VIOMUNDO
O VIOMUNDO só é possível também através de anunciantes, e detectamos que você utiliza um AdBlock, bloqueador de anúncios.
Por favor considere ajudar o VIOMUNDO desativando o bloqueador para este site.

Menino Cego

13 de junho de 2017 às 16h51

por Marco Aurélio Mello

Quando menino via de tudo, o mundo colorido, o céu ora azul, ora cinzento.

Brincava de corre-corre, pique-esconde e bafo-bafo.

O tempo passou e, assim como os outros, ele virou adulto.

O amor agora brilhava num decalque colado na porta da geladeira…

Refletido numa janela de alumínio do prédio em frente quando amanhecia.

Até que aquela luz foi ficando opaca e distante.

Apesar do sol voltar todos os dias…

Apesar do decalque não ter desbotado…

Seu amor estava ficando cego, como todo amor fica à distância.

Mas ele teimava em não notar, até que anoiteceu.

Para sempre.

10 - ago 1

Sim, é textão

Mas ajuda a pensar.

08 - ago 10

Nossa guerra cotidiana é mais sobre covardia

E menos sobre coragem.

07 - ago 0

O choro de Alexandre

É um pouco o que choramos todos nós.

 

Nenhum Comentário escrever comentário »

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VIOMUNDO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie. Leia o nosso termo de uso.

Deixe uma resposta