prerrogativas de poder. Foram entortando a coluna para adentrar a casa grande, talvez por recalque, para terem reconhecimento como iguais, sei lá. Mas a historia ensina via Getúlio, JK, Jango, Brizola, que nunca haverá reconhecimentos para quem sai do berço popular, pelos donos da casa Grande. Até bastardos são difíceis de serem aceitos, basta olharem a história, inclusive essa, impar, que mostra como são tratados pelos donos da casa grande. Aqui, no Brasil, reconhecimento da casa grande nunca receberão, serão sempre vistos como oportunistas, golpistas que lhes tiraram o direito aos escravos. Sub gente que lhes obrigaram por lei a lhes remunerarem e reconhecerem-os como trabalhadores. Mas tudo isso por força opressora, por força das mudanças sociais internacionais. Aqui essas mudanças ainda não foram totalmente digeridas.

Responder

Apolônio

21/02/2016 - 17h36

Precisamos urgentemente de um jornal escrito para ampliar nossa voz.

Responder

Mauricio Gomes

21/02/2016 - 15h52

Realmente os tucanos são “os mais preparados”. Criaram o bolsa-amante, o bolsa-filho bastardo e até o bolsa-fantasma. É muita competência mesmo, para ser canalha e roubar.

Responder

Sidnei Brito

21/02/2016 - 15h01

Com a história da funcionária fantasma do gabinete de Serra, a Globo pensou que estaria atingindo MIrian.
Furo n’água: além de não ter feito cócegas na ex-repórter, ainda expôs um de seus maiores aliados na política. Nunca uma relação custo-benefício foi tão mal avaliada.
Outro ponto: é de se supor que o Globo já soubesse dessa funcionária fantasma há muito tempo e escondeu informação tão fundamental de seus leitores durante esse tempo todo.
A pergunta que fica é: quantos mais crimes e irregularidades de seus aliados o grupo Globo conhece e omite da opinião pública?

Responder

Marat

21/02/2016 - 14h32

O mais importante de todo esse dramalhão mexicano (traições, relações poder-imprensa, mentiras, embustes, bastardia etc.) é que a hipocrisia tucana e da direita em geral fica escancaradíssima. Com a palavra as senhoras de Santana, dos Jardins e de Higienópolis; Com a palavra ao Dr. Moro; Com a palavra a Rede Globo… Ficaremos no aguardo!

Responder

Celso Junqueira

21/02/2016 - 13h52

A nota lida no jornal hoje foi um recado para que a Miriam não fale mais sobre o assunto. Mas não adianta. Os blogs sujos não vão amaciar. A imprensa velha está sem credibilidade. Aliás, a Míriam nem precisa falar mais nada.

Responder

Gustavo

21/02/2016 - 13h32

Vejam a hipocrisia do FHC, Serra e rede globo. Todos fazem o que condenam no pt. Falam contra o aborto, mas fazem ou encobrem o mesmo e outras coisas mais.
FHC é pai de um filho que supoe-se não seja dele. E 22 anos depois a Mirian Du^-^ra vem revelar os percalços dessa linda história de amor a tro-co do que ? De graça ?
Sinceramente senhores, duvido que os políticos só transem com as esposas barangas deles. Deve ter muita jornalista até casada que leva ferro de politico. Não sejamos hipócritas ou falsos moralistas.
Qto ao FHC, é o político mais cínico que já vi. E a globo sempre esteve contra o povo e a favor só dela e dos poderosos.
Sempre manipularam a informação é continuam a fazer lavagem cerebral no povo principalmente através de suas novelas fantasiosas e jornais que omitem informações contrárias aos interesses dos aliados (psdb).
É muito dissabor por um filho que não é dele pra alguém tão poderoso. É bem provável que ele seja o pai mesmo.
Thomas, FHC !

Responder

Messias Franca de Macedo

21/02/2016 - 13h20

… Quem diria: a lona dos bandidos da [eterna] oPÓsição ao Brasil tocou fogo no país e, ao fim e ao cabo, estava sendo forjada a fogueira dos Infernos dos próprios meliantes antinacionalistas, inescrupulosos, nazifasciterroristas, golpistas de meia tigela IMUNDA… E, óbvio, [mega]CORRUPTOS!…

“Meu ‘fi’, não há nada ‘mió’ do que o dia que ‘assucede’ o outro!” Por minha saudosa e sábia avó!

A Verdade Vos Libertará! Preceito bíblico!

Ou ainda:
não há melhor desinfetante que a luz do Sol!

Deus é bom!
E pelos justos!

Viva o [verdadeiro] Brasil!
Viva o [verdadeiro] sapiente, leal, generoso, impávido e honesto povo trabalhador brasileiro!

Responder

Messias Franca de Macedo

21/02/2016 - 13h05

DENUNCIAR O PIG NO PIG!
UMA DAS SAÍDAS

O governo necessariamente deve denunciar o PIG no PIG!
Traduzindo:
independentemente da temática a ser abordada, toda vez que um parlamentar do PT ou do PC do B, um ministro de Estado, um presidente de empesa estatal, um diretor de autarquia, enfim, for entrevistado por algum(a) ‘pena amestrada’ a $oldo do PIG, o interlocutor:
“Repórter, aproveitando esta raríssima [raríssima!] oportunidade de expor as verdades aos(às) seus/suas telespectadores(as), eu gostaria de abordar [em detalhes (risos)] alguns assuntos que são caros aos seus patrões barões…”

Responder

Messias Franca de Macedo

21/02/2016 - 13h04

MAIS UM ESCÂNDALO DENTRO DO [MEGA]ESCÂNDALO!

Porque hoje é ‘doooooommmiiiingoooo’!

Dileto(a) (e)leitor(a),
pasme, na página principal do portal uol/Folha e na do site do jornal Folha de São Paulo não há sequer um mísero ponto e vírgula a respeito do ‘Miriamgate’!

Sim: o PIG É MAFIA!
E das mais hediondas!

Responder

    Messias Franca de Macedo

    21/02/2016 - 13h04

    [Porque hoje é ‘doooooommmiiiingoooo’!]

    … No ‘Estadão’ em estado comatoso o ‘Miriamgate’ são denúncias do tipo: em 1982, ele tinha uma ‘casinha’ financiada; em 2006, três apartamentos e um terreno

    NOTA ACAUTELATÓRIA:
    ‘ele’ não é o ex presidente DEMoTucano FHC!
    ‘Ele’ é o petista Lula!
    Por coincidência [pseudo]jornalística, Lula apresentado na fotografia que acompanha a ‘manchetona’ descarada ao lado do José Dirceu!

    ATENÇÃO:

    o termo ‘casinha’ acima reproduz literalmente a grafia do texto original; o verbete ‘casinha’ no sentido pejorativo – e sugestivo de práticas delituosas a posteriori, ou seja, acusação de enriquecimento ilícito.

    EM TEMPO:
    é certo que o ‘Estadão’ em estado comatoso não pode mais ser considerado um órgão de imprensa!
    Há muito tempo o ‘Estadão’ em estado comatoso é gerido por um Conselho [Estrangeiro] de Administração composto por banqueiros, rentistas &$ merdas que os valham!…

Messias Franca de Macedo

21/02/2016 - 13h02

Da Série ‘Porque hoje é ‘doooooommmiiiingoooo’!

INACREDITÁVEL

Na página principal do jornal ‘O Globo’ das organizações criminosas dos filhos do “dotô” Robert(o) Marín(ho) o mais recente [mega]escândalo envolvendo FHC é tratado por quatro manchetes longevas sobre as acusações levianas, capciosas e delinquentes formuladas nas masmorras IMUNDAS das redações da revista ‘Época’ &$ da revista ‘Veja’!

NOTA:
uma saída emergencial é o governo começar a denunciar os crimes do PIG no próprio PIG!
Traduzindo:
toda vez que um parlamentar do PT ou do PC do B, um ministro de Estado, um diretor de autarquia ou fundação, enfim, for entrevistado por algum(a) ‘pena amestrada” a $oldo do PIG, seja qual for a temática, afirmar ao/à interlocutor(a):
“Aproveitando a raríssima oportunidade de levar as verdades aos(às) seus telespectadores(as), inicialmente eu gostaria de tratar sobre algo que é bastante caro aos seus patrões…”

Responder

    Messias Franca de Macedo

    21/02/2016 - 13h03

    ajuste:

    … o mais recente [mega]escândalo envolvendo FHC é tratado por quatro manchetes longevas sobre as acusações levianas, capciosas e delinquentes formuladas nas masmorras IMUNDAS das redações da revista ‘Época’ &$ da revista ‘Veja’ desferidas covardemente contra o presidente Lula!

Messias Franca de Macedo

21/02/2016 - 13h01

… Creio que a jornalista Miriam Dutra empreende uma saga à vida!
Dela e de tantas e de tantas e de tantas outras mulheres que, ao longos dos tempos, foram usadas como joguetes na mãos sórdidas de canalhas a exemplo do DEMoTucano indecoroso FHC ‘Príncipe da Privataria!

Portanto, a frigideira dos Marín(ho) está recheada de óleo!
E de azeite!
Daquele azeite que as nossas valorosas baianas do acarajé preparam esses deliciosos quitutes!

É questão de tempo!
Horas, a bem da verdade!

A Verdade Vos Libertará!

Responder

Messias Franca de Macedo

21/02/2016 - 12h59

CPI DO BNDES DA GLOBO JÁ!

Resta saber se os deputados e senadores do PT voltaram a vestir calças!
Se não, deixem com o deputado Sílvio Serafim Costa (PT do B)!
Serafim é nome de macho!
No caso em tela macho pernambucano!
Ou a bancada que vive sob o chicote do Daniel Dantas irá prevalecer?
Essa [bancada] comandada pelo ‘miniSTRO’ ‘Zé Tucano da Justiça da Casa Grande [IMUNDA]’!…

EM TEMPO:
a [eterna] oPÓsição “pode rasgar os canos da cloaca” [risos] ameaçando:
no catedrático e honrado nacionalista Luciano Coutinho eu confio!
E no [eterno] presidente e na presidente Dilma Rousseff a confiança também é absoluta!

NOTA ACAUTELATÓRIA:
ou as verdades seccionam a jugular da direitona golpista… Ou o Leviatã ressurgirá das catacumbas mais miasmáticas das profundezas dos Infernos apresentando três vezes mais o número de cabeças! E, aí, o monstro irá nos trucidar definitivamente!

Responder

    Messias Franca de Macedo

    21/02/2016 - 13h00

    ajuste relevantíssimo:

    E no [eterno] presidente Luiz Inácio Lula da Silva e na presidente Dilma Rousseff a nossa confiança também é absoluta!

Messias Franca de Macedo

21/02/2016 - 12h58

“Agora eu tenho que ler até o artigo de uma jornalista que me conhece e sabe bem dessa história, a Eliane Cantanhede, que me compara ao caso da Luriam, Miriam Cordeiro. Esse pessoal perde a compostura quando é para defender seus amigos. Absurdo.”

Miriam Dutra, a senhora não imagina o que ‘nois’ sofremos aqui no Brasil: Eliane TACANHêde – também conhecida pela famigerada alcunha Eliane TUCANêde; ‘Renata Não Presta'; Cristiana Lôbo [de Raiva &$ Ódio]; Miriam Suína ‘A Urubóloga'; uma tal de ‘Tora’ Kramer; Rachel ‘ScherAZARde’ et caterva!
Pra ficar só em algumas [pseudo]jornalistas ‘penas amestradas’ a $oldo!
Do lado dos “jornalistas” a lista da escória é mais vasta ainda!
A senhora “não sabe um terço da missa”!
Muito menos do sofrimento de ‘nois’ os fiéis da resistência à essa camarilha miasmática de depravadas(os)!…

***

… Senhora Miriam Dutra,

no Brasil os jornalistas que investigam estão nos blogues ‘sujos’!
O jornalismo científico brasileiro ocorre nas conspícuas casas cibernéticas:
DCM; ‘Tijolaço'; VioMundo; Conversa Afiada; Blogue do Luís Nassif; ‘O Cafezinho'; Carta Maior; Rede Brasil Atual, Brasil 247, entre outros.
E um sem número de comentaristas…

Respeitosamente,

Responder

Jair Fonseca

21/02/2016 - 11h53

“Mas onde estão os jornalistas, que não investigam?”
Estão na Globo, na Folha, Estadão, Estado de Minas, etc…

Responder

Antonio

21/02/2016 - 11h48

Gargalhe, você merece! O vídeo é curto, mas delicioso. Trata-se da solidariedade de um humorista a Fernando Henrique Cardoso. Eu garanto, vale a pena.

https://youtu.be/tnqcd-NbdBo

Responder

Messias Franca de Macedo

21/02/2016 - 10h24

Enfim a Lei dos Meios foi gestada neste país!
A mãe do milagre:
a senhora Miriam Schmidt Dutra!

A nação brasileira e a civilidade agradecem, penhoradamente!

Responder

Messias Franca de Macedo

21/02/2016 - 10h23

… As organizações (sic) Globo irão emitir um editorial lido pelo ‘Bonner da Fatinha’ no ‘JN’ asseverando que os filhos do “dotô” Robert(o) Marín(ho) “são – apenas e tão somente – ‘usufrutuários’ do exílio compulsório da jornalista Miriam Dutra”!

Pimba!
Tudo esclarecido à nação [em frangalhos]!
E, de quebra, o ‘miniSTRO’ ‘Zé Tucano da Justiça dos DEMoTucanos’ estará de posse do, digamos, álibi perfeito: ordenar que a PF suspenda qualquer tipo de análise sobre indícios acerca das [eventuais] investigações do ‘Miriamgate’!

E o ‘japonês da Federal':
“E, agora, chefinho Sérgio ‘mor(T)o’, eu já tomei o cafe´da manhã! Hoje, a nossa equipe se deslocará para o Guarujá ou Atibaia?”

Responder

Messias Franca de Macedo

21/02/2016 - 10h16

CPI DO BNDES DA GLOBO JÁ!

Resta saber se os deputados e senadores do PT voltaram a vestir calças!
Se não, deixem com o deputado Sílvio Serafim Costa (PT do B)!
Serafim é nome de macho!
No caso em tela macho pernambucano!
Ou a bancada que vive sob o chicote do Daniel Dantas irá prevalecer?
Essa [bancada] comandada pelo ‘miniSTRO’ ‘Zé Tucano da Justiça da Casa Grande [IMUNDA]’!…

EM TEMPO:
a [eterna] oPÓsição “pode rasgar os canos da cloaca” [risos] ameaçando:
no catedrático e honrado nacionalista Luciano Coutinho eu confio!
E no [eterno] presidente Luiz Inácio Lula da Silva e na presidente Dilma Vana Rousseff a confiança também é absoluta!

NOTA ACAUTELATÓRIA:
ou as verdades seccionam a jugular da direitona golpista… Ou o Leviatã ressurgirá das catacumbas mais miasmáticas das profundezas dos Infernos apresentando três vezes mais o número de cabeças! E, aí, o monstro irá nos trucidar definitivamente!

Responder

Àlvares de Souza

21/02/2016 - 09h34

Por que a Miriam Dutra não entra com uma ação contra todos esses bandidos? Creio que a situação a que ela foi submetida, de verdadeiro degredo, submissão e humilhação, deve justificar plenamente uma ação milionária contra esses delinquentes. Ela foi foi vítima da chantagem mais vil, foi constrangida moralmente, num caso de assédio moral indiscutível, e deve ser indenizada moral e materialmente por tudo quanto sofreu. Espero, sinceramente, que isto ocorra.

Responder

CaRLos

21/02/2016 - 03h24

Como a população brasileira é manipulada na área de informação. E quem deveria tomar iniciativas não faz. Tá lá o Congresso e outros poderes. Temos de ter leis rígidas contra a mídia. Interferir em eleições presidenciais. Isso é grave demais. Por causa da imprensa, o povo passou a odiar o “Pai dos pobres” na década de 50. Quando despertou, era tarde demais.

Responder

Francisco de Assis

21/02/2016 - 02h40

O simbolismo é escancarado. Esta senhora foi apenas uma barriga de aluguel. Ela, seu filho, o canalha-chefe e sua turma de canalhas, todos treparam e gozaram muito bem, e gozam até hoje.
.
Agora, nessa podre história, foderam mesmo foi a Mãe Gentil, Pátria Amada, Brasil!

Responder

FrancoAtirador

21/02/2016 - 02h31

.
.
Tucanistão: Free Shop Brasif
.
“Me manter longe do Brasil era um grande negócio para a Globo.
Minha imagem na TV era propaganda subliminar contra Fernando Henrique
e isso prejudicaria o projeto da reeleição”
.
– Mas o que a empresa ganhou com isso?
.
“BNDES”.
.
– Como assim?
.
“Financiamentos a juro baixo, e não foram poucos”.
.
.

Responder

titus

21/02/2016 - 02h25

Onde anda o ministerio publico… esses caras nao trabalham para o povo, trabalham para partidos… quero dizer para partido…

Responder

Deixe uma resposta