Vi o Mundo, por Luiz Carlos Azenha

Palanque

Deixe aqui sugestões de pauta, de leitura e desabafos

Escreva!

   
 
Home Receba as últimas notícias via RSS
Contraponto Utilidades

LIBERAR AS DROGAS! UMA PROPOSTA IDIOTA!

Atualizado em 06 de May de 2008 ŗs 14:04 | Publicado em 06 de May de 2008 ŗs 11:57

por César Maia, prefeito do Rio de Janeiro, no Jornal de Debates

01. De vez em quando volta-se a falar no Brasil em liberar a comercialização de drogas. Ontem esse Ex-Blog registrou esta besteira dita com pompas e circunstancias, por um -dito- intelectual numa rádio de audiência nacional. Na última semana políticos também repetiram esta bobagem.

02. O raciocínio -idiota- é o seguinte. O tráfico de drogas tem alta lucratividade o que permite organizar gangs e corromper policiais, e disseminar violência e mortes. Mas -pensam eles- se a cocaína for liberada isso termina e assim também, as gangs e a violência, e as mortes.

03. Vamos pensar de três maneiras. Primeira do ponto de vista econômico. Ora, se as drogas são lucrativas, o natural é que parte da poupança/investimentos nacionais busque essa maior taxa de lucro. Ou seja, num país que não cresce por falta de poupança, uma parte dessa iria para as drogas.

Se o Brasil não produz drogas, passaria a produzir. De um lado refinarias. De outro plantações de maconha, ópio e folha de coca, deslocando a produção de alimentos. Sai o arroz e feijão e entra a coca, por exemplo. O comercio se ajustaria para isso: MacCoca! Compre sua seringa e injete sua heroína! Dê sua cheiradinha de sabor uva! Essa maconha é das boas: alta concentração. Você fica doidão! Embaixo: o Ministério da Saúde lembra que droga faz mal a saúde. Ou: consuma com moderação.

04. A segunda, seria o fato de um país isolado tomar esta atitude. A Holanda abriu a venda de maconha, localizada num bairro de Amsterdan. Parou por aí. E vai restringindo progressivamente. Na Suíça se fez uma experiência que foi, em seguida, interrompida pela afluência de viciados. Ora, um paísão como o Brasil seria invadido por viciados e consumidores de todos os lados.

05. Finalmente, uma vez legalizadas as drogas, as doenças – vício em primeiro lugar – provenientes das drogas teriam que ser atendidos nos serviços públicos de saúde. A relação – profissional de saúde/doente – é de 1/8 por turno num caso de ortopedia.

Mas a relação para recuperação de um drogado é inversa. E os postos de saúde e hospitais públicos ainda teriam que fornecer drogas nas quantidades receitadas, num programa de recuperação progressiva de viciados. Os governos teriam que deslocar recursos para isso. E a imprensa cobraria: Falta cocaína no Hospital X para os viciados em recuperação. Ópio em falta. Ministro promete importar do Afeganistão em um mês.

06. A idéia é tão absurda que só na cabeça de quem gosta da coisa ou gostou, poderia passar.

07. O Brasil finalmente seria de fato o melhor do mundo. Ou melhor: o único do mundo que liberou geral! Argh!!!!!


Indique esta Matéria
ÚLTIMOS COMENTÁRIOS
fernandinho (06/03/2010 - 15:17)
eu acho que as drogas devem ser liberadas e quem quizer fumar que fume porque cada um tem sua vida e sao gentes de maiores de idade,e os menores de idade que as maes e os pais os conselhem em deus de pequeno.

Ricardo (02/03/2010 - 13:38)
Corretíssimo o colunista!

Imaginem os problemas de seguran√ßa p√ļblica que os receptadores (de drogas), ops, drogados (que n√£o s√£o v√≠timas ou doentes, mas sim delinquentes, uma vez que s√≥ usa se quiser) ocasionariam nas ruas?
Haveria ainda mais crimes e sem um mínimo de motivação, apenas porque o delinquente viu um satanás estampado num infeliz pela rua, o mataria!

Paulo Ilmar Kasmirski (29/01/2010 - 20:19)
Drogas podem virar solu√ß√Ķes dos pr√≥prios problemas

Transformar todas as drogas como se fosse um produto qualquer

As bebidas são assim, os remédios são assim, tudo e assim

Como as drogas têm grande potencial comercial, na produção de muitos produtos

Vira mais uns produtos na lista das receitas, só por determinação medica, e a liberação onde e consumida para outras finalidades comerciais usada na fabricação dos produtos variados

Iria contribuir aumentar muito arrecadação de imposto, que poderá ir direto para, prevenção contra as drogas, Educação Esporte Cultural, transformar o corpo humano sem vicio, e com vicio em vídeos games servindo de matéria em sala de aula

De carona aproveitar todo corpo humano, transformando em games, todas as coisas que acontecem, com todo excesso, que a gente faz, depois de todas doces injetadas, mais as drogas dos que dirigem com as carteiras de motoristas notadas

FLORDELIZ (21/01/2010 - 23:14)
Boa noite!
por que √© necessario liberar a maconha?o nosso corpo precisa ser respeitado voce n√£o entende que o cigarro √© nocivo devemos nos libertar dos vicios eles corroem at√© a alma √© um mundo sem volta quantas almas acorrentadas sofrendo por n√£o saber dizer n√£o √© tempo de despertar!tudo que te faz ficar dependente te faz mal sabes a rea√ß√£o do teu organismo no momento que v√°s consumir seja qualquer droga poder√°s ser um dependente quimico para o resto da vida a palavra de Deus diz vigiai e orai.AM√ČM?

FLORDELIZ (21/01/2010 - 22:58)
Boa noite!
Sou totalmente contra o uso de qualquer droga ilicita!imagina! que mentalidade liberar maconha?n√≥s n√£o precisamos, mais drogas no nosso organismo vamos mudar o comportamento a maconha te torna escravo do vicio e somos livres pelo sangue derramado na cruz do calvario analise n√£o foi em v√£o se aparte do mal diz a palavra de Deus o mundo est√° cheio de armadilhas cuidado?voce poder√° ser aproxima vitima,Jesus te ama meu irm√£o em CRISTO JESUS,AM√ČM?

Antonio Albuquerque (01/01/2010 - 16:33)
Cesar Maia nada faz alem de fugir a responsabilidade pelo alarmante crescimento do trafico de drogas no Rio de Janeiro, enquanto ele quebrava calçadas, refazia as mesmas com cor diferente, tornava a quebrar, refazia e tome de gastar verbas com calçadas e estreitar ruas. O trafico crescia nos morros e se armava. Lembrete, se não fosse uma ação enérgica de um prefeito do rio a lagoa hoje em dia seria uma gigantesca favela, quartel general do trafico.Quatro mandatos quebrando calçadas e refazendo-as (Paulo Conde também era Cesar Maia)

denis araujo (31/12/2009 - 14:05)
pois e.discordo totalmente do politico ai do texto em questao.a liberaçao das drogas, seja ela qual for, nao devia nem ser motivo discussao pelo simples fato de vivermos num pais dito democratico.acho que a maior causa da violencia nao e o consumo de drogas; a ma distribuiçao de renda,a migraçao de pessoas de cidades e estados onde nao ha desenvolvimento e nao se consegue trabalho ou quando se consegue;o que se ganha e absurdamente aviltante,a falta de administradores publicos com um minimo de comprometimento com os interesses coletivos ;(o povo pode ate ser burro como escreveu um dos que comentaram ai em cima,mas ele vota em quem acha que e sincero,acontece que nao se vota em quem nao se conhece.agora me digam como descobrir o q esta atraz do personagem se ate a policia tem dificuldade de descobrir?).enquanto a repressao render muito dinheiro, poderosos puderem comprar segurança,politicos sem fiscalizaçao publica acirrada com prisao e afastamento imediato dos envolvidos em tramoias e corrupçoes e nao houver confisco de bens conseguidos ilicitamente a partir do uso do poder e dinheiro publico,enquanto quem pode, continuar desvalorizando o ser humano e so visar lucro,as drogas continuarao servindo de alibi para os chacais e abutres que fazem o que bem entendem com o dinheiro que nos roubam em forma de impostos.

Leonardo (22/12/2009 - 11:24)
Muito ignorante esse tal de ROBERTO SANTI
kkkkk
Não é por causa de usuários de maconha que o Brasil nã vai pra frente, e sim por causa de pessoas com essa ai
aff

Leonardo (22/12/2009 - 10:55)
O fato é que o autor desse texto, no qual não tiver nem curiosidade de saber quem é, é ignorante e radicalista.
Quando é mencionado na mídia a liberação de drogas, não está sendo mensionado a liberação do crak ou da heroína como foi dito pelo autor. Falamos de liberação de drogas leveas assim como acontece nos países baixos, que conseguiram aumentar o turismo e os lucros com essas medidas.
Uma pessoa que considera qualquer droga igual a outra, não deveria nem ter espaço para escrever um texto desses.
N√£o vejo nem em um futuro muito distante a possibilidade de libera√ß√£o do uso de drogas como o LSD ou o Crak e a Coca√≠na. Por√©m vejo oportunidade de crescimento econ√īmico com a libera√ß√£o de drogas leves como a Maconha.
√Č ignor√Ęncia pensar que o consumo aumentar√° se tal tal droga for liberada, tendo em vista que hoje qualquer pessoa tem acesso as drogas que quiserem sem muito esfor√ßo.
Portanto, n√£o estariamos incentivando o uso mas sim salvando vidas.
Quantas pessoas morrem devido ao tr√°fico?
N√£o s√≥ os bandidos e os traficantes, mas tamb√©m pessoas inocentes que em busca de um dinheiro r√°pido enche o est√īmago de coca√≠na para n√£o ser pego no a√©roporto ou pessoas que s√£o mortas pela pol√≠cia pelo simples fato de serem usu√°rias.
Pensem nisso.

ELijersse (26/11/2009 - 16:52)
j√Ā DIZIA NAPOLE√ÉO: " OS HOMENS S√ÉO SEMPRE CONTRA A RAZ√ÉO QUANDO A RAZ√ÉO √Č CONTRAA ELES!!!!!" ¬¨¬¨

diego (13/11/2009 - 23:43)
Faltou abordagem do principal problema referente as drogas, se ela for legalizada o que ocorre com quem vive da venda dela, pois do traficante ao aviaozinho tem o seu sustento disto, ocorrera que eles acabaram por descer morro e ai gerara uma onda de assaltos sem precedentes. Isto sim é um problema que se torna bem mais mais grave! Falta é uma politica de educação e profissionalização a longo prazo que reforme todo o sistema de ensino no Brasil, enquanto isto não ocorrer o traficante sempre existira, mesmo se a droga for legalizada ele vendera mais barato, vide o caso do cigarro!!!!!!!!!

zilvan (12/11/2009 - 12:12)
N√£o basta ser contra a libera√ß√£o. √Č preciso cobrar provid√™ncias do presidente Lula que teve um dos seus ministro engajado numa campanha para a libera√ß√£o das drogas.Todos n√≥s sabemos os efeitos das drogas para as pessoas e esta hist√≥ria que as pessoas v√£o controlar seu consumo √© "conversa para boi dormir". N√≥s temos de ser intresigentes neste assunto.N√£o √† libera√ß√£o de drogas e a puni√ß√£o por parte de Lula para o seu ministro que n√£o est√° nem a√≠ para o sofrimento das fam√≠lias que tiveram seus parentes destruidos por v√≠cio nas drogas.

Alice (10/11/2009 - 18:24)
Claro que não é so liberar as drogas.. quem foi que disse isso?
Essa nova gera√ß√£o est√° sujeita a uma liberdade quase sem limites, na qual o √ļnico fator de impedimento deve ser o seu pr√≥prio conhecimento das consequencias.
O que está acontecendo agora é que a população esta sendo tratada como uma criança que não sabe o que quer, enquanto os pais decidem o que é melhor para ela.
√Č preciso realmente cuidar para que a educa√ß√£o ofere√ßa ferramentas para o bom uso da liberdade. O novo cidad√£o deve ser capaz de escolher o que √© de seu interesse ou n√£o, ao inv√©s de ser privado de suas escolhas.

Eduardo (19/10/2009 - 13:50)
Pedro Luis Parede um dos primeiros comentarios.... disse TUDO... so esqueceu de dizer, que o povo é BURRO e continua votando errado!!
LIBERA LOGO ISSO! OU AMANHA, VOCE PODE SER VITIMA DO TRAFICO.
Quem pode confiar no trabalho da policia?!
nenhum policial corrupto quer o fim do trafico... isso e logico !!


Risos! (09/10/2009 - 01:49)
Ok, ent√£o vamos continuar escondendo os fatos de que tem juizes, advogados, deputados, comandando os morros indiretamente.

Nenhum pouco hipócrita não é?

Ser maconheiro ou não, não implica em ter ou não ter carater. Duvidar disso é ignorancia e continuar sendo ignorante por querer (na minha cultura) é falta de carater.

J√ļlio Cabrera em "projeto de √©tica negativa" explica que o suic√≠dio (extendo ao uso de drogas) √© a express√£o m√°xima da liberdade do indiv√≠duo. Eu n√£o o desejo nem pra mim nem pra ninguem, mas √© direito de escolha de cada um.

Quem tem coragem para invadir o meu territorio e violar meus direitos? existe algum país no mundo que permita o suicidio (ou eutanásia ou o uso de drogas), sem discriminação?

Se n√£o existe, acho que est√° na hora de come√ßar uma guerra. √Č este tipo de diferen√ßa de pensamento que formam os pa√≠ses. Eu n√£o tenho o desejo de absorver este tipo de cultura e existem milhares de outros nestas condi√ß√Ķes. Existe democracia ou tudo √© uma fal√°cia para sustentar este sistema falido? Sou escravo do sistema e tenho que trabalhar a favor dele custe o que custar?

Invers√£o total de papeis. O sistema deveria servir a sociedade e n√£o o contrario. √Č claro que o sistema serve a alguem. Uma minoria. E eu n√£o concordo com esta cultura escravocrata e possessiva.

eu prefiro fumar maconha do que beber cerveja, tomar coca-cola, cheirar um pó, tomar pinga, fumar cigarro. Viu só o tanto de porcaria que existe e que não está ocupando 100% das terras cultiváveis?

roberto santi (02/10/2009 - 17:29)
BUMMMMMMMMMMMMMM √Č O FIM DO MUNDO, PRA ACABAR COM AS DROGAS
S√ď MESMO UM BUMMMMMMMM
ASSINADO DEUS

Victor (24/09/2009 - 15:17)
Nem comento os argumentos usados pelo autor do texto. Tinha muito a escrever sobre eles, mas o post do 'Pedro Luis Paredes', uma dos primeiros posts abaixo do texto, falou quase tudo que eu queria.
A acrescentar eu só tenho o seguinte: é melhor tributar a maconha (e fazer o Estado ganhar dinheiro com isso) do que continuar permitindo o enriquecimento de marginais com ela.

juninho (31/08/2009 - 00:31)
ele é político, vc acha que os conservadores que votaram nele iam gostar de saber q ele é a favor da liberação? os argumentos dele são pessimos.

Pedro Luis Paredes (26/08/2009 - 01:03)
1 - Não é argumento: dispensável!
2 - As gangs, a violência e as mortes são financiadas SIM pelo tráfico de drogas. Quem vai continuar financiando as armas se legalizar as drogas?
3.1 - Ponto de vista econ√īmico: voc√™ esta ignorando uma regra b√°sica de mercado: lei da oferta e da procura infeliz! Para tudo tem limite! N√£o adianta todos investirem em drogas porque ocorre a baixa lucratividade pela oferta ser maior que a procura, concorr√™ncia etc...! De "econ√īmico voc√™ n√£o entende nada!
Você fala como se fosse crescer o consumo invariavelmente, deve ser porque não passa pela sua cabeça investir em educação e no social, nem passa pela sua cabeça que essa é a solução, quiça que você quer solucionar o problema!
Poupança: não me faça rir, pelo menos vai ser tributado e não escoado para campanhas de uns e outros!
3.2 - Também não entende nada de agricultura porque não faz idéia de quantos alqueires (sabe o que é isso?) improdutivos existem no Brasil!!! Alias, você sabe o tamanho do Brasil?
Você sabe qual a tributação do cigarro e das bebidas?
4 - Não é argumento: dispensável!
5.1 - √Č justamente por isso que tem que tributar, quem esta pagando nesse momento √© a sociedade, com mortes e caos.
5.2 - Voc√™ j√° viu o A.A. pagar bebida para os viciados? O postinho de sa√ļde dar cigarro para quem tem c√Ęncer de pulm√£o?
Obs 1: Me parece que voc√™ n√£o esta em condi√ß√Ķes de julgar o intelecto de ningu√©m!
Obs 2: A situação deve estar agradável para você!

arthur vechini filho (27/07/2009 - 16:00)
QUEM DEVE ESTAR GOSTANDO DO ASSUNTO EO MINISTRO DO MEIO AMBIENTE O MINK EO FERNANDO GABEIRA POR ELES JA ESTARIA LIBERADO A MUITO TEMPO DEVEMOS FICAR ATENTO SOBRE ISTO A MAIOR PARTE DOS POLITICOS DO BRASIL SÃO CORRUPTOS ESTELIONATARIOS E PORQUE NÃO, NÃO GANHAR COM A LIBERAÇÃO DAS DROGAS DESTA DROGA DE GOVERNANTES PODEMOS ESPERAR TUDO MENOS O CORRETO QUE SERIA PUNIR COM PRISÃO PERPETUA AO COVARDE TRAFICANTE QUE ENVENENA MATA E TIRA A ESPERANÇA DE MUITOS JOVENS E BRASILEIROS QUE QUEREM VIVER NUM PAIS JUSTO QUE SE CHAMA BRASIL E NÃO MERECE TANTO LIXO.

ALEXANDRE (01/07/2009 - 11:18)
Eu s√≥ n√£o quero ser assaltado, sequestrado e morto. Pelo tr√°fico, pois estes tem lucros extraordin√°rios com a venda de drogas, com a utiliza√ß√£o de banda larga/TV a cabo nas favelas, venda de botij√Ķes de g√°s com pre√ßos at√© 20% superiores a de mercado. Se liberar n√£o √© a solu√ß√£o qual ser√°? Eu n√£o uso, mas tem muita gente que vc conhece Azenha que usa e a√≠? Para combater o tr√°fico tamb√©m gastasse dinheiro a rodo. Hoje temos dois problemas: Seguran√ßa p√ļblica e Sa√ļde p√ļblica, queria ficar com um s√≥. Adivinha qual.

ROBERTO SANTI (09/05/2009 - 10:45)
PORQUE ! AGORA PODER√Ā HAVER UMA MANIFESTA√á√ÉO A FAVOR DA MACONHA DROGA, N√ÉO A MACONHA REMEDIO.ENT√ÉO EU ME PERGUNTO
SE FOSSE PARA DEFENDER A MACONHA REMEDIO, TODOS ESSES ESTARIAM NAS RUAS ? E A DROGA COCAINA SER√Ā A FUTURA MANIFESTA√á√ÉO ? E O CRACK,N√ÉO O RONALDO, MAS A DROGA , QUANDO SER√Ā A MANIFESTA√á√ÉO A FAVOR ! GENTE ! ACORDEM !!!!
TODOS TEMOS EM CASA UMA PESSOA QUE FAZ USO DE ALGUMA COISA RELACIONADA A DROGA,E O PODEMOS! VER,SENTIR E CHORAR, CHORAR E S√ď CHORAR....


Jo√£o Canobre (04/05/2009 - 16:43)
A coca √© uma planta de alto poder nutritivo e a farinha feita com suas folhas poderia ajudar na alimenta√ß√£o de milh√Ķes de latino americanos. A quantidade do alcal√≥ide existente na planta in natura chega a ser ben√©fica ao ser humano. Sobre a maconha j√° existem v√°rias pesquisas que comprovam seu poder medicinal, e haveriam muito mais se n√£o houvessem as restri√ß√Ķes impostas pelo fato dela ser proibida. Como adubo verde a maconha ajuda a recuperar solos para uma melhor colheita de feij√£o, milho, etc. Suas sementes possuem todos os amino√°cidos que um ser humano precisa. Esmagadas, as sementes produzem um √≥leo que seria √≥timo tamb√©m para a produ√ß√£o de biodiesel. Se o dinheiro usado na repress√£o √†s drogas fosse todo para a sa√ļde, certamente seria muito melhor aplicado. Como diz Mylton Severiano, a pior droga √© a ignor√Ęncia. Droga pesada mesmo √© o C√©sar Maia.
Algumas referências:

http://www.adital.org.br/site/noticia2.asp?lang=PT&cod=22301

http://www1.folha.uol.com.br/folha/mundo/ult94u533583.shtml

roberto santi (01/05/2009 - 10:16)
OPS! NÃO FALEM MAL DE DROGAS, TEM GENTE DE PLANTÃO OUVINDO
COMO SER√Ā A VIDA DESSES IMBECIS QUE N√ÉO TRABALHAM PARA UM BEM SOCIAL, MUITO PELO CONTRARIO, VIVEM DOS DESESPEROS DOS OUTROS. A DROGA FOI DESCOBERTA COM A INTEN√á√ÉO DE CURAR, E N√ÉO DE ACABAR COM A VIDA. INFELIZES. DROGADOS.CADEIA.

sergio ribeiro (23/04/2009 - 17:25)
Roberto Caixa Alta,

Vai escrever mal assim nos quintos

ROBERTO SANTI (21/04/2009 - 10:37)
VOCES REPARARAM COMO [= SOMOS PAPAGAIOS DE NAVIO,=] O BRASILEIRO
QUANDO QUER COMETER QUALQUER TIPO DE A√á√ÉO, OU INFRA√á√ÉO SEJA NO GOVERNO OU NAS RUAS,COME√áA A FALAR DE OUTROS PAISES,MOSTRANDO OS EXEMPLOS DE FORA. EU N√ÉO MORO NA EUROPA, ASIA, UNITE STATE, MORO,COMO,DURMO,TRABALHO NO BRASIL,E JA VIAGEI MUITO PRA FORA E SEMPRE SENTI SAUDADE DO BRASIL,DEIXEM QUE ELES SE MATEM, NOIS AINDA TEMOS A CHANCE DE IMPEDIR QUE OS DROGADOS SE PROLIFEREM DE MANEIRA QUE POSSAM SER ELES OS QUE TER√ÉO RAZ√ÉO PELA QUANTIDADE E N√ÉO EM QUALIDADE, COMO FAZEM OS PROGRAMAS DE TV.90% S√ÉO PROGRAMAS ANTI-FAMILIARES,VAMOS EXPULSAR ESSA INVAS√ÉO DE GAFANHOTOS DROGADOS PRA CIMA DE NOSSOS FILHOS. [X√Ē,X√Ē......

ROBERTO SANTI (21/04/2009 - 10:18)
FELIZ DAQUELE QUE SE DROGA SEM FICAR DROGADO, ISSO EXISTE?
UM PUNHADO DE MACONHA , UM PUNHADO DE CRAK UM PUNHADO DE COCAINA UM PUNHADO DE CERVEJA,DE PINGA, √Č IGUAL AO QUE ? A UM !DROGAD√ÉO!,GENTE,HOJE,TORCER PARA O TIME DOS DROGADOS √Č COMO TORCER PARA O TIM√ÉO,COMO TEM FIEIS,ESTAMOS FICANDO EM MINORIA, COM A BANDEIRA DA LUCIDES,POBRES INFELIZES QUE ACREDITAM QUE QUALQUER SUBSTANCIA QUIMICA PODER√Ā TRANSFORMAR A SUA VIDA EM UM PARAISO.NADA COMO SER CONSCIENTE EM TODOS OS MOMENTOS DA NOSSA VIDA.ESTOU ESCREVENDO AGORA SABENDO TUDO O QUE FA√áO.ALIAS,NINGUEM √Č PERFEITO,MAS N√ÉO INSISTA NA BURRADA,DROGA SE ESCREVE COM DOIS Cs, CADEIA, CAIX√ÉO.

Osama (20/04/2009 - 19:53)
O correto é nem vender qualquer coisa que tenha a possibilidade de causar dependência química.

Mas, como isso aí é uma utopia... Me abstenho.

Raul (20/04/2009 - 13:24)
Aqueles que condenam as drogas são tão ópiofobicos que não sabem distinguir um saco de farinha de trigo de um saco de maconha.
A Holanda ta anos luz a frente do Brasil.
O maior preconceito as drogas vem da quest√£o religiosa. Ali√°is temos pastores que s√£o contra casamentos homossexuais e padres que querem vetar o aborto em toda ocasi√£o influenciando a politica.
√Č possivel o Brasil liberar tranquilamente as drogas, temos tantos "√≥pios" no nosso pa√≠s.

roberto santi (14/04/2009 - 20:08)
SABE COMO SE ACABA COM A DROGA !!!!!!
√Č FACIL. 1¬į, ACABAR COM GOVERNO QUE A USA, DEPOIS √Č MAIS FACIL AINDA, DEIXAR O TRAFICANTE BEM A VONTADE E QUANDO ALGUEM APARECER PARA COMPRAR, CADEIA NELE, DO QUE VIVE OS TRAFICANTES? DOS DROGADOS,! ENT√ÉO CADEIA PARA TODOS OS DROGADOS PEGOS EM FLAGRA. ACABOU, ERA UMA VEZ A DROGA.√Č ASSIM, COM DOIS PALITINHOS, VIU COMO √Č FACIL!OU ENT√ÉO FIQUEM CHORANDO SEUS MORTOS MORTOS OU VIVOS.

ROBERTO SANTI (13/04/2009 - 17:28)
VOCE QUE EST√Ā A FAVOR DA MALDITA! S√ď PODE SER UM DROGADO OU N√ÉO CONHECE NINGUEM QUE ESTEJA.QUE BONITO SERIA VER O SEU FILHO[A] ENTRANDO EM CASA COM UM PACOTE DE DROGAS E DEPOIS VOCE FICAR CHORANDO SEM PODER FAZER NADA, A LIBERA√á√ÉO E A CONFIRMA√á√ÉO DA INCAPACIDADE DOS NOSSOS GOVERNANTES, AOS DROGADOS DE PLANT√ÉO FALEM POR VOCES E N√ÉO TENTEM COLOCAR AS DROGAS EM NOSSAS CASAS.

thiago (01/04/2009 - 02:03)
primeiro de tudo .... tem gente que c refere a uma pessoa trabalhadora e onesta com um drogado por apenas fumar eu disse FUMAR um baseado. então por favor antes de usar essa palavra DROGADO q é muito forte pense bem...
não acho q deveria liberar por liberar pos eu e ninguêm gostaria de andar do lado de zumbis.porem o uso adequado não ira interfirir, piorando ou melhorando o descaso e dislexo do nosso pais...esse assunto é muito dificil de ser discutido. porem não serei mais um adolescente a falar "liber a porra toda", como não serei mais um a julgar um trabalhador por fumar seu baseado para relaxar chamando de DROGADO essa palavra é muito forte ...

Waldyr Inglez Filho (27/03/2009 - 08:03)
Primeiro substituam-se todos os impostos pelo √ļnico de 1% em todas as transacoes bancarias (todos pagariam e nao haveria evasao, desde que tambem as fundacoes etc, nao permanecessem isentas); depois todos o crime de trafico de drogas ou armas fosse considerado hediondo e trancafiassem o meliante como aos que cometem o crime de racismo, finalmente classificasem os COMPRADORES e usu√°rios como fomentadores desta tragedia e incentivadores/apologista do crime e de formacao de mais quadrilhas. CADEIA aos que tentam infringir a sociedade mais males, sejam antigos ou novos.

Flavio Rigoli (14/03/2009 - 01:49)
Sou contra a libera√ß√£o, fico imaginando eu passeando com o meu filho ou pai e um adolescente fumando "um baseado", n√£o s√≥ pelo cheiro, mas pelas condi√ß√Ķes que o efeito da droga far√° no adolescente. Lembro tamb√©m que estamos caminhando contra a id√©ia de diminuir o consumo do cigarro, ser√° que j√° se esqueceram das campanhas contra o cigarro?
Claro que n√£o houve um debate claro sobre isso, s√≥ ouvimos pessoas sem problemas na fam√≠lia, o ex- presidente Fernando Henrique n√£o tem problemas com o uso, tendo me vista suas condic√Ķes finaceiras, mas e a Dona Maria com seu filho? Ela sai pela manh√£ para trabalhar s√≥ chegando a noite. Ganha um sal√°rio min√≠mo por m√™s, se eu filho usar drogas com que dinheiro ele ir√° comprar?
Comparando drogas com um t√™nis, que coisa bacana ser√° o comercial mas ser√° que o menino de rua, grudado na vitrine, saber√° quais os males que trar√° para si o uso? Se estudamos o DNA e sabemos j√° fazer a separa√ß√£o de subst√Ęncias podemos separar tais subst√Ęncias que s√£o produtivas na maconha. Deixo claro que hoje perdemos os la√ßos familiares as televis√Ķes ensinam mais que os pr√≥prios pais.

Inacio (09/03/2009 - 19:35)
A legaliza√ß√£o do uso de drogas √© um tema dif√≠cil. N√£o √© para qualquer um ter coragem de externar opini√£o, mas o fato √© que a proibi√ß√£o √© que fortalece as "bocas de fumo", encarece o produto e fomenta a ind√ļstria e o contrabando de armas. Se legalizada, os traficantes teriam que, num primeiro momento,jogar suas armas no lixo,e, depois, sem capacidade econ√īmica n√£o voltaria a se armar. Vale refletida a luta do saldoso Senador Nelson Carneiro para legalizar o Div√≥rcio no Brasil. A alega√ß√£o da Igreja era de que tal medida acabaria com a fam√≠lia, e ele sempre dizia que haveria uma enxurrada de pedidos na justi√ßa somente num primeiro momento, por causa da demanda reprimida. A grande preocupa√ß√£o do Senador era com a situa√ß√£o das crian√ßas adulterinas, que n√£o podiam ser registradas no nome dos genitores com estado civil irregular. O tempo demonstrou que o Senador estava correto. A fam√≠lia n√£o acabou. Assim com as drogas. Provavelmente s√≥ se drogar√° quem quiser, e n√£o ser√° a proibi√ß√£o que o impedir√°. O resto s√£o fal√°cias de pessoas sem coragem de mudar. Se o mundo dependesse de tais pessoas para evoluir, ainda estar√≠amos na idade da pedra lascada, porque quem quisesse polir a pedra para transform√°-la em instrumento de trabalho, seria "satanizado". √Č preciso n√£o ter medo de mudar, apesar da natureza conservadora do ser humano (por seguran√ßa, talvez). At√© hoje poucas pessoas conseguiram entender o que significa LIBERDADE!

Jair (26/02/2009 - 15:28)
Ainda sou a favor da legalização.
Na verdade, a favor do controle e distribui√ß√£o de drogas pelos governos. O consumo existe e vai existir sempre, o tr√°fico pode ser extinto. Deve continuar sendo tratado como quest√£o de sa√ļde p√ļblica, √© claro. Deve haver campanhas contra o uso, proibi√ß√£o de apologia, uso em local p√ļblico e etc... Produ√ß√£o controlada pelo Estado √© importante para que, como dito, n√£o deixem de plantar arroz e feij√£o para plantar coca. O √ļnico medo que eu tenho √© a invas√£o de viciados mundo afora, por isso deveria ser assim em todos os pa√≠ses do mundo.

roberto santi (01/02/2009 - 22:08)
que triste constatação, um exemplo! na minha rua temos mais de 80% de drogados, esse será [ou ja é] o começo do fim do mundo. será que os governates não percebem que é enfraquecendo o povo com a droga é que se perde qualquer poder com inimigos, hoje quem não é drogado é careta e as crianças são as primeiras a irem para o buraco fim.

Cleber (12/12/2008 - 03:06)
Poxa, porque não liberam logo a Maconha? Se não der certo, proibe de novo horas, mas eu tenho certeza de que iria dar certo (seguindo exemplos corretos e sérios).E quem vende armas para os traficantes, incluindo muitas do exército, PM, etc não teriam mais sua "fonte inesgotável de renda", mas no fim das contas é uma guerra que somente os pobres morrem...
Somente os pobres porque PM que mata traficante e que também é morto depois é pobre também, e para os políticos do nosso País não custa nada que o Estado pague por essa carnificina, morreu um PM hoje, blz, chama outro pro lugar dele amanhã....e se for traficante que morrer também é bom, pois a polícia esta cumprindo o seu papel hehehehe, mas não esqueçam de chamar a TV para registrar tudo, porque brasileiro gosta de show de carnificina horas!!!!

Leonardo (14/10/2008 - 17:51)
Para complementar o que escrevi, vou comentar sobre o quão idiota é a repressão das drogas na maior parte do mundo, inclusive no Brasil (esta melhorando devagar demais, embora cada vez mais deferencia usuario de traficante, reduz penas para usuarios e trabalha com tratamentos para usuarios,para saberem mais, leiam a lei Anti-Drogas 11.343).

1. Gera trafico e comercio ilegal, ou seja, produto sendo vendido sem impostos.

2. N√£o trabalha com informa√ß√£o para a popula√ß√£o, apenas geram mitos e "bichos pap√Ķes" que quando seu filho entrar para a faculdade acabar√° entrando pelo nariz dele em forma de p√≥.

3. Imp√Ķoe regras que afetam op√ß√Ķes pessoais, essas mesmas op√ß√Ķes √© o que financia a venda ilegal de drogas (eu sou um dos que financiam), fumo maconha por op√ß√£o, sei dos riscos, sei dos beneficios, sei onde encontrar(Materia Prima ou sementes), sei como cultivar e sei das leis. Isso n√£o me impede de usar, ao contrario, me faz buscar informa√ß√Ķes para sempre consumir da melhor forma possivel e reduzir prejuizos para minha saude e continuar sentindo os efeitos do THC(Substancia ativa da planta da maconha), que me atraem e n√£o tenho vontade nenhuma de parar de consumir.

Leonardo (14/10/2008 - 17:08)
Respeito sua opni√£o, mas vou deixar aqui algumas informa√ß√Ķes, que n√£o ficaram explicitas no texto.

1. Voc√™ disse que abririam espa√ßo para produ√ß√£o de drogas e reduziriam espa√ßo de produtos de nescessidade basica. Voc√™ ja ouviu falar em alguma fabrica da Malboro que ocupasse um espa√ßo assim? Obivio que n√£o, por que ela eh uma institui√ß√£o particular! A mesma paga impostos! A produ√ß√£o de drogas iria ser por institui√ß√Ķes particulares, como sempre foi, que n√£o ficariam isentos de impostos, contas, e etc.

2. Legalização na Holanda - O que aconteçe lá é um controle com as drogas, muito mais eficiente que a repressão, se você for pego fumando maconha na rua, por exemplo, você deve pagar uma multa que não é muito barato. Você so pode fumar em ambientes preparados. Eles tem um controle muito melhor com viciados, em pouco tempo consiguiram reduzir em 40% usuarios de Heroina em um projeto de redução de doses, o propio governo bancava heroina para os usuarios pararem com a droga aos poucos(caso não saiba, existem casos que se o viciado parar de uma vez com a heroina, a abstinencia eh absurda e pode causar morte). Enfim, ao inves de repressão, utilizam a informação para tratar com drogas, prostituição e etc.

3. A influencia da droga com a violencia, sem duvida nenhuma a legalização NÃO vai acabar com o Trafico, e não vai acabar com a violencia, de maneira alguma, porque o crime vai arrumar outra maneira de sobreviver. Mas sem duvida nenhuma um boa parte da sustentação criminosa vai acb

Ivan (24/09/2008 - 21:44)
Concordo com a proibição,pois só quem tem um filho ou parente,drogado sabeo que é sofrer,falar é fácil,viver a realidade é triste.

Marco Ant√īnio Leite (08/09/2008 - 11:59)
Tanto s√£o as drogas que circulam nos gabinetes pol√≠ticos, como tamb√©m s√£o vendidas em bares, restaurantes e similares, mais algumas drogas n√£o far√° nenhuma diferen√ßa no quesito ingere quem quer. Igualmente, outras drogas il√≠citas tendo suas libera√ß√Ķes oficializadas, o trafico de drogas tende a desaparecer, bem como seus fornecedores. Com isso o governo ganharia muito dinheiro proveniente dos impostos da venda de drogas licitamente. O resto √© s√≥ construir alguns hospitais para a cura de drogados e loucos e tudo bem.

Pit√°goras (29/08/2008 - 20:25)
Nunca usei mas sou favorável a descriminalização das drogas. Veja-se, comparativamente, o resultado de duas políticas radicalmente contrárias: a da Holanda e a dos EUA e constatar-se-á o acerto da primeira.
√Ālcool, tabaco, autom√≥veis matam muito mais. Por acaso algu√©m conhece quem tenha morrido por fumar maconha?
De minha parte gostaria que fosse criminalizada a estupidez, a venalidade, o interesse escuso, o desprezo pela verdade e pelo outro. Esse maia receberia pris√£o perp√©tua. Que azar dos meus conterr√Ęneos amargar esse alc√°ide!

cARLOS tAKAOKA (25/07/2008 - 22:48)
sEGUNDO DADOS DA oms, DURANTE O S√ČCULO xxi 100 MILH√ēES DE PESSOAS MORRER√ÉO POR DOEN√áAS CAUSADAS PELO TABACO, UM MILH√ÉO POR ANO. sEGUNDO INFORMA√á√ēES DA INTERNET, A PLANTA
CONHECIda como "cannabis sativa" e "indica" é utilizada pela medicina indiana e chinesa, é utilizada como anestésica e contra dores diversas a 5000 anos.....durma-se com um barulho desses. Cannabisx tabaco?

Pit√°goras (09/07/2008 - 14:05)
lamentável que os patetas só eram três. esse maia seria o quarto.

Marcos (08/07/2008 - 21:59)
Falacias.
Somente a cannabis na Holanda é que é "liberada". Outros tipos de drogas sao tao proibidas como aqui.
Comercializar cannabis legalmente no Brasil é utopia. O ideial seria simplesmente nao prender e nem classificar como traficante, quem tiver uns 5 ou 10 pezinhos plantados em vasos, em casa, para seu consumo pessoal - assim como é no Canada, e na maioria dos paises da Europa.
O que pouca gente sabe é que a cannabis foi demonizada no Brasil pelo governo militar na epoca da ditadura. Procurem saber sobre os "cigarrinhos de indio" que se vendia no Brasil, antes dos anos 50.
Infelizmente no Brasil, por ignorancia publica, o usuario de cannabis é comparado a viciados em cocaina, crack, heroina, anfetaminas e outras drogas mais pesadas.
Bom, menos mal né? No sudeste asiatico, paises onde o consumo da cannabis é historicamente relatado a seculos, por influencias politicas imperialistas norte americanas, por apenas 30 gramas, o cidadao pode ser condenado a morte!

Prestes (27/06/2008 - 09:46)
Acho engraçado uma coisa, ninguém discute a proíbição das bebidas alcoolicas!
Não vejo muita diferença entre um viciado em drogas "ilicitas" e um uma "licita".
Quem causa problemas à sociedade são os víciados (minoria) e não usuários (maioria).
O Problema é muito complexo para ser radicalmente contra ou favor.

Ramalho (28/05/2008 - 12:38)
A cren√ßa de que a libera√ß√£o das drogas aumentaria o seu consumo √© idiota. O cigarro, por exemplo, √© uma droga liberada cujo consumo vem diminuindo. Ali√°s, os impostos dos fumantes, por ser o fumo uma droga legalizada, servem para ajudar a manter o sistema p√ļblico de sa√ļde e para manter a campanha permanente de combate ao tabagismo. Um dos outros benef√≠cios que a legaliza√ß√£o das drogas propiciaria √© a redu√ß√£o da criminalidade em todo o Brasil. H√° exemplos no mundo, como √© o caso de Amsterdam, local onde drogas s√£o liberadas, no qual a criminalidade por causa das drogas √© √≠nfima se comparada √† brasileira. Outro exemplo: durante a lei seca nos EUA, a corrup√ß√£o policial e a viol√™ncia criminosa aumentaram acentuadamente, e o consumo do √°lcool n√£o diminuiu. Al√©m destes fatos incontestes, h√° ainda o seguinte: a pol√≠tica de repress√£o √†s drogas, mais de meio s√©culo depois de sua aplica√ß√£o ininterrupta, mostrou efic√°cia muito reduzida, para n√£o se dizer que fracassou. Mesmo assim, o alcaide carioca quer insistir na aplica√ß√£o desta pol√≠tica comprovadamente promotora de corrupu√ß√£o policial, de corrup√ß√£o pol√≠tica, de aumento da viol√™ncia e que n√£o reduziu o consumo das drogas a n√≠veis toler√°veis. Quem e o qu√™ s√£o idiotas nesta hist√≥ria?

xandao (27/05/2008 - 19:25)
devo dizer q o prefeito cesar maia faz algumas coisas absolutamente reprov√°veis sobre meu ponto de vista, no que se refere a pol√≠tica e a gest√£o da bel√≠ssima cidade do rio, por√©m esse texto √© "delicioso", realmente nos leva a pensar no absurdo que seria a libera√ß√£o das drogas, justamente em um momento em que se restringe a propaganda de cigarros e bebidas alc√≥licas e se concientiza principalmente a juventude dos males do gigarro. Se hoje √© proibido fumar em avi√Ķes, bares, mesmo √≥rg√£os p√ļblicos, algu√©m poderia agir com naturalidade ao ver algu√©m "cheirando" coca√≠na ao seu lado em um √īnibus...
Francamente liberação das drogas é coisa de maluco.

Everton, de Belo Horizonte (20/05/2008 - 18:35)
Fora com as drogas! J√° temos deputados e senadores demais, n√£o precisamos de mais drogas!

Eneraldo Carneiro (20/05/2008 - 16:17)
Vamos começar do princípio.
Será que alguém poderia me explicar, em linguagem simples, por que é mesmo que o Estado e a sociedade tem que regular aquilo que pessoas adultas fazem/consomem na sua vida privada? Exceto, é claro, os casos em que se prejudiquem ou se pretendam prejudicar terceiros?
Porque √© que o fato de uma pessoa adulta, consumir uma subst√Ęncia A, B ou C, tem que ser considerado e tratado como crime?
Alguém pode explicar?

Guillermo (13/05/2008 - 16:28)
No Governo Federal a Sra. Dilma √© a m√£e do "PAC" e no Municipal-RJ o Sr. Maia √© o pai da "DENGUE" (em uma sociedade s√©ria estaria sendo processado criminalmente), sem falar que no seu primeiro governo, no √ļltimo ano, esburacou a cidade do Rio inteira, a NET passou os cabos e n√≥s pagamos a conta, portanto n√£o √© de impressionar sua argumenta√ß√£o "pirot√©cnica", afinal ele hoje est√° no DEM (algo como se o partido Nazista de Hitler se denominasse HUM de humanistas), conclus√£o seria um imenso favor a na√ß√£o Brasileira se este senhor se retirasse definitivamente da Pol√≠tica e levasse seu filho junto.

Carlos (10/05/2008 - 09:07)
não acredito que essa seja sua opinião e seus argumentos, que são muito frágeis,espero que voçê se informe melhor sobre o assunto antes de defender o indefençá-vel.Acredito que a melhor maneira de acabar com a violência é tirar da mão dos marginais os narcodólares.

Nilson de Vix (07/05/2008 - 14:17)
Azenha, é preciso aqui previnir aos moralistas com preguiça mental que nem todos - acredito que a maioria - das pessoas que dão sua opinião nesse fórum democrático foram, são ou serão usuários de drogas ou apologistas pelo simples fato de abominarem a atual política oficial a respeito da repressão ao tráfico e/ou uso. Trata-se, na verdade, de exigir maior inteligencia nessa área. Chega da guerra absurda travada em nossa sociedade. Chega!

Luiz Carlos Azenha (07/05/2008 - 11:20)
Preocupado,
Mistério total. Vc tem certeza de que a opinião foi postada nesse texto? Não teria sido em outro? A regra aqui todos sabem: só não vale ofender terceiros. Sinceramente, se havia outra opinião sua aqui e sumiu eu também não sei o motivo. Vc poderia repetí-la?

Rodrigo (07/05/2008 - 10:47)
Fazendo mais um comentário, acho que tão discriminante quanto proibir drogas leves é achar que só usuários é que apóiam tal idéia!

Maconha era consumida legalmente at√© o in√≠cio do s√©culo XX. Um dos motivos para a proibi√ß√£o (inicialmente pelos EUA) foi a concorr√™ncia das fibras de c√Ęnhamo com a nova ind√ļstria de fibras sint√©ticas estadunidense.

Há muito controvérsia por aí, mas há quem diga que álcool e tabaco fazem mais mal do que maconha (assim como há quem diga o contrário).

Pelo sim, pelo n√£o, pra mim tudo faz mal, mas acho que n√£o faz sentido gastar dinheiro pra ficar repreendendo quem consome. Libera de uma vez, redireciona os gastos pra coisas que realmente precisamos, e ainda embolsa os impostos!

√Č √≥bvio que n√£o vai ter propaganda na TV, nem outdoor, nem coisa nenhuma, assim como, h√° tempos, n√£o tem mais propaganda de cigarro de tabaco!

Existe muito falso moralismo por aí, é o que eu acho.

Preocupado (07/05/2008 - 06:35)
Azenha. Por que a minha opini√£o sobre "drogas"foi retirado do rol. Ser√° por que afirmei que "droga" n√£o existe. Que a √ļnica "droga" √© o homem, que tem o poder de transformar todos os elementos da natureza em "droga". Se a coca√≠na √© "droga", Deus √© o maior traficante. O Presidente Reagan divulgou junto com o "Guerra nas Estrelas" o Guerra √†s "drogas" como se elas existissem,mas conseguiria alienar atrav√©s da intensa propagante feita pelas M√≠dias(Meios de Engana√ß√£o de Massa)acreditando-se que n√£o √© o homem a verdadeira "droga". Postei aminha opini√£o e logo em seguida ela sumiu do rol de opini√Ķes. Por qu√™?

Laércio Nunes (06/05/2008 - 20:38)
Droga, droga mesmo é ter César Maia prefeito do Rio de Janeiro.

João Maurício (06/05/2008 - 19:17)
Azenha, essa de publicar o texto de C√©sar Maria valeu para lembrarmos o quanto √© ruim e prejudicial a ditadura do pensamento √ļnico, v√≠cio degrad√°vel e lamentavelmente corrente na quase totalidade dos meios de informa√ß√£o. E tamb√©m para lembrarmos a import√Ęncia da liberdade de express√£o. No mais, cala a boca Magda!!! kkkkkkkk

donizeti costa (06/05/2008 - 19:06)
Caro Azenha
Discordo de quase tudo que o Cesar Maia faz ou fala.
Mas nesta sua crítica a pretensão de algumas pessoas de legalizar as drogas, assino embaixo do seu artigo.
Sinceramente, fazer defesa da liberação da maconha e de outras drogas, é óbvio que é apologia ao crime e ao criminoso.
√Č pura falta do que fazer.
A quest√£o do consumo de drogas, al√©m de ser claramente um problema de sa√ļde p√ļblica, √© um imenso atrativo para a criminalidade e um convite aberto ao aumento da viol√™ncia em nossa sociedade. N√£o precisamos incentivar esse tipo de coisa.
Chega de hipocrisia social em nome de um suposto direito individual ao livre arbitrio. Quem vende drogas est√° a margem da sociedade e assim deve ser tratado.
Já basta ao Estado e à sociedade, o fardo do tratamento dos viciados e usuários das drogas psicoativas.
O resto é pura demagogia de botequim.

rique (06/05/2008 - 18:54)
Vício,por vício,o mais danoso, e destruidor , é a preguiça.
Irrecuper√°vel,quem a cultiva.Exemplo: a indol√™ncia proverbial do nosso alc√°ide.Dezesseis anos de mandato,e uma gigantesca "rosca" de resultados.Perd√£o,est√° em curso a sua segunda grande obra,em homenagem ao seu patrono pol√≠tico,dono que foi da organiza√ß√£o que at√© hoje o sustenta:Cidade da M√ļsica Roberto Marinho,em seu terceiro reajuste or√ßament√°rio.A primeira grande obra,foi um feito digno de Maquiav√©l,fraudou o or√ßamento do PAN,revelando a insufici√™ncia de fundos a menos de um ano do evento.Lula socorreu,e gratamente comovido, C√©sar ,retribuiu organizando uma sonora vaia...

Gustavo Eduardo Paim Pamplona (06/05/2008 - 18:52)
√Č impressionante a quantidade de gente "careta" por aqui, tem gente que nem bebe, nem fuma, talvez n√£o devam nem beber caf√© tamb√©m... A√™ galera! Cafe√≠na √© droga tamb√©m. Ser√° que voc√™s vivem? Onde √© que est√£o os prazeres da vida? Devem ser todos certinhos, vivendo sobre os dogmas e preceitos de uma religi√£o. Eu bebo, fumo e entorno cafe√≠na na minha boca...

Ricardo J√ļnior (06/05/2008 - 18:34)
(continuando)
Esse pessoal que √© a favor da legaliza√ß√£o da maconha ou qualquer outra droga, deveria se preocupar realmente com temas importantes para o pa√≠s, como: educa√ß√£o, sa√ļde p√ļblica de qualidade, gera√ß√£o de emprego e renda, saneamento b√°sico, transporte p√ļblico eficiente...
São tantos os problemas que esse país tem e que ainda precisam ser resolvidos, que quando ouço alguém falar que é a favor da legalização da maconha ou de qualquer outra droga, acho que essa pessoa quer apenas ficar sentado sob uma árvore fumando um baseado sem ter mais nada para fazer e livre de grandes responsabilidades, ou seja, toda vez que tiver "estressado" vai dar uma fumada ou uma cheirada para relaxar.
N√≥s precisamos √© de bons exemplos para fazer desse pa√≠s um lugar mais justo e respeitado pelo seu povo e por outras na√ß√Ķes.

ga√ļcho (06/05/2008 - 18:30)
Na holanda voc√™ pita seu baseado (totalmente legalizado) tranq√ľila e serenamente sem nenhum imbecil pra encher o saco; o debate do momento, por l√°, √© se voc√™ pode transar com sua namorada, esposa, companheira, amante etc. nos parques da cidade numa boa. Mas o melhor de tudo √© n√£o ter rede globo e cia., o judici√°rio composto quase na totalidade por filhinhos de papai e, principalmente, esse d√©bil mental do prefeito Maia pra filosofar!

Olavo (06/05/2008 - 18:29)
Porque a maconha é proibida?
Porque qualquer um pode plantar e colher, é muito mais fácil e "melhor" que tentar produzir álcool ou cigarros de tabaco. Isto é uma ameaça ao sistema capitalista.
Por isto é proibida, quando alguma coisa é proibida o lucro é maior, será que são apenas estes ditos traficantes que ganham?
E também existe tanta droga pior liberada, como: Coca-Cola, TV Globo, Veja, Deus (A religião é o ópio do povo - Karl Marx) e etc.

Ricardo J√ļnior (06/05/2008 - 18:25)
Embora seja brasileiro, n√£o posso deixar de concordar quando falam que esse √© o pa√≠s da piada pronta. Boa parte das discuss√Ķes que acontecem s√£o sobre temas f√ļteis e que trariam benef√≠cios apenas para alguns; um dos temas √© a realiza√ß√£o da copa do mundo de 2014 e o outro (que volta e meia aparece) √© sobre a legaliza√ß√£o da maconha ou das drogas em geral.
Normalmente quem é a favor da legalização, já usou ou usa a droga, isto é, comete um crime, mesmo que não trafique. Sendo assim, pelo ponto de vista dessa pessoa, a legalização só livraria-o do crime e tornaria o uso mais sociável, como beber uma cerveja ou fumar um cigarro.
Essa conversa de que a legalização acabaria com a violência das grandes cidades é extremamente simplista. O traficante existe para atender a demanda de um produto ilegal, se as drogas fossem liberadas, certamente esse traficante iria perder o "emprego" dele para as grandes multinacionais e para os laboratórios químicos, migrando para outra atividade ilícita como tráfico de mulheres, tráfico de jóias, falsificação de produtos, etc.
Se as bebidas alco√≥licas que s√£o drogas l√≠citas, quando ingeridas de forma irrespons√°vel causam tantas trag√©dias como acidentes de tr√Ęnsito quem t√™m um alto custo para as pessoas diretamente envolvidas e para a sa√ļde p√ļblica e o governo n√£o consegue controlar ou punir os respons√°veis, imaginem com drogas muito mais poderosas e com um alta capacidade de viciar.

ALCANTARA (06/05/2008 - 18:07)
Cesar, vc é o EXEMPLO VIVO que somente com a liberização das drogas é que o sujeito pode largar o vício. Disse que é exemplo porque o seu blog, uma TREMENDA DROGA PESADA, estava liberado. Hoje vc é um ex-blogueiro. Deixa liberar a maconha que muitos poderão se ver longe dela. Abraços

Helio (06/05/2008 - 17:59)
Ah Maia, para com isso!!! Você sabe que não é nada disso. E como sabe!!! Daqui a pouco aparecem seus cumpadres pra te desmentir.

Marcus (06/05/2008 - 17:59)
Esse Prefeito calado eh um Poeta. Quantos Brasileiros fumam ? Em Paises Inteligentes como a Holanda (onde este Prefeito nao seria nem sindico) ninguem deixou a pecuaria leiteira ou a plantacao de Tulipas para atender ao consumo de grande parte da Europa. Assim como ele tambem poderia dizer que so e contra quem e ou foi socio de Traficante.

Gustavo Eduardo Paim Pamplona (06/05/2008 - 17:30)
Eu ainda sonho com um dia em que veremos maconha, coca√≠na sendo vendidas em farm√°cias... ou cigarros de maconha bem feitinhos e embalados em ma√ßos de cigarro comuns sendo vendidos em tabacarias e coca√≠na sendo vendida como se fosse rap√© em potinhos (frascos pequenos). Imaginem isto... O governo poderia arrecadar impostos se isto fosse devidamente legalizado e com o aval do Minist√©rio da Sa√ļde. Teria que haver uma campanha massiva nos r√°dios e TV alertando que se consumida em excesso causa depend√™ncia e que pode levar a morte √© claro... Acabaria toda a guerra de tr√°fico, todas estas mortes, todas estas gangues, toda esta viol√™ncia. Mas haveria consequ√™ncias por parte dos traficantes, em curto prazo os traficantes ficariam loucos atacando a legaliza√ß√£o e os postos de vendas mas em longo prazo eles estariam todos extintos. Afinal de contas para que ir na favela comprar a droga sendo que na farm√°cia a droga estaria pura, limpa, devidamente higienizada e acess√≠vel. As pessoas poderiam entrar nas favelas sem serem surpreendidas pelo tr√°fico (tiros, balas perdidas, etc), poderia haver conquistas sociais nas favelas brasileiras se a m√£o do Estado realmente entrasse ap√≥s os traficantes serem extintos.

Ramalho (06/05/2008 - 17:23)
O alcaide especula e tergiversa. (1) Hoje tem-se o seguinte: as fac√ß√Ķes do tr√°fico s√£o poderes de fato que aterrorizam comunidades nas quais se inserem; traficantes corrompem jovens nas favelas, policiais, carcereiros, ju√≠zes e pol√≠ticos; traficantes de drogas alimentam o tr√°fico de armas, roubam e matam. A repress√£o ineficaz e atabalhoada ao tr√°fico consome recursos que seriam melhor empregados em sa√ļde e educa√ß√£o, por exemplo. A repress√£o mata inocentes. √Č dif√≠cil ficar pior. Urge fazer alguma coisa. (2) N√£o se deve temer o futuro e as mudan√ßas. O futuro se constr√≥i - estes temores do alcaide explicam em parte o caos no qual ele p√īs o Rio. Se as drogas forem descriminalizadas, ser√£o tamb√©m regulamentadas, claro. A produ√ß√£o, a comercializa√ß√£o e o uso de drogas ser√£o alvos de leis. Impostos ser√£o fixados. Campanhas permanentes contra as drogas, financiadas com os impostos sobre elas, podem ser estabelecidas em lei, assim como pol√≠ticas de recupera√ß√£o e tratamento de viciados. Igualmente, os impostos sobre as drogas servir√£o para manter sistema espec√≠fico de fiscaliza√ß√£o do cumprimento da legisla√ß√£o das drogas. (3) Amsterdan e Rio de Janeiro: d√° para comparar? O Rio vive um inferno por causa da pol√≠tica - idiota - contra as drogas e da leni√™ncia - idiota - da prefeitura com a desordem urbana. Muito melhor o que se faz em Amsterdan. (4) O retrocesso, o medo paran√≥ico e o imobilismo n√£o resolver√£o o problema das drogas, como, ali√°s, jamais resolveram o que quer que seja.

Anon (06/05/2008 - 16:32)
O autor do texto confirma a afirmação:

" A pior droga que existe √© a ignor√Ęncia".


cid elias (06/05/2008 - 16:20)
Sou a favor da legaliza√ß√£o por diversos motivos: -N√£o existe a m√≠mima possibilidade de impedir o uso e cultivo da maconha -Com a legaliza√ß√£o, os traficantes deixariam de pagar os atuais "impostos n√£o contabilizados" √†s POL√ćCIAS e passariam a pagar ao Estado -Atrav√©s dos impostos, o Estado teria, al√©m da arrecada√ß√£o em si, formas de exercer um certo controle sobre os Bilh√Ķes movimentados anualmente pelo tr√°fico -Se porventura houvesse legaliza√ß√£o da maconha, quando da elabora√ß√£o da lei seria poss√≠vel determinar que um percentual X do total arrecadado, fosse destinado a programas de PREVEN√á√ÉO ao uso de drogas(isto √© mais importante do que se imagina), bem como a programas de recupera√ß√£o de adictos
**AH! Como diz um humorista cearense "bora legaliz√° a danada, macho rr√©io...assim os gunverno v√£o pud√™ √© control√° as qualidade dos baguio, t√° inteneno?...n√£o guento mais fum√° essas PA√ćA qui n√£o lombram"

Gérson (06/05/2008 - 15:02)
http://www.youtube.com/watch?v=QT4C-QEpeWU

Contra ponto do contra - ponto por outro político:
Soninha Francine vereadora e provavel candiadta à prefeitura de São Paulo no youtube. Que aliás perdeu o emprego na TV Cultura, quando admitiu que usava maconha esporadicamente. Ai dançou.

Sergio Andrade (06/05/2008 - 14:57)
O prefeito deveria ao menos procurar se informar melhor antes de escrever tanta besteira, só para citar , na Holanda o uso e comércio da maconha em "coffe shops" é liberado em todo país e não só em um bairro de Amsterdam como ele diz.

Everaldo (06/05/2008 - 14:40)
Sou do Rio de Janeiro. Este governante tem um ex-blog. T√ī louco pr√° que ele vire logo ex-prefeito!! e pr√° sempre!! Foi se fazendo de meio louco e metido a engra√ßado que ele se perpetuou no poder por todos estes anos... Como pode escrever tanta baboseira? Sr. Cesar, esse debate √© muito s√©rio. N√£o √© para tipos como o Sr. Se j√° n√£o liga mais para cidade fique quieto no seu canto.

Oliveira (06/05/2008 - 14:28)
Não rezo pela cartilha do Cesar Maia, mas excluindo os exemplos boçais que ele mencionou, também sou contra a legalização da maconha por questão de educação recebida de meus pais. Sei que isso não é argumento, mas é o meu pensamento. Abraços.

Bruno (06/05/2008 - 14:19)
O patriarca da falida dinastia dos DEMos cariocas poderia fazer o c√°lculo de gastos com aparelhos de repress√£o e poss√≠veis gastos com sa√ļde no caso de liberaliza√ß√£o das drogas. Tamb√©m poderia pensar, um pouquinho s√≥, em direitos individuais e sobre externalidades nos dois casos imaginados.
Outra quest√£o √© que o prefeito tenta confundir o leitor de seu texto. O ponto em pauta refere-se √† maconha e n√£o a um debate sobre liberaliza√ß√£o da hero√≠na! Isso √© t√≠pico de argumentos conservadores: apelar para algo extraordin√°rio que nem se debate para ati√ßar emo√ß√Ķes.
Por fim, o Brasil não está sozinho no debate, como quer colocar o prefeito. Houve mudanças radicais quanto ao tema na Inglaterra, Portugal, etc.

Conceição Oliveira (06/05/2008 - 14:09)
Confesso que não tenho uma opinião formada sobre o assunto. Não consumo drogas ilegais e queria parar de fumar. Mas creio que tanto um lado como outro simplificam a questão das drogas e tráfico que está longe de se restringir às drogas, hoje tem até arma de guerra no comércio ilegal.
No entanto chama-me aten√ß√£o um prefeito ter um blog, o uso que faz dele e especialmente n√£o tocar em uma quest√£o que acho central que √© incluir as v√°rias na√ß√Ķes exclu√≠das que permitem poderes paralelos existir. N√£o √© estranho esse sil√™ncio vir exatamente do prefeito da cidade que mais sofre (ou que pelo menos tem a maior visibilidade) em rela√ß√£o ao Estado de direito que vigora ou busca vigorar no asfalto e as m√ļltiplas 'na√ß√Ķes' do morro como canta Chico?
Rio de ladeiras/
Civilização encruzilhada/
Cada ribanceira é uma nação/

À sua maneira/
Com ladr√£o/
Lavadeiras, honra, tradição/
Fronteiras, munição pesada/

Ricardo da Silveira Carvalho (06/05/2008 - 13:49)
O prefeito que n√£o d√° conta da dengue, faz outra lamban√ßa ao tratar de todas as drogas no mesmo balaio!!! Se pode complicar, pra que simplificar???? O que est√° em discuss√£o √© a Maconha!!!! √Ē prefeito, v√° dormir com o seu Prozac e seu mosquitinho de estima√ß√£o!!!

Nilson de Vix (06/05/2008 - 13:07)
Pensei que a imbecilidade do César Maia estava restrita à claque que vaiou o Lula... Substitua-se as drogas enumeradas por ele em seu delírio por tabaco e álcool. Qual realidade teríamos? O Brasil é o paraíso dos tabagistas? O Brasil é um convescote de bebuns? O Sr. César Maia está é tergiversando. Deve se sentir satisfeito com a matança dos seus munícipes em decorrencia do status quo atual. O sr. César maia é um péssimo voto!

Rodrigo (06/05/2008 - 12:25)
Já até debati com o Cesar Maia por email, por ocasião de um post do ex-blog dele, sobre a liberalização das drogas.
Não consumo, sou contra o consumo de álcool, tabaco ou qualquer outra 'droga' do gênero, mas sou a favor da liberalização.
Por um lado a proibi√ß√£o √© mais um ponto a favor do uso. '√Č legal fazer algo proibido.'
Por outro, drogas como a Maconha, n√£o s√£o nem mais consumidas escondido. Em qualquer esquina v√™-se adolescentes, adultos, quem for, fumando 'um baseado'. Acho melhor que se libere de uma vez, claro, com restri√ß√Ķes para propagandas, coisas do g√™nero. Procurar os modelos que deram certo e errado e adaptar.
O que não dá é ficar dando dinheiro a torto e a direito pra bandido!



Comente este Texto
Email: viomundoteve@msn.com Receba o conteúdo do site via RSS developed by: webmasters online design by: kallore design
73 queries took 297 ms
NrQueryErrorAffectedNum. rowsTook (ms)
1DESCRIBE `contents`20201
2DESCRIBE `gallery_albums`221
3DESCRIBE `gallery_images`551
4SELECT Content.*, ( COUNT( parent.id ) - 1 ) AS depth FROM contents AS Content, contents AS parent WHERE Content.lft BETWEEN parent.lft AND parent.rgt AND Content.uri = 'contraponto' GROUP BY Content.id HAVING depth = '1'009
5SELECT Content.*, ( COUNT( parent.id ) - 1 ) AS depth FROM contents AS Content, contents AS parent WHERE Content.lft BETWEEN parent.lft AND parent.rgt AND Content.uri = 'pt-br' GROUP BY Content.id HAVING depth = '1'110
6SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri`, `Content`.`title`, `Content`.`description`, `Content`.`body`, `Content`.`layout`, `Content`.`template`, `Content`.`type`, `Content`.`image`, `Content`.`image_description`, `Content`.`creation_date`, `Content`.`modification_date`, `Content`.`publication_date`, `Content`.`youtube_video`, `Content`.`radio`, `Content`.`arquivo`, `Content`.`transcricao_url` FROM `contents` AS `Content` WHERE `Content`.`uri` = 'pt-br' AND `Content`.`parent_id` = 1 110
7SELECT `GalleryAlbum`.`id`, `GalleryAlbum`.`creation_date` FROM `gallery_albums` AS `GalleryAlbum` JOIN `contents_gallery_albums` ON (`contents_gallery_albums`.`content_id` = 2 AND `contents_gallery_albums`.`gallery_album_id` = `GalleryAlbum`.`id`) WHERE 1 = 1 000
8SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri`, `Content`.`title`, `Content`.`description`, `Content`.`body`, `Content`.`layout`, `Content`.`template`, `Content`.`type`, `Content`.`image`, `Content`.`image_description`, `Content`.`creation_date`, `Content`.`modification_date`, `Content`.`publication_date`, `Content`.`youtube_video`, `Content`.`radio`, `Content`.`arquivo`, `Content`.`transcricao_url` FROM `contents` AS `Content` WHERE id = 2 LIMIT 1110
9SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri` FROM `contents` AS `Content` WHERE `Content`.`lft` <= 2 AND `Content`.`rgt` >= 11949 ORDER BY `Content`.`lft` ASC 220
10SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri`, `Content`.`title`, `Content`.`description`, `Content`.`body`, `Content`.`layout`, `Content`.`template`, `Content`.`type`, `Content`.`image`, `Content`.`image_description`, `Content`.`creation_date`, `Content`.`modification_date`, `Content`.`publication_date`, `Content`.`youtube_video`, `Content`.`radio`, `Content`.`arquivo`, `Content`.`transcricao_url` FROM `contents` AS `Content` WHERE `Content`.`uri` = 'contraponto' AND `Content`.`parent_id` = 2 111
11SELECT `GalleryAlbum`.`id`, `GalleryAlbum`.`creation_date` FROM `gallery_albums` AS `GalleryAlbum` JOIN `contents_gallery_albums` ON (`contents_gallery_albums`.`content_id` = 702 AND `contents_gallery_albums`.`gallery_album_id` = `GalleryAlbum`.`id`) WHERE 1 = 1 001
12SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri`, `Content`.`title`, `Content`.`description`, `Content`.`body`, `Content`.`layout`, `Content`.`template`, `Content`.`type`, `Content`.`image`, `Content`.`image_description`, `Content`.`creation_date`, `Content`.`modification_date`, `Content`.`publication_date`, `Content`.`youtube_video`, `Content`.`radio`, `Content`.`arquivo`, `Content`.`transcricao_url` FROM `contents` AS `Content` WHERE id = 702 LIMIT 1111
13SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri` FROM `contents` AS `Content` WHERE `Content`.`lft` <= 257 AND `Content`.`rgt` >= 332 ORDER BY `Content`.`lft` ASC 337
14SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri`, `Content`.`title`, `Content`.`description`, `Content`.`body`, `Content`.`layout`, `Content`.`template`, `Content`.`type`, `Content`.`image`, `Content`.`image_description`, `Content`.`creation_date`, `Content`.`modification_date`, `Content`.`publication_date`, `Content`.`youtube_video`, `Content`.`radio`, `Content`.`arquivo`, `Content`.`transcricao_url` FROM `contents` AS `Content` WHERE `Content`.`uri` = 'liberar-as-drogas-uma-proposta-idiota' AND `Content`.`parent_id` = 702 111
15SELECT `GalleryAlbum`.`id`, `GalleryAlbum`.`creation_date` FROM `gallery_albums` AS `GalleryAlbum` JOIN `contents_gallery_albums` ON (`contents_gallery_albums`.`content_id` = 1038 AND `contents_gallery_albums`.`gallery_album_id` = `GalleryAlbum`.`id`) WHERE 1 = 1 001
16SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri`, `Content`.`title`, `Content`.`description`, `Content`.`body`, `Content`.`layout`, `Content`.`template`, `Content`.`type`, `Content`.`image`, `Content`.`image_description`, `Content`.`creation_date`, `Content`.`modification_date`, `Content`.`publication_date`, `Content`.`youtube_video`, `Content`.`radio`, `Content`.`arquivo`, `Content`.`transcricao_url` FROM `contents` AS `Content` WHERE id = 1038 LIMIT 1111
17SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri` FROM `contents` AS `Content` WHERE `Content`.`lft` <= 278 AND `Content`.`rgt` >= 279 ORDER BY `Content`.`lft` ASC 447
18DESCRIBE `comments`771
19SELECT `Comment`.`id`, `Comment`.`content_id`, `Comment`.`name`, `Comment`.`body`, `Comment`.`published`, `Comment`.`creation_date`, `Comment`.`ip` FROM `comments` AS `Comment` WHERE `published` = 1 AND `content_id` = 1038 ORDER BY `Comment`.`creation_date` DESC 828268
20SELECT Content.*, ( COUNT( parent.id ) - 1 ) AS depth FROM contents AS Content, contents AS parent WHERE Content.lft BETWEEN parent.lft AND parent.rgt AND Content.uri = '1038' GROUP BY Content.id HAVING depth = '1'001
21SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri`, `Content`.`title`, `Content`.`description`, `Content`.`body`, `Content`.`layout`, `Content`.`template`, `Content`.`type`, `Content`.`image`, `Content`.`image_description`, `Content`.`creation_date`, `Content`.`modification_date`, `Content`.`publication_date`, `Content`.`youtube_video`, `Content`.`radio`, `Content`.`arquivo`, `Content`.`transcricao_url` FROM `contents` AS `Content` WHERE `Content`.`id` = 1038 LIMIT 1111
22SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri`, `Content`.`title`, `Content`.`description`, `Content`.`body`, `Content`.`layout`, `Content`.`template`, `Content`.`type`, `Content`.`image`, `Content`.`image_description`, `Content`.`creation_date`, `Content`.`modification_date`, `Content`.`publication_date`, `Content`.`youtube_video`, `Content`.`radio`, `Content`.`arquivo`, `Content`.`transcricao_url` FROM `contents` AS `Content` WHERE `Content`.`id` = 702 LIMIT 1110
23SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri`, `Content`.`title`, `Content`.`description`, `Content`.`type`, `Content`.`publication_date`, `Content`.`modification_date` FROM `contents` AS `Content` WHERE `parent_id` = 702 AND `id` != 1038 ORDER BY `publication_date` DESC LIMIT 2525255
24SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri`, `Content`.`title`, `Content`.`description`, `Content`.`body`, `Content`.`layout`, `Content`.`template`, `Content`.`type`, `Content`.`image`, `Content`.`image_description`, `Content`.`creation_date`, `Content`.`modification_date`, `Content`.`publication_date`, `Content`.`youtube_video`, `Content`.`radio`, `Content`.`arquivo`, `Content`.`transcricao_url` FROM `contents` AS `Content` WHERE id = 2930 LIMIT 1110
25SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri` FROM `contents` AS `Content` WHERE `Content`.`lft` <= 258 AND `Content`.`rgt` >= 259 ORDER BY `Content`.`lft` ASC 447
26SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri`, `Content`.`title`, `Content`.`description`, `Content`.`body`, `Content`.`layout`, `Content`.`template`, `Content`.`type`, `Content`.`image`, `Content`.`image_description`, `Content`.`creation_date`, `Content`.`modification_date`, `Content`.`publication_date`, `Content`.`youtube_video`, `Content`.`radio`, `Content`.`arquivo`, `Content`.`transcricao_url` FROM `contents` AS `Content` WHERE id = 2924 LIMIT 1111
27SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri` FROM `contents` AS `Content` WHERE `Content`.`lft` <= 260 AND `Content`.`rgt` >= 261 ORDER BY `Content`.`lft` ASC 446
28SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri`, `Content`.`title`, `Content`.`description`, `Content`.`body`, `Content`.`layout`, `Content`.`template`, `Content`.`type`, `Content`.`image`, `Content`.`image_description`, `Content`.`creation_date`, `Content`.`modification_date`, `Content`.`publication_date`, `Content`.`youtube_video`, `Content`.`radio`, `Content`.`arquivo`, `Content`.`transcricao_url` FROM `contents` AS `Content` WHERE id = 2863 LIMIT 1111
29SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri` FROM `contents` AS `Content` WHERE `Content`.`lft` <= 262 AND `Content`.`rgt` >= 263 ORDER BY `Content`.`lft` ASC 446
30SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri`, `Content`.`title`, `Content`.`description`, `Content`.`body`, `Content`.`layout`, `Content`.`template`, `Content`.`type`, `Content`.`image`, `Content`.`image_description`, `Content`.`creation_date`, `Content`.`modification_date`, `Content`.`publication_date`, `Content`.`youtube_video`, `Content`.`radio`, `Content`.`arquivo`, `Content`.`transcricao_url` FROM `contents` AS `Content` WHERE id = 2634 LIMIT 1111
31SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri` FROM `contents` AS `Content` WHERE `Content`.`lft` <= 264 AND `Content`.`rgt` >= 265 ORDER BY `Content`.`lft` ASC 447
32SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri`, `Content`.`title`, `Content`.`description`, `Content`.`body`, `Content`.`layout`, `Content`.`template`, `Content`.`type`, `Content`.`image`, `Content`.`image_description`, `Content`.`creation_date`, `Content`.`modification_date`, `Content`.`publication_date`, `Content`.`youtube_video`, `Content`.`radio`, `Content`.`arquivo`, `Content`.`transcricao_url` FROM `contents` AS `Content` WHERE id = 2321 LIMIT 1111
33SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri` FROM `contents` AS `Content` WHERE `Content`.`lft` <= 330 AND `Content`.`rgt` >= 331 ORDER BY `Content`.`lft` ASC 446
34SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri`, `Content`.`title`, `Content`.`description`, `Content`.`body`, `Content`.`layout`, `Content`.`template`, `Content`.`type`, `Content`.`image`, `Content`.`image_description`, `Content`.`creation_date`, `Content`.`modification_date`, `Content`.`publication_date`, `Content`.`youtube_video`, `Content`.`radio`, `Content`.`arquivo`, `Content`.`transcricao_url` FROM `contents` AS `Content` WHERE id = 2232 LIMIT 1111
35SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri` FROM `contents` AS `Content` WHERE `Content`.`lft` <= 328 AND `Content`.`rgt` >= 329 ORDER BY `Content`.`lft` ASC 443
36SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri`, `Content`.`title`, `Content`.`description`, `Content`.`body`, `Content`.`layout`, `Content`.`template`, `Content`.`type`, `Content`.`image`, `Content`.`image_description`, `Content`.`creation_date`, `Content`.`modification_date`, `Content`.`publication_date`, `Content`.`youtube_video`, `Content`.`radio`, `Content`.`arquivo`, `Content`.`transcricao_url` FROM `contents` AS `Content` WHERE id = 2207 LIMIT 1111
37SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri` FROM `contents` AS `Content` WHERE `Content`.`lft` <= 266 AND `Content`.`rgt` >= 267 ORDER BY `Content`.`lft` ASC 443
38SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri`, `Content`.`title`, `Content`.`description`, `Content`.`body`, `Content`.`layout`, `Content`.`template`, `Content`.`type`, `Content`.`image`, `Content`.`image_description`, `Content`.`creation_date`, `Content`.`modification_date`, `Content`.`publication_date`, `Content`.`youtube_video`, `Content`.`radio`, `Content`.`arquivo`, `Content`.`transcricao_url` FROM `contents` AS `Content` WHERE id = 2134 LIMIT 1111
39SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri` FROM `contents` AS `Content` WHERE `Content`.`lft` <= 268 AND `Content`.`rgt` >= 269 ORDER BY `Content`.`lft` ASC 446
40SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri`, `Content`.`title`, `Content`.`description`, `Content`.`body`, `Content`.`layout`, `Content`.`template`, `Content`.`type`, `Content`.`image`, `Content`.`image_description`, `Content`.`creation_date`, `Content`.`modification_date`, `Content`.`publication_date`, `Content`.`youtube_video`, `Content`.`radio`, `Content`.`arquivo`, `Content`.`transcricao_url` FROM `contents` AS `Content` WHERE id = 1727 LIMIT 1111
41SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri` FROM `contents` AS `Content` WHERE `Content`.`lft` <= 270 AND `Content`.`rgt` >= 271 ORDER BY `Content`.`lft` ASC 447
42SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri`, `Content`.`title`, `Content`.`description`, `Content`.`body`, `Content`.`layout`, `Content`.`template`, `Content`.`type`, `Content`.`image`, `Content`.`image_description`, `Content`.`creation_date`, `Content`.`modification_date`, `Content`.`publication_date`, `Content`.`youtube_video`, `Content`.`radio`, `Content`.`arquivo`, `Content`.`transcricao_url` FROM `contents` AS `Content` WHERE id = 1612 LIMIT 1112
43SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri` FROM `contents` AS `Content` WHERE `Content`.`lft` <= 272 AND `Content`.`rgt` >= 273 ORDER BY `Content`.`lft` ASC 448
44SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri`, `Content`.`title`, `Content`.`description`, `Content`.`body`, `Content`.`layout`, `Content`.`template`, `Content`.`type`, `Content`.`image`, `Content`.`image_description`, `Content`.`creation_date`, `Content`.`modification_date`, `Content`.`publication_date`, `Content`.`youtube_video`, `Content`.`radio`, `Content`.`arquivo`, `Content`.`transcricao_url` FROM `contents` AS `Content` WHERE id = 1137 LIMIT 1112
45SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri` FROM `contents` AS `Content` WHERE `Content`.`lft` <= 274 AND `Content`.`rgt` >= 275 ORDER BY `Content`.`lft` ASC 447
46SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri`, `Content`.`title`, `Content`.`description`, `Content`.`body`, `Content`.`layout`, `Content`.`template`, `Content`.`type`, `Content`.`image`, `Content`.`image_description`, `Content`.`creation_date`, `Content`.`modification_date`, `Content`.`publication_date`, `Content`.`youtube_video`, `Content`.`radio`, `Content`.`arquivo`, `Content`.`transcricao_url` FROM `contents` AS `Content` WHERE id = 1121 LIMIT 1111
47SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri` FROM `contents` AS `Content` WHERE `Content`.`lft` <= 276 AND `Content`.`rgt` >= 277 ORDER BY `Content`.`lft` ASC 447
48SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri`, `Content`.`title`, `Content`.`description`, `Content`.`body`, `Content`.`layout`, `Content`.`template`, `Content`.`type`, `Content`.`image`, `Content`.`image_description`, `Content`.`creation_date`, `Content`.`modification_date`, `Content`.`publication_date`, `Content`.`youtube_video`, `Content`.`radio`, `Content`.`arquivo`, `Content`.`transcricao_url` FROM `contents` AS `Content` WHERE id = 1086 LIMIT 1111
49SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri` FROM `contents` AS `Content` WHERE `Content`.`lft` <= 326 AND `Content`.`rgt` >= 327 ORDER BY `Content`.`lft` ASC 447
50SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri`, `Content`.`title`, `Content`.`description`, `Content`.`body`, `Content`.`layout`, `Content`.`template`, `Content`.`type`, `Content`.`image`, `Content`.`image_description`, `Content`.`creation_date`, `Content`.`modification_date`, `Content`.`publication_date`, `Content`.`youtube_video`, `Content`.`radio`, `Content`.`arquivo`, `Content`.`transcricao_url` FROM `contents` AS `Content` WHERE id = 1017 LIMIT 1111
51SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri` FROM `contents` AS `Content` WHERE `Content`.`lft` <= 280 AND `Content`.`rgt` >= 281 ORDER BY `Content`.`lft` ASC 447
52SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri`, `Content`.`title`, `Content`.`description`, `Content`.`body`, `Content`.`layout`, `Content`.`template`, `Content`.`type`, `Content`.`image`, `Content`.`image_description`, `Content`.`creation_date`, `Content`.`modification_date`, `Content`.`publication_date`, `Content`.`youtube_video`, `Content`.`radio`, `Content`.`arquivo`, `Content`.`transcricao_url` FROM `contents` AS `Content` WHERE id = 950 LIMIT 1111
53SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri` FROM `contents` AS `Content` WHERE `Content`.`lft` <= 282 AND `Content`.`rgt` >= 283 ORDER BY `Content`.`lft` ASC 447
54SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri`, `Content`.`title`, `Content`.`description`, `Content`.`body`, `Content`.`layout`, `Content`.`template`, `Content`.`type`, `Content`.`image`, `Content`.`image_description`, `Content`.`creation_date`, `Content`.`modification_date`, `Content`.`publication_date`, `Content`.`youtube_video`, `Content`.`radio`, `Content`.`arquivo`, `Content`.`transcricao_url` FROM `contents` AS `Content` WHERE id = 937 LIMIT 1112
55SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri` FROM `contents` AS `Content` WHERE `Content`.`lft` <= 284 AND `Content`.`rgt` >= 285 ORDER BY `Content`.`lft` ASC 447
56SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri`, `Content`.`title`, `Content`.`description`, `Content`.`body`, `Content`.`layout`, `Content`.`template`, `Content`.`type`, `Content`.`image`, `Content`.`image_description`, `Content`.`creation_date`, `Content`.`modification_date`, `Content`.`publication_date`, `Content`.`youtube_video`, `Content`.`radio`, `Content`.`arquivo`, `Content`.`transcricao_url` FROM `contents` AS `Content` WHERE id = 936 LIMIT 1111
57SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri` FROM `contents` AS `Content` WHERE `Content`.`lft` <= 286 AND `Content`.`rgt` >= 287 ORDER BY `Content`.`lft` ASC 447
58SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri`, `Content`.`title`, `Content`.`description`, `Content`.`body`, `Content`.`layout`, `Content`.`template`, `Content`.`type`, `Content`.`image`, `Content`.`image_description`, `Content`.`creation_date`, `Content`.`modification_date`, `Content`.`publication_date`, `Content`.`youtube_video`, `Content`.`radio`, `Content`.`arquivo`, `Content`.`transcricao_url` FROM `contents` AS `Content` WHERE id = 884 LIMIT 1111
59SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri` FROM `contents` AS `Content` WHERE `Content`.`lft` <= 288 AND `Content`.`rgt` >= 289 ORDER BY `Content`.`lft` ASC 447
60SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri`, `Content`.`title`, `Content`.`description`, `Content`.`body`, `Content`.`layout`, `Content`.`template`, `Content`.`type`, `Content`.`image`, `Content`.`image_description`, `Content`.`creation_date`, `Content`.`modification_date`, `Content`.`publication_date`, `Content`.`youtube_video`, `Content`.`radio`, `Content`.`arquivo`, `Content`.`transcricao_url` FROM `contents` AS `Content` WHERE id = 829 LIMIT 1111
61SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri` FROM `contents` AS `Content` WHERE `Content`.`lft` <= 290 AND `Content`.`rgt` >= 291 ORDER BY `Content`.`lft` ASC 447
62SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri`, `Content`.`title`, `Content`.`description`, `Content`.`body`, `Content`.`layout`, `Content`.`template`, `Content`.`type`, `Content`.`image`, `Content`.`image_description`, `Content`.`creation_date`, `Content`.`modification_date`, `Content`.`publication_date`, `Content`.`youtube_video`, `Content`.`radio`, `Content`.`arquivo`, `Content`.`transcricao_url` FROM `contents` AS `Content` WHERE id = 810 LIMIT 1111
63SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri` FROM `contents` AS `Content` WHERE `Content`.`lft` <= 292 AND `Content`.`rgt` >= 293 ORDER BY `Content`.`lft` ASC 447
64SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri`, `Content`.`title`, `Content`.`description`, `Content`.`body`, `Content`.`layout`, `Content`.`template`, `Content`.`type`, `Content`.`image`, `Content`.`image_description`, `Content`.`creation_date`, `Content`.`modification_date`, `Content`.`publication_date`, `Content`.`youtube_video`, `Content`.`radio`, `Content`.`arquivo`, `Content`.`transcricao_url` FROM `contents` AS `Content` WHERE id = 803 LIMIT 1111
65SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri` FROM `contents` AS `Content` WHERE `Content`.`lft` <= 294 AND `Content`.`rgt` >= 295 ORDER BY `Content`.`lft` ASC 446
66SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri`, `Content`.`title`, `Content`.`description`, `Content`.`body`, `Content`.`layout`, `Content`.`template`, `Content`.`type`, `Content`.`image`, `Content`.`image_description`, `Content`.`creation_date`, `Content`.`modification_date`, `Content`.`publication_date`, `Content`.`youtube_video`, `Content`.`radio`, `Content`.`arquivo`, `Content`.`transcricao_url` FROM `contents` AS `Content` WHERE id = 798 LIMIT 1111
67SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri` FROM `contents` AS `Content` WHERE `Content`.`lft` <= 324 AND `Content`.`rgt` >= 325 ORDER BY `Content`.`lft` ASC 446
68SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri`, `Content`.`title`, `Content`.`description`, `Content`.`body`, `Content`.`layout`, `Content`.`template`, `Content`.`type`, `Content`.`image`, `Content`.`image_description`, `Content`.`creation_date`, `Content`.`modification_date`, `Content`.`publication_date`, `Content`.`youtube_video`, `Content`.`radio`, `Content`.`arquivo`, `Content`.`transcricao_url` FROM `contents` AS `Content` WHERE id = 786 LIMIT 1111
69SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri` FROM `contents` AS `Content` WHERE `Content`.`lft` <= 296 AND `Content`.`rgt` >= 297 ORDER BY `Content`.`lft` ASC 447
70SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri`, `Content`.`title`, `Content`.`description`, `Content`.`body`, `Content`.`layout`, `Content`.`template`, `Content`.`type`, `Content`.`image`, `Content`.`image_description`, `Content`.`creation_date`, `Content`.`modification_date`, `Content`.`publication_date`, `Content`.`youtube_video`, `Content`.`radio`, `Content`.`arquivo`, `Content`.`transcricao_url` FROM `contents` AS `Content` WHERE id = 776 LIMIT 1111
71SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri` FROM `contents` AS `Content` WHERE `Content`.`lft` <= 298 AND `Content`.`rgt` >= 299 ORDER BY `Content`.`lft` ASC 447
72SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri`, `Content`.`title`, `Content`.`description`, `Content`.`body`, `Content`.`layout`, `Content`.`template`, `Content`.`type`, `Content`.`image`, `Content`.`image_description`, `Content`.`creation_date`, `Content`.`modification_date`, `Content`.`publication_date`, `Content`.`youtube_video`, `Content`.`radio`, `Content`.`arquivo`, `Content`.`transcricao_url` FROM `contents` AS `Content` WHERE id = 773 LIMIT 1111
73SELECT `Content`.`id`, `Content`.`parent_id`, `Content`.`lft`, `Content`.`rgt`, `Content`.`uri` FROM `contents` AS `Content` WHERE `Content`.`lft` <= 300 AND `Content`.`rgt` >= 301 ORDER BY `Content`.`lft` ASC 447